Inspeção Predial “MECANIZAÇÃO”

Embed Size (px)

Text of Inspeção Predial “MECANIZAÇÃO”

  • Inspeo PredialMecanizao

    Check-Up predial Como evitar acidentes Ferramenta da manuteno Normas tcnicas Leis

    Realizao Patrocnio

  • Inspeo PredialMECANIZAO

    2015

    Check-UpComo evitar acidentesFerramenta da manutenoNormas tcnicas Leis

  • COOrdENAO: Eduardo Jos Santos Figueiredo

    Vanessa Pacola Francisco

    AutOrEs: Eduardo Jos Santos Figueiredo

    Gerson Viana da Silva

    Jos Carlos Paulino

    Sergio Levin

    Vanessa Pacola Francisco

    rEvIsOrEs: Antnio Carlos Dolacio

    Vanessa Pacola Francisco

    COLAbOrAdOrEs: Marli Lanza Kalil

    Jos Luiz de Moura Raimundo

    Silvio Romero Bezerra de Melo

    George Gadotti

    Inspeo Predial: Mecanizao uma publicao tcnica da Cmara de Inspeo Predial do IBAPE/SP, com patrocnio do CAU SP Conselho de Arquitetura e Urbanismo de So Paulo.

    Realizao: Patrocnio:

  • QuEM sOMOs

    O INSTITUTO BRASILEIRO DE AVALIAES E PERCIAS DE ENGENHARIA DE SO PAULO IbAPE/sP, filiado ao IBAPE, Entidade Federativa Nacional, o rgo de classe formado por Engenheiros, Arquitetos e Empresas habilitadas que atuam na rea das AVALIAES, VISTORIA, INSPEES PREDIAIS E PERCIAS DE ENGENHARIA no Es-tado de So Paulo, fundado em 15 de janeiro de 1979.

    Trata-se de entidade sem fins lucrativos, com o objetivo de congregar tais profissio-nais e promover o avano tcnico das reas de interesse. Para tanto, realiza intercmbio, difuso de informaes e desenvolvimento tcnico. O IbAPE/sP promove, ainda, cursos de formao bsica e avanada, congressos, ciclos de estudos, simpsios, confern-cias, reunies, seminrios, painis de debates e outros eventos. Desenvolve, atravs de suas Cmaras Tcnicas, livros, cartilhas, artigos, normas, estudos, termos de referncia e outros documentos tcnicos para o aprimoramento profissional de seus associados e avano nas reas de interesse.

    O IbAPE/sP organizado por sua Diretoria Executiva e Cmaras Tcnicas, quais se-jam: Cmara de Avaliaes, Cmara de Percias, Cmara de Inspeo Predial e Cmara Ambiental.

    DIRETORIA EXECUTIVA Binio 2014/2015

    Presidente Eng Flvia Zoga Andreatta Pujadasvice-Presidente Arq. Cirlene Mendes da Silvadiretor tcnico Eng Antnio Carlos Dolaciodiretor Cultural Eng Jos Ricardo Pintodiretora de Eventos Eng Andrea Cristina Kluppel Munhoz Soaresdiretor Financeiro Eng Caio Luiz Avancinediretora de relao com Associados Eng Marli Lanza Kalildiretor de relaes Institucionais Eng Luiz Henrique Cappellanodiretor Administrativo Eng Eduardo Rottmann

    Coordenadores das Cmaras Tcnicas Binio 2014/2015Cmara de Percias Eng Octavio Galvo NetoCmara de Avaliaes Arq. Ana Maria de Biazzi Dias de OliveiraCmara de Inspeo Predial Arq. Vanessa PacolaCmaras Ambiental Eng Bruno Moraes NericiConsultor das Cmaras tcnicas Eng Paulo Grandiski

  • Em sequncia s obras sobre Inspeo Predial, a Cmara Tcnica do IBAPE/SP lana mais este exemplar que auxilia gestores prediais e profissionais da rea.

    O IBAPE/SP estuda o tema h mais de 10 anos, e esta publicao soma com as j existentes na coletnea A sa-de dos edifcios. O primeiro exemplar relacionado ao tema da Inspeo Predial, como check-up da edificao, traz os conceitos e a metodologia para a realizao do tra-balho. O segundo exemplar aborda a Inspeo Predial e a manuteno peridica no sistema de preveno e comba-te a incndios, e o terceiro explora os itens do sistema de acessibilidade, importante para o usurio e sua segurana no uso da edificao.

    Agora, a Cmara de Inspeo Predial apresenta a quar-ta publicao desta coletnea com o tema Mecanizao. Chama a ateno para a inspeo e manuteno dos compo-nentes de mecanizao nas edificaes, que garantem fun-cionamento adequado, menor desgaste, menor consumo de energia, reduz paralisaes no programadas, dentre outros.

    Tambm apresenta a Inspeo Predial como matria mul-tidisciplinar. Instalaes mecnicas e eltricas necessitam de profissional engenheiro habilitado, especialista, que deve compor a equipe deste trabalho nas edificaes.

    Parabns aos colegas que colaboraram com mais esta publicao do IBAPE/SP. Parabns Cmara de Inspeo Predial pelo incansvel trabalho de disseminar o conhecimen-to tcnico para a sociedade.

    PrEFCIOs

    Enga Civil

    Flvia Zoga

    Andreatta Pujadas

    Presidente do IbAPE/sP

    binio 2014/2015

  • O Conselho de Arquitetura e Urbanismo de So Paulo CAU/SP tem a satisfao de colaborar com a produo desta publicao, organizada pelo IBAPE/SP, que vem contribuir para o aperfeioamento e desenvolvimento de nossos pro-fissionais tcnicos.

    O tema abordado possibilitar avanarmos no conheci-mento de importantes pontos de atuao profissional dos ar-quitetos e urbanistas.

    Com a recente edio de normas relacionadas execu-o de obras pela ABNT, ampliou-se a importncia do papel de profissionais habilitados nesses campos de atuao, de-monstrando a necessria capacitao para a execuo dos servios.

    Portanto, nosso CAU/SP, que congrega mais de 50.000 profissionais registrados e atuantes no estado de So Paulo, contribui, assim, para a ampliao do conhecimento de nos-sos colegas, levando sociedade especializada esta impor-tante contribuio do IBAPE/SP.

    Arq. Gilberto silva

    domingues de

    Oliveira belleza,

    Presidente do CAu/sP,

    Gesto 2015/2017

  • suMrIO

    1. INTRODUO ................................................................................................................................9

    2. A INSPEO PREDIAL E A IMPORTNCIA DA VERIFICAO DAS CONDIES DE MECANIZAO PREDIAL .................................................................. 11

    3. CONCEITOS ................................................................................................................................ 13

    4. SISTEMAS CARACTERSTICAS TCNICAS .............................................................. 144.1 Sistema Elevador ......................................................................................................... 144.2 Sistema Grupo Motor Gerador (GMG) ............................................................... 154.3 Sistema Ambiente Climatizado ............................................................................. 174.4 Sistema Rede de Distribuio de Gs ............................................................... 194.5 Sistema Ventilao e Exausto Forada ........................................................... 21

    5. INTEGRAO DOS SISTEMAS ........................................................................................... 245.1 Componente Motor Eltrico .................................................................................. 245.2 Componente Bomba Hidrulica .......................................................................... 25

    6. GESTO E DOCUMENTAO ............................................................................................. 27

    7. BIBLIOGRAFIA ............................................................................................................................ 29

  • 9IbAPEsP

    1. INtrOduO

    fato incontroverso que a incorporao dos sistemas mecanizados s edificaes incrementou consideravelmente seu uso e ocupao, trazendo mais conforto e seguran-a aos usurios.

    A exemplo desses sistemas, podem ser citados os Elevadores (que viabilizaram a verticalizao dos projetos e a construo de edifcios altssimos), o Grupo Motor Gera-dor (que contornou o problema relacionado falta de fornecimento de energia eltrica pela rede comercial) e a Ventilao e Exausto Forada (que contribuiu para imprimir maior segurana aos usurios no processo de fuga em caso de incndio).

    Trata-se de sistemas especficos e complexos, que requerem uso e manuteno ade-quados, para que no haja comprometimento em sua vida til, bem como para evitar falhas e paralisaes no programadas nos sistemas, e gastos excessivos em manuten-es corretivas.

    importante lembrar que h casos em que uma falha em um sistema de mecaniza-o, que implique em sua paralisao, pode prejudicar o uso e a ocupao do edifcio (pelo perodo em que permanecer paralisado) ou, ainda, pr em risco a vida dos ocupan-tes e usurios, por se tratar de sistemas relacionados a atendimentos emergenciais (ex.: Grupo Motor Gerador) e a segurana dos usurios (ex.: Ventilao e Exausto Forada).

    fundamental, portanto, que sejam conhecidos os principais sistemas de mecaniza-o disponveis nas edificaes, bem como suas especificidades, seus procedimentos de manuteno e cuidados necessrios a serem observados.

    Considerando a relevncia da funo exercida pelos sistemas mecanizados em uma edificao, bem como o conceito bsico da atividade da Inspeo Predial, como ferra-menta na gesto de uso, operao, manuteno e funcionalidade da edificao (consi-deradas as exigncias dos usurios), o Instituto Brasileiro de Avaliaes e Percias de Engenharia de So Paulo IBAPE/SP, atravs da sua Cmara de Inspeo Predial, de-senvolveu a presente Cartilha, com o fito de dar destaque aos critrios e parmetros tcnicos a serem observados quando do desenvolvimento dos trabalhos de Inspeo Predial, especificamente, quanto aos sistemas mecanizados pertinentes a empreendi-mentos residenciais multifamiliares.

    Trata-se de mais uma publicao da coletnea do Instituto (Cartilhas de Inspeo Predial), voltada no apenas aos profissionais que atuam na rea de percias, mas tam-bm sociedade em geral, para esclarecer e informar, de forma sucinta e simplificada, sobre os aspectos a serem observados quando da anlise das condies dos sistemas mecanizados das edificaes. As informaes compiladas nesta Cartilha sero de gran-de valia, inclusive, ao gestor da manuteno predial, no tocante ao controle dos sistemas mecanizados e das previses oramentrias.

  • 10 IbAPEsP

    Assim, compreender o uso adequado desses sistemas e seus procedimentos de ma-nuteno