Joao das Flores Apresenta Joao das Flores Apresenta

Embed Size (px)

Text of Joao das Flores Apresenta Joao das Flores Apresenta

  • Joao das FloresApresentaJoao das FloresApresenta

  • PiafPiaf

  • Estava h pouco, ouvindo a msica maravilhosa de Edith Piaf.Depois apaguei a luz e fiquei imaginando: Fui buscar cada nota decada cano e ouvir cada frase - A delicadeza e a dor - Senti!

    Piaf a mistura da alma francesa. o sentimento da alma do mundo.

  • Toda poca produz as suas alegrias e as suas tristezas, horrores e encantamentos, mas Piaf sozinha conseguiu produzir um tempo de encanto, usando o sentimento do mundo. Tornou-se a essncia sagrada de uma poca. Deu vida a essa poca. Bastaria ela, para que este momento fosse percebido.

  • s vezes eu fico imaginando: De que maneira a natureza se organiza, de que jeito ela fecundada, que fora espiritual envolvida para que seja dada a luz, um ser to magnfico, to exuberante?

  • A Frana no me surpreende. s vezes consegue voar to longe, e trazer do alto estas criaturas que s conseguimos imaginar que esto entrelaadas nas outras esferas, nos lugares reservados graa, nos domnios de Deus. Ela consegue desatar o n que amarra o lugar do divino e o humano, e arrebatar para a terra a beleza, para mostrar ao mundo o poder da alma de Frana.

  • Ouvir Piaf estar em Paris, respirar o seu romantismo, a seduo desta bela cidade, mesmo sem nunca ter estado l. A sua msica nos familiariza com Paris. A suas canes enchem o nosso corao das luzes e dos vinhos, das alamedas e dos amores, de todos os encantos e de todas as dores.

  • Piaf trazia isso na alma: todas as alegrias e todas as tristezas e por isso, cantava com o sentimento do corao e emocionava tanto.

  • Bastaria que fosse s uma cantora, mas conseguiu ir alm daquilo que se pedia do seu gnio. Na verdade, at as suas mais belas canes foram feitas por ela. Certamente queria mostrar aos mortais a maneira como ela queria que fossem feitas as canes que ela iria imortalizar: Existe uma msica to eterna como o "hino ao amor", ou "la vie en rose"?

  • Ouo Piaf e vou para um momento que no foimeu, mas me sinto vontade. Qualquer de suas canes se insere no tempo do ontem e do agora, do amanh e do sempre. que no existe uma data certa para se cantar o amor. O que belo, transcende o tempo e ilumina a eternidade.

  • Carinhosamente a chamavam de "cotovia de Paris", mas cham-la de cotovia muito pouco. Piaf estava alm das cotovias e dos rouxinis, estes so encontrados em todos os lugares. Piaf era um pssaro nico.

  • Foi o belo anjo da msica, que fugiu do seu lugar sagrado para estar junto dos homens, e tornar a vida mais sonora, e nos mostrar que s vezes, ela pode at ser cor de rosa.

  • PiafA Cotovia de Paris

  • Crnica: Joao das FloresFormatao: MaysaMsica: Lhymme a LamourCantora: Edith Piaf Copyright 2007. Todos os direitos reservados. Voc no pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permisso do autor.http://recantodasletras.uol.com.br/autores/maysa maysabc@terra.com.brwww.macacosecolibris.com