of 159/159
MODELO-PADRÃO DE SOLICITAÇÃO DE PROPOSTAS Seleção de Consultores Banco Mundial Washington, D.C. Dezembro de 2008, Revisada em Maio de 2010

MODELO-PADRÃO DE SOLICITAÇÃO DE PROPOSTASsiteresources.worldbank.org/INTLACBRAZILINPOR/Resources/3817149... · Este Modelo-Padrão de Solicitação de Propostas aplica-se aos serviços

  • View
    219

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of MODELO-PADRÃO DE SOLICITAÇÃO DE...

  • MODELO-PADRO DE SOLICITAO DE PROPOSTAS

    Seleo de Consultores

    Banco Mundial Washington, D.C.

    Dezembro de 2008, Revisada em Maio de 2010

  • Esta reviso , inclusive, para modificar as clusulas de Elegibilidade e de Fraude e Corrupo para alinhar seus contedos Corrigenda emitida em Maio de 2010 para as Diretrizes para Seleo e Contratao de Consultores pelos Muturios do Banco Mundial, refletindo as modificaes relativas a Fraude e Corrupo conforme o Acordo de Esforo Mtuo de Decises de Impedimento entre os Bancos de Desenvolvimento Multilateral, do qual o Grupo Banco Mundial um signatrio.

    Este Modelo-Padro de Solicitao de Propostas aplica-se aos servios de consultoria financiados com os recursos de emprstimos para projetos cujo acordo legal faz referncia a: i) s Diretrizes para Seleo e Contrao de Consultores pelo Banco Mundial, de maio de 2004, revisadas em outubro de 2006; ou ii) s Diretrizes para Seleo e Contrao de Consultores pelo Banco Mundial, de maio de 2004, revisadas em outubro de 2006 e Maio de 2010.

  • SUMRIO

    Prefcio .....................................................................................................................................v

    Seo 1. Carta Convite ...........................................................................................................1

    Seo 2. Instrues aos Consultores ......................................................................................4

    Folha de Dados ..............................................................................................................23

    Seo 3. Proposta Tcnica Formulrios-Padro .............................................................29

    Seo 4. Proposta Financeira Formulrios-Padro ........................................................39

    Apndice........................................................................................................................49

    Seo 5. Termos de Referncia ............................................................................................54

    Seo 6. Minutas-Padro de Contrato ................................................................................55

    Anexo I. Servios de Consultoria: Contratos com Base no Tempo.......................................107

    Anexo II. Servios de Consultoria: Contrato por Preo Global ......................................106

    Anexo III. Pequenos Servios: Remunerao com Base no Tempo ................................137

    Anexo IV. Pequenos Servios: Remunerao por Preo Global .....................................145

  • v

    Prefcio

    1. Este documento constitui o Modelo-Padro de Solicitao de Propostas (MPSDP) do Banco Mundial. Conforme estabelecido nas Diretrizes para Seleo e Contratao de Consultores pelos Muturios do Banco Mundial (as Diretrizes), e pode ser revisado a qualquer tempo, o modelo deve ser utilizado sempre que possvel na seleo de Consultores, de acordo com os diferentes mtodos descritos nas Diretrizes, ou seja, Seleo Baseada na Qualidade e Custo (SBQC), Seleo Baseada na Qualidade (SBQ), Seleo com Oramento Fixo (SOF), Seleo pelo Menor Custo (SMC), Seleo Baseada nas Qualificaes do Consultor (SQC) e Contratao Direta (CD). 2. O uso do Modelo-Padro de Solicitao de Propostas obrigatrio para os contratos com custo estimado acima de US$ 200.000. No obstante, recomenda-se que os Muturios e as agncias implementadoras de projetos financiados pelo Banco tambm utilizem este modelo para os contratos com valor at US$200.000.1 3. Antes de elaborar uma SDP, o usurio deve se familiarizar com as Diretrizes, escolher o mtodo de seleo e a minuta de contrato mais adequada. O MPSDP contm duas minutas-padro de contrato: uma com base no tempo e outra para os servios remunerados pelo preo global. Os prefcios desses dois contratos indicam as situaes em que sua utilizao ser mais apropriada. Este MPSDP compreende tambm minutas que podem ser adotadas para contratos menores (com valor inferior ou equivalente a US$200.000) com pagamentos baseados no tempo ou no preo global. 4. A SDP contm uma Carta Convite e as Instrues aos Consultores padronizadas, os Termos de Referncia e a Minuta-Padro de Contrato. As Instrues aos Consultores e as Condies Gerais do Contrato padronizadas no podem ser alteradas em nenhuma circunstncia. No entanto, a Folha de Dados e as Condies Especiais do Contrato podero ser utilizadas para expressar quaisquer condies especficas do pas ou do servio.

    1 Os requisitos do BIRD e da AID so idnticos. Neste MPSDP, as referncias ao Banco abrangem o BIRD e a

    AID, e as menes aos emprstimos incluem aqueles concedidos pelo BIRD, bem como os crditos e as doaes da AID e os adiantamentos para a elaborao de projetos (PPAs). Acordo de Emprstimo compreende o Acordo de Crdito para o Desenvolvimento, o Acordo de Financiamento para o Desenvolvimento, o Acordo de Doao para o Desenvolvimento e o Acordo de Projeto. As referncias ao Muturio abrangem o beneficirio de uma doao da AID.

  • SOLICITAO DE PROPOSTAS SDP [insira o nmero da SDP]

    Pas [nome do pas]

    Nome do Projeto [nome do projeto]

    Emprstimo n [nmero do emprstimo]

    Especificao dos Servios de Consultoria [insira a especificao]

  • SEO 1. CARTA CONVITE

    [se for aplicvel, insira: Convite n ....; Emprstimo n ......] [Local e Data] [Nome e endereo do Consultor] Prezado Senhor/Senhora, 1. [Nome do Muturio] (doravante chamado de Muturio) [selecione: recebeu ou solicitou] um financiamento [selecione: do Banco Internacional de Desenvolvimento e Reconstruo (BIRD) ou da Associao de Desenvolvimento Internacional (AID)] (doravante denominado emprstimo) para fazer face aos custos do [Nome do Projeto], pretendendo aplicar uma parte dos recursos para efetuar pagamentos elegveis nos termos do contrato referente a esta Solicitao de Propostas. 2. [Nome do Cliente] convida apresentao de propostas com vistas ao fornecimento dos seguintes servios de consultoria: [especifique os servios de consultoria]. Os Termos de Referncia contm mais detalhes sobre os servios solicitados. 3. Esta Solicitao de Propostas (SDP) foi enviada aos seguintes participantes da lista curta de consultores: [Lista Curta de Consultores] No permitido transferir este convite a nenhuma outra empresa. 4. A empresa ser escolhida nos termos da [mtodo de seleo] e dos procedimentos descritos nesta SDP, de acordo com as normas [selecione: do Banco Internacional para Reconstruo e Desenvolvimento (BIRD) ou da Associao Internacional de Desenvolvimento (AID)] detalhadas nas Diretrizes para Seleo e Contratao de Consultores pelos Muturios do Banco Mundial, que podem ser obtidas no seguinte website: www.worldbank.org/procure. 5. A SDP compreende os seguintes documentos:

    Seo 1 Carta Convite Seo 2 Instrues aos Consultores (inclui a Folha de Dados)

    Seo 3 Proposta Tcnica Formulrios-Padro Seo 4 Proposta Financeira Formulrios-Padro Seo 5 Termos de Referncia Seo 6 Minutas-Padro de Contrato

  • 6. Aps o recebimento deste documento, solicitamos o envio das seguintes informaes, por escrito, para [endereo]:

    (a) Confirmao do recebimento da Carta Convite; e (b) Se a proposta a ser enviada ser individual ou associativa.

    Atenciosamente,

    [Assinatura, nome e cargo do representante do Cliente]

  • SEO 2. INSTRUES AOS CONSULTORES

    Definies .................................................................................... Error! Bookmark not defined.

    1. Introduo ............................................................................ Error! Bookmark not defined.

    Fraude e Corrupo ............................................................ Error! Bookmark not defined.

    Eligibilidade ....................................................................... Error! Bookmark not defined.

    Eligibilidade de Subconsultores .........................................................................................11

    Origem dos Bens e Servios de Consultoria ...................... Error! Bookmark not defined.

    Apenas uma Proposta ......................................................... Error! Bookmark not defined.

    Validade da Proposta Validity ........................................... Error! Bookmark not defined.

    2. Esclarecimento e Ementa aos Documentos da SDP .......... Error! Bookmark not defined.

    3. Preparation of Proposals ..................................................... Error! Bookmark not defined.

    Formato e Contedo da Proposta Tcnica ......................... Error! Bookmark not defined.

    Propostas Financeiras ........................................................ Error! Bookmark not defined.

    Impostos ............................................................................. Error! Bookmark not defined.

    4. Submisso, Recebimento e Abertura das Propostas ......... Error! Bookmark not defined.

    5. Avaliao da Proposta ......................................................... Error! Bookmark not defined.

    Avaliao das Propostas Tcnicas ..................................... Error! Bookmark not defined.

    propostas Financeiras para SBQ ........................................ Error! Bookmark not defined.

    Abertura Pblica e Avaliao das Propostas Financeiras (apenas para SBQCS, SOF, e SMC) ............................ Error! Bookmark not defined.

    6. Negotiaes ........................................................................... Error! Bookmark not defined.

    Negociaes tcnicas ......................................................... Error! Bookmark not defined.

    Negociaes financeiras..................................................... Error! Bookmark not defined.

    Disponibilidade de funcionrios/especialistas ProfissionaisError! Bookmark not defined.

    Concluso das negociaes ............................................... Error! Bookmark not defined.

    7. Outorga do Contrato .......................................................... Error! Bookmark not defined.

    8. Confidencialidade ................................................................ Error! Bookmark not defined.

  • Seo 2. Instrues aos Consultores 4

    SEO 2. INSTRUES AOS CONSULTORES

    [Nota ao Muturio: esta Seo 2 - Instrues aos Consultores, no dever ser modificada. Quaisquer alteraes que se faam necessrias e que sejam aceitas pelo Banco, para refletir questes especficas do pas e do projeto, devero ser inseridas somente na Folha de Dados (por exemplo, mediante a incluso de novos pargrafos de referncia)]. Definies (a) Banco significa o Banco Internacional de Reconstruo e

    Desenvolvimento, Washington, D.C., EUA, ou a Associao de Desenvolvimento Internacional, Washington, D.C., EUA.

    (b) Cliente significa a agncia com a qual o Consultor selecionado

    firma o Contrato para a prestao dos Servios.

    (c) Consultor significa qualquer entidade ou pessoa que presta ou pode prestar Servios ao Cliente no mbito do Contrato.

    (d) Contrato significa o Contrato firmado pelas Partes e todos os documentos anexos, listados em sua Clusula 1, ou seja, as Condies Gerais (CG), as Condies Especiais (CE) e os Apndices.

    (e) Folha de Dados significa a parte das Instrues aos Consultores utilizada para refletir as condies especficas do pas e do projeto.

    (f) Dia significa o dia do calendrio.

    (g) Governo significa o governo do pas do Cliente.

    (h) Instrues aos Consultores (Seo 2 da SDP) significa o documento que presta aos Consultores da lista curta todas as informaes necessrias preparao de suas propostas.

    (i) CC (Seo 1 da SDP) significa a Carta Convite enviada aos Consultores da lista curta.

    (j) Equipe significa os profissionais e o pessoal de apoio apresentados pelo Consultor ou por qualquer Subconsultor, para executar os Servios ou qualquer uma de suas partes; Equipe Estrangeira significa os profissionais e o pessoal de apoio que, ao serem designados para o servio, residiam fora do pas do Governo; Equipe Local significa os profissionais e o pessoal

  • Seo 2. Instrues aos Consultores 5

    de apoio que, ao serem indicados para o servio, estavam domiciliados no pas do Governo.

    (k) Proposta significa a Proposta Tcnica e a Proposta Financeira

    (l) SDP significa a Solicitao de Propostas a ser preparada pelo Cliente para selecionar os Consultores com base no MPSDP.

    (m) MPSDP significa o Modelo-Padro de Solicitao de Propostas que o Cliente deve utilizar como guia para a preparao da SDP.

    (n) Servios significa o trabalho a ser executado pelo Consultor nos termos do Contrato.

    (o) Subconsultor significa a pessoa ou entidade com quem o Consultor subcontrata qualquer parte dos Servios.

    (p) Termos de Referncia (TR) significa o documento includo na SDP como Seo 5, que explica os objetivos, a abrangncia do trabalho, as atividades e tarefas a serem executadas, as respectivas responsabilidades do Cliente e do Consultor, bem como os resultados esperados e os itens a serem fornecidos.

    1. Introduo 1.1 O Cliente indicado na Folha de Dados selecionar uma

    empresa/organizao de consultoria (o Consultor) na lista curta anexada Carta Convite, de acordo com o mtodo de seleo especificado na Folha de Dados.

    1.2 Os Consultores da lista curta so convidados a apresentar uma

    Proposta Tcnica e uma Proposta Financeira, ou apenas uma Proposta Tcnica, conforme especificado na Folha de Dados, relativas aos servios de consultoria necessrios para o trabalho mencionado na Folha de Dados. A Proposta servir de base para as negociaes e, posteriormente, para a assinatura de um Contrato com o Consultor selecionado.

    1.3 Os consultores devem se familiarizar com as condies locais,

    levando-as em conta ao elaborar suas propostas. Para obter informaes atualizadas sobre o servio e as condies locais, recomenda-se que os consultores visitem o Cliente antes do envio da proposta e participem de uma reunio prvia, se esta for prevista na Folha de Dados. O comparecimento reunio prvia opcional. Os Consultores devem entrar em contato com o representante do Cliente indicado na Folha de Dados, para organizar a visita ou obter informaes adicionais sobre a reunio, e notific-lo da visita com a devida antecedncia, a fim de que o Cliente possa tomar as providncias necessrias.

  • Seo 2. Instrues aos Consultores 6

    1.4 O Cliente providenciar oportunamente e sem nenhum custo para os consultores os insumos e instalaes especificados na Folha de Dados, prestar assistncia na obteno das licenas e autorizaes necessrias execuo dos servios e colocar disposio os dados e relatrios do projeto.

    . 1.5 Os Consultores devero assumir todos os custos associados

    elaborao e envio de suas propostas, bem como negociao do contrato. O Cliente no est obrigado a aceitar qualquer proposta apresentada e se reserva o direito de anular o processo de seleo em qualquer momento anterior outorga do contrato, sem incorrer por isso em qualquer responsabilidade perante os Consultores.

    Conflito de Interesses

    1.6 A poltica do Banco exige que os Consultores ofeream assistncia profissional, objetiva e imparcial e, em todos os momentos mantenham o interesse do Cliente em primeiro plano, evitem conflitos com outros servios ou interesses corporativos prprios, e atuem sem considerar a possibilidade de qualquer trabalho futuro.

    1.6.1 Sem limitao ao aspecto geral da disposio precedente, os Consultores e seus associados sero considerados em situao de conflito de interesses e sua contratao no ser efetuada em quaisquer das circunstncias estabelecidas abaixo:

    Atividades conflitantes

    (i) Uma empresa, ou qualquer de suas associadas, que seja contratada pelo Cliente para fornecer bens, obras ou servios que no de consultoria para um projeto ser desqualificada para a prestao de consultoria relacionada a esses itens. Por outro lado, uma empresa e qualquer de suas associadas, que seja contratada para prestar servios de consultoria referentes preparao ou implementao de um projeto ser desqualificada para o fornecimento subsequente de bens, obras ou servios que no sejam de consultoria, resultantes ou diretamente ligados aos servios de consultoria da firma, referentes preparao ou implementao original. Para fins deste pargrafo, os servios que no envolvem

  • Seo 2. Instrues aos Consultores 7

    consultoria so definidos como aqueles que levam a um resultado fsico mensurvel, por exemplo, pesquisas, perfurao exploratria, fotografia area e imagens de satlite.

    Servios conflitantes

    (ii) Um Consultor (inclusive as suas Equipes e Subconsultores) ou qualquer de seus associados no dever ser contratado para qualquer servio que, por sua natureza, conflite com outro servio a ser executado pelo Consultor para o mesmo Cliente ou para outro. Por exemplo, um Consultor contratado para preparar um desenho de engenharia para um projeto de infra-estrutura no dever ser encarregado da elaborao de uma avaliao ambiental independente para o mesmo projeto, e um Consultor que presta assistncia a um Cliente na privatizao de bens pblicos no dever adquirir nem oferecer aconselhamento aos compradores sobre esses bens. Da mesma, forma, um Consultor contratado para preparar os Termos de Referncia de um empreendimento no deve ser contratado para esse mesmo servio.

    Relacionamentos conflitantes

    (iii) O Consultor (incluindo a sua Equipe e os Subconsultores) que tiver relacionamento comercial ou familiar com um membro da equipe do Cliente que esteja direta ou indiretamente envolvido em qualquer parte: (i) da preparao dos Termos de Referncia, (ii) do processo de seleo ou (iii) da superviso do Contrato, no poder receber sua outorga, a menos que o conflito originado por esse relacionamento tenha sido resolvido de forma aceitvel pelo Banco durante o processo de seleo e da execuo do Contrato em questo.

    1.6.2 Os Consultores tm obrigao de revelar qualquer

    situao de conflito, real ou potencial, que interfira em sua capacidade de servir os melhores interesses de seu Cliente ou que possa ser considerada de modo razovel como tal. A omisso sobre essas situaes

  • Seo 2. Instrues aos Consultores 8

    poder levar desqualificao do Consultor ou resciso de seu Contrato.

    1.6.3 Nenhuma agncia ou funcionrio do Cliente em atividade poder trabalhar como Consultor em seu prprio ministrio, departamento ou agncia. A contratao de ex-funcionrios pblicos do Cliente, para trabalhar em seus antigos ministrios, departamentos ou agncias poder ser aceita, desde que no exista nenhum conflito de interesses. Quando o Consultor nomear um funcionrio pblico para a equipe em sua proposta tcnica, o profissional indicado dever apresentar uma declarao redigida pelo seu governo ou empregador confirmando que est em licena sem vencimentos de seu cargo oficial e tem permisso para realizar trabalho em tempo integral fora de seu cargo oficial anterior. O Consultor deve fornecer esse certificado ao Cliente como parte da proposta tcnica.

    Vantagem Desleal 1.6.4 Se um Consultor da lista curta obtiver vantagem

    competitiva por ter prestado servios de consultoria relacionados ao trabalho em questo, o Cliente dever disponibilizar a todos os participantes da lista curta, juntamente com esta SDP, todas as informaes que possam trazer a esse Consultor qualquer vantagem competitiva sobre os seus concorrentes.

    Fraude e Corrupo

    1.7 poltica do Banco exigir de todos os Muturios (inclusive os beneficirios de emprstimos do Banco), bem como dos consultores e seus agentes (se declarados ou no), pessoal, subcontratados, subconsultores, prestadores de servios e fornecedores, no mbito de contratos financiados pelo Banco, a observncia dos mais elevados padres de tica durante o processo de seleo e a execuo desses contratos1. De acordo com esta poltica, o Banco:

    (a) define, para fins dessa disposio, as expresses abaixo da seguinte forma:

    1 Neste contexto, qualquer ao tomada por um consultor ou subconsultor para influenciar o processo de seleo

    ou a execuo do contrato buscanco uma vantagem indevida imprpria.

  • Seo 2. Instrues aos Consultores 9

    (i) prtica corrupta significa oferecer, dar, receber ou solicitar, direta ou indiretamente, qualquer coisa de valor para influenciar indevidamente as aes de terceiros2;

    (ii) prtica fraudulenta significa qualquer ato ou omisso, falsificao de fatos que, de forma intencional ou irresponsvel, induza ou tente induzir uma Parte3 a obter benefcio financeiro ou outros benefcios, ou para evitar uma obrigao;

    (ii) prtica colusiva significa uma combinao entre duas ou mais Partes4 visando alcanar um fim indevido, inclusive influenciar indevidamente as aes de terceiros;

    (iv) prtica coercitiva significa prejudicar ou lesar, ou ameaar prejudicar ou lesar, direta ou indiretamente, qualquer parte ou propriedade da parte para infuenciar indevidamente as aes de uma Parte5.

    (v) prtica obstrutiva: (aa) deliberadamente destruir, falsificar, alterar ou

    ocultar provas em investigaes ou fazer declaraes falsas a investigadores, com o objetivo de impedir materialmente uma investigao do Banco sobre alegaes de uma prtica de corrupo, fraude, coero ou coluso; e/ou ameaar, assediar ou intidimidar qualquer parte para que esta no revele qualquer fato que seja de seu conhecimento em relao a questes relevantes para a investigao, ou para impedir que recorra investigao ou a conduza, ou,

    (bb) atos que objetivem impedir materialmente o exerccio dos direitos de inspeo e auditoria

    2 Terceiros refere-se a um funcionrio pblico que atua no processo de seleo ou na execuo do contrato.

    Nesse contexto, funcionrio pblico inclui a equipe do Banco Mundial e os funcionrios de outras organizaes que examinam ou tomam decises sobre a seleo.

    3 Parte refere-se a um funcionrio pblico; os termos benefcio e obrigao so relativos ao processo de seleo ou execuo do contrato; e ato ou omisso objetiva influenciar o processo de seleo ou a execuo do contrato.

    4 Partes referem-se aos participantes do processo de licitao ou de seleo (incluindo os funcionrios pblicos) que tentam estabelecer preos em nveis artificiais e no-competitivos.

    5 Parte refere-se a um participante do processo de seleo ou da execuo do contrato.

  • Seo 2. Instrues aos Consultores 10

    do Banco, nos termos do pargrafo 1.7.1 abaixo.

    (b) rejeitar a recomendao de outorga se concluir que o consultor indicado se envolveu, de forma direta ou por meio de um agente, em prtica corrupta, fraudulenta, colusiva ou coercitiva ao concorrer ao contrato em questo;

    (c) cancelar a parcela do Emprstimo alocada a um contrato se, a qualquer momento, concluir que os representantes do Muturio ou de um beneficirio do Emprstimo se envolveram em prtica corrupta, fraudulenta, colusiva ou coercitiva, durante o processo de seleo ou de execuo daquele contrato, sem que o Muturio tenha tomado medidas oportunas e adequadas, satisfatrias ao Banco, para resolver essa prtica quando ela ocorrer;

    (d) impor sanes a uma firma ou consultor individual a qualquer tempo, de acordo com procedimentos6 vigentes de sanes do Banco, incluindo declarao pblica de que tal firma ou consultor individual /est inelegvel, tanto indefinidamente ou por um prazo determinado de tempo para: a) a outorga de um contrato financiado pelo Banco, e b) ser um subconsultor7 designado, um sucontratado, fornecedor ou prestador de servios de uma outra firma elegvel contratada em um contrato financiado pelo Banco.

    1.7.1 Nos termos desta poltica, os consultores devero permitir ao Banco inspecionar suas contas, registros e outros documentos relativos apresentao de propostas e execuo do contrato, e, submet-los ao exame de auditores designados pelo Banco.

    1.8 Os Consultores, seus agentes (se declarados ou no),

    6 Uma firma ou um consultor individual pode ser declarado inelegvel para outorga de um contrato financiado

    pelo Banco aps a concluso do processo de sanes do Banco, conforme seus procedimentos de sanes, incluindo nomeadamente: (i) suspenso temporria em conexo com um processo de sano em curso; (ii) Impedimento Cruzado, conforme acordado com outras Instituies Financeiras Internacionais, incluindo Bancos Multilaterais de Desenvolvimento e (iii) procedimentos de sanes por fraude e corrupo em aquisies administrativas e corporativas do Grupo Banco Mundial.

    7 Um subconsultor designado, fornecedor ou prestador de servios qualquer um que tenha tem sido (i) includo

    pelo consultor na sua proposta, porque traz experincia especfica e essencial e know-how que so considerados na avaliao tcnica da proposta do consultor para os servios em questo; ou (ii) designado pelo cliente.

  • Seo 2. Instrues aos Consultores 11

    subconsultores, prestadores de servios e fornecedores no podero estar sob declarao de inelegibilidade emitida pelo Banco, devido a envolvimento em prticas corruptas ou fraudulentas, de acordo com o pargrafo 1.7 acima. Alm disso, os Consultores devem estar cientes das disposies sobre fraude e corrupo estabelecidas nas clusulas especficas das Condies Gerais do Contrato.

    1.9 Os Consultores devem prestar informaes sobre comisses e gratificaes, se houver, pagas ou a serem pagas aos agentes relacionados a esta proposta e durante a execuo do contrato, caso recebam a sua outorga, conforme solicitado no modelo de Proposta Financeira (Seo 4).

    Elegibilidade 1.10 Uma firma ou um consultor individual declarado inelegvel pelo Banco de acordo com o pargrafo 1.7 (d) acima ou segundo as Diretrizes do Banco para Preveno e Combate Fraude e Corrupo em Projetos Financiados por Emprstimos do BIRD e Crditos e Doaes da AID ser inelegvel para a outorga de um contrato financiado pelo Banco ou para beneficiar-se de um contrato fiananciado pelo Banco, financeiramente ou de outro modo, pelo perodo que o Banco vier a determinar.

    Elegibilidade dos Subconsultores

    1.11 Caso um Consultor que faz parte da lista curta pretenda se associar aos Consultores que no fazem parte da lista curta, e/ou a especialista(s), estes outros Consultores e/ou especialista(s) estaro sujeitos aos critrios de elegiilidade estabelecidos nas Diretrizes.

    Origem dos Bens e dos Servios de Consultoria

    1.12 Os Bens e Servios de Consultoria fornecidos no mbito do Contrato podem ser provenientes de qualquer pas, exceto se:

    (i) por fora de lei ou norma oficial, o pas do Muturio proibir relaes comerciais com esse pas, ou

    (ii) em cumprimento a uma deciso do Conselho de Segurana das Naes Unidas, nos termos do Captulo VII da Carta das Naes Unidas, o pas do Muturio proibir qualquer importao de bens desse pas ou qualquer pagamento a pessoas ou entidades desse pas.

    Apenas uma Proposta

    1.13 Os Consultores da lista curta podero apresentar somente uma proposta. Se um Consultor apresentar ou participar de mais de uma proposta, essas sero desclassificadas. No entanto, essa restrio no limita a participao do mesmo Subconsultor,

  • Seo 2. Instrues aos Consultores 12

    inclusive de especialistas individuais, em mais de uma proposta.

    Validade da Proposta

    1.14 A Folha de Dados indica por quanto tempo as propostas dos Consultores devero permanecer vlidas aps a data de apresentao. Nesse perodo, os Consultores devero manter disponvel a equipe de Profissionais indicada na Proposta. O Cliente far os seus melhores esforos no sentido de concluir as negociaes dentro desse prazo. Entretanto, caso haja necessidade, o Cliente poder solicitar aos Consultores uma prorrogao da validade de suas propostas. Os Consultores que concordarem com tal prorrogao devero confirmar que mantm disponvel a equipe de Profissionais indicada na Proposta, ou na sua confirmao de prorrogao da validade da Proposta, os Consultores podem submeter uma nova equipe em substituio, que seria considerada na avaliao final para a outorga do contrato. Os Consultores que no concordarem tm o direito de recusar a prorrogao da validade de suas Propostas.

    2. Esclarecimentos e Modificaes nos Documentos da SDP

    2.1 Os Consultores podem solicitar esclarecimentos sobre qualquer dos documentos que compem a SDP dentro do prazo especificado na Folha de Dados, anterior data de apresentao das propostas. Qualquer pedido de esclarecimento deve ser enviado por escrito ou por meio eletrnico padro para o endereo do Cliente indicado na Folha de Dados. O Cliente responder por escrito, ou por meio eletrnico padro, e remeter cpias escritas da resposta (incluindo uma explicao sobre a pergunta, sem identificar a fonte) a todos os Consultores. Se o Cliente considerar que necessrio alterar a SDP como resultado do esclarecimento, ele dever faz-lo seguindo o procedimento estabelecido no pargrafo 2.2.

    2.2 A qualquer momento antes da apresentao das propostas, o Cliente poder modificar a SDP, enviando um adendo por escrito ou por meio eletrnico padro. O adendo ser enviado a todos os Consultores e se tornar obrigatrio. Os Consultores devero confirmar o recebimento de todos os adendos. Para que os Consultores disponham de tempo suficiente para examin-los em relao s suas Propostas, o Cliente poder prorrogar o prazo de entrega das mesmas, caso a modificao seja substancial.

  • Seo 2. Instrues aos Consultores 13

    3. Elaborao das Propostas

    3.1 A Proposta (ver o pargrafo 1.2), bem como toda a correspondncia a ela relacionada entre os Consultores e o Cliente, deve ser redigida no(s) idioma(s) especificado(s) na Folha de Dados.

    3.2 Ao elaborar suas Propostas, os Consultores devero examinar

    detalhadamente os documentos que compem a SDP. Qualquer deficincia importante nas informaes prestadas poder resultar na rejeio de uma Proposta.

    3.3 Durante a preparao da Proposta Tcnica, os Consultores

    devem estar especialmente atentos ao seguinte:

    (a) Se um Consultor da lista curta considerar a possibilidade de melhorar a sua qualificao tcnica para o servio associando-se a outros consultores na forma de consrcio ou subconsultoria, ele poder faz-lo: (a) com Consultores no includos na lista curta ou (b) com outros Consultores da lista curta, se assim for indicado na Folha de Dados. O Consultor da lista curta deve obter aprovao prvia do Cliente, se desejar criar um consrcio com outro(s) Consultor(es) que estejam ou no includos na lista curta. No caso de uma associao com um ou mais Consultores fora da lista curta, o Consultor que pertencer lista dever atuar como lder da associao. No caso de consrcio, todos os membros sero responsveis conjunta e solidariamente, e devero indicar aquele que os representar.

    (b) A estimativa do nmero de profissionais-ms ou o

    oramento para a execuo do servio dever constar na Folha de Dados, mas no ambos. No entanto, a Proposta deve basear-se no nmero de profissionais-ms ou no oramento previsto pelos consultores.

    No caso dos servios com oramento fixo, o oramento ser apresentado na Folha de Dados e a Proposta Financeira no dever ultrapassar esse valor, enquanto o nmero estimado de profissionais-ms no dever ser divulgado.

    (c) No dever ser proposta uma equipe profissional alternativa e somente um currculo poder ser

  • Seo 2. Instrues aos Consultores 14

    apresentado para cada cargo.

    Idioma (d) Os documentos a serem apresentados pelos Consultores como parte do servio devem ser redigidos no(s) idioma(s) especificado(s) no Pargrafo de Referncia 3.1 da Folha de Dados. Se o Pargrafo de Referncia 3.1 indicar dois idiomas, aquele em que a proposta do Consultor vencedor foi escrita reger a sua interpretao. Recomenda-se que a Equipe da empresa tenha conhecimento profissional do idioma nacional do Cliente.

    Forma e Contedo da Proposta Tcnica

    3.4 Dependendo da natureza do servio, os Consultores devero apresentar uma Proposta Tcnica Completa (PTC) ou uma Proposta Tcnica Simplificada (PTS). A Folha de Dados indica o formato da Proposta Tcnica a ser apresentada. O envio do tipo incorreto far com que a Proposta seja considerada incompatvel. A Proposta Tcnica deve conter as informaes especificadas nos pargrafos (a) a (g) seguintes, utilizando os Formulrios-Padro (Seo 3) anexos. O pargrafo (c) (ii) indica o nmero de pginas recomendado para a descrio da abordagem, da metodologia e do plano de trabalho da PTS. Uma pgina definida como uma folha no formato A4 ou Carta, impressa em um dos lados.

    (a) (i) Somente para a PTC: uma breve descrio da

    empresa e um resumo da experincia recente dos Consultores e, no caso de um empreendimento conjunto, de cada Consultor em servios de natureza semelhante so exigidos no Formulrio TEC-2 da Seo 3. Para cada trabalho, a descrio dever indicar os nomes dos Subconsultores e profissionais envolvidos, a durao do servio, o valor do contrato e a participao do Consultor. Deve-se fornecer somente informaes sobre as tarefas para as quais o Consultor foi contratado legalmente pelo Cliente, como uma empresa ou como uma das firmas principais em um empreendimento conjunto. Os servios prestados por profissionais individuais que trabalhem de modo autnomo ou atravs de outras empresas de consultoria no podero ser apresentados como experincia do Consultor ou de seus associados,

  • Seo 2. Instrues aos Consultores 15

    mas podero constar dos currculos dos profissionais. Os Consultores devem estar aptos a comprovar sua experincia, se o Cliente assim o exigir.

    (ii) Para a PTS, as informaes acima no so exigidas e o Formulrio TEC-2 da Seo 3 no dever ser utilizado.

    (b) (i) Somente para a PTC: comentrios e sugestes sobre os Termos de Referncia, compreendendo propostas viveis que possam melhorar a qualidade e a eficincia do servio, bem como sobre os requisitos da equipe de contrapartida e das instalaes que abrangem: apoio administrativo, escritrios, transporte local, equipamento, dados, etc. a serem fornecidos pelo cliente (Formulrio TEC-3 da Seo 3).

    (ii) Para a PTS, o Formulrio TEC-3 da Seo 3 no dever ser utilizado. Os comentrios e sugestes acima, se houver, devero ser incorporados descrio da abordagem e da metodologia (consulte o subpargrafo 3.4 (c) (ii) a seguir).

    (c) (i) Para a PTC e a PTS: uma descrio da abordagem, da metodologia e do plano de trabalho para realizar os servios, abrangendo os seguintes itens: abordagem tcnica e metodologia, plano de trabalho, organizao e horrio de trabalho da equipe. O Formulrio TEC-4 da Seo 3 contm orientaes sobre o contedo desta seo da Proposta Tcnica. O plano de trabalho deve ser compatvel com o Cronograma de Trabalho (Formulrio TEC-8 da Seo 3), que mostrar em um grfico de barras o cronograma proposto para cada atividade.

    (ii) Somente para a PTS: a descrio da abordagem, da metodologia e do plano de trabalho deve conter normalmente dez pginas, incluindo os grficos, diagramas, alm de comentrios e sugestes, se houver, sobre os Termos de Referncia e a equipe e instalaes de contrapartida.

    (d) A lista de profissionais proposta por rea de especializao, bem como o cargo que ser atribudo a

  • Seo 2. Instrues aos Consultores 16

    cada membro da equipe e suas respectivas tarefas (Formulrio TEC-5 da Seo 3).

    (e) Estimativa da participao da equipe (pessoas-ms locais e estrangeiros) necessrios para a execuo do servio (Formulrio TEC-7 da Seo 3). A carga mensal de trabalho da equipe deve ser indicada separadamente para as atividades de escritrio e de campo e tambm para os profissionais locais e estrangeiros.

    (f) Os currculos assinados pelos profissionais propostos ou pelo representante autorizado da equipe (Formulrio TEC-6 da Seo 3).

    (g) Somente para a PTC: uma descrio detalhada da metodologia proposta e da equipe a ser treinada, se a Folha de Dados indicar o treinamento como um componente especfico do servio.

    3.5 A Proposta Tcnica no dever incluir qualquer informao

    financeira. Se isso ocorrer, ela poder ser considerada incompatvel.

    Propostas Financeiras

    3.6 Na preparao da Proposta Financeira devero ser utilizados os Formulrios-Padro (Seo 4) anexos e includos todos os custos associados ao servio, compreendendo (a) a remunerao do pessoal (estrangeiro e local, em campo e na sede do Consultor) e (b) as despesas reembolsveis indicadas na Folha de Dados. Se aplicvel, esses custos devero ser discriminados por atividade e, caso necessrio, por despesas locais e no exterior. Todas as atividades e itens descritos na Proposta Tcnica devem ser cotados separadamente e os que no contenham o respectivo preo sero considerados como parte do custo de outras atividades ou itens.

    Impostos 3.7 O Consultor poder estar sujeito ao pagamento de impostos

    locais (como, por exemplo, imposto sobre vendas ou valor agregado, encargos sociais ou imposto de renda incidente sobre a Equipe Estrangeira no residente, direitos alfandegrios, taxas e outras contribuies) sobre os montantes a serem pagos pelo Cliente de acordo com o Contrato. O Cliente especificar na Folha de Dados se o Consultor est sujeito a pagamento de algum imposto local.

  • Seo 2. Instrues aos Consultores 17

    Esses montantes no sero includos na Proposta Financeira, porque no sero avaliados, mas sero discutidos nas negociaes e os valores adequados includos no Contrato.

    3.8 Os Consultores podem expressar o preo de seus servios em

    um mximo de trs moedas livremente conversveis, individuais ou combinadas. O Cliente pode exigir que o Consultor indique a parte do seu preo que representa custo local em moeda nacional, se assim for estabelecido na Folha de Dados.

    3.9 Se houver comisses e gratificaes relacionadas ao servio, pagas ou a serem pagas pelo Consultor, estas devero ser relacionadas no Formulrio FIN-1 - Proposta Financeira, na Seo 4.

    4. Apresentao, Recebimento e Abertura das Propostas

    4.1 A proposta original (Proposta Tcnica e, se for exigida, a Proposta Financeira; ver o pargrafo 1.2) no dever conter entrelinhamento ou sobrescritos, exceto quando forem necessrios correo de erros cometidos pelos prprios Consultores. A pessoa que houver assinado a proposta dever rubricar essas correes. As cartas de apresentao das Propostas Tcnica e Financeira devero estar, respectivamente, no formato TEC-1 da Seo 3 e FIN-1 da Seo 4.

    4.2 Um representante autorizado dos Consultores dever rubricar todas as pginas dos originais das Propostas Tcnica e Financeira. A autorizao dever ser redigida na forma de uma procurao anexada Proposta ou em qualquer outro formato que demonstre que o representante foi devidamente credenciado para assin-las. As Propostas Tcnica e Financeira assinadas devero estar identificadas com a palavra ORIGINAL.

    4.3 A Proposta Tcnica dever estar identificada como ORIGINAL ou CPIA, conforme apropriado. As Propostas Tcnicas devero ser enviadas aos endereos mencionados no pargrafo 4.5 e com o nmero de cpias especificado na Folha de Dados. Todas as cpias da Proposta Tcnica necessrias devero ser feitas a partir do original. Se houver discrepncias entre o original e as cpias da Proposta Tcnica, prevalecer o original.

    4.4 O original e todas as cpias da Proposta Tcnica sero

  • Seo 2. Instrues aos Consultores 18

    inseridos em um envelope lacrado, claramente identificado como PROPOSTA TCNICA. Da mesma forma, o original da Proposta Financeira (se for exigido no mtodo de seleo indicado na Folha de Dados) dever ser inserido em um envelope lacrado, claramente identificado como PROPOSTA FINANCEIRA, seguido pelo nmero do Emprstimo ou dos Termos do Contrato (TC), e pela indicao do servio, alm da advertncia NO ABRIR JUNTO COM A PROPOSTA TCNICA. Os envelopes com as Propostas Tcnica e Financeira devero ser colocados em um envelope externo lacrado, com o endereo para envio, o nmero de referncia e a especificao do Emprstimo, contendo claramente a advertncia NO ABRIR, EXCETO NA PRESENA DO FUNCIONRIO INDICADO, ANTES DE [insira a hora e a data final para o envio das propostas, especificadas na Folha de Dados]. O Cliente no ser responsvel pelo extravio, perda ou abertura antecipada, caso o envelope externo no tenha sido lacrado e/ou marcado conforme indicado. Se isso ocorrer, a Proposta poder ser rejeitada. Se a Proposta Financeira no for apresenta em um envelope separado e lacrado, devidamente identificado como foi especificado acima, isso constituir motivo para que seja declarada incompatvel.

    4.5 As propostas devem ser enviadas ao(s) endereo(s)

    indicado(s) na Folha de Dados e recebidas pelo Cliente at a hora e a data indicadas na Folha de Dados, ou em qualquer prorrogao dessa data, conforme especificado no pargrafo 2.2. Qualquer proposta recebida pelo Cliente aps o prazo final para sua apresentao ser devolvida intacta.

    4.6 O Cliente abrir a Proposta Tcnica imediatamente aps o prazo final para sua apresentao. Os envelopes com as Propostas Financeiras permanecero lacrados e guardados de forma segura.

    5. Avaliao das Propostas

    5.1 A partir do momento em que as Propostas forem abertas at a outorga do Contrato, os Consultores no devero entrar em contato com o Cliente para tratar de qualquer assunto relacionado sua Proposta Tcnica e/ou Financeira. Qualquer tentativa dos Consultores no sentido de influenciar o exame, a avaliao, a comparao das Propostas e a recomendao de outorga do contrato pelo Cliente poder resultar na desqualificao de sua Proposta.

    Os avaliadores das Propostas Tcnicas no devero ter acesso

  • Seo 2. Instrues aos Consultores 19

    s Propostas Financeiras at que a avaliao tcnica esteja concluda e o Banco tenha emitido a sua no objeo.

    Avaliao das Propostas Tcnicas

    5.2 A comisso de avaliao analisar as Propostas Tcnicas com base em sua adequao aos Termos de Referncia, adotando os critrios, subcritrios e o sistema de pontuao especificados na Folha de Dados. Cada proposta considerada responsiva receber uma nota tcnica (Nt). Nesta fase, ser rejeitada a proposta que no atender a importantes aspectos da SDP e particularmente dos Termos de Referncia, ou que no obtiver a nota tcnica mnima indicada na Folha de Dados.

    Propostas Financeiras para a SBQ

    5.3 Aps a classificao das Propostas Tcnicas, quando a seleo for baseada apenas na qualidade (SBQ), o Consultor mais bem colocado ser convidado a negociar a sua proposta e o Contrato, de acordo com as orientaes fornecidas no pargrafo 6 destas Instrues.

    Abertura Pblica e Avaliao das Propostas Financeiras (somente para SBQC, SOF e SMC)

    5.4 Aps o trmino da avaliao tcnica e a emisso da no objeo pelo Banco (se cabvel), o Cliente informar as notas atribudas s Propostas Tcnicas dos Consultores que apresentaram propostas, e comunicar queles cujas propostas no atingiram a nota mnima de qualificao ou foram consideradas incompatveis com a SDP e os TR que as suas Propostas Financeiras sero devolvidas intactas aps a concluso do processo de seleo. O Cliente informar simultaneamente por escrito a data, hora e local de abertura das Propostas Financeiras aos Consultores que tenham obtido a nota tcnica mnima de qualificao. A referida data dever permitir tempo suficiente para que os Consultores tomem as providncias necessrias para assistir abertura das propostas financeiras. O comparecimento dos Consultores a esse evento opcional.

    5.5 As Propostas Financeiras sero abertas em ato pblico na presena dos representantes dos Consultores que desejarem participar do evento. Os nomes e as notas tcnicas dos Consultores sero lidos em voz alta. Em seguida, as Propostas Financeiras dos Consultores que obtiverem a nota tcnica mnima para qualificao sero verificadas, a fim de confirmar que seus envelopes no foram abertos e permanecem lacrados. As Propostas Financeiras sero ento abertas e os preos totais lidos em voz alta e registrados. A cpia do registro dever ser enviada a todos os Consultores e ao Banco.

  • Seo 2. Instrues aos Consultores 20

    5.6 A Comisso de Avaliao corrigir quaisquer erros de clculo. Durante esse procedimento, se houver alguma discrepncia entre um montante parcial e o total, ou entre valores por extenso e numricos, os primeiros prevalecero. Alm das retificaes acima, conforme indicado no pargrafo 3.6, as atividades e os itens descritos na Proposta Tcnica, que no estiverem acompanhados de cotao, sero considerados como includos nos preos de outras atividades ou itens. Caso uma atividade ou item individual tenha sido quantificado na Proposta Financeira de modo diferente da Proposta Tcnica: (i) se o Contrato com Base no Tempo houver sido especificado na SDP, a Comisso de Avaliao retificar a quantidade indicada na Proposta Financeira, para torn-la consistente com a que foi especificada na Proposta Tcnica, aplicar quantidade corrigida o preo unitrio pertinente includo na Proposta Financeira e retificar o custo total da proposta, (ii) se o Contrato por Preo Global houver sido indicado na SDP, nenhuma retificao nesse sentido ser feita na Proposta Financeira. Os preos sero convertidos para uma nica moeda, utilizando-se as cotaes de cmbio para venda, a data e a fonte indicadas na Folha de Dados.

    5.7 No caso da SBQC, a Proposta Financeira de menor preo avaliado (Fm) receber a nota financeira mxima (Nf) de 100 pontos. As notas financeiras (Nf) das outras propostas sero calculadas conforme a indicao na Folha de Dados. As propostas sero classificadas de acordo com a combinao das notas tcnica (Nt) e financeira (Nf), mediante a utilizao dos pesos (T = peso atribudo Proposta Tcnica; P = peso atribudo Proposta Financeira; T + P = 1) especificados na Folha de Dados: N = Nt x T% + Nf x P%. A empresa que obtiver a maior pontuao resultante da combinao das notas tcnica e financeira ser convidada para as negociaes.

    5.8 No caso da Seleo com Oramento Fixo (SOF), o Cliente escolher a empresa que apresentar a Proposta Tcnica classificada com a maior pontuao dentro do oramento. As propostas com valor acima do oramento indicado sero rejeitadas. Na Seleo pelo Menor Custo (SMC), o Cliente escolher a empresa que enviar a proposta de menor preo entre aquelas que obtiverem a nota tcnica mnima. Em ambos os casos, de acordo com o pargrafo 5.6, o preo avaliado da proposta ser considerado e a empresa selecionada convidada para as negociaes.

  • Seo 2. Instrues aos Consultores 21

    6. Negociaes 6.1 As negociaes ocorrero na data e no endereo indicados na Folha de Dados. Como pr-requisito para sua participao, o Consultor convidado dever conformar a disponibilidade de todos os membros da equipe profissional. Se essa exigncia no for atendida, a negociao poder prosseguir com o Consultor classificado em segundo lugar. Os representantes que conduzirem as negociaes em nome do Consultor devero dispor de autorizao por escrito para celebrar acordos e firmar o Contrato.

    Negociaes tcnicas

    6.2 As negociaes compreendem a anlise da Proposta Tcnica, da abordagem tcnica e da metodologia propostas, do plano de trabalho, da organizao e dotao de pessoal e de quaisquer sugestes feitas pelo consultor para aperfeioar os Termos de Referncia. O cliente e os consultores concluiro os Termos de Referncia, os cronogramas da equipe e das atividades, a logstica e os relatrios a serem apresentados. Esses documentos sero incorporados ao contrato como uma Descrio dos Servios. Ser dada ateno especial definio precisa dos recursos e instalaes que o Cliente dever fornecer para garantir que o servio seja implementado de modo satisfatrio. O Cliente dever preparar a ata das negociaes, que ser assinada pelo Cliente e pelo Consultor.

    Negociaes financeiras

    6.3 Quando aplicvel, antes do incio das negociaes financeiras, caber ao consultor entrar em contato com as autoridades fiscais locais para determinar o montante total dos impostos a serem pagos pelo Consultor sob o contrato. As negociaes financeiras abrangero esclarecimentos (se houver) sobre as obrigaes tributrias da firma no pas do Cliente e como sero incorporadas ao Contrato, e refletiro as modificaes tcnicas acordadas sobre o custo dos servios. No caso da SBQC, da Seleo com Oramento Fixo e da Seleo pelo Menor Custo, a no ser por razes excepcionais, as negociaes financeiras no envolvero as taxas de remunerao da equipe nem outros preos unitrios propostos. Para os outros mtodos, os Consultores fornecero ao Cliente informaes a respeito das taxas de remunerao descritas no Apndice, Proposta Financeira Formulrios-Padro, anexado Seo 4 desta SDP.

    Disponibilidade dos profissionais e especialistas

    6.4 Aps selecionar o Consultor baseando-se, entre outros critrios, na avaliao do quadro profissional sugerido, o Cliente espera negociar o contrato contando com essa equipe indicada na proposta. Antes de iniciar as negociaes, o

  • Seo 2. Instrues aos Consultores 22

    Cliente exigir uma confirmao de que esses profissionais estaro realmente disponveis. O Cliente no permitir substituies durante as negociaes do contrato, a menos que as duas partes concordem que um atraso excessivo no processo de seleo tornou inevitvel essa substituio ou que esta se justifica por motivo de bito ou de sade. Se este no for o caso e ficar claro que a equipe profissional foi apresentada na proposta sem a confirmao de sua disponibilidade, o consultor poder ser desqualificado. Qualquer substituto indicado dever ter qualificaes e experincia equivalentes ou superiores quelas do candidato original, e ser apresentado pelo consultor no prazo especificado para negociaes na carta convite.

    Concluso das negociaes

    6.5 As negociaes sero concludas com uma reviso da minuta do contrato. Para encerr-las, o Cliente e o Consultor rubricaro o Contrato acordado. Se as negociaes no forem bem-sucedidas, o Cliente convidar o Consultor cuja proposta recebeu a segunda maior nota para negociar um Contrato.

    7. Outorga do Contrato

    7.1 Aps concluir as negociaes o Cliente outorgar o contrato ao Consultor selecionado, publicar a outorga no UNDB online e no Development Gateway e notificar prontamente esse fato a todos os Consultores que houverem apresentado propostas. Em seguida assinatura do Contrato, o Cliente devolver aos Consultores as propostas financeiras que no foram aceitas ainda lacradas.

    7.2 Consultor deve iniciar o servio na data e no local especificados na Folha de Dados.

    8. Confidencialidade

    8.1 As informaes sobre a avaliao das propostas e as recomendaes de outorga no devero ser fornecidas aos consultores que apresentaram propostas, tampouco a outras pessoas que no estejam oficialmente vinculadas ao processo at a publicao da outorga do contrato. O uso indevido de informao confidencial relacionada a esse processo, por qualquer Consultor, poder resultar na rejeio de sua proposta e sujeit-lo s disposies estabelecidas na poltica do Banco de combate fraude e corrupo.

  • 23 Seo 2 Instrues aos Consultores

    Instrues aos Consultores

    FOLHA DE DADOS

    [Os comentrios entre colchetes fornecem orientaes para a preparao da Folha de Dados e no devero aparecer na SDP final a ser enviada aos Consultores da lista curta]

    Pargrafo de Referncia

    1.1 Nome do Cliente: Mtodo de seleo:

    1.2 A Proposta Financeira ser apresentada junto com a Proposta Tcnica: Sim No Especificao do servio:

    1.3

    Ser realizada uma reunio antes da apresentao das propostas: Sim ___ No ___ [Em caso afirmativo, indique a data, hora e o local] _____________________ Representante do Cliente: Endereo: Telefone: Fax: E-mail:

    1.4 O Cliente providenciar os recursos e instalaes:

    1.6.1 (a) O Cliente prev a necessidade de continuidade dos servios de consultoria: Sim ___ No ___ [Em caso afirmativo, descreva nos Termos de Referncia a abrangncia, a natureza e o cronograma dos trabalhos futuros.]

    1.14

  • 24 Seo 2 Instrues aos Consultores

    As propostas devero permanecer vlidas por dias [Insira o nmero: normalmente entre 60 e 90 dias] aps a data final para a sua apresentao, ou seja, at: [Insira a data]

    2.1 Os pedidos de esclarecimento podem ser solicitados no prazo mximo de _______ dias [insira o nmero] antes da data de apresentao das propostas. Endereo para solicitao de esclarecimentos: Fax: E-mail:

    3.1

    As propostas devero ser apresentadas no seguinte idioma: [Insira Ingls, Espanhol ou Francs] {Nota: nos pases em que o Banco concordou com o Muturio que, alm do ingls, francs ou espanhol, a SDP pode ser tambm redigida no idioma do pas do Cliente (ou no idioma usado nacionalmente nas transaes comerciais no pas do Cliente), o seguinte texto dever ser acrescentado} Alm do idioma indicado acima, esta SDP tambm foi emitida em [Insira o idioma do pas do Cliente ou aquele utilizado nacionalmente nas transaes comerciais no pas do Cliente]. Os Consultores podem, a seu critrio, apresentar suas propostas em um dos dois idiomas acima indicados, mas no devero envi-las em mais de um idioma. O Contrato a ser firmado com o Consultor escolhido dever estar no idioma em que a sua proposta foi apresentada, que reger as relaes contratuais entre o Cliente e o Consultor. O Consultor no dever assinar verses do Contrato em diferentes idiomas, alm daquele utilizado em sua proposta.

    3.3 (a)

    Os Consultores da lista curta podem se associar a outros dessa mesma lista: Sim No

    3.3 (b)

    [Selecione uma das duas opes abaixo] Nmero estimado de profissionais-ms necessrios para o trabalho: ou: Oramento disponvel: [No caso da Seleo com Oramento Fixo (SOF), escolha a seguinte sentena.] A Proposta Financeira no poder exceder o oramento disponvel de: _______________________________________________________

    3.4 O modelo da Proposta Tcnica a ser submetido : PTC ou PTS

  • 25 Seo 2 Instrues aos Consultores

    [confira o modelo aplicvel]

    3.4 (g)

    O treinamento um componente especfico deste servio: Sim ___ No ___ [Em caso afirmativo, fornea as informaes apropriadas]:

    3.6

    [Relacione as Despesas Reembolsveis adequadas em moeda estrangeira e local. Uma lista com exemplos fornecida abaixo para fins de orientao: os itens que no forem compatveis devero ser excludos e outros podem ser acrescentados. Se o Cliente quiser definir limites mximos para os preos unitrios de determinadas Despesas Reembolsveis, estes devero ser indicados nestas Subclusulas 3.6]. (1) dirias para os membros da equipe do Consultor quando estiverem

    ausentes da sede e, se for adequado, fora do pas do Cliente, para fins dos servios prestados;

    (2) custo das viagens necessrias, incluindo o transporte da equipe pelo meio

    de transporte mais apropriado e no trajeto mais direto; (3) custo do hospedagem, investigaes e pesquisas; (4) custo aplicvel das comunicaes internacionais ou locais, como por

    exemplo, uso de telefone e fax necessrios aos objetivos dos servios; (5) custo, aluguel e frete de quaisquer instrumentos ou equipamentos

    necessrios, a serem fornecidos pelos Consultores para os propsitos dos servios;

    (6) custo da impresso e do envio dos relatrios a serem produzidos para os

    Servios; (7) outras provises aplicveis e os valores provisrios ou fixos (se houver);

    e, (8) custo de itens adicionais necessrios para os propsitos dos servios,

    que no esto includos nas opes acima.

    3.7 Os valores a serem pagos pelo Cliente ao Consultor, de acordo com o contrato, esto sujeitos cobrana dos impostos locais? Sim ___ No ___. Em caso afirmativo, o Cliente [indique qual das duas opes se aplica]: (a) reembolsar quaisquer valores pagos pelo Consultor: [escolha Sim ou

    No]; ou

  • 26 Seo 2 Instrues aos Consultores

    (b) pagar tais impostos em nome do Consultor: [escolha Sim ou No]

    3.8

    O Consultor deve apresentar os custos locais em moeda nacional: Sim___ No ____

    4.3

    O Consultor deve apresentar o original e ____ [indique o nmero] cpias da Proposta Tcnica, e o original da Proposta Financeira.

    4.5

    Endereo para envio da proposta: As propostas devem ser apresentadas at a seguinte data e hora:

    5.2 (a)

    Os critrios, subcritrios e o sistema de pontuao para a avaliao das Propostas Tcnicas Completas so:

    Pontos (i) Experincia especfica do consultor relevante para a tarefa: [0 a 10]

    [Normalmente, no so apresentados subcritrios.] (ii) Adequao da metodologia e do plano de trabalho propostos

    em relao aos Termos de Referncia: a) Abordagem tcnica e metodologia [Insira os pontos] b) Plano de trabalho [Insira os pontos] c) Organizao e dotao de pessoal [Insira os pontos]

    Total de pontos para o critrio (ii): [20 a 50] (iii) Qualificaes e competncia da Equipe Principal para o servio:

    a) Chefe da Equipe [Insira os pontos] b) [Insira o cargo ou a disciplina conforme apropriado] [Insira os pontos] c) [Insira o cargo ou a disciplina conforme apropriado] [Insira os pontos] d) [Insira o cargo ou a disciplina conforme apropriado] [Insira os pontos] e) [Insira o cargo ou a disciplina conforme apropriado] [Insira os pontos]

    Total de pontos para o critrio (iii): [30 a 60] O nmero de pontos a ser atribudo a cada um dos cargos ou das disciplinas acima dever ser determinado levando em conta os trs seguintes subcritrios e pesos percentuais relevantes: 1) Qualificaes gerais [Insira um peso entre 20 e 30%] 2) Adequao ao servio [Insira um peso entre 50 e 60%] 3) Experincia na regio e domnio do idioma [Insira um peso entre 10 e 20%]

    Peso total: 100% (iv) Adequao do programa de transferncia de conhecimento (treinamento):

    [Normalmente, no deve exceder 10 pontos. Quando a transferncia de conhecimento for um componente particularmente importante do trabalho, podero ser atribudos mais de 10 pontos, sujeito aprovao prvia do Banco, e estabelecidos os seguintes subcritrios.] a) Importncia do programa de treinamento [Insira os pontos] b) Abordagem e metodologia do treinamento [Insira os pontos] c) Qualificaes dos especialistas e instrutores [Insira os pontos]

  • 27 Seo 2 Instrues aos Consultores

    Total de pontos para o critrio (iv): [0 a 10] (v) Participao de profissionais nacionais na equipe principal sugerida [0 a 10]

    (no deve exceder 10 pontos) [No sero estabelecidos subcritrios]

    Total de pontos para os cinco critrios: 100 A nota tcnica (Nt) mnima necessria para qualificao _____ pontos [insira o nmero de pontos]

    5.2 (b)

    Os critrios, subcritrios e o sistema de pontuao para avaliar as Propostas Tcnicas Simplificadas so:

    Pontos (i) Adequao da abordagem tcnica, da metodologia e do plano de trabalho propostos

    em relao aos Termos de Referncia9: [20 a 40] (ii) Qualificaes e competncia da Equipe Principal para o servio:

    a) Chefe da Equipe [Insira os pontos] b) [Insira o cargo ou a disciplina conforme apropriado] [Insira os pontos] c) [Insira o cargo ou a disciplina conforme apropriado] [Insira os pontos] d) [Insira o cargo ou a disciplina conforme apropriado] [Insira os pontos] e) [Insira o cargo ou a disciplina conforme apropriado] [Insira os pontos]

    Total de pontos para o critrio (ii): [60 a 80]

    O nmero de pontos a ser atribudo a cada um dos cargos ou das disciplinas acima dever ser determinado levando em conta os trs seguintes subcritrios e pesos percentuais relevantes: 1) Qualificaes gerais [Insira um peso entre 20 e 30%] 2) Adequao ao servio [Insira um peso entre 50 e 60%] 3) Experincia na regio e domnio do idioma [Insira um peso entre 10 e 20%]

    Peso total: 100% Total de pontos para os dois critrios: 100 A nota tcnica (Nt) mnima necessria para qualificao _____ pontos [insira o nmero de pontos].

    5.6

    A moeda nica para converso dos preos : A fonte oficial das taxas de cmbio para venda :

    A data das taxas de cmbio :

    5.7

    A frmula para a determinao das notas financeiras a seguinte: [Ou insira a seguinte frmula] Nf = 100 x Fm/F, em que Nf a nota financeira, Fm o menor preo e F o preo da proposta que est sendo considerada. [ou insira uma outra frmula inversamente proporcional, que possa ser aceita pelo Banco]

    9 Tambm deve ser considerado o nmero de pginas apresentadas em relao quantidade recomendada, de

    acordo com o pargrafo 3.4 (c) (ii) destas Instrues.

  • 28 Seo 2 Instrues aos Consultores

    Os pesos atribudos s Propostas Tcnica e Financeira so: T = [Insira o peso: normalmente 0,8], e P = [Insira o peso: normalmente 0,2]

    6.1 Data prevista e endereo para as negociaes do contrato:

    7.2 Data prevista e local para o incio dos servios de consultoria: [Insira a data] no: [Insira o local]

  • 29 Seo 3. Proposta Tcnica Formulrios-Padro

    SEO 3. PROPOSTA TCNICA FORMULRIOS-PADRO

    [Os comentrios entre colchetes tm como objetivo orientar os Consultores da lista curta na preparao de suas Propostas Tcnicas e no devem aparecer nesses documentos ao serem apresentados.] Consulte o Pargrafo de Referncia 3.4 da Folha de Dados para obter informao sobre o formato da Proposta Tcnica a ser apresentada, e o pargrafo 3.4 da Seo 2 da SDP, para saber quais Formulrios-Padro so exigidos e o nmero de pginas recomendado.

    TEC-1 Apresentao da Proposta Tcnica TEC-2 Organizao e Experincia do Consultor

    A Organizao do Consultor B Experincia do Consultor

    TEC-3 Comentrios e Sugestes sobre os Termos de Referncia, a Equipe e as

    Instalaes de Contrapartida a Serem Fornecidas pelo Cliente. A Sobre os Termos de Referncia B Sobre a Equipe e as Instalaes de Contrapartida

    TEC-4 Descrio da Abordagem, da Metodologia e do Plano de Trabalho para a

    Execuo do Servio. TEC-5 Composio da Equipe e Atribuio de Tarefas TEC-6 Currculo da Equipe Profissional Proposta TEC-7 Cronograma de Atividades da Equipe TEC-8 Cronograma de Trabalho

  • 30 Seo 3. Proposta Tcnica Formulrios-Padro

    Formulrio TEC-1: Apresentao da Proposta Tcnica

    [Local, Data]

    Para: [Nome e endereo do Cliente] Prezados Senhores, Ns, abaixo assinados, oferecemos a prestao de servios de consultoria para [insira a especificao do servio], de acordo com a sua Solicitao de Propostas datada de [data] e a nossa Proposta. Por meio deste documento, apresentamos a nossa oferta que inclui esta Proposta Tcnica e uma Proposta Financeira contida em um envelope separado e lacrado1. Apresentamos nossa Proposta em associao com: [insira a lista com o nome completo e o endereo de cada consultor associado]2

    Declaramos que todas as informaes e afirmaes nesta Proposta so verdadeiras e aceitamos que qualquer equvoco nela contido poder resultar em nossa desqualificao. Se as negociaes forem realizadas durante o prazo de validade da proposta, ou seja, antes da data indicada no Pargrafo de Referncia 1.14 da Folha de Dados, comprometemo-nos a realizar as negociaes com base na equipe indicada. A nossa Proposta nos obriga a cumpri-la e est sujeita s modificaes resultantes das negociaes do Contrato. Se a nossa Proposta for aceita, comprometemo-nos a iniciar os servios de consultoria referentes ao trabalho contratado, at a data indicada no Pargrafo de Referncia 7.2 da Folha de Dados.

    Estamos cientes de que V.Sas. no so obrigados a aceitar nenhuma das propostas recebidas. Atenciosamente,

    Assinatura autorizada [por extenso e rubrica]: Nome e cargo do signatrio: Nome da empresa: Endereo:

    1 [Caso o Pargrafo de Referncia 1.2 da Folha de Dados exija somente a apresentao da Proposta Tcnica,

    substitua esta frase por: Pela presente, apresentamos a nossa oferta que inclui apenas a Proposta Tcnica.] 2 [Exclua o pargrafo se nenhuma associao houver sido prevista.]

  • 31 Seo 3. Proposta Tcnica Formulrios-Padro

    Formulrio TEC-2: Organizao e Experincia do Consultor

    A Organizao do Consultor [Apresente aqui uma breve descrio (duas pginas) dos antecedentes e da organizao de sua empresa ou entidade, e de cada um dos associados que participaro da execuo deste trabalho.]

  • 32 Seo 3. Proposta Tcnica Formulrios-Padro

    B - Experincia do Consultor [Utilizando o formulrio abaixo, fornea informaes sobre cada servio para o qual a sua empresa e cada um de seus associados foram legalmente contratados para a execuo do referido trabalho, na qualidade de firma individual, entidade corporativa ou de uma das principais empresas de uma associao para prestar servios de consultoria semelhantes aos solicitados para este trabalho. Recomendamos 20 pginas].

    Especificao do servio:

    Valor aproximado do contrato (em US$ ou Euros correntes):

    Pas: Localizao no pas:

    Durao do servio (meses):

    Nome do Cliente:

    No total de pessoas-ms para o servio:

    Endereo:

    Valor aproximado dos servios prestados pela sua empresa de acordo com o contrato (em US$ ou Euros correntes):

    Data de incio (ms/ano): Data de concluso (ms/ano):

    No total de profissionais-ms fornecidos pelos consultores associados:

    Nome dos Consultores associados (se houver):

    Nomes e cargos da equipe de profissionais em cargo de chefia da sua empresa envolvidos (indicar os perfis mais significativos, como por exemplo, Diretor ou Coordenador do Projeto, Chefe da Equipe):

    Descrio do projeto: Descrio dos servios efetivamente prestados pela sua equipe neste trabalho:

    Nome da empresa:

  • 33 Seo 3. Proposta Tcnica Formulrios-Padro

    Formulrio TEC-3: Comentrios e Sugestes sobre os Termos de Referncia, a Equipe e Instalaes de Contrapartida a Serem Fornecidas pelo Cliente

    A - Sobre os Termos de Referncia [Apresente e justifique aqui quaisquer sugestes de modificao ou aperfeioamento aos Termos de Referncia para melhorar a execuo do servio (como, por exemplo, cancelar alguma atividade considerada desnecessria, acrescentar alguma outra ou propor etapas diferentes para as atividades). Essas sugestes devero ser concisas, objetivas e incorporadas sua proposta].

  • 34 Seo 3. Proposta Tcnica Formulrios-Padro

    B Sobre a Equipe e as Instalaes de Contrapartida [Faa comentrios sobre a equipe e as instalaes de contrapartida a serem fornecidas pelo Cliente, de acordo com o Pargrafo de Referncia 1.4 da Folha de Dados, abrangendo: apoio administrativo, acomodaes de escritrio, transporte local, equipamento, dados, etc.]

  • 35 Seo 3. Proposta Tcnica Formulrios-Padro

    Formulrio TEC-4: Descrio da Abordagem, da Metodologia e do Plano

    de Trabalho para a Execuo dos Servios

    (Para os servios pequenos ou muito simples, o Cliente dever excluir o seguinte texto em itlico.) [A abordagem tcnica, a metodologia e o plano de trabalho so os principais componentes da Proposta Tcnica. Sugerimos que a sua Proposta Tcnica (50 pginas, incluindo os quadros e diagramas) seja subdividida nos trs captulos seguintes: a) Abordagem Tcnica e Metodologia b) Plano de Trabalho c) Organizao e Dotao de Pessoal a) Abordagem Tcnica e Metodologia. Neste captulo o Consultor dever explicar a sua compreenso dos objetivos do trabalho, a abordagem dos servios e a metodologia para realizar as atividades e obter os produtos esperados, assim como o nvel de detalhe desses produtos. Dever destacar os problemas que surgirem e sua importncia, alm da abordagem tcnica a ser empregada para solucion-los. O Consultor dever explicar tambm as metodologias a serem adotadas e sua compatibilidade com a abordagem proposta. b) Plano de Trabalho. Neste captulo, o Consultor dever propor as principais atividades do servio, seu contedo, durao, fases e interligaes, eventos importantes (incluindo as aprovaes parciais pelo Cliente) e as datas de entrega dos relatrios. O plano de trabalho proposto dever ser consistente com a abordagem tcnica e a metodologia, demonstrando a compreenso dos Termos de Referncia e sua habilidade em traduzi-los em um plano de trabalho exequvel. A lista de todos os documentos, abrangendo relatrios, desenhos e quadros a serem entregues como produtos finais, dever ser includa aqui. O plano de trabalho ter de ser consistente com o Cronograma de Atividades do Formulrio TEC-8. c) Organizao e Dotao de Pessoal. Neste captulo, o Consultor dever propor a estrutura e organizao de sua equipe, relacionar as disciplinas mais importantes para o servio, o especialista responsvel, e as equipes tcnica e de apoio propostas.

  • 36 Seo 3. Proposta Tcnica Formulrios-Padro

    Formulrio TEC-5: Composio da Equipe e Atribuio de Tarefas

    Equipe Profissional

    Nome Empresa rea de

    especializao Cargo Tarefa atribuda

  • 37 Seo 3. Proposta Tcnica Formulrios-Padro

    Formulrio TEC-6: Currculo da Equipe Profissional Proposta

    ___________________________________________________________________________ 1. Cargo proposto [Dever ser indicado apenas um candidato para cada cargo]: 2. Nome da empresa [Insira o nome da empresa que prope o profissional]: 3. Nome do profissional [Insira o nome completo]: 4. Data de nascimento: Nacionalidade: 5. Formao [Indique a faculdade/universidade e outra formao especializada do membro da equipe,

    fornecendo os nomes das instituies, as graduaes e datas de sua obteno]: 6. Filiao em associaes profissionais: 7. Outras reas de especializao [Indique as reas de especializao significativas desde a graduao, de acordo com o item 5]: 8. Experincia de trabalho em outros pases: [Liste os pases onde o profissional trabalhou nos

    ltimos dez anos]: 9. Idiomas [Para cada idioma, indique o nvel de proficincia: bom, regular ou insuficiente para falar, ler

    e escrever]: 10. Histrico de trabalho: [Iniciando pelo cargo atual, relacione em ordem inversa todos os cargos

    ocupados pelo membro da equipe desde a graduao, informando para cada um deles: as datas de entrada e sada do emprego, o nome do empregador e os cargos ocupados (veja o modelo abaixo)].

    De [Ano]: at [Ano]:

  • 38 Seo 3. Proposta Tcnica Formulrios-Padro

    Empregador:

    Cargos ocupados:

    11. Descrio detalhada das tarefas atribudas

    [Liste todas as tarefas a serem executadas neste servio]

    12. Trabalhos realizados que melhor ilustram a capacidade para executar as tarefas atribudas

    [Entre os trabalhos realizados pelo membro da equipe, fornea as seguintes informaes sobre aqueles que melhor exemplificam sua capacidade para executar as tarefas relacionadas no item 11.] Especificao do servio ou projeto:

    Ano:

    Local:

    Cliente:

    Principais caractersticas do projeto:

    Cargos ocupados:

    Atividades realizadas:

    13. Declarao: Eu, abaixo assinado, declaro que segundo meu conhecimento e entendimento este currculo descreve de modo correto o meu perfil, qualificaes e experincia. Estou ciente de que qualquer informao falsa intencionalmente prestada neste documento poder levar minha desqualificao ou dispensa do trabalho, em caso de ter sido contratado. Data: [Assinatura do membro da equipe ou de seu representante autorizado] Dia/Ms/Ano Nome completo do representante autorizado:

  • 39 Seo 3. Proposta Tcnica Formulrios-Padro

    Formulrio TEC-7: Cronograma de Trabalho da Equipe1

    N Nome do membro

    da equipe

    Tempo de trabalho da equipe (no formato de grfico de barras)2 Tempo total da equipe/ms

    1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 n Sede Campo3 Total

    Estrangeira

    1 [Sede]

    [Campo]

    2

    3

    n

    Subtotal

    Local

    1 [Sede]

    [Campo]

    2

    n

    Subtotal Total

    1. Para a equipe profissional, o tempo de trabalho deve ser indicado individualmente; e por categoria para a equipe de apoio (por ex.: desenhistas, funcionrio de escritrios, etc.). 2. Os meses so contados a partir do incio do servio. Para cada membro da equipe, indique separadamente o respectivo tempo de trabalho no escritrio e em campo. 3. Trabalho de campo significa o trabalho executado em um local diferente da sede do consultor.

    Tempo integral Tempo parcial

  • 40 Seo 3. Proposta Tcnica Formulrios-Padro

    Formulrio TEC-8: Cronograma de Trabalho

    N Atividade1 Meses2

    1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 n

    1 2 3 4 5

    n 1. Indique todas as principais atividades do servio, inclusive a entrega de relatrios (por ex.: relatrios iniciais, intermedirios e finais) e outros pontos de referncia, como as aprovaes do Cliente. No caso das tarefas a serem executadas em etapas, especifique separadamente as atividades, a entrega de relatrios e os pontos de referncia de cada etapa. 2. A durao das atividades deve ser indicada no formato de um grfico de barras.

  • 41 Seo 4. Proposta Financeira Formulrios-Padro

    Seo 4. Proposta Financeira Formulrios-Padro

    [Os comentrios entre colchetes fornecem orientao aos Consultores da lista curta sobre a preparao de suas Propostas Financeiras, mas no devero aparecer no documento a ser apresentado.] Os Formulrios-Padro devero ser utilizados na preparao da Proposta Financeira, de acordo com as instrues fornecidas no pargrafo 3.6 da Seo 2, e adotados para qualquer mtodo de seleo especificado no pargrafo 4 da Carta Convite. [O Apndice Negociaes Financeiras Discriminao das Taxas de Remunerao destina-se apenas s negociaes financeiras quando forem empregados os mtodos de Seleo Baseada na Qualidade, Seleo Baseada nas Qualificaes do Consultor ou a Contratao Direta, conforme indicado no pargrafo 6.3 da Seo 2.] FIN-1 Apresentao da Proposta Financeira

    FIN-2 Resumo dos Custos

    FIN-3 Discriminao do Custo por Atividade

    FIN-4 Discriminao das Remuneraes

    FIN-5 Discriminao das Despesas Reembolsveis

    Apndice: Negociaes Financeiras Discriminao das Taxas da Remunerao

  • 42 Seo 4. Proposta Financeira Formulrios-Padro

    FORMULRIO FIN-1: Apresentao da Proposta Financeira

    [Local, Data] Para: [Nome e endereo do Cliente] Prezados Senhores, Ns, abaixo assinados, oferecemos a prestao de servios de [indique os servios], de acordo com a sua Solicitao de Propostas datada de [data] e com a nossa Proposta Tcnica. A Proposta Financeira anexada foi avaliada em [Insira o valor em algarismos e por extenso1]. Esse montante no inclui os impostos locais, que sero identificados durante as negociaes e devero ser acrescidos ao referido valor. A nossa Proposta Financeira nos obriga a cumpri-la e est sujeita s modificaes resultantes das negociaes do Contrato at o trmino do perodo de validade da Proposta, ou seja, antes da data especificada no Pargrafo de Referncia 1.14 da Folha de Dados. As comisses e gratificaes pagas ou devidas por ns aos agentes relacionados a esta proposta e execuo deste Contrato, caso nos seja outorgado, esto relacionadas abaixo2: Nome e endereo dos agentes Valor e moeda Objetivo da comisso ou gratificao _________________________________________________ ___________________________ ________________________________________________ __________________________________________ _______________________ _________________________________________ __________________________________________ _______________________ _________________________________________

    Estamos cientes de que V.Sas. no tm obrigao de aceitar nenhuma proposta recebida. Atenciosamente,

    Assinatura autorizada [extenso e rubrica]: Nome e cargo do signatrio: Nome da empresa: Endereo:

    1 Os montantes devem coincidir com aqueles indicados no Custo Total da Proposta Financeira, contido no

    Formulrio FIN-2. 2 Se for adequado, substitua o texto deste pargrafo por: Nenhuma comisso ou gratificao foi ou ser paga

    por ns aos agentes relacionados a esta proposta e execuo do contrato.

  • 43 Seo 4. Proposta Financeira Formulrios-Padro

    43

    Formulrio FIN-2: Resumo dos Custos

    Item

    Custos

    [Indique a moeda estrangeira

    n 1]1

    [Indique a moeda estrangeira

    n 2]1

    [Indique a moeda estrangeira

    n 3]1

    [Indique a moeda local]

    Custo total da Proposta Financeira 2

    1. Indique entre colchetes [ ] o nome da moeda estrangeira. Devem ser adotadas no mximo trs moedas; utilize quantas colunas forem necessrias e exclua as

    demais. 2. Indique o custo total a ser pago pelo Cliente em cada moeda, sem incluir os impostos locais. Os custos totais devero coincidir com a soma dos subtotais

    relevantes, especificados em todos os Formulrios FIN-3 apresentados junto com a Proposta.

  • 44 Seo 4. Proposta Financeira Formulrios-Padro

    44

    Formulrio FIN-3: Discriminao dos Custos por Atividade 1

    Grupo de atividades (Etapa):2

    ______________________________________

    Descrio:3

    _______________________________________________________________

    Componentes do custo

    Custos

    [Indique a moeda estrangeira

    n 1]4

    [Indique a moeda estrangeira

    n 2]4

    [Indique a moeda estrangeira

    n 3]4

    [Indique a moeda local]

    Remuneraes4

    Despesas reembolsveis 5

    Subtotais

    1.O Formulrio FIN-3 dever ser preenchido, no mnimo para todo o servio. Se algumas atividades necessitarem de diferentes mtodos de faturamento e de pagamento (por exemplo, o servio dividido em etapas e a cada uma delas corresponde um cronograma de pagamento diferente), o consultor dever preencher um Formulrio FIN-3 separado para cada grupo de atividades. Para cada moeda, a soma dos subtotais relevantes de todos os Formulrios FIN-3 fornecidos devero coincidir com o custo total da Proposta Financeira especificado no Formulrio FIN-2.

    2. Os nomes das atividades (etapas) devero ser os mesmos ou corresponder queles indicados na segunda coluna do Formulrio TEC-8.

    3. Breve descrio das atividades cujos preos so discriminados neste formulrio.

    4. Indique entre colchetes [ ] o nome da moeda estrangeira. Utilize as mesmas colunas e moedas do Formulrio FIN-2.

    5. Para cada moeda, as Remuneraes e as Despesas Reembolsveis devem coincidir, respectivamente, com o custo total relevante, especificado nos Formulrios FIN-4 e FIN-5.

  • 45 Seo 4. Proposta Financeira Formulrios-Padro

    45

    Formulrio FIN-4: Discriminao das Remuneraes1 (Base no Tempo) (Este Formulrio FIN-4 dever ser utilizado apenas quando o Contrato com Base no Tempo houver sido includo na SDP)

    Grupo de atividades (Etapa):

    Nome2 Cargo3 Taxa por pessoa-ms4

    Tempo de trabalho5 (pessoa-meses)

    [Indique a moeda estrangeira n 1]6

    [Indique a moeda estrangeira n 2]6

    [Indique a moeda estrangeira n 3]6

    [Indique a moeda local]6

    Equipe estrangeira

    [Sede] [Campo]

    Equipe local

    [Sede]

    [Campo]

    Custo Total

    1. O Formulrio FIN-4 deve ser preenchido para cada um dos Formulrios FIN-3 apresentados. 2. A equipe profissional dever ser especificada individualmente e a equipe de apoio por categoria (por exemplo: desenhistas, funcionrios de escritrio). 3. Os cargos da equipe profissional devem coincidir com aqueles indicados no Formulrio TEC-5. 4. Indique separadamente a taxa de remunerao por pessoa-ms e a moeda para trabalho na sede e em campo. 5. Indique separadamente para as tarefas na sede e em campo o tempo total de trabalho esperado da equipe para a execuo do grupo de atividades ou da etapa

    especificada no formulrio. 6. Indique entre colchetes [ ] o nome da moeda estrangeira. Utilize as mesmas colunas e moedas do Formulrio FIN-2. Para cada membro da equipe, especifique

    a remunerao, separadamente para trabalho na sede e em campo, na coluna da moeda relacionada. Remunerao = Taxa mensal x Tempo de trabalho.

  • 46 Seo 4. Proposta Financeira Formulrios-Padro

    46

    Formulrio FIN-4: Discriminao das Remuneraes1 (Preo Global)

    (Este Formulrio FIN-4 dever ser utilizado apenas quando o Contrato por Preo Global houver sido especificado na SDP. As informaes prestadas neste formulrio devero ser utilizadas somente para estabelecer os pagamentos aos Consultores em eventuais servios adicionais solicitados pelo Cliente).

    Nome2 Cargo3 Taxa por pessoa-ms4

    Equipe estrangeira

    [Sede] [Campo]

    Equipe local

    [Sede] [Campo]

    1. O Formulrio FIN-4 dever ser preenchido para as mesmas equipes profissional e de apoio indicadas no

    Formulrio TEC-7. 2. A equipe profissional dever ser indicada individualmente e a equipe de apoio por categoria (por exemplo,

    desenhistas, funcionrios de escritrio). 3. Os cargos da equipe profissional devero coincidir com aqueles especificados no Formulrio TEC-5. 4. Indique separadamente a taxa por pessoa-ms e a moeda para o trabalho na sede e em campo.

  • 47 Seo 4. Proposta Financeira Formulrios-Padro

    47

    Formulrio FIN-5: Discriminao das Despesas Reembolsveis1 (Base no Tempo)

    (Este Formulrio FIN-5 dever ser utilizado apenas quando o Contrato com Base no Tempo houver sido includo na SDP.)

    Grupo de atividades (Etapa): ________________________________________________________________________________

    N Descrio2 Unidade Preo

    unitrio3 Quantidade [Indique a moeda estrangeira n 1]4

    [Indique a moeda estrangeira n 2]4

    [Indique a moeda estrangeira n 3]4

    [Indique a moeda local]4

    Dirias Dia Voos internacionais5 Viagem Despesas de viagem diversas Viagem

    Custos de comunicao entre [insira o local] e [insira o local]

    Elaborao e reproduo de relatrios

    Equipamentos, instrumentos, materiais, suprimentos, etc.

    Transporte de bens pessoais Viagem

    Uso de computadores e de programas de computao

    Testes laboratoriais Subcontratos Custos de transporte local

    Aluguel de escritrio, equipe de apoio

    Treinamento da equipe do Cliente6

    Custo Total

    1. O Formulrio FIN-5 dever ser preenchido para cada um dos Formulrios FIN-3 apresentados, se for necessrio. 2. Exclua os itens que no so aplicveis ou acrescente outros, de acordo com o Pargrafo de Referncia 3.6 da Folha de Dados. 3. Indique o preo unitrio e a moeda. 4. Indique entre colchetes [ ] o nome da moeda estrangeira. Utilize as mesmas colunas e moedas do Formulrio FIN-2. Especifique o custo de cada item

    reembolsvel na coluna da moeda correspondente. Custo = Preo unitrio x Quantidade. 5. Indique a rota de cada voo e se a viagem ser de ida ou de volta, ou em ambos os sentidos. 6. Apenas se o treinamento for um componente importante do trabalho e houver sido definido nos Termos de Referncia.

  • 48 Seo 4. Proposta Financeira Formulrios-Padro

    48

    Formulrio FIN-5: Discriminao das Despesas Reembolsveis (Preo Global)

    (Este Formulrio FIN-5 dever ser utilizado apenas quando o Contrato por Preo Global houver sido includo na SDP. As informaes prestadas neste formulrio devero ser utilizadas apenas para fixar os pagamentos aos Consultores em eventuais servios adicionais solicitados pelo Cliente.)

    N Descrio1 Unidade Preo unitrio2

    Dirias Dia

    Voos internacionais 3 Viagem

    Despesas de viagem diversas Viagem

    Custos de comunicao entre [insira o local] e [insira o local]

    Elaborao e reproduo de relatrios

    Equipamentos, instrumentos, materiais, suprimentos, etc.

    Transporte de bens pessoais Viagem

    Uso de computadores e programas de computao

    Testes laboratoriais

    Subcontratos

    Custos de transporte local

    Aluguel de escritrio, equipe de apoio

    Treinamento da equipe do Cliente 4

    1. Exclua os itens que no so aplicveis ou acrescente outros, de acordo com o Pargrafo de Referncia 3.6 da

    Folha de Dados. 2. Indique o preo unitrio e a moeda. 3. Indique a rota de cada voo e se de ida ou de volta, ou em ambos os sentidos. 4. Apenas se o treinamento for um componente principal do servio e houver sido definido nos Termos de

    Referncia.

  • 49 Seo 4. Proposta Financeira Formulrio-Padro

    APNDICE

    Negociaes Financeiras Discriminao das Taxas de Remunerao (No deve ser utilizado quando o custo for um fator na avaliao das propostas)

    1. Anlise das taxas de remunerao

    1.1 As taxas de remunerao da equipe compreendem o salrio, encargos sociais, despesas

    indiretas, participao nos lucros e qualquer prmio ou adicional pago por servios externos. Com o objetivo de auxiliar as empresas na preparao das negociaes financeiras, anexamos um modelo de discriminao dessas taxas (nenhuma informao financeira deve ser includa na Proposta Tcnica). Os formulrios contendo esses detalhamentos devero fazer parte do contrato negociado.

    1.2 Cabe ao Cliente a custdia dos recursos pblicos, devendo gast-los com prudncia.

    Nesse sentido, o Cliente preocupa-se com a convenincia da Proposta Financeira da empresa e, durante as negociaes, espera poder examina os demonstrativos financeiros que comprovam as taxas de remunerao da empresa, certificados por um auditor independente. A empresa deve estar preparada para apresentar os demonstrativos auditados durante os ltimos trs anos para confirmar suas taxas, e aceitar que as taxas de remunerao propostas e outras questes financeiras sejam sujeitas verificao. Os detalhes sobre as taxas de remunerao so discutidos abaixo.

    (i) Salrio Representa o salrio bruto regular pago em dinheiro ao profissional na sede da

    empresa e no deve compreender nenhum adicional por trabalho externo ou gratificao (exceto quando forem includos por lei ou normas governamentais).

    (ii) Gratificaes As gratificaes geralmente so pagas com o lucro. Levando-se em conta que o

    Cliente no deseja pagar em dobro o mesmo item, as gratificaes da equipe normalmente no devem ser includas nas taxas de remunerao. Quando o sistema de contabilidade do Consultor basear as porcentagens referentes aos encargos sociais e custos indiretos na receita total, incluindo as gratificaes, esses percentuais devero ser reduzidos de modo adequado. Quando a poltica nacional determinar o pagamento do 13 salrio por 12 meses de trabalho, o componente de lucro no precisar ser ajustado para um nvel inferior. Qualquer exame das gratificaes dever fundamentar-se na documentao auditada, que ser tratada como confidencial.

    (iii) Encargos sociais

  • 50 Seo 4. Proposta Financeira Formulrio-Padro

    Representam os custos para a empresa referentes aos benefcios no financeiros do pessoal. Esses itens compreendem, entre outros fatores, a previdncia social, abrangendo aposentadoria, custos com seguro de sade e de vida, licenas mdicas ou frias dos membros da equipe. Nesse sentido, o custo relativo licena nos feriados oficiais no aceito como encargo social, assim como a licena durante um servio, sem que tenha sido providenciada a substituio do funcionrio. As licenas adicionais no final de um trabalho, de acordo com a pol