MPT - bibliografia recomendada.doc

Embed Size (px)

DESCRIPTION

MPT - bibliografia recomendada

Text of MPT - bibliografia recomendada.doc

Como eu j vinha estudando de concursos anteriores (e bote concursos nisso: foram 7 no total) e sabia que logo aps o ltimo concurso sairia outro edital, eu j vinha estudando as matrias pela doutrina, deixando para focar na legislao seca 1 ms antes da prova objetiva. Se a pessoa tiver tempo sobrando, bom revezar doutrina com lei seca e jurisprudncia. Mas se no d mais para ir para a doutrina, aconselho focar na legislao e na jurisprudncia.

DOUTRINA: Alexandre de Moraes, Maurcio Godinho, Renato Saraiva, Carlos Henrique Bezerra Leite, Flavia Piovesan, Daniel Sarmento etc. e todas as outras j listadas no tpico da bibliografia.

JURISPRUDNCIA: eu estudava pelo livro SMULAS TRABALHISTAS da JURU EDITORA (www.jurua.com.br ou ou (41) 3352-3900/3252-1311). um livro pequeno que d pra levar aonde vocs forem. Eu marcava com um crculo de azul os temas de direito material e de crculo vermelho os temas de direito processual, desde as smulas do STF, do STJ e do extinto TFR at as OJs do TST (sendo que as OJs da SDI-II e da SDC so todas de matria processual). Eu lia primeiro as de direito material e depois as de direito processual para no embaralhar os entendimentos na cabea. E tambm fazia remisses entre smulas e OJs. Por exemplo: a smula 15 do TST trata da ordem preferencial de atestados mdicos para fins de justificativa da falta do empregado ao servio. A eu anotava ao lado dela a expresso "+ S. 282", que diz quem deve abonar os primeiros 15 dias de ausncia ao trabalho, para eu ler logo em seguida. A depois voltava para continuar a leitura a partir da smula 17 (pois a 16 matria de direito processual). O mesmo fazia em relao aos temas de direito processual, como, por exemplo, a S. 100, sendo que aps deve ser lida a S. 298. A retornava a leitura a partir da S. 106, pois a S. 107 e as posteriores so de direito material ou j foram canceladas. Ou seja: so matrias que tm a ver umas com as outras. Se tambm tivesse OJ tratando do mesmo tema, eu escreveria "+ OJ tal". Assim, eu esgotava toda a jurisprudncia refente ao mesmo tema de direito material e, aps, de direito processual.

LEGISLAO: CF todos os dias, at cansar. Se cansar, estudar mais um pouco hehehe e a legislao do processo coletivo (Lei da ACP e CDC). Tambm importante esgotar a LC 75/93 (principalmente os artigos iniciais) e a CLT. E na vspera da prova eu fazia uma reviso desta legislao e da jurisprudncia, inclusive at meia noite, uma hora da manh. No outro dia, eu acordava 4:30 h e relia a jurisprudncia at a hora de sair para a prova. E na sala da prova, eu revia a CF, principalmente na parte relativa ao PJ e ao MP. No ficava batendo papo com os demais candidatos nunca. Naquela uma hora antes da prova vocs conseguem matar um monte de questes.

As demais leis eu fazia um resumo de cada uma, destacando os pontos principais, como jornada do artista, do aerovirio, intervalos, etc. e relia tudo na semana anterior prova objetiva.

BIBLIOGRAFIA - DIREITO DO TRABALHO - retirado do site (forum)

Ricardo Resende em Sex Jun 01, 2012 12:39 am

1. Curso de Direito do Trabalho - Maurcio Godinho Delgado - Ed. LTr

a obra indispensvel para as carreiras trabalhistas. Tem grande consistncia terica e "adotado" pela maioria das bancas examinadoras. Obrigatrio!

2. Direito do Trabalho Esquematizado - Ricardo Resende - Ed. Mtodo

Excelente opo para o estudo visando primeira fase, bem como reviso geral para as fases seguintes.

3. Curso de Direito do Trabalho - Gustavo Filipe Barbosa Garcia - Ed. Forense

Um timo livro, bem abrangente no tocante ao contedo, e de leitura fcil.

4. Curso de Direito do Trabalho - Alice Monteiro de Barros - Ed. LTr

Bem interessante, principalmente em algumas partes, como nos contratos especiais.

5. Curso de Direito do Trabalho - Luciano Martinez - Ed. Saraiva

Um livro um pouco diferente, moderno, com concepes originais e bem fundamentadas.

6. Curso de Direito do Trabalho Aplicado - vrios volumes - Homero Batista Mateus da Silva - Ed. Campus Elsevier

Vale muito como aprofundamento. O Prof. Homero, com larga experincia na preparao para a Magistratura do Trabalho, escreveu uma srie de livros que contm muita informao til, e com uma abordagem que no encontrada em nenhum outro livro. Recomendo para estudos pontuais, porque a obra toda muito extensa.

7. Consolidao das Leis do Trabalho para Concursos - Marcelo Moura - Ed. Juspodvim

Para quem gosta de estudar por cdigo comentado, esta a melhor obra!

H vrias monografias interessantes como, por exemplo:

a) Direito do Trabalho e Sade do Trabalhador - Raimundo Simo de Melo - Ed. LTr

b) Ao Civil Pblica na Justia do Trabalho - Raimundo Simo de Melo - Ed. LTr

c) Indenizao por Acidente do Trabalho ou Doena Ocupacional - Sebastio Geraldo de Oliveira - Ed. LTr

d) Greve no Direito Brasileiro - Raimundo Simo de Melo - Ed. LTr

e) Formas Atpicas de Trabalho - Rodrigo de Lacerda Carelli - Ed. LTr

f) Dano Moral Coletivo - Xisto Tiago de Medeiros Neto - Ed. LTr

g) Estudos Aprofundados MPT - Vrios autores - Ed. Juspodivm

h) (O) Direito do Trabalho Contemporneo - Christiana D'Arc Damasceno Oliveira - Ed. LTr

i) Princpios de Direito do Trabalho - Amrico Pl Rodriguez - Ed. LTr

j) Contratos e Regulamentaes Especiais de Trabalho - Alice Monteiro de Barros - Ed. LTr

Em relao s dicas, o que posso, num primeiro momento, descrever o mtodo que utilizei, baseado nas dicas de preparao de colegas j aprovados em concursos anteriores.

A-T-E-N---O: desde j, alerto que essa foi a minha experincia, que certamente no ser igual a sua. a minha forma de pensar. Foi o meu modo de agir e as minhas estratgias durante a preparao. So opinies pessoais e convices de algo que deu certo para mim.

Assim como a grande maioria dos brasileiros, vim de baixo, muito baixo. Nasci no Rio de Janeiro e cheguei ao Acre na vspera de Natal de 1989, ainda criana. Meus pais eram assalariados e morvamos na periferia de Rio Branco, numa casinha de madeira bem humilde, no quarteiro (cortio) do meu av materno. Na verdade, morei no subrbio de Rio Branco durante 15 anos, e s sa de l quando me casei, em 2005, com minha esposa que juza de Direito.

Meus pais investiram tudo o que tinham e o que no tinham na minha educao e na da minha irm, pois sabiam que essa era a nica vlvula de escape social para ns dois. Estudei em escolas pblicas, mas fiz o ensino mdio em uma escola particular em virtude do enorme esforo de minha famlia.

Existem momentos na vida da gente que tudo insiste em dar errado. Entretanto, h ocasies em que tudo conflui a seu favor, tudo d certo, voc aprende a pensar da forma correta, a tomar as decises certas, a andar com pessoas que querem seu bem, os ventos mudam de direo...

Uma colega de trabalho me disse que quem passa em concursos de alta complexidade quem est no seu melhor momento. Pode ser, pode no ser.

O concurso pblico do MPT uma guerra com vrias batalhas. Batalhas dirias, semanais, mensais e at anuais. Quanto mais batalhas voc vencer, mais pavimentado estar seu caminho para a glria.

Esqueam aquela velha histria de concurso se faz at passar. Para mim, CONCURSO SE FAZ PARA PASSAR, porque necessrio dar o sangue, colocar a faca nos dentes e aproveitar a oportunidade como se fosse a nica e a ltima. O cavalo passa...

Nunca tinha dado tudo de mim para passar em um concurso. Perdi excelentes oportunidades. No me arrependo. No costumo ficar lamentando. No olho para trs, seno para corrigir erros.

Entrei no XVI Concurso do MPT para ser aprovado de primeira, ainda que tenha ouvido de algum que em um concurso desse s se passa depois de 4 anos de estudos. Nessa caminhada, houve quem me dissesse que era IMPOSSVEL! Pensei: d@ne-se. Venci as quatro grandes batalhas de uma guerra psico-gnosiolgica. Uma guerra individual de mim contra mim mesmo. Busquei me motivar e me empolgar a cada dia de estudo, sempre focando a posse. Sou conhecido nos grupos de estudo pela frase RUMO POSSE, que sempre colocava ao final de cada mensagem que postava, porque esta era a minha meta, o meu trofu, a minha medalha de honra ao mrito. E eu a conquistei!

No h nada de mgico. No existem frmulas. No h segredos. No tem um padro a ser seguido. Apenas muita concentrao, disciplina, foco, compromisso, responsabilidade, estratgias e MUITA VONTADE DE NUNCA MAIS ESTUDAR PARA CONCURSO!

E, claro, de "ser dono do meu prprio nariz", quero dizer, de pensar, elaborar e assinar suas prprias convices. E, sobretudo, de construir um pas mais digno, justo, solidrio e igual, de ser um agente transformador de uma verdadeira nao de todos.

Aproveite cada minuto do seu precioso tempo para construir seu capital intelectual: folgas, feriados, finais de semana, consultrios, trnsito, academia, vos, banheiro, etc. Depois do concurso voc volta a suas futilidades.

No acredite em sorte! Ningum passa em um concurso com 4 fases por ter nascido de bruos pra lua. Se algum lhe disse isso um dia, passe uma borracha e ponha as mos obra.

Descubra qual o seu limite. E aprenda a super-los. Sono? Famlia? Falta de tempo? Dvidas? Filhos? Problemas de sade? H jeito pra tudo.

Tem mais: voc ter que ser egosta. Um egosmo bom, no sentido de que voc ter que pensar mais em si mesmo, no seu futuro, nos seus estudos, na sua aprovao, acima de qualquer outra coisa - s no de Deus, obviamente. Enquanto voc continuar deixando a programao da Rede Globo, as novelas, o BBB, os passeios, as baladas, o futebol, a cervejinha, etc., mandando na sua vida, esquea qualquer pretenso de passar num concurso desse jaez.

Roberto Shinyashiki diz: O sucesso construdo noite! Durante o dia voc faz o que todos fazem. Mas, para obter um resultado diferente da maior