of 23 /23
Osteoartrite Disciplina de Reumatologia 2013 Luiza Fuoco

Oa aula 4 ano

Embed Size (px)

Text of Oa aula 4 ano

  • 1. OsteoartriteDisciplina de Reumatologia 2013 Luiza Fuoco

2. Caso 1 Homem, 64 anos H 2 anos apresenta dor e edema intermitente de joelhoE. H 6 meses com piora do quadro. Caractersticas da dor: diria protocintica, RM 10 min pior aps longas caminhadas, subir escadas Melhora com o repouso e gelo Exame fsico: Atrofia de quadrceps. Edema de joelho E, sinal da tecla positivo. Dor palpao, com crepitao grosseira aos movimentos e limitao de flexo. 3. Osteoartrite Epidemiologia 10% populao > 60 anos Achados Radiogrficos:52% da populao adulta apresenta OA de joelhos55 a 64 anos: 85%85 anos: 100% Homens = Mulheres 4. A articulao 5. Osteoartrite Fisiopatologia Desequilbrio entre a degradao e o processo dereparao tecidual Condrcito Apoptose Citocinas inflamatrias Reduo progressiva da espessura da cartilagem Formao ostefitos marginais 6. Progresso 7. Osteoartrite Classificao: Idioptica ou primria: Forma generalizada Mulher 85% OA mos Forte componente gentico Secundria Fator local: estresse mecnico Fator sistmico: sobrecarga articular 8. Osteoartrite Dor mecnica: aparece com o inicio do movimento e melhora com o repouso Evoluo lenta Dor articular difusa Pode cursar em associao com acometimento de partes moles Evoluo: Perda da estabilidade articular Piora da dor Limitao funcional 9. Caso 1 Homem, 64 anos H 2 anos apresenta dor e edema intermitente de joelhoE. H 6 meses com piora do quadro. Caractersticas da dor: diria protocintica, RM 10 min pior aps longas caminhadas, subir escadas Melhora com o repouso e gelo Exame fsico: Atrofia de quadrceps. Edema de joelho E, sinal da tecla positivo. Dor palpao, com crepitao grosseira aos movimentos e limitao de flexo. 10. Caso 1 Diagnstico diferencial Monoartrite crnica: Infeco: Tuberculose/ Fungo Gota Sndrome Patelo Femoral Doena de Paget ssea Neoplasia ssea primria/ metstase Bursite Anserina Leso de Menisco 11. Caso 1 Rx de joelhos Artrocentese Usg de joelho: derrame articular moderado com cisto de Baker 12. Caso 1 Tratamento: Analgesia: AINE, analgsico Fisioterapia: analgsica e motora Condroprotetor, diacerena, DFC Perda ponderal Acupuntura Infiltrao com corticoide Cirurgia 13. Caso 2 Mulher de 72 anos com quadro de poliartralgiaem mos de evoluo intermitente h 7 anos. Refere dor e deformidade em IFDs e dificuldadepara abrir e fechar as mos pela manh. Refere piora dos sintomas aps fazer croch. Refere me e irms com deformidadesemelhante em mos. 14. Caso 2 Ao exame: RX de mos: Diagnstico diferencial Tratamento 15. Caso 3 Mulher de 53 anos, obesa, h 7anos com quadro de dor emquadril bilateral, pior D. Referepiora progressiva Refere limitao para a caminhar epermanecer longos perodos de p 16. Caso 3 Ao exame: Dor e limitao rotao externa e interna de quadril FABERE positivo bilateral Ndulos de Heberden e Bouchard em mos 17. Caso 3 18. Caso 3 RX de bacia AP: 19. Caso 3 Tratamento: Analgesia: AINE, analgsico Fisioterapia: analgsica e motora Condroprotetor, diacerena, DFC Perda ponderal Acupuntura Cirurgia 20. Caso 4 Homem de 62 anos, apresenta h 9 anos cervicalgiade ritmo mecnico. Piora ao dormir no brao do sofe ler durante muito tempo. Faz acompanhamentocom ortopedista e fisioterapia. H 8 meses notou parestesia das mos progredindopara antebrao e brao. H 6 meses dificuldadeexecutar movimentos finos das mos. H 3 meses evoluindo com quedas e limitao demarcha. H 1 ms apresenta incontinncia urinria. 21. Caso 4 Ao exame: Atrofia interssea em mos e MMSS importante Tetraparesia Sinal de Hoffman bilateral Sinal de Babinski bilateral Hiperreflexia global 22. Caso 5 Homem de 70 anos, diabtico, dislipidmico eportador de gota tofcea. Encaminhado paraavaliao de lombalgia mecnica h 27 anos.Hiperostose idioptica esqueltica difusa (DISH)