OVO - Informações Nutricionais

  • Published on
    29-Mar-2016

  • View
    222

  • Download
    2

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Boletim de Informaes Nutricionais do OVO publicado pelo Instituto Ovos Brasil.

Transcript

  • Boletim do OvoBoletim do OvoInstituto Ovos Brasilrea de Sade Humana

    ano1 - n1 - agosto 2009

    Creme:- 2 caixas de biscoito ingls- 1 lata de leite condensado- 2 medidas (da lata) de leite- 4 colheres (sopa) de acar- 4 gemas- 1 colher (sopa) de amido de milhoCobertura: - 4 claras em neve- 4 colheres de acar- 1 lata de creme de leite sem soro

    Opcionais: Frutas cristalizadas e passas sem se-mentes.Modo de preparo:Leve ao fogo o leite condensado, o leite cru, as gemas, o amido, o acar, misture tudo e espere formar um cre-me at engrossar. Em seguida, coloque o creme em um pirex e ponha os biscoitos j umedecidos com o licor de sua preferncia ou leite. Salpique frutas

    cristalizadas e as passas sem sementes se voc gostar.Depois cubra com as claras em neve com o acar e a lata de creme de leite. Leve ao freezer at o momento de servir.Dica: Para obter uma consistncia mais cremosa na hora da degusta-o, retire a sobremesa do freezer 30 minutos antes e ponha-a na geladeira.

    Ovo tudo de bom!

    Culinria Cassata Delcia

    Curiosidades

    Instituto Ovos Brasil

    O Instituto Ovos Brasil uma entidade sem fins lucrativos e foi criado com a misso de expandir os conhecimentos sobre o ovo como fonte nutricional e seus benefcios especiais para a sade. Um dos principais objetivos da entidade promover o produto ovo como um alimento saudvel, de alto valor nutritivo. Alm disso, busca trazer sociedade esclarecimentos sobre a segurana alimentar do produto para consumidores de todas as idades.O Instituto Ovos Brasil foi fundado em setembro de 2007, em Assembleia Geral realizada na cidade de Porto Alegre RS. Hoje, suas aes so disseminadas para todas as regies do pas. A entidade composta por pessoas fsicas e jurdicas, ligadas direta ou indiretamente s atividades do sistema agroindustrial do ovo.Visite o site e conhea melhor o Instituto Ovos Brasil www.ovosbrasil.com.br

    Misso A misso do Instituto Ovos Brasil divulgar os conhecimentos, para todos os consumidores, do

    ovo como fonte nutricional, seus benefcios especiais para a sade e a segurana alimentar ao

    consumi-lo.

    Nos dias atuais a informao uma das mais importantes ferramentas para diferenciar um profissional

    em seu meio. Tambm considerada a sua capacidade de rever posies sobre temas diferenciados,

    quando so apresentadas evidncias cientficas que comprovem, muitas vezes, a necessidade de mu-

    danas de critrios e conceitos.

    Esta a primeira edio do Boletim Informativo do Instituto Ovos Brasil. A publicao nasce da ca-

    rncia de informaes atualizadas sobre o alimento ovo. Nosso objetivo levar aos profissionais da

    rea da sade o resultado de pesquisas e de trabalhos cientficos sobre o tema.

    Faz parte da proposta trazer sempre as ltimas pesquisas de fontes confiveis para que voc esteja

    atualizado com as novidades do setor. Assim, alm de enriquecer os seus conhecimentos, pode disse-

    minar as informaes sobre as qualidades desse alimento.

    Nesta edio, entre outros assuntos, voc acompanhar o primeiro desses trabalhos de pesquisa.

    Ovos: A importncia do ovo na alimentao, realizado pela Dra. Lucia Endriukaite.

    Faa uma boa leitura!

    Editorial

    Diretoria Instituto Ovos Brasil

    Expediente

    OVOS BRASIL: www.ovosbrasil.com.br Em processo de registro como Organizao da Sociedade Civil de Interesse Pblico. uma entidade sem fins lucrativos com representao das principais regies brasileiras produtoras de ovos, promove o produto ovo como alimento saudvel, de alto valor nutritivo e seguro para ser consumido.

    Jornal do Ovo - Informativo do INSTITUTO OVOS BRASIL, destinado aos produtores, comerciantes, consumidores e profissionais da rea de sade humana.Jornalista Responsvel: Vivian Nappi MTb 18714Coordenao: Projeto Grfico e Editorao RN Comunicao Total (11) 5641 6615

    Foto

    ret

    irad

    a do

    site

    : ht

    tp://

    ww

    w.b

    indi

    .co.

    uk/

    bind

    i418

    /inde

    x.ht

    m

    Benefcios do Ovo:O ovo um alimento rico em vitaminas e propor-ciona vrios benefcios para a nossa sade. Confira alguns deles:- Manutenco do Peso: As protenas deste alimento

    proporcionam a saciedade, portanto se a pessoa in-gere ovos, sente-se satisfeita rapidamente.

    - Produo de Fora Muscular: As protenas presentes no ovo, alm de fornecerem fora muscular, au-xiliam na diminuio da perda da massa muscular em idosos.

    - Gravidez: Para as futuras ma-mes a gema do ovo fonte de colina, que auxilia na formao do sistema nervoso central do beb. Saiba que dois ovos tm aproximadamente 250 miligramas de colina, o que

    equivale a metade das necessidades do que a gestante ou a mulher que est amamentando precisa.

    - Mantenedor da Funo Cerebral: A colina vital para manter a estrutura das membranas celulares em adul-tos. Alm de ser fundamental para a transmisso das mensa-gens do crebro, por meio dos nervos para os msculos.

    - Viso: O ovo contm os componentes lutena e ze-axantina, que previnem a degenerao macular, doena responsvel por grande parte dos casos de cegueira em pessoas de terceira idade.

    - Presso Sangunea: H estudos que indicam que as protenas presentes nos ovos podem ter efeitos similares aos inibidores ACE, medicamentos utilizados para tratar a presso alta. Verificou-se que h vrios pept deos dife-rentes em ovos cozidos e fritos que agem como potentes inibidores ACE e as enzimas no estmago e no intestino delgado produzem esses pept deos a partir dos ovos. Foi revelado que os ovos fritos tm maior ndice de atividade inibidora ACE do que os ovos cozidos.

  • A partir da sua composio, o ovo pode ser considerado um alimento com efeito protetor, pois apresenta 3,8g de cidos graxos monoinsaturados (46,05%), 1,36g de cidos graxos poliinsaturados (16,48%) e uma pequena quantida-de de gordura saturada, cerca de 3,09g (37,45%). Alm dos cidos graxos presentes no ovo, a colina outro nutriente expressivo, pois atua na reduo da homocistena com con-sequente reduo do colesterol.Os cidos graxos essenciais so importantes para a manu-teno das membranas celulares, mantm as funes cere-brais e transmisso de impulsos nervosos. Tambm partici-pam da transferncia de oxignio para o plasma e difuso de substncias como sdio, potssio, enzimas e receptores para o metabolismo celular (Martin, C at. col). Os cidos graxos poliinsaturados atuam na reduo do colesterol total e LDL-c plasmtico. Enquanto que EPA e DHA atuam na reduo das triglicrides plasmticos, alm de aumentar o relaxamento do endotlio. O cido graxo monoinsaturado tem uma atuao na elevao do HDL e reduo da peroxidao lipdica. (IV Diretriz da Sociedade Brasileira de Cardiologia, 2007). importante ressaltar que o colesterol tem uma impor-tncia fundamental para o organismo como integrante das clulas, na sntese de hormnios esterides e sexuais, na sntese de secreo biliar, e precursor da produo de vi-tamina D, entre outros. Mas sabido que 1/3 do colesterol circulante oriundo da alimentao e que o consumo de gorduras saturadas e trans so fatores de risco para doen-as cardiovasculares, pois aumentam o LDL-c e diminuem o HDL c com consequente aumento da razo LDL/ HDL. Como o ovo detentor de grande quantidade de coleste-rol, e por isso est relacionado incorretamente a doenas

    cardiovasculares, vrios estudos cientficos tm sido realiza-dos com o objetivo de demonstrar que o consumo de ovos no interfere no aumento do colesterol srico e risco de doenas cardiovasculares em pessoas saudveis. Um estudo realizado na Universidade de Surrey por Har-man e colaboradores, teve como objetivo determinar os efeitos da combinao do aumento do colesterol alimentar e perda de peso, atravs de uma restrio calrica sobre os lipdios e lipoprotenas plasmticas.Este estudo foi realizado durante 12 semanas com 2 gru-pos de voluntrios , homens e mulheres com idade entre 18 e 55 anos. Para a seleo dos grupos foram excludos IMC >35, colesterol total > 6,5 mmol/l triglicrides plas-mtico > 3 mmol/l e quem utilizasse medicamentos que pudessem interferir no metabolismo lipdico, com conse-quente interferncia no protocolo. Neste estudo foram mensurados peso, estatura, circunferncia de cintura e exa-mes laboratoriais antes do incio do estudo, s 6 semanas e s12 semanas. Os grupos foram submetidos mesma dieta restritiva, sen-do que um grupo deveria incluir 2 ovos por dia (aproxima-damente 400mg de colesterol) por 12 semanas e o outro grupo controle, deveria seguir uma alimentao sem ovos. A dieta restritiva foi baseada nas recomendaes da British Heart Foundation, para perda de peso, com uma reduo de aproximadamente 500 calorias/dia, com controle do consumo de gordura e carboidrato. Aps 12 semanas, os grupos (ovos alimentados e contro-le) tiveram perda de peso atravs da interveno alimentar com diminuio de carboidratos e gorduras. Esta reduo foi parecida em relao gordura corporal (menos 2kg no grupo ovos e menos 3kg no grupo controle).

    A concentrao total de colesterol plasmtico caiu nas 12 semanas, em ambos os grupos como resultado de uma re-duo do LDL c, sendo este resultado relacionado a uma restrio energtica e ou pela reduo de peso .Ainda como resultado deste estudo, no houve diferen-a no tamanho da partcula LDL, nem entre os grupos ou dentro dos grupos. Ainda no houve diferena significante entre os grupos quanto reduo de triglicrides, HDL c e apolipoproteinas A - l e B. Neste estudo, os autores demonstraram que o aumento da ingesto de colesterol pelo consumo de 2 ovos por dia no produz aumento do LDL c . Outro estudo realizado por Mutungi, G e colaboradores, com 28 pessoas do sexo masculino com sobrepeso e obe-sas, e idade entre 40 e 70 anos, teve como objetivo avaliar a contribuio do colesterol dos ovos em dieta com restri-o de carboidrato na sndrome metablica. Os indivduos foram orientados a consumir uma dieta com restrio de carboidratos e aleatoriamente foram distribudos no grupo ovo com ingesto de 3 ovos por dia (640mg de colesterol diettico) ou no subgrupo com quantidade equivalente de ovo substituto. Em todos os participantes, houve uma re-duo de peso, diminuio da circunferncia abdominal e reduo da concentrao plasmtica de triglicrides. Neste estudo foram encontrados aumento do HDL-c no grupo ovos e nenhuma alterao no grupo controle. Houve um pequeno aumento do LDL c, mas que no resultou na variao do colesterol total e na razo LDL:HDL em ambos os grupos ovo alimentados e controle. Assim, os autores deste estudo concluram que no existe aumento dos n-veis de colesterol com a ingesto de ovos e ainda ocorreu um do HDL.

    ConsideraesO ovo um alimento universal, riqussimo em seus nveis nutricionais e possui um efeito protetor, tambm pela sua composio em nutrientes antioxidantes como as vitaminas, minerais que atuam no metabolismo celular. A sua utiliza-o como parte de uma alimentao saudvel proporciona grandes benefcios ao organismo. Entretanto, uma grande parcela da populao ainda desconhece os benefcios do ovo e por isso precisa ser informada e esclarecida sobre a sua importncia na manuteno da sade e melhoria da qualidade de vida da populao nas diversas faixas etrias.

    A Importncia do Ovo na AlimentaoO alimento ovo, durante dcadas foi considerado um vilo pela quantidade de colesterol existente na sua composio. No entanto, vrios estudos cientficos recentes tm reverenciado suas qualidades nutricionais. Nutrientes como cidos graxos linolico, linolnico, DHA, EPA, carotenides (lutena e zeaxantina) e colina so considerados substncias com propriedades funcionais e fazem parte deste alimento rico em protenas, vitaminas e minerais, que s faz bem sade da populao e ainda tem um baixo custo. Nas tabelas ao lado apresentamos a composio nutricional do ovo, quantidade de amino-cidos e cidos graxos.

    Harman, Nicola L at al. Increased dietary cholesterol does not increase plasma low density lipoprotein when accompanied by an energy restricted diet and weight loss. European Journal Nutrition (2008) 47:287-293Hu, F at al. A prospective study of egg Con-sumption and Risk of Cardiovascular Dise-ase in Men and Women.Jama, vol.281.No 15, 1999Martin,C.A at. al. cidos graxos poliinsatu-rados mega 3 e mega 6: importncia e ocorrncia em alimentos. Rev. Nutric.vol.19 no 6 Campinas, 2006 Mutungi, G at al.Dietary Cholesterol from eggs increases plasma HDL cholesterol in Overweight men consuming a carbohydra-te- restricted Diet. American Society for Nutrition, 2008Vander Wal JS et al. Short term effect of eggs on satiety in over weight and obese subjects. J Am Coll Nutr, 24:510-515, 2005Waitzberg, Dan Linetzky.Nutrio Oral, en-

    teral e parenteral na pratica clinica. 3 Ed.- S. Paulo; Ed. Atheneu,2004.Sociedade Brasileira de Cardiologia-IV dire-triz da sociedade brasileira de cardiologia, 2007 disponvel em HTTP//www.cardiol.brUniversidade Estadual de Campinas.Nucleo de Estudos e Pesquisas em Alimentao NEPA (2006). Tabela de Composio Qui-mica de Alimentos. Verso 2 2 edio disponvel em HTTP://unicamp.br/nepa/taco.Acesso em 22.07.2009Universidade Federal de So Paulo De-partamento de informtica em Sade.Ta-bela de composio Qumica dos alimen-tos. Disponvel em:HTTP//www.unifesp.br/dis/servios/nutri .Acesso em 22.07.2009USDA National Nutrient Database for Standard Reference, Release 21 (2008).Disponvel em www.nal.usda.gov/fnic/foodcomp/cgi-bin/list_nut_edit.pl . Acesso em 22.07.2009.

    Estudos recentes de centros de pesquisa de referncia tm demonstrado que o consumo de ovos no aumenta os nveis de colesterol. Devido ao alto valor nutricional do ovo recomendada a sua incluso em uma dieta balanceada.

    Dra. Ana Paula Rodrigues Pirr - Endocrinologista

    Eu indico o consumo frequente de ovos, porque alm de no aumentar o colesterol quando faz parte de uma conduta nutricional adequada, ainda apresenta vrios benefcios. Principalmente

    a formao de neurotransmissores, que dependem da colina, do ferro e da vitamina A e E que o ovo contm. Sem negligenciar logicamente a qualidade da albumina, fundamental

    para o aumento da resposta imune.Dra. Vanderl F. Marchiori -

    Nutricionista e Fitoterapeuta

    Composio Nutricional do Ovo (100g) - parte comestvel

    Macronutrientes Valor Minerais Valor Vitaminas Valor Carotenides Valor

    Calorias (Kcal) 140 Sdio (mg) 140 A (UI) 488 Betacaroteno (mcg) 10

    Protena (g) 13 Potssio (mg) 134 D (UI) 36 Beta criptoxantina(mcg) 9

    Carboidrato (g) 0,78 Clcio (mg) 52 E (mg) 0,96 Lutena e zeaxantina(mcg) 331

    Gordura total (g) 9,94 Ferro (mg) 1,84 K (mcg) 0,2

    Gordura saturada (g) 3,1 Fsforo (mg) 192 Tiamina (mg) 0,07

    Colesterol (mg) 425 Magnsio (mg) 12 Riboflavina (mg) 0,478

    Gordura monoinsaturada (g) 3,8 Zinco (mg) 1,12 Niacina (mg) 0,07

    Gordura poliinsaturada (g) 1,4 Selnio (mg) 31,2 Piridoxina (mg) 0,142

    Cobre (mg) 0,102 Folato (mcg) 48

    Mangans (mg) 0,038 B12 (mcg) 1,3

    Pantotnico (mg) 1,44

    Colina (mg) 251

    Aminocido gramas Aminocido gramas

    Triptofano 0,167 Valina 0.859

    Treonina 0,556 Arginina 0.821

    Isoleucina 0,672 Histidina 0.309

    Leucina 1.088 Alanina 0.736

    Lisina 0,914 cido asprtico 1.330

    Metionina 0,38 cido glutmico 1.676

    Cistina 0,272 Glicina 0.432

    Fenilalanina 0,681 Prolina 0.513

    Tirosina 0,5 Serina 0.973

    Fonte: Tabela Brasileira de Composio de Alimentos (TACO), 2006.USDA National Nutrient Database for Standard Reference, Rel...