PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO SEPÉ SECRETARIA .símbolo do sentimento indígena de libertação

Embed Size (px)

Text of PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO SEPÉ SECRETARIA .símbolo do sentimento indígena de libertação

  • 1

    PREFEITURA MUNICIPAL DE SO SEP

    SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAO E CULTURA

    PLANO MUNICIPAL DE EDUCAO 2015/2024

    SO SEP-RS

  • 2

    SUMRIO 1. APRESENTAO ..................................................................................................... 3 2. HISTRICO DO MUNICPIO DE SO SEP ...................................................... 4 3. HISTRICO DA EDUCAO NO MUNICPIO ................................................. 8 4. DIAGNSTICO ....................................................................................................... 12 5. APRESENTAO DAS METAS ........................................................................... 14

    Meta 1 Educao Infantil ...................................................................................... 14Meta 2 Ensino Fundamental ................................................................................. 17Meta 3 Ensino Mdio ............................................................................................. 20Meta 4 Incluso ...................................................................................................... 23Meta 5 Alfabetizao Infantil ............................................................................... 27Meta 6 Educao Integral ..................................................................................... 28Meta 7 Qualidade da Educao Bsica/IDEB ..................................................... 30Meta 8 Elevao da Escolaridade/Diversidade ................................................... 34Meta 9 Alfabetizao de jovens e adultos ............................................................ 35Meta 10 EJA Integrada ......................................................................................... 36Meta 11 Educao Profissional ............................................................................ 37Meta 12 Educao Superior ................................................................................. 38Meta 13 Qualidade da Educao Superior ......................................................... 40Meta 14 Ps-Graduao ........................................................................................ 41Meta 15 Profissionais de Educao ...................................................................... 42Meta 16 - Valorizao dos Profissionais do Magistrio ........................................ 44Meta 17 Valorizao dos Profissionais do Magistrio ........................................ 46Meta 18 Planos de Carreira .................................................................................. 46Meta 19 Gesto Democrtica ................................................................................ 47Meta 20 Financiamento da Educao .................................................................. 49

    6. ACOMPANHAMENTO E AVALIAO DO PLANO MUNICIPAL DE EDUCAO ................................................................................................................. 53

    REFERNCIAS: ...................................................................................................... 54

  • 3

    1. APRESENTAO

    O Plano Municipal de Educao de So Sep foi elaborado a partir dos estudos, debates e proposies, envolvendo a equipe de profissionais representantes da Educao Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Mdio, Educao de Jovens e Adultos, Educao Especial, Ensino Tcnico e Superior, assim como os diferentes segmentos das escolas, representaes dos Conselhos Municipais, Sindicato dos Professores, Secretarias do Municpio, Cmara de Vereadores e da sociedade civil organizada. A partir do momento em que foi instituda a comisso municipal para elaborao do PME, atravs da Portaria n 14.713/2014, iniciaram-se os estudos e a coleta de dados e informaes para a construo do diagnstico que serviu para a elaborao do documento base. O processo de elaborao do PME tem respaldo legal na Constituio Federal de 1988, na LDBEN - Lei de Diretrizes e Bases da Educao Nacional n 9.394/96, nos marcos normativos que embasam o regime de colaborao dos entes federados: a Unio, os Estados, o Distrito Federal e os Municpios, bem como nos livros de Atos, Apostilas, Leis, Decretos e Portarias arquivados na Prefeitura Municipal. Este PME est alinhado ao Plano Nacional de Educao - PNE e ao Plano Estadual de Educao - PEE.

    O PME considera como foco o territrio do municpio, espao em que o poder pblico das diferentes esferas de governo articula-se para a garantia do direito educao de qualidade para todos e cada um e para o exerccio da cidadania.

    As vinte metas foram estruturadas a partir do PNE e as respectivas estratgias foram definidas a partir da anlise do diagnstico educacional do municpio, considerando seu contexto histrico, geogrfico, socioeconmico, cultural e ambiental, o que proporcionou uma viso holstica da realidade de So Sep, possibilitando, assim, a definio de proposies capazes de assegurar mudanas significativas na performance educacional do Municpio no decorrer de dez anos.

  • 4

    2. HISTRICO DO MUNICPIO DE SO SEP A histria do Municpio de So Sep comea com a ideia de construir uma capela em honra a Nossa Senhora da Conceio. O lder dessa iniciativa foi Francisco Antnio de Vargas e o lugar escolhido ficava margem do Arroio So Sep. Em 1829, Francisco Antnio de Vargas e seus companheiros obtiveram a licena para a construo da capela, concedida pelo Vigrio Geral, Antnio Vieira da Soledade. Em 15 de fevereiro de 1830, Francisco Antnio de Vargas e seus companheiros chegam ao local escolhido e levantam uma grande cruz de ip, marcando o terreno para a construo da capela que, inicialmente, foi construda para homenagear Nossa Senhora Conceio, porm no existe nenhum documento que mencione a data em que os sepeenses comearam a chamar Nossa Senhora das Mercs de Padroeira de So Sep.

    O Municpio de So Sep foi criado no dia 29 de abril de 1876, pela Lei Provincial n 1029, no governo de Alencar Araripe, Presidente da Provncia, com territrios dos municpios de Caapava do Sul e Cachoeira do Sul. Em 15 de maro de 1877, o Municpio foi instalado solenemente. Existem duas verses a respeito da origem do nome So Sep. A popular diz que o municpio recebeu esse nome em homenagem memria do valente guerreiro Sep Tiaraju que nasceu, viveu e combateu nos Sete Povos das Misses, na poca pr-aoriana. Os missionrios ensinavam que ganhariam o cu aqueles que tombassem em luta pela defesa das redues crists contra os exploradores. Por esse motivo, segundo a tradio, o guerreiro morto passou a ser invocado como So Sep, tornando-se, assim, smbolo do sentimento indgena de libertao. A marca dessa santidade seria um sinal branco, em forma de cruz, no alto da testa o lunar de Sep com que ingressou no imaginrio popular.

    A outra verso apresentada pelo historiador Paulo Xavier, embasado em documento, fornecido pelo historiador Arnaldo Bruxel e na informao de Jos Saldanha, governador das Misses de 1803 a 1805. Afirma que So Sep teve origem em uma estncia missioneira j existente em 1751, chamada San Sep e que o nome So Sep que se atribuiu ao municpio no tem relao direta com o ndio Sep Tiaraju. No entendimento de Xavier, muito antes do surgimento de So Sep na Histria do Rio Grande do Sul, j existia junto s barrancas do Uruguai, um topnimo San Sep.

    Uma outra abordagem est presente entre pesquisadores e estudiosos das Misses e da sua abrangncia e influncia na regio do atual municpio de So Sep e de outros que lhe so prximos, diz respeito presena do ndio Sep Tiaraju, enquanto personagem histrico real. Essa verdade histrica, incontestvel, tem merecido ateno especial no intuito de resgatar o significado desse Sep Tiaraju na cultura dessas localidades.

    So Gabriel e So Sep so dois municpios que tm interesses histrico-culturais muito prximos figura de Sep Tiaraju. So Gabriel porque guarda, com justo orgulho, o local onde teria ocorrido a morte do Guerreiro das Misses. So Sep porque um misto de lenda e verdade faz crer que o corpo de Tiaraju, aps ferido mortalmente, teria sido enterrado em grutas da regio, acreditando a memria popular tratar-se da Gruta do Marco, localizada em territrio sepeense. No se deve esquecer a crena popular de que a Pulquria aprazvel recanto do Rio So Sep teria sido uma apaixonada ndia de um guerreiro ndio que nessas lutas partiu para nunca mais voltar. As lgrimas de dor e saudade, da apaixonada e inconsolvel Pulquria deram origem s corredeiras e quedas de gua que a homenageiam.

  • 5

    Talvez com o anlogo significado ao da verdade histrica fundamentada ou ao do imaginrio mtico-folclrico popular, cresce o reconhecimento do valor e da importncia de Sep Tiaraju. Os movimentos sociais e as diferentes confisses religiosas, modernamente, tm exaltado Sep Tiaraju como figura mpar, destacando-o com mritos, no apenas de guerreiro e lder, mas incluindo-o no luminoso rol dos bem-aventurados, invocando-o e exaltando-o como mrtir e santo popular da luta e da resistncia da sofrida populao latino-americana.

    Seja qual for a origem do nome de So Sep, este nome por si s, legenda e orgulho, ultrapassando os limites da historicidade formal para situar-se no patamar da consagrao popular definitiva.

    O Municpio de So Sep/RS est localizado na Regio Central do Estado do Rio Grande do Sul, distante 265 km da Capital Porto Alegre. A populao do municpio reduziu, entre os censos demogrficos de 2000 e 2010, taxa de -0,34% ao ano, passando de 24.626 para 23.798 habitantes.

    Conforme dados do ltimo censo demogrfico, no municpio, em agosto de 2010, a populao total era de 23.798 residentes, dos quais 1.174 se encontravam em situao de extrema pobreza, ou seja, com renda domiciliar per capita abaixo de R$ 70,00. Isso significa que 4,9% da populao municipal viviam nessa situao. Do total de extremamente pobres,