Click here to load reader

RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE - edia.pt · PDF fileAcreditamos que ficou demonstrada a importância estrutural deste grande Empreendimento e os benefícios inequívocos de uma gestão

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE - edia.pt · PDF fileAcreditamos que ficou demonstrada a...

  • RELATRIODE SUSTENTABILIDADE

    SOBRE O RELATRIO

    MENSAGEM NOTA DE ABERTURA

    SITUAO CLIMTICA EM 2017

    VULNERABILIDADE DO TERRITRIO

    A GARANTIA DE GUA EM ALQUEVA

    ALQUEVA EM CONTRACICLO

    ALQUEVA COMO PARCERIA ESTRATGICA

    DESAFIOS E PRIORIDADES

    GOVERNAO, COMPROMISSOS E ENVOLVIMENTO

    INDICADORES

  • O RELATRIOSOBRE

    A EDIA, Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas de Alqueva SA, sediada em Beja, publica o Relatrio de Sustentabilidade relativo ao ano de 2017 e informa sobre o desempenho econmico, ambiental e social da Empresa no perodo referenciado. Este Relatrio apresenta contedos padro das Diretrizes GRI para Relato de Sustentabilidade e no foi sujeito a uma verificao externa.

    So integrados no relato de sustentabilidade, os seis Objetivos de Desenvolvimento Sustentvel (ODS) adotados pela EDIA, seguindo as orientaes da Organizao das Naes Unidas (ONU).

    O reporte da informao sobre sustentabilidade anual e foi iniciado no trinio 2009/2011, tendo sido publicado o ltimo relatrio relativo ao ano de 2016.

    A informao aqui reportada deve ser complementada com o Relatrio e Contas de 2017, disponvel no website institucional da EDIA, www.edia.pt .

    O presente relatrio abrange todas as atividades da Empresa que se estendem por 20 concelhos do Alentejo, dos distritos de Beja, vora, Portalegre e Setbal, no designado Espao Alqueva, territrio de influncia do Empreendimento de Fins Mltiplos de Alqueva (EFMA).

    A informao aqui comunicada reflete o posicionamento da EDIA aps a fase de construo das infraestruturas e a clara afirmao

    do regadio em Alqueva, refletindo a aposta na promoo deste territrio, seguindo os compromissos ambientais e

    sociais assumidos pelo Estado Portugus quando da deciso de implementao do Empreendimento de Fins Mltiplos de

    Alqueva, baseados numa gesto integrada de todas as valncias do Empreendimento.

    A gesto e explorao das infraestruturas, o estmulo atividade econmica e a promoo do uso racional dos recursos naturais

    so trs reas fundamentais da atividade da Empresa. A EDIA considera que o seu posicionamento deve contribuir para

    aumentar a notoriedade dos seus ativos e atravs deles, para a qualificao e desenvolvimento da regio.

    Em 2017, a gesto e explorao integrada do EFMA de acordo com os princpios e compromissos assumidos por Portugal junto

    da Comisso Europeia, tornou-se o desafio mais importante da EDIA, dados os objetivos estabelecidos desde ento, para esta

    fase de explorao da globalidade do Empreendimento.

  • O modelo de gesto do EFMA tem como principal objetivo, mitigar e compensar os impactes ambientais negativos resultantes da construo e explorao das infraestruturas e promover e potenciar os impactes socioeconmicos positivos conducentes a um desenvolvimento regional equilibrado e um ativo importante da economia nacional. Atualmente Alqueva assume-se como um projeto determinante da adaptao da regio no novo contexto de mudana climtica, pelo que a EDIA assume responsabilidades acrescidas na gesto integrada do Empreendimento.

    Neste Relatrio, reportada a avaliao que a Empresa efetuou em 2017, atendendo atual fase de maturidade de algumas valncias do EFMA e necessidade de prosseguir com a estratgia de promoo e captao de investimento, de forma a valorar positivamente, o maior investimento pblico e comunitrio at agora efetuado num projeto de fins mltiplos

    em Portugal.

    A explorao integrada do EFMA com os aspetos materiais diretamente ligados aos impactes ambientais e socioeconmicos

    de 2017 ter sido o terceiro ano de seca na regio sul de Portugal, constitui o tema principal deste Relatrio, tendo a EDIA demonstrado a capacidade de Alqueva garantir o fornecimento de gua para os diferentes usos, validando o modelo de gesto integrada aplicado a um empreendimento de fins mltiplos. Foram listados em tabelas especificas, os indicadores, incluindo aqueles que se referem apenas atividade da EDIA.

    Os temas identificados decorreram de uma reviso interna aos temas materiais reportados no anterior perodo, os quais resultaram de um processo de benchmark e de consulta aos principais grupos de partes interessadas, relevantes para a Empresa.

    Durante este perodo no ocorreram alteraes que tivessem interferido na comparabilidade dos dados entre os anos reportados.

    objetivo da Empresa promover a consolidao do relato e do desempenho, pelo que este relatrio um instrumento importante no desenvolvimento de uma estratgia de diagnstico e comunicao mais abrangente.

    O Relatrio de Sustentabilidade 2017 pode ser consultado no website da EDIA, www.edia.pt e foi elaborado pelo Departamento de Sustentabilidade, segundo o estabelecido no ltimo Acordo Ortogrfico da Lngua Portuguesa.

    CONHECER A SUA OPINIOA sua opinio um importante contributo para que a EDIA

    possa melhorar a elaborao dos seus relatrios.

    As opinies bem como toda e qualquer informao adicional a este relatrio, dvidas ou esclarecimentos devem ser enviados para:

    EDIA S.A. Telf: 284315100

    Fax: 284315223 Mail: [email protected]

  • MENSAGEM

    DO PRESIDENTE

    Conceber, planear, construir, explorar e promover o Empreendimento de Fins Mltiplos de Alqueva (EFMA) a misso e razo de existncia da Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva, S.A. (EDIA) detida 100% pelo Estado Portugus e tutelada pelo Ministrio da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural.

    O investimento pblico associado ao EFMA totaliza j cerca de 2.400 milhes de euros, cobrindo uma rea de influncia de 10.000 km2 em 20 concelhos alentejanos, sendo que a grande dimenso, abrangncia e modernidade da infraestruturao hidrulica implementada permitem, para alm do incontornvel benefcio hidroagrcola, a produo hidroeltrica em sistema reversvel que possibilita uma total complementaridade com outras energias renovveis como a fotovoltaica e a elica, o abastecimento pblico e industrial, a regularizao e correo torrencial, a preservao e valorizao ambiental e patrimonial e o ordenamento do territrio.

    No ano de 2017 muitas destas valncias do Empreendimento foram postas prova tendo o sistema respondido globalmente de forma muito

    positiva e provado muitas das virtudes projetadas. O ano foi caracterizado por valores de precipitao anormalmente baixos e temperaturas

    mdias muito elevadas. Assistimos a uma enorme incidncia de seca meteorolgica e hdrica, que se sobreps a dois anos de afluncias

    no Guadiana abaixo da mdia. Este fenmeno recorrente em Portugal apresentou neste ano uma abrangncia bastante generalizada em

    termos do territrio nacional, tendo fustigado praticamente todo o pas.

    No domnio agrcola a promoo de Alqueva seguiu o bom ritmo dos ltimos anos tendo a taxa de adeso ao regadio subido de forma

    expressiva e atingido em 2017 o valor de 76%. Em resultado do aumento da rea regada e das condies meteorolgicas verificadas,

    prolongadamente secas e quentes, o volume de gua distribudo registou uma subida de 52% face ao ano anterior.

  • Tambm o reforo aos sistemas confinantes atingiu um volume muito expressivo, ultrapassando os 100 milhes de metros cbicos entregues.

    aqui de destacar que foi assegurado, com estes reforos, o abastecimento pblico nas albufeiras de Roxo e Monte Novo - origens de guas para as

    cidades de Beja e vora que teriam vivido situaes dramticas sem estas adues. De igual modo os permetros de Rega de Odivelas, do Roxo, do Monte da Rocha e da Vigia conseguiram, com a garantia de

    gua de Alqueva, funcionar em pleno, ou com poucas limitaes.

    Mais uma vez Alqueva cumpriu o seu desgnio, fornecendo gua s populaes, s exploraes agrcolas, ao gado e s barragens confinantes j ligadas. Acreditamos que ficou demonstrada a importncia estrutural

    deste grande Empreendimento e os benefcios inequvocos de uma gesto integrada de todo o Empreendimento. Em particular, julgamos que a gesto integrada das redes primria e secundria, assumida

    como elemento essencial de sustentabilidade da empresa, do Empreendimento e da regio, amplia a relao de proximidade com todas as comunidades afetadas e fomenta o fortalecimento e a sade

    das ligaes entre as diferentes entidades.

    A gua o nosso principal ativo e temos conscincia que o sucesso dos objetivos a que nos propomos est diretamente

    relacionado com a capacidade de a preservar e proteger. Centramos o esforo na promoo da boa utilizao dos recursos

    hdricos, atravs da construo e explorao das melhores infraestruturas para a sua reserva e transporte, minimizando

    perdas e promovendo a sua eficincia, criando as condies necessrias que permitam potenciar todas as valncias da gua

    na rea de influncia do EFMA.

    O alargamento planeado do EFMA, que se espera concretizar at 2021-2022, tem tambm papel crtico na restante rea

    em explorao. O aumento de escala de cerca de 40% da rea beneficiada permitir diluir os custos fixos da operao e

    manuteno por um volume muito superior baixando os custos unitrios de aduo de cada metro cbico distribudo.

    A EDIA quer contribuir ativamente para o desenvolvimento da regio com maior potencial agrcola do Pas ajudando os atuais

    empresrios e atraindo novos que atravs da inovao consigam aproveitar o elevado potencial do Alentejo.

    Para 2018 o grande desafio, para alm do lanamento das primeiras obras da expanso, passa pelo arranque do projeto

    fotovoltaico de larga escala com vista reduo dos custos energticos e descarbonizao da atividade de distribuio de

    gua. Numa primeira fase sero instaladas unidades de produo solar para autoconsumo junto das estaes elevatrias da rede

    primria com uma potncia combinada de 50 MW. Uma vez que no existem reas significativas disponveis perto destes locais de

Search related