Click here to load reader

Revista Miss Ceara

  • View
    238

  • Download
    5

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Revista Miss Ceara - www.misscearaoficial.com.br

Text of Revista Miss Ceara

  • Conhea as candidatas a Miss Cear

    2011

    Edio 05 Ano II 2010/2011 R$ 8,90

    Miss Brasil 2010 | Dbora Lyra

    BaladaInConfira os flashes das festas mais hypadas de Fortaleza

    Entrevista exclusiva

    MISS CEAR

    ISSN-2177-5451

    9 772177 545059

  • Anncio Linda Donna / Miss Cear

    pagina dupla

    Formato: 41 x 27cm (sangria 5mm)

  • Anncio Linda Donna / Miss Cear

    pagina dupla

    Formato: 41 x 27cm (sangria 5mm)

  • 8 | M I SS CEAR

    MISS CEAR16 Miss Cobertura

    Desfile de beldades | Miss Cear 2010

    22 Miss Cobertura

    Brilhando no Miss Brasil 2010

    24 Miss Destaque

    Revista Miss Cear sucesso no Miss Brasil

    28 Miss Entrevista

    Matria de capa | Dbora Lyra

    Um charme de Miss

    30 Miss Destaque

    Miss Universo 2010 | Ximena Navarrete Arriba Mxico!

    34 Miss Histria

    Miss Cear: Uma tradio de beleza

    38 Miss Entrevista

    Misses do Cear

    48 Candidatas a Miss Cear 2011

    76 Miss Destaque

    Miss Cear 2011, a arquitetura de uma tradio

    82 Miss Entrevista

    A beleza que se tece

    86 Miss Destaque

    Trofu desfila reconhecimento

    88 Balada In

    por Pompeu Vasconcelos

    92 Miss Entrevista

    O mundo de olho no Cear

    94 Miss Viagem

    118 3+

    com Ana Madeira

    120 Miss Sade

    122 Miss Especial

    Atividades de Miss

    130 Miss Agenda

    94

    24

    28

    Conhea as candidatas a Miss Cear

    2011

    Edio 05 Ano II 2010/2011 R$ 8,90

    Miss Brasil 2010 | Dbora Lyra

    BaladaInCon ra os ashes das festas mais hypadas de Fortaleza

    Con ra os ashes das festas mais hypadas de FortalezaEntrevista

    Miss Brasil 2010 | Dbora Lyra

    de Fortalezahypadas de Fortaleza

    exclusiva

    MISS CEAR

    Dbora Lyra | Miss Brasil 2010Foto: Fbio Nunes Divulgao Miss Brasil

    Edio 05 Ano II 2010/2011

  • 10 | M I SS CEAR

    real

    MISS Editorial

    udo se torna real a partir do momento que deixa de ser um sonho de uma nica pessoa e comea a ser cuidadosamente planejado por muitas pessoas compromissadas. Essa a sensao que eu tenho. E tem sido atualmente a experincia vivada no con-curso Miss Cear. Quando em 2005, assumimos a organizao estadual do concurso, no imaginava em tudo o que seria vivido atravs desse desafio. E foram muitos at aqui. Mas hoje vivemos algo real, que saiu dos pensamentos e foram para os palcos de todo o Estado atravs dos concursos municipais e estadual feitos ao logo desses seis anos. Tem um ditado que diz, saiu do papel e se tornou realida-de, hoje nossa realidade diferente, podemos falar que o real fica impresso no papel, afinal de contas, em 2009, lanamos a Revista Miss Cear, e atravs dela, a vontade de que cada pessoa ao l-la pudes-se sentir e viver a emoo do maior concurso de beleza do Cear. E real, conseguimos! Hoje, co-memoramos a quinta edio da revista, e depois de surpreendermos e sermos surpreendidos com as novidades da edio passada, vibramos com uma nova edio repleta das belezas naturais do Cear, que sero apresentadas atravs das nossas candi-datas, e elas esto aqui, nas prximas pginas.

    T to real, que hoje, comemoramos o segundo

    ano de transmisso ao vivo do Miss Cear atravs da TV dirio. Parceiros antigos tambm se tornaram amigos e continuam conosco. Novos parceiros es-to chegando e sendo recebidos com muito cari-nho. real ter 25 lindas misses disputando o ttulo mximo da beleza da mulher cearense.

    Estamos no nosso sexto ano de coordenao, na nossa quinta revista e apenas no comeo de uma realidade que ainda vai durar muito e muito tempo!

    Obrigada a todos que permitiram que hoje isso tudo pudesse ser real. E que nossos sonhos conti-nuem assim, se tornando realidade dia aps dia, e claro, a cada nova edio da Revista Miss Cear e do concurso.

    Que voc possa desfrutar de cada pgina dessa revista e que sinta o quanto ela real.

    E s tenho a agradecer a Deus pelo que Ele tem permitido se tornar realidade na minha vida, um concurso, uma revista, grandes parceiros e amigos como voc.

    Beno de DEUS para todos,

  • www.chicafulo.com.br

    /RMDV)RUWDOH]D6mR3DXOR-RmR3HVVRD_6$&VDF#FKLFDIXORFRPEU

  • 12 | M I SS CEAR

    DIRETORA-GERALJorlene CordeiroEDITOR-CHEFE

    Luis Eduardo Lima (MTB 2039/CE)JORNALISTAS

    Anglica Emlia/ Priscila Alcantara/ Raquel Scarano/ Sandra CsarFOTOGRAFIAEmlio RibeiroDESIGNER

    Kelly CristinaTRATAMENTO DE IMAGEM E FECHAMENTO

    Alfredo JuniorIMPRESSO

    [email protected] - www.misscearaoficial.com.br - www.twitter.com/missceara

    Revista Miss Cear

    Concurso Miss Cear 2010COORDENAO MISS CEAR

    Agncia BookDIRETORA-GERAL

    Jorlene CordeiroDIRETORA - EXECUTIVA

    Marlene CordeiroDIRETOR ARTSTICOGuilhermino Benevides

    DIRETOR DE COMUNICAOLuis Eduardo Lima

    JORNALISTARaquel ScaranoFOTOGRAFIAEmilio Ribeiro

    PRODUTORA DE VIDEOVideoLive

    CHAPERONADeusina Maciel / Janana Kelly

    PERSONAL TRAINERAlessandra Gurgel

    ORGANIZAO JG Eventos CENOGRAFIA Rosalvo Ponte ILUMINAO Proluz SONORIZAO Sandro Levy TELES Studio F3

    ESTRUTURA DE PALCO Cenariun ESTRUTURA DE STANDS Stand Show

    ESTRUTURA DE BANNER Marcas Digital

    GRFICA JJ GrficaAGRADECIMENTOS

    Governo do Estado do Cear, Gaeta (Miss Brasil), Porto DAldeia Resort, Siar Hall, TV Dirio, imprensa, parceiros e patrocinadores, aos familiares das misses, jurados, as 25 candidatas e todos que incentivaram e acreditaram nesse evento.

    AGRADECIMENTOS ESPECIASAos seguintes municpios e bairros que participaram do Miss Cear 2011: Aquiraz, Brejo Santo, Caucaia, Crato, Cruz, Erer, Fortaleza, Groaras,

    Horizonte, Ic, Ipu, Itapipoca, Maracana, Mauriti, Mombaa, Novo Oriente, Parangaba, Papicu, Pacajus, Parque Rio Branco, Quixeramobim, Senador Pompeu, Sobral, Tamboril e Trairi

    REVISTA MISS CEAR uma publicao da Book Agncia de Modelos e Manequins Ltda. Rua Joo Brgido, 1230, Joaquim Tvora, CEP 60135-080 Fortaleza Cear Brasil. (85) 3246-2422 / 8864-2514

    Tiragem desta edio: 5 mil exemplares. proibido a reproduo total e/ou parcial das matrias, fotos, anncios pblicos nesta revista sem autorizao.

    [email protected] - www.agenciabook.com.br

  • CM

    Y

    CM

    MY

    CY

    CMY

    K

  • Rua Osvaldo Cruz,1660 - Aldeota(85) 3224.0783 / 3224.7018 / www.varelaesteticaebeleza.com.br

    A clnica preferida das celebridades!

  • 16 | M I SS CEAR

    MISS Cobertura

    Miss Cear 2010Desfile de beldades

    fotos: Emlio Ribeiro

    eche os olhos, respire fundo e re-viva todos os bons momentos de uma noite de glamour e sofistica-o! Assim pode ser definida a 55 edio do Miss Cear, realizado no dia 14 de dezembro de 2009, no Siar Hall. Pela primeira vez na histria, o concurso foi transmitido ao vivo por uma televiso. A TV Di-rio foi a emissora escolhida para que voc pudesse acompanhar toda essa emoo.

    F O maior evento da beleza ce-arense, que teve como tema o ar-tesanato do Cear, foi disputado por 30 lindas candidatas de dife-rentes municpios e bairros. Ao final da noite, uma coroa bri-lhante representou o comeo de um ano maravilhoso para a Miss Crato, Eugnia Justino, que rece-beu o ttulo de Miss Cear 2010.

  • M ISS CEAR | 1 7

    O cenrio teve como tema o artesanato cearense, que contou com elementos tipicamente regionais, como a renda e o labirinto

    Um pblico estimado em 3 mil pessoas compareceu ao Siar Hall

    Candidatas em traje de banho

    Os sanfoneiros talo e Renno trouxeram para o certame o som gostoso do forr

    A banda Acaiaca agitou a todos durante o Miss Cear 2010

  • Top 15 anunciado

    A Miss Brasil 2009, Larissa Costa, e a Miss Cear 2009, Khrisley Karlen, entregam, respectivamente, a coroa e a faixa nova Miss Cear

    A Miss Brasil 2009 coroa a nova Miss Cear, Eugnia Justino

  • GBR 0039-10 AnRev MISS CEARA 205x275mm.indd 1 17/11/10 15:51

  • SIA 0001-09_An Revista Miss Ceara 20,5x27,5.indd 1 08/12/09 11:55

  • 22 | M I SS CEAR

    MISS Cobertura

    m um cenrio de classe e sofisticao, o con-curso Miss Brasil 2010 trouxe lindas vinte e sete mulheres que brilharam durante todo o evento. A nossa Miss Cear, Eugnia Justino, mesmo no ficando entre as semifinalistas, se destacou, arrancando elogios de todos. Durante sua passagem pelo certame, a Miss foi destaque em sites e blogs especializados, alm de ter sido a preferida dos fashionistas. Fiquei bastante feliz em representar o nosso Estado no Miss Brasil. Foi uma experincia nica e enriquecedora. Conviver com todas as outras candidatas foi algo fabuloso. Duran-te os dias que antecederam o concurso, tive-mos uma agenda cheia, repleta de entrevis-tas, visitas a vrios pontos tursticos paulistas e institutos sociais, afirma. Com toda certeza, Eugnia ter seu reinado marcado pela ele-gncia e charme.

    E

    Brilhando no Miss Brasil 2010

    01- A Miss Cear 2010 posa ao lado de

    outras misses no MG Hair, em So Paulo;

    02- Eugnia Justino durante ensaio para o

    Miss Brasil 2010;

    03- Em quem ser que nossa Miss est

    votando para Miss Simpatia 2010?

    04- Eugnia Justino se destaca durante

    coreografia de abertura do Miss Brasil;

    05- Miss Cear durante o desfile em traje

    tpico: O Anjo da Lei | Lei Maria da Penha;

    06- Aps o fim do evento, a Miss Brasil

    2010 eleita, Dbora Lyra, posa ao lado de

    Eugnia Justino;

    07- Miss Pernambuco recebe um mimo da

    Miss Cear 2010.

    01

    02

    03

    04

    05 06 07

    fotos: Divulgao/Miss Brasil Oficial

  • 24 | M I SS CEAR

    quarta edio da Revista Miss Cear foi um sucesso! Inovan-do no mercado, o produto trou-xe entrevistas, artigos, colunas, imagens e editoriais com uma perfeita plasticidade. No decor-rer de suas pginas, que une informao, modernidade e luxo, possvel sentir toda a energia desse evento to grandioso, como o Miss Cear. Cultura e tu-rismo tambm so destaques. A Revista teve amplitude nacional e tambm foi distribuda no concur-so Miss Brasil, em maio de 2010, fazendo bastante sucesso entre os Vips. Entre um clique e outro, registramos as celebridades que se deliciavam com a magazine.

    03

    MISS Destaque

    Revista Miss

    Cear

    sucesso

    no Miss Br

    asil

    A01

    02

    04

    05 01- Uma das celebridades que recebeu a Revista Miss Cear foi a Miss Universo 2009, Stefania Fernandez;

    02- Dr.Robert Rey (Dr.Hollywood);

    03- Edmundo (Jogador de futebol);

    04- O elegantrrimo hair stylist Marco Antonio de Biaggi;

    05- Nayla Micheriff (Diretora do concurso Miss Brasil);

    06- Otvio Mesquita (Apresentador);

    07- A Miss Brasil 2007 e segunda colocada no Miss Uni-

    verso, Natlia Guimares, recebe a Revista Miss Cear;

    08- Leandro (KLB);

    09- Rafaella Zanella (Miss Brasil 2006);

    10- Ricardo Almeida (Estilista).

  • M ISS CEAR | 25

    10

    06 07 08

    09

    www.dpimenta.com.br - [email protected]

  • A COKTELITAS Drinks & Cocktails uma empresa jovem e profissional atuando desde 2004 no mercado

    Sinta o sabor da diverso!

    Casamentos, 15 anos, aniversrios, formaturas, congressos, inauguraes e confraternizaes.

    Oferecemos aos nossos clientes, al m de uma grande variedade de drinks e cocktails, mesa de caf,

    de eventos do Cear, hoje referncia na prestao de servios de cocktails nos mais diversos eventos como:

    mquina de frozen, tequileiro, malabares com ou sem fogo, perna de pau, patinador, ice-cappuccino, etc.

    Escolher a COKTELITAS para o seu evento garantir pontualidade, timo atendimento e o melhor cocktail da cidade!

  • ^

  • 28 | M I SS CEAR

    MISS Entrevista | Matria de Capa

    Dbora LyraUm charme de Miss

    Aos 12 anos de idade ela j queria ser Miss. Participou de diver-sos concursos at chegar ao pice e ser eleita Miss Brasil 2010. O primeiro grande compromisso foi participar do Miss Universo e ter a oportunidade de conviver com mais de 80 garotas do mundo inteiro. Participar do Miss Universo foi uma experincia magnfica e nica, afirma. Dbora Lyra concedeu entrevista exclusiva a Revista Miss Cear, na qual conta como foi o ltimo ano, seus planos para o futuro e as experincias mais marcantes como Miss Brasil.

    Revista Miss Cear: Quem Dbo-ra Lyra?Dbora Lyra: Uma menina alegre, otimista, so-nhadora, batalhadora e amiga. No entanto sou

    bem teimosa e tagarela (risos).

    RMC: Ser Miss Brasil sempre foi

    seu sonho?DL: Desde os meus 12 anos sonhava em ser

    Miss. Tanto que j participei de inmeros con-cursos de beleza, como o Miss Terra Brasil e

    o Top Model of the World, ao qual sa vitoriosa.

    Sou apaixonada pelo mundo Miss.

    RMC: O que significa ser Miss?

    DL: Significa representar a figura feminina,

    no s na parte fsica, mas tambm, e princi-palmente, na parte intelectual.

    RMC: O que sentiu ao ser eleita a

    mulher mais bonita do Brasil?

    DL: Sensao de dever cumprido. Era o incio

    de uma nova fase na minha vida.

    RMC: O que mudou na sua vida

    aps ganhar o ttulo de Miss Brasil? DL: No tenho mais rotina. Tenho uma agenda lotada, cheia de compromissos. Viajo muito, porm, todos os dias conheo novas pessoas e novas culturas.RMC: Como foi a experincia de

    participar do Miss Universo?

    DL: Uma experincia magnfica, nica e ine-narrvel. bom muito poder conviver com pessoas de culturas to diferentes da minha.RMC: Antes do concurso voc fez alguma cirurgia plstica? E para o Miss Universo fez alguma?

    DL: No, no fiz nenhuma cirurgia plstica.

    RMC: Voc j veio ao Cear outras vezes, o que mais gostou durante sua visita?

    DL: Estive em Fortaleza no carnaval de 2010 e adorei o Mercado Central, as praias e fiquei louca com o Beach Park. Os cearenses so pessoas mega simpticas e receptivas, e isso me fez querer voltar ao Cear.

    por Luis Eduardo Lima fotos: Fbio Nunes

  • M ISS CEAR | 29

    RMC: Como foi participar do evento Miss Cear 2011?

    DL: Foi maravilhoso! Estava super animada em poder retornar ao Estado. Tive a oportunida-de de conhecer um pouco mais da cultura e beleza de vocs. A vencedora linda e tenho certeza de que o Cear estar bem represen-tado no Miss Brasil.RMC: Se no fosse Miss, seria...?

    DL: No seria nada! Teria que ser Miss (risos).

    RMC: Quais so seus planos para o futuro?

    DL: Pretendo trabalhar muito at o fim do meu reinado, terminar minha faculdade, fazer al-guns cursos e entrar para a TV.

    Quando ganhei o Miss Brasil tive a certeza que se iniciava uma nova fase na minha vida

  • 30 | M I SS CEAR

    Miss Universo 2010Ximena NavarreteArriba Mxico!

    ais de 80 candidatas participaram da 59 edio do concurso de be-leza mais importante do mundo, o Miss Universo. Todas com um nico sonho: o de obter uma coroa e um t-tulo. Foram vrias etapas e muita ex-pectativa. O certame, realizado em Las Vegas, Estados Unidos, no dia 23 de agosto, coroou a Miss Mxico, Ximena Navarrete. Esta foi a segunda vez que o M-xico conquistou o ttulo. A soberana da beleza universal, Ximena Navar-rete, se une outra campe mexica-na: Lupita Jones (1991). A primeira seleo reduziu o n-mero de participantes a 15 pases semifinalistas: Porto Rico, Ucrnia, Mxico, Blgica, Irlanda, frica do

    O concurso Miss Universo surgiu em 1952. Sua primeira edio foi na Califrnia (EUA) contando com ape-nas 29 candidatas. A vencedora da edio foi a finlandesa Armi Helena Kuusela Kovo.

    O Brasil j consagrou duas Misses Universo, com Ieda Maria Vargas, em 1963, e Martha Vascon-cellos, em 1968. A brasileira Martha Rocha teve seu nome consagrado na histria do Miss Universo por ter perdido o ttulo, em 1954, por con-ta das famosas duas polegadas a mais nos quadris. A amazonense Terezinha Morango ficou em segun-do lugar no concurso em 1957, e em 2007, foi a vez da mineira Natlia Guimares se destacar e ficar com o vice-campeonato. Sem esquecer que Flvia Cavalcante, Miss Cear e Brasil 1989, recebeu o prmio de melhor traje tpico no Miss Universo.

    M

    MISS Destaque

    01

    02

    03

    01- Miss Universo 1952 | Armi Helena Kuusela Kovo;

    02- Miss Universo 1963 | Ieda Maria Vargas;

    03- Miss Universo 1968 | Martha Vasconcellos.

    Sul, Frana, Austrlia, Jamaica, Rs-sia, Albnia, Colmbia, Guatemala, Repblica Tcheca e Filipinas. O segundo lugar no Miss Univer-so 2010 ficou com a Miss Jamaica, Yendi Phillips; em terceiro, Jesinta Campbell, da Austrlia; em quarto, a ucraniana Anna Poslavskaya e, em quinto, a filipina Vnus Raj. A Miss Tailndia abocanhou dois ttulos: o de fotogenia e o de melhor traje t-pico. A Miss Simpatia foi a represen-tante da Austrlia. O concurso foi apresentado pelo astro do rock Bret Michaels e a jor-nalista Natalie Morales, com atra-es como John Legend e Cirque du Soleil. O evento foi transmitido pela TNT e TV Bandeirantes.

  • * Fo

    nte:

    Pes

    qui

    sa N

    iels

    en -

    Per

    od

    o J

    ul/A

    go

    201

    0 (S

    hare

    -Vo

    lum

    e %

    - T

    .Bra

    sil -

    INA

    +IN

    FC)

    Se voc ainda no experimentou, mude. Claudia Leitte

    As mulheres j decidiram:Cor&Ton a coloraomais vendida do Brasil.t.BJPSmYBPEBDPSt5PUBMDPCFSUVSBEPTmPTCSBODPTt$PSFTWJWBTFMVNJOPTBT

    4"$]XXXOJFMZDPNCS

    *

  • 34 | M I SS CEAR

    Miss Cear: uma tradio de

    Quando eu tinha a sua idade, recebi um prmio literrio. Pois, querida, no esse modesto prmio, destinado a estimular uma principiante, mas todos os prmios literrios deste mundo, at o Nobel, eu o daria de bom-gosto para ser bonita como voc o . Rachel de Queiroz na crnica Carta a Emlia, da revista O Cruzeiro.

    MISS Histria

    belezapor Luis Eduardo Lima

    OBrasil hoje um dos pases que mais se des-taca no Miss Universo, porm, nem sempre foi assim. Nos dois primeiros anos do concurso, realizado em 1952, em Long Beach, na Cali-frnia (EUA), o Brasil no participou, ficando de fora desta efemride internacional, como noticiou na poca a revista O Cruzeiro.

    J em 1954, finalmente escolhida, no Rio de Janeiro, a primeira Miss Brasil. Martha Ro-cha, uma belssima baiana, classificou-se em segundo lugar no Miss Universo. Foi capa de todas as revistas brasileiras da poca. Um verdadeiro sucesso!

    No ano seguinte, as empresas que forma-vam os Dirios e Emissoras Associados or-ganizam o segundo concurso de Miss Brasil, que contaria com a participao de todos os Estados e o Distrito Federal (cidade do Rio de Janeiro), visto que no ano anterior somente seis candidatas haviam participado.

    No Cear, no mesmo ano, os jornalistas Stnio Azevedo e Geraldo Nobre, organizam o primeiro Miss Cear, com a participao dos elegantes clubes de Fortaleza, como o Nuti-co Atltico Cearense, Maguari Esporte Club, Clube dos Dirios e Ideal Clube de Fortaleza.

    A primeira Miss Cear: Emlia Barreto Corra Lima

    Quando Emlia Barreto Corra Lima desfi-lava sua beleza esguia e clssica pelas ruas de Fortaleza, rumo ao Colgio So Joo, na Avenida Santos Dumont, onde ensinava s crianas os primeiros passos rumo sabedo-ria; ningum imaginaria que tempos depois ela seria considerada a mais bela mulher brasilei-ra de 1955.

    Emlia ganha o concurso de Miss Maguari Esporte Clube e depois, desfilando no Nuti-co Atltico Cearense, alada a Miss Cear 1955. Emlia viaja para o Rio de Janeiro para participar do Miss Brasil 1955, onde venceria o grandioso concurso, partindo em seguida para os Estados Unidos para concorrer ao t-tulo de Miss Universo. Classifica-se entre as quinze semifinalistas.

    Em 2005, ano do Jubileu de Ouro da elei-o de Emlia Barreto Corra Lima, o Ideal Clube de Fortaleza homenageia Emlia numa belssima festa, com a presena de Martha Rocha e Flvia Cavalcante, que foi eleita Miss Brasil 1989, nossa segunda Miss Brasil.

    Emlia Barreto Corra LimaMiss Cear e Miss Brasil 1955

  • M ISS CEAR | 35

    Anos 60

    Em 1961, Elza Laureano dos Sant

    os lograria

    um quarto lugar no Miss Brasil. Ano

    seguinte, Rita

    Nbrega de Melo, consegue ser o

    oitavo lugar e

    Miss Simpatia, feito tambm alcan

    ado pela Miss

    Cear 1967, Cludia Maria Saraiva C

    esar. Chegan-

    do a 1964, depois que a gacha Ie

    da Maria Brut-

    to Vargas eleita Miss Universo 19

    63, Ana Maria

    Carvalhedo galga classificao: non

    o lugar. Mas a

    Miss Cear que mais se destacaria na dcada de

    60 foi Francy Carneiro Nogueira, que

    conseguiu o

    terceiro lugar e o ttulo de Miss Brasil

    Beleza Interna-

    cional 1966. Infelizmente o concurso

    foi cancelado

    e Francy acabou renunciando aos s

    eus ttulos para

    casar. Ainda em 1969, Vera Lcia Ca

    melo fica entre

    as semifinalistas.

    Nos ltimos anos da dcada de

    50, as misses que

    mais se destacaram foram: Maria de

    Jesus Holanda em

    1956, que foi a quarta colocada no

    Miss Brasil e Lia Pires

    de Castro, que tambm acabou em q

    uarto lugar em 1957.

    Depois de Emlia

    Anos 70

    Nos anos setenta, somente Ana Maria Bayma de Souza Kerth, em 1972, chega as semifinais do Miss Brasil. Porm as misses Cear de 1973 (Ma-ria Roseli de Lima) e 1975 (Jacqueline Buarque de Paula Costa) trazem para o nosso Estado o ttulo de Miss Simpatia. Os tempos de ouro do concurso de Miss Brasil vo escasseando, at que em 1980, os promotores do Miss Brasil, os Dirios Associados, no mais fazem o concurso.

    Anos 80

    Slvio Santos cria o SBT e assume o c

    oncurso de

    Miss Brasil, que cria novo flego. As

    misses do Cea-

    r conseguem muitas classificaes

    nesse perodo.

    Em 1982, Tnia Mara Picolli foi sem

    ifinalista, assim

    como Ana Cludia Soares Cavalc

    ante, em 1983.

    Novamente somos semifinalistas em 1

    986 com Deu-

    sa Ferreira Guerra. Mas o grande tru

    nfo dos anos 80

    foi a nossa segunda Miss Brasil, Fl

    via Cavalcante

    Reblo, vencedora do Miss Brasil 198

    9.

    Anos 90

    Os nicos destaques que tivemos foram em

    1992, com a paulista que represe

    ntou o Cear,

    Andra Cristina Ferreira, segunda c

    olocada, e em

    1998, onde Germana Gaspar de O

    liveira Lima foi

    semifinalista.

    Francy Carneiro Nogueira | Miss Cear

    e Brasil Beleza Internacional 1966

    Flvia Cavalcante Reblo | Miss Cear e Miss Brasil 1989

    Colaborou com o material o misslogo cearense Raimu

    ndo Jr.

    Imagens cedidas pelas revistas O Cruzeiro, Manchete, F

    atos e

    Fotos, Mundo Ilustrado e arquivos pessoais.

  • 38 | M I SS CEAR

    MISS Entrevista

    Misses do Cearpor Sandra Csar e Anglica Emlia

    fotos: Emlio Ribeiro/ Divulgao Khrisley

    Karlen/ Divulgao Vanessa Vidal

    Apartir de 2005, o Cear comea uma nova histria de su-cesso no Miss Brasil. Jorlene Cordeiro e sua me, Marlene Cordeiro, diretoras da Agncia Book, em Fortaleza, come-am a produzir o Miss Cear a partir desta data, lutando incansavelmente para despertar nas meninas cearenses o desejo de representar as terras alencarinas. Ser Miss no somente beleza facial e corpo bonito, tambm um ato de momento cvico quando se ostenta uma faixa com o nome do nosso Estado, avalia Jorlene Cordeiro.

    Sob a batuta da Book, foram feitas seis lindas misses Cear que se destacaram e construram uma histria de sucesso! Conseguimos juntar, em uma sesso de fotos para um bate-papo pra l de especial, todas elas: Da-niela Amaral (Miss Cear 2005), Carla Rocha (Miss Cear 2006), Raphaella Benevides (Miss Cear 2007), Vanes-sa Vidal (Miss Cear 2008), Khrisley Karlen (Miss Cear 2009) e Eugnia Justino (Miss Cear 2010).

    Ser Miss no somente beleza facial e corpo bonito, tambm um ato de momento cvico quando se ostenta uma faixa com o nome do nosso Estado

    Jorlene Cordeiro

  • M ISS CEAR | 39

    Daniela AmaralMiss Cear 2005Representante de Limoeiro do Norte

    Revista Miss Cear: Voc foi considerada o rosto mais bonito do concurso Miss Brasil do ano de 2005. Como aconteceu a eleio?

    Daniela Amaral: Fiquei bastante honrada com esse ttu-lo que me foi cedido pelos moderadores e seguidores do site Global Beauties, que se dedica integralmente

    aos concursos de beleza nacionais e internacionais.RMC: Como foi a experincia em ser Miss Cear?

    DA: No h dvidas de que o maior ttulo da beleza cearense almejado por muitas meninas. Quando tive a oportunidade de representar o Cear no Miss Brasil fi-quei bastante feliz e emocionada. A experincia foi en-riquecedora, no apenas porque representei a beleza do meu Estado, mas tambm porque pude divulgar os costumes e as belezas naturais do Cear.

    RMC: Excluindo voc, qual a Miss Cear

    mais bonita de todos os tempos?

    DA: complicado responder a essa pergunta, pois, na minha opinio, todas as misses eleitas tm a sua beleza particular e todas procuraram representar bem o nosso estado. No entanto, uma miss que eu admiro bastante, a Flvia Cavalcante, Miss Cear 1989. No apenas por ter sido eleita Miss Brasil naquele ano, mas porque ela detentora de uma humildade e simpatia contagiante. RMC: O que tem feito e quais so seus planos para o futuro?

    DA: Me formei em Direito no ano de 2006, e trabalho como advogada no ramo do Direito Municipal. Casei-me em 2008 e este ano nasceu a minha filha Maria Beatriz. Planejo crescer profissionalmente na minha rea e curtir bastante a minha famlia, que o meu maior tesouro.

  • 40 | M I SS CEAR

    Carla RochaMiss Cear 2006Representante de Juazeiro do Norte

    Revista Miss Cear: O Miss Cear pode ser des-tacado apenas como um concurso de beleza?

    Carla Rocha: No, pois o Miss Cear envolve outros temas importantes para a sociedade. Durante o meu reinado, pude visitar instituies e transmitir um pouco sobre a importncia em respeitar a individualidade de cada um. Tambm propus formas de ajudar crianas e adolescentes em situaes de dificuldade a partir da propagao e efetivao de outros con-cursos em outras cidades. Foi uma experincia bastante rica.

    RMC: No ano que voc disputou o Miss Brasil, ganhou no quesito traje tpico. O que abordava o traje?

    CR: O traje tinha como tema Iracema das Carnabas e era todo feito com palhas da carnaba. Era bem regional, criativo e inovador. A estilista, Renata Alves, criou um traje que trouxe caractersticas das riquezas do nosso Cear.

    RMC: Quais os prs e os contras em ser Miss?

    CR: No vi contras em ser Miss, pois um momento lindo, um sonho que se realiza. Todos os meus momentos de Miss foram bem vividos. RMC: Aps o Miss Brasil, voc foi assistente de palco de um programa de TV. Como foi a experincia?

    CR: Aprendi bastante trabalhando na televiso. Sou bastante agradecida a toda a equipe do Programa Joo Incio Jr e da TV Dirio. Porm, chegou o momento em que eu precisava dedicar mais tempo ao curso de Educao Fsica, alm de poder investir na expanso da minha empresa, a Atalaia Moda Praia.

    RMC: Pode-se dizer que o Miss Cear abre portas profissionais?

    CR: Com certeza. No ano que recebi o ttulo, fiz vrias viagens, contratos, propagandas, e acredito que todas as misses apro-veitaram o ttulo para o crescimento pessoal e profissional.

  • M ISS CEAR | 4 1

    Raphaella BenevidesMiss Cear 2007Representante de Mombaa

    Revista Miss Cear: Como voc poderia descre-ver a emoo de se receber um ttulo como o Miss Cear?

    Raphaella Benevides: Quando entrei na passarela no meio de tantas meninas belssimas, fiquei temerosa. A cada etapa do concurso sentia um nervosismo diferente e difcil de ser con-trolado. Ao ser anunciada vencedora, percebi naquele mo-mento a enorme responsabilidade que teria em representar o Cear no Miss Brasil.RMC: O que voc fez aps passar o ttulo?

    RB: Dei seguimento a minha faculdade de enfermagem, con-tinuei fazendo eventos de moda e usufruindo das oportunida-des que o ttulo de Miss Cear me trouxe, como trabalhar no programa Sbado Alegre, da TV Dirio.

    RMC: O Miss Cear foi um caminho para que voc se tornasse apresentadora da TV Dirio?

    RB: Sim. Durante o meu reinado fui gravar um comercial na TV Dirio e um diretor da casa me viu e gostou muito de mim, da minha desenvoltura e me chamou pra ocupar o cargo o qual estou at hoje. RMC: Quais so seus planos para o futuro?

    RB: Concluir meus estudos e trabalhar tanto na rea de enfer-magem como na TV. Amos essas duas profisses.

  • 42 | M I SS CEAR

    Vanessa VidalMiss Cear 2008Representante do Clube dos Dirios

    Revista Miss Cear: Voc ficou em se-gundo lugar no Miss Brasil. Em algum momento achou que ganharia o ttulo?

    Vanessa Vidal: Eu estava muito confiante durante

    todo o concurso. No achei que chegaria to longe,

    porm, quando entrei no top 5, imaginei sim que o

    ttulo seria meu. Mas obter o segundo lugar foi ma-ravilhoso, o povo cearense me acolheu como se eu

    fosse a grande campe.RMC: Ser Miss Cear foi uma maneira

    de expressar seus ideais?

    VV: Com toda certeza! Durante o perodo que fui

    Miss, pude fazer com que as pessoas conhecessem

    mais sobre a deficincia auditiva atravs de pales-tras e entrevistas. Atualmente, estou trabalhando com

    polticas pblicas na Secretaria de Direitos Humanos

    da Prefeitura Municipal de Fortaleza, desenvolvendo

    projetos sociais em defesa da pessoa com deficin-cia. Viajei por todos os Estados e Municpios, com

    o projeto Caravana da Cidadania, Sensibilizar para

    Incluir.RMC: Quais suas principais qualidades?

    VV: Sempre procuro ajudar ao prximo, buscando

    ser sincera e respeitosa.RMC: Quais so seus planos para o fu-turo?

    VV: Entrar para a poltica, se Deus assim permitir.

  • M ISS CEAR | 43

    Khrisley KarlenMiss Cear 2009Representante de Pacajus

    Revista Miss Cear: Em sites especializados, voc foi eleita a Miss Cear da dcada 2000. Como foi ter recebido essa honraria?

    Khrisley Karlen Foi uma linda e grata surpresa. Real-mente no esperava tamanho respeito e admirao. Este tipo de reconhecimento e carinho que recebo das pesso-as considero muito maior e melhor que o prprio titulo de Miss Brasil.RMC: Voc ficou em 5o lugar no Miss Brasil. Chegou a pensar que ganharia o concurso?

    KK Claro! Todas que concorrem querem receber o ttulo. Meu objetivo era o de trazer a coroa para o Cear, que a espera por mais de duas dcadas. RMC: Como foi a experincia em ser Miss Cear?

    KK Foi uma experincia nica na minha vida. Tudo o que passei, tudo que realizei, ficar guardado na minha mem-ria para todo o sempre. O que aprendi como Miss Cear, utilizarei como grande lio de vida. RMC O que voc fez aps passar o ttulo?

    KK Continuei trabalhando como modelo e viajando por todo o Brasil. Marquei presena em eventos no exterior re-presentando a beleza do Cear, como no Brazilian Carnival Ball, no Canad. Tenho compromissos agendados at abril de 2011 e continuo recebendo convites. Atualmente tenho alguns projetos em andamento, como a inaugurao da mi-nha loja de roupas femininas. RMC Qual o seu segredo de beleza?

    KK Segredo nenhum. Tenho os problemas que toda mu-lher tem, ento no utilizo nenhum artifcio secreto ou exclu-sivo. Tento me alimentar bem, evitando excessos, inclusive nos doces. Pratico exerccios regularmente, como corrida e musculao e, sempre que posso, recorro drenagem.

  • 44 | M I SS CEAR

    Eugnia JustinoMiss Cear 2010Representante do Crato

    Revista Miss Cear: Como ser a primei-ra negra eleita Miss Cear?

    Eugnia Justino: Acredito que foi um marco impor-tante para o Estado. Quebrei preconceitos e abri ca-minhos para outras meninas, no apenas as negras, mas tambm as indgenas ou orientais, que, at ento, achavam que era impossvel receber um ttulo como esse. uma honra ser a embaixatriz do Cear!

    RMC: A experincia como Miss Cear foi vlida?

    EJ: Foi maravilhoso! Durante todo este ano tive a pos-sibilidade de conhecer vrias pessoas e de conhecer melhor o Cear. Tive muita visibilidade na mdia e a oportunidade de ajudar as pessoas, pois o ttulo nos permite usar nossa imagem para cuidar dos menos favorecidos. E participar do Miss Brasil foi fantstico, uma experincia mpar!

    RMC: Quais suas principais qualidades?

    EJ: Sou muito tranquila, porm, determinada e disci-plinada. No desisto fcil dos meus sonhos. RMC: Qual o seu segredo de beleza?

    EJ: Procuro cuidar bem da minha alimentao, evitan-do doces e gorduras em excesso. Fao pilates e treina-mento funcional para manter a forma. Quanto minha pele, que negra, h a facilidade de criar manchas que no saem facilmente, ento uso hidratante diaria-mente e no descuido do protetor solar. RMC: Quais so seus planos para o fu-turo?

    EJ: No momento no estou fazendo muitos planos. Mas irei analisar as possveis propostas que iro aparecer.

  • 48 | M I SS CEAR

    Candidadas a Miss Cear 2011 E uma delas ir triunfar e se juntar ao time das grandes misses. Conhea as vinte e cinco mulheres mais incrveis do Cear que iro competir por uma coroa, um ttulo e uma experincia que vai mudar toda uma vida.

    Aquiraz

    Brejo Santo

    Caucaia

    Crato

    Cruz

    Erer

    Fortaleza

    Groaras

    Horizonte

    Ic

    foto: Emlio Ribeiro | make e hair: Juarez Souza e equipevestido: Dpimenta | agradecimentos: Porto DAldeia Resort

  • M ISS CEAR | 49

    Ipu Itapipoca

    Maracana

    Mauriti

    Mombaa

    Novo Oriente

    Parangaba

    Pacajus

    Papicu

    Parque Rio Branco

    Quixeramobim

    Sobral

    Tamboril

    Trairi

    Senador Pompeu

  • 50 | M I SS CEAR

    Ficha Tcnica

    OLHOS Castanhos CABELO Pretos

    ALTURA 1,75 metros CINTURA 67cm

    QUADRIL 97cm BUSTO 87cm

    Gleice Kelly

    MISS AQUIRAZ

    APOIO

  • M ISS CEAR | 5 1

    Ficha Tcnica

    OLHOS Castanhos CABELO Loiros ALTURA 1,72 metros CINTURA 69cm

    QUADRIL 95cm BUSTO 89cm

    Jecikha Morais

    MISS BREJO SANTO

    APOIO

  • 52 | M I SS CEAR

    Ficha Tcnica

    OLHOS Verdes CABELO Castanhos

    ALTURA 1,70 metros CINTURA 67cm

    QUADRIL 90cm BUSTO 85cm

    Scarlett Abdon

    MISS CAUCAIA

    APOIO

  • M ISS CEAR | 53

    Ficha Tcnica

    OLHOS Castanhos CABELO Pretos ALTURA 1,67 metros CINTURA 62cm

    QUADRIL 93cm BUSTO 88cm

    Priscila Nogueira

    MISS CRATO

  • 54 | M I SS CEAR

    Ficha Tcnica

    OLHOS Castanhos CABELO Castanhos

    ALTURA 1,70 metros CINTURA 61cm

    QUADRIL 86cm BUSTO 82cm

    Natasha Kerolyn

    MISS CRUZ

    APOIO

  • M ISS CEAR | 55

    Ficha TcnicaOLHOS Castanhos CABELO Castanhos ALTURA 1,81 metros CINTURA 68cm

    QUADRIL 96cm BUSTO 88cm

    Jssika Vaz

    MISS ERER

    APOIO

  • 56 | M I SS CEAR

    Ficha Tcnica

    OLHOS Castanhos CABELO Pretos

    ALTURA 1,76 metros CINTURA 65cm

    QUADRIL 90cm BUSTO 88cm

    Anastcia Duarte

    MISS FORTALEZA

    APOIO

  • M ISS CEAR | 57

    Ficha Tcnica

    OLHOS Pretos CABELO Castanhos ALTURA 1,70 metros CINTURA 61cm

    QUADRIL 92cm BUSTO 79cm

    Helaine Ximenes

    MISS CROARAS

  • 58 | M I SS CEAR

    Ficha Tcnica

    OLHOS Verdes CABELO Castanhos

    ALTURA 1,70 metros CINTURA 70cm

    QUADRIL 98cm BUSTO 84cm

    Thamiris Borges

    MISS HORIZONTE

    APOIO

  • M ISS CEAR | 59

    Ficha TcnicaOLHOS Castanhos CABELO Castanhos ALTURA 1,72 metros CINTURA 71cm

    QUADRIL 102cm BUSTO 91cm

    Loyanne Souza

    MISS IC

    APOIO

  • 60 | M I SS CEAR

    Ficha Tcnica

    OLHOS Castanhos CABELO Loiros

    ALTURA 1,70 metros CINTURA 66cm

    QUADRIL 87cm BUSTO 82cm

    Smela Matos

    MISS IPU

  • M ISS CEAR | 6 1

    Ficha Tcnica

    OLHOS Pretos CABELO Castanhos ALTURA 1,68 metros CINTURA 69cm

    QUADRIL 95cm BUSTO 81cm

    Paula Eduarda

    MISS ITAPIPOCA

    APOIO

  • 62 | M I SS CEAR

    Ficha Tcnica

    OLHOS Castanhos CABELO Castanhos

    ALTURA 1,71 metros CINTURA 66cm

    QUADRIL 94cm BUSTO 82cm

    Jssika Aquino

    MISS MARACANA

    APOIO

  • M ISS CEAR | 63

    Ficha Tcnica

    OLHOS Castanhos CABELO Pretos ALTURA 1,74 metros CINTURA 67cm

    QUADRIL 93cm BUSTO 84cm

    Mirna Felipe

    MISS MAURITI

    APOIO

  • 64 | M I SS CEAR

    Ficha Tcnica

    OLHOS Castanhos CABELO Pretos

    ALTURA 1,72 metros CINTURA 64cm

    QUADRIL 97cm BUSTO 85cm

    Amble Luciene

    MISS MOMBAA

  • M ISS CEAR | 65

    Ficha Tcnica

    OLHOS Castanhos CABELO Pretos ALTURA 1,65 metros CINTURA 78cm

    QUADRIL 98cm BUSTO 87cm

    Hylnara Vidal

    MISS NOVO ORIENTE

    APOIO

  • 66 | M I SS CEAR

    Ficha Tcnica

    OLHOS Castanhos CABELO Castanhos

    ALTURA 1,69 metros CINTURA 64cm

    QUADRIL 90cm BUSTO 83cm

    Patrcia Cavalcante

    MISS PARANGABA

    APOIO

  • M ISS CEAR | 67

    Ficha Tcnica

    OLHOS Verdes CABELO Loiro ALTURA 1,71 metros CINTURA 66cm

    QUADRIL 90cm BUSTO 87cm

    Jssica Vilela

    MISS PAPICU

    APOIO

  • 68 | M I SS CEAR

    Ficha Tcnica

    OLHOS Castanhos CABELO Castanhos

    ALTURA 1,71 metros CINTURA 63cm

    QUADRIL 96cm BUSTO 85cm

    Kyslla Carvalho

    MISS PACAJUS

    APOIO

  • M ISS CEAR | 69

    Ficha Tcnica

    OLHOS Castanhos CABELO Loiros ALTURA 1,71 metros CINTURA 63cm

    QUADRIL 90cm BUSTO 75cm

    Beatriz Leo

    MISS PARQUE RIO BRANCO

    APOIO

  • 70 | M I SS CEAR

    Ficha Tcnica

    OLHOS Castanhos CABELO Castanhos

    ALTURA 1,70 metros CINTURA 62cm

    QUADRIL 94cm BUSTO 83cm

    Cibele de Castro

    MISS QUIXERAMOBIM

    APOIO

  • M ISS CEAR | 7 1

    Ficha Tcnica

    OLHOS Castanhos CABELO Pretos ALTURA 1,65 metros CINTURA 65cm

    QUADRIL 94cm BUSTO 78cm

    Dbora Mellenny

    MISS SENADOR POMPEU

    APOIO

  • 72 | M I SS CEAR

    Ficha Tcnica

    OLHOS Verdes CABELO Loiros

    ALTURA 1,68 metros CINTURA 67cm

    QUADRIL 93cm BUSTO 88cm

    Sabrine Guimares

    MISS SOBRAL

    APOIO

  • M ISS CEAR | 73

    Ficha TcnicaOLHOS Castanhos CABELO Castanhos ALTURA 1,65 metros CINTURA 38cm

    QUADRIL 89cm BUSTO 87cm

    Vanessa Vasconcelos

    MISS TAMBORIL

  • 74 | M I SS CEAR

    Ficha Tcnica

    OLHOS Verdes CABELO Pretos

    ALTURA 1,66 metros CINTURA 65cm

    QUADRIL 95cm BUSTO 84cm

    Gernanda La

    MISS TRAIRI

    APOIO

    y

    y

  • 76 | M I SS CEAR

    Miss Cear 2011a arquitetura de uma tradio

    Os cearenses se rendem todos os anos ao encanto do concurso de beleza mais importante do Estado. no Miss Cear que um belssimo time de mulheres desfilam toda sua graa e elegncia. A 56 edio no foi exceo. Houveram surpresas e, sobre tudo, um grande espetculo.

    A passarela Com o tema Mar de Alegria, o concurso fez uma homenagem a todo litoral cearense. O cenrio, ins-pirado nas verdes guas do mar do Cear, foi desenvolvido pelo decorador Rosalvo Ponte. O palco contou com cinco opes de entradas para as misses e smbolos que remeteram s praias, como a jangada. Vrios materiais foram utilizados, como o policarbonato, que fez aluso ao brilho do sol, e tecidos nas mais diferentes cores, como azul, verde, branco e prata, revelando as nuances do mar.

    Siar Hall A maior e principal casa de espetculos e eventos do Cear recebeu pela segunda vez o concurso. A capacidade total, contando com a rea de camarotes, foi de 5000 espectadores.

    EstruturaA JG Eventos elaborou o pro-jeto de estrutura do evento para um pblico de cinco mil pessoas. Toda uma equipe de profissionais foi orientada e uma logstica de trabalho bem definida, com a finalida-de de garantir comodidade e segurana aos presentes.

    MISS Destaque

  • M ISS CEAR | 77

    Participao Especial

    Nmeros

    25 misses 75 pares de sapatos

    30 maquiadores e cabeleireiros para misses, artistas e bal

    52 pessoas em cena (Msicos, bailarinos, apre-sentadoras e misses)15 jurados

    100 peas de roupas | Traje tpicoDesenhado pela estilista Zeilma Loiola, o traje, que foi usado no incio do concurso, trouxe cores (azul, verde e branco), movimento e modelo que remete-ram ao mar do Cear. Em corte evas, o traje con-tou com um mai por baixo e uma fenda na lateral.

    03 prmios entregues (Miss Simpatia, Miss Turismo e Trofu Belezas do Cear)

    Logstica52 pessoas envolvidas no concurso (Book)34 pessoas em produo (JG Eventos)30 pessoas envolvidas01 unidade mvel (TV Dirio)70 envolvidos (Siar Hall)

    TransmissoA TV Dirio se sedimenta como o carto postal eletrnico do Nordeste. Pelo segundo ano consecutivo, a emissora transmitiu com exclusividade e, ao vivo, o Miss Cear. Durante trs meses, a TV se dedicou ao even-to em seus preparativos, como direo, tcnica e marketing. O certame teve duas horas de durao, com incio s 22 horas. A transmisso teve em seu comando o consultor da TV Dirio, Gaarcia Jr, e a coor-denadora do ncleo de shows da emissora, Ana Cludia Holanda.

    Coreografia Desenvolvida pelo diretor artstico do concurso, Gui-lhermino Benevides, o Miss Cear 2011 apresentou seis distintas coreografias, que se uniram dana, exigindo das misses muita tcnica, dinmica e talento.

    Coordenadora

    Jorlene Cordeiro Diretora-Executiva Miss Cear frente do concurso h seis anos, Jorlene Cordeiro o crebro do Miss Cear. Miss Cear em 2004, ela possui um nico propsito: Eleger uma Miss Brasil.

    Dbora Lyra A charmosa e bela Miss Brasil marcou presena no evento exibindo sua faixa e coroa. Dbora coroou no palco a nova re-presentante do Cear no certame nacional.

    Ana MadeiraA Ex-BBB e miss-loga se fez presen-te na comisso jul-gadora com a difcil tarefa de eleger a Miss Cear 2011.

  • 78 | M I SS CEAR

    Apresentadoras

    Jorlene CordeiroConduzindo o espetculo pelo segundo ano consecutivo, Jorlene Cordeiro tem experincia na TV, onde j apre-sentou diversos programas ligados moda e beleza.

    Natlia VarelaDesde 1998, apresenta na TV Dirio o programa Check-Up, relacionado sade, beleza e bem-estar. H trs anos, faz parte do time de apre-sentadores do Miss Cear.

    Banda Acaiaca Fazendo parte do cenrio musical do Cear h 19 anos, a banda se apre-senta em grandes festas, formaturas e casamentos. Composta por mais de 25 pessoas, a Acaiaca tocou pelo quinto ano no Miss Cear. O repertrio do concurso foi composto por msicas que remeteram ao vero, com uma batida mais caliente, como Cha Cha (Chelo) e Ver te Mar (Cludia Leitte).

    Paulo Srgio e Tony Pontes | Zero85 O grupo ocupa um lugar de destaque na revolu-o do cenrio musical cearense com seu ousado pop rock e sons de qualidade. O vocalista e o guitarrista da banda Zero85, Paulo Srgio e Tony Pontes, fizeram um dueto durante o desfile em traje de gala apresentando as msicas Bad Ro-mance (Lady Gaga) e Break Your Heart (Taio Cruz).

    Dj Moa Monteiro O Miss Cear no termina quando acaba! Aps o concurso, uma festa recheada de Vips, claro, contando com a presena da Miss eleita, aconteceu numa rea reservada do Siar Hall. O comando da festa e da pick-up ficou a cargo da DJ Moa Monteiro, revelao e referncia no cenrio da e-music brasileira.

    Maria Fernanda Mota Com a funo de abrir e en-cerrar os blocos, a comentarista tambm realizou entrevistas com os Vips presentes.

    Atraes

  • 6HPWtWXOR

  • 82 | M I SS CEAR

    MISS Entrevista

    A beleza que se tecepor Sandra Csar e Anglica Emlia

    Smbolo de elegncia e sofisticao, a empresria de Estilo da Txtil Santa Ins, Ins de Castro, traduz o encanto e a versatilidade da mulher moderna. Atenta s melhores tendncias do mer-cado de moda brasileiro, Ins de Castro encontrou no Miss Cear o palco ideal para revelar o glamour das peas pro-duzidas na empresa.

    Identificamos-nos muito com o Miss Cear, pois tambm buscamos extrair a essncia da beleza, para trazer aos nossos clientes referenciais de moda e estilo s nossas criaes. Alm disso, acreditamos que este evento agrega

    Fio a fio, a empresrio de Estilo da Txtil Santa Ins, Ins de Castro, tece a beleza e o encanto da mulher cearense no Miss Cear 2011

    ainda mais valor nossa marca, por ter enorme credibilidade e visibilidade em todo o Estado, ressalta Ins.

    Parceira do concurso desde 2009, a Txtil Santa Ins trouxe este ano para o evento uma combinao perfeita de requinte, luxo e tecnologia. Em parceria com a estilista Zeilma Loiola, a marca apresentou uma gama de tecidos finos e tecnolgicos em suas criaes, real-ando as formas e a beleza natural de cada uma das candidatas. De acordo com a empresria de Estilo, a idia foi mesclar diferentes tecidos aos trajes, criando uma atmosfera de cores, luxo,

    leveza e tecnologia, revelados em chi-ffons, tafets, javanesas, alm dos te-cidos diferenciados como o ribstop e o peletizado

    Desde os vestidos das misses de-corao do evento, a Txtil Santa Ins responsvel por ter criado um ambien-te que exala graa e sofisticao. Aos que assistem o concurso fica evidente a essncia: revelar a beleza das mulheres cearenses. Enquanto tece bom gosto e profissionalismo, Ins revela que a par-ceria s trouxe bons resultados. muito gratificante ver nossas criaes toman-do forma e encantando a todos, avalia.

  • CM

    Y

    CM

    MY

    CY

    CMY

    K

    Anuncio Revista Miss Ceara 20,5cm X 27,5cm.pdf 1 10/11/2010 10:53:34

  • 86 | M I SS CEAR

    Trofu desfila beleza e

    por Sandra Csar e Anglica Emliareconhecimento

    MISS Destaque

    Quando beleza, arte e cultura desfilam na mesma passarela, hora de aplau-dir tambm quem brilha nos bastidores. O palco foi montado, e por ele circulou, alm das candidatas ao ttulo de Miss Cear, os homenageados com o trofu Belezas do Cear. Criado em 2008, o Prmio uma homenagem s pessoas e entidades que acreditam no concurso e no seu desenvolvimento.

    A primeira a receber o Trofu foi a ex-Secretria de Ao Social e atual chefe de gabinete do municpio de Mombaa, Antnia Marques; em 2009, o prefeito de Mombaa, Willame Alencar; e em 2010, a Miss Cear e Miss Brasil 1989, Flvia Ca-valcante. O Belezas do Cear desen-volve um importante papel em ressaltar queles que elevaram o nome do Estado em algum momento. Tornou-se um pr-mio prestigiado e de suma importncia para o Cear, pois o concurso une a cultura e a beleza do Estado, agregando valores ao patrocinador, afirma a bela

    Flvia Cavalcante.Quando assumi a coordenao do

    Concurso, em 2005, tive grandes difi-culdades. Uma das principais era fazer com que as meninas se inscrevessem. Em 2007, comeamos a colher os frutos do trabalho, o que nos incentivou. Che-guei concluso de que era hora de criar o Trofu e dividir esse crescimen-to com os envolvidos no Projeto, afirma a coordenadora do concurso, Jorlene Cordeiro. Um dos municpios que mais aposta no concurso o de Mombaa, enviando anualmente uma representan-te. Foi uma honra receber o Belezas do Cear. Quero continuar levando toda a beleza e graciosidade da mulher cea-rense para o Brasil, qui para o mun-do, afirma Willame Alencar.

    Alm de mostrar a beleza da mulher de Mombaa, o municpio prestigia a cultura, o que fez com que Antnia Mar-que fosse premiada. Isso mostra o re-conhecimento dos meus trabalhos junto

    populao de Mombaa. Um concurso como o Miss Cear no s beleza, cultura tambm, fala.

    J acostumados aos aplausos do pblico cearense, em 2011, foi a vez da dupla talo e Renno dividir o palco com as belas candidatas a Miss Cear. Des-de 2008, ns fizemos parte do certame dando uma maior visibilidade ao evento. Investimos com a nossa msica, afirma o cantor talo. Os artistas fizeram uma apresentao pra l de especial duran-te o espetculo. Mesmo na hora de re-ceber o Belezas do Ceara colocamos nossa sanfona para tocar. E foi assim a nossa forma de agradecer a to linda homenagem, fala Renno.

    Entre sonho e realidade desfilando juntos, o trofu Belezas do Cear re-vela a importncia dos bastidores para os grandes eventos. E, no toa, j est entre os queridinhos de quem coleciona aplausos e reconhecimentos em uma es-tante de conquistas.

    Para aqueles que fazem o Cear ser destaque em grandes cenrios, divulgando, investindo, se fazendo presente e fortalecendo os palcos do Concurso e do Cear, hora de colocar mais um trofu na estante.

  • M ISS CEAR | 87

    Foi uma honra receber o Belezas do Cear. Quero continuar

    levando toda a beleza e graciosidade da mulher cearense para o Brasil,

    qui para o mundo

    Mesmo na hora de receber o Belezas do Ceara colocamos nossa sanfona para tocar. E foi

    assim a nossa forma de agradecer a to linda homenagem

    Um concurso como o Miss Cear no s

    beleza, cultura tambmAntnia Marques, trofu Belezas do Cear 2008

    Willame Alencar, trofu Belezas do Cear 2009

    talo e Renno, trofu Belezas do Cear 2011

    O Belezas do Cear desenvolve um importante papel em ressaltar queles que elevaram o nome do

    Estado em algum momentoFlvia Cavalcante, trofu Belezas do Cear 2010

  • 88 | M I SS CEAR

    ferver as pistas do Seven

    nquanto os DJs Fernandinho Beat Box e Shark se reveza-vam no comando da pista ar-mada no restaurante do Seven, o DJ Gunars - from Miami - co-mandava as pick-ups no club, que ficou pequeno para rece-ber tanta gente bacana que se esbaldou por la. O agito leva a assinatura do Selekta Club.

    E

    Pompeu Vasconceloswww.baladain.com.br

    Kyssla Carvalho, Anastcia Duarte, Jorlene Cordeiro, Eugnia Justino e Scarlett Abdon

    Juliana e Alessandra MarzanoLarissa Fernandes e Raisa Macedo

    Favela Chic Miami fez

    Larissa Fernandes, Beatriz Feitosa e Luiza Pinheiro

    fotos: Paulo Mximo

    Marina Bitu e Marcella Moraes

  • M ISS CEAR | 89

    Jorlene Cordeiro e Ravanne Costa

    Talita Simoes e Carol MeloSara Brasil e Amanda MaiaScarlett Abdon, Anastacia Duarte, Kyslla Carvalho e Eugnia Justino

    Rebeca e Nina Gruska Tiza DinizVernica Anastcio e Eliete Macedo

    Scarlett Abdon e Kyslla CarvalhoSuelen Coelho e Nayara Sampaio

  • 92 | M I SS CEAR

    MISS Entrevista

    O Secretrio de Turismo do Cear, Bismarck Maia, concede entrevista exclusiva, onde fala sobre os novos investimentos na rea litornea cea-rense, a vinda da Copa do Mundo para o Estado e os planos de realizar os concursos Miss Brasil e Miss Universo no novo Centro de Eventos

    Revista Miss Cear: O Cear um

    estado que tem potencial turstico

    tanto na Capital como no interior.

    Como o Governo administra os in-vestimentos para valorizar esse po-tencial?Bismarck Maia: Temos um potencial inigual-vel em relao aos atrativos naturais. Eles fo-ram a base da promoo ao longo de nossa pouca histria de trabalho na causa do setor.

    Porm, todo esse acervo no nos far, como

    no foi feito, um grande destino. O Governo

    Cid Gomes entendeu que precisava investir em trs pontos de infraestrutura: obras que

    conservem os atrativos naturais, como fal-sias e dunas; revitalizao e restaurao das edificaes do passado, como o prdio da

    Emcetur, o Seminrio da Prainha e o Centro

    Histrico de Aquiraz; e novos equipamentos

    que construam uma base forte necessria a um grande destino, como novas estradas, o

    novo Centro de Eventos e o Acqurio.

    O mundo de olho no

    Cearpor Luis Eduardo Lima e Raquel Scarano

    Maquete virtual do Acqurio Cear

  • M ISS CEAR | 93

    RMC: Que melhorias ainda precisam ser feitas para beneficiar os munic-pios do interior do Estado, aumen-tando ento o fluxo de turistas?BM: Visando os novos financiamentos que co-meam a ser contratados, o Governo pretende investir agora nas localidades tursticas. Che-gou a hora de melhorar a ambincia de onde de fato o turista vai permanecer. Temos que dar um banho de loja nesses pontos, melho-rando ruas, padronizando caladas e mobili-rio urbano. Estrada tambm fundamental. Tem um ditado em espanhol que diz O cami-nho o caminho. Ou seja, sem bom acesso, no se vai a lugar nenhum. Estamos duplican-do a CE-040 que vai at Aracati, Beberibe e Paracuru. Elas faro grande e forte diferena aos dois litorais, como aconteceu com as du-plicaes em Portugal e Espanha.RMC: O senhor poderia falar sobre um dos desafios da prxima gesto, que a construo dos aeroportos de Aracati e Cruz, permitindo que haja no Estado outras portas de en-trada? BM: Os plos de Canoa e de Jericoacoara s se viabilizam sendo produtos independentes, embora interligados. Para isso, s com aero-porto na regio. Outros destinos maravilhosos, como Camocim, no podero se consolidar se no houver o novo aeroporto de Jeri, no mu-nicpio de Cruz, que est em fase de constru-o. O de Aracati j tem pista pronta, restando o terminal de passageiros.RMC: O crescimento da economia local com a chegada desses aero-portos aumentar a demanda por escolas, postos de sade e policia-mento. Como est sendo feita a pre-parao para atender essas neces-sidades?BM: A viso do Governo macro. O turismo uma pasta intersetorial. Para se ter crescimen-to de forma sustentvel, tem que se buscar as interfaces e tudo a que ele est ligado, como estradas, saneamento bsico e recuperao de prdios. Por outro lado, base da sade, capacitao profissional e segurana, tam-

    bm merecem a mesma preocupao. At o final do ano de 2010, o Governo Cid Gomes ir entregar 121 escolas profissionais nas mais diversas regies do Estado. Na rea da sa-de, mais de 20 Policlnicas e Hospitais de alta complexidade sero entregues.RMC: Ser uma das sedes da Copa

    de 2014 uma oportunidade que

    Fortaleza tem para apresentar a ci-dade aos turistas de todo o mundo.

    Como esto sendo planejadas as

    aes para atender essa demanda?BM: Conquistar esta condio foi um marco histrico para todo o nosso Estado. Tive a hon-ra de participar desde o incio da elaborao e execuo de projetos que foram a base dessa confirmao da parte da FIFA. O que o Cear se comprometeu a fazer ser feito. No de-vermos nos contentar em ser sede apenas de jogos, isso pouco no contexto. Temos muitas oportunidades econmicas, polticas e promo-cionais. A verdade que a Copa consagrar um Estado que fez o seu dever de casa antes mesmo de imaginar vir a ser sede de um even-to dessa magnitude, bem diferente dos outros que comeam agora suas tarefas.RMC: Qual a importncia e relevn-cia que o concurso Miss Cear tem

    para o Estado? BM: Apoiar a captao de eventos tarefa de quem trabalha no setor de turismo. Preci-samos fazer disso uma realidade com fora no s regional, mas nacional e internacional. Estamos hoje em quarto lugar no Nordeste em termos de rea para realizao de Feira e Congressos. A edificao no novo Centro de Eventos do Cear nos colocar de forma soberana na disputa por eventos que eleva-ro em muito nosso fluxo turstico. Portanto, damos importncia a todos os eventos que possam vir para o Cear e que aqui possam se realizar. O Miss Cear mantm uma boa tra-dio e tem uma emoo peculiar, e que sem-pre encanta a todos com suas etapas anuais. Tenho um grande sonho: trazer o Miss Brasil e o Miss Universo para acontecer em Fortaleza, no novo Centro de Eventos. Para isso, tenho certeza, que o Governo, e a sociedade, direta ou indiretamente envolvidas, no mediro es-foros para que isso acontea.

    Tenho um gran-de sonho: trazer o Miss Brasil e o Miss Universo para acontecer em Fortaleza, no novo Centro de

    Eventos

  • 94 | M I SS CEAR

    Belezas naturais

    MISS Viagem

    por Raquel Scarano e Priscila Alcntarado CEAR

    m dos destinos tursticos mais visitados do Brasil Fortaleza. A quinta cidade mais populosa do pas dona do 15 maior PIB brasileiro. A capital do Cear a terra natal dos escritores Jos de Alencar e Rachel de Queiroz, do humo-rista Tom Cavalcante e do ex-presidente Castello Branco.

    Se no bastasse ser um paraso tro-pical, Fortaleza tambm a capital bra-sileira mais prxima da Europa e uma das 12 sedes da Copa do Mundo FIFA de 2014. Repleta de atrativos turisticos naturais, histricos e culturais, a cida-de destaca-se pelo Centro Drago do Mar de Arte e Cultura, pelas belssimas Avenida Beira Mar, Praia de Iracema e Praia do Futuro, alm de excelentssimo restaurantes, bares e boates.

    Na estrutura de apoio ao turismo, o Governo do Estado e a Prefeitura reali-

    Fortaleza Uzam eventos, incentivam e colaboram para a divulgao de outros, com espe-cial destaque para o turismo de eventos e negcios, que movimentam a cidade e geram mais emprego e renda. Outro atrativo especial da cidade, so os festi-vais de grande porte que figuram o ca-lendrio da msica nacional. Um deles o Fortal, micareta que acontece no l-timo final de semana de julho e rene as maiores bandas de ax music e de for-r no melhor carnaval fora de poca do Pas. J em outubro, vez do pop rock tomar conta da cidade com o Cear Mu-sic. O evento traz as maiores bandas de rock nacional, e em 2010, consagrou-se na comemorao dos 10 anos de festival com o show indito dos norte america-nos Black Eyed Peas. Com tantos moti-vos assim, difcil no se encantar com as maravilhas da Terra do Sol.

  • M ISS CEAR | 95

    Distncia de Braslia: 2285 quilmetros

    Populao:2.550.000 habitantes

    Site: www.fortaleza.ce.gov.br

    Prefeito: Luizianne de Oliveira Lins (PT)

    Saiba Mais

  • 96 | M I SS CEAR

    Itapipocascolher uma cidade que defina melhor a exuberncia do terri-trio cearense uma tarefa difcil para os turistas que visitam a Terra do Sol. Ter que decidir se o roteiro inclui mar, serra ou serto pode trazer algumas surpresas aos viajantes que descobrem que possvel unir os trs climas em uma s lo-calizao. Que outro lugar alm de Itapipoca oferece essa diversidade de climas e vegetao junto com a receptividade agradabilssima que s o povo nordestino tem?

    ACidade dos trs climas que graas expanso da pecuria e da agricultura do algodo se consolidou como centro urbano conta com uma rede hoteleira e gastronmica digna dos grandes centros tursticos do nordeste. Dentre os patrimnios desse destino paradisaco esto a Praia do Ma-cei, Praia da Baleia, Praia de Pedrinhas, Praia da Barra do rio Munda e os rios Cruxati e Munda, tais riquezas que fazem de Itapipoca o lugar ideal para conhecer completamente as belezas do Cear.

    Quando o assunto cultura no h o que se discutir! A cidade rica em artesanato de madeira, rendas de bilro, bor-dados tranados em palha e cip, crochs, trabalhos com conchas, quengas de coco e areia colorida. Diversidade que prova toda a criatividade de um povo que faz arte com tudo que a natureza oferece. E detalhe: a comercializao destes itens a principal fonte de renda da populao do municpio.

    E

  • M ISS CEAR | 97

    Para os que gostam de esportes radicais, os voos de parapentes so a mais nova atrao de Itapipoca. Eles partem da pis-ta localizada no morro de Santa Rita.

    Saiba MaisComo Chegar partindo de Fortaleza

    BR-222, ou CE-354

    Distncia da Capital: 130 quilmetros

    Populao: 114.440 habitantes

    Site: www.Itapipoca.ce.gov.br

    Prefeito: Joo Ribeiro Barroso (PSDB)

  • 98 | M I SS CEAR

    Mombaaombaa est localizada no serto cearense, e como no podia deixar de ser, suas belezas naturais so tpicas dessa regio do Estado que festeja a fartura trazida pela gua.

    Suas origens so do Sculo XVIII, quando colonizadores adquiriram as terras ao longo do rio Banabui e a senhora Maria Pereira, se estabeleceu na fazenda Boca da Picada, cru-zamento obrigatrio dos itinerantes que bus-cavam os Inhamuns. Devido boa localizao da fazenda e ao seu notrio desenvolvimento, novos moradores se fixaram em torno da Casa-Grande, formando lentamente a povoao que deu origem a cidade de Mombaa.

    As primeiras manifestaes religiosas datam do ano de 1782, quando o bispo de Pernambu-co concedeu autorizao para que fosse cons-truda uma capela em terras pertencentes a Antnio Lemos e Maria Pereira. A inaugurao, dedicada Nossa Senhora da Glria, padroei-ra da cidade, aconteceu no dia 8 de dezembro de 1832, e teve como seu primeiro vigrio o pa-dre Galdino Ferreira.

    A principal fonte de renda de Mombaa a agricultura, destacando-se tambm a apicultu-

    Mra - criao de abelhas - que nos ltimos anos se tornou um dos principais exportadores de mel para os pases da Europa. O turismo tam-bm est presente na economia do municpio. Alm dos acidentes geogrficos, que associa-dos a vegetao rasteira desenham as mais belas imagens do serto nordestino, a cidade conta tambm com o rio Banabui, os riachos Curi, Serrote Joo Alves, Caconde, Catol, Cangati e das Flores.

    No entanto, os dois principais pontos tursti-cos de Mombaa so a Igreja de Nossa Senho-ra da Glria, considerada por muitos, uma das mais belas construes religiosas do interior cearense, e o Aude Serafim Dias, localizado no leito do Rio Banabui, que nos finais de se-mana se transforma no balnerio mais visitado da redondeza devido ao maravilhoso cardpio de peixes que o local oferece.

    A festa da Padroeira, a Semana das Comu-nidades, a Vaquejada e o Dia do Municpio, so os eventos que marcam o calendrio festivo de Mombaa, atraindo os olhares de toda a regio para a receptividade e a alegria do povo mom-bacense. Uma maravilha!

  • M ISS CEAR | 99

    Como Chegar partindo de Fortaleza: CE-060, CE- 359 e BR- 116

    Distncia da Capital: 296 quilmetros

    Populao: 46.700 habitantes

    Site: www.mombaca.ce.gov.br

    Prefeito: Jos Wilame Barreto Alencar (PSDB)

    Saiba Mais

  • 100 | M I SS CEAR

    Novo Orienteidade pacata com um povo hospi-taleiro e trabalhador, Novo Oriente, no serto cearense, ja fez parte do territrio piauiense, assim como Crates e Independncia. A cida-de passou a pertecer ao Cear no sculo XIX, com a troca do Vale do Rio Poty que era do Piau, com o Porto de Amarrao, no litoral do Cear, que hoje denominado Luis Correia.

    A cidade que tem pouco mais de 50 anos de histria, tem suas belezas naturais tpicas do serto, valorizando a fartura de gua e a religiosidade. Dentre os principais pontos tursticos de Novo Oriente esto o Aude Flor do Campo, a Igreja Matriz de So Francisco de Assis, os Centros de Cultura Qui-lombolas e o Bilu Bola, ampla rea de lazer, com piscina, campos de

    Cfutebol, palco para shows e restau-rantes.

    Construdo em 1998, o aude Flor do Campo abastece a sede e alguns distritos do municpio. uma excelente rea de lazer para quem gosta de tomar banho e sa-borear aquela deliciosa culinria nordestina. Nos seus arredores existe uma churrascaria que serve pratos tpicos da regio.

    Situados nas localidades de Mi-nador e Bom Sucesso, os Centros de Cultura Quilombolas so locais de valorizao, desenvolvimento e preservao da cultura negra. Os dois centros esto abertos diaria-mente para visitas tursticas, inclu-sive nos fins de semana, e neles so desenvolvidas oficinas de arte negra e realizados eventos de inte-resse da comunidade.

    Com cerca de 28 mil habitan-tes, Novo Oriente tem como base econmica o setor primrio, ou seja, a agricultura de subsistncia, a pecuria e o extrativismo vege-tal. A agropecuria gera ocupao para cerca de 90% da mo-de-obra economicamente ativa do municpio.

    A explorao agrcola da re-gio segue os moldes tradicionais, no cultivo de arroz, milho, feijo, fava e algodo. Na pecuria, a bo-vinocultura extensiva de corte e de leite, alm de ter alguns ncleos de desenvolvimento da ovinoca-prinocultura e da avicultura. Essa diversidade produtiva resultan-te do potencial de irrigao do municpio, cujo setor industrial se concentra principalmente no ramo moveleiro e metalrgico.

  • M ISS CEAR | 1 0 1

    Como Chegar partindo de Fortaleza: BR-020,BR-226 e CE-187

    Distncia da Capital: 397 quilmetros

    Populao: 28.700 habitantes

    Site: www.novooriente.ce.gov.br

    Prefeito: Rodrigo Coelho

    Sampaio (PSDB)

    Saiba Mais

  • 102 | M I SS CEAR

    Quixeramobimais antigo municpio do Serto Central, Quixeramobim tem atualmente mais de 70 mil habitantes. Banhado pelo rio que leva o nome da cidade, possui uma grande riqueza cultural, uma terra de filhos ilustres, como Antnio Conselhei-ro, lder da guerra de Canudos, e Fausto Nilo, arquiteto e grande compositor da msica popular brasileira.

    Terceiro maior municpio do Estado do Cear, Quixeramobim dividido em 12 distritos: Sede, Belm, Nenelndia, Uruqu, Lacerda, Paus Brancos, Da-mio Carneiro, Passagens, So Miguel, Encantado, Manituba e Berilndia, que possuem paisagens de monlitos que atraem visitantes de toda a regio.

    O municpio, conhecido como Co-rao do Cear, por ficar localizado no

    Mponto onde seria o centro geogrfico do mapa do Estado, se destaca pela exis-tncia dos stios arqueolgicos e por seus atributos histricos e culturais. Tra-os marcantes do serto, como planos entremeados por pequenas elevaes e afloramentos rochosos cristalinos en-trecortados pelas vrzeas dos cursos dguas, montam a belssima paisagem do municpio.

    Com base econmica na agricultura, pecuria, comrcio, indstria e servi-os, Quixeramobim destaca-se por ter o maior rebanho bovino leiteiro do Estado, com aproximadamente 60 mil cabeas produzindo cerca de 110 mil litros de leite por dia. J na agricultura, destacam-se o cultivo do feijo, milho, arroz, algodo e a fruticultura.

    Como Chegar partindo de Fortaleza: BR-116 e BR-020

    Distncia da Capital: 203 quilmetros

    Populao: 73.500 habitantes

    Site: www.quixeramobim.ce.gov.br

    Prefeito: Edmilson Correia de Vasconcelos Jnior (PMDB)

    Saiba Mais

  • M ISS CEAR | 1 03

    Quando o assunto turismo, aqueles que chegam a Quixeramobim tem como ponto obrigatrio conhecer a Ponte Metlica, o Pao Municipal, o Marco do Centro Geogrfico do Cear, a Igreja Matriz de Santo Antnio, a Igre-ja de Santana, a Igreja de Nosso Senhor do Bonfim, a Casa do Conselheiro e a Casa de Cmara e Cadeia, afinal, a histria do Cear est encravada nas paredes dessas antigas construes que, sem dvidas, mudaram da histria do Brasil.

    Conhea a histria dos principais pontos tursticos de Quixeramobim. A Ponte Metlica foi inaugurada em 1899, formada por quatro vos e tem a extenso de 209 metros, pesa 488 toneladas e j foi a terceira maior do g-nero em toda a Amrica do Sul. Depois de de-sativada, a velha ponte despertou o interesse quanto sua importncia histrica e turstica, sendo restaurada em suas cores originais, dotada de grades laterais, fixada uma passa-rela de madeira sobre os trilhos alm de ser colocada para o trfego regular de pedestres caracterizando-se como uma das atraes tu-rsticas de mais destaque da cidade.

    Pao municipal foi construda pelo por-tugus Jos Jacinto de Sousa Pimentel, em 1817, o casaro em que funciona a sede do executivo municipal de Quixeramobim um dos mais expressivos remanescentes da no-breza sertaneja do sculo XIX. Situado no lado oeste da Praa Dias Ferreira e composto de trs pavimentos, o faustuoso casario foi adqui-rido pela a Administrao Municipal em 1984, sendo reformado interiormente para abrigar a sede da Prefeitura.

    Marco do Centro Geogrfico do Cear, Marco obelisco com cerca de 10 metros de altura, em granito e ao, licaliza-se na Praa Dias Ferreira e referencia no ponto de equi-distncia geodsica do Estado.

    A Igreja Matriz de Santo Antnio tem suas origens na primitiva capelinha de taipa cons-truda e entregue aos fiis no ano de 1732, por Antnio Dias Ferreira. Sofreu algumas alteraes ao longo de diversas reformas, a ltima das quais realizada entre 1886 e 1916 - quando teve acrescida mais uma torre - sendo preservada, porm, na verso original de seu estilo barroco, com fachada em frontispcio neoclssico. Seu piso original foi substitudo por granito e suas colunas revestidas por la-jotas de cermica.

    Foi em Quixeramobim que se deu incio a Confederao do Equador e onde muitas pginas da histria do Brasil foram escritas.

  • 104 | M I SS CEAR

    Como Chegar partindo de Fortaleza: BR-116

    Distncia da Capital: 510 quilmetros

    Populao: 41 mil habitantes

    Prefeito: Guilherme Sampaio Landim(PSB)

    Saiba Mais

    Brejo Santo

    F undada em 26 de agosto de 1890, e lo-calizado na Chapada do Araripe, na re-gio do Cariri, o municpio de Brejo San-to tem mais dois distritos: Poo e So Felipe. Sinnimo de desenvolvimento no interior do Cear, Brejo Santo um dos maiores produtores de milho e feijo no Estado e possui uma agricultura diversi-ficada, com projetos de fruticultura que incentivam o crescimento da cidade.

    nico bioma exclusivamente brasi-leiro, a caatinga se apresenta de forma ainda mais surpreendente no entorno de Brejo Santo que associa a vegetao rasteira e sem folhagem a construes imponentes que refletem a trajetria do povo do Cariri. As manifestaes cultu-rais, a exemplo da festa do padroeiro Sagrado Corao de Jesus, comemo-rada no dia 4 de setembro, remetem as crenas do povo nordestino e de seus

    Groaras A ntigo povoado de Riacho dos Guima-res, o municpio de Groaras bero de uma das mais valorosas figuras da Rep-blica Brasileira, o Padre Gonalo Incio de Loiola Albuquerque Melo Moror, mais conhecido como Padre Moror, que deu a vida pela Ptria levando o nome do muni-cpio para todo o Brasil.

    Aqueles que visitam a cidade so imersos em uma enorme onda de histria e poltica, j que os 57 anos de trajetria de Groaras se misturam com a vida do sacerdote, jornalista e revolucionrio Pa-dre, que alm de liderar o repdio de Qui-xeramobim, no serto cearense, enfrentou o autoritarismo de Dom Pedro I, que em

    Como Chegar partindo de Fortaleza: BR-222, CE-187 e CE-326

    Distncia da Capital: 220 quilmetros

    Populao: 9.970 habitantes

    Prefeito: Jos Almir Matos Lopes (PTB)

    Saiba Mais

    seguida, impulsonou a origem da Con-federao do Equador, e atravs do seu histrico de luta e perseverana, tornou-se redator e diretor do primeiro jornal pu-blicado no Estado.

    Como j era de se imaginar, os mais fa-mosos pontos tursticos da cidade so de-corrente da riqueza que a gua represen-ta para o povo do nordeste brasileiro. Em Groaras, os muitos balnerios localizados no rio Acara so os principais pontos tu-risticos da regio. De uma beleza inigual-vel, as margens do rio so uma referncia para a populao da cidade e para os turistas que procuram a tranquilidade e a beleza da natureza quase inexplorada.

  • M ISS CEAR | 1 05

    Tamboril

    scolhida em 2005 pelo Centro de Defesa da Vida Herbert de Souza (CDVHS) em parceria com o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) para elaborar o Plano de Desenvolvimento Lo-cal Sustentvel, Tamboril, recebeu o ttulo de Municpio da Cultura. Com 156 anos de eman-cipao poltica, a cidade prioriza a recupe-rao da capacidade do desenvolvimento artstico local, incentivando a construo da sua identidade sociocultural.

    A arquitetura que data do incio do sculo passado o ponto forte do turismo de Tambo-ril onde os prdios histricos e religiosos so as principais atraes. J as belezas naturais do municpio no so esquecidas pelos turis-tas que sempre incluem em seus passeios a Barragem Pedra e Cal, o Bico da Arara e o Monte Imortal Feiticeiro.

    Entre os principais eventos do calendrio artstico da cidade esto a Festa de Santo Anastcio, festejo do padroeiro que renova a trajetria de f do povo de Tamboril, a Festa do Reencontro, o Carnaval, a Semana Tambo-res de Sampaio, o Festival de Quadrilhas Juni-nas, o Tamboril Fest Mostra Multicultural e a Semana do Municpio, que dentre tantas atra-es promove o concurso da Miss Tamboril.

    E

    Como Chegar partindo de Fortaleza: CE-060 e CE-375

    Distncia da Capital: 458 quilmetros

    Populao: 26.857 habitantes

    Prefeito: Jos Jeov Souto Mota (PSB )

    Saiba Mais

  • 106 | M I SS CEAR

    s praias do Icara, Cumbuco, Tabuba, Pa-checo, Iparana e dos Dois Coqueiros, lo-calizadas no municpio de Caucaia, esto entre as mais belas e bem frequentadas do Cear. As guas quentes, que tanto encan-tam os turistas europeus, convidam os visi-tantes para um timo mergulho. As dunas de areias fixas so de encher os olhos, prin-cipalmente durante o pr-do-sol, quando tomam para si o dourado do cu. As serras do Ju e da Rajada, o calor do semi-rido do serto, o Parque Botnico e a rica varie-

    Caucaia

    Como Chegar partindo de Fortaleza: BR-020 e CE-085

    Distncia da Capital: 16,5

    quilmetros

    Populao: 335 mil habitantes

    Site: www.caucaia.ce.gov.br

    Prefeito: Washington Luiz de Oliveira Gois (PRB)

    Saiba Mais

    A

    Crato

    Como Chegar partindo de Fortaleza: BR-116, CE-269, CE-385 e BR222.

    Distncia da Capital: 506 quilmetros

    Populao 116.750 habitantes

    Site: www.crato.ce.gov.br

    Prefeito: Samuel Araripe (PSDB)

    Saiba Mais

    ocalizado em uma das regies mais boni-tas do nordeste brasileiro, o Vale do Ca-riri, o Crato uma das mais importantes cidades do estado. Historiadores relatam que seus fundadores, pecuaristas pro-venientes da Bahia e de Sergipe, foram atrados pela fertilidade do solo, exube-rncia da vegetao e abundncia dos mananciais dagua existentes na regio.

    A arquitetura do municpio conta a his-tria de pioneirismo e conquistas do Cra-to. Nos prdios pblicos, monumentos histricos e igrejas pode-se aprender um pouco do povo cearense. Alm da Colu-na da Hora e o Cristo Redentor, Projeto do Escultor Italiano Agostinho Baumes Odsio, no se pode deixar de visitar no Crato os museus Histrico e Vicente Leite (1883) e Seminrio So Jos (1875), pri-meira Faculdade de Teologia do Cear.

    Considerada a maior atrao tursti-ca da cidade, a Exposio do Crato foi

    L

    criada em 1944. S em 1953 foi realizada sua segunda edio, em comemorao ao centenrio de elevao do Crato categoria de cidade. A Exposio figura o calendrio festivo do nordeste como um dos melhores eventos scio econ-micos da regio. Alm de do incentivo a comercializao de insumos agrcolas e exposio de animais, a ExpoCrato traz para a regio do Cariri atraes musicais reconhecidas nacionalmente.

    dade gastronmica enriquecem o cenrio que faz de Caucaia um paraso de beleza indescritvel.

    A Terra de Nossa Senhora dos Praze-res culturalmente rica e abriga diversas etnias, afinal, so 251 anos de histria! A economia local bem diversificada, tendo como destaque o turismo e o comrcio. Alm das belezas naturais e riquezas cul-turais do municpio, Caucaia tem um vasto calendrio festivo que movimenta a cidade e atrai turistas durante o ano todo.

  • M ISS CEAR | 1 07

    Cruzm pedao do paraso! Provavelmente essa a primeira afirmao dos turistas que chegam ao municpio de Cruz. Na entrada da cidade, o Farol Tour recepciona os visitantes fornecendo, alm do melhor do artesanato da regio, infor-maes a cerca de hospedagem, alimentao e dos belos pontos tursticos da cidade que s um lugar desenhado pelas mos de Deus pode proporcionar.

    A qualidade de vida da populao, a organi-zao e limpeza das ruas e das praas, o ensi-no pblico e a rede municipal de sade so um atrativo quase turstico de uma cidade linda e limpa como Cruz. Com coleta de lixo em 100% das residncias, o povo da cidade experimen-ta uma vida confortvel, que possibilita que as belezas naturais sejam valorizadas, tornando os cruzenses os maiores guias tursticos e defen-sores de tamanha natureza.

    Se Cruz for o destino para um fim de semana, preciso determinar o tempo que ser usado para explorar cada praia, cada lagoa e demais lugares encantadores que o municpio dispe, afinal, no difcil deixar de notar que o tempo passou e ainda se est deslumbrado com os lugares como as Lagoas Salgada, Redonda e Azul, o Aude da Prata e a Praia do Pre.

    Apesar de beneficiada por vias em excelen-te estado, Cruz pode ficar ainda mais perto dos turistas que desejam desfrutar deste paraso no noroeste cearense. A construo do Aeroporto Internacional de Jericoacoara, que apesar do nome ser localizado no municpio de Cruz, promete trazer mais desenvolvimento para a re-gio. Com previso para ser inaugurado ainda em 2011, o aeroporto ser um opo de esco-amento para a produo agrcola e artesanato da regio assim como uma porta de entrada para turistas de todos os lugares do mundo.

    Como Chegar partindo de Fortaleza: BR-222 e CE-354

    Distncia da Capital: 235 quilmetros

    Populao: 24 mil habitantes

    Site: www.cruz.ce.gov.br

    Prefeito: Jonas Muniz (PSDB)

    Saiba Mais A Lagoa Azul, conhecido ponto turstico por suas guas cristali-nas, a porta de entrada para o Parque Nacional de Jericoaco-ara, no entanto, est localizada no municpio de Cruz, sendo mais uma riqueza natural da cidade.

    U

  • 108 | M I SS CEAR

    menos de quatro horas de Fortaleza, localizada no sop da Serra da Ibiapaba, Ipu tem as maiores belezas naturais tpi-cas da regio serrana do Cear. A princi-pal atrao turstica do municpio a Bica de Ipu, uma queda dgua do Riacho Ipuaba, citada no romance Iracema, do escritor cearense Jos de Alencar, que segundo o poeta, a ndia nativa, conhe-cida como a virgem dos lbios de mel, se banhava na bica. Alm dessa fonte, a Casa de Pedra, o riacho So Francisco, as cachoeiras do Urubu e do Engenho dos Belm, e os audes So Bento e Bonito, so atraes tursticas que encantam os visitantes que chegam ao municpio pro-curando lazer e tranquilidade.

    Os atrativos histricos do municpio, como a Igreja de So Sebastio, a Igreja Matriz, os casarios antigos, a esttua da Virgem Tapuia e a antiga Estao Ferrovi-ria, hoje desativada, revelam, por meio de suas formas arquitetnicas, um pouco da histria da cidade.

    A Festa Cultural no Patronato Sousa Carvalho, os Festejos de Santo Antnio, a Festa do Chito e a Festa do Padroei-ro so as datas comemorativas que mais atrai visitantes de todo o Estado. Duran-te esses eventos, a literatura de cordel, as msicas e o artesanato da cidade se destacam, sendo impossvel ir a Ipu sem levar consigo um pedacinho da cultura local e das crendices do seu povo.

    Ipu H

    Como Chegar partindo de Fortaleza: BR-020, CE257 e CE-187

    Distncia da Capital: 294 quilmetros

    Populao: 41.050 habitantes

    Site: www.ipu.ce.gov.br

    Prefeito: Henrique Svio Pereira Pontes

    Saiba Mais

  • M ISS CEAR | 1 09

    Mauriti

    R ica por sua agricultura, o municpio de Mauriti, localizado na regio sul do Es-tado, o maior produtor de gros do Cear, alavancado pela plantao de milho e feijo. A cidade, que sedia parte das obras da transposio do Rio So Francisco, tem uma economia comple-ta e serve a populao e os visitantes com todos os seguimentos comerciais, desde produtos agricolas at os tens provenientes da construo civil.

    A religiosidade, caracteristica mar-cante do povo cearense, est presen-te na histria de Mauriti que tem suas principais datas comemorativas ligadas a f. O Festival de Quadrilhas Junina se-guido pela Festa de Coroao de Maria, o Dia do Municpio e a Festa da Padro-eira Nossa Senhora da Conceio so os principais festejos da cidade.

    Como Chegar partindo de Fortaleza: BR- 116 e CE- 384

    Distncia da Capital: 491 quilmetros

    Populao: 44.200 habitantes

    Site: www.mauriti.ce.gov.br

    Prefeito: Isaac Gomes da Silva Jnior (PT)

    Saiba Mais

    Maracana

    Eventos como o Carnaval em Casa, Paixo de Cristo, Festival Cultural, Natal de Bri-lho e o j reconhecido So Joo de Ma-racana, so apenas alguns sucessos da programao de alto nvel promovida pela prefeitura de Maracana, que tem o se-gundo maior PIB do Estado, estando atrs apenas do municpio do Eusbio.

    No incio do ano, o Carnaval em Ma-racana, evento que j est em sua sexta edio, garante muita animao e diver-so aos folies que vm de todo o Brasil. A festa comea com o Carnaval da Sau-dade e no acaba somente na quarta-feira de cinzas. Isso porque no sbado, a festa retorna em dose dupla na avenida princi-pal do Acaracuzinho, onde acontece os desfiles das escolas de samba do bairro com shows de bandas locais.

    Considerando a religiosidade do povo cearense, a Paixo de Cristo de Maraca-na, que j acontece h 30 anos, represen-ta as passagens bblicas da caminhada de Jesus at Jerusalm. Com a participa-

    o de aproximadamente 300 atores da regio, o espetculo emociona os presen-tes pela beleza e pelos ricos detalhes do figurino e do cenrio esplendoroso.

    Quando o assunto a valorizao da cultura do municpio, o Festival Cultural de Maracana um evento que busca ressaltar os grupos artsticos locais, bem como promover a cultura de paz. E se o forr o ritmo do Cear, o So Joo de Maracana considerado atualmente um dos melhores arrais do Nordeste. Cada ano, a cidade investe em uma infraestru-tura especial, com atraes regionais e nacionais, atraindo em cada evento um nmero maior de visitantes.

    O Natal de Brilho , na prtica, o desfe-cho de um ano de muita cultura e entrete-nimento para a cidade. Alm de estimular uma maior participao da populao na realizao de concursos, como o de Po-esia e do Prespio de Natal, o evento mais uma oportunidade para chamar a ateno dos turistas para o municpio.

    Como Chegar partindo de Fortaleza: CE-065 ou CE-251

    Distncia da Capital: 24 quilmetros

    Populao: 201 mil Habitantes

    Site: www.maracanau.ce.gov.br

    Prefeito: Roberto Pessoa (PRB)

    Saiba Mais

    Maracana a terra adotiva do escritor Rodolfo Tefilo.

  • 110 | M I SS CEAR

    F undada em 1901, a cidade de Sena-dor Pompeu recebeu este nome em homenagem ao baluarte da poltica e das letras cearenses, Senador Pa-dre Tomaz Pompeu de Souza Brasil. Localizada no serto central, o mu-nicpio apresenta uma produo cul-tural viva e intensa. Os vrios grupos de dana, o artesanato, o teatro e as produes audiovisuais fazem da ci-dade um constante festival das artes tpicas do Estado.

    Os pontos turisticos de Senador Pompeu se dividem entre patrim-nios histricos- culturais, como a Es-tao da REFSA, a Igreja Matriz, a Ponte Ferroviria sobre o Rio Bana-bui, os diversos casares e as be-lezas naturais do serto nordestino.

    Senador Pompeu Os rios Banabui, Mandacaru e Patu so algumas das riquezas ofereci-das pela natureza, que encantam os habitantes e os turistas, que se deslumbram com tanta beleza em pleno serto.

    Outra atrao turstica, de cunho cultural-religioso, a Caminhada da Seca. A romaria, que se inicia na Igreja de Nossa Senhora das Dores e vai at o cemitrio da Barragem do Patu, acontece h 26 anos e uma homenagem s vtimas do campo de concentrao. Essa demonstra-o de f se transformou ao longo dos anos numa prova de gratido que cada vez mais atrai um nmero maior de fiis em agradecimento s benos alcanadas.

    Como Chegar partindo de Fortaleza: BR-226 e CE-060

    Distncia da Capital: 275 quilmetros

    Populao: 25.260 mil habitantes

    Prefeito: Antnio Teixeira de Oliveira (PT)

    Saiba Mais

    C om o nome originrio do Tupi que tra-duzido quer dizer canoa-marreca, ave da famlia dos anatdeos comum no Nordeste brasileiro, Erer ocupa terras do baixo Jaguaribe. Com me-nos de oito mil habitantes, cercada por stios e fazendas, o municpio o recanto perfeito par quem est pro-curando silncio e tranquilidade.

    No calendrio festivo de Erer, o principal evento o Festejo do Pa-droeiro Senhor Bom Jesus da Agonia comemorado no incio de janeiro, com novenas e festas, perodo no qual muitos filhos do municpio retornam a sua terra natal para rever familiares e participar das comemoraes.

    Com a economia baseada na agricultura, Erer tem como maior patrimonio seu povo hospitaleiro. Longe da correria e da violncia das grandes cidades, o erereense leva uma vida pacata sem se preocupa com trnsito ou poluio.

    Erer

    Como Chegar partindo de Fortaleza: BR-116 e CE-138

    Distncia da Capital: 308 quilmetros

    Populao: 7.300 habitantes

    Prefeito: Manoel Martins Alves - Nelson Martins (PSDB)

    Saiba Mais

  • M ISS CEAR | 1 1 1

    Horizonte ocalizado na regio metropolitana de Fortaleza, o municpio dividido em quatro distritos: Horizonte (sede), Anin-gas, Dourado e Queimadas. Com ape-nas 20 anos de existncia, Horizonte atualmente um dos principais plos in-dustriais do estado do Cear. Aliado ao crescimento econmico, a qualidade de vida da populao permitiu que o mu-nicpio recebesse o reconhecimento de rgos nacionais e internacionais, como a Fundao Abrinq e o Fundo das Na-es Unidas para a Infncia, o Unicef.

    A cultura e o lazer so duas reas que recebem grandes investimentos por parte da prefeitura. Afinal, seus gover-nantes tm como objetivo preservar as comunidades e estruturas histricas co-laborando diretamente para o crescente nmero de turistas que visitam a cidade. E por falar em turismo, um dos principais cartes postais de Horizonte tambm o mais tradicional ponto de lazer da regio: o aude de Queimadas. L, os horizontinos e os visitantes aproveitam para apreciar a paisagem esculpida

    L

    Horizonte mantm vivo hbitos simples do setor produtivo, com suas tra-dicionais casas de fari-nha, engenhos e fbricas de cajuna. O uso desse sistema produtivo garan-te, at os dias de hoje, fonte de renda para as famlias de Queimadas e da regio do Tabuleiro, formada pelos distritos de Dourado e Aningas.

    pela natureza e desfrutar momentos de alegria, lazer e diverso nas suas guas refrescantes e nos bares prximos do aude.

    O contraste entre o moderno e o tradi-cional vivenciado em Horizonte atravs das residncias centenrias que fazem parte da histria do municpio. Em algu-mas casas, nos distritos de Queimadas, Dourado e na entrada de Horizonte, por exemplo, ainda possvel observar um pouco da arquitetura antiga que marcou poca na regio conhecida antigamente como Olho Dgua do Venncio.

    As belezas arquitetnicas tambm esto presentes nas dezenas de igrejas e capelas da cidade que associadas s imagens sacras reforam a f do povo nordestino, tornando-se um atrativo a mais para aqueles que gostam do turis-mo religioso. Destaque para as Igrejas da Matriz, localizada no Centro de Hori-zonte;, a Capela So Francisco, no Man-gueiral e a Igreja de Nossa Senhora de Ftima, no Catol que foram construdas antes da emancipao do municpio.

    Como Chegar partindo de Fortaleza: BR-116

    Distncia da Capital: 42 quilmetros

    Populao: 54.360 habitantes

    Site: www.horizonte.ce.gov.br

    Prefeito: Manoel Gomes de Farias Neto (PSDB)

    Saiba Mais

  • 112 | M I SS CEAR

    Icerceira Vila do Cear, Ic possui uma beleza singu-lar na arquitetura de seus prdios histricos, sendo considerada Patrimnio Histrico Nacional. A cida-de famosa por sediar o maior festival de forr do Cear, o Forric, bem como pela f do seu povo que est representada na Festa do Senhor do Bon-fim, uma das maiores festas religiosas do estado, que acontece de dezembro a janeiro.

    Smbolo maior da preservao do patrimnio e da histria de Ic, o Teatro da Ribeira dos Ics, que em 2010 completa 150 anos, o mais antigo do Ce-ar, tombado pelo Instituto do Patrimnio Histrico e Artstico Nacional (IPHAN). Destacando-se no Largo do Thberge pela a imponncia de sua arquitetura neoclssica, o teatro identificado pelos icoenses como principal cone da cidade. Em comemorao ao sesquicentenrio do Teatro da Ribeira dos Ics, foi lanado o livro Bem vindo ao reino do louro e da peixada alm de diversas aes que foram promo-vidas ao longo do ano para marcar a data.

    O turismo religioso tambm est presente no municpio tendo como referencia a Igreja-Matriz, que figura na mesma rea dos templos dedicados ao Senhor do Bonfim, padroeiro da cidade; Nossa Senhora do Rosrio e Nossa Senhora da Concei-o - conhecido como Igreja do Monte .

    Alm de suas igrejas, Ic uma cidade rica em prdios histricos como a Casa de Cmara e Ca-deia, o Sobrado do Mirante, o Sobrado do Canela Preta, o Palcio da Alforria, o Colgio Senhor do Bonfim e o Mercado Pblico.

    T

    Como Chegar partindo de Fortaleza:

    BR-116

    Distncia da Capital: 360 quilmetros

    Populao: 65.600 habitantes

    Site: www.ico.ce.gov.br

    Prefeito: Marcos Eugnio Leite

    Guimares Nunes (PMDB)

    Saiba Mais

  • M ISS CEAR | 1 1 3

    Pacajusocalizada a cerca de 50 quilmetros de capital, Pa-cajus, que est na Regio Metropolitana de Forta-leza, faz limite com os municpios de Cascavel, Ho-rizonte, Guaiba, Acarape, Barreira e Chorozinho. A cidade, que ressalta em seu plano estratgico a consolidao da agroindstria e o fortalecimento da poltica de atrao de grandes empresas, tem como objetivo o seu desenvolvimento sustentvel e a