Manual de auditoria trabalhista

  • Published on
    26-May-2015

  • View
    1.354

  • Download
    4

Embed Size (px)

DESCRIPTION

auditoria

Transcript

  • 1. Manual de Auditoria Trabalhista MANUAL PRTICO DE AUDITORIA TRABALHISTAIntroduoSiglas UtilizadasAuditoria TrabalhistaSeleo dos DocumentosPapis de TrabalhoRelatrio1. Documentao2. Registro de Ponto e Jornada de Trabalho3. Folha de Pagamento4. INSS5. Segurana e Medicina do Trabalho6. Autnomos7. Resciso de Contrato de Trabalho8. Reclamatrias9. Frias10. Dcimo Terceiro Salrio11. Outros12. Procedimentos Prvios de Auditoria na Terceirizao13. Controles Internos na rea de Pessoal

2. INTRODUONesta obra apresentada a base prtica de auditoria trabalhista, incluindo exemplo de relatrio,de acordo com a legislao laboral vigente.A importncia da auditoria trabalhista por demais conhecida, j que qualquer empregador deveater-se aos pressupostos legais, visando prevenir contingncias trabalhistas e previdencirias.Esta uma obra com direitos autorais REGISTRADOS, no podendo ser reproduzida,distribuda, comercializada por qualquer meio sem autorizao por escrito do detentor dosdireitos autorais. Permitida a reproduo de apenas 1 (uma) cpia para uso exclusivo e pessoaldo adquirente.A ntegra da legislao bsica trabalhista voc poder encontrar em:http://www.planalto.gov.br/leg.aspSmulas do TST voc encontra em http://apolo.tst.gov.br/brs/bden.shtmlJurisprudncia (decises dos tribunais trabalhistas):http://apolo.tst.gov.br/jurisprudencia/brs/genep.htmlPortarias, Ordens de Servios e demais regulamentaes do Ministrio do Trabalho:www.mte.gov.brNo caso da legislao do INSS, obtenha a mesma em http://www81.dataprev.gov.br/sislex/Em alguns casos, inclumos a referncia diretamente internet, bastando clicar sobre a reamarcada (neste caso voc dever estar conectado internet para poder acessar a legislaorespectiva).SIGLAS UTILIZADASCAGED: Cadastro Geral de Empregados e DesempregadosCIPA ou Cipa: Comisso Interna de Preveno de AcidentesCLT: Consolidao das Leis do Trabalho (Decreto-Lei 5.452/43)CTPS: Carteira de Trabalho e Previdncia SocialDSR: Descanso Semanal Remunerado 3. GFIP: Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Servio e Informaes Previdncia Social.GPS: Guia da Previdncia SocialHE: horas extrasIN: Instruo NormativaINSS: Instituto Nacional de Seguridade SocialIR: Imposto de RendaIRF ou IRRF: Imposto de Renda Retido na FonteLC: Lei ComplementarMTb ou MTE: Ministrio do Trabalho e EmpregoNR: Norma Regulamentadora de Segurana e Sade no TrabalhoOS: Ordem de ServioPAT: Programa de Alimentao do TrabalhadorPIS: Programa de Integrao Social (Lei Complementar 7/70)SRF: Secretaria da Receita FederalVT: Vale TransporteAUDITORIA TRABALHISTAA importncia da Auditoria- autofiscalizao da empresa- diminui erros e prejuzos das rotinas auditadas- na situao de auditoria interna, cria filtra e peneira as tarefas de maior importncia, criandorgos de controle de qualidade do trabalho.- funciona como um freio na empresa, para evitar desvios, furtos, pagamentos indevidos e outrasirregularidades. A falta de fiscalizao no Setor de Pessoal e Recursos Humanos d a sensaode desleixo, propiciando pequenos erros, que de incio so involuntrios, porm tornam-se aporta para desvios, fraudes, etc. 4. - ferramenta de orientao tcnica e assessoramento- preveno e melhoria da atividade de administrao dos funcionrios na empresaProcedimentos de AuditoriaExame fsico: verificao in loco, a qual fornece ao Auditor a formao de sua opinio quanto existncia fsica de um item.Confirmao: o procedimento de auditoria pelo qual o Auditor se respalda em documentaoformal e isenta de pessoas independentes entidade.Exame dos documentos originais: procedimento voltado para a comprovao das transaesevidenciadas por documentao comprobatria dessas transaes, observando sempre osseguintes aspectos:-autenticidade-normalidade-aprovao-registroConferncia dos Clculos: procedimento voltado para a constatao da adequao das operaesaritmticas, sendo mesmo, o mais comum dos procedimentos de auditoria, e se revestindo devital importncia na exatido da formao de opinio.Investigao minuciosa: procedimento voltado para o exame me profundidade do assuntoauditado podendo aplicar-se sobre um documento, uma anlise, uma informao obtida, etc.Inqurito: consiste na formulao de perguntas ( questionrios) e na obteno de respostassatisfatrias, sendo um dos procedimentos de maior importncia.Observao: procedimento mais objetivo implica o envolvimento de poder de constatao visualdo auditor, dependendo de habilidades pessoais desenvolvidas no decorrer das experinciasprofissionais. Pode revelar erros, dificuldades, inadequaes e deficincias, exigindo sensocrtico muito aguado para evitar juzos de valor no plenamente embasados. recomendvelanlise criteriosa dos dados obtidos antes de formar uma opinio.SELEO DOS DOCUMENTOSO Auditor dever selecionar um determinado ms para fazer os procedimentos de Auditoria,normalmente o ms anterior ao da visita. Para o incio das anlises o Auditor deve ter em mosa folha analtica de pagamento, atravs da visualizao desta solicitar o seguinte:-dossis (pastas) de funcionrios contratados recentemente; (o Auditor dever solicitar ao RH,listagem contento nome dos funcionrios, data de admisso e salrio). 5. -dossis (pastas) de funcionrios com desconto de IRRF;-dossis (pastas) de funcionrios com desconto de vale transporte, vale-alimentao, farmcia,mercado, seguro de vida e outros descontos;-dossis (pastas) de funcionrios com horas extras de 50%, 100%. Adicional noturno, adicionalde periculosidade, comisses e outras situaes; (alm de outras finalidades, essas pastas seroutilizadas para verificar as mdias variveis, pois normalmente nas pastas dos funcionriosencontram-se os recibos de pagamento de salrios);-dossis (pastas) de funcionrios com acidente de trabalho;-dossis (pastas) de funcionrios que j gozaram frias;-dossis (pastas) de funcionrios que percebem salrio famlia;-dossis (pastas) de funcionrios com categoria diferenciada (contadores, engenheiros, outros);-dossis (pastas) de funcionrios demitidos sem justa causa e com justa causa, com pedido dedemisso, abandono de emprego, etc;-dossis (pastas) de telefonistas;-outras situaes que chamou a ateno do Auditor atravs da visualizao da na folha depagamento;-guias de recolhimento de INSS, FGTS, IRRF, contribuio sindical;-RAIS, CAGED;-Comprovante de Adeso ao PAT-folha de pagamento do 13 salrio do ano anterior;-recibo de pagamentos de autnomos;-reclamatrias trabalhistas para verificar o recolhimento do INSS e do IRRF.*Obs.: importante que o Auditor ao verificar as situaes contidas na folha de pagamento,relacione o nome dos funcionrios e solicite as respectivas pastas contendo os documentos(entre 02 a 04 pastas por situao e se for o caso estender os testes) tendo em vista a evitarpossveis tendncias de serem selecionados os funcionrios que esto com a documentao emdia.PAPIS DE TRABALHO 6. O Auditor dever deixar evidenciado em papis de trabalho as anlises efetuadas, observando oseguinte:-cada profissional tem uma forma diferente de demonstrar os testes efetuados;-com relao documentao, o auditor poder somente anotar no papel de trabalho os itens noobservados pela empresa, podendo ser adotado o exemplo em anexo Exemplo de Papel deTrabalho;-tirar fotocpias de documentos que podem ser alterados ou preenchidos posteriormente;-de preferncia fotocopiar os cartes pontos com incorrees;-anotar 02 ou mais clculos, demonstrando o procedimento de horas extras, adicional noturno,DSR, outros. Se for possvel fotocopiar alguns casos de incorrees, o que vai facilitar aconfeco do relatrio e servir de prova da incorreo.-utilizar a fotocpia do recibo de frias, resciso como papel de trabalho, evidenciando a revisosobre as mesmas;-Em geral, importante que o Auditor faa fotocpia dos documentos que contm incorreespara constarem no seu arquivo e serem utilizadas como prova em contestaes por parte docliente;-Separar a documentao por sees, conforme o assunto.RELATRIOO trabalho do Auditor se resume no relatrio, portanto deve levantar com clareza todos os dadosque vo fazer parte do relatrio de auditoria.Antes do trmino dos trabalhos, o Auditor dever apresentar e discutir os pontos levantados como responsvel pela seo do RH, caso permanea alguma dvida pode-se retornar s anlises.Essa discusso evita muitas vezes de refazer o relatrio ou chegar alguma informao incorreta Diretoria da empresa, um excelente relatrio pode ser ofuscado por um ponto mal colocado ouredigido.Para o bom andamento do trabalho, o relatrio pode ser iniciado e desenvolvido no cliente, econcludo no escritrio, para isso, os Modelos de Relatrios de Auditoria constantes desta obrairo facilitar o desempenho do auditor.1. DOCUMENTAOa) CONTRATO DE TRABALHOVerificar se:a1) foi celebrado por escrito entre a empresa e o funcionrio; (1.16) 7. a2) est assinado pela empresa e pelo funcionrio, contrato sem assinatura no vlido, noentanto muitas vezes o contrato elaborado mas no assinado entre as partes; (1.16)a3) est devidamente preenchido, ocorre em alguns casos que o contrato est assinado embranco; (1.19)a4) consta clusula de horrio de trabalho;a5) consta clusula para o desconto de vales, farmcia, seguros, associaes, mercado. Sem apreviso contratual que permita tais descontos, qualquer desconto em folha poder questionadoe o funcionrio solicitar devoluo dos valores descontados (exceto os descontos legais INSS,IRRF...). Se a empresa no mencionou clusula de desconto em contrato de trabalho, o Auditordever recomendar que se faa um aditivo contratual, para que a empresa tenha a documentaocontratual hbil autorizando os descontos; (1.16; 10.08)a6) houve alterao do horrio de trabalho do funcionrio, a qual dever ser feita medianteaditivo contratual. Ao ser contratado foi estipulado um determinado horrio de trabalho,qualquer horrio diferente do contratado poder ser caracterizado como quebra de contrato (ano ser que a alterao de horrio de trabalho esteja prevista no contrato). O funcionrio poderalegar que a empresa, por presso, o forou a trabalhar em horrio diferente do combinadotrazendo-lhe prejuzo. Quando houver previso

Recommended

View more >