1 de 36 - produccion- ??Editorao eletrnica: Oscar Castro Arte da capa: Oscar Castro. 1 edio 1 impresso 2008: 100 exemplares Todos os direitos reservados. ... Sanidade

  • View
    216

  • Download
    4

Embed Size (px)

Text of 1 de 36 - produccion- ??Editorao eletrnica: Oscar Castro Arte da capa: Oscar Castro. 1 edio 1...

  • Sitio Argentino de Produccin Animal

    1 de 36

  • Documentos 232

    Pelotas, RS2008

    ISSN 1806-9193

    Outubro, 2008

    A criao em sistema semi-intensivo e o manejo sustentvel de capivaras na natureza

    Editor tcnico

    Max Silva Pinheiro

    Sitio Argentino de Produccin Animal

    2 de 36

  • Exemplares desta publicao podem ser adquiridos na:

    Embrapa Clima TemperadoEndereo: BR 392, km 78Caixa Postal 403, CEP 96001-970 - Pelotas, RSFone: (53) 3275 8199Fax: (53) 3275 8219 - 3275 8221Home page: www.cpact.embrapa.br

    E-mail: sac@cpact.embrapa.br

    Comit de Publicaes da Unidade

    Presidente: Walkyria Bueno ScivittaroSecretria-Executiva: Joseane M. Lopes GarciaMembros: Cludio Alberto Souza da Silva, Lgia Margareth Cantarelli Pego-raro, Isabel Helena Vernetti Azambuja, Lus Antnio Suita de Castro, Sadi Macedo Sapper, Regina das Graas V. dos Santos Suplentes: Daniela Lopes Leite e Lus Eduardo Corra Antunes

    Revisor de texto: Sadi Macedo SapperNormalizao bibliogrfica: Regina das Graas Vasconcelos dos SantosEditorao eletrnica: Oscar CastroArte da capa: Oscar Castro

    1 edio1 impresso 2008: 100 exemplares

    Todos os direitos reservadosA reproduo no-autorizada desta publicao, no todo ou em parte, constitui violao dos direitos autorais (Lei no 9.610).

    Pinheiro, Max Silva. A criao em sistema semi-intensivo e o manejo sustentvel de capivaras na natureza / Max Silva Pinheiro. Pelotas: Embrapa Clima Temperado, 2008. 36 p. -- (Embrapa Clima Temperado. Documentos, 232). ISSN 1516-8840 Capivara - Hydrochaeris - Criao semi-intensiva - Manejo - Populao natural. I. Ttulo. II. Srie. CDD 588.359

    Sitio Argentino de Produccin Animal

    3 de 36

  • Autor

    Max Silva PinheiroZoot., MSc. Embrapa Clima TemperadoBR 392, km 78, CP 403, Pelotas, RSCEP 96001-970(maxsp@cpact.embrapa.br)

    Sitio Argentino de Produccin Animal

    4 de 36

  • Apresentao

    A criao de animais da fauna silvestre brasileira tem grande importncia, sob vrios aspectos. Destacam-se o aumento do estoque domstico de espcies selvagens, com implicaes positivas na manuteno do patrimnio gentico (conservao ex situ), a domesticao de novos animais e a conservao de determinadas espcies em condies naturais (in situ). Alm disso, uma alternativa econmica principalmente para pequenas e mdias propriedades, contribuindo para o aumento da oferta de protena e de gordura menos saturada sociedade. Tambm permite maior diversificao de criaes, para atender diferentes situaes das propriedades e ecossistemas e, assim, proporcionar maior sustentabilidade na agropecuria.

    O manejo sustentvel de populaes naturais e sua integrao com criadouros ainda uma rea pouco desenvolvida no Brasil, que no tem uma tradio em efetuar esse tipo de aproveitamento, tanto em seu aspecto terico/prtico como legal. Este trabalho uma contribuio da Embrapa Clima Temperado na discusso do uso sustentvel da capivara e levou em conta o conhecimento cientfico, o conhecimento popular e a experincia de produtores, complementados com opinies do autor.

    Chefe-GeralEmbrapa Clima Temperado

    Waldyr Stumpf Junior

    Sitio Argentino de Produccin Animal

    5 de 36

  • Sumrio

    A criao de capivara em sistema semi-intensivo e o manejo sustentvel na natureza .......................................

    Introduo ..........................................................................

    Aspectos da criao de capivara em sistema semi-intensivo .............................................................................

    Instalaes, equipamentos, veculos e mo-de-obra ........

    Rebanho .................................................................................

    Alimentao ..........................................................................

    Sanidade ................................................................................

    Manejo ...................................................................................

    Transporte e abate ...........................................................

    Custo, comercializao, mercado e rentabilidade .............

    Sugestes e perspectivas na discusso sobre como fazer o manejo extensivo de populaes naturais de capivara abundantes e (ou) que causam problema de dano para agropecuria. ...................................................

    9

    9

    10

    12

    14

    1515

    1718

    19

    23

    Sitio Argentino de Produccin Animal

    6 de 36

  • Manejo extensivo com ceva permanente ou temporria ....

    Sistema aberto de criao em sistema semi-intensivo ou Ranching ................................................................................

    Concluses .........................................................................

    Referncias ........................................................................

    24

    30

    32

    33

    Sitio Argentino de Produccin Animal

    7 de 36

  • A criao em sistema semi-intensivo e o manejo sustentvel de capivaras na natureza

    Introduo

    Tem havido um aumento na demanda por parte de produtores para manejar capivaras em vida livre no Rio Grande do Sul e outras regies do Brasil, seja porque os animais causam danos agropecuria e (ou) existem em abundncia, considerando-se tambm o potencial produtivo da capivara tanto para uso em criaes ou em manejo de populaes naturais. possvel que essas populaes tenham aumentado em funo do trabalho de conservao e proteo feito pelo Ibama. Vislumbra-se, ento, a possibilidade de estabelecer manejo extensivo de populaes naturais que poderia estar ou no associado a criao em sistema aberto ou ranching.

    Atualmente, a capivara o animal silvestre nativo mais criado no Brasil, com mais de uma centena de criadouros registrados no Ibama, predominando a produo em pequena escala. As estimativas de produo de carne, nesta modalidade, foram de, no mximo, 35 t / ms. Na Venezuela, o consumo de carne de capivara um costume secular. Presentemente, so abatidas em mdia 27.000 capivaras por ano e o consumo anual ultrapassa as 380 t. Naquele pas, a atividade efetuada atravs de manejo extensivo de populaes naturais, de uma forma

    Max Silva Pinheiro

    Sitio Argentino de Produccin Animal

    8 de 36

  • 11A criao de capivara em sistema semi-intensivo e o manejo sustentvel na natureza

    adaptativa, pois pode haver vedas em determinados anos de acordo com os ndices populacionais.

    Esse texto foi preparado como subsdio s discusses durante o Seminrio Estadual Fauna Silvestre Extica e Nativa: Interaes com a Agropecuria, realizado na Embrapa Clima Temperado. Como inovadoramente colocada, a proposio do manejo de capivaras na natureza de forma integrada a criao, para abordar os aspectos relacionados, dividiu-se o texto em dois tpicos, que foram o objetivo desta publicao, a criao de capivaras em sistema semi-intensivo e sugestes e perspectivas do manejo sustentvel em condies naturais, os quais so apresentados na seqncia.

    1. Aspectos da criao em sistema semi-intensivo

    A capivara a espcie selvagem nativa mais criada em nosso pas (HOSKEN e SILVEIRA, 2002). Entre as caractersticas que a fazem um bom animal de criao esto: preo de venda do peso vivo superior ao de espcies domsticas, a sua alta prolificidade, alimentao diversificada, excelente aproveitamento de carboidratos estruturais (fibra), boa taxa de ganho de peso e rusticidade. No sistema de criao semi-intensivo os animais no esto confinados em pequenas reas ou baias, como no intensivo (sistema ao qual a capivara ainda no se adaptou) e, tambm, no esto soltos em piquetes destinados a bovinos ou ovinos, sem cercas prprias a capivara, como seria em um manejo extensivo de populaes, embora recebam alimentao de forma intensiva.

    Criando-se capivara em sistema semi-intensivo possvel obter-se lucro igual ou superior ao de outras criaes devido ao maior preo de venda do animal / carne, pois o mercado de carnes exticas ou de caa volta-se, inicialmente, para consumidores de mdio a alto poder aquisitivo. Coloca-se no mercado carne de qualidade, semelhante a do suno, mas com gordura menos

    Sitio Argentino de Produccin Animal

    9 de 36

  • 12 A criao de capivara em sistema semi-intensivo e o manejo sustentvel na natureza

    saturada, de maior densidade, rica em cidos graxos mega-3. Esses cidos graxos tm a propriedade de reduzir o colesterol e as gorduras de baixa densidade no sangue (BRITISH NUTRITION FOUNDATION, 1992, citado em ODA, 2002). O seu mecanismo qumico de ao atua aumentando a excreo de colesterol na bile e nas fezes, bem como diminuindo a deposio de colesterol nas membranas. Oda (2002) encontrou 5,59% de mega-3 em relao ao do total de cidos graxos no msculo longissimmus dorsi, na altura do carr de capivaras, com 31mg/100g de colesterol e apenas 1,1% de gordura, sendo a carne considerada adequada nutricionalmente para atender a relao saturado / insaturado. um animal de criao, cujo processo de produo pode ficar prximo do orgnico pois as capivaras so criadas em sistema semi-intensivo a campo com baixo uso de insumos, permitindo atingir maior nvel de sustentabilidade na criao. Com a sua criao contribui-se tambm para a conservao das capivaras do ambiente natural, reduzindo-se a compra de carne no mercado ilegal.

    O primeiro passo para fazer uma criao contratar um tcnico de nvel superior, de preferncia com experincia na rea, para elaborar o p