11111 baterias

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of 11111 baterias

  • 8/17/2019 11111 baterias

    1/13

    Exemplos de várias células e baterias.

    Como conectar baterias em Série / Paralelo

     por Lewis Loflin

    Esta é uma introdução de como conectar corretamente pilhas e pilhas em série ou paralelo de maior tensão ou corrente. Vou começar com uma explicação de termos, em seguida, exemplos, então experimentos. Só vou tratar aui com

    corrente cont!nua "#$% apenas os dispositivos. Esta p&gina foi atuali'ada () de setem*ro de )(++.

    ermos- uma célula é um gerador elétrico individuais. sto pode ser uma célula lanterna, tais como ///, //, $, # ou células, ou células solares ou

    mesmo casais térmicas. 0ma *ateria é um grupo de dois ou mais células. Eles são ligados em série positivo "1% para negativo "2% para uma maior tensão de,

    ou em paralelo "1 com 1 e 2 a 2% para uma maior capacidade de corrente.

    As células individuais dentro de uma bateria de 9 volts.

    0m exemplos cotidianos de uma *ateria é a *ateria de 3 volts transistor, ue é

    de seis +,42volt células em série. / *ateria de automóvel comum consiste em seis ),+ volts de chum*o2&cido células em série. $om uma *ateria destes tipos

    ue são selados a incapacidade de uma ru!nas de células 5nicas da *ateria

    todo.

  • 8/17/2019 11111 baterias

    2/13

    odas as *aterias são constitu!das por células individuais. Existem duas

    grandes categorias de células-

    /s células prim&rias são usados uma ve' e uando descarregada são 6ogados

    fora. $omum de 'inco2car*ono e alcalinas são exemplos disso. 7ouve tentativas para recarregar estes tipos de *aterias, eu não tentaria isso porue

    eles podem explodir ou va'ar.

    $élulas secund&rias pode ser recarregada por aplicação de uma tensão

    ligeiramente superior "1 com 1 e 2 a 2% para a unidade.Enuanto uma *ateria totalmente carregada auto t!pico vai ler um pouco mais de +),8 volts, o

    sistema de carga opera em +92+: volts. ;edindo esta tensão enuanto o ve!culo est& em marcha lenta é uma *oa maneira de testar o sistema de

    tarifação.Exemplos destes são células do tipo n!uel2c&dmio "ode ser um

    /// ou o tamanho de um camião, é ainda de +,4 volts. ? tamanho é

    reprodu'ido em capacidade ou a uantidade de corrente a célula pode entregar.

    @? mais material electrólito e um eléctrodo de existe na célula a maior capacidade da célula. /ssim, uma peuena célula tem menos capacidade do ue uma célula maior, dada a mesma composição u!mica "por exemplo,

     pilhas alcalinas%, em*ora eles desenvolvem o mesmo a*erto 2circuito de tensão. @ "AiBi% sso tam*ém é conhecido como ampere2hora "/h%.

    >or exemplo, um de 8 volts :,4 *ateria /h ir& produ'ir :,42amperes de

    corrente durante + hora ou + ampere para :,4 horas.sto é verdadeiro uer de células prim&rias ou secund&rias. odas as células solares de sil!cio produ'ir

    cerca de (,4 volts, mas uanto maior for a &rea f!sica C maior capacidade do actual.

  • 8/17/2019 11111 baterias

    3/13

    m exemplo de trabal!o

    / foto acima é um painel de ))4 watt solar feita com 8( células solares ue  produ'em de 9( volts a D,4 amperes.

  • 8/17/2019 11111 baterias

    4/13

    )a *oto acima s#o células em série. Eles est#o conectados positivo para negativo e as tensões adicionar en&uanto as classi*icações atuais ou

    Ampere(!ora *icar na mesma. )este ponto tornaram(se cada uma daspil!as. ma bateria pode ter &ual&uer n%mero de células em série. As células em série deve ser do mesmo tipo e classi*icaç#o. Podemos ligar uma célula menor capacidade para a cadeia de caracteres e obter as tensões para adicionar' mas menor capacidade irá rapidamente descarregar agindo como uma elevada resist+ncia ,s células dos outros caindo a tens#o de sa$da.

    )a *oto acima s#o as mesmas células em paralelo. As tensões de sa$da permanecer o mesmo' mas a capacidade atual acrescenta. Pode(se ter &ual&uer n%mero de células em paralelo' mas ter a certe-a &ue s#o do

    mesmo tipo e de tens#o.

    )a *oto acima est#o os s$mbolos de baterias.  da direita é o meu s$mbolo de uma bateria solar ou painel solar. Para as ilustrações a seguir vou

  • 8/17/2019 11111 baterias

    5/13

    mostrar as várias maneiras de se conectar tanto solar e células de c!umbo(ácido em conunto. Eu vou assumir as células solares conectados com 01 cada em série em dois painéis distintos &ue produ-em 23 volts de 4'3 amperes. Eu também vou assumir &uatro 5(volt baterias de c!umbo( ácido com uma corrente nominal de 61 A!.

    )ote &ue eles precisam ser baterias de ciclo pro*undo ou mar$tima' n#o baterias de carro todos os dias.

    A *oto acima é um 76(volt sistema solar de carregamento. Eu ten!o meus dois *ios de 27 volts painéis solares em série e &uatro volts 5 8na verdade 5'0 volts 61 baterias A! em série' ligados em paralelo com os painéis solares. :sto irá produ-ir cerca de 76 volts a 61 amperes para uma pot+ncia total de 951 ;atts durante 2 !ora a partir dos &uatro baterias. u pode(se ter 95 ;atts por 21 !oras' etc lido' tais como computadores' rádios' etc ma lu- *luorescente compacta avaliado em 71 ;atts &ue operam !á mais de 6? !oras' mesmo &ue nen!um poder estava sendo entregue a partir dos painéis solares. )o dia poder viria de ambas as baterias e painéis. )as completos 611 ;atts neste exemplo a corrente seria 25'54 amp@res para o inversor a partir do banco de baterias.

    =iodo =2 atua como uma válvula de retenç#o elétrica permitindo &ue acorrente *lua em uma %nica direç#o. :sto mantém as pil!as de

  • 8/17/2019 11111 baterias

    6/13

    descarregar através das células solares &uando a tens#o de sa$da cai abaixo as baterias durante a noite. A seta aponta para o material semicondutor do tipo ) na diodo e n#o é a direcç#o para o *luxo de corrente &ue é de negativo para positivo. A maioria dos sites sobre solar t+m isso para trás.

    :nversor de pot+ncia t$pica.

    =e *acto' este arrano inteiro ser ser copiado' em seguida' ligado em

    paralelo um com o outro. Assim' &uatro deles ligados em paralelo podeentregar 251 amperes a 76 volts ou 0?61 ;atts durante uma !ora. Para mim' isso seria uma mel!or disposiç#o' pois poder$amos usar *io menor calibre para as baterias e pe&uenos diodos de blo&ueio economi-ando din!eiro. Esta seria também *a-er com &ue cada seç#o individual mais reparável sem ter o sistema todo para baixo.

    "oto acima é um método para ligar os nossos &uatro 5(volt 61 baterias AB a dois painéis solares ligados em paralelo. s dois painéis podem entregar uma corrente de pico de 23 amperes. A capacidade do banco de

    bateria é agora de 27 volts a ?1 amperes. AD2 e AD7 est#o ligados emparalelo um ao outro como s#o AD0 e AD6 aumentando a corrente nominal de ?1 A!. s dois pares s#o ent#o ligados em série para produ-ir 27 volts a ?1 A! para uma pot+ncia total de 951 ;atts.

    aterias da Série

    PEAS E FADEG:A:S

    • #ois 82volt

    • 0ma *ateria de 3 volts

  • 8/17/2019 11111 baterias

    7/13

     

  • 8/17/2019 11111 baterias

    8/13

    :)SDGOES

    Ligação de componentes em série significa lig&2los em linha uma com a outra, de modo ue não existe, mas um 5nico caminho para electr=es a fluir através

    de todos eles. Se vocI conectar as *aterias para ue o positivo de uma liga  para o negativo do outro, vocI vai achar ue suas tens=es respectivas adicionar. ;eça a tensão em cada *ateria individualmente como eles estão

    conectados, em seguida, medir a tensão total entre os dois, assim-

    entar *aterias de ligação de diferentes tamanhos em série uns com os outros,  por exemplo uma *ateria de 8 volts com uma *ateria de 3 volts. ? ue é a

    tensão total neste casoJ ente inverter as ligaç=es terminais de apenas uma destas *aterias, de modo ue eles se op=em uns aos outros como este-

  • 8/17/2019 11111 baterias

    9/13

    $omo é ue a tensão total comparar, nesta situação, a anterior com duas

     *aterias @a6udarJ@

  • 8/17/2019 11111 baterias

    10/13

    HED:IS =E APGE)=:JA

  • 8/17/2019 11111 baterias

    11/13

    ? volt!metro deve registar uma tensão mais *aixa do ue a tensão normal da  *ateria. Se vocI usar o seu volt!metro para ler a tensão diretamente nos

    terminais da *ateria, vocI vai medir uma tensão *aixa l& tam*ém. >or ue issoJ / grande corrente desenhado pela lMmpada de alta potIncia fa' com ue

    a tensão nos terminais da *ateria a @ceder@ ou @droop@, devido C tensão caiu em toda a resistIncia interna da *ateria.

    >odemos ultrapassar este pro*lema, ligando as *aterias em paralelo uns com os outros, de modo ue cada *ateria só tem de fornecer uma fracção da

    corrente total exigida pela lMmpada. /s conex=es paralelas envolve fa'er todos os positivos terminais "1% da *ateria electricamente comuns ao outro por 

    uma ligação por meio de fios de ligação em ponte, e todos os negativos 2 terminais comuns uns aos outros, *em como "%. /dicionar uma *ateria de cada

    ve', em paralelo, notando a tensão da lMmpada, com a adição de cada novo, a  *ateria ligados em paralelo-

  • 8/17/2019 1111