Click here to load reader

ANOMALIA congenita

  • View
    1.446

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of ANOMALIA congenita

BASES BIOLGICAS DA SADE

PROF.:

ADRIANA

MESQUITA

POSTULANTES: CLAUDIANE DE ASSIS JOSE RIZONEIDE OLIVEIRA DA SILVA NARA REJANE FIALES DE SOUZA ILCA DA SILVA OLIVEIRA MARTA LIMA PEREIRA MANOEL GOMES DE ARAUJO FILHO KRISTOFFERSON SANTOS DE SOUZA

ANOMALIASCONGNITAS

DEFINIO toda anomalia bioqumica, morfolgica ou funcional presente no nascimento.Ela pode ser aparente (malformao visvel) ou inaparente (detectada por meio de exames especiais dos tecidos, das clulas ou das molculas). Congnito vem do latim e significa nascido com.

CAUSAS DAS ANOMALIAS CONGNITAS

Hereditariedade Infeces Qumicos Nutrio

Muitas anomalias importantes podem ser diagnosticadas antes do nascimento. As anomalias congnitas podem ser ligeiras ou graves e muitas podem ser tratadas ou reparadas. Apesar de que algumas podem ser tratadas enquanto o feto est no tero, a maioria trata-se depois do parto ou mais adiante.Outras anomalias no necessitam de nenhum tratamento. Outras no podem ser tratadas e, em conseqncia, a criana fica gravemente incapacitada de forma permanente

INCIDNCIA DAS CAUSAS DE ANOMALIAS CONGNITAS GRAVES

CAUSAS INCIDNCIA % Aberraes cromossmicas 6-7 Genes mutantes 7-8 Fatores ambientais 7-10 Herana multifatorial 20-25 Etiologia desconhecida 50-60 ___________________________________

SNDROME DE DOWN

o excesso do material gentico proveniente do cromossomo 21,seus portadores apresentam trs cromossomos 21 em vez de dois.Tambm conhecida por mongolismo por causa da aparncia dos portadores.esta sndrome atinge os dois sexos e esta presente na proporo de 1/650.

TIPOS

trissomia simples

translocao:

mosaico

CARACTERSTICAS DOS PORTADORES

Hipotonia muscular Hiperplexibilidade das articulaes Lngua protusa Dificuldades psicomotoras Fendas palpebrais obliquas Orelhas pequenas Displasia Pescoo curto O abdmen costuma ser saliente e o tecido adiposo abundante. Trax com formato estranho

As mos e os ps tendem a ser pequenos e grossos, dedos dos ps geralmente curtos e o quinto dedo muitas vezes levemente curvado para dentro. Genitlia desenvolvida; nos homens o pnis pequeno e h criptorquidismo, Os meninos so estreis, e as meninas ovulam, embora os perodos no sejam regulares

CAUSAS

A idade materna, 60% dos casos so originados de mulheres com mais de 30 anos. 20% dos casos deriva da falta de segregao ocorrida na gametognese paterna em pais com idade superior a 55 anos.

LBIO FENDIDO, OU LEPORINO

O lbio fendido ou leporino a unio incompleta do lbio superior, habitualmente mesmo debaixo do nariz. O lbio fendido desfigurante e impede que o beb feche os lbios quando chupa o mamilo

OCORRE: ocorre entre o quarto e a dcima semana gestacional. Neste perodo, as estruturas do crebro, olhos e outros rgos se formam e neste processo pode haver fatores genticos ou ambientais contribuem para o aparecimento da m formao.

ESSES FATORES SO:

carncia alimentar, fatores emocionais, doenas infecciosas, idade avanada, drogas radiao, diabetes fumo

PALATO PARTIDO

O palato partido uma passagem anormal atravs do cu da boca (palato duro) at via respiratria do nariz. A medicina no encontrou uma causa exata que explique o porque desses defeitos nos bebs. O palato partido interfere na alimentao e na fala.

Acreditam que alguns fatores ambientais, como remdios, drogas, produtos qumicos, fungos, inclusive deficincias de vitaminas (como o cido flico), que reagem com certos gens especficos e acabam interferindo no processo normal do fechamento do palato e no desenvolvimento do lbio.

Ambas as fissuras (labial e palatina) costumam coincidir e afetam aproximadamente 1 em cada 600 ou 700 recm-nascidos. A fissura labial verifica-se em aproximadamente 1 em cada 1000 nascimentos e a palatina s afeta aproximadamente 1 em cada 1800 bebs. Um dispositivo dental pode tapar temporariamente o cu da boca de maneira que o beb possa chupar melhor. As fissuras labiais e palatinas podem ser corrigidas de forma permanente mediante uma interveno cirrgica.

LBIO FENDIDO E LBIO PARTIDO

P ZAMBRO

O p zambro (cambado) uma doena na qual o p apresenta uma forma ou posio anormal. O arco do p pode ser muito alto ou o p pode estar inclinado para dentro ou para fora. O verdadeiro p zambro causado por anomalias anatmicas.

s vezes os ps parecem anormais devido posio do feto no tero, mas neste caso no se trata de cambados verdadeiros. Se no se detecta nenhuma anomalia anatmica, o defeito pode ser corrigido pondo gesso e com fisioterapia. O tratamento precoce com ligaduras de gesso til no caso do p zambro, mas geralmente necessria uma interveno cirrgica.

PE ZAMBRO

MEMBRO AUSENTE

O membro ausente (amputao congnita) uma anomalia em que falta, ao nascer, algum membro (um brao, uma perna ou ento parte de um ou de outra).

Desconhece-se freqentemente a causa. A talidomida, um medicamento para as nuseas matinais utilizado por algumas mulheres nos finais da dcada de 50 e princpio da dcada de 60, foi retirado do mercado quando se identificou como a causa deste tipo de defeitos. A talidomida provocava o desenvolvimento de apndices semelhantes a barbatanas em vez de braos ou de pernas. As crianas costumam habituar-se com facilidade a usar um membro malformado e, em geral, pode-se construir uma prtese para que este seja mais funcional

MEMBRO AUSENTE

IMAGENS COM ANOMALIAS CONGNITAS

CONT.

COMT.

Search related