Click here to load reader

Apresentação de Resultados - Banco Votorantim › ... › Apresentacao_de_Resultados_3T1… · Apresentação de Resultados 3º Trimestre, 2014 Aviso Importante: esta apresentação

  • View
    5

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Apresentação de Resultados - Banco Votorantim › ... › Apresentacao_de_Resultados_3T1… ·...

  • Apresentação de Resultados

    3º Trimestre, 2014

    Aviso Importante: esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados e estratégias futuras

    sobre o Banco Votorantim, suas subsidiárias, coligadas e controladas. Embora essas referências e declarações reflitam o que os administradores acreditam, as mesmas envolvem

    imprecisões e riscos difíceis de se prever, podendo, dessa forma, haver consequências ou resultados diferentes daqueles aqui antecipados e discutidos. Estas expectativas são

    altamente dependentes das condições do mercado, do desempenho econômico geral do país, do setor e dos mercados internacionais. O Banco Votorantim não se responsabiliza em

    atualizar qualquer estimativa contida nesta apresentação.

  • 2

    Lucro Líquido de R$ 135M no 3T14 e R$ 428M no 9M14 Banco completou 4 trimestres consecutivos de resultados positivos, com lucro líquido de R$ 549M

    Resumo executivo

    1. Quociente entre Margem Financeira Bruta (MFB) e Ativos Médios Rentáveis; 2. Líquidas de receitas de recuperação de créditos; inclui PDD de cessões com coobrigação; 3. Início do processo de reestruturação

    Lucro de

    R$ 135M

    no 3T14

    Banco Votorantim completou 4 trimestres consecutivos de resultados positivos

    • Lucro Líquido de R$ 135M no 3T14, R$ 428M no 9M14 e R$ 549M nos últimos 12 meses

    Geração

    consistente de

    receitas

    Margem Financeira Bruta cresceu 3,4% no comparativo 9M14/9M13, mesmo diante da retração da

    carteira de crédito ampliada, reflexo do foco em rentabilidade (vs. crescimento)

    Net Interest Margin¹ (NIM) de 5,1% a.a. no 9M14 – melhora de 0,8 p.p. vs. 9M13

    Queda da

    inadimplência

    Inadimplência > 90 dias caiu para 5,9% em Set/14, melhora de 0,6 p.p. em relação a Jun/14

    • Varejo: Inad 90 de 6,2% (6,6% em Jun/14), nível mais baixo dos últimos três anos (Set/11: 6,1%)

    • Atacado: Inad 90 recuou para 5,4% (Jun/14: 6,2%)

    Nova redução

    da PDD

    Despesas com PDD² mantiveram trajetória de melhoria

    • Queda de 13,7% no comparativo 3T14/2T14 e 35,3% no 9M14/9M13

    Índice de Cobertura +90 dias alcançou 126% em Set/14 (Jun/14: 118%; Set/11³: 78%)

    Redução da

    base de custos

    Despesas de pessoal e administrativas caíram 8,2% no comparativo 9M14/9M13

    Índice de Eficiência (IE) dos últimos 12 meses alcançou 34,9% (Jun/14: 36,0%; Set/13: 46,2%)

    • Melhora do IE reflete a redução da base de custos

    Destaques dos Resultados

  • 3

    Banco Votorantim – Visão Geral

    Resultados do 3T14

    Anexos

    Agenda

  • 4

    Banco Votorantim é um dos principais bancos do Brasil “Top 10” em ativos totais, com acionistas fortes e governança compartilhada

    Banco Votorantim é um dos maiores bancos

    privados brasileiros em ativos totais...

    Banco Votorantim – Visão geral

    Acionista

    50% Total

    10 Maiores Bancos em Ativos em Jun/14¹ (R$B)

    ...e também em carteira de crédito

    96

    117

    133

    163

    503794

    803

    963

    1.029

    1.304

    Votorantim BTG Pactual

    Safra

    HSBC Santander Bradesco

    BNDES

    CEF

    Itaú

    Banco do Brasil

    10 Maiores Bancos em Carteira de Crédito² em Jun/14¹ (R$B)

    Brasileiro e privado

    Estrangeiro

    Público

    27

    46

    53

    55

    195293

    297

    361

    544

    610

    Banrisul

    Safra Votorantim

    HSBC Santander

    BNDES

    Bradesco

    Itaú

    CEF

    Banco do Brasil

    Estrangeiro

    Brasileiro e privado

    Público

    1.Dados do Bacen de Set/14 não disponíveis quando apresentação foi elaborada; 2. Carteira classificada pela Resolução 2.682

    10º

    Composição

    paritária

    dos acionistas

    Conselho de

    Administração

    Comitê Executivo

    Conselho

    Fiscal

    Comitê de

    Auditoria

    Comitê de

    Remuneração

    & RH

    Estatutários

    Comitê de

    Produtos &

    Marketing

    Comitê de

    Finanças

    Comitês e Comissões

    Operacionais

    Total: 50,00%

    ON: 49,99%

    PN: 50,01%

    Total: 50,00%

    ON: 50,01%

    PN: 49,99%

    Grupo Votorantim Banco do Brasil

    Estrutura Societária

    Órgãos de Governança

  • 5

    Portfólio diversificado de negócios Foco em rentabilizar os negócios, ampliar eficiência operacional e aprofundar sinergias com o BB

    Acionistas

    Pilares

    1. Recursos geridos; 2. Cessões de crédito (com retenção substancial de risco) realizadas antes da Res. 3.533; 3. Inclui garantias prestadas e TVM privado

    Banco do Brasil Grupo Votorantim +

    R$ 67,7B

    Carteira de crédito ampliada³

    Carteira off-balance² com risco

    R$ 2,1B Cessões para Bancos

    R$ 0,3B Cessões para FIDCs

    Estratégia

    Varejo

    Financiamento de

    Veículos

    Originar com qualidade, escala e rentabilidade

    Focar em veículos leves usados (revendas), em que o Banco possui histórico de liderança e expertise

    Avançar com o BB em veículos novos (concessionárias)

    Outros

    Negócios

    Consignado: foco em INSS

    (refinanciamento da carteira)

    e Privado (crescimento)

    Cartões, seguros, crédito

    pessoal e CrediCasa:

    explorar base de clientes

    Outras sinergias com BB:

    BV Promotora, consórcio,

    imobiliário, etc.

    R$ 35,4B

    R$ 29,3B R$ 5,5B

    Wealth

    Mgmt. & BVEP

    Asset: 10ª maior do mercado, com produtos inovadores e sinergias crescentes com o BB

    R$ 41,7B em AuM¹

    Private: foco em gestão patrimonial por meio de soluções customizadas

    BVEP: investimentos em projetos imobiliários

    Wealth Mgmt.

    Corporate &

    IB (CIB)

    Ser o melhor banco de atacado para nossos clientes target, com foco em:

    • Relacionamentos de longo prazo

    • Captura de sinergias na originação e estruturação de soluções financeiras

    • Gestão eficiente de capital e despesas

    Atacado R$ 32,3B

  • 6

    Destaques Corporate & Investment Bank (CIB)

    Atacado: manutenção do foco na rentabilização do capital

    e no fortalecimento do portfólio de produtos

    Negócios de Atacado

    Carteira de crédito ampliada¹ (R$B) Manutenção da disciplina no uso de capital

    • Seletividade no crédito

    • Foco em produtos com baixo consumo de capital (FX, IB)

    • Gestão ativa do portfólio de crédito

    • Redução da exposição ao “lower middle market”

    – Foco em empresas com faturamento anual > R$200M

    Ampliação da relevância do Banco para clientes alvo

    • Fortalecimento do portfólio de produtos

    • Reforço da distribuição internacional (NY e Londres)

    Foco em capturar sinergias na originação e estruturação

    de operações de Crédito, Mercado de Capitais,

    Derivativos e FX

    Negócios de Banco de Atacado

    1. Inclui carteira classificada (empréstimos), garantias prestadas (avais e fianças) e TVM privado; 2. Ranking Anbima de Distribuição – Renda Fixa Consolidado (Set/14)

    -15,7%

    +3,8%

    ∆Set14

    /Jun14

    -0,2%

    Avais e

    Fianças 9,8 11,7 10,1

    Empréstimos 17,3 18,0 17,2

    32,3

    Jun/14

    6,6

    28,1 25,7

    8,1

    36,2

    Set/13

    5,6

    Grandes

    empresas

    Médias

    empresas

    Set/14

    32,3

    26,7

    9M14

    3,0

    9M13

    0,8

    Ranking de Distribuição Local de Renda Fixa²

    Volume

    distribuído (R$B) 7º

  • 7

    Varejo: intensificação do foco no financiamento de

    veículos usados e em empréstimos consignados INSS

    Consignado Veículos

    Negócios de Varejo

    Carteira de crédito gerenciada (R$B) Carteira de crédito gerenciada (R$B)

    Negócios de Varejo

    Entre os líderes no financiamento de veículos

    Atua como extensão do Banco do Brasil no

    financiamento de veículos fora da rede de agências

    Contínuo aprimoramento dos processos de crédito

    • 78%² de decisões automáticas de crédito em Set/14

    (Jun/14: 72%; Jan/12: 28%)

    1. Considera apenas carteira on-balance; 2. Refere-se a veículos leves

    Foco no refinanciamento da carteira de consignado

    INSS (aposentados e pensionistas)...

    ...e no crescimento da carteira de consignado Privado

    Contínuo aprimoramento dos processos de crédito

    Usados/

    Veículos¹ 79% 73% INSS/

    Consignado¹ 64% 61%

    -26,2%

    -0,8%

    ∆Set14

    /Jun14

    -20,6%

    -4,4%

    -2,7%

    ∆Set14

    /Jun14

    -6,5%

    29,8 29,6 29,3

    4,9

    On-

    balance

    Off-

    balance

    Set/14

    31,1 1,7

    Jun/14

    32,0 2,4

    Set/13

    34,7

    6,6 5,8 5,5

    1,5Off-

    balance

    Set/14

    6,2

    On-

    balance

    0,7

    Jun/14

    6,6

    0,9

    Set/13

    8,2

  • 8

    Veículos: R$ 8,2B em originação de leves usados nos 9M14 Ampliação do foco em veículos leves usados e manutenção do conservadorismo no crédito

    Veículos: originação de leves usados

    cresceu 10,7% sobre o 9M13

    Banco manteve o foco na qualidade e

    rentabilidade das novas safras

    26,126,326,824,6

    11,0

    Set/14

    11,0²

    Jun/14 Mar/14

    10,75

    Dez/10

    10,75

    1. Leves novos, vans, motos e pesados; 2. Taxa Selic posteriormente aumentada para 11,25% a.a. em Out/14

    Entrada

    Prazo médio

    Varejo – Veículos

    Banco Votorantim é um dos líderes no mercado

    de financiamento de veículos

    Originação de financiamentos de Veículos (R$B) Entrada (%) e prazo médio de originação (meses)

    Taxa de produção x Taxa Selic (% a.a.)

    26%39% 39% 40%

    44444452

    3T14 2T14 1T14 4T10

    BV Financeira

    (veículos)

    Selic

    -25,1%

    ∆9M14/

    9M13

    +10,7%

    +1,1%

    Leves

    usados

    Outros

    veículos¹

    9M14

    10,2

    8,2

    2,0

    9M13

    10,1

    7,4

    2,7

  • 9

    Destaques

    Wealth Management & Services

    Wealth: manutenção do foco da Asset em produtos de alto

    valor agregado e do Private em gestão patrimonial

    Recursos Geridos¹ (R$B)

    42,7 40,6 41,7

    +2,7%

    Set/14 Jun/14 Set/13

    Asset Management

    • Foco em produtos estruturados e de alto valor agregado

    • Prêmio Top Gestão 2014 – Renda Fixa³

    • Sinergias com o BB: fundos com AuM de R$ 4,8B, e.g.

    • BB Votorantim Highland Infraestrutura (FIDC) – 2013

    • BB Progressivo II (FII) – 2012

    • BB Renda Corporativa (FII) – 2011

    • BB Votorantim Energia Sustentável (FIP) – 2011

    Private Bank

    • Foco em clientes High e Ultra High (acima de R$ 25M)

    • Gestão patrimonial integrada, por meio de soluções

    diferenciadas e customizadas

    • Certificação ISO 9001:08

    BVEP – BV Empreendimentos e Participações

    • Foco em projetos imobiliários residenciais,

    comerciais e logísticos (SP, RJ, MG e DF)

    Negócios de Wealth Management

    Negócios de Wealth Management

    Ranking

    ANBIMA² 10º 9º 10º

    1. Inclui fundos onshore (critério ANBIMA) e recursos de clientes Private (renda fixa, renda variável e fundos offshore); 2. Ranking de Gestores; 3. Premiação da Revista Valor Investe em parceria com a Standard & Poor’s, na categoria Maiores Assets

  • 10

    Banco Votorantim – Visão Geral

    Resultados do 3T14

    Anexos

    Agenda

  • 11

    135140152

    121

    -159-196

    -278

    3T14 2T14 1T14 4T13 3T13 2T13 1T13

    Lucro Líquido de R$ 135M no 3T14 e R$ 428M nos 9M14 Banco completou 4 trimestres consecutivos de resultados positivos, com lucro líquido de R$ 549M

    Resultado Consolidado

    Evolução do Lucro Líquido (R$M)

    -633M 428M

    Lucro Líquido nos últimos 12 meses: R$ 549M

    +1.061M

  • 12

    Margem Financeira Bruta (A) 1.197 1.165 -2,7% 3.389 3.504 3,4%

    Despesa com PDD¹ (B) (523) (451) -13,7% (2.609) (1.688) -35,3%

    Margem Financeira Líquida (A+B) 674 714 5,9% 779 1.816 133,1%

    Receitas/Despesas Operacionais (510) (527) 3,4% (1.825) (1.388) -24,0%

    Receitas de Prestação de Serviços e Tarifas 206 249 20,9% 748 699 -6,5%

    Despesas de Pessoal e Administrativas (547) (661) 20,8% (2.000) (1.836) -8,2%

    Despesas Tributárias (110) (118) 7,0% (400) (338) -15,4%

    Resultado de Participações em Coligadas e Controladas 34 36 5,7% 74 111 50,3%

    Outras Receitas/Despesas Operacionais (93) (34) -63,5% (247) (24) -90,4%

    Resultado Operacional 164 187 13,7% (1.046) 429 -

    #DIV/0!

    Lucro Líquido 140 135 -3,6% (633) 428 -

    Var. 9M14

    /9M133T14

    Var. 3T14

    /2T149M13 9M142T14(R$ Milhões)

    Evolução consistente dos fundamentos do resultado,

    com aumento da margem líquida e redução das despesas

    Demonstração Gerencial de Resultados

    Destaques dos Resultados Crescimento da margem bruta, queda da PDD e redução da base de custos

    Resultado Consolidado

    1. Inclui provisões para créditos cedidos com coobrigação e receitas com recuperação de créditos baixados para prejuízo

    1

    2

    3

  • 13

    Geração consistente de receitas Net Interest Margin (NIM) cresceu em 2014, reflexo do foco na rentabilização dos ativos

    1. Quociente entre Margem Bruta e Ativos Rentáveis Médios; 2. Inclui garantias prestadas e TVM privado; 3. Soma de receitas de Operações de Crédito e de Operações de

    venda/transferência de ativos financeiros; 4. Despesas com pré-pagamento de cessões com coobrigação pré-Res. 3.533 somaram R$61M nos 9M14 (R$220M nos 9M13)

    Margem Financeira

    Margem Financeira Bruta cresceu 3,4%

    no comparativo 9M14 / 9M13...

    ...mesmo diante da retração da

    carteira ampliada média no período

    Margem Financeira Bruta (R$M) e NIM¹ (% a.a.)

    3.504 +3,4%

    9M14

    5,1%

    9M13

    3.389

    4,3% -6,7%

    9M14

    69,2

    9M13

    74,2

    Carteira de crédito ampliada² média do período (R$B)

    Crescimento das receitas de crédito³ no Varejo

    Redução de despesas de funding

    Redução de despesas com pré-pagamento de cessões4

    Foco em rentabilidade (vs. crescimento da carteira)

    Disciplina no uso de capital

    NIM

    1

    Margem

    Financeira

    Bruta (MFB)

  • 14

    28,1 25,7 26,7

    8,16,6

    29,829,6 29,3

    6,65,8 5,5

    5,6

    Jun/14

    68,2

    Set/13

    73,1 -0,8%

    Grandes

    Empresas

    Médias

    Empresas

    Veículos

    Consignado

    Outros¹

    Set/14

    67,7

    Manutenção da postura conservadora no crédito Redução da carteira decorre do foco na rentabilização dos negócios (vs. crescimento)

    Carteira ampliada (geradora de receitas)

    apresentou ligeira redução no 3T14 Saldo de cessões off-balance reduziu

    para R$ 2,4B ao final de Set/14

    Carteira de crédito por segmento

    Carteira de crédito ampliada (R$B) (inclui garantias prestadas e TVM privado)

    Carteira de crédito ampliada gerenciada (R$B) (inclui cessões off-balance com retenção de risco)

    1. Cartões de crédito e crédito pessoal

    1

    2,4 6,4 3,2 Cessões off-balance

    (pré-Resolução 3.533)

    -6,5%

    -2,7%

    +3,8%

    ∆Set14

    /Jun14

    +3,8%

    -4,4%

    -0,8%

    ∆Set14

    /Jun14

    -15,7% -15,7% Redução gradual

    no “lower middle”

    28,1 25,7 26,7

    8,16,6

    34,732,0 31,1

    8,2

    6,6 6,2

    5,6

    -1,9%

    Set/14

    70,1

    Jun/14

    71,4

    Set/13

    79,5

    CIB

  • 15

    Dez/12

    1,1

    Jun/12 Dez/11

    1,0

    Jun/11 Dez/10

    2,1

    Jun/10 Dez/09

    1,5

    Jun/09

    1,1

    Set/14 Jun/14

    1,0

    Dez/13

    1,3

    Jun/13

    Veículos: Banco está há 3 anos originando financiamentos

    com qualidade, com foco em leves usados

    Veículos leves – Produção por canal (R$B) e Inadimplência da 1ª parcela por safra (%)

    Safras de menor qualidade

    Inad 30¹ (por safra)

    Revendas

    Concessionárias

    1. Percentual da produção de cada mês com atraso da 1ª parcela superior a 30 dias; 2. Inclui cessões com retenção de risco realizadas até Dez/11 (pré-Res. 3.533)

    Varejo – Veículos

    Média

    Jun/09-

    Jun/10

    Participação crescente das safras de melhor qualidade tem

    contribuído para reduzir as despesas com PDD

    Safras de menor qualidade /

    Carteira gerenciada de veículos²

    15%33%

    62%

    Set/14 Set/13 Dez/11

    2

  • 16

    Despesas com PDD reduziram 35% no 9M14/9M13 Índice de Cobertura 90 dias alcançou 126% em Set/14, mesmo diante da redução da PDD

    563

    407 378

    199

    11674

    -13,7%

    3T14

    451

    2T14

    523

    3T13

    761

    -35,3%

    9M14

    1.688

    1.342

    346

    9M13

    2.609

    1.964

    645

    4.1144.3084.003

    3.2733.662

    3.373

    126%

    118%119%

    Set/14 Jun/14 Set/13

    1. Incluem provisões para créditos cedidos com retenção substancial de risco e as receitas com recuperação de créditos; 2. Quociente entre o saldo de PDD e o saldo de

    operações de crédito vencidas há mais de 90 dias; 3. Início do processo de reestruturação do Banco Votorantim

    Despesas¹ com provisões de crédito – PDD (R$M)

    Despesas com PDD reduziram

    tanto no Atacado quanto no Varejo

    IC-90 dias aumentou para 126% em Set/14,

    reflexo do menor saldo em atraso > 90 dias

    Indicadores de Crédito – PDD e IC 90 dias

    Atacado

    Varejo

    -36,4%

    -7,3%

    ∆3T14

    /2T14

    Índice de Cobertura (IC-90²) da carteira gerenciada (%)

    78% em

    Set/11³

    2

    Saldo de operações em atraso > 90 dias (R$M)

    Saldo de PDD (R$M)

    -46,4%

    -31,7%

    ∆9M14

    /9M13

    IC-90 dias

  • 17

    Despesas com PDD no menor patamar desde 1T11 Indicador “Despesas com PDD / carteira de crédito” reduziu novamente, para 0,8% no 3T14

    Indicadores de Crédito – PDD

    Nota: carteira de crédito gerenciada inclui carteira classificada, mais cessões off-balance com retenção de risco (pré-Res. 3.533)

    451523

    714

    1.266

    761

    959889951

    1.2861.3981.456

    1.294

    950893

    426

    0,8%

    2,1%

    1,5%1,3%

    1,8%1,9%1,9%

    1,6%

    1,2%0,9%

    3T14 2T14 1T14

    1,2%

    4T13 3T13

    1,2%

    2T13 1T13 4T12

    1,4%

    3T12 2T12 1T12 4T11 3T11

    1,2%

    2T11 1T11

    0,6%

    2

    Desp. PDD (R$M)

    Desp. PDD / Carteira (%)

    Despesa com PDD / Carteira de crédito gerenciada (%)

    3.564M 5.092M 3.875M 1.688M

    Impacto caso

    pontual Atacado

  • 18

    6,2%

    6,9%

    5,9%6,2%

    5,1%

    1,9%2,1%

    0

    1

    2

    3

    4

    5

    6

    7

    8

    9

    10

    Set/14

    5,4%

    Jun/14

    6,2%

    6,5%

    6,6%

    Mar/14

    5,0%

    6,6%

    Dez/13

    6,6%

    Set/13

    5,5%

    Jun/13 Mar/13 Dez/12 Set/12

    %

    2,4%

    7,4%

    9,4%

    Inad 90 reduziu tanto no Atacado quanto no Varejo Desconsiderando caso pontual do Atacado, Inad 90 teria encerrado Set/14 em 4,9% (vs. 5,9%)

    1. Caso específico do Atacado, que no final de Set/14 estava classificado no nível de risco “G”, com 90% de provisão (R$ 541M)

    Nota: o % de créditos do Atacado classificado entre AA-C (Resolução 2.682) subiu de 84,1% em Jun/14, para 84,7% em Set/14

    Inad 90 / Carteira gerenciada (%)

    Atacado Consolidado Varejo

    4,9%5,2%

    2,1%

    Set/14 Jun/14

    2,8%

    5,5%

    Mar/14

    1,6%

    Dez/13

    1,9%

    5,1%

    Excluindo caso pontual do Atacado¹

    Indicadores de Crédito – Inadimplência 2

  • 19

    Carteira de Crédito Gerenciada (A) 76.775 74.185 71.481 68.169 65.923 63.546 61.281 60.006 57.925 56.273 55.155

    Saldo em atraso + de 90 dias (NPL) 5.390 5.539 5.276 4.520 4.056 3.616 3.373 3.081 3.563 3.662 3.273

    Variação trimestral NPL (B) 793 149 (262) (756) (465) (439) (244) (292) 482 99 (388)

    Write-off (C) 693 1.079 1.269 1.439 1.144 1.339 902 869 832 860 771

    New NPL (D=B+C) 1.486 1.228 1.007 683 680 900 659 578 1.314 959 383

    Índice New NPL ¹ (D/A) 1,88% 1,60% 1,36% 0,95% 1,00% 1,36% 1,04% 0,94% 2,19% 1,65% 0,68%

    NEW NPL

    (R$ Milhões)3T12 4T12 1T13 2T13 3T144T13 1T142T121T12 2T143T13

    0,68%

    1,65%2,19%

    1,04%1,36%

    1,00%0,95%1,36%1,60%

    1,88%

    0,94%

    2T14

    0,77

    0,38

    3T14

    0,96 0,86

    1T12

    0,69

    1,49

    1T14

    0,83

    1,31

    4T13

    0,87

    0,58

    3T13

    0,90 0,66

    2T13

    1,34

    0,90

    1T13

    1,15

    0,68

    4T12

    1,43

    0,68

    3T12

    1,27 1,01

    2T12

    1,08 1,23

    Índice New NPL reduziu para 0,68% no 3T14,

    reflexo da redução do saldo em atraso +90 dias

    1. Variação no saldo em atraso + de 90 dias (NPL) + baixas para prejuízo no trimestre (write-off), dividido pela carteira final do trimestre imediatamente anterior

    Índice

    New NPL

    New NPL (R$B)

    Write-off (R$B)

    Índice New NPL

    Impacto caso

    pontual Atacado

    2

  • 20

    1.081839

    648

    679

    317

    271

    -8,2%

    9M14

    1.836

    9M13

    2.000

    ∆ 9M14/9M13

    % R$M

    363257 298

    221

    216241

    101

    74

    121

    Administrativas

    Outras

    Pessoal

    Demandas

    Trabalhistas¹

    3T14

    661

    2T14

    547

    3T13

    685

    Redução da base de custos Despesas Administrativas e de Pessoal caíram 8,2% (ou R$ 165M) no comparativo 9M14/9M13

    Despesas de Pessoal e Administrativas

    Despesas de Pessoal e Administrativas (R$M)

    1. Demandas Trabalhistas incluem indenizações trabalhistas e provisões para contingências trabalhistas

    Nota: nos últimos 12 meses, o índice de inflação IPCA atingiu 6,75%

    3

    -22,4%

    +4,8%

    -8,2%

    +17,0%

    -242

    +31

    -165

    +46

    Redução da base de custos tem contribuído para a

    melhora da eficiência operacional

    Pessoal

  • 21

    Total Despesas de Pessoal¹ e Administrativas (A) 584 627 506 473 540 14,2%

    Total Receitas (B) 1.354 1.859 1.531 1.344 1.416 5,4%

    Margem Financeira Bruta 1.154 1.226 1.142 1.197 1.165 -2,7%

    Receita de Prestação de Serviços e Tarifas 257 282 244 206 249 20,9%

    Participações em Coligadas e Controladas 30 35 41 34 36 5,7%

    Outras Receitas/Despesas Operacionais (86) 315 103 (93) (34) -63,5%

    IE - trimestre (A/B) 43,1% 33,8% 33,1% 35,2% 38,1% 2,9 p.p.

    IE - acumulado 12 meses 46,2% 40,5% 37,9% 36,0% 34,9% -1,1 p.p.

    3T141T14Var. 3T14

    /2T142T144T13

    ÍNDICE DE EFICIÊNCIA (IE)

    (R$ Milhões)3T13

    Eficiência operacional manteve trajetória de melhoria IE 12 meses encerrou o 3T14 abaixo de 35%, refletindo a redução da base de custos

    Índice de Eficiência

    36,037,940,5

    46,2

    3T14

    34,9²

    2T14 1T14 4T13 3T13

    1. Despesas de Pessoal não consideram Demandas Trabalhistas; 2. Considerando Demandas Trabalhistas no numerador do indicador, 3T14 teria IE (12 meses) de 39,2%

    Evolução do Índice de Eficiência – acumulado 12 meses (%)

    3

  • 22

    9M14

    428

    1.816

    9M13

    -633

    779

    135140

    -159

    714674

    393

    3T14 2T14 3T13

    Resumo: lucro líquido de R$ 135M no 3T14 (R$ 428M no 9M14) Geração consistente de receitas, queda da PDD e redução da base de custos

    Margem Financeira Bruta + Serviços¹ Despesas com Provisões de Crédito – PDD

    Despesas de Pessoal e Administrativas Lucro líquido e Margem Financeira Líquida

    Em R$ milhões

    Resultado Consolidado

    1.4141.4031.411

    2T14 3T13

    +0,8%

    3T14

    363257 298

    322

    290362

    Admin.

    Pessoal

    3T14

    661

    2T14

    547

    3T13

    685

    563407 378

    199 523

    116

    3T13

    761 -13,7%

    Varejo

    Atacado

    3T14

    451

    74

    2T14

    Margem líquida (pós PDD) Lucro Líquido

    9M14

    4.203

    9M13

    4.137 -35,3%

    9M14

    1.688

    1.342

    346

    9M13

    2.609

    1.964

    645

    919

    -8,2%

    9M14

    1.836

    839

    997

    9M13

    2.000

    1.081

    -46,4%

    -31,7%

    ∆9M14

    /9M13

    1. Inclui rendas de tarifas

  • 23

    Funding: melhora do perfil dos recursos captados Recursos captados via Cessões e Letras representam 43% do funding total (34% em Set/13)

    Funding

    1. Inclui outros depósitos, emissões de debêntures, e box de opções; 2. Obrigações de operações de cessões de ativos com retenção substancial de riscos e benefícios (Resolução

    3.533/Bacen). Nota: Funding externo é 100% “swapped” para BRL

    Evolução do Funding em R$ bilhões Evolução do Funding em participação %

    Adicionalmente, o Banco possui linha de crédito

    de ~R$7B junto ao Banco do Brasil, nunca utilizada

    10,4

    7,7

    16,3

    7,1

    6,1

    5,7

    7,7

    15,8

    13,2

    15,8

    71,7

    3,7 3,7

    15,5

    Jun/14

    15,0

    72,4

    Set/13

    73,9

    16,0

    3,7

    Set/14

    3,2 6,1

    6,5

    7,0

    7,2

    5,1

    5,1

    14,4

    14%21%

    22%

    20%

    10%

    10%10%

    9%10%

    8%7%

    7%

    Letras (LF, LCA e LCI)

    Cessões de ativos²

    Debêntures

    (compromissadas)

    Dívida Subordinada

    Empréstimos e Repasses

    TVM exterior

    Depósitos a prazo (CDB)

    72,4 Outros¹

    Set/14

    22%

    4% 5%

    Set/13

    73,9

    20%

  • 24

    Patrimônio de Referência (PR) 10.728 11.217 10.770 11.052 11.190

    PR Nível I 7.338 7.100 7.029 7.256 7.344

    Principal 7.338 7.100 7.029 7.256 7.344

    Complementar - - - - -

    PR Nível II 3.390 4.117 3.741 3.796 3.847

    Ativos Ponderados pelo Risco (RWA) 77.100 77.309 74.299 73.119 73.223

    Risco de crédito 71.328 71.990 68.624 66.709 66.967

    Risco de mercado 2.131 1.678 1.513 2.248 2.067

    Risco operacional 3.641 3.641 4.162 4.162 4.188

    Patrimônio de Referência Mínimo Requerido 8.481 8.504 8.173 8.043 8.055

    Índice de Basileia (PR/RWA) 13,9% 14,5% 14,5% 15,1% 15,3%

    Capital Nível I 9,5% 9,2% 9,5% 9,9% 10,0%

    Principal - 9,2% 9,5% 9,9% 10,0%

    Complementar - - - - -

    Capital Nível II 4,4% 5,3% 5,0% 5,2% 5,3%

    Set.13ÍNDICE DE BASILEIA

    (em R$ Milhões)Jun.14Dez.13 Set.14Mar.14

    Índice de Basileia encerrou Set/14 em 15,3% Capital Nível I alcançou 10,0%, composto integralmente por Capital Principal

    Estrutura de capital

  • 25

    Banco Votorantim – Visão Geral

    Resultados do 3T14

    Anexos

    Agenda

  • 26

    41,740,640,639,442,7

    Set/14 Jun/14 Mar/14 Dez/13 Set/13

    +2,7%

    Ativos totais Recursos geridos¹

    Carteira de crédito classificada

    98,096,3104,6105,5110,7

    +1,8%

    Set/14 Jun/14 Mar/14 Dez/13 Set/13

    Destaques patrimoniais

    36,9 36,6 36,5 35,9

    18,0 18,2 17,3 17,2

    35,4

    17,3

    -0,6%

    Varejo

    Atacado

    Set/14

    52,7

    Jun/14

    53,1

    Mar/14

    53,8

    Dez/13

    54,9

    Set/13

    54,9

    Destaques financeiros – Destaques patrimoniais

    Em R$ bilhões

    Patrimônio Líquido

    1. Inclui fundos onshore (critério ANBIMA) e captação com clientes private

    +1,3%

    Set/14

    7,68

    Jun/14

    7,59

    Mar/14

    7,34

    Dez/13

    7,14

    Set/13

    7,10

  • 27

    Margem Financeira Bruta (A) 1.154 1.197 1.165 -2,7% 3.389 3.504 3,4%

    Ativos Rentáveis Médios (B) 102.260 91.065 88.676 -2,6% 105.837 92.274 -12,8%

    Compulsório 200 62 56 -9,2% 564 75 -86,7%

    Aplicações Interfinanceiras de Liquidez 15.374 9.287 8.888 -4,3% 15.920 10.374 -34,8%

    Títulos e Valores Mobiliários 31.360 28.283 26.839 -5,1% 33.319 28.203 -15,4%

    Carteira de Crédito 55.326 53.433 52.894 -1,0% 56.034 53.622 -4,3%

    NIM (A/B) - trimestre 4,6% 5,4% 5,4% 0,0 p.p. 4,3% 5,1% 0,8 p.p.

    3T143T13 9M13 9M142T14Var. 3T14

    /2T14

    Var. 9M14

    /9M13

    NET INTEREST MARGIN (NIM)

    (R$ Milhões)

    Net Interest Margin (NIM)

    Destaques financeiros – NIM

    Evolução do NIM nos últimos trimestres reflete o foco em

    rentabilidade (vs. crescimento) e a melhora da qualidade da carteira

  • 28

    4.003 4.514 4.421 4.308 4.114

    7,5%7,7%7,6%7,5%

    6,5%

    Mar/14 Dez/13 Set/13 Set/14 Jun/14

    3.373 3.081 3.563 3.662 3.273

    126%118%124%

    147%

    119%

    Set/14 Jun/14 Mar/14 Dez/13 Set/13

    Saldo PDD/Carteira gerenciada Saldo PDD (R$M)

    6,2%6,6%6,6%6,6%6,9%

    5,9%

    5,1%5,5% 5,4%6,2%

    1,9%2,1%

    Set/14 Jun/14

    6,5%

    Mar/14

    5,0%

    6,2%

    Dez/13 Set/13

    6,3%6,9%6,9%6,9%

    7,4%

    6,0%

    5,2%5,7% 5,4%

    6,2%

    1,9%2,1%

    Mar/14

    5,0%

    6,3%

    Dez/13 Set/13 Set/14 Jun/14

    6,7%

    Atacado Consolidado Varejo

    Saldo em atraso + 90 dias (R$M) Cobertura

    Atacado Consolidado Varejo

    Indicadores de qualidade de crédito

    Saldo de PDD (R$M) Índice de Cobertura 90 dias¹ (%)

    Inad 90 / Carteira gerenciada (%) Inad 90 / Carteira classificada (%)

    Destaques financeiros – Crédito

    1. Quociente entre o saldo de PDD e o saldo de operações de crédito vencidas há mais de 90 dias

    Nota: refere-se à carteira gerenciada (com saldo de ativos cedidos com retenção substancial de risco até Dez/11 (antes da Resolução 3.533))

  • 29

    Principais ratings do Banco Votorantim

    Destaques financeiros - Ratings

    AGÊNCIAS DE

    RATING

    Escala Global Escala Nacional

    Longo Prazo Curto Prazo Longo Prazo Curto Prazo Longo Prazo Curto Prazo

    Fitch Ratings Moeda Local Moeda Estrangeira Nacional

    BBB- F3 BBB- F3 AA+(bra) F1+(bra)

    Moody’s Depósito Moeda Local Depósito Moeda Estrangeira Nacional

    Baa2 P-2 Baa2 P-2 Aaa.Br BR-1

    Standard & Poor's Moeda Local Moeda Estrangeira Nacional

    BB+ B BB+ B brAA+ braA-1

    Banco Votorantim é Investment Grade pela Fitch e Moody’s