Click here to load reader

Criação e Linguagem. Linguagem Publicitária

  • View
    2.013

  • Download
    4

Embed Size (px)

Text of Criação e Linguagem. Linguagem Publicitária

Criao e LinguagemPor dentro da linguagem Publicitria

Processos criativos1. CONHEA A EMPRESA/CLIENTE 2. FAA UMA RETROSPECTIVA DO QUE J FOI CRIADO EM PROPAGANDA PARA O CLIENTE 3. CONHEA O PRODUTO 4. LEIA E QUESTIONE O BRIEFING 5. VISITE O CLIENTE 6. MOS A OBRA!

Tenha sempre em mos!Toda e qualquer criao deve responder essas perguntinhas bsicas!

O QU estamos vendendo ONDE estamos vendendo A QUEM estamos vendendo COMO estamos vendendo QUANDOestamos vendendo

PARA QUE estamos vendendo

O QUConceito U.S.P. Unique Selling Proposition Apelos nicos, exclusivos para a venda de determinado produto. PROMESSA VALIDADE (OU CREDIBILIDADE) IMAGEM

O QUConceito USP do produto Nestea (mate/maracuj) PROMESSA ch gelado em lata O que o diferencia dos demais produtos, o que mais caracterstico dele. VALIDADE (OU CREDIBILIDADE) ingredientes utilizados e o nome do fabricante Aquilo que d ou aumenta a credibilidade no produto, agregando valor. IMAGEM produto refrescante, saudvel O fato de ser mate, de ter sabor natural, transmite a ideia de frescor e de produto saudvel, pois possui uma fruta em sua composio.

AtividadeDefina o conceito USP dos produtos: PROMESSA ch gelado em lata O que o diferencia dos demais produtos, o que mais caracterstico dele. VALIDADE (OU CREDIBILIDADE) ingredientes utilizados e o nome do fabricante Aquilo que d ou aumenta a credibilidade no produto, agregando valor. IMAGEM produto refrescante, saudvel O fato de ser mate, de ter sabor natural, transmite a ideia de frescor e de produto saudvel, pois possui uma fruta em sua composio.

ONDEEm um pas como o nosso de dimenses continentais, preciso ter muito claro o local a regio onde estamos trabalhando. A diversidade cultural, bairrismo, cultura regional do local ou rea podem ser armas de alto calibre. Sem contar que muitas vezes precisamos ir bem fundo no detalhamento da regio, pois, no caso de uma ao de lanamento, tem de ser no local exato!

A QUEMPblico-alvo!Estabelecer a faixa de mercado a ser atingida. Por meio de pesquisa, de levantamento junto ao cliente e do planejamento realizado. FAIXA-ETRIA CLASSE SOCIAL ATIVIDADE (PROFISSO)

COMOAtravs de que mensagem e de que meios.

Qual a estratgia de comunicao Quais peas publicitrias ou promocionais Qual a distribuio do produto e dessas peas Qual a estratgia de mdia.

QUANDOSAZONALIDADE Moda Chocolate Pscoa Estaes do ano Promoo Datas especiais

PORQUEH um espao no mercado para este produto? Existe alguma expectativa ou ela deve ser criada? O produto significar mudana de hbitos, utilidade necessria, fator simplesmente emocional ou descoberta capaz de trazer reais benefcios comunidade? O produto ser lanado para inicial alguma linha de novos produtos ou apenas complementando alguma j existente? De algum modo, a presena deste produto faz falta ou sua ausncia nem sequer percebida? A quem interessar o produto e porqu?

AtividadeEm dupla, escolham um desses produtos e desenvolvam uma minicampanha seguindo os passos utilizados na aula de hoje! Colocar os nomes e entregar

Linguagem. No bom sentido!capacidade do ser humano em exteriorizar sentimentos, pensamentos, emoe; de manifestar o seu mundo interior alm de representar a avaliao que faz do mundo exterior atravs de um conjunto de signos, de relaes significantes Elizabeth Gonalves (Linguista), 1999, p.12

constituidora e reguladora da atividade social, tendo em vista sua funo comunicativa e as caractersticas de sua aquisio, que representam sua dimenso social Marcondes, 1992, p.49 Qualquer sistema de signos (no s vocais ou escritos, como tambm visuais, fisionmicos, sonoros, gestuais etc) capaz de servir comunicao entre os indivduos ou recursos usados pelo homem para se comunicar Dicionrio da comunicao, 1987, p.281-282

Linguagem. No bom sentido!Linguagem publicitria oficialmente NO EXISTE. O que existem so tcnicas lingusticas em uso nas peas de propaganda rotulado de Linguagem Publicitria. Adequaes das normas Lingusticas falada! Facilitao do entendimento Com o aumento da produo industrial houve a necessidade de levar ao conhecimento das pessoas os produtos, enunciando-os. A linguagem foi se adaptando ao sistema publicitrio criado durante os anos, visando convencer o pblico a adquirir produtos e servios.

Caractersticas

CARACTERSTICAS REAIS CARACTERSTICAS SUBJETIVAS

SUBJETIVAS

REAIS

SUBJETIVAS

REAIS

LINGUAGEM / IMAGEMFUNO DE ANCORAGEM Qualquer imagem polissmica (vrios significados) traz em si incerteza de sentido. Orientar a significao. Foco.

LINGUAGEM / IMAGEMFUNO DE LIGAO Mais comum em imagens em movimento cinema, quadrinhos, tiras onde a palavra e a imagem so fragmentos de um sintagma (Conjunto de palavras subordinadas a um ncleo e que forma um constituinte da frase) maior, uma vez que a palavra tem por finalidade dispor sentidos na sequncia de mensagens que no se encontram na imagem

CONTEDO / EXPRESSOEscrever um anncio publicitrio produzir um texto capaz de provocar mudana de opinies e de sentimentos nos leitores e persuad-los a assumir comportamentos novos em relao a determinado produto ou servio de maneira muito OBJETIVA. O QUE OFERECIDO (Contedo) COMO OFERECIDO (Expresso)

CONTEDO / EXPRESSOTEXTO CONTEDO ou plano de comunicao, que o que diz; FORMA ou plano do enunciado, que perceptvel, o significante, a expresso escrita.

CONTEDO / EXPRESSOCONTEDO Relato de fatos que demonstram a ideia central ou tema. A disposio do enunciado depende da criatividade do redator e deve constituir a estrutura interna do texto. Que faro com que o leitor construa uma sequncia lgica de raciocnio em sua mente. Caractersticas reais, valores racionais e concretos, argumentos

CONTEDO / EXPRESSOEXPRESSO Texto significante. A expresso pe o texto perceptcel revelador de uma realidade que usa de recursos lingusticos como instrumento: SONS ou FONEMAS PALAVRAS FRASES ou CONSTRUES Aqui entra a criatividade e competncia do redator.

Agora com vcs!

Agora com vcs!

Agora com vcs!

Search related