Exercicio..de Apr

  • View
    1.585

  • Download
    34

Embed Size (px)

Text of Exercicio..de Apr

RESOLUO SENACGuarulhos

DO EXERCICIO DE SRIE DE RISCOSRisco Contribuinte Risco PrincipalFragmentos Projetados

Risco InicialUmidade

Presses de Operao

Corroso

Metal Debilitado

And E

Ruptura Do Tanque

Eventos Catastrfico

Equipamento Danificado

OR OUPessoal Lesado

Seqncia de eventos que poderiam causar leses e danos por ruptura de um tanque de ao pressurizado .

SENACGuarulhos

EXERCICIO DE SRIE DE RISCOS

Joo estava furando um cano . Para executar o servio se equilibrava em cima de umas caixas em forma de escada , utilizava uma furadeira eltrica porttil , ele j havia feito vrios furos e a broca estava com o fio gasto , por esta razo Joo estava forando a penetrao da mesma. Por um momento, sua ateno foi desviada por algumas fascas que saiam do cabo de extenso , onde havia um rompimento que deixava a descoberto os fios condutores de eletricidade.

SENACGuarulhos

EXERCICIO DE SRIE DE RISCOS

Ao desviar a ateno, ele torceu o corpo, forando a broca no furo. Com a presso ela quebrou e,neste instante ele voltou o rosto para ver o que tinha acontecido , sendo atingido por um estilhao em um dos olhos , com um grito largou a furadeira , ps a mo no rosto , perdeu o equilbrio e caiu. Os culos que Joo deveria estar usando estava sujo e quebrado, pendurado num prego.

SENAC

Exemplo de serie de riscosRisco InicialInstalaes Eltricas NR-10 Escada sem Condio de Trabalho

Guarulhos

Risco Contribuinte

Trabalho em Altura

Ferramentas Manuais

And E

Ergonomia

Queda do Operador Fragmentos Projetados

Quebra de Ferramenta

OR OU Perfurao do Olho

Risco Principal

Eventos Catastrfico

SENACGuarulhos

- TIC TCNICA DE INCIDENTES CRITICOS

TCNICA SENACGuarulhos

DE INCIDENTES CRTICOS ( TIC )

um mtodo para identificar erros e condies inseguras que contribuem para os acidentes com leso, tanto reais como potencias , por meio de uma amostra aleatria de observadores participantes selecionados dentro de uma populao ( Industria ). Esses observadores participantes so selecionados dos principais departamentos da empresa , de modo que possa obter uma amostra representativa das operaes existentes dentro das diferentes categorias de riscos.

TCNICA SENACGuarulhos

DE INCIDENTES CRTICOS ( TIC )

Resultados esperados a partir desta tcnica so: Revelao com confiana dos fatores causais , em termos de erros e condies inseguras , de acidentes industriais ; Identificao de fatores causais associados a acidentes tanto com leso como sem leso ; Uso das causas de acidentes sem leso para identificao das origens de acidentes potencialmente com leso ;

TCNICA SENACGuarulhos

DE INCIDENTES CRTICOS (TIC)Anlise operacional , qualitativa Fase operacional de sistemas , cujos procedimentos envolvem o fator humano, em qualquer grau. Deteco de incidentes crticos e o tratamentos dos riscos que representam. Obteno de dados sobre os incidentes crticos por meio de entrevistas com observadores - participantes de uma amostra aleatria estratificada. ( ou seja abrangendo todos os setores envolvidos no processo) Listar os incidentes crticos presentes no sistema.Preveno e correo dos riscos antes que os mesmos se manifestem como eventos (acidentes) catastrficos . De aplicao simples e flexvel com obteno de informaes sobre riscos que no seriam detectados por outras formas de investigao

-

Caracterizao dos objetivos,princpios e metodologiaTipo Aplicao Objetivos

Princpios / metodologia Benefcios e Resultados Observaes

TCNICA SENACGuarulhos

DE INCIDENTES CRTICOS (TIC)

Ao se aplicar a tcnica , um entrevistador (tcnico de segurana) interroga um certo numero de pessoas que tenham executado servios especficos dentro do ambiente de trabalho, e lhes pede para recordar e descrever erros e condies inseguras que tenha cometido ou observado. O observador estimulado a descrever tantos incidentes crticos quanto possa recordar, sem se importar se resultaram ou no em leso , ou danos propriedade. Os incidentes descritos so classificados em categorias de riscos e a partir dai so identificados as reas - problemas de acidentes.

SENACGuarulhos

EXEMPLO SOBRE TCNICA DE INCIDENTE CRTICO

5 metros10

SENACGuarulhos

EXEMPLO SOBRE TCNICA DE INCIDENTE CRTICO

Sugesto para Avaliao:

- Relato do acidente: - Causas levantadas durante a investigao O que aconteceu Porque aconteceu Que efeitos provocou - Concluso:11

SENACGuarulhos

EXEMPLO SOBRE TCNICA DE INCIDENTE CRTICORisco Acidente Agente Queda de Altura Causa Consequncia Medidas Preventivas Utilizar O EPI

Atividade

No utilizao Queda/fraturas e de EPI bito

Trabalho em Altura

Fsico

Rudo

Utilizao de Lixadeira

Perda Auditiva

Utilizar o EPI

12

SENACGuarulhos

- APR ANLISE PRELIMINAR DE RISCO

SENAC

Guarulhos

ANLISE PRELIMINAR DE RISCO (APR)A APR , portanto, uma anlise inicial "qualitativa", desenvolvida na fase de projeto e desenvolvimento de qualquer processo, produto ou sistema, possuindo especial importncia na investigao de sistemas novos , de inovao e / ou pouco conhecidos, ou seja, quando a experincia em riscos na sua operao carente ou deficiente. Apesar das caractersticas bsicas de anlise inicial, muito til como ferramenta de reviso geral de segurana em sistemas j operacionais, revelando aspectos que s vezes passam desapercebidos.

SENAC

Guarulhos

ANLISE PRELIMINAR DE RISCO (APR) Assim, a APR aplicada com o intuito de verificar a possibilidade de no utilizao de materiais e procedimentos de alto risco ou, no caso de tais materiais e procedimentos serem inevitveis, no mnimo estudar e implantar medidas preventivas. Uma APR consistente alcanada com a participao de pessoas que tenham conhecimentos de operao, Manuteno, Segurana e Meio-Ambiente.

SENAC

Guarulhos

ANLISE PRELIMINAR DE RISCO (APR)Caracterizao dos objetivos,princpios e metodologiaTipo Aplicao Objetivos Anlise inicial , qualitativa Fase do projeto ou desenvolvimento de qualquer novo processo , produto ou sistema Determinao de riscos e medidas preventivas antes da fase operacional Reviso geral dos aspectos da segurana atravs de um formatopadro , levantamento de causas e efeitos de cada risco , medidas de preveno ou controle e categorizao dos riscos para priorizao das aes. Elenco de medidas de controle de riscos desde o inicio operacional do sistema . Permite revises de projeto em tempo hbil no sentido de dar maior segurana e definies de responsabilidades no controle de riscos. De grande importncia para novos sistemas . muito til como reviso geral da segurana , revelando aspectos muitas vezes no percebidos.

Princpios / metodologia

Benefcios e Resultados

Observaes

SENAC

Guarulhos

ANLISE PRELIMINAR DE RISCO (APR)A categorizao dos riscos , permite a priorizao das aes destinadas preveno. O quadro sintetiza quatro categorias:Categoria Nome Caractersticas

I II III IV

Desprezvel

No degrada o sistema nem seu funcionamento . No ameaa os recursos humanos. Degradao moderada com danos menores . No compensvel ou controlvel

Marginal / limtrofe Causas da leses Critica

Degradao critica com leses . Danos substanciais . Apresenta risco e necessita de aes corretivas imediatas Sria degradao do sistema . Perda do sistema , morte ou leso

Catastr-fica

LOGOSetor:ETAPAS BSICAS DA FUNO

Anlise Preliminar de Riscos APRFuno:RISCO CAUSA EFEITO

DATA___/____/___

N de Func.expostos: CATEGORIA DO RISCOIII

MEDIDAS PREVENTIVAS

Ergonmico

Postura inadequada Contato com resduos Biolgicos Queda do objeto

Dores musculares Vrus e Bactrias Leso e fratura

Treinamento para adaptao ao posto de trabalho. Treinamento contnuo. Treinamento e conscientizao o funcionrio da postura correta. Colocar lmpadas fluorescentes. Adaptao para um novo layout.

TAREFA .

Biolgico

III

Acidente/ Mecnico

II

Ergonmico Acidente

Iluminao deficiente Espao insuficiente para trajeto de funcionrio

Dores de cabea e stress Tombo e fraturas

II

II

ISHIKAWA OU DIAGRAMA DE CAUSA E EFEITOMo de ObraFalta de treinamento Instalaes Procedimento Instrues de trabalho

Material

Mtodo

Queda de Objeto

Manuteno

iluminao Inadequada

Uso de EPIs adequado para realiza do servio

Mquina

Meio Ambiente

Medidas

PLANO DE AO

5W1H PLANO DE AO CORRETIVA Por qu O qu Quem Onde Quando ComoRepassar os O mas rpido procedimentos descritos com possvel lista de presena.

Treinar os Na Setor Manuteno colaboradores Todos os com funcionrio de Limpeza procedimento s s de Segurana.

LOGOSetor:ETAPAS BSICA S DA FUNO RISC O

Anlise Preliminar de Riscos APRFuno:CAUSA EFEI TO CA TEGO RIA DO RIS CO MEDIDA S PREVENT IVAS

DATA___/____/___

N de Func.expostos:

LOGOSetor:ETAPAS BSICAS DA FUNO

Anlise Preliminar de Riscos APRFuno:RISCO CAUSA EFEITO

DATA___/____/___

N de Func.expostos: CATEGORIA DO RISCO MEDIDAS PREVENTIVAS