EXPEDIENTE - Sebrae/UFs/BA/Anexos/IF-WTM-vers£o...  imprensa est£o os blogueiros e os jornalistas

  • View
    214

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of EXPEDIENTE - Sebrae/UFs/BA/Anexos/IF-WTM-vers£o...  imprensa est£o os blogueiros e...

  • EXPEDIENTE

    2016. Servio de Apoio s Micro e Pequenas Empresas Bahia TODOS OS DIREITOS RESERVADOSA reproduo no autorizada desta publicao, no todo ou em parte, constitui violao dos direitos autorais (Lei n. 9.610)

    INformaEs E CoNTaTo Servio de Apoio s Micro e Pequenas Empresas Bahia Unidade de Acesso a Mercados Rua Horcio Csar, 64 Dois de Julho CEP: 40.060-350 SEBRAE/BATelefone: (71) 3320-4491 E-mail: contato.uam@ba.sebrae.com.br; www.ba.sebrae.com.br

    PrEsIDENTE Do CoNsElho DElIbEraTIvo NaCIoNalAntonio Ricardo Alvarez Alban

    DIrETor-suPErINTENDENTEAdhvan Novais Furtado

    DIrETor TCNICo Lauro Alberto Chaves Ramos

    DIrETor DE aTENDImENTo Franklin Santana Santos

    uNIDaDE DE aCEsso a mErCaDos Jos Nilo Meira GERENTE Alessandra Giovana F. da S. de O. Borges GERENTE ADJUNTA Anderson dos Santos Teixeira ANALISTA IDigenes de Souza Silva - ANALISTA IRodrigo Bouza - ESTAGIRIO

    uNIDaDE DE aTENDImENTo ColETIvoClia Mrcia Fernandes GERENTEAna Paula Flavio Almeida GESTORA DE TURISMO

    GEsTora DE INTElIGNCIa Em fEIras Na bahIaAlessandra Giovana F. da S. de O. Borges

    CoNsulTor CoNTEuDIsTa E CrDITos Das foToGrafIas Da fEIra Milton Jlio de Carvalho Filho

    DEsIGN GrfICoSuzana Salgado

    CrDITos DE ImaGENshttp://www.istockphoto.com/

  • sumrIo

    Parte Ia WorlD TravEl marKET 2016

    1 - a WorlD TravEl marKET 2016 81.1 - CONTEXTUALIZAO 81.2 - PERFIL DOS VISITANTES DA FEIRA 91.3- OS EXPOSITORES DA FEIRA 101.4 - ASSOCIAES DO SETOR DE TURISMO PRESENTES NA FEIRA 11

    Parte IIa marCa Pas

    2 - a marCa Pas ou marCa TurIsmo 142.1 - CONCEITO 142.2 - COUNTRY BRAND INDEX 142.3 - A MARCA PAS E OS PEQUENOS NEGCIOS 142.4 - OS RESULTADOS DO BRASIL NA PESQUISA COUNTRY BRAND AMRICA LATINA, 2015 16

    Parte IIIfoCos EsTraTGICos

    3 - foCos EsTraTGICos DIvulGaDos Na fEIra 193.1 - TURISMO SUSTENTVEL 193. 2 - INTERNET 20

    Parte IVPaNorama

    4 - PaNorama Do TurIsmo Global 234.1 - QUESTES GLOBAIS 234.2 - PANORAMA GERAL DO TURISMO EM POCA DE CRISE 244.3 - OSCILAO CAMBIAL 25

  • Parte VEXPErINCIas DE suCEsso

    5 - EXPErINCIas INTErNaCIoNaIs DIvulGaDas Na fEIra 285.1 - CANAD 285.2 - ESTADOS UNIDOS DA AMRICA 285.3 - ISRAEL 285.4 - NORUEGA E ESLOVNIA 285.5- PERU 295.6 - COLMBIA 295.7- ARGENTINA 29

    5.8 - URUGUAI 29

    Parte VITENDNCIas

    6 - TENDNCIas Para o sETor DE TurIsmo 316.1 - SETOR DE TURISMO ESPORTIVO - OLIMPADAS 316.2 - TURISMO CORPORATIVO 326.3 - TURISMO DE LUXO 326.4 - TURISMO DE EVENTOS 346.5 - TURISMO DE COMPRAS 346.6 - TURISMO DE CIRCUITOS 346.7 - TURISMO CRIATIVO 356.8 - TURISMO PARA CAMINhANTES E CICLISTAS 366.9 - TURISMO PRXIMO S GRANDES CIDADES 366.10 - TURISMO LGBT 376.11 - TURISMO RELIGIOSO 376.12 - TURISMO GASTRONMICO 386.13 - ECOTURISMO E TURISMO DE OBSERVAO DE FAUNA E FLORA 386.14 - TURISMO hISTRICO 386.15 - TURISMO QUILOMBOLA 39

    Parte VII CoNsIDEraEs

    7 - CoNsIDEraEs Para o sETor 41

  • 6aPrEsENTao

    Inteligncia em Feiras uma metodologia desenvolvido pelo SEBRAE Nacional que visa etnografar feiras, ou seja, observar detalhadamente e relatar por escrito a ambincia, o pblico, as promoes, os destaques, as novas tecnologias, as inovaes, as oportunidades, os preos e as tendncias, entre outros aspectos de uma feira, seja ela local, regional, nacional ou internacional. Para isso, deve-se usar tambm imagens captadas, sondagens realizadas com os visitantes, os expositores e os promotores das feiras, relatos sobre experimentaes, vantagens e snteses dos novos saberes difundidos durante estes eventos em reas volta-das para capacitao, roda de conversas e de negcios.

    Seguindo esta estrutura, o Sebrae Bahia escolheu as Feiras

    realizadas no Brasil mais expressivas para seus segmentos pri-oritrios e aplicou este mtodo, para trazer para nossos em-presrios informaes relevantes e diferenciadas, que serviro de insumos para a gerao de novos negcios.

    Boa leitura. Bons negcios!Unidade de Acesso a Mercados

  • WorlD TravEl marKET

    2016

    PARTE I

  • 8 1. WorlD TravEl marKET 20161.1. CoNTEXTualIzao

    A World Travel Market - WTM, acontece h mais de trinta anos em Londres. Em 2013 os organizadores tomaram a deciso estratgica de ampliar a feira para a Amrica Latina, dando inicio a World Travel Market Latin America.

    A Feira tem periodocidade anual e dura trs dias. Durante este perodo, desenvolve seu objetivo: promover a Amrica Latina para o mundo, atravs de negcios e da divulgao de oportunidades para todos que atuam na cadeia produtiva do turismo.

    Em 2016, a feira est na sua quarta edio na Amrica Latina. J pode ser considerada uma feira com credibilidade e respeito pelos profissionais do setor de turismo. Consi de-rando a edio de 2016 e as anteriores, pode-se apresentar que a feira tem um quantita-tivo varivel entre 1.000 a 1.300 expositores. Esses expositores so empresas brasileiras e internacionais interessadas em realizar diversos tipos de negcios pertinentes ao setor de turismo.

  • 9A feira conta tambm com um pblico de visitantes estimado em torno de 6.000 a 7.000

    pessoas. Com esses quantitativos de expositores e de visitantes, a feira gera negcios em torno de US$ 300 milhes.

    A WTM Latin America acontece em parceria com a Braztoa - Associao Brasileira das Operadoras de Turismo. Durante a feira, ocorre tambm o Encontro Comercial Braztoa. O objetivo desse encontro o de fortalecer o relacionamento entre Operadoras de Turismo, Representantes, Colaboradores e Convidados e outros profissionais de turismo do Brasil e do mundo.

    O encontro Braztoa tambm mostra as tendncias atuais e o que h de novo para a prxima temporada, no que tange aos negcios e as oportunidades da rea de Turismo.

    O Conselho Consultivo da Feira tem como objetivo ajudar a prever progressos e tendn-cias do setor para assegurar que estejam refletidos no desenvolvimento estratgico da feira. O Conselho composto por dirigentes do setor provenientes de toda a Amrica Latina.

    1.2. PErfIl Dos vIsITaNTEs Da fEIra

    Os visitantes da feira so representantes do trade de Viagens e Turismo. Esses represen-tantes esto interessados em informaes so-bre o setor, principalmente sobre as ltimas tendncias em viagens e turismo.

    A feira tambm conta com visitantes: em torno de seiscentos profissionais da imprensa latino-americana interessada em notcias a tu-alizadas sobre o setor. Entre os visitantes da imprensa esto os blogueiros e os jornalistas do trade de viagens e turismo, alm da mdia voltada ao consumidor de turismo.

    Por fim, entre os visitantes esto importantes compradores do setor. Eles comparecem ao evento para prospectar produtos junto aos expositores, discutir oportunidades de negcios, fazer networking e assinar contratos.

    Entre os compradores esto aqueles que pertencem ao WTM Buyers Club, um clube de negcios da World Travel Market Latin America para tomadores de decises que pos-suem responsabilidade direta por compras. O clube visa facilitar o networking, oferecen-do oportunidades para discutir negcios e fechar contratos. As sesses do clube renem seus membros, compradores e os expositores, em reunies de 5 minutos, para avaliaes rpidas acerca da possibilidade de realizao de negcios.

  • 10 1.3. os EXPosITorEs Da fEIraA feira possui mais de 1.000 expositores de diversas partes do mundo. Os objetivos so: exibir destinos, produtos e servios tursticos. O pblico alvo desses expositores so os mais de 6.000 profissionais do trade de viagens e turismo. Na feira, os expositores so organizados de acordo com sua regio geogrfica e tambm por setores especializados, assim distribudos:

    Brasil;

    Amrica Latina;

    Mundo;

    Global Village;

    Encontro Comercial Braztoa;

    Travel Tech;

    Turismo Corporativo.

  • 111.4. assoCIaEs Do sETor DE TurIsmo PrEsENTEs Na fEIraDentre as associaes presentes na feira, quase todas tm como interesse o fomento ao turismo no Brasil em diversos segmentos desse mercado. Essas associaes tm fi-nalidades diversas. O gerenciamento de informaes sobre essas associaes pode ser estratgico para o projeto de turismo do SEBRE/BA. So elas:

    AAOVYT Associao Argentina de Operadoras de Turismo e Viagens: Visa otimizar as condies de intermediao com os diversos prestadores de servios. Ao mesmo tempo, representa seus associados perante entidades afins, nacionais e internacionais e intervm junto aos organismos no que tange a polticas e projetos de legislao sobre a atividade do turismo e reas correlatas.

    ABEOC BrAsil Associao Brasileira de Empresas de Eventos: Coordenar, orientar e de-fender os interesses de suas associadas, representadas por empresas organizadoras, pro-motoras e prestadoras de servios para eventos, cadastradas no Ministrio do Turismo.

    ABETA Associao Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura: Re-presentar, qualificar e promover o Ecoturismo e o Turismo de Aventura com atividades divertidas, saudveis, sustentveis e seguras.

    AMPrO Associao de Marketing Promocional: Desenvolver, nacionalmente, a teoria e a prtica do setor de forma ampla.

    ANsEDiTUr Associao Nacional dos Secretrios e Dirigentes Municipais de Turismo: um colegiado de representao dos municpios de turismo que integra e fortalece as polticas e aes dessa temtica, nas trs esferas dos poderes, trazendo avanos e sub-sdios reais, para contribuir com o crescimento e competitividade dos seus associados, por meio de ferramentas que ajustem as polticas pblicas s necessidades e realidades dos municpios.

    ATTA Associao das Empresas de Turis