Franz Boas - Antopologia Cultural

  • View
    41

  • Download
    7

Embed Size (px)

DESCRIPTION

antropologia cultural

Text of Franz Boas - Antopologia Cultural

Slide 1

Franz Boas (1858 1942) Imigrou para os EUA em 1886; Fsico e gegrafo (Se tornou antroplogo aps uma expedio a Baffin Land, em 1883, onde conviveu com os esquims) 1 a apontar as falhas do evolucionismo, em As limitaes do mtodo comparativo (1896)Criador do culturalismoBaffin Land1883

Sou agora um verdadeiro esquim. Vivo como eles, cao com eles e fao parte dos homens de Anarnitung. Freqentemente me pergunto que vantagens nossa boa sociedade possui sobre aquela dos selvagens e descubro, quanto mais vejo de seus costumes, que no temos o direito de olh-los de cima para baixo. [...] Creio que, se esta viagem tem para mim (como ser pensante) uma influncia valiosa, ela reside no fortalecimento do ponto de vista da relatividade de toda formao, e que a maldade, bem como o valor de uma pessoa, residem na formao do corao, que eu encontro, ou no, tanto aqui quanto entre ns.(Trechos do dirio de campo de Boas, durante sua estada na ilha de Baffin, Canad, entre 1883 e 1884)

Owl See You At The Museum Of Inuit Art

1883 e 18841889, publicao de On Alternating sounds.Nos EUA: Cada vez mais antroplogo - A mudana para os EUA representa o ponto de mutao na trajetria profissional de Boas. L entra em contato com relaes inter-raciais conflituosas que do material para seu relativismo cultural crescente. - Marco desse percurso: 1889, publicao de On Alternating sounds.

1 a apontar as falhas do evolucionismo, em As limitaes do mtodo comparativo (1896)

Franz Boas ((1896)) Ideias CentraisRelativismo Cultural embasado na necessidade de maior cuidado metodolgico na comparabilidade

Relativismo MetodolgicoContigncia histrica dos valores que guiam nossa percepo do mundo.Cultura deve ser compreendida no seu particular, como produto de sua prpria histria, de suas condies ambientais e de seus processos psicolgicos, no como um programa fixo, obedecendo a um curso nico da humanidade, conforme os evolucionistas.

Diversidade de culturas - no existe desenvolvimento nico e linear, mas uma pluralidade de culturas.

Os traos de cada cultura deveriam ser investigados nos seus prprios termos, como parte de uma totalidade coerente.Ideias Centrais1931 Raa e Progresso Crtica vigorosa s teorias racistas que dominavam entre os intelectuais e o senso comumFranz BoasEdward Sapir Ruth Benedict Margareth Mead Linton Gilberto Freyre