JORNAL AUTA DE SOUZA 7 - .2 Jornal Esp­rita Auta de Souza - Encontro Fraterno - SƒO JOS‰ DA ANTINHA

  • View
    217

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of JORNAL AUTA DE SOUZA 7 - .2 Jornal Esp­rita Auta de Souza - Encontro Fraterno - SƒO...

Jornal das Obras Sociais Auta de Souza R. ngela Barcelos, 120 - Po de Acar - CEP 38.181.580 Arax - MG

JORNAL ESPRITA AUTA DE SOUZACentro Esprita Auta de Souza

Posto de Assist. Francisco de Assis - Posto de Assist. Maria de NazarPosto de Assist. Paulo de Tarso

CNPJ: 08.530.828/0001-63Ano 01 - 7 Edio - Tiragem: 500 Exemplares / Julho - 2016

In uncia da Religiosidade e Espiritualidade naHipertenso Arterial No brasil, cerca de 30% das pessoas adultas, acima de 18 anos, so hipertensas. Destas apenas cerca de 24% so devidamente tratadas, possuindo sua presso arterial controlada. uma doena que representa um dos maiores fatores de risco de infarto do miocrdio, AVC e doena renal crnica. Sua origem possui vrias causas, como fatores genticos, ambientais, hbitos, como o uso de lcool, tabagismo, uso de sal. Este conhecimento dos fatores muito importante para seu planejamento preventivo e teraputico. Estudos recente demonstraram que os fatores psicolgicos e emocionais, agregam cerca de 1,23 vezes mais chance de Desenvolver hipertenso arterial. Outros estudos apontam uma relao entre religiosidade e espiritualidade, havendo diminuio de mortalidade e menor tendncia a hipertenso arterial em pacientes com maior religiosidade. At o presente momento, o estudo com maior nmero de participantes, foi publicado em 2006 e avaliou 14.475 pacientes adultas. A religiosidade avaliada foi a frequncia religiosa de cada pessoa envolvida. Como resultados, a frequncia religiosa semanal foi associada a uma prevalncia menor de hipertenso arterial em comparao com os que no frequentavam servios

religiosos. As pessoas que frequentavam sua igreja, templo etc., uma vez por semana possuam sua presso arterial mxima 3,03 mmhg menor que as que no frequentavam. segundo os autores, os mecanismos pelos quais isto ocorre ainda deviam ser elucidados. Em outro estudo, com 3.963 participante, koenig et al. Avaliaram 3.963 pessoas na universidade de duke dos E.U.A., e concluram que as pessoas que frequentavam servios religiosos, rezavam ou liam literatura religiosa com frequncia tinham sua presso arterial mnima 40% menor que os que no frequentavam. Concluiu-se tambm que as pessoas que frequentam servios religiosos fazem uso mais corretamente dos medicamentos anti-hipertensivos. Apesar da literatura crescente, ainda so poucos os mdicos que abordam a espiritualidade em sua consulta. Nestes trabalhos, os pacientes dizem tambm que gostariam que seus mdicos abordassem sobre o tema espiritualidade e religiosidade, e que tambm sentiriam mais empatia e con ana nos mdicos que questionassem esse tema. Os mdicos por sua vez, apontam

di culdades frente ao questionamento da espiritualidade do paciente. A falta de conhecimento sobre o assunto, a falta de treinamento, a falta de tempo e medo de impor pontos de vista religiosos so algumas das di culdades. Isto ocorre devido ao fato de poucas faculdades de medicina abordar o tema na sua graduao e ps-graduao, e quando ocorre, esta abordagem feita de forma rpida e com tima aceitao. Para isto existem questionrios que abordam a histria espiritual e chegam a durar apenas dois minutos, e ajudam a de nir de forma bem dedigna. De certa forma, em concluso todos os trabalhos concluem de forma positiva esta abordagem mdica para seus pacientes, aproximando os mdicos dos seus pacientes e melhorando o resultado da teraputica.

Dr. Ricardo Mendes Lafet

2 Jornal Esprita Auta de Souza - www.amaroproximo.com

Encontro Fraterno - SO JOS DA ANTINHA - 19 de Junho

Clube do Livro EspritaElizabetta de La Paz

Editora: LachatrePginas: 200

Gnero: RomanceO romance retrata a belssima histria do reencontro de dois espritos vinculados pelos laos da afeio milenar, embora, naquele perodo, membros de naes concorrentes; Frana e Espanha. Os lderes, em concordatas polticas, dispunham das vidas e sentimentos

de sua prole adolescente em matrimnios estrategicamente arranjados; lgrimas, mortandades, dores inominveis e suicdios marcaram muitas existncias. O Sculo de Ouro conhecido como um dos mais magn cos perodos da histria da humanidade, malgrado as deplorveis atuaes inquisitoriais fomentadas pelo conturbado Prior Toms de Torquemada. A narrativa convida o leitor Frana de Catarina de Mdici, denudando a breve existncia de sua lha, Isabelle de Valois, e de seu atormentado irmo Carlos IX, comprometido com a tenebrosa Noite de So Bartolomeu. Ressurgiro, como oraes de nova primavera, aes de almas genuinamente crists, como as da monja Teresa Dvila. Ilumine-se.

Seja scio do Clube do Livro Esprita. Informaes:(34) 9-8882-8808 Wesley

A bela Casa Esprita que tem o nome de Antnio Roseira, aps a bela semana de encontros festivos de seu aniversrio de fundao, que contou com a palestra, dentre outras, do nosso querido Tadeu e equipe da Casa do Caminho, fez realizar seu Encontro Fraterno com a presena de 134 companheiros. Diversos trabalhos foram efetivados no ltimo domingo de junho, voltados para a evangelizao infantil, para a entrega, de casa a casa, de Jesus no Lar e da oferta de livros na campanha Chico Xavier - momento que nos lares da querida Antinha foram levados de lar a lar, mensagens e livros cristos. Podemos dizer que as luzes de So Jos da Antinha mais acesas carm, o que nos desperta para

que os nossos trabalhos sejam cada vez mais praticados e abenoados.

Juarez Frana

Na Rua Joo Pereira de Resende, Novo Santo Antnio, Arax/MG partir das 18 horasTem Quadrilha Caipira, Comidas tpicas e Msica Ao-Vivo.Serviremos caldos, churrasquinho, cachorro-quente e muito mais.

3Jornal Esprita Auta de Souza - www.amaroproximo.com

Diferente de uma sopa tradicional, o caldo reconfortante um alimento e um remdio a todos que necessitam, tanto do po material como do po espiritual. reconfortante porque traz em sua essncia no s o sabor dos alimentos e suas vitaminas que fortalecem o corpo material, veculo necessrio s vivencias aqui na Terra, mas porque alimenta a alma, fortalece o corao, ilumina as ideias. Em entrevista com o companheiro de vivncias espritas, ureo de Alencar, foi-lhe perguntado como era realizado o caldo reconfortante servido nos trs postos de assistncia do Centro Esprita Auta de Souza em Arax, e qual sua importncia. Respondeu o nobre colega que o processo inicia-se pelos integrantes da Campanha de Fraternidade Francisco de Assis que, aos sbados, recolhem em supermercados e sacoles locais as verduras e legumes que sero

Caldo Reconfortante

Baixe as edies dos Jornais anteriores D sugestes Veja Programao e muito mais

www.amaroproximo.com

acesse tambmnosso jornal online

utilizados na preparao do caldo. No domingo pela manh, esses legumes e verduras so lavados, selecionados e processados manualmente por tarefeiros cientes de sua misso, ou seja, que no se trata de uma simples sopa, mas de um processo medinico em que iro derramar, junto com a equipe espiritual, os uidos magnticos e espirituais salutares para seus bene ciados. Importante lembrar que o processo de confeco do caldo precedido por valorosa prece, em que a equipe material preparada para a elevao das conscincias e dos melhores sentimentos para a realizao do trabalho

fraternal. No caldo reconfortante, no h a integrao de protena animal, e todos os ingredientes so bem picados e processados para que no haja pedaos maiores, objetivando uma absoro completa, tanto material quanto dos uidos espirituais ali derramados. Por esse motivo, no a denominamos de sopa, mas de caldo reconfortante, pela enormidade de benefcios no s fsicos, mas espirituais que traduzem toda a bondade do Pai Maior, ao potencializar as energias magnticas dos trabalhadores durante o preparo com as vibraes da Ptria Celestial, em auxlio superior a todos que dela se bene ciam. Somente para relembrar, o caldo reconfortante um dos alimentos servidos aos desencarnados nas colnias espirituais, tendo Andr Luiz relatado no captulo terceiro da obra Nosso Lar que No saberia dizer que espcie de sopa era aquela; se alimentao sedativa, se remdio salutar.

Juliana Montes Monteiro

4 Jornal Esprita Auta de Souza - www.amaroproximo.com

Atividades do Centro Esprita e Postos de Assistncia

Diariamente acontecem diversas atividades nos Postos de Assistncia e Centro Esprita Auta de Souza. Todas, descritas abaixo, so abertas ao pblico em geral.

Segunda-feira. 19h30min Escola de Evangelizao de Crianas, Jovens e Adultos. Local: Escola Estadual Maria de Magalhes Rua Terezinha Natal Contato, 169 Centro. Triagem: Conversa Fraterna Local: Centro Esprita Auta de Souza

Tera-feira. 19h30min Reunio Pblica. Local: Centro Esprita Auta de Souza Local: Posto de Assistncia Maria de Nazar Local: Posto de Assistncia Paulo de Tarso

Quarta-Feira. 19h30min Reunio Pblica. Local: Centro Esprita Auta de Souza

Domingo Os trs Postos de Assistncia oferecem diversas atividades, a partir das 09h, entre elas Evangelizao de Crianas, Jovens e Adultos, trabalho com gestantes, sopa fraterna, Campanha de Fraternidade Auta de Souza, Campanha de Esclarecimento Chico Xavier, laborterapia e outros. Posto de Assist. Francisco de Assis e Centro Esp. Auta de Souza Rua ngela Barcelos, 120 Bairro Po de Acar. Posto de Assistncia Maria de Nazar Rua Antnio da Silva, 190 Bairro Abolio. Posto de Assistncia Paulo de Tarso Rua Joo Pereira de Rezende, 183 Bairro Novo Santo Antnio.

DIMENSOES ESPIRITUAIS DO CENTRO ESPRITA. A autora rene nesta obra sua ampla experincia de trabalhadora da seara esprita e de pesquisadora e exploradora de reconhecidos mritos. Demonstra, com base em extrema e rica bibliogra a, que o centro esprita no apenas uma construo fsica, adequada s necessidades de natureza educativa, mas , sobretudo, uma edi cao espiritual, cujas bases devem estar ncadas na rocha da espiritualidade, de onde nascem as