Resumão Jurídico - Direito Processual Civil

  • View
    6.909

  • Download
    7

Embed Size (px)

Text of Resumão Jurídico - Direito Processual Civil

  • www.bafisa.com.br

    Processocivil o instrumentode atuaodajuris-dio para compora relaojurdica entreas partesemjuizo. realizadoporumprocedimento(comum-sumri%rdinrio - ou especial)na forma de umaseqnciade atos.Sua finalidadebsica a pacifica-osocial.

    Princpiose garantiasa seremobservadosparaquesejavlido: imparcialidadedojuiz; igualdade;contra-ditrio e ampladefesa;livre convencimentodo juiz;motivaodasdecisesjudiciais; lealdadeprocessual;economiae instrumentalidadedasformas;duplograudejurisdio.

    Espcies de processoa) Processode conhecimento:instrumentopelo qual

    o juiz chamadoa declarar-em sentidoamplo-qualdaspartestemrazo.Podeveicularpedidosdenaturezadeclaratria,constitutivaou condenatria,sendopossvelainda,em algunscasos,a cumula-odeles.

    b) Processo cautelar: veculo assecuratrioda utili-dadedo resultadofinal deoutroprocesso.

    c) Processodeexecuo:instrumentoparaarealizaoprticado direitoquefoi inadimplidopelodevedor.

    PROCESSODE CONHECIMENTO

    Jurisdio e aoJurisdio a funo, o poder e a atividadedo

    Estadode se substituiraos titularesde interessesemconflito para decidir com imparcialidadee gerar apacificao social. norteadapela inrcia: s atuamedianteprovocaoe iniciativadaspartes,emregra.. Jurisdio voluntria: administraopblicade in-

    teressesprivados.No h necessariamenteconflitoentreaspartes,maso Estadoprevanecessidadedeirajuzo,porqueosinteressesenvolvidossorelevantes.

    . Jurisdio contenciosa: soluode situaesdeincertezaou conflitos de interessesestabelecidosentreseuspretensostitulares.O Estadodefinirquemtemrazoe lheatribuiro bemdavidadisputado.

    Ao o direitosubjetivoe pblicodebuscarobterjudicialmenteproteoparaseusinteresses.

    Condies da ao - Exignciasbsicaspara opossveljulgamentodo pedido:. possibilidadejurdica do pedido (no proibio,

    pelo ordenamento,de suarealizao);. interessedeagir(necessidadedeir ajuzopara

    obtero interessee adequaodaformaescolhidaparatanto);

    . legitimidadead causam(titularidadede relaocomo interesseemconflito).Na legitimidade ordinria, o prprio indivduo

    quese alegatitulardo interessevai a juzo. Pela legi-timidade extraordinria, h substituioprocessual- emvez de estaremjuzo o alegadotitular,outrem,autorizadopor lei, prope a aoem nomeprprioparaa defesado direitoalheio.

    Elementos da ao - So os componentesque aindividualizam:. Partes: pessoasenvolvidasna disputapelo bem e

    narelaoprocessualparasuadiscusso.. Pedido: providnciapretendida.Pedidoimediato

    a manifestaoquese pedeaojuiz; pedidomedia-to o bem da vida pretendido,a utilidadeque sedesejaalcanar.Deve ser determinadopelo autor,masa lei permiteque sejagenricoem certosca-sos,quandomomentaneamenteno se possafixarseuvalor.

    . Causa depedir: fundamentosparao pedido.Incluitantoos fatos quemotivarama situaodeconflito(causade pedir remota)quantoos fundamentosjurdicos previstospelo ordenamentoparaampararo pedidoformulado(causadepedirprxima).

    ResumoJurdico [TI]

    Fenmenosquantoa aescom similitude de ele-mentos:. Um ou dois elementosiguais:possvelreuniode

    processosjunto ao mesmorgo,paramaioreco-nomiae harmonia.Hipteses:- Um elemento- conexo:aescommesmoobje-

    to (bem)ou causadepedir(fatos).- Dois elementos- continncia:mesmaspartes

    (envolvidas)e mesma causa de pedir (fatos),sendo em uma ao a discussomais ampla,abrangendoa da outra.

    . Trs elementosiguais: identidadetotal- extinodo segundoprocesso("repetido").- Litispendncia:h aoidnticaemcurso,tendo

    j sidocitadoo ru.- Coisa julgada: j houve aoversandoa situa-

    o em questoe a soluo consideradadefi-nitiva, por no mais caberemmeios para suaimpugnao.

    PARTES NO PROCESSO

    Para atuaoemjuzo, devemter capacidadepro-cessual(aptidoparao exercciopessoalde direitoseobrigaesprocessuais)ou valer-sedos institutosderepresentao/assistncia.

    LitisconsrcioParticipaodevriossujeitos,namesmaposio-

    autorouru-, emumnicoprocesso.. Facultativo- A reunio de vrias pessoas na

    dcmanda uma opo dos envolvidos nos casosem que:1. ocorrercomunhode direitosou obrigaes;2. obrigaesou direitosderivaremdo mesmofun-

    damentode fatoou de direito;3. houver conexo entre causas pelo objeto ou

    causadepedir;4. houver afinidade de questespor um ponto

    comumdefatoou dedireito.. Necessrio- Todosos sujeitosdevemparticipardo

    processonoscasosdeimposiolegaloupelanatu-rezado prprioobjeto.

    . Unitrio - O juiz devedecidira lide demodouni-formeparatodosos litisconsortes.Ope-seaosim-ples, emquecabemdecisesdiversas.

    Intervenode terceirosT~rceiro aqueleque no faz partedo processo,

    mas pode vir a integr-Io (de forma espontneaouprovocada) para maior economia e harmonia dedecises.

    Assistncia- Ingressoespontneodeterceirocominteresseno resultadojurdico favorvela uma daspartes,paraauxili-Ia.. Assistncia simples: no direito prprio, mas

    merointeressedoassistente,queatuacomoauxiliardaparteprincipal.

    . Assistncialitisconsorcial:o terceiroassumeaposio de assistentena defesadireta de direitoprprio;terposiodelitisconsorte.Oposio - O terceiro espontaneamentecompa-

    receno processo,por meio de umanovaao,parapretender,no todo ou em parte, o bem sobre quecontrovertemautore ru. Estes passama estarjun-tos na condiode opostos,em litisconsrcio passi-vo necessrio.

    Nomeao autoria - Manifestaodo ru noprocessoparasolicitarsuaexclusodo plo passivoea inclusode um terceiro.Ocorre nos casosem quefor merodetentordecoisaalheiae for demandadoemnomeprprio- quandoo ru praticouo atoem obe-dinciaa ordemdeum terceiro.

    Denunciao lide - A partedenunciaa lide aumterceiroparaque este,em caso de sucumbncia,pa-gue-lheo valorda condenaoa ttulode regresso.

    Observao:os artigos citadosso do Cdigo de ProcessoCivil, salvo indicao emcontrrio.

    Ocorre nosseguintescasos:. em aode evico,denuncia-seo vendedorque

    alienouo bemcujaposseou propriedadefoi perdi-daemvirtudededecisojudicial; o possuidordire-to, demandadoemnomedo bem,devedenunciaroproprietrioou possuidorindireto;

    . o obrigadoa indenizar,por lei ou contrato,aqueleque perder a demandadeve ser denunciadoporaquelequetemdireitode regresso.Chamamento ao processo- O ru envolve.no

    processo,comolitisconsortesseus,todosos respons-veis pelo cumprimentoda obrigao.Caso pagueaintegralidadedo dbito,tercomofazerum acertodecontascomseusco-devedoresnessemesmoprocesso.

    Ocorrenosseguintescasos:. umfiador,secitado,pode chamarao processoo

    devedororiginrio;. um fiador, secitado,podechamaroutrosfiadores:. um dosdevedoressolidriosdaobrigaopode.no

    prazoda contestao,chamaros demaisdevedoresparafiguraremcomolitisconsortes.

    COMPETNCIA

    Medidadejurisdioatribudaaumrgojulgador. determinadano momentoem quea ao propos-ta, sendo irrelevantesposterioresmodificaes doestadodefatoou dedireito(salvoquandosuprimiremo rgo judicirio ou alterarema competnciaemrazodamatriaou dahierarquia).1. Foro geral/comum:domiclio do ru.2. Local dos fatos:

    . aodereparaodedano(art. 100,V, "a");

    . aoemquefor ruOadministradorou gestordenegciosalheios(art. 100,V, "b").

    3. Local dos fatosou domiclio do autor:. aesde reparaode dano sofridoem razode

    delitoou acidentedeveculos(art. 100,pargra-fo nico).

    4. Alterao em razo das pessoas:. foro do ausente(art.97);. foro da Unio (art.99);. foro paraaesdeseparaojudicial, alimentose

    nulidadede casamento(art. 100,I e 11I);. pessoasjurdicasdedireitoprivado(art. 100,IV).

    5. Foro da situaoda coisa:. lugardo imvel(art.95).

    Critriosdecompetncia.Em razo da matria eda hierarquia: regidapornormasde organizaojudiciria, ressalvadososcasosexpressosno CPC, inderrogvelpor con-venodaspartes.

    . Em razo do valor edo territrio: cabemodifica-opelaspartes,pelaprevisodeforo deeleio.

    ATOS PROCESSUAIS

    So os atos praticadosno processopelas partes,pelojuiz e por seusauxiliaresparaatingirdemaneirasegurae clerea prestaojurisdicional.

    Frias/feriados forenses- Regra:atosnopratica-dos. Excees:produode prova antecipada;cita-o/qualqueratode guardade bens;atosprocessadosduranteas friase que no se suspendemem razodelas(previsono CPC e emleis especiais).

    Prazos - A lei os prevparaa prticade atos;seomissa,o juiz deverdeterminaro prazoconformeocasoprtico.Ausnciade determinaopela lei/pelojuiz: prazodecincodias.

    Contagem- Semprecomaexclusododiadeincioe inclusododiafinal.Diadeincio/dofinalemsbado,domingoou feriado:prorrogaoaodiatil seguinte.

    Prazos dilatados - Em dobro: para a Fazendarecorrereparaasvriaspartes,emlitisconsrcio,comadvogadosenvolvidos,falaremnosautos;emqudru-plo: paraa Fazendacontestar.

  • ----

    Citao- Ato peloqualsechamao ruou interessa-do a fim desedefender.Se praticadosemobservnciadasnonnaslegais,geraa nulidadedo processo.Regrageral:sepessoafisica,deveserpraticadana pessoadodemandado,a noserquesetratedeincapaz(receberseurepresentantelegal)ouseconstituirprocuradorparatal fim; se pessoajurdica,a citaodeveser feitanapessoaresponsvelpelosatossociaisdainstituio.

    Citao indireta - O ato citatrio realizadoempessoa diversa da demandada.Ocorre quando odemandado:. estem local incertoou nosabido,ou emlocalde

    dificil acesso,ou aindaonde a lei determinarquesejafeitaobrigatoriamentepor edital;

    . estausente(noencontradono localde costume):seuadministrador,gerenteou mandatriopoderoreceberacitaocasotenhamdadoensejoaosurgi-mentodaao.Local da citao- Qualquerlocal ondepossaser

    encontradoo ru.Se estiveremoutracomarca,acita-o deveser praticadapor meio de cartas.Exceo:quandoa lei impeoutraforma.

    Situaesimpeditivasda realizaoda citao:a) a quemestiverassistindoa atoreligioso;b) ao cnjuge/aoparenteatsegundograudo morto

    duranteos seteprimeirosdiasdo falecimento;c) aos noivos,duranteos trsprimeirosdiasde casa-

    mento;d) aosdoentes,enquantoemestadograve.Exceoa taiscasos: cabvela realizao,se neces-

    sria,paraevitara perdado prpriodireito.Efeitos da citaovlida:

    a)