TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO AMAZONAS - ?£o-de-contas-Anuais-Guia.pdf  tribunal de contas do

  • View
    215

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO AMAZONAS - ?£o-de-contas-Anuais-Guia.pdf  tribunal de...

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO AMAZONAS

1

GUIA RPIDO DA PRESTAO DE

CONTAS 2018 TCE/AM AFERINDO A

REGULAR APLICAO DOS

RECURSOS PBLICOS

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO AMAZONAS

2

Sumrio

1.0 Breve histrico ............................................................................................................ 3

2.0 Fundamentos ............................................................................................................... 4

3.0 Previso legal .............................................................................................................. 5

4.0 Conceitos .................................................................................................................... 6

5.0 Obrigados a prestar contas .......................................................................................... 7

6.0 Contedo ..................................................................................................................... 9

7.0 Prazos ....................................................................................................................... 10

8.0 Processo no mbito do tce/am .................................................................................. 11

9.0 Como prestar contas ................................................................................................. 12

10.0 Consequncias da no prestao/atraso na entrega da prestao de contas ........... 14

11.0 Resumo do quantitativo dos jurisdicionados corte. ............................................. 15

12.0 Contatos .................................................................................................................. 15

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO AMAZONAS

3

1.0 BREVE HISTRICO

Inicialmente, para fins do propsito do presente trabalho, imperioso asseverar que existe

uma interdependncia ou inter-relao entre trs institutos, a saber: contas, prestao de

contas e tribunal de contas. O primeiro constitui-se no conjunto de atos de gesto,

demonstrativos, balanos, relatrios e demais documentos que caracterizam, a teor do

arcabouo jurdico de cada Tribunal de contas, determinada gesto.

O segundo consiste em dever verdadeiro princpio pelo qual a sociedade toma cincia

de como os seus recursos resta sendo gerido pelos administradores pblicos. E o terceiro

consiste no rgo constitucionalmente previsto para levar a efeito referido controle, dito

externo por no estar contido na estrutura do rgo controlado.

Pois bem, feito referida digresso insta que observemos como tal conceito originou-se. O

instituto das Contas pblicas, objeto de toda prestao de contas, j possui mais de um

sculo de existncia. A despeito da noo de conta existir mesmo no perodo imperial

foram os seguintes diplomas que, formalmente, instituram a noo de Contas:

Decreto n. 966-A, de 7 de novembro de 1890 - Cria um Tribunal de Contas para

o exame, reviso e julgamento dos atos concernente receita e despesa da

Republica. (art. 4, 1).

Constituio de 1891 - institudo um Tribunal de Contas para liquidar as contas

da receita e despesa e verificar a sua legalidade, antes de serem prestadas ao

Congresso. (Art. 89, caput)

Destarte, colaciona-se abaixo quadro que sintetiza histrico resumido dos diplomas que

versaram sobre o instituto das Contas.

Histrico do instituto de Contas

Instituto Contedo

Decreto n. 966-A/1890 Cria o TCU

Constituio de 1891 Regula a competncia do TCU

Constituio de 1934 Regula a competncia do TCU

Constituio de 1937 Regula a competncia do TCU

Constituio de 1946 Regula a competncia do TCU

Constituio de 1967 Regula a competncia do TCU

DL 200/67 Dispe sobre a organizao federal e d outras providncias.

Constituio de 1969 Regula a competncia do TCU

Constituio de 1988 Regula a competncia do TCU

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO AMAZONAS

4

2.0 FUNDAMENTOS

O dever de prestar contas inerente a uma Repblica, onde a res pblica gerida por

terceiros que no os titulares ou proprietrios dos recursos. Assim, no desenho da

sociedade brasileira, temos que o gestor pblico no administra dinheiro, bens e valores

prprios de sua titularidade, ao inverso, dispende valores que no so seus nascendo,

portanto a obrigao de prestar contas ao verdadeiro titular o povo1.

Tal conceito denominado pela doutrina do controle pelo termo accountability, que, em

ltima anlise significa obrigao de responder por uma responsabilidade outorgada.

Exemplificando como essa noo aplica-se a Administrao Pblica temos que:

O povo o titular do poder. (Povo = representado pelo Poder Legislativo).

O Poder Executivo recebe uma delegao para administrar esse poder que

emana do povo.

Assim, no nosso exemplo o Poder Executivo, que gere os recursos, deve prestar

contas quele que o verdadeiro titular Legislativo (aqui representando o povo)

Existem outros exemplos que clareiam essa noo de Accountability estatal, verbis:

Apresentao das Metas Fiscais no Legislativo (art. 9, 4, LRF);

Apresentao do Oramento Anual ao Poder Legislativo (art. 48, II da CF/1988);

1 Art 1, pargrafo nico da CF/1988: Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes

eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituio.

Decreto Lei 200/67: Quem quer que utilize dinheiros pblicos ter de

justificar seu bom e regular emprego na conformidade das leis,

regulamentos e normas emanadas das autoridades administrativas

competentes.

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO AMAZONAS

5

3.0 PREVISO LEGAL

Abaixo elencamos a previso legal sobre o instituto da Prestao de Contas desde a sua

matriz extrada da Constituio Federal e Estadual at as normas infralegais emitidas pela

Corte de Contas Estadual:

Matriz normativa em relao ao instituto da prestao de contas

Art. 34, VII, d c/c art. 35,

II da CF/1988.

Prestao de Contas da Adm. Direta e Indireta implica possibilidade de

interveno.

Art. 70, pargrafo nico da

CF/1988.

Dispe sobre a abrangncia subjetiva da obrigao de prestao de

contas.

Art. 39, pargrafo nico da

CE/1989.

Dispe sobre a abrangncia subjetiva da obrigao de prestao de

contas.

Arcabouo infra legal

emitido pelo TCE/AM

Res. TCE n. 27/2013 Dispe sobre a apresentao das Contas Anuais

de Governo dos Prefeitos Municipais e d outras providncias;

Res. TCE n. 06/2009 Dispe sobre a apresentao das Contas Anuais

das Cmaras Municipais;

Res. TCE n. 03/2016 Dispe sobre a apresentao das Contas anuais

dos Ordenadores de Despesa e dos demais responsveis por dinheiro,

bens e valores pblicos das empresas pblicas e sociedades de

economia mista do poder pblico estadual e municipal;

Res. TCE n. 04/2016 Dispe sobre a apresentao das Contas Anuais

dos Ordenadores de Despesa e dos demais responsveis por

dinheiros, bens e valores pblicos, das autarquias, das fundaes e dos

fundos especiais do poder pblico estadual e municipal.

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO AMAZONAS

6

4.0 CONCEITOS

A Lei Orgnica do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (LO TCE/AM) assim

estatui quanto aos conceitos concernentes aos institutos da prestao de contas:

Conceitos relacionados ao princpio da prestao de contas

Prestao de Contas

O procedimento pelo qual pessoa fsica, rgo ou entidade, por final de

gesto ou por execuo de contrato formal, no todo ou em parte,

prestaro contas ao rgo competente da legalidade, legitimidade e

economicidade da utilizao dos recursos oramentrios, da fidelidade

funcional e do programa de trabalho.

Tomada de Contas

Ao desempenhada pelo rgo competente para apurar a

responsabilidade de pessoa fsica, rgo ou entidade que deixarem de

prestar contas e das que derem causa a perda, extravio ou outra

irregularidade de que resulte, ou possa resultar dano ao errio

devidamente quantificado.

Tomada de Contas Especial

Ao determinada pelo Tribunal ou autoridade competente ao rgo

central do controle interno, ou equivalente, para adotar providncias,

em carter de urgncia, nos casos previstos na legislao em vigor,

para apurao de fatos, identificao dos responsveis e quantificao

pecuniria do dano.

Irregularidade

Qualquer ao ou omisso contrrias

legalidade, ou legitimidade, economicidade, moralidade

administrativa ou ao

interesse pblico.

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO AMAZONAS

7

5.0 OBRIGADOS A PRESTAR CONTAS

O art. 6 da Lei Orgnica do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas assim

vazada:

Art. 6 - Esto sujeitas a prestao ou tomada de contas, e ressalvado o disposto no

inciso XXXV do art. 5 da Constituio Federal, s por deciso do Tribunal de Contas

podem ser liberadas dessa responsabilidade, as pessoas indicadas no artigo 5, incisos

I a XI desta lei.

Assim, a teor do que resta previsto na supra citado artigo da LO TCE/AM colacionamos