Orcamento publicoparticipacao

Embed Size (px)

Text of Orcamento publicoparticipacao

  • 1. Olho vivo noDinheiro PblicoORAMENTO PBLICO E PARTICIPAO

2. Olho vivo no RECURSOS PBLICOS Dinheiro Pblico TRIBUTOS (derivados do Receitas Originrias oupoder de imposio doPatrimoniais (derivados daestado): explorao do Patrimnio Ex: Impostos (IPI, IR, Estatal: fsico, intelectual,IOF,IPTU, ISS),cesso onerosa de direitos,Contribuies Sociais, etc)Taxas, etc. Ex: Alienaes de imveis, Aluguis, Prestao de Servios, Venda de Bens Mveis, etc. 3. Olho vivo noDinheiro PblicoFinanas Pblicas e OramentoDemandas da sociedade:1- Natureza diversa - Sade, Educao, Agricultura, Economia, Incluso Social, Esporte etc.2- Grupos Organizados - MST, Latifundirios, Sindicatos e Federaes de Empregados e Empregadores (CUT, Fora Sindical, FEBRABAN, FIESP); Grupos Religiosos, Afrodescendentes, rgos de Classe, Comunidades Quilombolas etc. 4. Olho vivo noDinheiro Pblico Finanas Pblicas e OramentoRecursos escassos X Demandas Crescentes;Conflitos entre os diversos segmentos dasociedade;Mais fortes ou mais organizados vencem;Interesses bons (pblicos, abrangentes; voltadosao pblico fragilizado; estratgicos);Interesses ruins (particulares em detrimento dapopulao; uso do poder e dos recursos do Estadode forma privada) 5. Olho vivo no Dinheiro Pblico Finanas Pblicas e Oramento Formas de AtuaoSegmentos atuam por meio de Partidos Polticos,Agentes Pblicos ou Diretamente.A materializao desses interesses ocorre por meiode POLTICAS PBLICAS. 6. Olho vivo noDinheiro PblicoO que so Polticas Pblicas?Polticas PblicasAes do Estado.Essas aes so decorrentes de demandas dasociedade. (disputas polticas);Pertencentes plataforma dos partidos polticos eagentes pblicos eletivos;Tornam-se concretas por meio de Programas,Aes e Atividades. 7. Olho vivo noDinheiro PblicoCarter das Polticas PblicasSuas questes se referem ao espaopblicoepor isso devemsertransparentes, ou seja devem ser vistaspor todos.Sua concretizao est intimamenteligada com a transformao da realidade:elas partem de uma insatisfao e visamestabelecer uma situao ideal. 8. Olho vivo noDinheiro PblicoPor que o municpio precisa de um oramento? Poder Pblico Unio, Estado e Municpio:Arrecada recursos pblicos impostos e taxas (receitas)Presta servios com esses recursos (despesas)Precisa planejar a relao Receitas x Despesas ouProgramas x Recursos. 9. Olho vivo noDinheiro PblicoPor que o municpio precisa de um oramento?A relao Programas x Recursos o que se denomina Oramento-Programa ou OramentoProgramtico. 10. Olho vivo no Dinheiro PblicoPor que o municpio precisa de um oramento?Oramento-Programa ou OramentoProgramtico materializado em: 11. Olho vivo no Dinheiro Pblico PLANO PLURIANUAL - PPAO PPA representa a mais abrangente pea deplanejamento governamental,contm diretrizes, objetivos e metas para toda aadministrao federal,envolve as despesas de capital, as despesasdecorrentes das despesas de capital e as despesasdos programas de durao continuada. 12. Olho vivo noDinheiro PblicoPPA-Plano Plurianual (4 anos)Diretrizes, objetivos e metas a mdio prazo 1 ano de mandato (2008):Executivo elabora at 31/agostoLegislativo aprova at 15/dezembroPPA vigora do 2 ano do mandato de um governo at o 1 ano do governo seguinteAtualmente: Brasil Um Pas de Todos perodo 2008-2011, institudo pela Lei n. 11.653, de 7 de abril de2008. 13. Olho vivo noINTEGRAM O PPA Dinheiro PblicoO PPA 2008-2011 organiza as aes do Governo em trseixos: cresimento econmico, agenda social e educao dequalidade.1. PDE Plano de Desenvolvimento da Educao2. PAC Programa de Acelerao do Crescimento3. Agenda Social nfase nas tranferncias condicionadas de renda 14. Olho vivo noAnexo I Programas FinalsticosDinheiro PblicoPlano Plurianual 2008 2011Valores em R$ 1,00Programa 1214 Ateno Bsica em SadeObjetivo Expandir a estratgia de Sade da Famlia e a rede bsica de sade, mediante a efetivao da poltica de ateno bsica: resolutiva, integral e humanizadaPblico-alvo SociedadeIndicador (unidade de medida) Datandice2011Taxa da Populao Coberta por Equipes de Sade Bucal (%)30/05/200741,266,0Taxa da Populao Coberta por Equipe de Sade da Famlia (%) 30/05/2007 47,170,0Taxa da Populao Coberta por Equipes de Sade da Famliaem munic. com mais de 100.000 Habitantes (%) 30/05/2007 36.352,0Taxa de cobertura do auxlio-reabilitao psicosocial do Programa De Volta Pra Casa (%)31/12/200621,086,0 RegionalizaoTotais Esfera/Cat. EconmicaTotais Centro-Oeste 2.469.120.931 Fiscal/Seguridade 37.907.207.049 Nacional 3.169.087.238Desp.Correntes 37.306.639.049 Nordeste 13.238.593.134 Desp.Capital 600.568.000 Norte3.112.623.765 Sudeste11.331.515.884 Sul4.586.266.097 15. Olho vivo nocontinuao do Anexo IIDinheiro Pblico Programas so detalhados em AESPlano Plurianual 2008 2011Valores em R$1,00Programa 1214 Ateno Bsica em SadeAES DA ESFERA DA SEGURIDADE SOCIALProduto(unidade de codigoTitulo medida) Regionalizao2008 2009 20102011Piso deAteno Bsica Varivel Equipe Sade daMantida20ADFamlia (unidades) Centro-OesteR$ 301.297.000 350.790.000 384.180.000 421.750.000 Meta 2.028 2.372 2.562 2.750 NacionalR$ 249.563.561 260.793.921 272.529.647 274.793.481 Meta 1 1 1 1 NordesteR$ 1.934.033.527 2.251.500.000 2.465.970.000 2.707.160.000 Meta12.31214.39815.54516.694 Norte R$ 396.039.400 461.100.000 505.000.000 554.920.000 Meta 2.164 2.486 2.653 2.818 Sudeste R$ 1.127.897.512 1.313.080.000 1.437.890.000 1.578.600.000 Meta 8.85810.33811.18312.008 Sul R$ 531.769.000 619.100.000 678.030.000 744.340.000 Meta 4.138 4.840 5.226 5.613 16. Olho vivo noLDO - Lei de DiretrizesDinheiro PblicoOramentrias (1 ano)Metas e prioridades a partir do PPA Todos os anos: Executivo elabora at 15/abril Legislativo aprova at 17/junho LDO vigora no ano seguinte 17. Olho vivo noDinheiro PblicoLEI DE DIRETRIZES ORAMENTRIAS LDOA LDO faz a conexo entre o Plano Plurianual PPA,que funciona como um plano de Governo, e a LeiOramentria Anual LOA,Selecionar dentre os programas incluidos no PPAaqueles que tero prioridade na execuo dooramento subseqente.Compete ao Poder Executivo elaborar o Projeto deLei de Diretrizes Oramentrias PLDO. 18. Olho vivo noDinheiro PblicoLEI ORAMENTRIA ANUAL - LOAA LOA o plano de trabalho para o exerccio a quese refereser elaborada de forma compatvel com o planoplurianual, com a lei de diretrizes oramentriasconter a discriminao da receita e da despesade forma a evidenciar a poltica econmicafinanceira e o programa do Governo, obedecidosos princpios de unidade, universalidade eanualidade 19. Olho vivo noDinheiro Pblicoa) o oramento fiscal referente aos Poderes daUnio, seus fundos, rgos e entidades daadministrao direta e indireta, inclusive fundaesinstitudas e mantidas pelo Poder Pblico;b) o oramento de investimento das empresas emque a Unio, direta ou indiretamente, detenha amaioria do capital social com direito a voto;c) o oramento da seguridade social, abrangendotodas as entidades e rgos a ela vinculados, daadministrao direta ou indireta, bem como os fundose fundaes institudos e mantidos pelo PoderPblico. 20. Olho vivo noDinheiro Pblico Oramento princpios(Lei n 4.320/64)UnidadeUniversalidadeAnualidadeEquilbrioPublicidadeClareza 21. Olho vivo noAnalogia com Oramento Dinheiro Pblicofamiliar - regrasNo h oramento paralelo, ou s escondidas!O oramento conter todas as nossas receitase despesasO oramento tem validade de um msNo faremos gastos sem a cobertura de nossossalriosO oramento aprovado fica acessvel emplanilha ou afixado em algum lugarO oramento ser bem detalhado 22. Olho vivo noDinheiro PblicoReceita PblicaEstgios: Previso Lanamento Arrecadao Recolhimento 23. Olho vivo no Dinheiro Pblico Despesa PblicaEstgios: Fixao Licitao Empenho Liquidao Pagamento 24. Olho vivo noDinheiro PblicoConselhos e OramentoAcompanhar todas as etapas de elaboraoe execuo do oramento municipal.Ateno especial com os recursos de suarea de atuao: verificar no apenas osaspectos contbeis, mas o carterdemocrtico da gesto e a efetividade dasaes executadas (objetivos, metas,resultados). 25. Olho vivo noDinheiro Pblico Oramento ParticipativoOramento pode ser definido como oplanejamento das despesas de acordo coma quantidade de dinheiro disponvel. J oOramento Participativo vai alm, poisplaneja as despesas junto populao,considerando suas necessidades e sonhos. 26. Olho vivo noDinheiro Pblico Oramento ParticipativoExemplo: So CarlosO Oramento Participativo tem duas reunies com apopulao e uma etapa intermediria: 1 FASE: A populao recebe a prestao de contasda Prefeitura e diz o que preciso fazer em suaregio e na cidade. ETAPA INTERMEDIRIA: A Prefeitura analisa cadauma das solicitaes da populao e levanta o custopara realiz-la. 2 FASE: A populao participa de uma nova reunioe escolhe quais obras devem ser realizadas com odinheiro existente para cada regio. 27. Olho vivo noDinheiro Pblico Oramento ParticipativoComo participar? Exemplo So CarlosCOMO PARTICIPAR?Estando presente nas reunies de sua Regio parasolicitar obras e depois eleger as principais, e sendoConselheiro e Delegado.O QUE UM CONSELHEIRO OU DELEGADO?So cidados escolhidos pela populao nasReunies do Oramento Participativo nas Regiesque tem como principal objetivo fiscalizar a execuodas decises tomadas pela populao. Possuemfunes diferentes que podero ser conhecidasconsultando o Regimento do OP. 28. Olho vivo noDemandas da Comunidade Dinheiro Pblico 29. Olho vivo noDinheiro Pblico 30. Olho vivo noDinheiro PblicoOramento Participativo - So Carlos Demandas Aprovadas - 2008 31. Olho vivo noDinheiro PblicoOramento Participativo no Estado de So PauloAraraquara So Bernardo do CampoDiadema So CarlosEmbu So VicenteFrancisco Morato SuzanoMonte Alto Vrzea PaulistaOsascoSanto Andr 32. Olho vivo no Dinheiro PblicoGesto de Resultados 33. Olho vivo noGesto de Resultados Dinheiro Pblico Caractersticas 34. Olho vivo no Dinheiro PblicoGesto de Resultados Princpios 35. Olho vivo no Dinheiro Pblico Gesto de ResultadosPrincpiosEficcia alcance ou cumprimentodos objetivos em conformida