A gravidez na adolescência Aspectos nutricionais ...· A gravidez na adolescência Aspectos nutricionais

  • View
    215

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of A gravidez na adolescência Aspectos nutricionais ...· A gravidez na adolescência Aspectos...

A gravidez na

adolescncia

Aspectos nutricionais

psicolgicos e

cuidados pr-natais

PROF DR JOO LUIZ PINTO E SILVA

SINH JUNQUEIRA 2013

ADOLESCNCIA

6,5 bilhes- populao mundial

1,25 bilhes de adolescentes

625 milhes de mulheres adolescentes

15 milhes de nascimentos/ano

10-20 % de todos os partos

Dados demogrficos (2010)

GRAVIDEZ NA ADOLESCNCIA

Brasil

(maior coorte de adolescentes de todos os tempos)

um milho de gravidezes/ano

444,000 partos/ano SUS 2009 + 150.000-200.000 fora do sistema 1 causa de internao SUS 80% das internaes

MS 2010

35-40 milhes adol.

1/5 pop totalIBGE 2010

REDUO DE 34.6%

2009 MAIOR QUEDA- 8,9% ( QUE 2008)

TOTAL 444.056 PARTOS

NE- 26 % SE 20.7% Norte 18.5%

CO- 24 % SUL 18.7%

PARTOS ENTRE ADOLESCENTES

BRASIL 2000-2009

GRAVIDEZ NA ADOLESCNCIA

AGENDA SOCIAL ESTABELECE

padres de comportamento

atribuies reservadas juventude

dificuldades em avaliar repercusses

gravidez como smbolo de statusEm dez anos, a parcela de grvidas

da classe mdia cresceu 34%

GRAVIDEZ NA ADOLESCNCIA

BRASIL REPRODUZ FIGURA MUNDIAL

+ POBRES - EDUCADOS

REGIES E GRUPOS SOCIAIS

COMPROMETE PERSPECTIVAS DA

SADE INTEGRAL DA ADOLESCENTE E

DESENVOLVIMENTO DA JUVENTUDE

GRAVIDEZ NA ADOLESCNCIA

DESAFIO PARA A MAIORIAPRECOCE

INOPORTUNA

INDESEJADA

CONSENSO

COMPLICAES MATERNAS

COMPLICAES PERINATAIS

COMPLICAES INFANTIS

MATERNIDADE PRECOCE

idade + paridade + assistncia

pr-natal e perinatal + condies

econmicas e sociais

CONSEQUNCIAS MDICAS

Divergncias

Critrios para as definies

Metodologias diversas

Falta de controle de variveis confundidoras

Amostras no controladas e insuficientes

Generalizaes imprecisas e tendenciosas

RISCO GESTACIONAL

Estudos controlados no evidenciaram

Desvantagens para o grupo de adolescentesgestantes

Os resultados obsttricos e perinatais sosemelhantes aos referentes a grupos de maisidade

COMPLICAES MDICAS - OBSTTRICAS DA GRAVIDEZ NA ADOLESCNCIA

Anemia

Distcias de parto : funcional e DCP

Pr-eclmpsia e Eclmpsia

Aborto

ABORTO ENTRE ADOLESCENTES

Espontneo

15% de todas as gestaes

Provocado

Hbitos

Cultura / papel social da adolescente

Classe social

Recursos econmicos

Acesso a servio

Servio pblico concentra ateno para a

maternidade

NMERO DE GESTAES E PERCENTUAIS POR IDADE DE MULTIGESTAS ADOLESCENTES

Idade G2 G3 G4 G5 Total de

pacientes

Total de

gestaes

Total de gestaes

anteriores

14 2 2 (1,27) 4 (1,05) 2 (0,48)

15 4 4 (2,55) 8 (2,17) 4 (0,95)

16 10 1 11 (7,01) 23 (6,25) 12 (5,69)

17 25 5 3 33 (21,02) 77 (20,92) 44 (20,85)

18 44 9 2 1 56 (35,67) 128 (34,78) 72 (34,12)

19 36 8 3 4 51 (32,48) 128 (34,78) 77 (36,49)

Total 121 23 8 5 157 368 211

Prematuridade

Baixo peso ao nascer ?

Mortalidade perinatal

Mortalidade infantil

COMPLICAES MDICAS - PEDITRICAS DA

GRAVIDEZ NA ADOLESCNCIA

CONSEQUNCIAS - PARA O FILHO DE ME ADOLESCENTE

Problemas scio afetivos

Mesmo tempo de amamentao (Vieira, Pinto e Silva,

Barros Fo; 2003 )

Menor cuidado de puericultura (Spink, Witzman, 1987)

Menor cuidado sade infantil (McAnarny, 1987)

Condies sociais eEconmicas desfavorveis

CONSEQUNCIAS SOCIAIS DA GRAVIDEZ NA ADOLESCNCIA

Processo de educao formal

Insero no mercado de trabalho

Readaptao social

Aborto provocado

Discriminao

Separao / divrcio

CONSEQUNCIAS DEMOGRFICAS DO PARTO NA ADOLESCNCIA

Maior paridade

Menor intervalo inter-partal

Famlias maiores

Desenho do estudoCorte transversal

Tamanho amostralCalculada 156 adolescentes gestantesRealizada 200 adolescentes gestantes

Seleo dos sujeitosPrimigestas de 10 a 19 anosPrimeira consulta de pr-natal no local da pesquisa

Local da pesquisaAmbulatrio da Mulher, Unidade Bsica de Sade do Municpio de Indaiatuba

SUJEITOS E MTODO

Modelo feminino (Matilde)

Exemplos de localizao incorreta dos rgos genitais

CONSIDERAES FINAIS-CONHECIMENTO

Alto percentual de adolescentes no programou a gravidez ...

As adolescentes tiveram um conhecimento insatisfatrio sobre anatomia e fisiologia dos rgos genitais femininos

Quanto fisiologia, mais de dois teros no souberam definir a ovulao, mas sabiam descrever a ejaculao. Poucas jovens souberam localizar o perodo frtil e nem sempre o relacionaram com a ovulao...

A gravidez no foi fator determinante para o abandono escolar...

Na percepo da maioria das adolescentes, no havia

barreiras relevantes em relao estrutura fsica e

organizacional do servio de sade

Barreiras do tipo psicossocial poderiam ser responsveis

pela dificuldade na busca dos cuidados sade

reprodutiva

O compromisso laboral e conjugal influenciaram

negativamente o acesso ao servio de sade, e o melhor

nvel de instruo favoreceu a obteno dos cuidados

CONSIDERAES FINAIS-ACESSO

RIS

CO G

ESTACIO

NAL

AVALIAO DE RISCO GESTACIONAL

As adolescentes tm caractersticas biolgicas

compatveis com desempenho obsttrico

satisfatrio pouco diferente do apresentado

por maiores de 20 anos

AVALIAO DE RISCO GESTACIONAL

As condies sociais que cercam a gravidez na

adolescncia so em geral desfavorveis

comparativamente a mulheres entre 20 a 29

anos de idade

AVALIAO DE RISCO GESTACIONAL

Muitos dos resultados obsttricos devem-se

exclusivamente coincidncia da

adolescncia e nuliparidade

importante reconhecer a interface mdica doproblema e providenciar assistncia adequada

Complexidade multifatorial requer abordageminterdisciplinar

Ampla perspectiva biopsicossocial

GRAVIDEZ NA ADOLESCNCIA

CONSULTA MDICA PRNATAL

Alm dos aspectos biolgicos

Aproveitar a oportunidade de dilogo

Detectar outros problemas

Observar necessidades

Avaliar expectativas

Lost oportunities importance of integrated services

Lembrar caractersticas dos nossos equipamentos

educacionais e de sade

Reconhecidamente insuficientes

Incapacidade em reconhecer dificuldades enecessidades

Momento para diagnstico e intervenes

PR-NATAL GRAVIDEZ NA ADOLESCNCIA

Renovar conhecimento e participao da instituio

Estabelecer objetivos claros e avaliar resultados doprograma

Garantir filosofia de entendimento dos principaisfatos que cercam a dinmica do fenmeno

Evitar que se perpetuem mitos e preconceitos queafastam a adolescente do atendimento

GRAVIDEZ NA ADOLESCNCIA

RECOMENDAES PARA SERVIOS

Assegurar sade integral

direitos sexuais

reprodutivos

Cuidados universais ticos

Ateno a programas educacionais

orientao

aconselhamento

Mais ateno s formas de violncia

abuso sexual diferenas de gnero

violncia domstica e psicolgica

RECOMENDAES

Servios especiais para adolescentes

Grupo multiprofissional

Profissionais motivados

Assistncia discutida continuamente

RECOMENDAES

Integrao institucional no projeto

Divulgao permanente a comunidade

Estmulo a participao familiar

Resguardo do segredo mdico-paciente

Renovao de leis e costumes

Educao sexual

Situao presente e

futura mostra que

este grupo

importante, no

apenas por seu peso

quantitativo na

estrutura

populacional, mas

principalmente como

gerao de

substituio

GENERATION REPLACEMENT

poca, 8 de maro de 2004

OBRIGADO !

http://www.50anos.fcm.unicamp.br/