CURSO DE LEI ORGÂNICA DO DISTRITO FEDERAL .Orgânica ou em lei específica; (Inciso declarado inconstitucional:

  • View
    214

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of CURSO DE LEI ORGÂNICA DO DISTRITO FEDERAL .Orgânica ou em lei específica; (Inciso declarado...

1

CURSO DE LEI ORGNICA DO DISTRITO FEDERAL

CONCURSO PBLICO DO TCDF AULA 02

Prof.: Leo van Holthe

Aula 02: 2. DA ORGANIZAO DO DISTRITO FEDERAL (Captulos V a VIII).

CAPTULO V

DA ADMINISTRAO PBLICA

Seo I

Das Disposies Gerais

Art. 19. A administrao pblica direta, indireta ou fundacional, de qualquer

dos Poderes do Distrito Federal, obedecer aos princpios de legalidade,

impessoalidade, moralidade, publicidade, transparncia das contas pblicas,

razoabilidade, motivao e interesse pblico, e tambm ao seguinte:(Caput com a

redao da Emenda Lei Orgnica n 68, de 2013.)

I os cargos, empregos e funes pblicas so acessveis a brasileiros que

preencham os requisitos estabelecidos em lei;

II a investidura em cargo ou emprego pblico depende de aprovao prvia

em concurso pblico de provas ou de provas e ttulos, ressalvadas as nomeaes para

cargos em comisso, declarados em lei, de livre nomeao e exonerao;

III o prazo de validade do concurso pblico ser de at dois anos, prorrogvel

uma vez, por igual perodo;

IV durante o prazo improrrogvel previsto no edital de convocao, o

aprovado em concurso pblico de provas ou de provas e ttulos ser convocado com

prioridade sobre novos concursados, para assumir cargo ou emprego na carreira;

V as funes de confiana, exercidas exclusivamente por servidores

ocupantes de cargo efetivo, e pelo menos cinquenta por cento dos cargos em

comisso, a serem preenchidos por servidores de carreira nos casos e condies

previstos em lei, destinam-se apenas s atribuies de direo, chefia e

assessoramento;(Inciso com a redao da Emenda Lei Orgnica n 50, de 2007.)

VI vedada a estipulao de limite mximo de idade para ingresso, por

concurso pblico, na administrao direta, indireta ou fundacional, respeitando-se

apenas o limite para aposentadoria compulsria e os requisitos estabelecidos nesta Lei

Orgnica ou em lei especfica; (Inciso declarado inconstitucional: ADI n 1165 STF,

Dirio de Justia de 14/6/2002.)

VII a lei reservar percentual de cargos e empregos pblicos para portadores

de deficincia, garantindo as adaptaes necessrias a sua participao em concursos

pblicos, bem como definir critrios de sua admisso;

VIII a lei estabelecer os casos de contratao de pessoal por tempo

determinado para atender a necessidade temporria de excepcional interesse pblico;

2

IX a reviso geral de remunerao dos servidores pblicos far-se- sempre na

mesma data;

X para fins do disposto no art. 37, XI, da Constituio da Repblica

Federativa do Brasil, fica estabelecido que a remunerao e o subsdio dos ocupantes de

cargos, funes e empregos pblicos, dos membros de qualquer dos Poderes e dos

demais agentes polticos do Distrito Federal, bem como os proventos de aposentadorias

e penses, no podero exceder o subsdio mensal, em espcie, dos Desembargadores

do Tribunal de Justia do Distrito Federal e Territrios, na forma da lei, no se

aplicando o disposto neste inciso aos subsdios dos Deputados Distritais;(Inciso com

a redao da Emenda Lei Orgnica n 46, de 2006.)

XI os vencimentos dos cargos do Poder Legislativo no podero ser

superiores aos pagos pelo Poder Executivo;

XII vedada a vinculao ou equiparao de vencimentos para efeito de

remunerao de pessoal do servio pblico, ressalvado o disposto no inciso anterior e

no artigo 39, 1, da Constituio Federal;

XIII os acrscimos pecunirios percebidos por servidores pblicos no sero

computados nem acumulados, para fins de concesso de acrscimos ulteriores, sob o

mesmo ttulo ou idntico fundamento;

XIV os vencimentos dos servidores pblicos so irredutveis e a remunerao

observar o que dispem os incisos X e XI deste artigo, bem como os arts. 150, II, 153,

III, e 153, 2, I, da Constituio Federal;

IMPORTANTE

1. So princpios da administrao pblica do DF: LIMP + TRIM.

Cuidado que eficincia no consta na LODF como principio da adm.do DF!

2. As funes de confiana, exercidas exclusivamente por servidores

ocupantes de cargo efetivo, e pelo menos 50% dos cargos em comisso, a

serem preenchidos por servidores de carreira nos casos e condies previstos

em lei, destinam-se apenas s atribuies de direo, chefia e assessoramento.

Deste percentual de 50%, excluem-se os cargos comissionados dos gabinetes

parlamentares e lideranas partidrias da CLDF.

3. O STF declarou a inconstitucionalidade da norma da LODF que

vedava a estipulao de limite mximo de idade para ingresso, por concurso

pblico, na administrao do DF.

4. Para fins do disposto no art. 37, XI, da CF/88 (teto do funcionalismo

pblico), a remunerao e o subsdio dos ocupantes de cargos, funes e

empregos pblicos, dos membros de qualquer dos Poderes e dos demais agentes

polticos do DF, bem como os proventos de aposentadorias e penses, no

podero exceder o subsdio mensal dos Desembargadores do TJDFT, na

forma da lei, o que no se aplica aos subsdios dos Deputados Distritais.

Para efeito deste limite remuneratrio: a) no sero computadas as

parcelas de carter indenizatrio previstas em lei; b) este limiteaplica-se s

3

empresas pblicas e sociedades de economia mista, e suas subsidirias, que

receberem recursos do DF para pagamento de despesas de pessoal ou de

custeio em geral.

5. Os vencimentos dos cargos do Legislativo no podero ser superiores

aos pagos pelo Executivo (Dica: o Legislativo o primo rico).

6. vedada a vinculao ou equiparao de vencimentos para efeito de

remunerao de pessoal do servio pblico, ressalvado o disposto no

itemanterior e no artigo 39, 1, da CF (a lei assegurar isonomia de

vencimentos para cargos de atribuies idnticas ou assemelhadas).

7. Os acrscimos pecunirios percebidos por servidores pblicos no

sero computados nem acumulados, para fins de concesso de

acrscimosulteriores, sob o mesmo ttulo ou idntico fundamento.

XV vedada a acumulao remunerada de cargos pblicos, exceto quando

houver compatibilidade de horrios:

a) a de dois cargos de professor;

b) a de um cargo de professor com outro tcnico ou cientfico;

c) a de dois cargos privativos de mdico.

XVI a proibio de acumular, a que se refere o inciso anterior, estende-

se a empregos e funes e abrange autarquias, empresas pblicas, sociedades de

economia mista e fundaes institudas ou mantidas pelo Poder Pblico;

XVII a administrao fazendria e seus agentes fiscais, aos quais compete

exercer privativamente a fiscalizao de tributos do Distrito Federal, tero, em suas

reas de competncia e jurisdio, precedncia sobre os demais setores administrativos,

na forma da lei;

XVIII a criao, transformao, fuso, ciso, incorporao, privatizao ou

extino de sociedades de economia mista, autarquias, fundaes e empresas pblicas

depende de lei especfica;

XIX depende de autorizao legislativa, em cada caso, a criao de

subsidirias das entidades mencionadas no inciso anterior, assim como a participao de

qualquer delas em empresa privada;

XX ressalvada a legislao federal aplicvel, ao servidor pblico do

Distrito Federal proibido substituir, sob qualquer pretexto, trabalhadores de

empresas privadas em greve;

XXI todo agente pblico, qualquer que seja sua categoria ou a natureza do

cargo, emprego, funo, obrigado a declarar seus bens na posse, exonerao ou

aposentadoria;

XXII lei dispor sobre cargos que exijam exame psicotcnico para ingresso e

acompanhamento psicolgico para progresso funcional;

XXIII aos integrantes da carreira Fiscalizao e Inspeo garantida a

independncia funcional no exerccio de suas atribuies, exigido nvel superior de

4

escolaridade para ingresso na carreira.(Inciso acrescido pela Emenda Lei Orgnica n

21, de 1997.)

1 direito do agente pblico, entre outros, o acesso profissionalizao e ao

treinamento como estmulo produtividade e eficincia.

2 A lei estabelecer a punio do servidor pblico que descumprir os

preceitos estabelecidos neste artigo.

3 So obrigados a fazer declarao pblica anual de seus bens, sem

prejuzo do disposto no art. 97, os seguintes agentes pblicos:(Pargrafo acrescido pela

Emenda Lei Orgnica n 4, de 1996.)

I Governador;

II Vice-Governador;

III Secretrios de Estado do Distrito Federal;(Inciso com a redao da

Emenda Lei Orgnica n 44, de 2005.)

IV Diretor de Empresa Pblica, Sociedade de Economia Mista e

Fundaes;

V Administradores Regionais;

VI Procurador-Geral do Distrito Federal;

VII Conselheiros do Tribunal de Contas do Distrito Federal;

VIII Deputados Distritais.

4 Para efeito do limite remuneratrio de que trata o inciso X, no sero

computadas as parcelas de carter indenizatrio previstas em lei. (Pargrafo

acrescido pela Emenda Lei Orgnica n 46, de 2006.)

5 O disposto no inciso X aplica-se s empresas pblicas e s sociedades

de economia mista, e suas subsidirias, que receberem recursos do Distrito Federal

para pagamento de despesas de pessoal ou de custeio em geral. (Pargrafo

acrescido pela