of 12 /12
Foto: Leandro Araujo, FotoItália em notícias Informativo da Catedral Diocesana de Caxias do Sul I Ano XII I Nº 17 I Dezembro de 2014 +comunidades Igreja se volta à acolhida +caridade Casa Madre amplia projetos Reformas na Catholica Domus +renovação Programação dos retiros em 2015 +fé

Informativo Catedral - Dezembro de 2014

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Informativo anual da Catedral Diocesana de Caxias do Sul, nº 17

Text of Informativo Catedral - Dezembro de 2014

  • Foto

    : Lea

    ndro

    Ara

    ujo, F

    otoI

    tlia

    em notciasInformativo da Catedral Diocesana de Caxias do Sul I Ano XII I N 17 I Dezembro de 2014

    +comunidadesIgreja se volta acolhida

    +caridadeCasa Madre

    amplia projetosReformas na

    Catholica Domus

    +renovaoProgramao dos

    retiros em 2015

    +f

  • +comunidades

    Parquia investe na acolhida

    A Catedral passou por uma intensa renova-o com a setorizao da parquia em 16 comuni-dades. Desde setembro de 2013, foram formados peque-nos grupos de at 30 pesso-as que se encontram quinze-nalmente para rezar com a leitura orante da Palavra de Deus e fortalecer os laos de amizade e partilha.

    As comunidades se con-solidaram como um espao para os membros ficarem mais prximos de Deus, dos irmos e da Igreja, superan-do o individualismo e o ano-nimato presentes na socieda-de. Duas novas comunidades foram formadas, mais de qui-

    nhentas pessoas participam delas ativamente, e novos membros se engajaram em pastorais. Tudo reflexo da experincia do encontro pes-soal com Jesus, destaca o proco da Catedral, Padre Leomar Brustolin.

    Para comemorar um ano de implantao, foi amplia-da a divulgao das comu-nidades, com lanamento de vdeo, identidade visual e material grfico, que podem ser conferidos no site: cate-draldecaxias.com.br.

    A nova identidade vi-sual representa tudo o que est se vivendo com o novo modelo de parquia: so pessoas que se encontram

    e, juntas, tm uma experin-cia com Deus. Esto abertas ao prximo, promovendo a caridade, e, unidas, formam a Igreja de Cristo, represen-tada pela cruz, explica o vigrio da parquia, Padre Oscar Chemello.

    A mudana de formato da Parquia Santa Teresa fru-to dos estudos da Confern-cia Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), presentes no Documento 100, e dos ensi-namentos do Papa Francisco na exortao apostlica Evan-gelii Gaudium.

    Mais informaes podem ser conferidas nas apresen-taes e nos vdeos disponi-bilizados no site da Catedral.

    2

    Comunidades consolidam-se como

    espaos que estimulam

    a acolhida a novos fiis,

    as amizades eo crescimento na f

    Foto

    s: Ro

    grio

    Mes

    quita

    , Fot

    oIt

    lia

  • Na Parquia Santa Teresa, temos empenhado foras, inicia-tivas e recursos para anunciar com alegria o Evangelho de Je-sus Cristo. Isso implica a autocom-preenso de que a comunidade muito mais do que um centro de atendimento religioso, um local de devoes ou um pronto-socorro de aconselhamentos. O cristianis-mo uma forma de vida. A f no resultado de uma demonstrao lgica que convence rapidamente liberdade, ela fruto de uma deciso livre e fundamentada.

    Entendemos que ser cristo seguir Jesus Cristo para nos tor-narmos homens e mulheres novos, que, luz da experincia de Jesus Crucificado e Ressuscitado, vivem o cotidiano, mas anseiam pelo Reino de Deus. Por isso, faz-se algumas opes no modo de ser e de agir da Parquia. Intensifica-se a escuta da Palavra de Deus, incentiva-se a acolhida e se fortalece o sentimen-to de pertena Igreja. E, assim, convivemos com crianas, jovens, adultos, surdos, idosos, carentes, enlutados, universitrios, mulheres e homens. Por meio de diferentes projetos, queremos ajudar cada um a ter o encontro pessoal com Cristo.

    O sculo XXI emerge e, espan-tosamente, crescem formas de um cristianismo centrado na busca do bem-estar individual, sem vigor in-telectual, sem vnculo comunitrio e sem capacidade missionria. A comunidade de comunidades da Parquia Santa Teresa, ao com-pletar um ano de experincia, consolida a ideia de que ser cris-to viver com Cristo, numa co-munidade de irmos e a servio da humanidade.

    Nossa bssola o Conclio Vaticano II que prope um cris-tianismo aberto liberdade dos seres humanos, acentuando a dignidade da pessoa e a neces-sidade de dilogo, promovendo a solidariedade e comunicando o amor de Deus.

    Testemunhos Evangelizar na cultura atual: meta da CatedralPe. Leomar Antnio BrustolinEntrei na So Tom h uns 4 meses. O convite veio

    pela minha me, que participa dessa comunidade, depois de um desabafo do quo triste estava me sentindo sem motivo aparente algum. Comecei a participar da comunidade e da igreja. Hoje tenho

    sede de ler a Palavra, de ir igreja, de estar com as pessoas que conheci e, principalmente, com Deus.

    Ana Paula Dupont, 24 anos

    A comunidade So Lucas me faz pensar sobre a vida, me faz viver uma realidade familiar dentro da prpria Igreja. As trocas de experincia, os bate-papos descontrados e as reflexes sobre a Palavra so uma combinao que nenhum catli-co deveria deixar de viver. Alm de tudo, uma experincia jovem!

    Matheus Mussi, 18 anos

    A comunidade So Joo me ajuda a buscar uma espiritualidade mais autntica, um sentido maior para o conhecimento da Palavra de Deus. Que

    experincia eu vivo? Convivncia com as pessoas, amizades novas, apoio no crescimento da minha f e tambm auxlio para encarar as dificuldades da vida. Alm disso, sinto que posso ajudar os outros

    mais de perto, escutando e cuidando.

    Carmem Camargo, 55 anos

    Horrios e locais das comunidadesS. Tom: domingo, s 9h, Mater Dei

    S. Matias: domingo, s 16h, Mater Dei

    S. Tiago Maior: segunda, s 16h, Patna

    S. Pedro: tera, s 14h, Casa Madre

    Sto. Andr: tera, s 19h30min, Mater Dei

    S. Joo: tera, s 20h, Catholica

    S. Tiago Menor: quarta, s 14h30, Liturgia

    S. Felipe: quarta, s 19h45min, Catholica

    Sta. Teresa: quinta, s 20h, Catholica

    S. Marcos: quinta, s 20h, Catholica

    S. Bartolomeu: sexta, s 10h, Mater Dei

    S. Judas Tadeu: sexta, s 19h, Catholica

    S. Simo: sexta, s 19h30min, Liturgia

    S. Lucas: sbado, s 10h, Mater Dei

    S. Mateus: quarta, s 19h30min, Liturgia S. Paulo: sbado, s 16h, Mater Dei

    3

    A comunidade So Felipe o espao em que con-seguimos nos desligar um pouco das preocupaes dirias, e, iluminados pela Palavra de Deus, temos a oportunidade de conviver, partilhar e aprofundar a nossa f. Alm disso, um grupo que permite que a famlia participe junto, o que acaba tambm gerando mais unio entre os membros.

    Carlos Comin, 36 anos

    Foto

    s: Ro

    grio

    Mes

    quita

    , Fot

    oIt

    lia

  • +f

    Sbados de espiritualidadeBuscando proporcionar aos fiis momentos especiais de espiritualidade, a Catedral promoveu, pela primeira vez, neste ano, o projeto Caminhos de F, sbados de apro-fundamento destinados a diferentes grupos. Cri-anas, jovens, casais, idosos, mulheres e homens receberam formao personalizada.

    Alm de palestras, os encontros tiveram momentos de orao, dinmicas para reforar a reflexo e confraternizao. No total, foram mais de quinhentos participantes.

    No retiro para casais, a vida matrimonial com suas alegrias e preocupaes foi trata-da com reflexes a partir da f crist. Para as crianas, buscou-se valorizar a sensibilidade religiosa delas, proporcionando um retiro que integrasse espiritualidade com linguagem infan-til. No encontro para idosos, aprofundou-se a sabedoria desta idade e a importncia de se relacionar com Deus e com o prximo. A juven-tude foi convidada a usar toda a intensidade desta idade no seguimento de Jesus. Nos retiros para mulheres e homens, trabalhou-se como a identidade de cada um um dom de Deus, destacou o Padre Oscar Chemello.

    Novidades para 2015

    Os retiros continuaro sendo divididos por grupos, porm, em 2015, haver em comum o tema: No temas, Eu estarei contigo. Os participantes refletiro as intervenes bbli-cas de Deus em auxlio a Abrao, Moiss, Maria e Pedro e podero contemplar a ao divina na sua prpria vida.

    Cada vez mais devemos buscar a essn-cia do que se vive. Para os cristos, ela se fun-damenta no encontro pessoal com Cristo, e isso que queremos trabalhar nos encontros. No para ser formao catequtica, e sim, para levar os participantes a uma experincia com o amor de Deus, explica o Padre Leomar Brustolin.

    4

    Crianas: o encontro recebeu crianas de 7 a 12 anos e as motivou acrescerem na f, por meio de recursos ldicos

    Casais: alm de refletir sobre a importn-cia da f na vida a dois, os casais fizeram a renovao das promessas do matrimnio

    Jovens: com msicas, teatros e testemu-nhos de jovens catlicos, os par-ticipantes experi-mentaram uma forma diferente de viver a f

    Datas dos retiros em 2015Mulheres: 21 de maro, das 14h s 20h

    Idosos: 25 de abril, das 14h s 20h

    Crianas: 6 de junho, das 14h s 20h

    Casais: 20 de junho, das 14h s 20h

    Homens: 4 de julho, das 14h s 20h

    Jovens: 29 de agosto, das 14h s 20h

    Fotos: acervo da Catedral

  • 5A XIX Semana Teolgica da Diocese de Caxias do Sul ocorreu de 8 a 10 de se-tembro com o tema F crist em tempo de mudana. Ela fez parte das comemoraes dos 80 anos da Diocese.

    No primeiro dia, o arcebispo de Manaus, Dom Srgio Eduardo Castriani, falou de como a Igreja Catlica na Amaznia con-seguiu crescer, articulando-se em pequenas comunidades para viver a f crist. No se-

    gundo dia, o jornalista Me. Moiss Sbarde-lotto falou sobre como possvel vivenciar a f comunitria no ambiente digital.

    No encontro de encerramento, o proco da Catedral, padre Leomar Brustolin, abor-dou a nova configurao da parquia para enfrentar os desafios e aproveitar as opor-tunidades dos tempos atuais, a partir das orientaes do Documento 100 da CNBB, aprovado em maio de 2014.

    A Catedral sediou a mis-sa em comemorao aos 80 anos da Diocese de Caxias do Sul no dia 8 de setembro. Participaram da celebrao dezenas de padres, religio-sos, autoridades e leigos, que marcaram a histria da Igreja Catlica local.

    O Bispo Dom Alessan-dro Ruffinoni utilizou o bculo (cajado) do primeiro bispo, Dom Jos Barea, e rezou por todas as pessoas e parquias

    que compem a Diocese.Oramos para todas as

    900 comunidades e mais de setenta parquias, para que sejam cada vez mais fraternas, acolhedoras, indo ao encontro dos afastados, praticando a caridade e tendo a Palavra de Deus como o norte de toda a ao evangelizadora, disse o bispo na homilia.

    Aps a missa, houve confra-ternizao no Jardim de Maria com distribuio de cupcakes.

    Diocese e Catedral celebraram aniversrio

    Semana Teolgica refletiu modo de viver a f

    Outra iniciativa que marcou as festividades dos 80 anos foi a inaugurao do Museu Dioce-sano Dom Jos Barea no sub-solo do bispado.

    A Catedral tambm comemorou, em outubro, 130 anos de parquia e 115 anos de consagrao do templo.

    Para registrar a data, uma linha do tempo interativa com a histria da parquia foi publi-cada em catedraldecaxias.com.br, na seo Histrico.

    Diocese celebrou 80 anos, e Catedral comemorou 130 anos de parquia e 115 de dedicao do templo

    Leandro Araujo, FotoItlia

  • Catholica Domus, do latim, casa catlica, o centro de formao da Catedral. O es-pao abriga o Curso de Teo-logia de Leigos da Diocese, a catequese paroquial e muitos retiros e reunies das pasto-rais, dos servios e movimen-tos da Parquia. Um local exclu-sivo para a evangelizao e aes pastorais.

    Para melhor acolher o pbli-co que frequenta o espao, a Catedral reformou a Catholica buscando mais acessibilidade e praticidade, colocando uma porta de vidro, escadas e

    corrimes. Para ter mais segu-rana, foi implantado um siste-ma de vigilncia, com cmeras e interfone, e se ampliou o Pla-no de Preveno Contra Incn-dio (PPCI).

    De acordo com a arquite-ta responsvel pela refor-ma, Bernadete Gazzi, a repaginao da fachada foi efetuada a partir da Lei da publicidade visual, aprova-da em 2012. Os ambientes internos acompanharam as adequaes.

    Buscamos dar um novo conceito ao interior da casa,

    Catholica Domus reformada

    6

    +renovao

    As mudanas buscaram tornar o ambiente mais

    receptivo, seguro e moderno,

    para acolher melhor as centenas

    de pessoas que frequentam mensal-

    mente o espao

    mais moderno, aberto e re-ceptivo. Retiramos as grades, mudamos os forros, trabalha-mos com as cores e ilumi-nao, explica Bernadete. A Catedral tambm investiu em mquina de caf e de gua filtrada, a fim de garantir mais sade e conforto.

    Foi uma importante refor-ma que tornou o espao mais seguro e acolhedor, destaca o Padre Leomar. A Catholica possui seis salas, um auditrio para 150 pessoas sentadas, alm de secretaria, capela, cozinha e biblioteca.

    Fotos: Leandro Araujo, FotoItlia

  • 7Caridade personalizadaA Pastoral Social da Catedral passou por pro-

    fundas mudanas em 2014. As reformas da parte interna e da fachada da Casa Madre Teresa ex-ternaram o desejo da instituio de ser mais aco-lhedora. Junto com a parte estrutural, os servios tambm passaram por adequaes.

    As paredes, que tinham as cores azul e bran-ca, foram pintadas de laranja e receberam gra-fites desenhados pelo arquiteto Fbio Lopes. As mesas de atendimento foram organizadas para garantir um atendimento personalizado.

    O auxlio a pessoas carentes no acesso a medicamentos, alimentos e roupas, assistncias psicolgica, jurdica e profissional continua. No entanto, as atividades esto mais focadas na pro-moo humana do que no assistencialismo.

    As visitas nas famlias atendidas foram amplia-das. Alm do bazar beneficente de roupas, as doaes so destinadas s Parquias Santssima Trindade, no Bairro Mariani, Divino Esprito San-to, no Bairro Ftima, e parquia de So Francis-co de Paula, onde so feitos brechs para reunir recursos para manuteno paroquial. Os rem-dios tambm so encaminhados para o Hospital de So Francisco de Paula.

    No simplesmente dar remdio ou fralda. preciso dar ateno s pessoas. Talvez elas preci-sem de um pouco mais. Queremos ir alm do que a pessoa necessita, reflete a coordenadora da Casa Madre, Irm Eneida Lazzari.

    Novos servios ampliam pblico atendido

    Novas atividades foram includas, como o acom-panhamento de gestantes Encontro Carinhoso, e o programa de capacitao profissional para jo-vens e adultos Capacitar. As iniciativas fazem parte do planejamento estratgico elaborado com consultoria de Ivan Polidoro. A Casa Madre Teresa est localizada na Rua Pinheiro Machado, n.1000, atende a cerca de 1,8 mil pessoas por ms e distribui mensalmente 12 mil fraldas. Mais informaes pelo fone 54 3228.7239.

    Capacitar: capacita-o profis-sional para jovens e adultosem busca de uma oportuni-dade de trabalho

    Encontro com Gestantes: nas teras-fei-ras tarde,durante os nove meses, com a presena de profis-sionais da sade

    Estrutura: mesas de atendi-mentoforam dispos-tas para melhorar a acolhida

    Atendimento:Farmcia: segunda e quarta

    Fraldas: de segunda a quinta

    Orientao jurdica e psicolgica: segunda

    Bazar de roupas: duas vezes por ms

    Doaes: de segunda a quinta

    Grupo Esperana: segunda

    Fotos: Ana Mutterle

  • O projeto que promove dilogos sobre es-piritualidade mudou seu formato em 2014. Alm de contar com as pergun-tas dos jovens, o F & CaF trouxe especialistas no tema para incentivar o debate e fazer contraponto.

    Fazemos questo de trazer especialistas para oportunizar o olhar teolgico confrontado com a cincia. Assim, vamos intensificar o dilogo entre f e razo, cincia e religio, como prope a Encclica de Joo

    Paulo II Fides et Ratio, explica o idealizador do projeto, Padre Leomar Brustolin.

    O F & CaF rene cerca de duzentos jovens de 15 a 35 anos de diferentes ci-dades e religies. Ele ocorre em datas programadas, das 20h s 21h30min, no espao Mater Dei da Catedral, com entrada gratuita e j comple-tou 24 edies.

    Para contemplar outras idades, a conversa trans-mitida ao vivo pela webtv do site: catedraldecaxias.com.

    F & Caf: diversos olhares

    8

    +formao

    Especialistas nos temas participaram dos debates para ampliar o dilogo entre f e razo, cincia e religio

    br. O encontro tambm con-ta com msica ao vivo, dis-tribuio de caf e apresen-tao de vdeos feitos pela equipe do projeto, os quais podem ser conferidos nos links: catedraldecaxias.com.br/feecafe ou no facebook.com/feecafecaxiasdosul.

    Alm disso, possvel con-ferir no site da Catedral as gravaes completas de vrias edies, e a participao do projeto no programa Rede de Olhares, da UCS TV, ocorrido no dia 25 de agosto 2014.

    Temas debatidos em 2014:A f pode mesmo curar?

    Seriado Dr. House: O que est por trs do atesmo?

    Quais so as fronteiras entre cincia e religio?

    Depresso e suicdio: a f pode ajudar?

    Intolerncia religiosa: por que o radicalismo cresce?

    Fotos: Daniel Gregol

  • As mudanas rpidas na cultu-ra atual, provocadas pela tecno-logia, j comeam a deixar de ser novidade para todos ns. O mun-do no est mais em profundas mudanas! O mundo j mudou e no h mais volta. Nesse novo estilo de vida, a tecnologia est provocando uma reviravolta no comportamento humano. Fala-se hoje da cibercultura, que a in-fluncia direta da tcnica na vida humana em todos os sentidos. Na religio, tambm as novas mdias digitais esto construindo uma nova experincia de transmisso da f.

    Quando vemos o Papa uti-lizando twitter e os devotos fa-zendo uso de sites religiosos, capela virtual, velas virtuais, mensagens pela internet, vdeos, missa na web, constatamos que as mdias digitais no so ape-nas ferramentas ou meios para a transmisso da f, mas so locais de experincia de Deus, so igrejas digitais, lugares do encontro com Deus. a chama-da ciberreligio. A parquia da Catedral busca acompanhar e desenvolver novas formas de evangelizao.

    Na Semana Teolgica, ocorri-da em setembro, Moiss Sbarde-lotto refletiu sobre a transmisso da f nas mdias digitais, destacando a importncia da internet na evan-gelizao. O site da Catedral, mais interativo, oferece espao de orao, textos catequticos para download, vdeos e muitas outras formas de transmisso da f, bus-cando atender exigncia de uma nova evangelizao. Em tempos de Papa Francisco, nos esforamos para renovar a parquia, manten-do a f viva, alegre, e missionria, e construindo novas relaes entre os cristos. O digital no se ope a isso, pois quer contribuir para que Cristo esteja na vida das pes-soas. Acompanhe nosso site www.catedraldecaxias.com.br.

    A idade do saber A vivncia da f nas mdias digitais Pe. Oscar Chemello

    9

    Para proporcionar populao ido-sa convivncia, reflexo e espiritualidade, promovendo uma melhor qualidade de vida, a Catedral oferece o projeto Sa-ber Viver. So atividades semanais que trabalham diversos aspectos psicossocias para pessoas de 60 anos ou mais. As oficinas em 2014 foram: Aprendendo a viver esta fase da vida (partilha de profissionais que trazem di-cas para viver melhor); Jo-gos Interativos; Informtica Bsica e Estudo da Bblia. Neste ano, mais de cento e cinquenta idosos participaram do projeto.

    Os idosos gostam de aprender novi-dades. Porm, o que mais destacam no projeto a convivncia que eles mantm. Refletem juntos sobre como viver melhor essa fase, unindo f com sade, revela a coordenadora do projeto e pedagoga,

    Ivonne Cortelletti. O projeto um dos caminhos para

    compreender e valorizar o significado de se estar vivendo. um espao onde o saber de cada um compartilhado, e os laos de amizade do um novo sentido ao conviver, avalia o Padre Leomar.

    Em 2013, uma parte do que foi tratado nos en-contros foi reunida no livro Saber Viver: reflexes e dicas para envelhecer com qualidade. A obra orga-nizada pelo Padre Leomar Brustolin e pela Ivonne

    Cortelletti e contou com a participao de 14 autores. Traz dicas para envelhecer com sade. O livro pode ser comprado a R$ 20 na secretaria da Catedral.

    As inscries para as oficinas ocorrem de 11 a 25 de maro, e a aula inaugural ser realizada dia 30 de maro.

    Oficinas em 2015:Aprendendo a viver esta fase da vida: segunda-feira, das 14h s 16h30min, no espao Mater Dei. So palestras que trabalham atividades preventivas.

    Jogos interativos: quarta-feira, das 13h50min s 15h50min, no espao Mater Dei. So ogos como: xadrez, damas, buraco, canastra, escova, domin, oito, etc.

    Informtica bsica e internet: quarta-feira, das 16h s 17h50min; quinta-feira das 13h50min s 15h50min e das 16h s 17h50min, no espao Mater Dei.

    Estudo da bblia: sexta-feira, das 14h s 16h, no espao Mater Dei. Os livros a serem estudados so: Atos dos Apstolos e Cartas de So Paulo.

    Em 2014, mais de 150 idosos partici-param das oficinas,

    que estimulam a con-vivncia e a f

    Ana Mutterle

    Estudo da lngua italiana: sexta-feira, das 16h30min s 18h, no Mater Dei.

  • A Diocese de Caxias do Sul promove, anualmente, a Escola de Formao para Catequis-tas, com o objetivo de formar catequistas discpulos de Je-sus Cristo, oferecendo uma formao bblica, teolgica e pedaggica.

    O curso possui trs mdulos, com 30 horas cada, sendo o primeiro mdulo o estudo bbli-co, o segundo, a teologia crist e o ltimo mdulo a pedagogia

    e as dinmicas para catequese. No necessrio curs-los de modo sequencial. O primeiro encontro ocorre no dia 28 de fevereiro.

    As aulas sero realizadas na Catholica Domus, aos sba-dos, das 9h s 17h. Os cur-sistas recebem certificado de extenso universitria emitido pela Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre. Inscries abertas na secretaria da Catedral.

    Formao bblica, teolgica e pedaggica para Catequistas

    10

    +Igreja

    Teologia para Leigos inicia em maroO Curso de Teologia para Leigos da Diocese de Caxias do Sul seguir

    com novo formato em 2015. No primeiro semestre, os inscritos podem es-colher entre os mdulos Jesus Cristo e Deus, e, no segundo semestre, entre Antropologia e Eclesiologia. No necessrio fazer de modo sequencial.

    Aps cada mdulo, o cursista recebe um certificado emitido pela PUC-RS. As aulas acontecero sempre s segundas-feiras, na Catholica Domus, das 19h30min s 21h30min. A inscrio pode ser realizada na secretaria da Catedral, no valor de R$ 40, mais trs parcelas de R$40. As inscries podero ser realizadas at o dia 16 de maro, dia em que iniciam as aulas.

    Balco do Dzimo

    A Catedral mantm inmeros trabalhos voltados caridade e evangelizao durante todo o ano. A contribuio que sustenta os projetos pastorais da Parquia pde ser feita, desde maro de 2014, em um balco que foi colocado aps as missas da segunda semana de cada ms. Muitas pessoas fizeram a oferta do dzimo no bal-co Acredito e colaboro.

    Neste ano, os dizimistas, alm de te-rem missas celebradas no dia do seu aniversrio, receberam, como agra-decimento, smbolos das festas crists. Na Pscoa, foram feitas guirlandas da Ressurreio e, no Natal, so entregues vitrais da Sagrada Famlia.

    O carn do dzimo mostra as aes desenvolvidss pela Catedral, e, a cada ms, pode-se visualizar com o que se est contribuindo. Alm do balco, possvel contribuir na secretaria da Catedral, com cheque, dinheiro ou carto de crdito.

    Inscries para catequese em 2015As matrculas e rematrculas para a

    catequese da Catedral sero realiza-das na secretaria paroquial, de 23 a 28 de fevereiro de 2015, das 8h30min s 11h45min e das 13h30min s 18h. Os encontros semanais ocorrero de maro a outubro.

    Quem ingressar na catequese pre-cisa portar a certido de nascimento e o comprovante de batismo. Quem j faz catequese, necessrio que efetue a rematrcula, podendo ser feita por outra pessoa na ausncia dos responsveis.

    A taxa anual da catequese de R$ 50, que inclui material para os encontros. Alm disso, importante ajudar a Parquia por meio do dzimo, sendo um sinal de pertena comunidade e participao na formao crist de crianas e jovens.

    A turma da catequese de adultos re-ceber os sacramentos da Eucaristia e do Crisma na Pscoa de 2015. Em maio, haver o incio de nova turma, aps a festa de Pentecostes. Podem participar pessoas acima de 16 anos que no foram batiza-das ou no receberam Eucaristia e Crisma.

    Curso de Noivos na CatedralOs Cursos de Noivos da Catedral

    sero realizados em maio e setembro de 2015. Eles ocorrero na Catholica Domus e abordaro: Sacramento do Matrim-nio, Dilogo, Psicologia e Espiritualidade do Casal, alm de Planejamento Familiar.

    A inscrio pode ser feita na secretaria da Catedral. O certificado somente ser expedido para quem obtiver 100% de frequncia. Mais informaes no site da catedral.

    Foto

    s: A

    cerv

    o da

    Cat

    edra

    l

  • www.catedraldecaxias.com.br

    Encontros de consolao no luto

    7 de maro

    11 de abril

    2 de maio

    6 de junho

    Expediente

    Desde agosto de 2014, a Catedral pro-move o Palavras de Es-perana, encontro de apoio para pessoas en-lutadas. Em um sbado de cada ms, das 10h s 11h30min, no espao Mater Dei, psiclogas e padres da Catedral conduzem momentos de reflexo, partilha e orao para quem deseja participar. A entrada gratuita e no necessrio inscrio.

    A Igreja tem uma mensagem de consolao e esperana que pode ajudar quem est sofrendo com o luto. O Palavras de Esperana busca difundir esse pensamento e estar prximo de quem vive este momento difcil, explica o idealizador da iniciativa e proco da Catedral, Padre Leomar Brustolin.

    Para levar apoio aos enlutados e tambm esclarecer dvi-das religiosas sobre a morte, o padre Leomar escreveu uma cartilha com perguntas e respostas sobre a morte e o luto. Com o ttulo Como ser depois?, o material pode ser adquirido a R$ 10 na secretaria da parquia.

    11 de julho

    8 de agosto

    12 de setembro

    03 de outubro

    Encontros em 2015:

    7 de novembro

    Encenao da catequese

    As turmas da Catequese Inicial da Parquia Santa Teresa apresentaram, em novembro de 2014, a encenao Uma aliana de amor - A histria de Deus com seu povo. Noventa e oito catequizandos atuaram na apresentao.

    A obra narrou a Histria da Salvao e foi escrita pelo Padre Leomar Brustolin. A pea contou com a coordenao do Padre Oscar Chemello, os adereos elaborados pela Irm Terezinha Cardoso e a locuo de Cleber Brisotto e Fbia Dambrs. possvel assistir a pea na seo Vdeos do site da Catedral.

    Capacitao para coroinhas Para crianas e adoles-

    centes de 8 a 14 anos que desejam ser aclitos da Parquia, a Catedral pro-moveu o Curso de Capaci-tao para Coroinhas.

    Os encontros ocorreram em cinco domingos consecu-tivos. Muitas crianas iniciam sua vida de f como coroinhas e crescem prximos da Igreja, pois o servio na missa auxilia a criana a ter um encontro pessoal com Jesus. Nosso

    objetivo foi abrir a oportuni-dade a mais pessoas, explica o Padre Leomar Brustolin.

    Os momentos do curso foram: O amor de Deus, Com-portamento de coroinha, Mis-sa explicada, As funes do coroinha e Missa de investidu-ra. As inscries para o curso em 2015 sero abertas em maro. Mais informaes com a coordenadora dos aclitos, Roberta Barros, pelo fone 54 99184110.

    Conselho Editorial:Padre Leomar BrustolinPadre Oscar Chemello

    Impresso:Editora So Miguel

    Tiragem:2 mil exemplares

    Projeto grfico e textos:Ana Cludia Mutterle

    Reviso:Ivone Polidoro Franco

    Rua Os 18 do Forte, 1811 - Centro - 95020-472 - Caxias do Sul - RS - BrasilTelefone: 54 3221.2564 [email protected]

    Facebook.com/CatedraldeCaxias

    11

    Foto

    s: A

    cerv

    o da

    Cat

    edra

    l

    Fot

    os: L

    eand

    ro A

    rauj

    o e

    Fern

    ando

    Dai

    Pr

    , Fot

    oIt

    lia

  • em notciasNo pode haver tristeza no dia em que

    nasce a vida. [...] Toma conscincia, cristo, da tua dignidade. (Papa Leo Magno)

    Programao de fim de ano: De 1 a 10 de dezembro: Bazar de Natal, das 11h s 20h, no Mater Dei, para colaborar com as obras da sacristia e da nova luminoteca

    De 17 a 23 de dezembro: construo do prespio nas missas

    22 de dezembro: Confisses s 19h30min

    24 e 31 de dezembro: Missa somente s 19h

    25 de dezembro: Missa s 9h,11h e 19h

    1 de janeiro: Missa s 11h e s 19h

    Neste Natal, recordemos as palavras do Sermo do Papa So Leo Magno por ocasio do Natal sc. V:

    Hoje, amados filhos, nasceu o nosso Salvador. Alegremo-nos. No pode haver tristeza no dia em que nasce a vida; uma vida que, dissipando o temor da morte, enche-nos de alegria com promessa de eternidade.

    Ningum est excludo da participao nesta felicidade. A causa da alegria comum a todos, porque nosso Senhor, vencedor do pecado e da morte, no tendo encontra-do ningum isento de culpa, veio libertar a todos. Exulte o justo, porque se aproxima da vitria; rejubile o peca-dor, porque lhe oferecido o

    perdo; reanime-se o pago, porque chamado vida. [...] Despojemo-nos, portanto, do velho homem com seus atos; e tendo sido admitidos a par-ticipar do nascimento de Cris-to, renunciemos s obras da carne.

    Toma conscincia, cris-to, da tua dignidade. E j que participas da natureza divina, no voltes aos er-ros de antes por um com-portamento indigno de tua condio. Lembra-te de que cabea e de que corpo s membro. Recorda-te que fos-te arrancado do poder das trevas e levado para a luz e o Reino de Deus.

    Um abenoado Natal e um Feliz 2015!

    Nasceu o nosso Salvador!

    De 8 de dezembro a 6 de janeiro: Exposio no Mater Dei de prespio artesanal com retalhos de tecidos(fuxico) feito por Maria Oneidede Lucena

    Novidades em 2014:

    Lea

    ndro

    Ara

    jo,

    Fot

    oIt

    lia