Mat 22082013191304J

Embed Size (px)

DESCRIPTION

HGGJHG

Text of Mat 22082013191304J

Teoria Geral da Contabilidade

Teoria Geral da ContabilidadeIntroduo e Metodologia da ContabilidadeProf. Moiss CamposAnlise de um caso (extrado do livro de Hendriksen e Van Breda)1. A empresa ABC engarrafadora de refrigerantes.2. A ABC criou uma subsidiria, Valu Vend, tendo 100% das aes.3. A Valu Vend instalava mquinas para venda de refrigerantes.4. A empresa registrava a venda das mquinas no momento em que eram entregues aos clientes da Valu Vend.

Anlise de um caso (extrado do livro de Hendriksen e Van Breda)5. As condies da venda: entrada de 50 dlares e o saldo em 48 prestaes mensais, sob planos de carncia, a primeira das prestaes mensais pode ser paga 120 dias ou 210 dias aps a data da compra, mas todos os pagamentos devem ser completados dentro de 48 meses aps a compra.6. As mquinas so vendidas a distribuidores e, por meio dos distribuidores, a outros compradores, que podem colocar as mquinas em locais de sua prpria escolha. Cada distribuidor se obriga a estocar e a distribuir bebidas em seu territrio comercial, bem como a montar organizaes de venda e manuteno.

Anlise de um caso (extrado do livro de Hendriksen e Van Breda)7. Houve um debate entre a empresa ABC e empresa de auditoria Alexander Grant & Company no que se refere ao reconhecimento da receita, a empresa ABC estava fazendo por competncia, os auditores sugeriram o diferimento.8. No houve acordo e a diretoria recomendou ao conselho de Administrao cancelar o contrato com Grant.

Anlise de um caso (extrado do livro de Hendriksen e Van Breda)A questo uma das mais fundamentais na teoria da contabilidade: quando deve ser reconhecida uma receita?

Anlise de um caso (extrado do livro de Hendriksen e Van Breda)Algumas questes adicionais:Seria possvel tratar a venda de uma mquina de vender refrigerantes comoa venda de uma garrafa de refrigerantes?Seria apropriado reconhecer uma venda no momento da entrega, quando se trata de uma venda condicional?Deve o valor da entrada afetar a deciso a esse respeito?O que se deve fazer a respeito do fato de que a venda no est sendo feita ao consumidor final, e sim a um intermedirio?

Anlise de um caso (extrado do livro de Hendriksen e Van Breda)Implicaes do casoO no reconhecimento da receita pela Valu Vend, no ato da entrega gerou queda de 30% do faturamento para a ABC. Isso poderia ter impedido a obteno de um emprstimo e consequente reflexo no seu plano de expanso

Anlise de um caso (extrado do livro de Hendriksen e Van Breda)Implicaes do casoOs auditores poderiam sofrer uma ao judicial por quebra de contrato, caso recusassem a dar um parecer sem ressalva se justificativa. Concordar em dar um parecer sem ressalva poderia gerar uma ao coletiva por parte de acionistas furiosos, se houvesse problemas no futuro. Enfim, vidas e subsistncias de diversas pessoas so afetadas de perto pela soluo de questes como essas.

Anlise de um caso (extrado do livro de Hendriksen e Van Breda)Implicaes do casoO caso tambm demonstra que a teoria da contabilidade depende de julgamentos profissionais feitos por pessoas envolvidas com casos especficos. No so apenas os membros do Conselho de Padres de Contabilidade Financeira (Financial Accounting Standards Board Fasb) que so obrigados a teorizar.

Anlise de um caso (extrado do livro de Hendriksen e Van Breda)Implicaes do casoAs normas amplas demandam um espao de liberdade para os administradores e contadores, por exemplo, a norma do reconhecimento da receita.A receita deve ser reconhecida no prazo mais curto dentro do qual (1) a entidade tenha cumprido substancialmente o que exigido para obter a receita e (2) o volume de receita possa ser medido confiavelmente

1.1. ENFOQUES TEORIA DA CONTABILIDADEEnfoque FiscalEnfoque LegalEnfoque ticoEnfoques EconmicosEnfoque ComportamentalEnfoque EstruturalEnfoque FiscalO que a receita federal determina?A receita federal no est to interessada em medir o lucro e uma empresa quanto em determinar a base para fins de tributao.As concluses da contabilidade fiscal so irrelevantes, para o caso discutido.

Enfoque FiscalNo se pode ignorar que as leis de imposto de renda exerceram impacto significativo sobre as prticas contbeis. Ex. Proviso para depreciao (1909 nos EUA), Avaliao de estoques (1918). Casos judiciais sobre legislao fiscal tem exercido influncia no desenvolvimento de conceitos contbeis.

Enfoque FiscalTendncias em aceitar as normas do imposto de renda como princpios e prticas contbeis aceitos so lamentveis. Exemplos:DepreciaoItens que poderiam ser capitalizados, aos lanados como despesa visando deduo fiscal o mais depressa possvel.Legislao fiscal probe provises para despesas futuras de conserto e manuteno, exceto indiretamente por meio de depreciao acelerada.

Enfoque Legaluma venda deve ser reconhecida quando a propriedade legal de um bem transmitidaQuestiona-se esta afirmao ante os julgados dos tribunais americanos.

Enfoque LegalExemplo:Penzoil alegou que Texaco lhe havia roubado a Getty Oil, aps a concluso de uma venda legal entre a Getty e a Penzoil. A Texaco alegou que um aperto de mo no representava um venda legal. Os tribunais do Texas deram ganho de causa Penzoil. A Texaco fez um acordo extrajudicial de 3 bilhes de dlares. Teria havido uma venda?

Enfoque LegalOutros exemplos:Eisner v. Macomber, analisado pela Suprema Corte. Questo, bonificao era lucro ou no.James v. United States. Indivduo se apropriou de 738 mil dlares de seu empregador entre 1951 e 1954. A receita federal o processou por no ter pago imposto de renda sobre seus ganhos ilcitos.

Enfoque ticoO enfoque tico teoria da contabilidade d nfase aos conceitos de justia, verdade e equidade. Consideraes como ausncia de vis, neutralidade e fidelidade de representao so vistas como caractersticas de um sistema contbil confivel.Enfoque ticoA pergunta a partir deste enfoque : a administrao estava sendo justa com os acionistas, ao contabilizar transaes naquela altura? A administrao da ABC estava dizendo a verdade?Enfoque ticoComo definir verdade em contabilidade? (de acordo com fatos objetivos ou demonstraes a valores correntes? Ou ainda reconhecimento de receita somente quando da venda).Enfoques EconmicosH a tentativa de associar conceitos contbeis aos conceitos econmicos. H trs caminhos distintos para adoo do enfoque econmico na teoria da contabilidade: o macroeconmico, o microeconmico e o social-empresarial.Enfoque MacroeconmicoProcura explicar o efeito de procedimentos alternativos de divulgao de dados sobre indicadores e atividades econmicas num nvel mais amplo de o que o de uma empresa, como um setor de atividade ou mesmo a economia nacionalEnfoque MacroeconmicoExemploRelatrio contbeis que permitam ou at mesmo estimulem pagamentos maiores de dividendos e investimentos reais mais elevados em perodo de reduo de atividade econmica. A Sucia utiliza esta abordagem. No est claro como isto ajudaria a administrao da ABC.Enfoque MicroeconmicoExplica o efeito de procedimentos alternativos de divulgao sobre indicadores e atividades econmicas no nvel da empresa. O Fasb adota este ponto de vista em seu referencial conceitual. Provavelmente as questes de reconhecimento, no caso da ABC, seriam irrelevantes para o mercado, pois estaria havendo a divulgao integral dos fatos.Contabilidade Social-EmpresarialA abordagem aqui discute os efeitos da atividade econmica da empresa na sociedade, tais como: custo da poluio ambiental, do desemprego, das condies insalubres de trabalho e outros problemas sociais. Aqui a informao contbil entendida como bem pblico. O enfoque no apenas nos acionistas, mais em um grupo de interesses mais amplo, como empregados, fornecedores e credores.Enfoque ComportamentalSo incorporadas vises da sociologia e psicologia ao desenvolvimento das teorias da contabilidade. A preocupao reside na relevncia da informao transmitida a responsveis pela tomada de decises e no comportamento de indivduos ou grupos diversos em consequncia da apresentao de informaes contbeis. Para a ABC, qual seria o impacto da divulgao do reconhecimento de lucros antecipados bem como da controvrsia?Enfoque Estrutural o enfoque clssico, usa a analogia para apontar solues. Da decorre a uniformidade. Foi o enforque utilizado pela empresa ABC e pelos auditores.1.2. CLASSIFICAO DAS TEORIAS DA CONTABILIDADEUma vez utilizado o enfoque para dar soluo a um problema, vem a segunda pergunta: o que significa uma soluo correta, neste contexto?

Teoria como linguagemEfeito das palavras sobre os ouvintes (pragmtica)Significado para os ouvintes (semntica)O sentido lgico das palavras (sintaxe)Os enfoques comportamental e econmicos so pragmticos.O enfoque estrutural sinttico.

Teoria como RaciocnioGeneralizaes a observaes especficas (raciocnio dedutivo)Observaes especficas a generalizaes (raciocnio indutivo)Em contabilidade as generalizaes so postulados, os princpios so deduzidos.Mtodo dedutivo: as regras prticas so deduzidas dos postuladosMtodo indutivo: os princpios so obtidos a partir da melhor prtica existente.

Teoria como DecretoTanto teorias indutivas como dedutivas podem ser descritivas (positivas) ou prescritivas (normativas).Normativo: qual a melhor maneira de registrar contabilmente uma transao.Positivo: Como os administradores e outros indivduos decidem o que melhor para eles.

Classificao das TeoriasComo DecretoDescritiva (positiva)Prescritiva (normativa)Como RaciocnioDeduo ( logicamente correta)Induo (que evidncias existem)Como linguagem1. Sintaxe (quais so as regras?)2. Semntica (o que significa?)3. Pragmtica (que efeito ter?)Para aprofundar a leituraHENDRIKSEN, Eldon S; VAN BREDA, Michael. Teoria da Contabilidade. So Paulo: Atlas, 1999.Captulos 1 e 2