of 34 /34
Pregão n. 057/2018 - TRE/SC Página 1 de 34 Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Rua Esteves Júnior, n. 68, Centro, Florianópolis/SC, CEP 88015-130 – Fone: (48) 3251-3701 – www.tre-sc.jus.br PREGÃO N. 057/2018 (PAE n. 5.256/2018) O TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SANTA CATARINA, por meio da Coordenadoria de Julgamento de Licitações, conforme art. 45, inciso IV, da Resolução TRESC n. 7.930, de 9 de dezembro de 2015, atendendo à solicitação da Coordenadoria de Infraestrutura e Serviços, comunica aos interessados que fará realizar PREGÃO ELETRÔNICO para a contratação de serviços de manutenção preventiva e corretiva do elevador e da plataforma de acessibilidade vertical instalados no edifício que abriga os Cartórios Eleitorais da Capital. A proposta deverá ser registrada no sistema COMPRASNET, por meio do site www.comprasgovernamentais.gov.br (UASG 070020), até o horário da abertura da Sessão Eletrônica, que se dará no dia 04 de julho de 2018, às 16 horas, no mesmo site. A licitação será do tipo MENOR PREÇO, consoante as condições estatuídas neste Edital e será regida pelas Leis n. 10.520, de 17 de julho de 2002, 8.666, de 21 de junho de 1993, 8.078, de 11 de setembro de 1990, Lei Complementar n. 123, de 14 de dezembro de 2006, pelos Decretos n. 5.450, de 31 de maio de 2005, e 8.538, de 6 de outubro de 2015, pela Resolução n. 23.234, de 15 de abril de 2010, do Tribunal Superior Eleitoral, pela Instrução Normativa SLTI/MPOG n. 2, de 11 de outubro de 2010, e pelo Termo de Conciliação entre o Ministério Público do Trabalho e a Advocacia-Geral da União, homologado na 20ª Vara do Trabalho de Brasília – DF, nos autos do Processo de n. 01082-2002-020-10-00-0. I. DO OBJETO 1.1. As especificações do objeto deste Pregão Eletrônico constam no Projeto Básico / Termo de Referência (ANEXO I), que integra o presente Edital, independentemente de transcrição. 1.1.1. Na hipótese de haver diferença entre a descrição registrada no Sistema Comprasnet (www.comprasgovernamentais.gov.br) e as especificações constantes no ANEXO I deste Edital, deverão ser consideradas as do Edital. 1.2. Fazem parte deste Edital os seguintes anexos: a) ANEXO I: Projeto Básico / Termo de Referência; e b) ANEXO II: Planilha de Custos. II. DAS CONDIÇÕES PARA PARTICIPAÇÃO 2.1. A presente licitação é destinada, exclusivamente, à participação de microempresas ou empresas de pequeno porte, nos termos da Lei Complementar n. 123/2006, alterada pela Lei Complementar n. 147/2014. 2.1.1. A empresa deverá providenciar o registro de sua condição de microempresa ou empresa de pequeno porte em campo próprio do SICAF (porte da empresa) e, ainda, quando do envio eletrônico da proposta, ter optado, se assim desejar, em campo próprio do Sistema Comprasnet, pelos benefícios da Lei Complementar n. 123/2006. 2.1.2. O licitante é responsável por solicitar seu desenquadramento da condição de microempresa ou empresa de pequeno porte quando houver ultrapassado o limite de faturamento

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina · contratação de serviços de manutenção preventiva e corretiva do elevador e da plataforma de ... solicitação de exclusão da

Embed Size (px)

Text of Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina · contratação de serviços de manutenção...

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 1 de 34

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Rua Esteves Jnior, n. 68, Centro, Florianpolis/SC, CEP 88015-130 Fone: (48) 3251-3701 www.tre-sc.jus.br

PREGO N. 057/2018

(PAE n. 5.256/2018)

O TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SANTA CATARINA , por meio da Coordenadoria de Julgamento de Licitaes, conforme art. 45, inciso IV, da Resoluo TRESC n. 7.930, de 9 de dezembro de 2015, atendendo solicitao da Coordenadoria de Infraestrutura e Servios, comunica aos interessados que far realizar PREGO ELETRNICO para a contratao de servios de manuteno preventiva e corretiva do elevador e da plataforma de acessibilidade vertical instalados no edifcio que abriga os Cartrios Eleitorais da Capital.

A proposta dever ser registrada no sistema COMPRASNET, por meio do site www.comprasgovernamentais.gov.br (UASG 070020), at o horrio da abertura da Sesso Eletrnica, que se dar no dia 04 de julho de 2018 , s 16 horas , no mesmo site.

A licitao ser do tipo MENOR PREO, consoante as condies estatudas neste Edital e ser regida pelas Leis n. 10.520, de 17 de julho de 2002, 8.666, de 21 de junho de 1993, 8.078, de 11 de setembro de 1990, Lei Complementar n. 123, de 14 de dezembro de 2006, pelos Decretos n. 5.450, de 31 de maio de 2005, e 8.538, de 6 de outubro de 2015, pela Resoluo n. 23.234, de 15 de abril de 2010, do Tribunal Superior Eleitoral, pela Instruo Normativa SLTI/MPOG n. 2, de 11 de outubro de 2010, e pelo Termo de Conciliao entre o Ministrio Pblico do Trabalho e a Advocacia-Geral da Unio, homologado na 20 Vara do Trabalho de Braslia DF, nos autos do Processo de n. 01082-2002-020-10-00-0.

I. DO OBJETO

1.1. As especificaes do objeto deste Prego Eletrnico constam no Projeto Bsico / Termo de Referncia (ANEXO I), que integra o presente Edital, independentemente de transcrio.

1.1.1. Na hiptese de haver diferena entre a descrio registrada no Sistema Comprasnet (www.comprasgovernamentais.gov.br) e as especificaes constantes no ANEXO I deste Edital, devero ser consideradas as do Edital.

1.2. Fazem parte deste Edital os seguintes anexos:

a) ANEXO I: Projeto Bsico / Termo de Referncia; e

b) ANEXO II: Planilha de Custos.

II. DAS CONDIES PARA PARTICIPAO

2.1. A presente licitao destinada, exclusivamente , participao de microempresas ou empresas de pequeno porte, nos termos da Lei Complementar n. 123/2006, alterada pela Lei Complementar n. 147/2014.

2.1.1. A empresa dever providenciar o registro de sua condio de microempresa ou empresa de pequeno porte em campo prprio do SICAF (porte da empresa) e, ainda, quando do envio eletrnico da proposta, ter optado, se assim desejar, em campo prprio do Sistema Comprasnet, pelos benefcios da Lei Complementar n. 123/2006.

2.1.2. O licitante responsvel por solicitar seu desenquadramento da condio de microempresa ou empresa de pequeno porte quando houver ultrapassado o limite de faturamento

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 2 de 34

estabelecido no art. 3 da Lei Complementar n 123, de 2006, no ano fiscal anterior, sob pena de ser declarado inidneo para licitar e contratar com a administrao pblica, sem prejuzo das demais sanes, caso usufrua ou tente usufruir indevidamente dos benefcios previstos no Decreto n. 8.538/2015.

2.2. Podero participar desta licitao as empresas que:

2.2.1. Estejam credenciadas na Secretaria de Gesto do Ministrio do Planejamento, Desenvolvimento e Gesto, por meio do site www.comprasgovernamentais.gov.br, rgo gestor do Sistema Eletrnico Comprasnet.

2.2.2. Manifestarem, em campo prprio do Sistema Eletrnico, que esto cientes e de acordo com as condies contidas neste Edital, bem como que cumprem plenamente os requisitos de habilitao definidos neste instrumento convocatrio.

2.2.2.1. A existncia de restrio relativa regularidade fiscal no impede que a declarao de que trata o subitem 2.2.2 seja firmada, aplicando-se, nesta hiptese, na fase de habilitao, o disposto no subitem 8.4 deste Edital.

2.2.2.2. A declarao falsa relativa ao cumprimento dos requisitos de habilitao, ao enquadramento como microempresa ou empresa de pequeno porte ou ao direito de preferncia sujeitar o licitante s sanes previstas neste Edital, ressalvado o disposto no subitem 2.2.2.1.

2.3. Todos os custos decorrentes da elaborao e apresentao de propostas sero de responsabilidade exclusiva do licitante, no sendo o TRESC, em nenhum caso, responsvel por eles, inclusive pelas transaes que forem efetuadas em nome do licitante no Sistema Eletrnico.

2.3.1. O TRESC no se responsabilizar por eventual desconexo no Sistema Eletrnico.

2.4. Fica vedada a participao, na presente licita o:

a) de empresa que possua, entre seus scios, servidor ou dirigente do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina, em observncia ao disposto no art. 9, inciso III, da Lei n. 8.666/1993; e

b) de cooperativa de mo de obra, em atendimento ao estabelecido no Termo de Conciliao firmado entre o Ministrio Pblico da Unio e a Advocacia-Geral da Unio e homologado nos autos do Processo n. 01082-2002-020-10-00-0, perante o Juzo da 20 Vara do Trabalho de Braslia/DF.

2.5. O licitante que desistir do certame, deixando de enviar amostra ou qualquer documentao solicitada, seja referente fase de aceitao de proposta ou fase de habilitao, ter sua proposta desclassificada ou ser inabilitado, conforme o caso, e sujeitar-se- s sanes previstas neste Edital.

2.5.1. Configura desistncia do certame, para os fins do disposto no subitem 2.5, a solicitao de excluso da proposta apresentada ou do lance ofertado.

III. DO CREDENCIAMENTO PARA O PREGO ELETRNICO

3.1. Para participar da presente licitao, o licitante dever se credenciar no Sistema Prego Eletrnico, por meio do site www.comprasgovernamentais.gov.br.

3.2. O credenciamento dar-se- aps a atribuio de chave de identificao e de senha, pessoal e intransfervel, para acesso ao Sistema Eletrnico.

3.3. O credenciamento do licitante o nvel bsico do registro cadastral no Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores SICAF e constitui pr-requisito para o cadastramento nos demais nveis.

3.4. O uso da senha de acesso ao Sistema Eletrnico de exclusiva responsabilidade do licitante, incluindo qualquer transao efetuada diretamente, ou por seu representante, no cabendo ao provedor do Sistema ou ao TRESC responsabilidade por eventuais danos decorrentes de uso indevido da senha, ainda que por terceiros.

3.5. O credenciamento junto ao provedor do Sistema implica a responsabilidade legal do licitante ou do seu representante legal e a presuno de sua capacidade tcnica para realizao das transaes inerentes ao Prego Eletrnico.

3.6. de responsabilidade do cadastrado conferir a exatido dos seus dados cadastrais no SICAF e mant-los atualizados, devendo solicitar, imediatamente, a correo ou a alterao

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 3 de 34

dos registros to logo identifique incorreo ou aqueles se tornem desatualizados.

IV. DO ENVIO ELETRNICO DA PROPOSTA

4.1. Os licitantes devero encaminhar proposta exclusivamente por meio do Sistema Eletrnico, at a data e hora marcadas para abertura da Sesso Eletrnica, informadas no prembulo deste Edital.

4.1.1. At a abertura da Sesso Eletrnica, os licitantes podero retirar ou substituir a proposta anteriormente apresentada.

4.1.2. A manuteno de proposta at a data de abertura da Sesso Eletrnica implica obrigatoriedade de cumprimento das disposies nela contidas, assumindo o licitante, caso vencedor, o compromisso de executar o objeto conforme especificaes e exigncias deste Edital.

4.2. Devero constar da proposta, no campo preo:

a) para o ITEM 1: o preo MENSAL da manuteno prev entiva do elevador;

b) para o ITEM 2: o preo TOTAL correspondente ao a tendimento de 1 (um) chamado para manuteno corretiva do elevador, com 1 (uma) hora de durao (excludos os valores de peas, haja vista que sero custeadas pelo TRESC);

c) para o ITEM 3: o preo MENSAL da manuteno prev entiva da plataforma elevatria; e

d) para o ITEM 4: o preo TOTAL correspondente ao a tendimento de 1 (um) chamado para manuteno corretiva da plataforma ele vatria, com 1 (uma) hora de durao (excludos os valores de peas, haja vista que sero custeadas pelo TRESC);

e) no campo descrio detalhada do objeto ofertado : detalhamento do servio ofertado, quando couber, sem alternativas.

4.2.1. Considerando que o objeto deste certame ser adjudicado a NICO fornecedor, obrigatria a apresentao de proposta para TODOS o s itens ;

4.2.2. O Sistema Comprasnet far, automaticamente, a totalizao dos valores das propostas apresentadas para os itens.

4.2.3. No campo descrio detalhada do objeto ofertado, no havendo informao adicional, em atendimento exigncia do sistema, basta que a empresa declare no citado campo que a proposta est de acordo com o Edital .

4.2.4. No ser admitida, no campo descrio detalhada do objeto ofertado, a incluso de qualquer informao que permita identificar o autor da proposta, sob pena de desclassificao.

4.3. No valor da proposta, devero estar includos todos os impostos, taxas, fretes e demais encargos.

4.4. A validade da proposta dever ser de 60 (sessenta) dias, a contar da data de abertura da Sesso Eletrnica.

4.5. O licitante ser responsvel por todas as transaes que forem efetuadas em seu nome no Sistema Eletrnico, assumindo como firmes e verdadeiras suas propostas, os lances e demais atos praticados durante a sesso pblica.

4.6. Incumbir ao licitante acompanhar as operaes no Sistema Eletrnico durante o processo licitatrio, responsabilizando-se pelo nus decorrente da perda de negcios em razo de sua desconexo ou inobservncia de quaisquer mensagens emitidas pelo Sistema ou pelo Pregoeiro.

4.7. Em caso de divergncia entre o numeral em algarismos e o descrito por extenso, prevalecer o que estiver por extenso.

4.8. O licitante vencedor responsvel pelo nus decorrente de eventual equvoco no dimensionamento dos quantitativos ou insuficincia de especificao de sua proposta.

4.9. Os licitantes podero realizar visita tcnica nos locais de prestao dos servios, antes da apresentao da proposta, que dever ser agendada previamente com a Seo de Manuteno Predial, no horrio das 13 s 18 horas, por meio dos telefones (48) 3251-3785 ou 3251-3838.

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 4 de 34

4.9.1. Caso a empresa proponente opte pela realizao da visita tcnica, esta dever ser realizada pelo representante indicado pela empresa e acompanhada por representante do TRESC, designado para esse fim.

4.9.2. A empresa que optar pela no realizao da visita tcnica, vindo a ser contratada, no poder alegar, em nenhuma hiptese, o desconhecimento do local de realizao dos servios e suas peculiaridades como justificativa para se eximir das obrigaes assumidas em consequncia do presente certame.

V. DA ABERTURA DA SESSO ELETRNICA

5.1. No dia e hora indicados no prembulo deste Edital, o Pregoeiro abrir a Sesso na internet, mediante a utilizao de sua chave de acesso e senha, no site www.comprasgovernamentais.gov.br.

5.2. Aps a abertura da Sesso, o Pregoeiro verificar a consonncia das propostas com as especificaes e condies detalhadas neste Edital.

5.2.1. A proposta que no atender s especificaes do Edital ser previamente desclassificada, no havendo possibilidade de oferecimento de lances.

5.2.1.1. Considerando que o objeto deste certame ser adjudicado a NICO fornecedor, a desclassificao em um item implicar a desclassificao em todos os itens cotados pelo licitante.

5.2.2. Ser, tambm, motivo de desclassificao, a apresentao de mais de uma proposta para o item cotado.

5.2.3. A desclassificao de proposta ser sempre fundamentada e registrada no Sistema, com acompanhamento em tempo real por todos os participantes.

VI. DA FORMULAO DE LANCES

6.1. Aberta a etapa competitiva, os licitantes podero encaminhar lances exclusivamente por meio do Sistema Eletrnico, sendo o licitante imediatamente informado do seu recebimento e respectivo horrio de registro e valor.

6.1.1. Assim como as propostas, os lances sero ofertados pelo VALOR MENSAL para os ITENS 1 e 3 e pelo VALOR TOTAL para os ITENS 2 e 4.

6.1.1.1. A cada lance ofertado, por item, o Sistema Comprasnet atualizar, automaticamente, o valor global dos itens.

6.2. Os licitantes podero oferecer lances sucessivos, observado o horrio fixado e as regras de aceitao dos mesmos.

6.3. O licitante somente poder oferecer lance inferior ao ltimo por ele ofertado e registrado pelo Sistema.

6.4. Em havendo mais de um lance de igual valor, prevalecer aquele que for recebido e registrado em primeiro lugar.

6.5. No transcurso da Sesso Eletrnica, os licitantes sero informados, em tempo real, do valor do menor lance registrado, vedada a identificao do detentor do lance.

6.6. No caso de desconexo com o Pregoeiro, no decorrer da etapa competitiva do Prego, o Sistema Eletrnico poder permanecer acessvel aos licitantes para a recepo dos lances, retomando o Pregoeiro, quando possvel, a sua atuao no certame, sem prejuzo dos atos realizados.

6.6.1. Quando a desconexo persistir por tempo superior a 10 (dez) minutos, a Sesso Eletrnica ser suspensa e ter reincio somente aps a comunicao expressa aos participantes.

6.7. A etapa de lances ser encerrada mediante encaminhamento, pelo Pregoeiro, de aviso de fechamento iminente dos lances e subsequente transcurso do prazo de at trinta minutos, aleatoriamente determinado pelo Sistema Eletrnico, findo o qual ser encerrada a recepo de lances.

6.7.1. Considerando que o objeto deste certame ser adjudicado a NICO fornecedor, restar vencedor, na fase de lances, o licitante que ofertar o menor valor global.

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 5 de 34

6.8. Aps o encerramento da etapa de lances, o Pregoeiro poder encaminhar, pelo Sistema Eletrnico, via chat, contraproposta ao licitante que tenha apresentado lance mais vantajoso, para que seja obtida melhor proposta, observado o critrio de julgamento, no se admitindo negociar condies diferentes daquelas previstas neste Edital.

6.8.1. A negociao ser realizada por meio do sistema, via chat, podendo ser acompanhada pelos demais licitantes.

VII. DA ACEITABILIDADE DA PROPOSTA

7.1. Encerrada a etapa de lances e concluda a negociao, via chat, o Pregoeiro verificar a aceitabilidade do melhor preo ofertado, comparando-o com o custo estimado informado na Planilha de Custos, constante no ANEXO II deste Edital.

7.1.1. Se o preo ofertado exceder o custo estimado constante na Planilha de Custos, o Pregoeiro negociar com o licitante, por meio do sistema, via chat, visando obteno de proposta mais vantajosa.

7.1.1.1. Considerando que o objeto deste certame ser adjudicado a NICO fornecedor, a desclassificao em um item por preo excessivo implicar a desclassificao em todos os itens cotados pelo licitante.

7.2. Ser, ainda, DESCLASSIFICADA a proposta que:

a) contenha vcios ou ilegalidades; e/ou

b) apresente especificaes conflitantes com as exigidas no ANEXO I deste Edital; e/ou

c) mantenha valor de item superior ao estabelecido na Planilha de Custos constante no ANEXO II deste Edital; e/ou

d) apresente preos que sejam manifestamente inexequveis.

7.2.1. Consideram-se preos manifestamente inexequveis aqueles que, comprovadamente, forem insuficientes para a cobertura dos custos decorrentes da contratao.

7.2.2. Se houver indcios de inexequibilidade da proposta de preo, ou em caso da necessidade de esclarecimentos complementares, poder ser efetuada, pelo Pregoeiro, diligncia e adotados, entre outros, um ou mais dos seguintes procedimentos:

a) questionamento junto proponente para a apresentao de justificativas, planilhas de composio de preos e comprovaes em relao aos custos com indcios de inexequibilidade;

b) verificao de acordos, convenes coletivas ou sentenas normativas;

c) levantamento de informaes nos Ministrios do Trabalho e Emprego e da Previdncia Social e consulta s Secretarias de Fazenda Federal, Distrital, Estadual ou Municipal;

d) consulta a entidades ou conselhos de classe, sindicatos ou similares;

e) pesquisa em rgos pblicos ou empresas privadas para verificao de contratos da mesma natureza;

f) pesquisa de preo com fornecedores dos insumos utilizados, tais como atacadistas, lojas de suprimentos, supermercados e fabricantes;

g) verificao de notas fiscais dos produtos adquiridos pelo proponente;

h) levantamento de indicadores salariais ou trabalhistas publicados por rgos de pesquisa;

i) estudos setoriais;

j) anlise de solues tcnicas e/ou condies excepcionalmente favorveis que o proponente detenha para a prestao dos servios; e

k) demais verificaes que porventura se fizerem necessrias.

7.3. Se a proposta ou o lance de menor valor no for aceito ou se o licitante vencedor desatender s exigncias habilitatrias previstas no Item VIII, o Pregoeiro examinar a proposta ou lance subsequente, verificando a sua aceitabilidade e procedendo sua habilitao, na ordem de classificao, e assim sucessivamente, at a apurao de uma proposta ou lance que atenda ao Edital.

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 6 de 34

7.4. Aps aceitao do lance de menor valor, o Pregoeiro verificar a habilitao do licitante, nos termos do Item VIII deste Edital.

VIII. DA HABILITAO

8.1. A habilitao ser verificada, pelo Pregoeiro, por meio de consulta on line ao SICAF e anlise dos itens relacionados no subitem 8.3 deste Edital.

8.1.1. Na anlise da validade dos documentos de habilitao, quando existente, tomar-se- como referncia a data da abertura da Sesso Eletrnica, informada no prembulo deste Edital.

8.2. No SICAF, sero observados:

a) a regularidade com o Fundo de Garantia do Tempo de Servio;

b) a regularidade fiscal perante a Fazenda Nacional, referente:

b.1) s contribuies para a Previdncia Social (INSS); e

b.2) aos demais tributos federais e Dvida Ativa da Unio, administrados pela Secretaria da Receita Federal do Brasil e Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional;

c) o Quadro de Participao Societria, para aferio do disposto no subitem 2.4;

d) o registro de ocorrncias cadastradas relativas s penalidades de suspenso de participao em licitao promovida por este Tribunal e de impedimento de licitar com a Unio; e

e) a Inexistncia de Dbitos Trabalhistas, nos termos do Ttulo VII-A da Consolidao das Leis do Trabalho, aprovada pelo Decreto-Lei n. 5.452, de 1 de maio de 1943.

8.2.1. No caso de impossibilidade de acesso ao SICAF, a Sesso ser suspensa e os licitantes sero intimados da data e horrio do seu prosseguimento.

8.3. Para fins de habilitao:

a) sero verificados:

a.1) declarao de que cumpre o disposto no art. 7, XXXIII, da Constituio da Repblica Federativa do Brasil de 1988, conforme prescreve o inciso V do art. 27 da Lei n. 8.666/1993, acrescido pela Lei n. 9.854/1999, nos termos do Decreto n. 4.358/2002;

a.2) o Cadastro Nacional de Condenaes Cveis por Improbidade Administrativa, mantido pelo Conselho Nacional de Justia, por meio de consulta ao site www.cnj.jus.br; e

a.3) o Cadastro de Empresas Inidneas e Suspensas, mantido pela Controladoria-Geral da Unio, por meio de consulta ao site www.portaltransparencia.gov.br;

b) sero exigidos:

b.1) certido de Registro de Pessoa Jurdica da proponente junto ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia - CREA, dentro de seu prazo de validade;

b.2) um ou mais atestados de capacidade tcnica, fornecido(s) por pessoa(s) jurdica(s) de direito pblico ou privado, que comprove(m) a execuo de servios j realizados com caractersticas semelhantes ao objeto desta licitao (manuteno preventiva e corretiva de elevadores ou equipamentos similares); e

b.3) comprovao de possuir no quadro da empresa profissional detentor de CAT(s) e/ou ART(s) e/ou RRT(s) para acompanhar os servios objeto deste Edital.

b.3.1) o profissional mencionado na alnea b.3 dever estar devidamente registrado no CREA pela execuo de servios de caractersticas semelhantes ao objeto desta licitao. O profissional indicado poder ser substitudo por profissional de experincia equivalente ou superior, desde que aprovado pela Administrao do TRESC.

8.3.1. A declarao de que trata a alnea a.1 deste subitem dever ser apresentada por meio do campo prprio no sistema Comprasnet, disponvel quando do envio da proposta, at a data e hora marcadas para abertura da Sesso Eletrnica, informada no prembulo deste Edital.

8.3.2. Os documentos mencionados na alnea b do subitem 8.3 devero ser encaminhados por meio da opo Enviar Anexo do Sistema Comprasnet, em at 30 (trinta) minutos , contados da convocao do Pregoeiro, devendo ser compactados em nico arquivo (.zip).

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 7 de 34

8.3.2.1. O licitante convocado ser responsvel pela integridade e pelo contedo do arquivo encaminhado. Na hiptese de o arquivo apresentar problemas quanto descompactao, leitura ou compatibilidade, ser reaberta pelo Pregoeiro a convocao pelo sistema, dispondo o licitante do prazo remanescente quele inicialmente concedido para proceder ao reenvio do arquivo, livre das circunstncias que impediram sua leitura e impresso.

8.3.2.2. O no envio dos documentos mencionados na alnea b do subitem 8.3, ou o envio em desacordo com o Edital ou o decurso do prazo mencionado no subitem 8.3.2 sem que tenha sido resolvido o problema de descompactao, leitura ou compatibilidade mencionado no subitem 8.3.2.1, ensejar a INABILITAO da empresa.

8.3.2.3. Os originais, ou cpias autenticadas, dos documentos enviados por Anexo devem ser entregues no Protocolo deste Tribunal no prazo mximo de 5 (cinco) dias, tambm sob pena de INABILITAO .

8.4. Nos termos da Lei Complementar n. 123/2006 e da Lei n. 11.488/2007, verificada, no SICAF, a existncia de restrio relativa regularidade fiscal da microempresa ou empresa de pequeno porte que tenha apresentado melhor proposta, o Pregoeiro:

a) emitir mensagem declarando o licitante vencedor, fixando prazo de 5 (cinco) dias teis para a regularizao da documentao, pagamento ou parcelamento do dbito, e emisso de eventuais certides negativas ou positivas com efeito de certido negativa; e

b) suspender a Sesso Eletrnica, fixando data e hora para reabertura.

8.4.1. Poder o licitante solicitar prorrogao do prazo fixado na alnea a do subitem 8.4, por igual perodo, mediante mensagem enviada ao Pregoeiro, por meio do e-mail [email protected]

8.5. A no regularizao da documentao nos termos do subitem 8.4 implicar:

a) decadncia do direito contratao, sem prejuzo das sanes a que se refere o art. 81 da Lei n. 8.666, de 21 de junho de 1993; e

b) exame, pelo Pregoeiro, quando da reabertura da Sesso, das propostas ou lances subsequentes, na ordem de classificao, nos termos do subitem 7.3 deste Edital.

8.6. Para usufruir do benefcio de prazo para regularizao da documentao de que trata o subitem 8.4, a empresa dever ter providenciado o registro de sua condio de microempresa ou empresa de pequeno porte em campo prprio do SICAF (porte da empresa) e, ainda, quando do envio eletrnico da proposta, ter optado, em campo prprio do Sistema Comprasnet, pelos benefcios da Lei Complementar n. 123/2006.

IX. DOS RECURSOS E DA ADJUDICAO

9.1. Encerrada a fase de habilitao, qualquer licitante participante poder, dentro do prazo final de 20 (vinte) minutos, de forma imediata e motivada, em campo prprio do sistema, manifestar sua inteno de recorrer, quando lhe ser concedido o prazo de 3 (trs) dias para apresentar as razes de recurso, ficando os demais licitantes, desde logo, intimados para, querendo, apresentar contrarrazes em igual prazo, que comear a contar do trmino do prazo do recorrente, sendo-lhes assegurada vista imediata dos elementos indispensveis defesa dos seus interesses.

9.1.1. Tendo o recorrente apresentado as razes do recurso no primeiro ou segundo dias do prazo que lhe cabe, o Pregoeiro poder antecipar o incio da contagem do prazo de 3 (trs) dias para os demais licitantes apresentarem contrarrazes.

9.1.2. Na hiptese de concesso de prazo para a regularizao fiscal de microempresa ou empresa de pequeno porte que tenha apresentado melhor proposta, a etapa recursal ser aberta por ocasio da retomada da sesso prevista no subitem 8.4, alnea b.

9.2. O Pregoeiro ter o prazo de 5 (cinco) dias teis para apreciar o recurso, reconsiderando a sua deciso ou, nesse mesmo perodo, encaminh-lo ao Secretrio de Administrao e Oramento, devidamente informado, para apreciao e deciso, em igual prazo.

9.2.1. No caso de interposio de recurso, aps proferida a deciso quanto a ele, ser o resultado da licitao submetido autoridade competente, para os procedimentos de adjudicao e homologao.

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 8 de 34

9.3. A falta de manifestao imediata e motivada do licitante quanto inteno de recorrer, nos termos do subitem 9.1, importar a decadncia desse direito, ficando o Pregoeiro autorizado a ADJUDICAR o objeto deste certame, GLOBALMENTE, ao licitante declarado vencedor, submetendo-o homologao pela autoridade competente deste Tribunal.

X. DAS PENALIDADES E SEUS RECURSOS

10.1. Se o licitante vencedor descumprir as condies deste Prego ficar sujeito s penalidades estabelecidas nas Leis n. 10.520/2002 e 8.666/1993 e no Decreto n. 5.450/2005.

10.2. O licitante ficar impedido de licitar e cont ratar com a Unio e ser descredenciado no SICAF, pelo prazo de at 5 (cinco ) anos, sem prejuzo das multas previstas no Edital e no contrato e das demais comi naes legais, nos seguintes casos:

a) cometer fraude fiscal;

b) apresentar documento falso;

c) fizer declarao falsa;

d) comportar-se de modo inidneo;

e) no assinar o contrato no prazo estabelecido;

f) deixar de entregar a documentao exigida no certame;

g) no mantiver a proposta; e

h) no entregar a amostra de produto ofertado.

10.2.1. Para os fins do contido na alnea d do subitem 10.2, reputar-se-o inidneos atos como os descritos nos artigos 90, 92, 93, 94, 95 e 97 da Lei n. 8.666/1993 e a apresentao de amostra falsificada ou deteriorada.

10.3. Para os casos no previstos no subitem 10.2, podero ser aplicadas empresa vencedora, conforme previsto no artigo 87 da Lei n. 8.666/1993, nas hipteses de inexecuo total ou parcial deste Prego, as seguintes penalidades:

a) advertncia;

b) no caso de inexecuo parcial sem resciso contratual, multa de 20% (vinte por cento) sobre o valor mensal estimado do contrato;

c) no caso de inexecuo parcial com resciso contratual, multa de 20% (vinte por cento) sobre o resultado da multiplicao do valor estimado mensal pelo nmero de meses restantes para o encerramento da vigncia do contrato, a contar do ms do inadimplemento;

d) no caso de inexecuo total com resciso contratual, multa de 20% (vinte por cento) sobre o valor estimado total do contrato;

e) suspenso temporria de participao em licitao e impedimento de contratar com a Administrao, por prazo no superior a 2 (dois) anos; e

f) declarao de inidoneidade para licitar ou contratar com a Administrao Pblica enquanto perdurarem os motivos determinantes da punio ou at que seja promovida a reabilitao perante a prpria autoridade que aplicou a penalidade, que ser concedida sempre que o licitante ressarcir a Administrao pelos prejuzos resultantes e aps decorrido o prazo da sano aplicada com base na alnea anterior.

10.3.1. As sanes estabelecidas no subitem 10.2 e na alnea f do subitem 10.3 so de competncia do Presidente do TRESC.

10.4. Em conformidade com o artigo 86 da Lei n. 8.666/1993, o atraso injustificado no incio da execuo dos servios sujeitar o licitante vencedor, a juzo da Administrao, multa de 0,5% (meio por cento) ao dia, sobre o valor mensal contratado, a partir do dia imediato ao vencimento do prazo estipulado para a execuo do(s) servio(s).

10.4.1. O atraso superior a 30 (trinta) dias ser considerado inexecuo total do contrato.

10.5. Da aplicao das penalidades previstas nos subitens 10.3, alneas a, b, c, d e "e", e 10.4, caber recurso no prazo de 5 (cinco) dias teis a partir da data da intimao.

10.5.1. O recurso ser dirigido ao Diretor-Geral, por intermdio do Secretrio de

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 9 de 34

Administrao e Oramento, o qual poder rever a sua deciso em 5 (cinco) dias teis, ou, no mesmo prazo, encaminh-lo, devidamente informado, ao Diretor-Geral, para apreciao e deciso, em igual prazo.

10.6. Da aplicao da penalidade prevista na alnea f do subitem 10.3, caber pedido de reconsiderao, apresentado ao Presidente do TRESC, no prazo de 10 (dez) dias teis a contar da data da intimao do ato.

XI. DA DOTAO

11.1. As despesas correspondentes ao exerccio em curso correro conta do Programa de Trabalho 02.122.0570.20GP.0042 Julgamento de Causas e Gesto Administrativa no Estado de SC. Natureza da Despesa 3.3.90.39, Elemento de Despesa - Outros Servios de Terceiros - Pessoa Jurdica, subitem 16 Manuteno e Conservao de Bens Imveis; e Natureza da Despesa 3.3.90.30, Elemento de Despesa Material de Consumo, Subitem 24 Material para Manuteno de Bens Imveis.

11.1.1. Os crditos e respectivos empenhos relativos aos exerccios subsequentes sero registrados mediante apostilamento.

XII. DAS OBRIGAES DO VENCEDOR

12.1. O licitante vencedor ficar obrigado a:

12.1.1. executar os servios nas condies estipuladas no Projeto Bsico / Termo de Referncia e em sua proposta;

12.1.2. apresentar, obrigatoriamente, antes de firmado o contrato, no prazo de 30 (trinta) dias, contados da notificao que lhe ser entregue com este fim, visto do Crea de Santa Catarina, em conformidade com o que dispe a Lei n. 5.194, de 24.12.1966, em consonncia com o art. 1 da Resoluo n. 413, de 27.6.1997, do Confea, se a empresa for sediada em outra jurisdio e, consequentemente, inscrita no Crea de origem;

12.1.3. prestar servios de manuteno preventiva e corretiva, sem fornecimento de peas, para um elevador da marca Schindler, com capacidade para 7 (sete) passageiros ou 525 Kg (quinhentos e vinte e cinco quilogramas), com quatro paradas e uma plataforma de acessibilidade vertical para portadores de necessidades especiais, eletromecnica, em estrutura metlica com acesso bilateral, nas dimenses de 900mmx1.200mmx1.200mm (largura x altura x profundidade) e fundo em chapa de ao corrugada e tem capacidade de aproximadamente 180kg, ambos instalados no edifcio que abriga as Zonas Eleitorais da Capital, situado na Avenida Rio Branco, n 797 Centro Florianpolis/SC CEP 88015-203, em conformidade com as normas e requisitos tcnicos e legais, sem que isso implique acrscimo no preo constante da proposta;

12.1.4. nos prazos abaixo fixados, contados do recebimento do contrato, o licitante vencedor ter:

a) at 3 (trs) dias para apresentar:

Declarao formal de disponibilidade do profissional que se responsabilizar pelo servio contratado, acompanhada da respectiva Certido de Acervo Tcnico e/ou Anotao(es) de Responsabilidade Tcnica ART, que comprovem execuo de servios de caractersticas semelhantes ao objeto desta licitao;

b) at 10 (dez) dias, aps o aceite da nominata referida no subitem 12.1.4, alnea a, para apresentar:

a Anotao de Responsabilidade Tcnica de execuo dos servios enumerados no Projeto Bsico / Termo de Referncia;

apresentar ao responsvel pela sua fiscalizao, o plano de manuteno preventiva considerando as especificaes tcnicas do equipamento, devidamente assinado pelo profissional responsvel tcnico da contratada; e

c) at 5 (cinco) dias, aps o aceite da documentao referida no subitem 12.1.4, alnea b, para iniciar a execuo dos servios.

12.1.5. fornecer todas as ferramentas, materiais e equipamentos indispensveis realizao das manutenes, bem como mo de obra especializada;

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 10 de 34

12.1.6. realizar os servios de manuteno preventiva e corretiva com atendimento s normas regulamentadoras aplicveis;

12.1.7. disponibilizar telefone, correio eletrnico e contato de aplicativo de mensagens instantneas, para contato para atendimento das solicitaes de abertura de chamados emergenciais;

12.1.8. atender, independentemente de dia ou hora, aos chamados por telefone, correio eletrnico ou aplicativo de mensagens instantneas para dispositivos mveis, fornecendo telefone para contato (24 horas);

12.1.9. os seguintes prazos para atendimento, a contar da solicitao, devero ser observados:

12.1.9.1. atendimento NORMAL: prazo mximo de 01 (uma) hora, para restabelecer o funcionamento do elevador paralisado ou com funcionamento anormal;

12.1.9.2. atendimento EMERGENCIAL: prazo mximo de 30 (trinta) minutos, em se tratando de situao emergencial, como por exemplo, passageiro retido;

12.1.10. para a substituio de peas, apresentar oramento prvio para apreciao, no prazo mximo de 12 horas, salvo nos casos em que ficar comprovada a urgncia na troca das mesmas, ocasio em que poder ser dispensado pela Administrao o oramento;

12.1.11. aps a aprovao do oramento prvio e da devida autorizao, executar os servios nos prazos mximos de 24 (vinte e quatro) horas, quando o conserto for considerado urgente, e de 5 (cinco) dias nos demais casos;

12.1.12. a substituio das peas somente poder acontecer aps atestada a exequibilidade do preo, mediante pesquisa de mercado a ser realizada pelo fiscal do contrato, exceto se o servio for considerado urgente. Se comprovado ser o preo excessivo, ficar o TRESC autorizado a adquirir as peas de terceiros;

12.1.13. oferecer garantia de no mnimo de 3 (trs) meses para os servios prestados e a mesma garantia oferecida pelo fabricante para peas e componentes substitudos;

12.1.14. prestar assistncia tcnica, durante o prazo de garantia dos servios executados e das peas e acessrios substitudos, sanando os problemas constatados em no mximo de 24 (vinte e quatro) horas, quando o conserto for considerado urgente, e de 5 (cinco) dias nos demais casos;

12.1.15. apresentar ao responsvel pela fiscalizao do contrato, aps cada visita tcnica, relatrio com a descrio dos servios realizados durante a manuteno;

12.1.16. no substituir ou alterar peas dos equipamentos sem a autorizao expressa do TRESC;

12.1.17. fornecer peas e acessrios novos, na embalagem do fabricante;

12.1.18. seguir as instrues do fabricante quanto montagem, instalao e manuteno dos equipamentos;

12.1.19. instalar os componentes e peas devidamente testados e funcionando, no se admitindo o emprego de qualquer pea recondicionada;

12.1.20. manter quadro de pessoal tcnico qualificado para a realizao dos servios, devidamente uniformizados, com crach de identificao da empresa e com os devidos equipamentos de higiene e segurana do trabalho;

12.1.21. transmitir aos seus profissionais as informaes necessrias realizao das atividades da contratao;

12.1.22. responder por quaisquer danos pessoais ou materiais causados por seus empregados nos locais de execuo dos servios, bem como pelos provocados em virtude dos servios executados e da inadequao de materiais e equipamentos empregados;

12.1.23. substituir de imediato profissional cuja atuao ou comportamento for prejudicial execuo dos servios;

12.1.24. fornecer fiscalizao do contrato o relatrio de atendimento por manuteno preventiva ou corretiva realizada no dia;

12.1.25. realizar mensalmente a manuteno preventiva descrita no Anexo I do Edital,

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 11 de 34

respeitando o dia e o horrio previamente agendado com a fiscalizao do contrato;

12.1.26. apresentar mensalmente fiscalizao do contrato, os documentos fiscais e os respectivos relatrios das atividades desenvolvidas no ms de competncia;

12.1.27. comunicar fiscalizao de contrato, por escrito, eventual anormalidade constatada na execuo dos servios e prestar os devidos esclarecimentos;

12.1.28. refazer imediatamente, s suas expensas, os trabalhos rejeitados pela fiscalizao do contrato;

12.1.29. no ter, entre seus scios, servidor ou dirigente do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina, em observncia ao disposto no art. 9, inciso III, da Lei n. 8.666/1993;

12.1.30. no transferir a outrem, no todo ou em parte, o objeto contratado, sem prvia anuncia do TRESC; e

12.1.31. manter durante a execuo do contrato todas as condies de habilitao e qualificao exigidas neste Prego.

XIII. DO PAGAMENTO

13.1. O pagamento ser feito em favor do licitante vencedor, mensalmente, mediante depsito bancrio, aps o cumprimento das obrigaes contratuais e a apresentao da Nota Fiscal/Fatura, desde que no haja fator impeditivo imputvel empresa.

13.1.1. O pagamento ser devido a partir da data de incio da prestao dos servios.

13.1.2. O recebimento definitivo dar-se- em:

a) at 3 (trs) dias teis aps o recebimento provisrio do objeto, exceto se houver atraso motivado pela empresa, quando o valor mensal ficar igual ou abaixo de R$ 8.000,00 (oito mil reais); ou

b) at 5 (cinco) dias teis aps o recebimento provisrio do objeto, exceto se houver atraso motivado pela empresa, quando o valor mensal ficar acima de R$ 8.000,00 (oito mil reais).

13.1.3. O prazo mximo para a efetivao do pagamento ser de:

a) 5 (cinco) dias teis aps a apresentao da nota fiscal/fatura, quando o valor mensal ficar igual ou abaixo de R$ 8.000,00 (oito mil reais); ou

b) 30 (trinta) dias aps o cumprimento das obrigaes contratuais, quando o valor mensal ficar acima de R$ 8.000,00 (oito mil reais).

13.2. Nenhum pagamento ser efetuado ao licitante vencedor, enquanto pendente de liquidao qualquer obrigao financeira que lhe for imposta, em virtude de penalidade ou inadimplncia, sem que isso gere direito ao pleito de reajustamento de preos ou correo monetria.

13.3. condio para o pagamento do valor constante da Nota Fiscal/Fatura:

a) a prova de regularidade com o Fundo de Garantia do Tempo de Servio (FGTS) e com as contribuies para a Previdncia Social (INSS), por meio do SICAF ou, na impossibilidade de acesso ao sistema, das respectivas certides; e

b) a verificao da Certido de Inexistncia de Dbitos Trabalhistas (CNDT), nos termos do Ttulo VII-A da Consolidao das Leis do Trabalho, aprovada pelo Decreto-Lei n. 5.452, de 1 de maio de 1943.

13.4. Nos termos do 4 do art. 6 da Instruo Normativa RFB n. 1.234, de 12 de janeiro de 2012, o TRESC efetuar consulta ao Portal do Simples Nacional para fins de verificao da condio da empresa de optante pelo Simples Nacional. Caso no seja esse o regime de tributao utilizado em suas relaes comerciais, sero retidos pelo TRESC os encargos tributrios atribudos a empresas no optantes.

13.5. Quando ocorrerem atrasos de pagamento provocados exclusivamente pela Administrao, o valor devido dever ser acrescido de atualizao financeira, e sua apurao se far desde a data de seu vencimento at a data do efetivo pagamento, em que os juros de mora sero calculados taxa de 0,5% (meio por cento) ao ms, ou 6% (seis por cento) ao ano, mediante aplicao da seguinte frmula:

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 12 de 34

EM = N x VP x I

Onde: EM = Encargos moratrios; N = Nmero de dias entre a data prevista para o pagamento e a do efetivo pagamento; e VP = Valor da parcela em atraso. I = ndice de atualizao financeira: I = 6/100/365 (ou seja, taxa anual/100/365dias). I = 0,0001644.

XIV. DO CONTRATO

14.1. Ser firmado contrato com o licitante vencedor que ter suas clusulas e condies reguladas pelas Leis n. 10.520/2002 e 8.666/1993, pelo Decreto n. 5.450/2005 e pela Resoluo TSE n. 23.234/2010.

14.2. Faro parte integrante do contrato todos os elementos apresentados pelo licitante vencedor que tenham servido de base para o julgamento da licitao, bem como as condies estabelecidas neste Prego, independentemente de transcrio.

14.3. Se o licitante vencedor se recusar a assinar o contrato, no prazo de 3 (trs) dias, sem justificativa por escrito aceita pelo Secretrio de Administrao e Oramento, ser convocado outro licitante, observada a ordem de classificao, para, aps comprovados os requisitos habilitatrios e feita a negociao, assinar o contrato.

14.3.1. Nesse caso, sujeita-se, o licitante vencedor, s penalidades aludidas no Item X deste Edital.

14.4. Se o licitante vencedor no apresentar situao regular, no ato da assinatura do contrato, ser aplicada a regra prevista no subitem 14.3.

14.5. A execuo do contrato ser acompanhada e fiscalizada por um representante da Administrao, especialmente designado, na forma do artigo 67 da Lei n. 8.666/1993.

XV. DA RESCISO

15.1. O contrato poder ser rescindido nos termos da Lei n. 8.666/1993.

15.2. Nos casos de resciso, previstos nos incisos I a VIII e XVIII do artigo 78 da Lei n. 8.666/1993, sujeita-se a empresa contratada ao pagamento de multa, nos termos das alneas "c" ou "d" do subitem 10.3, sem prejuzo da possibilidade de aplicao das penalidades previstas nas alneas "e" ou "f" do subitem 10.3.

XVI. DO REAJUSTE

16.1. Os preos inicialmente contratados podero ser reajustados aps 1 (um) ano, contados da data limite para apresentao da proposta, utilizando-se, para o clculo, o ndice de Preos ao Consumidor Amplo IPCA, publicado na ocasio, ou, na hiptese de extino deste ndice, utilizar-se- o que venha a substitu-lo.

16.2. Para efeito de reajustamento, os ndices iniciais a serem considerados sero os da data de apresentao da proposta.

XVII. DAS DISPOSIES FINAIS

17.1. Todos os horrios estabelecidos neste Edital, no aviso e durante a sesso pblica observaro, para todos os efeitos, o horrio de Braslia, Distrito Federal, inclusive para contagem de tempo e registro no Sistema Eletrnico e na documentao relativa ao certame.

17.2. O objeto deste Prego poder sofrer acrscimos ou supresses, em conformidade com o art. 65 da Lei n. 8.666/1993.

17.3. A presente licitao somente poder vir a ser revogada por razes de interesse pblico decorrentes de fato superveniente, devidamente comprovado, ou anulada no todo ou em parte, por ilegalidade, de ofcio ou por provocao de terceiros, mediante parecer escrito e devidamente fundamentado.

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 13 de 34

17.4. Os pedidos de esclarecimentos referentes ao processo licitatrio devero ser enviados ao Pregoeiro, at trs dias teis anteriores data fixada para abertura da Sesso Eletrnica, exclusivamente para o endereo eletrnico [email protected], conforme art. 19 do Dec. n. 5.450/2005.

17.5. O Pregoeiro, durante a Sesso Pblica, no efetuar qualquer contato com os licitantes que no seja no mbito do Sistema Eletrnico Comprasnet.

Florianpolis, 19 de junho de 2018.

Helosa Helena Bastos Silva Lbke Coordenadora de Julgamento de Licitaes

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 14 de 34

MINUTA DE TERMO DE CONTRATO

Contrato para a contratao de servios de manuten o preventiva e corretiva do elevador e da plataforma de acessibilidade vertical instalados no edifcio que abriga os Cartrios Eleitorais da Capital, autorizado pelo Se nhor ..............................................., Secretrio de Administrao e Oramento, na fl. ...... do Procedimento Administra tivo Eletrnico n. 5.256/2018 (Prego n. 057/2018), que entre si fazem o Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catari na e a empresa ........................, em conformidade c om as Leis n. 10.520, de 17 de julho de 2002, 8.666, de 21 de jun ho de 1993, 8.078, de 11 de setembro de 1990, Lei Complementar n. 123, de 14 de dezembro de 2006, com os Decretos n. 5.450 , de 31 de maio de 2005, e 8.538, de 6 de outubro de 2015, com a Resoluo n. 23.234, de 15 de abril de 2010, do Tri bunal Superior Eleitoral, pela Instruo Normativa SLTI/M POG n. 2, de 11 de outubro de 2010, e pelo Termo de Concilia o entre o Ministrio Pblico do Trabalho e a Advocacia-Geral da Unio, homologado na 20 Vara do Trabalho de Braslia DF , nos autos do Processo de n. 01082-2002-020-10-00-0.

Pelo presente instrumento particular, de um lado o TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SANTA CATARINA, rgo do Poder Judicirio da Unio, inscrito no CNPJ sob o n. 05.858.851/0001-93, com sede na Rua Esteves Jnior, n. 68, nesta Capital, doravante denominado simplesmente CONTRATANTE, neste ato representado por seu Secretrio de Administrao e Oramento, Senhor ..............................................., inscrito no CPF sob o n. .................................., residente e domiciliado em .................................../SC e, de outro lado, a empresa ............................................, estabelecida na ........................., telefone ........................., e-mail ........................., inscrita no CNPJ sob o n. .........................., doravante denominada CONTRATADA, neste ato representada pelo(a) seu (sua) .............., Senhor(a)......................................... inscrito(a) no CPF sob o n. ......................., residente e domiciliado(a) ............................, tem entre si ajustado Contrato para a contratao de servios de manuteno preventiva e corretiva do elevador e da plataforma de acessibilidade vertical instalados no edifcio que abriga os Cartrios Eleitorais da Capital, firmado de acordo com as Leis n. 10.520, de 17 de julho de 2002, 8.666, de 21 de junho de 1993, 8.078, de 11 de setembro de 1990, Lei Complementar n. 123, de 14 de dezembro de 2006, com os Decretos n. 5.450, de 31 de maio de 2005, e 8.538, de 6 de outubro de 2015, com a Resoluo n. 23.234, de 15 de abril de 2010, do Tribunal Superior Eleitoral, pela Instruo Normativa SLTI/MPOG n. 2, de 11 de outubro de 2010, e pelo Termo de Conciliao entre o Ministrio Pblico do Trabalho e a Advocacia-Geral da Unio, homologado na 20 Vara do Trabalho de Braslia DF, nos autos do Processo de n. 01082-2002-020-10-00-0, mediante as clusulas e condies abaixo enumeradas:

CLUSULA PRIMEIRA DO OBJETO

1.1. O presente Contrato tem como objeto a contratao de servios de manuteno preventiva e corretiva do elevador e da plataforma de acessibilidade vertical instalados no edifcio que abriga os Cartrios Eleitorais da Capital, conforme especificado a seguir:

1.1.1 Manuteno Preventiva:

1.1.1.1. A manuteno preventiva dever ser prestada mensalmente, preferencialmente no perodo matutino, das 8 s 12 horas, de segunda a sexta-feira, devendo a Contratada comunicar previamente fiscalizao do contrato, com fornecimento de todos os equipamentos e materiais necessrios execuo do servio, atendendo s normas tcnicas e s legislaes municipais, estaduais e federais pertinentes.

1.1.1.2. A verificao mensal e a execuo dos servios necessrios segurana dos usurios, preveno de defeitos e ao funcionamento eficiente dever ser realizada nos equipamentos da casa de mquinas, da caixa, do poo e dos pavimentos, bem como nos rels, chaves, contatores, conjuntos eletrnicos e demais componentes dos armrios de comando seletor, fita pick-up, cavaletes, interruptores e indutores; nos limites, guias, cabos de ao, cabos

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 15 de 34

eltricos, dispositivos de segurana, contrapeso, para-choque, polias diversas, rampas mecnicas e eletromagnticos; na cabina, operadores eltricos, fechadores, trincos, fixadores, tensores, corredias, botoeiras, sinalizadores e demais equipamentos, incluindo, quando necessrio, testes, ajustes, regulagens, lubrificao e limpeza.

1.1.2 Manuteno Corretiva:

1.1.2.1. Os seguintes prazos para atendimento, a contar da solicitao, devero ser observados:

a) Atendimento NORMAL: prazo mximo de 01 (uma) hora, para restabelecer o funcionamento do elevador paralisado ou com funcionamento anormal;

b) Atendimento EMERGENCIAL: prazo mximo de 30 (trinta) minutos, em se tratando de situao emergencial, como por exemplo, passageiro retido.

1.1.2.2. A manuteno corretiva dever ser procedida mediante a substituio e/ou reparao, segundo critrios tcnicos, de componentes eletrnicos, eltricos, mecnicos e hidrulicos, necessrios recolocao do elevador/plataforma em condies normais de funcionamento, utilizando peas novas e genunas, com ateno s especificaes tcnicas do equipamento.

1.2. Procedimentos a serem observados nas manutenes:

1.2.1. Os procedimentos para manuteno preventiva mensal do elevador conforme Norma ABNT NBR 16083/2012, deve contemplar a verificao mensal e a execuo dos servios necessrios segurana dos usurios, preveno de defeitos e ao funcionamento eficiente, observando-se o que segue:

a) Limpeza das Partes da Caixa;

b) Lubrificao da Caixa;

c) Verificao da funcionalidade de todo o sistema;

d) Verificao da operao de resgate de passageiros;

e) Operao de configurao, ajuste e regulagens;

f) Reparos ou mudanas de componentes que ocorrem em funo do desgaste e que no afetem as caractersticas da instalao;

g) Eliminao de vazamentos de leo ou gua na casa de mquinas;

h) Verificao se todos os componentes como rels, chaves, contatores, conjuntos eletrnicos e demais componentes dos armrios de comando seletor, fita pick-up, cavaletes, interruptores e indutores; nos limites, guias, cabos de ao, cabos eltricos, dispositivos de segurana, contrapeso, para-choque, polias diversas, rampas mecnicas e eletromagnticos, cabina, operadores eltricos, fechadores, trincos, fixadores, tensores, corredias, botoeiras, sinalizadores esto limpos e livres de p ou corroso.

1.2.2. Os procedimentos para manuteno preventiva mensal da plataforma elevatria conforme Norma ABNT NBR 9386/2013, deve contemplar a verificao mensal e a execuo dos servios necessrios segurana dos usurios, preveno de defeitos e ao funcionamento eficiente, observando-se o que segue:

a) Verificao do estado e do aperto dos parafusos de fixao do equipamento;

b) Verificao do nvel de alinhamento da plataforma;

c) Verificao de trincas na estrutura;

d) Teste do funcionamento com verificao da acelerao e desacelerao da plataforma;

e) Verificao das unidades de acionamento e freio de segurana, a cada seis meses;

f) Verificao dos dispositivos de intertravamento, a cada seis meses;

g) Substituio de peas com desgastes, quebras e ferrugens nos cabos de trao;

h) Verificao e eventual substituio do leo hidrulico;

i) Verificao de vazamentos, retentores e raspadores no cilindro hidrulico;

j) Limpeza, lubrificao e teste dos contatos dos limitadores de percurso normal e final;

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 16 de 34

k) Lubrificao dos fusos, engrenagens e demais componentes do sistema de elevao;

l) Limpeza, inspeo e verificao de eixos e buchas nas polias;

m) Realizao de pequenos reparos como troca de lmpada, substituio das sapatas das portas quando danificadas e remoo de sujeira e leo vazado;

n) Verificao se todos os componentes como rels, chaves, contatores, conjuntos eletrnicos e demais componentes dos armrios de comando seletor, fita pick-up, cavaletes, interruptores e indutores; nos limites, guias, cabos de ao, cabos eltricos, dispositivos de segurana, contrapeso, para-choque, polias diversas, rampas mecnicas e eletromagnticos, cabina, operadores eltricos, fechadores, trincos, fixadores, tensores, corredias, botoeiras, sinalizadores esto limpos e livres de p ou corroso.

1.2.2.1 Conforme norma tcnica NBR 9386-1:2013, anexo D2, se qualquer defeito que afete a segurana relatado e o reparo imediato for necessrio, convm que a plataforma de elevao seja colocada fora de servio e o usurio informado. Em particular, so consideradas modificaes importantes as seguintes:

a) mudana da velocidade nominal;

b) mudana da carga de trabalho segura;

c) mudana da plataforma;

d) mudana do percurso;

e) mudana da posio ou tipo de unidade de acionamento;

f) mudana de circuitos de segurana, comando e intertravamento; e

g) mudana de quaisquer bordas ou superfcies sensveis. PARGRAFO NICO

A prestao dos servios obedecer ao estipulado neste Contrato, bem como s disposies do Prego n. 057/2018, de ____/____/2018, alm das obrigaes assumidas na proposta apresentada pela Contratada em ____/___/_____, por meio do sistema COMPRASNET, e dirigida a Contratante, contendo o preo do objeto que, independentemente de transcrio, fazem parte integrante e complementar dos servios deste Contrato, no que no o contrariem.

CLUSULA SEGUNDA DO PREO

2.1. A Contratante pagar Contratada, pela prestao dos servios objeto deste Contrato, descritos na Clusula Primeira, os valores de:

a) R$ ......... (..................) mensais, pela manuteno preventiva do elevador;

b) R$ ......... (..................) por hora de servio efetivamente realizado na manuteno corretiva do elevador;

c) R$ ......... (..................) mensais, pela manuteno preventiva da plataforma de acessibilidade vertical; e

d) R$ ......... (..................) por hora de servio efetivamente realizado na manuteno corretiva da plataforma de acessibilidade vertical.

2.2. As peas sero custeadas pelo TRESC mediante a apresentao, pela Contratada, de oramento prvio, nos termos deste Contrato.

CLUSULA TERCEIRA DO VALOR MENSAL ESTIMADO

3.1. O presente Contrato tem como valor mensal estimado a importncia de R$ ___________________ (___________________), considerando-se os valores fixados na subclusula 2.1 e R$ ___________________ (___________________) como valor estimado para peas, subclusula 2.2.

CLUSULA QUARTA DO PRAZO DE VIGNCIA

4.1. O presente Contrato ter vigncia a partir da data da sua assinatura at 30 de

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 17 de 34

setembro de 2019, podendo, no interesse da Administrao, ser prorrogado por meio de Termos Aditivos, at o limite de 60 (sessenta) meses, nos termos do art. 57 da Lei n. 8.666/1993.

CLUSULA QUINTA DA ALTERAO

5.1. Este instrumento poder ser alterado na ocorrncia de quaisquer dos fatos estipulados no artigo 65 da Lei n. 8.666/1993.

CLUSULA SEXTA DO PAGAMENTO

6.1. O pagamento ser feito em favor da Contratada, mensalmente, mediante depsito bancrio, aps o cumprimento das obrigaes contratuais e a apresentao da Nota Fiscal/Fatura, desde que no haja fator impeditivo imputvel empresa.

6.1.1. O pagamento ser devido a partir da data de incio da prestao dos servios.

6.1.2. O recebimento definitivo dar-se- em:

a) at 3 (trs) dias teis aps o recebimento provisrio do objeto, exceto se houver atraso motivado pela empresa, quando o valor mensal ficar igual ou abaixo de R$ 8.000,00 (oito mil reais); ou

b) at 5 (cinco) dias teis aps o recebimento provisrio do objeto, exceto se houver atraso motivado pela empresa, quando o valor mensal ficar acima de R$ 8.000,00 (oito mil reais).

6.1.3. O prazo mximo para a efetivao do pagamento ser de:

a) 5 (cinco) dias teis aps a apresentao da nota fiscal/fatura, quando o valor mensal ficar igual ou abaixo de R$ 8.000,00 (oito mil reais); ou

b) 30 (trinta) dias aps o cumprimento das obrigaes contratuais, quando o valor mensal ficar acima de R$ 8.000,00 (oito mil reais).

6.2. Nenhum pagamento ser efetuado Contratada, enquanto pendente de liquidao qualquer obrigao financeira que lhe for imposta, em virtude de penalidade ou inadimplncia, sem que isso gere direito ao pleito de reajustamento de preos ou correo monetria.

6.3. condio para o pagamento do valor constante da Nota Fiscal/Fatura:

a) a prova de regularidade com o Fundo de Garantia do Tempo de Servio (FGTS) e com as contribuies para a Previdncia Social (INSS), por meio do SICAF ou, na impossibilidade de acesso ao sistema, das respectivas certides; e

b) a verificao da Certido de Inexistncia de Dbitos Trabalhistas (CNDT), nos termos do Ttulo VII-A da Consolidao das Leis do Trabalho, aprovada pelo Decreto-Lei n. 5.452, de 1 de maio de 1943.

6.4. Nos termos do 4 do art. 6 da Instruo Normativa RFB n. 1.234, de 12 de janeiro de 2012, a Contratante efetuar consulta ao Portal do Simples Nacional para fins de verificao da condio da empresa de optante pelo Simples Nacional. Caso no seja esse o regime de tributao utilizado em suas relaes comerciais, sero retidos pela Contratante os encargos tributrios atribudos a empresas no optantes.

6.5. Quando ocorrerem atrasos de pagamento provocados exclusivamente pela Administrao, o valor devido dever ser acrescido de atualizao financeira, e sua apurao se far desde a data de seu vencimento at a data do efetivo pagamento, em que os juros de mora sero calculados taxa de 0,5% (meio por cento) ao ms, ou 6% (seis por cento) ao ano, mediante aplicao da seguinte frmula:

EM = N x VP x I

Onde: EM = Encargos moratrios; N = Nmero de dias entre a data prevista para o pagamento e a do efetivo pagamento; e VP = Valor da parcela em atraso. I = ndice de atualizao financeira: I = 6/100/365 (ou seja, taxa anual/100/365dias). I = 0,0001644.

CLUSULA STIMA DA DOTAO ORAMENTRIA

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 18 de 34

7.1. As despesas correspondentes ao exerccio em curso correro conta do Programa de Trabalho 02.122.0570.20GP.0042 - Julgamento de Causas e Gesto Administrativa no Estado de SC, como a seguir discriminado:

a) Servio - Natureza da Despesa 3.3.90.39, Elemento de Despesa Outros Servios de Terceiros Pessoa Jurdica, Subitem 16 - Manuteno e Conservao de Bens Imveis;

b) Peas - Natureza da Despesa 3.3.90.30, Elemento de Despesa - Material de Consumo, Subitem 24 - Material para Manuteno de Bens Imveis.

7.1.1. Os crditos e respectivos empenhos relativos aos exerccios subsequentes sero registrados mediante apostilamento.

CLUSULA OITAVA DO EMPENHO DA DESPESA

8.1. Para atender as despesas do exerccio em curso, foram emitidas:

a) a Nota de Empenho n. 2018NE000______, em ___/___/2018, no valor de R$ ______ (____________) referente aos servios; e

b) a Nota de Empenho n. 2018NE000______, em ___/___/2018, no valor de R$ ______ (____________) para as peas de reposio.

8.1.1. As parcelas de despesas a serem executadas em exerccio futuro sero cobertas por crditos oramentrios e notas de empenho emitidas em poca prpria.

CLUSULA NONA DO ACOMPANHAMENTO E DA FISCALIZAO DA EXECUO

DO CONTRATO

9.1. O acompanhamento e a fiscalizao da execuo deste Contrato consistem na verificao, pela Contratante, da conformidade da prestao dos servios e da alocao dos recursos necessrios, de forma a assegurar o perfeito cumprimento do ajuste, e sero exercidos por meio do Gestor do Contrato , qual seja, os servidores titulares da funo de Chefe dos Cartrios Eleitorais da Capital, ou seus substitutos, em conjunto ou separadamente, em conformidade com o art. 67 da Lei n. 8.666/1993, com apoio tcnico da Seo de Manuteno Predial.

9.2. O Gestor do Contrato promover o registro das ocorrncias verificadas, adotando as providncias necessrias ao fiel cumprimento das clusulas contratuais.

9.3. A gesto e fiscalizao tero autoridade para:

a) solicitar a imediata retirada de qualquer funcionrio que no corresponda, tcnica ou disciplinarmente, s exigncias. Isso no dever implicar modificaes de prazo ou de condies contratuais;

b) exigir o cumprimento de todos os itens deste Contrato;

c) rejeitar todo e qualquer material ou servio de m qualidade ou no especificado para a execuo dos servios;

d) determinar a suspenso da execuo dos servios, com a consequente suspenso de contagem do prazo, em caso de necessidade ou quando a realizao dos servios puder causar prejuzo s atividades do Contratante.

9.4. Sero impugnados pela Gesto do Contrato todos os trabalhos que no satisfizerem as exigncias contratuais e normativas, ficando a Contratada obrigada a desmanch-los e refaz-los, correndo por sua exclusiva conta as despesas correspondentes, sem prejuzo de outras penalidades aplicveis.

9.5. A existncia desse acompanhamento no exime a contratada de quaisquer responsabilidades sobre erros ou omisses que surgirem ou vierem a ser constatadas no decorrer ou depois dos servios.

9.6. Os fiscais devero manter os comprovantes de execuo dos servios, fornecidos pela contratada, para fins de comprovao futura das datas respectivas, quando da emisso das atestaes.

9.7. Quaisquer dvidas que eventualmente surjam durante a execuo dos servios

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 19 de 34

devero ser sanadas junto Seo de Manuteno Predial SMP/TRESC, pelo telefone (48) 3251-3785.

CLUSULA DCIMA DAS OBRIGAES DA CONTRATADA

10.1. A Contratada ficar obrigada a:

10.1.1. executar os servios nas condies estipuladas no Projeto Bsico / Termo de Referncia anexo ao Edital do Prego n. 057/2018 e em sua proposta;

10.1.2. prestar os servios de manuteno preventiva e corretiva, sem fornecimento de peas, para um elevador da marca Schindler, com capacidade para 7 (sete) passageiros ou 525 Kg (quinhentos e vinte e cinco quilogramas), com quatro paradas e uma plataforma de acessibilidade vertical para portadores de necessidades especiais, eletromecnica, em estrutura metlica com acesso bilateral, nas dimenses de 900mmx1.200mmx1.200mm (largura x altura x profundidade) e fundo em chapa de ao corrugada e tem capacidade de aproximadamente 180kg, ambos instalados no edifcio que abriga as Zonas Eleitorais da Capital, situado na Avenida Rio Branco, n 797 Centro Florianpolis/SC CEP 88015-203, em conformidade com as normas e requisitos tcnicos e legais, sem que isso implique acrscimo no preo constante da proposta;

10.1.3. nos prazos abaixo fixados, contados do recebimento do contrato, a Contratada ter:

a) at 3 (trs) dias para apresentar:

1. declarao formal de disponibilidade do profissional que se responsabilizar pelo servio contratado, acompanhada da respectiva Certido de Acervo Tcnico e/ou Anotao(es) de Responsabilidade Tcnica ART, que comprovem execuo de servios de caractersticas semelhantes ao objeto deste Contrato;

b) at 10 (dez) dias, aps o aceite da nominata referida no subitem 10.1.3, alnea a, para apresentar:

1. a Anotao de Responsabilidade Tcnica de execuo dos servios enumerados no Projeto Bsico / Termo de Referncia anexo ao Edital do Prego n. 057/2018;

2. ao responsvel pela sua fiscalizao, o plano de manuteno preventiva considerando as especificaes tcnicas do equipamento, devidamente assinado pelo profissional responsvel tcnico da Contratada; e

c) at 5 (cinco) dias, aps o aceite da documentao referida no subitem 10.1.3, alnea b, para iniciar a execuo dos servios.

10.1.4. fornecer todas as ferramentas, materiais e equipamentos indispensveis realizao das manutenes, bem como mo de obra especializada;

10.1.5. realizar os servios de manuteno preventiva e corretiva com atendimento s normas regulamentadoras aplicveis;

10.1.6. disponibilizar telefone, correio eletrnico e contato de aplicativo de mensagens instantneas, para contato para atendimento das solicitaes de abertura de chamados emergenciais;

10.1.7. atender, independentemente de dia ou hora, aos chamados por telefone, correio eletrnico ou aplicativo de mensagens instantneas para dispositivos mveis, fornecendo telefone para contato (24 horas);

10.1.8. os seguintes prazos para atendimento, a contar da solicitao, devero ser observados:

a) atendimento NORMAL: prazo mximo de 01 (uma) hora, para restabelecer o funcionamento do elevador paralisado ou com funcionamento anormal;

b) atendimento EMERGENCIAL: prazo mximo de 30 (trinta) minutos, em se tratando de situao emergencial, como por exemplo, passageiro retido;

10.1.9. para a substituio de peas, apresentar oramento prvio para apreciao, no prazo mximo de 12 horas, salvo nos casos em que ficar comprovada a urgncia na troca das mesmas, ocasio em que o oramento poder ser dispensado pelo Contratante;

10.1.10. aps a aprovao do oramento prvio e da devida autorizao, executar os

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 20 de 34

servios nos prazos mximos de 24 (vinte e quatro) horas, quando o conserto for considerado urgente, e de 5 (cinco) dias nos demais casos;

10.1.11. a substituio das peas somente poder acontecer aps atestada a exequibilidade do preo, mediante pesquisa de mercado a ser realizada pelo fiscal do contrato, exceto se o servio for considerado urgente. Se comprovado ser o preo excessivo, ficar o Contratante autorizado a adquirir as peas de terceiros;

10.1.12. oferecer garantia de no mnimo de 3 (trs) meses para os servios prestados e a mesma garantia oferecida pelo fabricante para peas e componentes substitudos;

10.1.13. prestar assistncia tcnica, durante o prazo de garantia dos servios executados e das peas e acessrios substitudos, sanando os problemas constatados em no mximo de 24 (vinte e quatro) horas, quando o conserto for considerado urgente, e de 5 (cinco) dias nos demais casos;

10.1.14. apresentar ao responsvel pela fiscalizao do contrato, aps cada visita tcnica, relatrio com a descrio dos servios realizados durante a manuteno;

10.1.15. no substituir ou alterar peas dos equipamentos sem a autorizao expressa do Contratante;

10.1.16. fornecer peas e acessrios novos, na embalagem do fabricante;

10.1.17. seguir as instrues do fabricante quanto montagem, instalao e manuteno dos equipamentos;

10.1.18. instalar os componentes e peas devidamente testados e funcionando, no se admitindo o emprego de qualquer pea recondicionada;

10.1.19. manter quadro de pessoal tcnico qualificado para a realizao dos servios, devidamente uniformizados, com crach de identificao da empresa e com os devidos equipamentos de higiene e segurana do trabalho;

10.1.20. transmitir aos seus profissionais as informaes necessrias realizao das atividades da contratao;

10.1.21. responder por quaisquer danos pessoais ou materiais causados por seus empregados nos locais de execuo dos servios, bem como pelos provocados em virtude dos servios executados e da inadequao de materiais e equipamentos empregados;

10.1.22. substituir de imediato profissional cuja atuao ou comportamento for prejudicial execuo dos servios;

10.1.23. fornecer fiscalizao do contrato o relatrio de atendimento por manuteno preventiva ou corretiva realizada no dia;

10.1.24. realizar mensalmente a manuteno preventiva descrita no Anexo I do Edital do Prego n. 057/2018, respeitando o dia e o horrio previamente agendado com a fiscalizao do contrato;

10.1.25. apresentar mensalmente fiscalizao do contrato, os documentos fiscais e os respectivos relatrios das atividades desenvolvidas no ms de competncia;

10.1.26. comunicar fiscalizao do contrato, por escrito, eventual anormalidade constatada na execuo dos servios e prestar os devidos esclarecimentos;

10.1.27. refazer imediatamente, s suas expensas, os trabalhos rejeitados pela fiscalizao do contrato;

10.1.28. no ter, entre seus scios, servidor ou dirigente do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina, em observncia ao disposto no art. 9, inciso III, da Lei n. 8.666/1993;

10.1.29. no transferir a outrem, no todo ou em parte, o objeto deste Contrato, sem prvia anuncia do Contratante; e

10.1.30. manter durante a execuo deste contrato todas as condies de habilitao e qualificao exigidas no Prego n. 057/2018.

CLUSULA DCIMA PRIMEIRA DAS PENALIDADES E SEUS R ECURSOS

11.1. Se a Contratada descumprir as condies deste Contrato ficar sujeita s

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 21 de 34

penalidades estabelecidas nas Leis n. 10.520/2002 e 8.666/1993 e no Decreto n. 5.450/2005.

11.2. A Contratada ficar impedida de licitar e con tratar com a Unio e ser descredenciada no SICAF, pelo prazo de at 5 (cinco ) anos, sem prejuzo das multas previstas no Edital e no contrato e das demais comi naes legais, nos seguintes casos:

a) apresentar documento falso;

b) fizer declarao falsa;

c) deixar de entregar documentao exigida na execuo do contrato;

d) ensejar o retardamento da execuo do objeto;

e) no mantiver a proposta;

f) falhar ou fraudar na execuo do contrato;

g) comportar-se de modo inidneo; e

h) cometer fraude fiscal.

11.3. Para os casos no previstos na subclusula 11.2, podero ser aplicadas Contratada, conforme previsto no artigo 87 da Lei n. 8.666/1993, nas hipteses de inexecuo total ou parcial deste Contrato, as seguintes penalidades:

a) advertncia;

b) no caso de inexecuo parcial sem resciso contratual, multa de 20% (vinte por cento) sobre o valor mensal estimado deste Contrato;

c) no caso de inexecuo parcial com resciso contratual, multa de 20% (vinte por cento) sobre o resultado da multiplicao do valor estimado mensal pelo nmero de meses restantes para o encerramento da vigncia deste Contrato, a contar do ms do inadimplemento;

d) no caso de inexecuo total com resciso contratual, multa de 20% (vinte por cento) sobre o valor estimado total deste Contrato;

e) suspenso temporria de participao em licitao e impedimento de contratar com a Administrao, por prazo no superior a 2 (dois) anos; e

f) declarao de inidoneidade para licitar ou contratar com a Administrao Pblica enquanto perdurarem os motivos determinantes da punio ou at que seja promovida a reabilitao perante a prpria autoridade que aplicou a penalidade, que ser concedida sempre que a Contratada ressarcir a Administrao pelos prejuzos resultantes e aps decorrido o prazo da sano aplicada com base na alnea anterior.

11.3.1. As sanes estabelecidas na subclusula 11.2 e na alnea f da subclusula 11.3 so de competncia do Presidente do TRESC.

11.4. Em conformidade com o artigo 86 da Lei n. 8.666/1993, o atraso injustificado no incio da execuo dos servios sujeitar o licitante vencedor, a juzo da Administrao, multa de 0,5% (meio por cento) ao dia, sobre o valor mensal contratado, a partir do dia imediato ao vencimento do prazo estipulado para a execuo do(s) servio(s).

11.4.1. O atraso superior a 30 (trinta) dias ser considerado inexecuo total do contrato.

11.5. Da aplicao das penalidades previstas nas subclusulas 11.3, alneas a, b, c, d e "e", e 11.4, caber recurso no prazo de 5 (cinco) dias teis a partir da data da intimao.

11.5.1. O recurso ser dirigido ao Diretor-Geral, por intermdio do Secretrio de Administrao e Oramento, o qual poder rever a sua deciso em 5 (cinco) dias teis, ou, no mesmo prazo, encaminh-lo, devidamente informado, ao Diretor-Geral, para apreciao e deciso, em igual prazo.

11.6. Da aplicao da penalidade prevista na alnea f da subclusula 11.3, caber pedido de reconsiderao, apresentado ao Presidente do TRESC, no prazo de 10 (dez) dias teis a contar da data da intimao do ato.

CLUSULA DCIMA SEGUNDA DA RESCISO

12.1. Este Contrato poder ser rescindido nos termos da Lei n. 8.666/1993 e do art. 7 da Resoluo TSE 23.234/2010.

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 22 de 34

12.2. Nos casos de resciso, previstos nos incisos I a VIII e XVIII do artigo 78 da Lei n. 8.666/1993, sujeita-se a empresa contratada ao pagamento de multa, nos termos das alneas "c" ou "d" da subclusula 11.3, sem prejuzo da possibilidade de aplicao das penalidades previstas nas alneas "e" ou "f" da subclusula 11.3.

CLUSULA DCIMA TERCEIRA DO REAJUSTE

13.1. Os preos inicialmente contratados podero ser reajustados aps 1 (um) ano, contados da data limite para apresentao da proposta, utilizando-se, para o clculo, o ndice de Preos ao Consumidor Amplo IPCA, publicado na ocasio, ou, na hiptese de extino deste ndice, utilizar-se- o que venha a substitu-lo.

13.2. Para efeito de reajustamento, os ndices iniciais a serem considerados sero os da data de apresentao da proposta.

CLUSULA DCIMA QUARTA DA PUBLICAO

14.1. Incumbir ao Contratante providenciar, sua conta, a publicao deste Contrato e de todos os Termos Aditivos a ele referentes, no Dirio Oficial da Unio, no prazo previsto pela Lei n. 8.666/1993.

CLUSULA DCIMA QUINTA DAS DISPOSIES FINAIS

15.1. Para dirimir as questes oriundas do presente Contrato, ser competente o Juzo Federal da Capital do Estado de Santa Catarina.

E, para firmeza, como prova de haverem, entre si, ajustado e contratado, depois de lido e

achado conforme, firmado o presente Contrato pelas partes e pelas testemunhas abaixo, que a tudo assistiram, dele sendo extradas as cpias necessrias para a sua publicao e execuo.

Florianpolis, ... de .......... de 2018.

CONTRATANTE: ................................................ CONTRATADA: ................................................ TESTEMUNHAS: ................................................

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 23 de 34

PREGO N. 057/2018

ANEXO I

PROJETO BSICO / TERMO DE REFERNCIA

1 Objeto da Contratao Contratao dos servios de manuteno preventiva e corretiva para 01 (um) elevador a marca Schindler, com capacidade para 7 (sete) passageiros ou 525 Kg (quinhentos e vinte e cinco quilogramas), com quatro paradas, e de 01 (uma) plataforma de acessibilidade vertical para portadores de necessidades especiais que foi fabricada pela Metalrgica Xavier, ano de fabricao 2011, instalados no edifcio que abriga os Cartrios Eleitorais da Capital.

2 Fundamentao da Contratao

2.1 Motivao

A presente solicitao justifica-se na necessidade de continuidade da prestao dos servios de manuteno preventiva e corretiva do elevador e da plataforma de acessibilidade vertical do prdio dos Cartrios Eleitorais de Florianpolis, a fim de garantir o adequado e seguro funcionamento e a conservao dos equipamentos.

2.2. Objetivos, Resultados Esperados e Benefcios

Espera-se, por meio desta contratao, manter os recursos necessrios para manuteno da funcionalidade do elevador e da plataforma de acessibilidade vertical do prdio dos Cartrios Eleitorais de Florianpolis. Trata-se de servio de natureza contnua, do qual espera-se a regularidade da operao com a segurana exigida para os equipamentos, com pleno funcionamento de todas as funes.

2.3 Alinhamento Estratgico

Trata-se de servio de manuteno exigido pelas caractersticas especficas dos equipamentos, constituindo-se em atividade de suporte prestao jurisdicional da Justia Eleitoral com a garantia de bom funcionamento dos equipamentos constituindo para acessibilidade segura de servidores e usurios, em consonncia com o objetivo estratgico de aperfeioamento da gesto de pessoas.

2.4 Estudos Preliminares do Objeto

Estudo Preliminar juntado ao PAE n. 5.256/2018.

2.5 Demanda Prevista x Quantidade a ser contratada

A demanda prevista contempla o servio de manuteno preventiva mensal e manuteno corretiva sob demanda de 01 (um) elevador a marca Schindler, com capacidade para 7 (sete) passageiros ou 525 Kg (quinhentos e vinte e cinco quilogramas), com quatro paradas, e de 01 (uma) plataforma de acessibilidade vertical para portadores de necessidades especiais foi fabricada pela Metalrgica Xavier, ano de fabricao 2011, instalados no prdio que abriga os Cartrios Eleitorais da Capital.

Id. Bem/Servio Demanda Prevista Quantidade a ser contratada

1 Manuteno Preventiva e Corretiva de um elevador marca Schindler, com

Manuteno Preventiva Mensal

Uma visita mensal

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 24 de 34

capacidade para 7 (sete) passageiros ou 525 kg (quinhentos e vinte e cinco) com quatro paradas.

Manuteno Corretiva Sob demanda com previso de uma

hora por ms

2 Manuteno Preventiva e Corretiva de uma plataforma de acessibilidade vertical para portadores de necessidades especiais fabricada pela Metalrgica Xavier.

Manuteno Preventiva Mensal

Uma visita mensal

Manuteno Corretiva Sob demanda com previso de uma

hora por ms

2.6 Objetos Disponveis

Conforme levantamento realizado nos Estudos Preliminares.

2.7 Caracterizao e Composio do Objeto

Contratao de servio de manuteno preventiva e corretiva, sem fornecimento de peas, para um elevador da marca Schindler, com capacidade para 7 (sete) passageiros ou 525 Kg (quinhentos e vinte e cinco quilogramas), com quatro paradas e uma plataforma de acessibilidade vertical para portadores de necessidades especiais, eletromecnica, em estrutura metlica com acesso bilateral, nas dimenses de 900mmx1.200mmx1.200mm (largura x altura x profundidade) e fundo em chapa de ao corrugada e tem capacidade de aproximadamente 180kg. A estrutura uma caixa com cantoneira em ao carbono revestida com chapa galvanizada e pintura epxi, com perfis formato U de 3, zincados e pintados. O deslizamento da plataforma feito por meio de rodzios de nylon. O comando simples, de chamada por andar e duplo no interior da plataforma, com chave de bloqueio para evitar uso indevido. O porto de acesso tem abertura manual, equipados com fechaduras eletromagnticas de bloqueio, que impedem a abertura sem que a plataforma esteja posicionada corretamente no andar. Mquina de trao blindada modelo TR-3, reduo de 1:60, acionada por motor trifsico de 2 CV-4 polos 3,3A 1720 RPM, que tracionam a plataforma por meio de cabos de ao duplos com 5/16, ambos instalados no prdio que abrigas as Zonas Eleitorais da Capital situado na Avenida Rio Branco, n 797 Centro Florianpolis/SC CEP 88015-203.

2.8 Servios Adicionais

No haver servios adicionais.

2.9 Parcelamento e Adjudicao

A adjudicao do objeto dever ser global, uma vez que permitir uma melhor otimizao na gesto da contratao, bem como dos servios executados. Alm disso, amplia o interesse das empresas na participao do certame, tendo em vista que torna o objeto da contratao mais atraente.

2.10 Seleo do Fornecedor

O fornecedor ser selecionado conforme a existncia de regularidade da empresa, bem como a disponibilidade e o interesse em prestar o servio, nas condies estipuladas pelo contratante.

2.10.1 Critrios de Habilitao

Para a habilitao do fornecedor devero ser observados os seguintes critrios: Id. Critrio de Habilitao

1 Certido de Registro de Pessoa Jurdica da proponente junto ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia - CREA, dentro de seu prazo de validade, em conformidade com o art. 30, I, da Lei n. 8.666/1993.

2

Apresentar um ou mais atestados de capacidade tcnica, fornecidos por pessoas

jurdicas de direito pblico ou privado, que comprovem a execuo de servios j

realizados com caractersticas semelhantes ao objeto da licitao manuteno

preventiva e manuteno corretiva de elevador ou equipamentos similares.

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 25 de 34

3

Apresentar comprovao de possuir no quadro da empresa profissional detentor de

CAT(s) e/ou ART(s) e/ou RRT(s) para acompanhar os servios objeto deste Projeto

Bsico.

- O profissional supramencionado dever estar devidamente registrado no CREA pela

execuo de servios de caractersticas semelhantes ao objeto desta licitao;

O profissional indicado poder ser substitudo por profissional de experincia equivalente ou superior, desde que aprovado pela Administrao do TRESC.

2.10.2 Critrios de Preferncia e de Desempate

A presente licitao poder ser destinada, exclusivamente , participao de microempresas e empresas de pequeno porte, em se aplicando os termos da Lei Complementar n. 123/2006, alterada pela Lei Complementar n. 147/2014.

2.11 Modalidade e Tipo de Licitao

Os servios pretendidos so oferecidos por diversos fornecedores e apresentam caractersticas normatizadas. Assim, pode-se concluir que so bens comuns, justificando, portanto, a utilizao da modalidade Prego, sendo, preferencialmente, em sua forma eletrnica, tipo Menor Preo.

2.12 Impacto Ambiental

Natureza Adequaes necessrias Infraestrutura Tecnolgica No necessria qualquer adequao. Infraestrutura Eltrica No necessria qualquer adequao.

Logstica de Implantao Verificao das condies de acesso casa de mquinas dos elevadores.

Espao Fsico Verificao das condies de acesso casa de mquinas dos elevadores e segurana de tcnicos e usurios.

Mobilirio No necessria qualquer adequao. Impacto Ambiental No necessria qualquer adequao.

2.13 Conformidade Tcnica

O servio de manuteno em equipamentos eletromecnicos, tipo elevador e plataforma, consiste em manter a longo prazo, segurana, confiabilidade e eficincia dos equipamentos, e devem ser executados em conformidade com as normas da Associao Brasileira de Normas Tcnicas ABNT (ABNT NBR 16083/2012, ABNT NBR NM 313, ABNT NBR ISO 9386-1:2013, entre outras); as disposies legais pertinentes dos rgos governamentais de segurana, os manuais e orientaes tcnicas especficas dos equipamentos e instalaes, as prescries e recomendaes dos fabricantes dos equipamentos quanto aos procedimentos de manuteno e operao e os regulamentos das empresas concessionrias de energia. As empresas que prestam servio dessa natureza devem ter registro compulsrio no respectivo rgo de classe, bem como de profissional responsvel habilitado e devem seguir as normas estabelecidas pela ABNT (Associao Brasileira de Normas Tcnicas), citadas acima.

2.14 Obrigaes da Proponente

Fornecer preo mensal para a manuteno preventiva e preo para manuteno corretiva.

As proponentes devero cotar:

a) Preo para manuteno preventiva mensal (Pmp);

b) Preo para a mo-de-obra/hora correspondente manuteno corretiva (Pmc), cujos servios tenham, cada um, durao de uma hora (excludos os valores das peas, haja vista que sero custeadas por este Tribunal ante a apresentao de tabela do fabricante ou pesquisa ao mercado, para a garantia do menor preo);

Com a finalidade exclusiva de aferio do menor preo, utilizar-se- a seguinte frmula, considerando a situao hipottica acima evidenciada de 02 (dois) chamados/ms, sendo cada um de uma hora:

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 26 de 34

Pmp + (2 x Pmc) = Pf (Preo final)

Recomenda-se empresa proponente realizar visita tcnica no local onde sero prestados os servios, a fim de verificar o estado de conservao do equipamento que ir receber manuteno;

Caso a empresa opte pela realizao da visita tcnica, esta dever ser:

a) Previamente agendada atravs dos telefones (48) 3251-3785 ou 3251-3838, com a Seo de Manuteno Predial, das 13 s 18 horas;

b) Realizada pelo representante indicado pela empresa para os servios; c) Acompanhada por representante do TRESC, designado para esse fim.

A empresa que optar pela no realizao da visita tcnica, vindo a ser a contratada, no poder alegar o desconhecimento dos locais da realizao do servio e suas peculiaridades como justificativa para se eximir das obrigaes assumidas em consequncia da presente contratao.

2.15 Obrigaes da Contratante

2.15.1 Proporcionar todas as facilidades indispensveis boa execuo dos servios, inclusive permitir o livre acesso dos tcnicos e empregados da prestadora de servios s dependncias do prdio dos Cartrios Eleitorais da Capital;

2.15.2 Efetuar o pagamento Contratada, de acordo com as condies, no preo e no prazo estabelecidos no edital licitatrio;

2.15.3 Promover, atravs de seus representantes, a fiscalizao deste Contrato, em conformidade com o art. 67 da Lei n. 8.666/1993;

2.15.4 Sustar a execuo de quaisquer trabalhos por estarem em desacordo com o especificado ou por outro motivo que justifique tal medida;

2.15.5 Emitir pareceres no processo administrativo referente execuo dos servios, em especial quanto aplicao de sanes e alteraes contratuais;

2.15.6 Comprovar e relatar, por escrito, as eventuais irregularidades na execuo dos servios;

2.15.7 Verificar o prazo estabelecido no ajuste para apresentao das notas fiscais/faturas, recibos ou congneres, exigindo seu cumprimento por parte da empresa contratada;

2.15.8 Comunicar CONTRATADA toda e qualquer ocorrncia relacionada com a execuo dos servios; e

2.15.9 Exigir da CONTRATADA, a qualquer tempo, a comprovao das condies de habilitao exigidas nessa contratao.

2.16 Obrigaes da Contratada

2.16.1 A Contratada ficar obrigada a executar todo o servio para o qual foi contratada no preo, prazo e condies estipulados em sua proposta e, ainda:

2.16.1.1 Prestar os servios de manuteno preventiva e corretiva, sem fornecimento de peas, para um elevador da marca Schindler, com capacidade para 7 (sete) passageiros ou 525 Kg (quinhentos e vinte e cinco quilogramas), com quatro paradas e uma plataforma de acessibilidade vertical para portadores de necessidades especiais, eletromecnica, em estrutura metlica com acesso bilateral, nas dimenses de 900mmx1.200mmx1.200mm (largura x altura x profundidade) e fundo em chapa de ao corrugada e tem capacidade de aproximadamente 180kg, ambos instalados no edifcio que abriga as Zonas Eleitorais da Capital, situado na Avenida Rio Branco, n 797 Centro Florianpolis/SC CEP 88015-203, em conformidade com as normas e requisitos tcnicos e legais, sem que isso implique acrscimo no preo constante da proposta;

2.16.1.2 Nos prazos abaixo fixados, contados do recebimento do contrato, a Contratada ter:

Prego n. 057/2018 - TRE/SC Pgina 27 de 34

a) at 3 (trs) dias para apresentar:

Declarao formal de disponibilidade do profissional que se responsabilizar pelo servio contratado, acompanhada da respectiva Certido de Acervo Tcnico e/ou Anotao(es) de Responsabilidade Tcnica ART, que comprovem execuo de servios de caractersticas semelhantes ao objeto desta licitao.

b) at 10 (dez) dias, aps o aceite da nominata ref erida no subitem 2.16.1.2, alnea a, para apresentar:

A Anotao de Responsabilidade Tcnica de execuo dos servios enumerados no Projeto Bsico;

Apresentar ao responsvel pela sua fiscalizao, o plano de manuteno preventiva considerando as especificaes tcnicas do equipamento, devidamente assinado pelo profissional responsvel tcnico da contratada.

c) at 5 (cinco) dias, aps o aceite da documenta o referida no subitem 2.16.1.2, alnea b, para iniciar a execuo dos servios.

2.16.1.3 Fornecer todas as ferramentas, materiais e equipamentos indispensveis realizao das manutenes, bem como mo de obra especializada;

2.16.1.4 Realizar os servios de manuteno preventiva e corretiva com atendimento s normas regulamentadoras aplicveis;

2.16.1.5 Disponibilizar telefone, correio eletrnico e contato de aplicativo de mensagens instantneas, para contato para atendimento das solicitaes de abertura de chamados emergenciais;

2.16.1.6 Atender, independentemente de dia ou hora, aos chamados por telefone, correio eletrnico ou aplicativo de mensagens instantneas para dispositivos mveis, fornecendo telefone para contato (24 horas);

2.16.1.7 Os seguintes prazos para atendimento, a contar da solicitao, devero ser observados:

o Atendimento NORMAL: prazo mximo de 01 (uma) hora, para restabelecer o funcionamento do elevador paralisado ou com funcionamento anormal;

o Atendimento EMERGENCIAL: prazo mximo de 30 (trinta) minutos, em se tratando de situao emergencial, como por exemplo, passageiro retido.

2.16.1.8 Para a substituio de peas, apresentar oramento prvio para apreciao, no prazo mximo de 12 horas, salvo nos casos em que ficar comprovada a urgncia na troca das mesmas, ocasio em que poder ser dispensado pela Administrao o oramento;

2.16.1.9 Aps a aprovao do oramento prvio e da devida autorizao, executar o servio nos prazos mximos de 24 (vinte e quatro) horas, quando o conserto for considerado urgente, e de 5 (cinco) dias nos demais casos;

2.16.1.10 A substituio das peas somente poder acontecer aps atestada a exequibilidade do preo, mediante pesquisa de mercado a ser realizada pelo fiscal do contrato, exceto se o servio for considerado urgente. Se comprovado ser o preo excessivo, ficar o TRESC autorizado a adquirir as peas de terceiros;

2.16.1.11 Oferecer garantia de no mnimo de 3 (trs) meses para os servios prestados e a mesma garantia oferecida pelo fabricante para peas e componentes substitudos;

2.16.1.12 Prestar assistncia tcnica, durante o prazo de garantia dos servios executados e das peas e acessrios substitudos, sanando os problemas constatados em no mximo de 24 (vinte e quatro) horas, quando o conserto for considerado urgente, e de 5 (cinco) dias nos demais casos;

2.16.1.13 Apresentar ao responsvel pela fiscalizao do con