Portfólio Proinfo

  • View
    786

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Text of Portfólio Proinfo

  • 1. PORTFLIO
    • GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
  • SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAO
  • NCLEO DE TECNOLOGIA DE CAMPO GRANDE
  • CURSISTAS: EDNIR BOGADO VILLARINHO,
  • ROSNGELA PILEGGI E
  • ROSEMARY ERNESTO GONALVES SILVEIRA.
  • CURSO DE TECNOLOGIA NA EDUCAO: ENSINANDO E APRENDENDO COM AS TICS.
  • TURMA: 03TUTORA: MARIANA CRISTINA

2. UNIDADE: I

  • Apresentao
  • Sou de uma famlia de educadores, atualmente trabalho coma Sala de Recursos Multifuncional (alunos especiais) e alunos do primeiro ano do ensino fundamental (5 anos). Tenho ps graduao em Metodologia do Ensino Superior e Diversidade e Educao Especial. Moro em Campo Grande e trabalho na Escola Estadual Dolor Ferrreira de Andrade, meu sonho viver para ver de perto a verdadeira Incluso acontecer na escola e sociedade. Sempre estou estudando em busca de atualizao, principalmente na rea das tecnologias, pois um recurso essencial para melhorar a qualidade de ensino. Nas horas vagas adoro viajar, tomar terer, conversar com os amigos e dar boas gargalhas.
  • Ednir Ferreira Bogado Villarinho
  • Meu nome Rosngela sou formada em Pedagogia, Administrao de Empresas e Economia, Ps graduada em Metodologia de ensino de 1 e 2 Graus e em coordenao, superviso e inspeo escolar, trabalho na escola E.E. Dolor Ferreira de Andrade desde 1.990, com alunos de 4 ano dos anos iniciais, amo o que fao, moro no Conjunto Residencial Maria Aparecida Pedrossian, quando no estou trabalhando fao cursos, vou ao cinema, restaurantes, pizzarias, passeio muito com minha filha e adoro viajar, principalmente para as praias.
  • Rosngela Pileggi
  • Ola meu nome Rosemary sou formada em Pedagogia e Artes Visuais pela U.F.M.S trabalho como professora na escola Dolor Ferreira de Andrade, no 2 3 e 4anos do Ensino Fundamental gosto muito do que fao. Eu moro no Bairro Maria Aparecida Pedrossian, nas horas vagas gosto de passear Viajar e pescar.
  • Rosemary Ernesto Gonalves Silveira

3.

  • QUEM SOU COMO PROFESSOR E APRENDIZ? Como professoras e aprendizes nos consideraram pessoas que se atualizam a cada dia, pois achamos que ningum sabe tudo, sempre aprendemos algo com os nossos alunos e sempre procuramos desenvolver metodologias que despertem o interesse dos alunos em busca do novo. Nossas prticas em sala de aula buscam despertar o interesse dos alunos de forma alegre para que os mesmos tenham o hbito de ler, escrever e desenhar. Procuro estar sempre atualizando e repassando as novas tcnicas aos alunos por que a tecnologia est em constante mudana, gostamos do dilogo aberto e da troca de experincia entre professor e aluno e notamos
  • quando estamos ensinando sempre aprendemos algo diferente com os mesmos.
  • Temos que caminhar na busca do conhecimento enquanto h oportunidade de encontramos alguns alunos que desejam aprender de fato. O professor aprendiz com o auxlio das novas tecnologiasdeve procurar alcanar o melhor desta cincia, j que temos essa oportunidade devemos aproveit-la.
  • Ednir, Rosngela e Rosemary.

4. Reflexo: Como a escola vem lidando com as novas tecnologias

  • Sempre tivemos ao nosso alcance as tecnologias, s que de uma poca pra c as novidades so muitas e praticamente toda semana sa algo novo, alguns professores no conseguem acompanhar a evoluo que est sendo muito rpida, ficando assim desatualizados e com receio de entrar nas salas de TICs por no ter domnio do assunto e seus alunos sim. Nossos alunos tm que ter o acesso as tecnologias desde cedo para que possam ir sanando o mximo de dvidas, pois muitos deles dependeram destas aulas para se familiarizarem com os computadores, na realidade as escolas deveriam fazem com que os alunos conseguissem visitas em empresas para verem como o funcionamento, e depois em sala de aula tirar todas as dvidas assim quando fossem para o mercado de trabalho no tivessem nenhum problema com o uso da tecnologia, por j terem uma certa experincia com as mesmas. Seriam timo termos alunos que j sassem com ensino mdio encaminhados para o mercado de trabalho. Por tanto os professores deveriam se capacitar cada vez mais e perderem o medo do desconhecido e se lanar de corpo e alma as novas regras do ensino aprendizagem de nossos alunos, assim teremos pessoas mais qualificadas para as frentes de trabalhos, nossos alunos merecem tudo de bom.Ednir, Rosngela e Rosemary.

5. Mapa Conceitual: Minha Escola 6. Webquest sobre projetos de aprendizagem

  • O TRABALHO COM PROJETOS OPORTUNIZA O ALUNO A PRENDER FAZENDO, INDIVIDUALMENTE OU EM GRUPO, POR DE INVESTIGAES E EXPERINCIAS QUE O INCENTIVA A ESTIMULAO DA CONTEXTUALIZAO E CONSTRUO DE CONCEITOS. O PROJETO PERMITE O ROMPER FRONTEIRAS DISCIPLINARES, POIS FAVORECE A CONTEXTUALIZAO DA APRENDIZAGEM EM DIFERENTES REAS E EM DIVERSAS DISCIPLINAS. EDNIR, ROSNGELA E ROSEMARY

7. UNIDADE:II Navegando em Hipertexto

  • Achamos muito interessante o portal da educao, tem muitos projetos, oficinas de vrias reas do conhecimento, sites de livros recomendados como material de apoio para professores. Clicamos em elementos da arte visual, mdulos e conceito: O que arte? Encontramos modelos de aulas prontas e as obras dos artistas correspondentes. O que nos chamou ateno foi a pintura indgena toda feita em pontos. Esta navegao por estes sites fica em evidncia como funciona a navegao e o quanto ela nos auxilia no dia a dia como apoio e enriquecimento de nossas aulas.

8. EXECUTANDO AS ATIVIDADES

  • Em nossa escola realizamos um projeto de Boas Maneiras, com a inteno de acabar com o Bullyng, o projeto envolveu toda a comunidade escolar e muita tecnologia. Utilizamos datashow, cmeras, livros, televiso, som, internet com diversos sites com vdeos e diversasreportagens e sugestes para evitar o Bullyng, entre eles indicamos alguns que com certeza contribuiro com vocs:
  • www.educacional.com.br/reportagens/bullyng/
  • noticias.r7.com/.../jogos-educativos-e-arma-no-combate-ao-...
  • noticias.r7.com/.../adolescentes-envolvidos-em-bullyng
  • revistaescola.abril.com.br/jogos

9. Navegando pela wikipdia e pelo wikcionrio

  • Confessamos que no gostamos de fazermos pesquisa neste site, por ser considerado no confivel. Quando ns estudvamos os professores no aceitavam pesquisa feita pela wikipdia, mas atravs de algumas observaes percebemos que algumas pesquisas tem fonte verdadeira, como no caso do artigo sobre a vida de Paulo de Tarso, uma histria bblica, aps a leitura do artigo, percebemos que de fato como a Bblia descreve.

10. Um registro digital de experincia - o hipertexto

  • Foi desenvolvida na Escola Estadual Dolor Ferreira de Andrade, com a turma dos 4 anos A e B do ensino fundamental, com o total de 50 alunos, este trabalho contou com 4 profissionais da educao para a realizao do projeto.
  • O projeto foi iniciado atravs de uma conversa com os alunos, do teria que pesquisar sobre o folclore de Mato Grosso do Sul usando o laboratrio de tecnologia, os alunos mostram-se motivados, interessados e entusiasmados,
  • aatividade transcorreu harmoniosamente co todos os alunos envolvidos.
  • Com a concluso do projeto podemos concluir que a internet fascina os alunos havendo uma cooperao mtua entre os alunos.

11. APRESENTAO DO PROJETO FOLCLORE DE MS

  • GRUPO DE DANA FOLCLRICA MS
  • CAMALOTEZINHO

12. OS ALUNOS ASSISTINDO A APRESENTAO DO GRUPO DE DANA. 13. Danando o siriri. 14. 15. 16. 17. Professoras responsveis pelo projeto do folclore de MS e as meninas do grupo de dana camalotezinho. 18. Professoras responsveis pelo projeto do folclore de MS e as meninas do grupo de dana camalotezinho. 19. O Grupo de Dana lanchando aps a apresentao na escola. 20. Grupo de Dana Camalotezinhos de Campo Grande MS e as professoras responsveis pelo Projeto Folclore de MS. 21. Grupo de Dana Camalotezinhos de Campo Grande MS e as professoras responsveis pelo Projeto Folclore de MS. 22. Conceituando Hipertexto

  • Conceituando Hipertexto o termo que remete a um texto em formato digital, ao qual se agregam outros conjuntos de informao na forma de blocos de textos, palavras, imagens ou sons, cujo acesso se d atravs de referncias especficas denominadas hiperlinks, ou simplesmente links. um documento eletrnico composto de unidades textuais interconectados que formam uma rede de estrutura no linear, por meio de links, nos quais o leitor vai criando suas prprias opes e trajetrias de leitura, o que rompe o domnio tradicional de um esquema rgido de leitura imposto pelo autor. O hipertexto uma ferramenta fantstica para podermos avanar no conhecimento. Ao pesquisar verifiquei o quanto expande um assunto. Rosngela Pileggi

23. UNIDADE: III

  • Contextualizando a mudana da teoria prtica. Hoje em dia o computador e a internet so indispensveis na vida educacional do aluno. Cabe a ns professores conhecermos melhor o universo virtual, pois temos que lidar com o conhecimento elaborado, com a sala de tecnologia, e com a dificuldade social. A tecnologia est em constante mudana e necessrio recorrermos a alguns recursos tecnolgicos como livros digitais, CDs, jogos educativos online e vrios componentes curriculares, que usamos como estratgias que so os recursos que usamos em sala de aula. necessrio usar um dilogo franco e aberto, a liberdade de expresso muito importante dentro do contexto escolar, assim os professores transformaro o processo de ensino e aprend