APOSTILA SALA DE RECURSOS .APOSTILA SALA DE RECURSOS ... e os Sistemas Educacionais devem implementar

  • View
    214

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of APOSTILA SALA DE RECURSOS .APOSTILA SALA DE RECURSOS ... e os Sistemas Educacionais devem...

1

CURSO DE PS-GRADUAO LATO SENSU

NCLEO DE PS-GRADUAO E EXTENSO - FAVENI

APOSTILA SALA DE RECURSOS MULTIFUNCIONAIS

ESPRITO SANTO

1

EXPLANANDO SOBRE O ASSUNTO

http://3.bp.blogspot.com/_ALsXxsFtGjs/THbwLtTUG9I/AAAAAAAAARY/GZW14kerexo/s1600/SDC14038.JPG

Segundo o Art. 205 da Constituio, a educao um direito de todos e dever

do Estado e da famlia; ser promovida e incentivada com a colaborao da socie-

dade, visando o pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exerccio da

cidadania e sua qualificao para o trabalho. J no Art. 206, diz que o ensino ser

ministrado com base no princpio de igualdade de condies para o acesso e perma-

nncia na escola.

Parafraseando Mantoan, a escola o meio mais favorvel para a educao de

todas as pessoas. Na riqueza do convvio com a diversidade que h o verdadeiro

crescimento.

Nunca o tema da incluso esteve to presente no dia-a-dia da educao. Cada

vez mais professores esto percebendo que as diferenas no s devem ser aceitas,

mas tambm acolhidas como subsdio para a construo do cenrio escolar. E no se

trata apenas de admitir a matrcula dessas crianas, isso nada mais do que cumprir

2

a lei. O que devemos fazer oferecer servios complementares, adotar prticas cria-

tivas na sala de aula, adaptar o projeto pedaggico, rever posturas e construir uma

nova filosofia educativa. Aprender a conviver com as diferenas um crescimento

pessoal, um passo nas relaes interpessoais.

A Declarao de Salamanca, 1994, afirma que toda a criana tem necessida-

des e aprendizagens nicas, tem direito a ir escola de sua comunidade, com acesso

ao Ensino Regular, e os Sistemas Educacionais devem implementar programas, con-

siderando a diversidade humana e desenvolvendo uma pedagogia voltada para a cri-

ana.

Escolas regulares com orientao inclusiva constituem os meios mais efica-

zes de combater atitudes discriminatrias criando comunidades acolhedoras, constru-

indo uma sociedade inclusiva e alcanando educao para todos. (DECLARAO

DE SALAMANCA, 1994)

Com o objetivo de tornar a escola um espao democrtico que acolha e garanta

a permanncia de todos os alunos, sem distino social, cultural, tnica, de gnero ou

em razo de deficincia e caractersticas pessoais, o Ministrio da Educao imple-

menta uma poltica de incluso que pressupe a reestruturao do sistema educacio-

nal. Atendendo as necessidades educacionais especiais e respeitando seus direitos,

a Sala de Recursos Multifuncionais favorecer o processo de incluso educacional,

trabalhando com alunos em turno inverso ao ensino regular que esto matriculados,

orientando pais e professores.

De acordo com o Parecer CNE/CEB nmero 17/2001:

http://br.f320.mail.yahoo.com/ym/ShowLetter?MsgId=1973_3259960_25243_1933_4196_0_11326_24543_3754408113&Idx=0&YY=63175&y5beta=yes&y5beta=yes&inc=25&order=down&sort=date&pos=0&view=a&head=b&box=Inbox##

3

[...] Todos os alunos, em determinado momento de sua vida es-

colar podem apresen