AS VANTAGENS COMPETITIVAS DO USO DO MODAL RODOVIRIO NO SETOR AGROINDUSTRIAL NO NORTE DE MINAS

  • View
    990

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of AS VANTAGENS COMPETITIVAS DO USO DO MODAL RODOVIRIO NO SETOR AGROINDUSTRIAL NO NORTE DE MINAS

1

FACULDADES INTEGRADAS PITAGORAS DE MONTES CLAROS CURSO DE GRADUAO EM ENGENHARIA DE PRODUO

ALEX SANDRO CARDOSO S RODRIGO VELOSO CESRIO

AS VANTAGENS COMPETITIVAS DO USO DO MODAL RODOVIRIO NO SETOR AGROINDUSTRIAL NO NORTE DE MINAS

Montes Claros, MG. 2010

2

ALEX SANDRO CARDOSO S RODRIGO VELOSO CESRIO

AS VANTAGENS COMPETITIVAS DO USO DO MODAL RODOVIRIO NO SETOR AGROINDUSTRIAL NO NORTE DE MINAS

Monografia apresentada ao Curso de Engenharia de Produo das Faculdades Integradas Pitgoras de Montes Claros como requisito parcial obteno do grau de Bacharel em Engenharia de Produo. Orientador: Prof. Ricardo Henrique Magela Franco

Montes Claros Faculdades Integradas Pitgoras 2010

3

FACULDADES INTEGRADAS PITAGORAS DE MONTES CLAROS Curso de Graduao em Engenharia de Produo

Monografia intitulada As vantagens competitivas do uso do modal rodovirio no setor agroindustrial no Norte de Minas, de autoria de Alex Sandro Cardoso S e Rodrigo Veloso Cesrio, aprovada pela banca examinadora constituda pelos seguintes professores:

__________________________________ Ricardo Henrique Magela Franco (Orientador)

__________________________________

__________________________________

Montes Claros, novembro de 2010

4

Dedicamos este trabalho primeiramente a Deus, pois sem ele, nada seria possvel e no estaramos aqui reunidos, desfrutando, juntos, destes momentos que nos so to importantes. Aos nossos pais; que no mediram esforos para realizao dos nossos sonhos, que nos guiaram pelos caminhos corretos, nos ensinaram a fazer as melhores escolhas, nos mostraram que a honestidade e o respeito so essenciais vida, e que devemos sempre lutar pelo que queremos. A eles devemos a pessoa que nos tornamos, somos extremamente felizes e temos muito orgulho por cham-los de pai e me.

5

AGRADECIMENTOS

Agradeo a Deus pelo precioso dom da vida, por ter me dado a oportunidade para conseguir mais uma vitria com fora e sade, por vrios momentos que passei por dificuldades, insegurana erros e acertos, vitrias e alegrias, chegando ao final com a certeza do dever cumprido.

Aos meus pais Wilson e Glorinha que me deram vida e me ensinaram a viv-la com dignidade e perseverana, sempre me apoiando.

Aos meus tios Adelino, Berenice e Santana que com confiana e certeza sempre torceram pelo meu sucesso.

As minhas irms Kelly, Gesilane e Siodemila pelo incentivo, carinho e apoio que contriburam para que eu realizasse mais esse sonho.

Aos meus primos, amigos e colegas que estiveram comigo e acompanharam todos esses anos, me ajudando em todos os momentos, os quais deixaram ainda mais agradvel essa caminhada de vitria e estes sabem o quanto foi importantes para mim a sua contribuio para o meu sucesso.

Que Deus seja presena constante na vida de todos.

Alex Sandro Cardoso S

6

Agradeo aos meus pais Altamiro e Eunice, por terem me colocado neste mundo e me criado da melhor forma que podiam, por terem me dado fora nessa minha caminhada, ainda curta, mas cheia de obstculos, que com garra e compromisso, foram vencidos.

Agradeo tambm aos meus tios Valdir e Neuza, por terem me acolhido em sua casa, no momento em que eu mais precisava. Tenho imensa gratido e carinho por meus colegas, que pegaram bastante em meu p durante todo o curso. So eles: Rozilza, Delcia, Veio, Santana empresrio, Lo diretor, Narigudo, Sargento, Fredo bocaiva.

Agradeo tambm Adriana, que esteve ao meu lado em grande parte dessa minha caminhada.

Obrigado a todos vocs!!!

Rodrigo Veloso Cesrio

7

H um tempo para se admirar o encanto e o poder persuasivo de uma ideia fluente, como h um tempo para se temer que ela nos sufoque. O tempo para nos preocupar ocorre quando a ideia se expandiu a tal ponto que nem sequer notamos e to profundos se tornaram suas razes que nada mais representa do que o senso comum. Quando as objees no so mais respondidas, pois nunca mais foram levantadas, perdemos o seu controle: no sabemos como ela nos pegou. (A. Kohn)

8

RESUMO Sendo o modal rodovirio o mais utilizado, fica claro que a logstica aplicada competitividade acaba sendo o fator mais relevante para a sustentabilidade de operadores logsticos, tanto nacionais como multinacionais. A opo pela logstica como instrumento de um bom desempenho tem sua base na rastreabilidade de carga, administrao estratgica dos materiais e das informaes, direcionando, de forma eficaz, os produtos desde sua origem at seu destino final. Com a aplicao do sistema logstico competitividade no transporte rodovirio pode se fazer referncia a alguns fatores de suma importncia, tais como: custo, velocidade, segurana e consistncia. Esses elementos de um sistema logstico no atuam de forma individual, agrupam conjuntamente as atividades relacionadas ao fluxo de produtos e servios para administr-las de forma coletiva, e se justificam pela contribuio que do performance total do sistema. Neste momento, pode ser delineada a aplicao da logstica para a obteno de vantagem competitiva. As metas da logstica so as de disponibilizar o produto certo, na quantidade certa, no local certo, no momento certo, nas condies adequadas para o cliente certo ao preo justo. Assim, fica evidente a inteno de se atingir, simultaneamente, a eficincia e a eficcia nesse processo. Ou seja, com a adoo do conceito de Supply Chain Management. A globalizao e a liberalizao crescente da economia mundial exige que a vantagem competitiva seja mais determinante do que a vantagem comparativa para os pases que negociam no mbito internacional. Nesse sistema os erros no so perdoados, pois as estratgias e a concorrncia esto sempre prontas para absorver demandas perdidas por empresas que esto logisticamente mal preparadas. Palavras-chave: Logstica, Modal rodovirio, Competitividade, Transporte.

9

ABSTRACT

As the railroads the most widely used, it is clear that logistics competitiveness ends up being applied to the most relevant factor for the sustainability of logistics operators, both national and multinational companies. The choice for logistics as a tool for good performance, is based on the traceability of cargo, strategic management of materials and information, directing, effectively, the products from its origin to its final destination. With the implementation of the logistics system for competitiveness in road transport can make reference to some very important factors, such as cost, speed, security and consistency. These elements of a logistics system does not act individually, grouping together activities related to the flow of products and services to manage them collectively, and are justified by the contribution they make to overall system performance. There may now be outlined the application of logistics to achieve competitive advantage. The goals are the logistics of providing the right product at the right quantity at the right place at the right time, under appropriate conditions for the right customer at the right price. Thus, it is clear the intention to achieve both efficiency and effectiveness in this process. That is, by adopting the concept of "Supply Chain Management". Globalization and increasing liberalization of the global economy requires that competitive advantage is more significant than the comparative advantage for countries that trade internationally. In this system the mistakes are not forgiven, because the strategies and competition are always ready to absorb demand lost by companies that are logistically unprepared.

Keywords: Logistics, Modal road, competitiveness, Transport.

10

SUMRIO 1. INTRODUO ... 1.1. Justificativa ... 1.2. Estrutura da monografia ..... 2. LOGSTICA: CONCEITOS E DEFINIES 2.1. Logstica e competitividade .......... 3. MODAIS DE TRANSPORTE................ 3.1. Sistema de transportes no Brasil............. 3.2. Sistema de transportes no Norte de Minas.............. 4. GESTO DO TRANSPORTE RODOVIRIO ... 5. VANTAGEM COMPETITIVA ......... 6. CONSIDERAES FINAIS ..... 11 12 13 14 16 18 21 21 23 25 28

REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS .. 31

11

1. INTRODUO O presente estudo visa avaliar As vantagens competitivas do uso do modal rodovirio no transporte de cargas. Baseado em uma anlise terica, este artigo busca atravs de pesquisas bibliogrficas falar sobre o tema principal que so os aspectos da Logstica e Cadeia de Distribuio, sendo que o trabalho fica restrito apenas a dissertao do tema, sendo assim sem maiores exemplificaes.

Todos os dados e informaes trazidos aqui foram retirados de pesquisas bibliogrficas e obras lidas anteriormente que serviram para obter-se um maior embasamento terico.

Historicamente falando, a atividade logstica existe desde os tempos mais antigos. Muito difundida nas grandes batalhas desde os tempos bblicos, os lderes militares utilizavam-se dela para praticarem suas estratgias atravs de grandes deslocamentos de suas tropas de um lugar para o outro, carregando tudo o que necessitavam; isto em virtude das batalhas nem sempre serem prximas dos locais de combate.

Era necessria uma fantstica organizao logstica para que seus carros de guerra, grupos de combates e armamentos pesados chegassem ao campo de batalha. Preocupavam-se com a preparao dos soldados, com os meios de transporte, o armazenamento e a distribuio dos alimentos, armas e munies, entre outras atividades.

Bowesox (2001) define a logstica como um esforo integrado com o intuito de ajudar a criar valor ao cliente pelo menor custo total possvel, pois este esforo existe para satisfazer s necessidades dos clientes.

Com a logstica, as empresas passam a ter um ganho real em velocidade, capacidade de reao, capacidade de inovao e renovao permanente de estoques.

Para Bowersox (2001) os sistemas logsticos dever