Click here to load reader

BIENAL DOS NEGÓCIOS DA AGRICULTURA NOVOS TÍTULOS CDCA - LCA - CRA

  • View
    106

  • Download
    2

Embed Size (px)

Text of BIENAL DOS NEGÓCIOS DA AGRICULTURA NOVOS TÍTULOS CDCA - LCA - CRA

  • Slide 1
  • BIENAL DOS NEGCIOS DA AGRICULTURA NOVOS TTULOS CDCA - LCA - CRA
  • Slide 2
  • MOTIVOS DA CRIAO DOS NOVOS TTULOS Essencialmente 3: 1Falta de recursos 2Insuficincia de credibilidade da CPR junto aos mercados financeiro e de capitais 3Custos
  • Slide 3
  • O que o CDCA ? C ertificado de D ireitos C reditrios do A gronegcio
  • Slide 4
  • CDCA PROCESSO 1.Quem pode emitir ? 2.Condies obrigatrios para emitir ? Ter os recebveis Entregar os recebveis para uma instituio financeira em custdia Registrar os recebveis em Sistema de Liquidao Financeira
  • Slide 5
  • 3.O total dos recebveis tem que ser igual ou superior ao valor do CDCA 4.Emisso fracionada mesmo lastro 5.A data de vencimento do CDCA tem que ser igual a dos recebveis CDCA PROCESSO
  • Slide 6
  • 6.Garantias: Penhor dos prprios recebveis Adicionais Substituio dos direitos creditrios: como e quando? CDCA PROCESSO
  • Slide 7
  • 7.Custos: Juros e forma de pagamento: negociado entre as partes fixo ou varivel Pode ser emitido com variao cambial No tem IOF - Portaria SRF n 19/05 Registros em cartrio: a critrio das partes Registro na CETIP Custdia dos ttulos no banco 8.Forma de emisso: Cartular ou escritural CDCA PROCESSO
  • Slide 8
  • 9.Riscos para quem compra (reduzidos): Do emitente: pessoa jurdica emissora A liquidao do CDCA no est vinculada liquidao dos recebveis/lastro. A exigncia dos recebveis uma condio para emisso do CDCA e se constitui em garantia adicional. O registro na CETIP d transparncia e evita duplicidade de emisso O investidor conhece os recebveis CDCA PROCESSO
  • Slide 9
  • 10.Vantagens para as empresas emissoras: Paga menos encargos financeiros (juros, IOF, CPMF) Melhora o fluxo de caixa Melhora os ndices financeiros Pode transferir os recebveis via cesso fiduciria Planeja o momento da emisso Acessa outras linhas de crdito (mercado de capitais
  • Slide 10
  • . BALCO.LEILO / PREGO.Onde: CETIP / BM&F CDCA FORMAS DE NEGOCIAO
  • Slide 11
  • Dos bancos Externos Fundos de penso Fundos de investimentos Das cooperativas de crdito Pessoas Fsicas/Jurdicas interessadas CDCA FONTES DE RECURSOS
  • Slide 12
  • CDCA exemplo VencimentosValores R$% Tipos de Recebveis (ttulos) 31.03.2005220.000,0020,37NPR 30.05.2005300.000,0027,78CPR entrega fsica 30.06.2005100.000,009,26CRP custeio parcela 29.07.2005100.000,009,26CRP custeio parcela 31.08.2005100.000,009,26CRP custeio parcela 30.09.2005260.000,0024,07CPR Financeira + CRP parcela Total 1.080.000,00 100%
  • Slide 13
  • FORMA DE PAGAMENTO DO CDCA Data de emisso: 03.01.2005 Prazo total: 270 dias 6 parcelas conforme abaixo Liberao 03. 01.05 R$ 1.080.000,00 31.03.05 30.05.05 30.06.05 29.07.05 31.08.05 30.09.05 20,37 %27,78%9,26% 24,07%
  • Slide 14
  • F L U X O ORIGINADOR Produtor/Coop/Cia AGROINDSTRIA COOPERATIVA INVESTIDOR Compra adubo Emite CPR/NPR Leva CPR ao Banco Registra na CETIP Emite o CDCA VENDE PAGA R$
  • Slide 15
  • L C A Letra de Crdito do Agronegcio 1. um ttulo de crdito de emisso exclusiva de instituies financeiras pblicas e privadas, inclusive cooperativas de crdito. 2.S pode ser emitida com base em direitos creditrios originrios de negcios realizados entre produtores rurais e suas cooperativas e agentes da cadeia produtiva do agronegcio, inclusive com lastro nos financiamentos contratados pelos prprios bancos, como de custeio, de investimento realizados atravs das Cdulas de Crdito Rural, NPR descontadas etc
  • Slide 16
  • L C A 3.Para emisso da LCA a IF deve dar o mesmo tratamento do CDCA no que tange: Prazos Forma de Pagamento Garantias Registro dos recebveis (lastro) na CETIP Custdia dos recebveis Encargos financeiros
  • Slide 17
  • LCA - CARACTERSTICAS ECONMICAS 4.No tem compulsrio 8% No tem FGC Fundo Garantidor de 0,025% Proibido emitir com clusula de recompra (compromissada) Pode ser liquidada na Conta Investimento (-CPMF) 0,38% Imposto de Renda igual demais aplicaes de renda fixa e varivel Marcao a Mercado: aplicam-se as regras gerais de Ttulos e Valores Mobilirios No tem PDD mensal No tem IOF 0,0041% ao dia
  • Slide 18
  • LCA - RESUMO DOS ASPECTOS ECONMICOS ITENS CARTEIRA COMERCIAL CRDITO RURAL CDCA e LCA Basilia PDD * IOF FGC 11% 0,5% 0,0041% dia 0,025% 11% 0,5% 0,0 0,025% 0% * Mnimo
  • Slide 19
  • C R A Certificado de Recebveis do Agronegcio um ttulo de crdito nominativo, de livre negociao, representativo de promessa de pagamento em dinheiro e constitui ttulo executivo extrajudicial. S pode ser emitido por Companhias Securitizadoras de Direitos Creditrios do Agronegcio.
  • Slide 20
  • SECURITIZAO As companhias securitizadoras de direitos creditrios do agronegcio so instituies no financeiras constitudas sob a forma de sociedade por aes e tero por finalidade a aquisio e securitizao desses direitos e a emisso e colocao de Certificados de Recebveis do Agronegcio no mercado financeiro e de capitais.
  • Slide 21
  • DIFERENAS ENTRE EMPRSTIMOS BANCRIO X DEBNTURES X SECURITIZAO DE RECEBVEIS Itens Emprstimo Bancrio DebnturesCRA - Securitizao Contabilizao escriturao nos livros na Securitizadora Anlise de crdito setorial e da empresa atuarial dos recebveis Forma de pagamento fluxo de caixa do tomador fluxo de caixa do tomador fluxo de vencimento dos recebveis Recuperao da empresa depende das garantias depende das garantiasno atinge Falncia provvel prejuzo no atinge
  • Slide 22
  • VANTAGENS - SECURITIZAO Segregao do risco da empresa - elimina o risco de concordata ou falncia Custo de captao mais adequado - menos impostos, com prazos mais adequado ao fluxo de caixa Diversificao de ativos Libera as linhas de crdito bancrio Atividade do emissor (Companhia Securitizadora) claramente definida, com rgidos limites de atuao Ampliao da base de investidores - mercado de capitais Maior transparncia e confiabilidade das informaes da CSDCA - publicaes de balanos auditados e registros na CVM Melhora os ndices financeiros Defesa contra incertezas e informao real time Abertura de informaes limitadas aos ativos securitizados Possibilidade de adquirir ttulos com rating As classificaes dos recebveis determinam a taxa de juros PARA OS INVESTIDORESPARA AS EMPRESAS
  • Slide 23
  • DESVANTAGENS - SECURITIZAO Operaes mais complexas do que as tradicionais. Demanda tempo para sua concretizao. Custos mais elevados para sua estruturao: abertura da CSDCA, emisso e colocao dos CRAs, honorrios do prestador de servios ou agente fiducirio e dos auditores. vivel para operao de valor elevado, para diluir os custos fixos.
  • Slide 24
  • COMENTRIOS FINAIS O SETOR PRECISA URGENTEMENTE AUMENTAR O N DE AGRO-PROFISSIONAIS FINANCEIROS ESTRATEGISTAS AUTO-REGULAMENTAO
  • Slide 25
  • MUITO OBRIGADO Ademiro Vian Cuiab - 26.08.2005 [email protected] 11-3244.9820