Click here to load reader

EDIÇÃO XIIIEDIÇÃO II

  • View
    2

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of EDIÇÃO XIIIEDIÇÃO II

Apresentação do PowerPoint13 – 2019 | TROMBETA UNITARISTA 2
Ex-pastor batista se converte à verdade bíblica do unitarismo
DA ÁGUA PARA O VINHO
Apoia o Gênesis a doutrina da Trindade?
VOZES UNITARIANAS
O que devo fazer? FÉ_MENINAS
07 O desafio da evangelização e o crescimento da obra de Deus
ESCATOLOGIA
ESTÁ NAS MÍDIAS
ANO IV– EDIÇÃO XIII Janeiro / Março - 2019
UNITARIANISMO EM FOCO
Até aqui nos ajudou o SENHOR.
FOTOS E FATOS 21 EVENTOS 29 Retiros Espirituais
Plínio foi um perseguidor e
executor de cristãos na época do
reinado romano de Trajano. Em
uma de suas cartas há um registro
que costuma ser usado como
prova, geralmente por apologistas
seja relativamente desconhecido
reconhecido como Deus pelos
seguinte afirmação acerca dos
cristãos: “em determinados dias,
Cristo, como a um deus; obrigavam-
se por juramento não a algum crime,
mas à abstenção de roubos, rapinas,
adultérios, perjúrios ou sonegação de
depósitos reclamados pelos donos.”
hábito se reunir em um dia fixo, antes
do nascer do sol, e dirigir palavras a
Cristo como se este fosse um deus;
eles mesmos fazem um juramento, de
não cometer qualquer crime, nem
cometer roubo ou saque, ou adultério,
nem quebrar sua palavra, e nem negar
um depósito quando exigido. Após
fazerem isto, despedem-se e se
encontram novamente para a
cada como algo que Plínio conse-
guiu extrair dos cristãos presos e
sob julgamento. Mas, como o
próprio Plínio alega na carta, ele
não havia presenciado, ainda, um
julgamento de cristãos, e o texto
indica que ele estava recorrendo a
Trajano para saber como proce-
der, ainda que ele mesmo já
estivesse colocando em prática o
que achava ser cabível: Interro-
gava os cristãos esperando deles a
renúncia, quando esta não ocorria
ele os condenava: “Se persistirem,
condeno-os à morte”.
mente o que significava ser cristão
e diz: “o que quer que significasse a
sua confissão, era para mim indubi-
tável que aquela teimosia, aquela
inflexível obstinação merecia ser
ideia exata do que era ser cristão e
seus sentimentos pessoais até
equívocos. Adriano, sucessor de
Severiano, criticando Alexandria,
parece-me ser leviano, vacilante e
borboleteador entre os rumores de cada
momento. Os que adoram a Serápis
são cristãos. E os que se dão o título de
bispos de Cristo são devotos de Serápis.
Não há chefe da sinagoga dos judeus,
nem samaritano, nem presbítero
numerólogo, adivinho e saltimbanco.”
OS ANTIGOS PAGÃOS ATESTARAM A DEIDADE
DE JESUS?
Deus pelas antigas comunidades
munho” de certos pagãos daquela
época. Um bem conhecido é “Caio
Plínio Cecílio Segundo, também
Moço ou o Novo, foi orador insigne,
jurista, político, e governador imperial
na Bitínia (111-112). Sobrinho-neto de
Plínio, o Velho, que o adotou, estava
com o mesmo no dia da grande
erupção do Vesúvio (79 d.C.), mas não
o acompanhou na viagem de barco até
o vulcão em erupção que se revelaria
mortal. Plínio, iniciou-se na vida
pública aos 18 anos, primeiro como
advogado, onde os seus dotes oratórios
começaram a ser notados, em
julgamentos de funcionários imperiais
políticos. No ano de 93 foi nomeado
pretor e posteriormente cônsul e
governador da Bitínia em
A maior prova de que Plínio não
tinha certeza de haver entendido
corretamente ou acreditado plena-
ele, haviam apostatado do paga-
nismo, já que os cristãos eram
também rotulados de ateus por
não adorarem imagens, se lê nas
linhas seguintes da mesma carta a
Trajano: “Julguei ser mais impor-
tante descobrir o que havia de verdade
nessas declarações através da tortura a
duas moças, chamadas diaconisas,
baixa e extravagante. Suspendi,
portanto, minhas observações na
diz que confirmou o culto a Cristo
como a um deus, mas diz: “nada
achei senão superstição baixa e
extravagante”.
culto a alguém com a um deus,
não seria superstição em qualquer
nível, mas ele diz haver achado
superstição nas palavras das
nhecimento, pelo testemunho de
firmado, dependendo do impera-
acusação. Essa constatação, ou
orientação a Trajano: “Creio que o
assunto justifica minha consulta,
número de vítimas em perigo.”
Ter uma ideia inicial errada da
praxe cristã não seria privilégio
desse algoz pagão. Uns incrimina-
vam os cristãos afirmando que eles
mantinham relações incestuosas
decorrente do fato dos crentes de
ambos os sexos se chamarem
mutuamente de irmãos, por causa
da fé, e serem confundidos com
irmãos de sangue. Outros chama-
vam os cristãos de canibais porque
“comiam a carne” de Jesus, uma
referência ao emblema do corpo
de Jesus na celebração da Ceia, e
ainda diziam que os crentes tam-
bém comiam pão embebido em
sangue (Jaroslav Pelikan em A
Tradição Cristã, Vol 1 – Uma
História do Desenvolvimento da
2014, Ed. Shedd, pág. 49.), decor-
rente do vinho que simbolizava o
sangue de Jesus. Alguns, ainda,
chamavam os cristãos de ateus
porque não havia imagens ou
ídolos no culto cristão, e etc.
Diante do exposto podemos perce-
ber que buscar subsídio de prova
de que Jesus era reconhecido co-
mo sendo o próprio Deus pela
igreja antiga, a partir das alega-
ções dos pagãos, certamente será
pisar em areias fofas, que nenhum
certeza traz sobre a questão.
Vida Nova, 1994 – Reimpressão
que esse entendimento, ou
generalização, não refletia o
assim que o imperador da época
os via. Assim, não é difícil
concluir que a ideia dos pagãos
romanos acerca dos cristãos era,
via de regra, equivocado.
muitos cristoteístas querem ver aí
uma prova de que os primeiros
cristãos admitiam Jesus como
primeiro e o segundo século de
nossa era. O problema é que a
afirmação “como se este fosse um
deus” certamente não partiu dos
cristãos interrogados, pois ou os
cristãos admitiriam Jesus como o
próprio Deus, ou não admitiriam.
Nenhum cristão, verdadeiramente
monoteísta, consideraria Jesus
culto, pois isso seria idolatria ou,
no mínimo, diteísmo. Ou seria
SIM ou NÃO. Logo, tal expressão
é interpretação de Plínio diante do
relato dos cristãos louvarem a
Jesus, algo que como Senhor da
Igreja seria um acontecimento
apropriado. Para um politeísta
fosse um “Deus”, não seria difícil
para um pagão confundir um
relato de um ato de respeito e
reverência (como ocorria no
exemplo), o louvor devido a Jesus
como algo que, dentro da cultura
dele, seria cabível a um deus.
UNITARISMO EM FOCO
sentado em uma carteira do
Seminário, não tive a oportu-
nidade de questionar o outro lado
da "moeda".
Seminários conservadores históri-
Bíblico Mineiro em BH que, na
minha época, tinha uma direção
mesclada com Batistas e
o Salmo 89:6.
quem é semelhante ao Yhwh?
"Pr. Júlio, se o Salmista está
afirmando que na habitação de Deus
não há outro comparável e semelhante
a ele e até mesmo entre os seres
celestiais, como o senhor me explica
sobre as três pessoas distintas da
trindade?“
resposta e engasgado e falei para o
irmão que no momento não teria
condições de responder, mas que
depois responderia. Pensei até no
argumento do "isto é um
mistério", mas deixei para lá. Aí
Sou o Pastor Júlio Cézar, esposo
de Mônica Marinho e pai de
Matheus e Júlia.
Converti-me ao Santo Evangelho
batizado nas águas em "nome da
trindade" na Igreja Batista da
Floresta em BH no mesmo ano.
Formei em Teologia, após estudos
de 1995 a 1999.
ministério Pastoral pelo Concílio
da Convenção Batista Nacional,
período probatório e fui aprovado.
Me envolvi à frente da obra como
dirigente de congregação desde o
ano de 1995.
em Passos, MG, por anos com
sede em BH no bairro Ribeiro de
Abreu, cujo Presidente ainda é o
meu amigo, Pr. Carlos Francisco
da Silva. Após os oito anos fomos
emancipados e passamos a
Vereda, e não mais ligados à igreja
sede em BH. Não sou mais
membro da CBN, pois pedi meu
desligamento.
sobre o dogma trinitário, inclusive
no Seminário, o defendi a unhas e
dentes e ensinando às "minhas"
ovelhas o que aprendi. Nunca
tinha parado algum dia para
questionar os ensinamentos sobre
5
13 – 2019 | TROMBETA UNITARISTA
para mim, pois a cristandade em
geral não aceita o Unitarismo e os
que defendem são considerados
posa tem tido dificuldade de em-
tender a teologia unitarista como
está nas Escrituras Sagradas.
da que o próprio Jesus, o Filho de
Deus, afirmou que o Seu Deus e
Pai é o Único Deus Verdadeiro.
João 17:3 E, mesmo glorificado,
afirmou em um único verso de
Apocalipse, capítulo 3, verso 12,
quatro vezes, que seu Pai é Seu
Deus e isso é muito importante
para a nossa compreensão sobre a
divindade.
vai tirar todas as suas dúvidas e
entender que Jesus é seu Senhor e
Salvador, além de ser o Filho
único do Único Deus.
Passos para BH devido a uma
enfermidade que estou com ela
nos músculos e fui forçado a
"abandonar" a obra. Mas o Pr.
Ricardo Antônio que foi meu
auxiliar durante anos, assumiu a
frente da igreja hoje, IGREJA
BATISTA RESGATANDO
"discípulo" no Unitarismo. Não
Paulo Cesar Mustafé e toda a
igreja.
Sei que se me questionarem
porque ainda não me decidi a ser
um membro efetivo e eu me expor
como um UNITARISTA, não me
aceitarão. Devido a isso, prefiro
continuar como estou. Meu sonho
é abrir uma congregação unita-
rista, mas sei que não será fácil.
Tenho recebido a graça de Deus
de poder ensinar o Unitarismo
Bíblico para muitos e graças ao
Eterno Deus bendito, muitos tem
renunciado o dogma da trindade.
Louvo a Deus pelo irmão
Valdomiro de Recife criador do
Site Unitarismo Bíblico e hoje, o
considero como um grande apolo-
gista do Unitarismo no Brasil e
por meio de quem também tenho
aprendido muito.
hoje, um verdadeiro monoteísta
Jesus Cristo é.
pecador, não sei; uma coisa sei: eu
era cego e agora vejo”.
Graça e paz a todos no amor de
Cristo,
então, foi que fui despertado a
estudar e pesquisar com mais
afinco com aplicação de mente
sobre o dogma e seus oponentes
teológicos.
sando sobre o que até mesmo os
teólogos trinitários diziam sobre a
dificuldade de atestar e entender
biblicamente o tal "mistério da fé".
Confesso que não foi fácil devido
a anos crendo, ensinando e até
fazendo citações do dogma em
mensagens. Não recuei, mas conti-
nuei me aprofundando não so-
mente no que já sabia sobre a
trindade, mas agora "mergulhando
moeda, o UNITARISMO BÍBLI-
CO, O VERDADEIRO MONO-
TEÍSMO DE JESUS CRISTO.
abandonar de vez a doutrina do
dogma trinitário, pois percebi o
ILÓGICO que me ensinaram,
não é o que as Escrituras atestam,
de que DEUS É TRÊS PESSOAS
DISTINTAS, MAS AO MESMO
da como membro da CBN/MG e
Pastor da Igreja Batista Vereda
continuei estudando e ensinando
estava biblicamente já definido em
minha mente: "NÃO SOU MAIS
UM TRINITÁRIO E SIM UM
MONOTEÍSTA COMO JESUS
igreja fomos rebatizados "em
o dogma trinitário em nossas
DA ÁGUA PARA O VINHO
6 13 – 2019 | TROMBETA UNITARISTA
público.
montes, os pés do que anuncia as
boas novas, que faz ouvir a paz,
do que anuncia o bem, que faz
ouvir a salvação. Ele diz a Sião:
"O teu Deus reina!“
--
; ,
(Profeta Isaías 52:7)
tantes do Novo Testamento é o
εαγγλιον (pronunciado: euange-
te é traduzido como "o Evange-
lho".
e "mensagem". Proclamar o
(realmente) bom aconteceu”1.
Romanos: “Porque todo aquele
será salvo.
quem não creram? e como crerão
naquele de quem não ouviram? e
como ouvirão, se não há quem
pregue?
enviados? como está escrito: Quão
formosos os pés dos que anunciam
o evangelho de paz; dos que
trazem alegres novas de boas
coisas.
evangelho; pois Isaías diz: Senhor,
quem creu na nossa pregação?
De sorte que a fé é pelo ouvir, e o
ouvir pela palavra de Deus”.
Romanos 10:13-17.
volta:
Introdução
Cristo uma vez cumprida sua
Missão aqui na terra, antes de
voltar ao Pai, deu as últimas
instruções aos seus discípulos e
uma ordem solene: “...Ide por
todo o mundo, pregai o evan-
gelho a toda criatura. Quem crer
e for batizado será salvo; mas
quem não crer será condenado”.
Marcos 16:15 e 16.
ordem deve imperar. Não se trata
de um conselho ou sugestão, mas
uma ordem imperativa.
por João Batista, quando tinha
cerca de trinta anos de idade
(Lucas 3:23), não antes - pois em
sua época, essa era a idade para
ser considerado maduro, um
mestre - Cristo exemplificou aos
ESCATOLOGIA
7
O DESAFIO DA EVANGELIZAÇÃO E O CRESCIMENTO DA OBRA DE DEUS
13 – 2019 | TROMBETA UNITARISTA
(Lucas 6: 49; Matt 7: 24-27; 1 Cor.
10: 4).
passagem enfatiza que o Evan-
gelho que ouviram os Colossenses
foi o mesmo que foi pregado onde
quer que ele tivesse penetrado.
Paulo não quer dizer que o
Evangelho chegou completamente
partir de suas afirmações em
outras passagens sobre o progresso
do Evangelho. Escrevendo alguns
e prodígios, e pela virtude do
Espírito de Deus; de maneira que
desde Jerusalém, e arredores, até
ao Ilírico, tenho pregado o
evangelho de Jesus Cristo”.
(Rom.15: 24). Mas suas prisões
impediram o cumprimento de seus
planos. Em vez de ir a Roma,
libertado como arauto do Evange-
lho, ele chegou acorrentado, e já
preso ele não poderia visitar a
Espanha. É duvidoso que qual-
quer trabalho importante tivesse
civilizado daquele tempo.
pregado a toda criatura sob o céu
não se destinava a ser tomada em
um sentido absoluto, semelhante à
declaração "bem como a todo
mundo" (Colossenses 1: 6); a
ênfase está no fato de que o
Evangelho pregado em Colossos
proclamado em todo o mundo.
Cf. Mat. 24: 14; 1 Tess. 1: 8;
Apoc. 5: 13; 14: 6-7;
Paulo se refere à comissão divina
para pregar o Evangelho. Deus
agora estava o usando para o
cumprimento dos deveres eternos
Gál 1: 11-17). Uma mão divina
levou-o ao plano total da
salvação dos homens. Quando os
colossenses compararam Paulo
pensariam sobre os propósitos
que o que estava escrevendo para
eles fazia parte do grande plano
para a salvação deles. Portanto, a
mensagem de Paulo contava com
a autorização divina. A fé dos
crentes seria fortalecida e sua
firmeza seria aumentada com este
pensando”2.
Almas Para O Reino De Deus?
Plenamente ciente do seu dever de
pregar o evangelho, algo que deve
caracterizar a vida de cada fiel
seguidor de Cristo, Paulo
não tenho de que me gloriar, pois
me é imposta essa obrigação; e ai
de mim, se não anunciar o
evangelho!” 1 Coríntios 9:16.
Mas, como entender o verso 23 do
capítulo 1 da carta do apóstolo
Paulo aos Colossenses, onde
todo o mundo?
moverdes da esperança do
qual foi pregado a toda criatura
que há debaixo do céu, e do qual
eu, Paulo, estou feito ministro”.
Colossenses 1:23.
aparentemente esta e outras ver-
sões da Bíblia afirmam?
que eu, Paulo, me tornei servo, e é
esse evangelho que tem sido
anunciado no mundo inteiro”.
Conforme o Comentário Bíblico
Adventista, SDABC, “Os colos-
o evangelho. Eles aceitaram a fé e
foram reconciliados pelo sangue
santos e fiéis" (vs. 2). Mas todos os
seus esforços seriam inúteis se não
"permanecessem". O apóstolo
sua confiança no Evangelho.
ESCATOLOGIA
• Deus não tem prazer na morte
do ímpio (Ez 33:11; 2 Pe 3:9; 1
Tm 2:3)
nós somos testemunhas de Cristo,
a quem o Pai exaltou para Sua
glória (Filipenses 2:9-11; Isaias
uma ordem— Imperativo, não
possibilidade de salvação—
Reconhecimento da Necessidade
do ser humano.
5:5; Rm 2:12; 5:12; 3:10-12, 23;
At 4:11-12; Lc 19:10) ]
para salvar-se (Jo 15:5)
• Só há um Caminho (Jo 14:6; 1
Jo 5:11-12)
f. O pecado, a salvação e a morte
eterna são realidades das quais
ninguém pode fugir (Rom. 3:23;
6:23)
neste mundo. A população do
mundo hoje é superior a 7,67
bilhões – Ap 19:11 (Jo 9:4; Sl
90:10-12; Ec 12:1; Ef 5:16)
h. Deus nos deu o poder do
Espírito Santo para que
pudéssemos cumprir nossa missão
Alma Humana:
vida (Ap 5:9)
mundo inteiro (Mc 8:36-37)
j. Responsabilidade e Privilégio:
• Como crerão (Rm 10:14)
3:16-21)
20:6; Rm 1:14-15)
1:12; Hb 1:14)
• Servir à própria geração (At
13:36)
Estatísticas das Escrituras e
línguas.
de pessoas não têm a Bíblia
completa disponível em sua
habitantes no mundo, o Cristia-
nismo tem mais de 2,1 bilhões de
seguidores; O Islamismo, mais de
1,2 bilhão; o Hinduísmo, mais de
900 milhões; o Budismo, mais de
330 milhões; as Religiões chine-
sas, mais de 225 milhões; as
Religiões indígenas, mais de 190
milhões; as Religiões africanas,
ou siquismo é uma religião
monoteísta fundada em fins do
século XV no Punjab (região
dividida entre o Paquistão e a
Índia) por Guru Nanak (1469-
1539) -, mais de 18 milhões; o
Judaísmo, mais de 15 milhões; o
Jainismo - religião indiana criada
tradição védica e o hinduísmo,
fundamentada na ideia do ainsa
('rejeição à violência') -, mais de 4
milhões; o Shintoísmo - em
nome dado à espiritualidade
japoneses, considerado também
de seguidores; (Dados de 2008)3.
Encontramos muitas respostas por
para o reino de Deus4, que
deveriam sensibilizar a mente de
cada crente e leva-lo a dedicar-se à
prática da evangelização:
finalidade da existência dos seres
humanos. 1 Cor. 10:31
Deus:
3:16; 1 Pe 1:19; Rm 5:8; Ap 5:9).
ESCATOLOGIA
população com o menor percen-
tual de evangélicos do país.
g) 11 cidades brasileiras possuem o
índice de “0” (zero) evangélicos.
h) O Rio Grande do Sul é o estado
com o maior número de cidades
com índice “zero” de evangélicos
(9 cidades)”6.
ao evangelho Mundial
segmentos mundiais quanto ao
nominais, mas, são considerados
Senhor Jesus, mas, ESCOLHE-
acesso a Cristo e material cristão
em sua língua,...
mundo, que NUNCA OUVIRAM
por perto.
pregação do evangelho em
imaginando que Jesus tardará a
voltar.
conosco, não querendo que alguns
se percam, senão que todos
venham a arrepender-se”. 2 Pedro
3:9
Obra é de Deus e Deus fará a obra
no devido tempo.
desejam ganhar almas, e assim
cumprirem o IDE de Jesus, devem
aprender e vivenciar os seguintes
conceitos:
contato com a pessoa;
b. Acompanhamento. Estimular a
telefonemas (WhatsApp) e
batismo). Batismo. Estimular a
crentes;
(a);
Testamento; outras têm porções
tradução ou trabalho preparatório
mento linguístico ativos ocorrendo
países.
114 milhões de pessoas, falantes
de 1636 línguas, provavelmente
estão precisando que alguma
iniciada”5.
menos de 1% de evangélicos;
b) A média de evangélicos nas
regiões brasileiras é de 15,41%.
Porém, no Nordeste a média é de
10,26%.
está acima de 20%. Porém, no
Nordeste não há nenhum estado
com mais de 15% de evangélicos.
Em 6 estados do Nordeste a
população de evangélicos está
RN e SE).
que possui a maior concentração
de cidades com menos de 5% de
evangélicos.
concentração de cidades com
ESCATOLOGIA
evangelho do reino: “Os que
forem sábios, pois, resplandecerão
eternamente”. Daniel 12:3
que está entre vós, tendo cuidado
dele, não por força, mas
voluntariamente; nem por torpe
Nem como tendo domínio sobre a
herança de Deus, mas servindo de
exemplo ao rebanho.
Pastor, alcançareis a
Pedro 5:2-4.
digamos em alto e bom som: “Ora
vem Senhor Jesus”. Apoc. 22:2o.
Amém, Aleluias.
Referências 1http://library.eteacherbiblical.co
adventista.webnode.es/products/c
ção na comunidade;
pela conversão genuína daquela
preparação do evangelho da
da pregação do evangelho a todo o
mundo, precisamos estar
Deus e Deus dará as condições
para a sua terminação no devido
tempo.
pregação do evangelho do Senhor
Jesus Cristo, por razões tais
como: 1) Foi Cristo quem nos
ordenou: Ide por todo o mundo e
pregai o evangelho a toda a
criatura; 2) Pregar o evangelho é
uma condição sine qua non para
sobrevivermos na fé, a exemplo do
que Noé, os profetas e os
apóstolos fizeram.
seja primeiramente pregado entre
cumprido, e o reino de Deus está
próximo. Arrependei-vos, e crede
no evangelho”. Marcos 1:15.
está reservada nos céus, da qual já
antes ouvistes pela palavra da
verdade do evangelho”.
13 – 2019 | TROMBETA UNITARISTA
Gênesis está a dizer, pois se
ELOHIM é plural, isto deveria
significar DEUSES…