Click here to load reader

Indicadores de saúde ambiental

  • View
    222

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Indicadores de saúde ambiental

  • Juliana Wotzasek Rulli Villardi

    Brasilia, 27 de novembro de 2007

    Indicadores de sade ambiental

    BRASIL

    MINISTRIO DA SADE

    Secretaria de Vigilncia em Sade

    Sade Ambiental e Sade do Trabalhador

    Coordenao Geral de Vigilncia em Sade Ambiental

  • INTRODUO

    Atual modelo de desenvolvimento mundial (crescimento econmico e urbanizao): Urbanizao rpida e desordenada; Concentrao de renda; Degradao ambiental; Degradao qualidade de vida.

    Gnese dos problemas de meio ambiente e sade processo de produo e consumo.

    OMS - promovido estudos para um melhor entendimento da relao ambiente sade, de forma a subsidiar a definio de polticas e estrategias para estes setores.

  • Problemas de Sade e Ambiente

  • O perfil de sade da populaobrasileira e o cenrio socioambiental doenas cardiovasculares e neoplsicas

    (respectivamente primeira e terceira causas de bito);

    doenas infecto-parasitrias ;

    causas externas (acidentes e violncias) .

  • RISCO SADE RELACIONADO AO AMBIENTE

    A OMS estima que 30% dos danos a sade esto relacionados aos fatores ambientais decorrentes de inadequao do saneamento bsico (gua, lixo, esgoto), poluio atmosfrica, exposio a substncias qumicas e fsicas, desastres naturais, fatores biolgicos (vetores, hospedeiros e reservatrios) entre outros.

  • Conceitos

    Vigilncia em Sade (epidemiolgica, sanitria, trabalhador e ambiental)

    Indicador para a sade RIPSA

    Indicador de sade (ambiental) OMS

    OPAS

    MS/DATASUS

    SVS/MS

    CGVAM/SVS/MS

  • Vigilncia em Sade Ambiental

    Conjunto de aes que proporciona o conhecimento, e a deteco de qualquer mudana

    nos fatores determinantes e condicionantes do meio ambiente que interferem na sade humana

    FINALIDADE

    Recomendar e adotar medidas de preveno e controle dos fatores de riscos relacionados s

    doenas e outros agravos sade

  • Relaes entre meio ambiente, sade e sustentabilidade

    Sustentabilidade

    Meio ambiente

    Sade

    Sade Ambiental

    Fonte: OMS, 2001

  • rea da sade pblica afeta ao conhecimento cientfico e a formulao de polticas pblicas relacionadas interao entre a sade humana e os fatores do meio ambiente natural e antrpico que a determinam, condicionam e influenciam, com vistas a melhorar a qualidade de vida do ser humano, sob o ponto de vista da sustentabilidade.

    CGVAM,ABRASCO. 2003

    Sade Ambiental

  • Instrumentos da VSA

    Epidemiologia ambiental

    Avaliao e gerenciamento de riscos

    Indicadores de Sade Ambiental

    Sistema de informao em sade ambiental

    Estudos e Pesquisas

    Ateno Primria

  • Conceitos (2)

    Vigilncia em Sade (epidemiolgica, sanitria, trabalhador e ambiental)

    Indicador para a sade RIPSA

    Indicador de sade (ambiental) OMS

    OPAS

    MS/DATASUS

    SVS/MS

    CGVAM/SVS/MS

  • Qualidade de um Indicador

    Depende fortemente :

    Qualidade dos componentes (Freqncia de casos, tamanho da populao em risco, etc.)

    Qualidade dos sistemas de informao

  • Qualidade de um Indicador (2)Especificidade que possa medir somente o fenmeno que se quer medir

    Sensibilidade que possa medir as mudanas no fenmeno que se quer medir

    Mensurabilidade que seja baseado em dados disponveis e fceis de conseguir

    Relevncia Que seja capaz de dar respostas claras aos assuntos mais importantes das polticas de sade

    Custo-efetividade que os resultados justifiquem o investimento em tempo e outros recursos

  • Indicador de sade

    Uma noo da vigilncia em sade pblica que define uma medida de sade ou de um fator associado sade em uma populao especfica.

    (Lengerich EJ, 1999)

  • Indicador de Sade Ambiental

    uma expresso que demonstra a vinculao entre o ambiente e sade direcionada para um aspecto concreto de uma poltica ou gerenciamento e apresentada em uma forma que facilite sua interpretao, permitindo a tomada de deciso eficaz e efetiva

    (Briggs e Corvalan, 1996)

    um indicador de sade ambiental pode ser visto como uma medida que sintetiza, em termos facilmente compreensveis e relevantes, alguns aspectos da relao entre o meio ambiente e asade, de forma a auxiliar tomadores de deciso a fazer escolhasmais apropriadas, fundamentadas em informaes.

    (Villardi et al, 2005)

  • Indicadores de sade ambiental

    Uma expresso de ligao entre o ambiente e a sade,referente a um assunto especfico de poltica ou gerenciamento, apresentada de tal modo que facilite a interpretao para fins de se adotar umadeciso mais efetiva.

    Fonte: OMS, 2001

  • Indicadores de Sade Ambiental

    Meioambiente

    Sade

    A: Indicadores de sade ambientalB: Indicadores ambientais com possvel impacto na sadeC: Indicadores de sade com possvel causa ambiental

    AB C

    Fonte: OMS, 2001

  • Indicadores de sade ambiental

    Permitem:

    Identificar reas e problemas de sade ambiental Informar ao pblico e tomadores de decises Definir, avaliar e comparar aes

    Fonte: OMS, 2001

  • Proporcionar informao de maneira til para quem toma decises requer de:

    Seleo de informao relevante

    Traduo da informao a forma consistente e coerente

    Apresentao da informao de maneira acessvel e aceitvel

    Fonte: OMS, 2001

  • Briggs e Corvalan, 1996

    Forcas Motrizes

    Presso

    SituaoExposio

    Efeito

    Marco conceitualFPSEEA

    Ambiente Saude

    Aes preventivas Aes curativas

    Forcas Motrizes

    Presso

    SituaoExposio

    Efeito

    Marco conceitualFPSEEA

    Ambiente Saude

    Aes preventivas Aes curativas

  • Atividades Fonte

    Emisses

    Concentrao Ambiental

    Ar gua Alimentos Solo

    Exposio

    Exposio externa

    Dose absorvida

    Precoces/ Subclinicos

    Moderados/ Clnicos

    Avanzados/ Permanentes

    Efeitos na Sade

    Forasmotrizes

    Presses

    Estado

    Exposio

    Efeito

    Aes

    Transporte Atividadesdomsticas

    Gerenciamento deresiduos

    AgriculturaIndustriae energia

    A cadeia ambiente-sade

    Fonte: OMS, 2001

  • Aes

    Forasmotrizes

    Crecimentopopulacional

    Desenvolvimentoeconmico

    Tecnologia

    Presso Produo

    Estado

    Exposio

    Efeito Bem estar MortalidadeMorbidade

    Polticaeconmica esocialTecnologiaslimpasGerenciamentode perigos

    Melhoramentodo ambiente

    EducaoMaior graude conscincia

    Tratamento

    Marco conceitual para o desenvolvimento de indicadores de sade ambiental

    Consumo Eliminaode rejeitos

    Perigosnaturais

    Disponibilidadede recursos

    Niveis decontaminao

    Exposinexterna

    Doseabsorvida

    Dose no rgoalvo

    Fonte: OMS, 2001

  • Efeito IRA

    Partculas irritantes

    Agentesinfecciosos

    Baixastemperaturas

    Desnutrio

    Ar conta-minado

    Qualidade da habitao

    Climainteriores

    Alimentos

    QueimadasRelao

    pessoa/quartoFalta de

    habitaoQualidadedas terras

    Modelo agrcola

    Modelo de desenvolvimento

    Neoliberal

    Modelo de desenvolvimento

    urbano

    Ausncia de Reforma Agrria

    Aes

    Forasmotrizes

    Presses

    Estado

    Exposio

    Factores relacionados con infecciones respiratorias agudas en nios

    Fonte: OMS, 2001. Modificado por Carneiro, 2001

  • RESULTADOS

    Elaborao de matriz de indicadores com os diferentes gruposA ES

    FO R A M O TR IZ

    M odelo de desenvolvim ento

    N eolibera l

    M odelo energtico e de

    transporte

    Crescim ento populacional

    Falta de planejam ento urbano

    C ondies Geo-clim ticas

    adversas

    M odelo agrcola

    M odelo Tecnolgico/ Educacional

    Poltica de transporte coletivo Poltica de gerao de energia

    lim pa Planejam ento urbano

    susten tvel Articulao in ter-institucional

    PR ESS O

    C oncentrao industrial nos

    cen tros m etropolitanos

    Aum ento da frota de vecu los

    Aum ento do consum o de

    com bustveis fsseis

    Falta de infraestrutura urbana

    Queim adas C arncia de recursos para pesquisa nos

    Setores Pblico e Privado

    Lacunas no conhecim ento com relao a

    polu io e efeitos na

    sade

    N vel Educacional

    D escentralizao industrial Estm ulo adoo de

    tecnologias lim pas Estm ulo ao transporte coletivo Fiscalizao e controle das

    queim adas

    ESTA D OAum ento da em isso de poluentes

    Ar polu do Aum ento da densidade de

    veculos

    Aum ento de congestionam entos

    Locais de trabalho

    insalubres

    Ausncia de Program as/ Projetos de V igilncia e

    Controle

    N o participao da

    populao

    Controle de em isses M onitoram ento da qualidade do

    ar Renovao da frota de vecu los U so de catalisadores em

    vecu los Fiscalizao dos locais de

    trabalho Criao de fundo de pesquisa

    para financiam ento da rea

    EXPO SI O N veis de poluentes

    Populao residente

    prxim o a fontes de poluio

    Populao exposta contam inao do ar

    Trabalhadores expostos a

    contam inantes do ar

    Plano de contingncias e em ergncias am bien tais

    U tilizao de equipam entos de proteo coletiva/ individual

    EFEITO

    Doenarespiratria e

    card iovascu lar (efeitos agudos)

    N eoplasias e asm a/ D PO C

    (efeitos crnicos)

    Alteraes da funo pu lm onar

    D esfechos indesejveis da

    gravidez

    Absentesm o escolar

    Absentesm o no trabalho

    M onitoram ento (m orb idade e m ortalidade) de doenas respiratrias e doenas card iovascu lares agudas

    Estudo de funo resp iratria em crianas e de seu desenvolvim ento pulm onar

    Investigao de absen tesm o escolar/ trabalho

    Atendim ento/ tratam ento m dico

  • VigilnciaVigilncia Ambiental Ambiental emem SaSadede relacionasarelacionasa QualidadeQualidade do do ArAr -- VIGIARVIGIAR

    INDICADORES DE SADE/ QUALIDADE DO AR

    Definio do indicador

    Conceitos e definies que

    subsidiam a escolha

    Especificao dos dados

    Fonte de dados e qualidade da informao

    M edio (clculos necessrios para sua obteno) e unidade de medida

    Escala para

    aplicao

    Relao com outros

    indicadores e bases de dados

    Taxas de mortalidade (SIM ) por doenas respiratrias em crianas menores de 5 anos e idosos (maiores de 65 anos)

    Taxas de mortalidade por doenas respiratrias (CID 10 cap. 10) em menores de 5 anos e maiores de 65 anos

    As doenas respiratrias esto melhores relacionadas aos efeitos da poluio atmosfrica. A escolha das faixas etrias que representam populaes mais sensveis

    Nmero anual de mortes por doena

    respiratrias e populao nas

    respectivas faixas etrias.

    DATASUS - fonte de dados

    secundrios -Origem do

    M inistrio da Sade, DATASUS

    oriundos do Sistema de

    Informaes sobre M ortalidade(SIM )

    100,000X

    etriafaixapor

    populaodaNmero

    etriafaixapor

    iasrespiratrdoenaspor

    mortesdeNmero

    eMortalidaddeTaxa

    Alcance municipal, estadual e federal

    O indicador est relacionado aos nveis

    de poluentes atmosfricos. O fato

    da informao ser disponibilizada com

    dois anos de defasagem permite

    apenas a utilizao do indicador como base

    para diagnstico.

    Taxas de morbidade (AIH) por doenas respiratrias em crianas menores de 5 anos e idosos (maiores de 65 anos)

    Taxas de morbidade por doenas respiratrias (CID 10 cap. 10) em menores de 5 anos e maiores de 65 anos

    As doenasrespiratrias esto melhores relacionadas aos efeitos da poluio atmosfrica. A escolha das faixas etrias que representam populaes mais sensveis.

    Nmero mensal de internaes

    hospitalares por doena respiratria e

    populao nas respectivas faixas

    etrias .

    DATASUS (AIH) Sistema de Informao de Internao Hospitalar (IH) 100,000X

    etriafaixapor

    populaodaNmero

    etriafaixapor

    iasrespiratrdoenaspor

    IHdeNmero

    MorbidadedeTaxa

    Alcance municipal, estadual e federal

    O indicador est relacionado aos nveis de poluentes atmosfricos. O fato da informao ser disponibilizada com 1 ano de defasagem permite apenas a utilizao do indicador como base para diagnstico e acompanhamento.

  • Cada censo e pesquisas anuais Periodicidade

    Analise de variaes geograficas e temporais SIGIdentificar situaes de carencia e riscoContribue para abnalise da situao soicio economicaSubsidia planejamento, gestao e avaliao de politicas publicasCompara com dados epidemilogicos

    Usos

    IBGE censo demograficoPNSBM.Cidades PMSSCias Estaduais e municipais de saneamento

    Fontes

    Porcentajem = ( Pw/Pt x 100 ) %Unidade de medida

    Numero de pessoas vivendo em dominilios conectados a uma rede geral de agua em uma regiao Pw

    Populacao total da regiao - Pt

    Mtodo de calculo

    % da populacao que residente servida por rede geral de abastecimento de gua , em determinado espao geogrfico e ano considerado

    conceituao do indicador

    Indicador : cobertura de rede de abastecimento de gua

  • MATRIZ DE INDICADORES PARA OS PROCESSOS DE UTILIZAO DO AMIANTO/ASBESTO NA INDSTRIA.

    CAUSA INDICADOR AO INDICADOR

    FORA MOTRIZ

    Incremento na indstria e na construo civil

    Nmero de industrias (250)Construo de casas

    Banimento Reduo na compra de amianto/asbestoCasas sem amianto

    Nmero de industrias sem amiantoReduo de importao

    PRESSES Indstria do Amianto

    Taxa de consumo por ramo industrial

    Casas com telhas e caixas dgua alternativas

    Taxa de consumo de amianto reduzida

    SITUAO Uso do amianto Taxa de produtos com amianto

    Reduo de produtos com amianto

    Nmero de produtos sem amianto

    EXPOSIO Trabalhadores expostos

    Nmero de trabalhadores expostos

    Normas de controle de Sade (RX, espirometria)

    Nmero de exames realizados e alterados

    EFEITO Cncer, mesotelioma, asbestose

    Taxa de morbidadeTaxa de mortalidade

    Aes indenizatriasReconhecimento previdencirio

    Taxas de benefcios

    Fonte: ROQUEIROL - EPIDEMIOLOGIA Castro, 2001.

  • Modelo FPEEEA

  • Criterios para a construo dos Indicadores de Sade Ambiental

    A. Validez cientfica

    baseados no conhecimento da associao entre ambiente e sade sensveis s mudanas nas condies de interesse consistentes e comparveis atravs do tempo e do espao slidos, de forma que mudanas mnimas na metodologia ou na escala

    utilizada na sua construo no devam afet-los baseados em dados que tenham qualidade conhecida e aceitvel no devem estar com vieses e devem representar as condies deinteresse cientificamente confiveis para que no possam ser postos em dvida

    em termos de contabilidade e validez

    Fonte: OMS, 2001

  • Criterios para a construo de Indicadores de Sade Ambiental

    B. Relevncia poltica

    relacionados diretamente com uma pergunta especfica de interesse de sade ambiental relacionados com condies ambientais e/ou de sade que

    podem ser modificadas com uma ao comprendidos e aplicados facilmente por seus usurios estar disponveis pouco tempo depois do evento ou do perodo

    com que se relacionam para que as decises e intervenesno demorem

    baseados em dados que estejam disponveis com base a umarelao custo-benefcio aceitvel seletivos para que possam ajudar a establecer prioridades a

    respeito dos temas chaves que requeiram uma ao aceitveis para todos os interessados Fonte: OMS, 2001

  • Expedito Luna

    16 de novembro de 2004

    RIPSA

    CTI Sade e AmbienteCGVAM/SVS/MS

  • Set/0

    4Se

    t/04

    Reunio articulada pelaOPAS, COPESA e ASISA- criao de um CTI de

    Sade e Ambiente.

    Apresentao dosSist. de Informao

    Set/0

    4Se

    t/04

    Out

    Out

    /04

    /04

    Aprovado pelo CTI-SAa realizao de dois produtos:

    INFORME SOBRE SADE E AMBIENTE NO BRASIL

    INVENTRIO DE SI - SADE E AMBIENTE

    CTI-SA/RIPSA - Histrico

    2005

    2005

    Desenvolvimentodas atividades

    2007

    2007

    Retomadadas atividades

    (Proposta)

  • Reunio interna para retomada dos produtos pactuados e novos produtos

    CTI Pactuao produtos e

    novos produtos07/10

    Out

    Out

    /07

    /07

    Out

    Out

    /04

    /04

    CTI-SA/RIPSA - Histrico

    Oficina CTI para construo do

    Folder 200709 e 10/10 - OPAS

    AgoAgo

    /07

    /07

    Proposta para Folder 2007

  • CTI SADE E AMBIENTE RIPSA

    Indicadores CGVAM Proposta 2007

    Substituio da metodologia PEIR por OMS

  • CTI SADE E AMBIENTE Folder 2007

    Indicadores CGVAM Proposta 2007

    Proposta Preliminar

  • CTI SADE E AMBIENTE Folder 2007

    Indicadores CGVAM Proposta 2007

  • CTI SADE E AMBIENTE Camadas

    Indicadores CGVAM Proposta 2007

    FORA MOTRIZFM.1 ndice de GiniFM.2 Indicador de PobrezaFM.3 Taxa de crescimento populacionalFM.4 Taxa de UrbanizaoFM.5 Produto Interno Bruto (PIB) per capitaFM.6 Razo de RendaFM.7 ndice de Desenvolvimento Humano - IDHFM.8 Populao Economicamente Ativa - PEAFM.9 Pessoal ocupado em atividade industrialFM.10 Emprego formalFM.11 Taxa de desemprego

  • CTI SADE E AMBIENTE Camadas

    Indicadores CGVAM Proposta 2007

    P.7 Tratamento de esgoto

    P.6 Esgotamento Sanitrio

    P.5 Consumo de Energia Eltrica

    P.4 Industrias de Transformao

    P.3 Industrias Extrativas

    P.2 Unidades Agrossilvipastoris

    PRESSO

    P.1 Frota de Veculos por habitante

  • CTI SADE E AMBIENTE Camadas

    Indicadores CGVAM Proposta 2007

    SITUAOS.1 Saneamento Inadequado S.2 Coleta de lixo S.3 Queimadas e incndios florestais S.4 Solo contaminado ou Suspeita de Contaminao S.5 Inundaes ou enchentes S.6 reas de risco no permetro urbano S.7 Utilizao de agrotxicos S.8. gua poluda ou contaminada na captao S.9. Cloro residual - Qualidade da gua S.10 Turbidez - Qualidade da gua S.11 Coliformes Termotolerantes Qualidade da gua

  • CTI SADE E AMBIENTE Camadas

    Indicadores CGVAM Proposta 2007

    EXP.4 Coleta de lixo

    EXP.3 Instalaes inadequadas de esgoto

    EXP.2 Tratamento de gua

    EXPOSIO

    EXP.1 gua encanada

  • CTI SADE E AMBIENTE Camadas

    Indicadores CGVAM Proposta 2007

    EF.7 Envenenamento e exposio agrotxicos

    EF.6 bitos proporcionais por doenas relacionadas ao saneamento ambiental inadequado

    EF.5 Mortalidade proporcional por Infeco Respiratria Aguda (IRA) em menores de 5 anos

    EF.4 Mortalidade proporcional por Doena Diarrica Aguda (DDA) em menores de 5 anos

    EF.3 Internaes por doenas relacionadas ao saneamento ambiental inadequado

    EF.2 Internaes por Infeco Respiratria Aguda (IRA) em menores de 5 anos SUS

    EFEITO

    EF.1 Internaes por Doena Diarrica Aguda (DDA) em menores de 5 anos - SUS

  • CTI SADE E AMBIENTE Camadas

    Indicadores CGVAM Proposta 2007

    A.1 Desenvolve atividades relacionadas ao VIGIAGUA

    A.8 Valor do gasto pblico com saneamento

    A.7 Desenvolve atividades relacionadas ao VIGIFISI

    A.6 Desenvolve atividades relacionadas ao VGIDESASTRES

    A.5 Desenvolve atividades relacionadas ao VIGIAPP

    A.4 Desenvolve atividades relacionadas ao VIGIQUIM

    A.3 Desenvolve atividades relacionadas ao VIGIAR

    A.2 Desenvolve atividades relacionadas ao VIGISOLO

    AO

    A.1 Desenvolve atividades relacionadas ao VIGIAGUA

  • Limitaes

    No trata-se de um marco conceitual; Possui carter vertical.

    Potencialidades

    Serve de pretexto para a realizao de reflexes mais aprofundadas e contribui na sistematizao das informaes de modo a facilitar o processo de tomada de decises;Contribui para os processos de planejamento, gesto e de avaliao;Facilita o desencadeamento de processos participativos

  • Perspectivas para o Brasil

    Registro da experincia para garantir visibilidade nacional e internacional;

    Utilizao da metodologia para a estruturao dos sistemas de indicadores dos subsistemas da CGVAM e do processo da gesto integrada em sade ambiental.

  • Necessidade de construo de um novo espao de prticas voltadas promoo da sade e defesa do meio ambiente, o ltimo compreendido nas dimenses scio-poltica e ecossistmica (Nettoet al, 2004).

  • 55 (61) 3213-8082

    [email protected]

    Obrigada!