Massive Open Online Courses (MOOCS): Nova tendncia ...bdm.unb.br/bitstream/10483/8387/1/2014_Vi  

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Massive Open Online Courses (MOOCS): Nova tendncia ...bdm.unb.br/bitstream/10483/8387/1/2014_Vi...

  • Universidade de Braslia

    Instituto de Relaes Internacionais

    Programa de Ps-Graduao em Relaes Internacionais

    XV Curso de Especializao em Relaes Internacionais

    Massive Open Online Courses (MOOCS): Nova tendncia

    educacional.

    Viviane Brunelly Arajo Tavares

    Artigo apresentado como requisito parcial para obteno

    do ttulo de Especialista em Relaes Internacionais

    Orientadora: Professora Doutora Ana Flvia Granja e Barros

    Braslia

    2014

  • 2

    RESUMO

    TAVARES, Viviane Brunelly Arajo. Massive Open Online Courses (MOOCs):

    Nova tendncia educacional. Professora Orientadora: Ana Flvia Granja e Barros.

    Fevereiro de 2014.

    O presente estudo objetiva realizar uma anlise sobre a evoluo e os interesses nos

    chamados Massive Open Online Courses (MOOCs). Inicialmente, examinou-se a

    evoluo e o aprofundamento do processo de globalizao, que contribuiu para o

    surgimento da era comunicacional-informacional da sociedade moderna atravs dos

    avanos tecnolgicos, no obstante seu amplo impacto no cenrio global. Nesse

    sentido, analisa a evoluo dos MOOCs nesse contexto desde sua criao,

    exemplificando as plataformas mais utilizadas e suas caractersticas. Por fim, elenca

    os principais interesses das universidades partcipes e dos governos em investir nessa

    nova tendncia da educao virtual, destacando o race for talents, a propaganda e o

    soft power.

    Palavras-chave: Globalizao. MOOC. Race for Talents. Soft Power.

    ABSTRACT

    This study seeks to make an analysis about the evolution and interests in the Massive

    Open Online Course (MOOC). Initially, examines the evolution and deepening of the

    globalization process, which contributed to the rise of informational-

    communicational era of modern society through technological advances, as well as

    its expansive impact in the global scenario. In this sense, analyzes the evolution of

    MOOCs in this context since its creation, exemplifying the most used platforms and

    their characteristics. Finally, lists the main interests of the participant universities and

    governments to invest in this new trend of virtual education, highlighting the race for

    talents, advertising and soft power.

    Key-words: Globalization. MOOC. Race for Talents. Soft Power.

  • 3

    SUMRIO

    INTRODUO ....................................................................................................................... 4

    DESENVOLVIMENTO .......................................................................................................... 9

    MOOCs E SUA EVOLUO ........................................................................................... 11

    OS INTERESSES NOS MOOCs ....................................................................................... 17

    REFERNCIAS ..................................................................................................................... 32

  • 4

    INTRODUO

    Desde o incio do sculo XXI, a globalizao vem aparecendo como elemento

    dinamizador na vida das pessoas. O uso das novas tecnologias nos ltimos anos vem

    mostrando cada vez mais a capacidade das pessoas de interagirem umas com as

    outras. Esta nova ferramenta da sociedade causa efeitos tanto na economia e na

    poltica quanto na educao.

    Porm, o que vem a ser globalizao? Segundo Matias (2005),

    terminologicamente, o termo global o utilizado para evidenciar um processo novo,

    nunca antes visto pela histria da humanidade. Embora, para outros autores,

    globalizao se apresente como um novo termo para marcar o alto nvel de

    integrao vivenciado pelos povos e no no sentido de que seja um fenmeno

    totalmente indito. O autor define ainda que globalizao vem a ser:

    [...] a acelerao nas trocas de bens, servios, contratos, informao,

    viagens internacionais e intercmbio cultural, ou [...] a maior integrao

    dos pases e das pessoas do mundo, causadas pela enorme reduo dos

    custos de transporte e comunicao, e pela derrubada das barreiras

    artificiais ao fluxo de bens, servios, capital, conhecimento e [...] pessoas

    atravs das fronteiras (MATIAS, 2005, p. 105).

    A evoluo desse processo pode ser observada gradualmente desde muito

    tempo. Na poca da Primeira Guerra Mundial, a comunicao de longa distncia,

    apoiado ao processo de abertura econmica, se tornou mais eficiente devido ao

    surgimento de cabos submarinos telegrficos intercontinentais; os meios de

    transporte industrializados tambm foram evoluindo com os navios a vapor e as

    ferrovias (MATIAS, 2005, p. 108).

    Porm, quando o mundo j havia sofrido com as duas grandes guerras e a

    economia passava por uma recesso, tudo se voltava para a recuperao do nacional,

    deixando de lado tudo aquilo que era para alm das fronteiras. Isto , o fervor da

    poca dos grandes fluxos financeiros, informacionais e econmicos esfriava, para s

    se recuperar no final do sculo XX, cuja acelerao da globalizao e a crescente

    interdependncia entre os povos tomaram grandes propores.

    Nesse sentido, Matias (2005, p. 112) ressalva que:

  • 5

    a globalizao contempornea [...] vai mais longe, mais rpida, mais

    barata e mais profunda. [...] o grau de integrao que a sociedade

    internacional possua no incio do sculo XX j no seriam mais

    possveis, uma vez que todas as magnitudes da globalizao [...]

    velocidade, tamanho e interconexes so enormemente maiores do que

    as que teriam existido em qualquer perodo prvio da histria.

    A era da informao, contribuiu para a acelerao e aprofundamento do

    processo de globalizao. Como mencionado, esse no um fenmeno novo na

    sociedade, uma vez que o telgrafo, por exemplo, j tinha capacidade de mudar

    consideravelmente a vida das pessoas. O que se verifica so fenmenos apenas

    qualitativos, ou seja, ao invs, de presenciar uma revoluo, a sociedade estaria

    vivendo uma evoluo tecnolgica. O computador aparece aqui como o exemplo

    moderno mais revolucionrio dessa realidade, por reduzir os custos de transao,

    tornando possvel o aumento de produo que permite que a populao continue a

    crescer com qualidade de vida (MATIAS, 2005, p. 115).

    Graas a essa ruptura econmica foi possvel identificar a revoluo

    tecnolgica. Nesse sentido:

    o aumento do uso de computadores acarreta [tambm] mudanas

    profundas nos hbitos das pessoas e na forma de organizao da

    sociedade. [Ademais], mesmo que as inovaes tecnolgicas sempre

    tenham existido, o ritmo em que surgem as inovaes e a velocidade com

    que elas se espalham so cada vez mais rpidos (MATIAS, 2005, p. 115).

    Os avanos tecnolgicos so percebidos em cada momento do cotidiano das

    pessoas, pois foram capazes de trazer grandes melhorias. No ramo dos transportes e

    das comunicaes, propiciou que longas distncias fossem percorridas em menos

    tempo e a baixo custo. Em consequncia, essa verdadeira revoluo na qual as

    informaes so obtidas e disseminadas contribuiu para a consolidao da chamada

    sociedade da informao, que caracteriza o sculo XXI.

    Segundo Friedman (2005, p. 215), um dos principais resultados do

    surgimento e barateamento dos novos aplicativos tecnolgicos o profundo impacto

    na sociedade devido democratizao da informao. Essa ferramenta vem

    conferindo poder e liberdade aos indivduos que agora esto mais bem informados

    sobre os diferentes temas. o poder de encontrar qualquer coisa no mundo, a

    qualquer momento. O que est acontecendo atualmente uma maior multiplicidade

    e horizontalidade desse fenmeno comunicacional e informacional. Ou seja, a

    tecnologia permite maior abertura do mundo comunicao.

  • 6

    O sistema econmico global foi um dos setores que mais se beneficiaram da

    globalizao, cujo resultado foi a abertura econmica e um maior estmulo para o

    desenvolvimento. Essa nova fase, acabou produzindo efeitos importantes na ordem

    econmica global, demando muito mais das universidades, cujo principal produto o

    conhecimento, a inovao e a descoberta e preparao de talentos (SATO, 2012).

    Nesse contexto, as universidades tambm tiveram que se adaptar a nova era

    internacional, cada vez mais informativa, informatizada e global. As primeiras

    instituies de ensino foram fundadas no sculo XIII, em Paris e Bologna e, o

    objetivo era a preparao dos estudantes de outros pases que compartilhavam a

    mesma lngua, o Latim. Essa iniciativa foi logo se expandindo para outras partes da

    Europa e seu escopo consistia no recrutamento de professores internacionais que

    trabalhassem na traduo de livro de diversas nacionalidades e lnguas, assim

    juntando em um s lugar o conhecimento de muitas outras partes avanadas do

    mundo (ALTBACH et al, 2001).

    Com o passar do tempo, as instituies foram se tornando menos

    internacionais, em razo da influncia da Revolta Protestante, que motivou a

    centralizao do ensino para tudo o que envolvia o Estado-Nao. Entretanto, as

    universidades nunca deixara por completo seu vis internacional, o que contribuiu

    para o crescimento e fortalecimento do internacionalismo muito devido ao

    estabelecimento de disciplinas cientficas (ALTBACH et al, 2001).

    Com a entrada no novo milnio, as universidades encararam a economia

    globalizada e o sistema acadmico foi se tornando mais globalizado, ocupando uma

    posio favorvel de adaptao a novas circunstncias. Segundo Altbach (et