Revista Humana - nº6 - out-nov-dez 2008

  • View
    226

  • Download
    6

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Revista Humana - n6 - out-nov-dez 2008

Transcript

  • Aes que geram resultadosAA aposta no crescimento da empresa novamente foi a base para investimentos agora feitos em novas estruturas e reformas de unidades de atendimento. So aes que geram resultados de

    forma direta e indireta. Os usurios, clientes e colaboradores so beneficiados com espaos mais amplos, padronizados e que refletem o sucesso desta instituio com 17 anos de uma histria embasada no trabalho, planejamento e com viso de futuro.

    As manifestaes positivas sobre esses projetos so essenciais para ns. Impem-se novos desafios e vontade de seguir crescendo e, principalmente, atender melhor. O que garantido pela sintonia perfeita entre boa estrutura fsica, tecnologia e a melhor equipe profissional, na ponta, atendendo clientes, e na retaguarda, dando o suporte necessrio. Arrumamos a casa, mais uma vez, de modo a retornar a quem confia a vida e a sade de pessoas queridas s nossas mos tenha certeza de que esta sim nossa prioridade.

    Atualmente, so mais de cinco mil clientes f inais (pessoas fsicas e jurdicas) e 220 mil usurios be-neficiados pelos planos de sade do CCG. Cifras que demonstram o crescimento de nossa instituio, mas, sobretudo, a base de relacio-namento que criamos calcada no ser humano e pautada na tica e na responsabilidade com a vida. Alm disso, tambm traamos objetivos que nos fortalecem e, acreditamos, sejam nossos deveres. Campanhas de comunicao buscam cons-cientizar nossos pblicos nos cuidados com a sade e tambm na preservao dos bens naturais, ambos finitos. Queremos uma comunidade sadia e consciente das atitudes que pode tomar para colaborar com a construo de dias melhores.

    Este ano foi de inmeras realizaes e trouxe resultados. Nossa proposta foi cumprida: sermos a melhor operadora de planos de sade do Rio Grande do Sul. No entanto, nosso perfil empreendedor e comprometido com quem acredita em nosso trabalho no se aco-moda. Sabemos que possvel evoluir ainda mais, crescer e satisfazer quem nos faz grandes e, por isso, buscamos a vanguarda, a solidez empresarial e o futuro, j notrio, temos garantido.

    Carlos Eduardo RuschelSuperintendente

    ndice

    Humanauma Revista do CentRo ClniCo GauCHoano 2 - no 6 - out/nov/dez - 2008

    3

    editoRial

    seesEditorial ....................................................3EntrEvista - Maria da PEnha ...................... 18CrniCas ..........................................28 E 30EsPao livrE ............................................29

    mediCina e sadeatEno - hErPEs oCular PodE CEgar ........... 7

    talassEMia - a vida EM transfuso ..............8

    CnCEr dE MaMa - a Cura tEM PrEssa ......... 10

    orElhas dE abano - QuEixa EsttiCa ..........11

    EsClErosE MltiPla - sorratEira E iMPrEvisvEl.... 12

    aliMEnto funCional - gostoso E faz bEM ....14

    odontologia dEsPortiva - sorriso vitorioso .... 16

    vEnda dirEta - dE Porta EM Porta ..............17

    nEuroCistiCErCosE - ContaMinao E infECo ... 25

    vigorExia - ExagEros do Culto ao CorPo ....27

    Gesto da mediCina em GRupo e neGCiosinvEstiMEntos 2008 ..................................4CliEntE saudvEl JaCkwal s/a ................6Profissionais dE dEstaQuE dr. Jos luiz fattorE Jnior E ldEr dE unidadE karinE ElizabEth haag ........................................31novidadEs CCg ................................32 E 33Por dEntro da rEdE radiMagEM ..............34

    Unidades de Atendimento Alvorada - Cachoeirinha - Canoas - Esteio

    Gravata - Guaba - Porto AlegreSo Leopoldo - Viamo

    Confira endereos acessando o site www.centroclinicogaucho.com.br

    Centro Administrativo Rua Coronel Frederico Linck, 25

    Porto Alegre - RS - CEP 90035-010Fone (51) 3287-9200

    Os usuriOs, clientes e cOlabOradOres sO beneficiadOs cOm espaOs mais amplOs, padrOnizadOs e que refletem O sucessO desta instituiO

  • 4Expanso em 2008

    Ocrescimento dos negcios, de-corrente do aumento no nmero de clientes, e a necessidade da uniformizao das estruturas fsicas e dos processos de trabalho das 25 Unidades de Atendimento do Centro Clnico Gacho (CCG) so os motivos das reformas, ampliaes e construo de novos espaos. Desde maro deste ano, a instituio investe nestas obras. Ao se preparar para crescimentos populacionais futuros, a empresa se mantm atenta aos seus clientes e s possibilidades que o mercado apresen-ta, diz o gerente de Unidades, Jos Alberto Reinicke.

    As novidades passam pela inaugu-rao da Central Odontolgica em So Leopoldo (rua Lindolfo Collor, 816), que oferece atendimento de duas no-vas especialidades: endodontia (para usurios que precisam de aes sobre as enfermidades na polpa dental, como

    Novos espaos, reformas e ampliaes nas Unidades do Centro Clnico Gacho garantem padronizao de

    estruturas e processos e conforto aos usurios

    Reflexo dos bons negcios

    tratamentos de canal) e odontopedia-tria (destinado a crianas), alm dos servios que j eram prestados, como os de clnica geral odontolgica.

    O espao abriga seis consultrios e o local da antiga Unidade (situado na mesma rua, no nmero 834) foi reorganizado para acolher a Central de Diagnsticos, com exames de eletroencefalograma e ecograf ia, medicina do trabalho, posto de coleta do Laboratrio Marques DAlmeida e uma rea para realizao de pequenas cirurgias.

    De acordo com o gerente da Uni-dade, Leandro Antnio de Paula, a Central de Diagnosticos traz atendi-mento diferenciado, ampla recepo, ambientes exclusivos e oferece alguns tipos de tratamento que antes no eram disponibilizados. No ms de outubro, mais uma inaugurao tam-bm contemplou a cidade, a Unidade

    Peditrica (rua So Joo, 1147) abriga trs consultrios, sala de nebulizao e pequenos curativos e recepo, e funciona de segundas a sextas-feiras, das 7h s 19h.

    Em Alvorada foi inaugurada, em setembro, a segunda Unidade de Atendimento na cidade, a Central de Especialidades (av. Presidente Getlio Vargas, 1221). Ginecologia, dermatologia, psicologia, urologia, fonoaudiologia, otorrinolaringologia e nutrio so as especialidades dis-ponveis para atendimento com hora marcada so cerca de 100 consultas dirias. Alm disso, a Central mantm ainda um posto de coleta do Laborat-rio Marques D'Almeida e disponibiliza exames de ecografia. O atendimento acontece de segundas a sextas-feiras, das 7h s 19h.

    unidades de poRto aleGReTrs Unidades da capital gacha

    receberam melhorias. A Central de Especialidades (av. Alberto Bins, 391) foi revitalizada e salas de espera para o setor de autorizao de exames e

    foto

    : In

    s A

    rigo

    ni/A

    gnc

    ia B

    ossa

    Na Central de Diagnsticos em Porto Alegre as reformas na estrutura fsica vieram acompanhadas de melhorias no atendimento e nos horrios

  • 5para consultas de especialidades m-dicas foram criadas. Com a instalao de mais oito consultrios mdicos, o atendimento clnico est sendo rea-lizado no segundo andar.

    Na Central de Diagnsticos (av. Alberto Bins, 799) as reformas na estrutura fsica da unidade vieram acompanhadas de melhor ias no atendimento e nos horr ios. Os ambientes f icaram mais claros e em conformidade com o padro do CCG para suas reas de assistncia sade. Novas salas de consultrios mdicos foram construdas e a capa-cidade de atendimento das reas de ecografia, fonoaudiologia, nutrio e exames de raio X foi ampliada em cerca de 30%.

    As recepes gerais foram des-centralizadas, toda a estrutura fsica foi melhorada e o nmero de servios de diagnstico foi ampliado, conta a gerente da Unidade, Mrcia De Nardin. Segundo ela, os benefcios so percebidos pelos usurios e cola-boradores da empresa, que elogiam e usufruem das novas instalaes.

    O espao fsico da Unidade Zona Norte (av. do Forte, 171) teve aumento de 620 m. Entre as novidades, esto 12 novos consultrios mdicos to-talizando 33 salas de atendimento , a criao do setor de autorizao de exames, mais uma sala de raio X e reforos no atendimento de urgncia. A rea do Laboratr io Marques DAlmeida ser transferida para a frente do prdio. Entre os servios oferecidos na unidade, esto a co-lonoscopia, eletrocardiograma, eco-cardiograma, endoscopia, ecografia e anlises clnicas.

    RelaCionamento Com ClientesAs reestruturaes tambm foram

    estendidas a Central de Marcao de Consultas, que passou por reformas fsicas, recebeu contrataes de profis-sionais e novos equipamentos e refor-mulou seus horrios de funcionamento. O nmero de posies de atendimento passou de 28 para 35 e o espao para descanso foi ampliado. Mais 19 opera-dores foram contratados, totalizando a equipe de 75 atendentes.

    Todas as melhorias resultaram em a instituio ter o segundo maior call center prprio do Rio Grande do Sul, enumera a coordenadora do Relacio-namento com Clientes, Mrcia Santos. A Central de Marcao de Consultas atende de segundas a sextas-feiras, das 7h s 22h, e aos sbados das 8h s 16h pelo telefone (51) 3287 9222

    ReCuRsos Humanos

    Decorrente do processo de expan-so, foram contratados profissionais. Os colaboradores que ingressaram na instituio passaram por treinamento de integrao com o objetivo de co-nhecer a filosofia empresarial, com-preender os processos e compartilhar informaes. Os mdicos tambm re-cebem acompanhamento de um lder mdico durante sua fase de adaptao empresa, disseminando as diretrizes e os procedimentos operacionais de trabalho da rea.

    O setor de RH realiza o planeja-mento, elaborao e operacionaliza-o de todas as etapas do Programa de Integrao de Colaboradores (PIC). O desenvolvimento da fora de traba-lho entendido como premissa para o alcance da melhoria contnua da empresa. Por estar em uma rea de prestao de servios de sade, o foco na capacitao, desenvolvimento e reteno dos talentos da empresa, destaca a gerente de Recursos Hu-manos, Simone Chaiben Furini. Alm disso, os colaboradores recebem o treinamento denominado Atender

    foto

    : C

    arol