of 22/22
As Profecias de Daniel

Juízo investigativo

  • View
    252

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Juízo investigativo

Text of Juízo investigativo

  • 1. As Profecias de Daniel

2. SONETOAo Dia Do JuzoO alegre do dia entristecidoO silncio da noite perturbadoO resplendor do sol todo eclipsado.E o luzente da lua desmentido!Soe a trombeta da maior altura,A que vivos e mortos traz o avisoDa desventura de uns, doutros ventura.Gregrio de MatosRompa todo o criado em um gemidoQue de ti mundo? Onde tens parado?Se tudo nesse instante est acabado.Tanto importa o no ser, como haver sido.Acabe o mundo, porque j preciso,Erga-se o morto, deixe a sepultura,Porque chegado o dia do juzo. 3. Porquanto estabeleceu um dia em que h de julgar o mundo comjustia, por meio de um varo que destinou e acreditou diante detodos, ressuscitando-o dentre os mortos. (At. 17:31).Tu, porm, por que julgas teu irmo? E tu, por que desprezas o teu?Pois todos compareceremos perante o tribunal de Deus.(Rom 14:10).No dia em que Deus, por meio de Cristo Jesus, julgar os segredosdos homens, de conformidade com o meu evangelho. (Rom 2:16).Ora, ns conhecemos aquele que disse: A mim pertence a vingana;eu retribuirei. E outra vez: O Senhor julgar o seu povo.(Heb 10:30). 4. Juzo InvestigativoContinuei olhando, at que foram postos tronos, e o Ancio deDias se assentou; sua veste era branca como a neve, e os cabelosda cabea, como a pura l; o seu trono eram chamas de fogo, e suasrodas eram fogo ardente. Um rio de fogo manava e saa de diantedele; milhares de milhares o serviam, e mirades de miradesestavam diante dele; assentou-se o tribunal, e se abriram oslivros... e eis que vinha com as nuvens do cu um como o Filho doHomem, e dirigiu-se ao Ancio de Dias, e o fizeram chegar at ele.Foi-lhe dado domnio, e glria, e o reino... o seu domnio domnio eterno, que no passar, e o seu reino jamais serdestrudo.Daniel 7:9-14 (ARA). 5. E ele me disse: At duas mil e trezentastardes e manhs; e o Santurio serPurificado.Daniel 8:14 (ARA). 6. Deus, sentado em Seu Trono para julgar o mundo, aomesmo tempo Juiz, Defensor, Autoridade eTestemunha, abre os livros de registros; os mesmos solidos, e a assinatura de cada homem encontrada ali.Soa a grande trombeta; uma vozinha suave ouvida;anjos estremecem e dizem: Este o dia do Julgamento.(...) No Dia da Expiao selado o destino daquelesque vivero, e daqueles que morrero(Enciclopdia Judaica Dia da Expiao). 7. Paralelismo Proftico 8. H umDeus noCu queRevela oFuturo... 9. BABILNIA(605 539 a.C)MEDO-PRSIA(539 331 a.C)GRCIA(331 168 a.C)ROMA(168 476 d.C) 10. DANIEL 2 DANIEL 7 DANIEL 8 INTERPRETAOOuro Leo ------- BabilniaPrata Urso Carneiro Medo-PrsiaBronze Leopardo Bode Grcia------- 4 Cabeas 4 Chifres Grcia DivididaFerroAnimal Terrvel Chifre Pequeno Roma PagFerro / Barro10 Chifres -------- TribosBrbaras--------Chifre Pequeno ChifreRobustecidoRoma PapalA PedraTribunalCelestePurificao doSanturioJuzoInvestigativo 11. DANIEL 7ESTRUTURA DE GNERO LITERRIO1. Bestas e Chifres (v. 1-8) [PROSA].2. Ancio de Dias (v. 9-10) [VERSO].3. Bestas e Chifres (v. 11-12) [PROSA].4. FILHO DO HOMEM (V. 13-14) [VERSO].5. Explicao Geral do Anjo (v. 14-22) [PROSA].6. Explicao Detalhada do Anjo (v. 23-27) [VERSO].7. Eplogo (v. 28) [PROSA]. 12. O Chifre Pequeno(Expanso Horizontal)(v. 8) "O bode [Grcia] se engrandeceu sobremaneira; e,na sua fora, quebrou-se-lhe o grande chifre [imprioHelenstico de Alexandre Magno], e em seu lugar saramquatro notveis [as divises do Imprio Helenstico],para os quatro ventos do cu [pontos cardeais, asdirees da bssola].(v. 9) "DE UM DELES saiu um chifre pequeno [Antocoou Roma?] e se tornou muito forte para o sul, para ooriente e para a terra gloriosa". 13. O Chifre Pequeno(Expanso Vertical)(v. 10-12) Cresceu at atingir o exrcito dos cus; aalguns do exrcito e das estrelas lanou por terrae os pisou. Sim, engrandeceu-se at ao prncipedo exrcito; dele tirou o Contnuo e o lugar doseu santurio foi deitado abaixo. Um exrcito lhefoi entregue contra o Contnuo, por causa dastransgresses; e deitou por terra a verdade; e oque fez prosperou. 14. Elucidando os SignificadosCHIFRE PEQUENO: HORIZONTAL (ROMA PAG).VERTICAL (ROMA PAPAL).O EXRCITO = POVO DE DEUS.O PRNCIPE DO EXRCITO = CRISTO.O SANTURIO = TABERNCULO CELESTIAL.O CONTNUO = ? 15. O QUE O CONTNUO?Duas Hipteses:1. O Paganismo Romano.2. O Ministrio Sumo-sacerdotal de Cristo. 16. O QUE O CONTNUO?Vi ento em relao ao "contnuo" (Dan. 8:12), que apalavra "sacrifcio" foi suprida pela sabedoriahumana, e no pertence ao texto, e que o Senhor deu aviso correta queles a quem deu o clamor da hora dojuzo. Quando houve unio, antes de 1844, quase todoseram unnimes quanto maneira correta de seentender o "contnuo"; mas na confuso desde 1844,outras opinies tm sido abrigadas, seguindo-se trevase confuso. O tempo no tem sido um teste desde1844; e nunca mais o ser.Primeiros Escritos, p. 75. 17. O QUE O CONTNUO?A. G. Daniells: [...] peguei Primeiros Escritos e o lipara ela, e da lhe falei da controvrsia. Passei longotempo com ela. Era um daqueles dias em que ela sesentia feliz e serena, e ento lhe expliquei tudocompletamente. Disse: Aqui a senhora diz que lhe foimostrado que a posio sobre o contnuo defendidapelos irmos estava correta. Agora, continuei, hduas partes aqui neste contnuo que a senhoramenciona. Uma este perodo de tempo, os 2.300anos, e a outra o contnuo em si. 18. O QUE O CONTNUO?Repassei tudo com ela, e cada vez eladizia, to logo chegava a esse [perodo de]tempo: Ora, eu sei o que me foi revelado que o perodo de 2.300 dias estavafixado, e que no haveria tempo definidoaps isso. Os irmos estavam corretos aochegarem data de 1844. 19. O QUE O CONTNUO?Ento eu deixava esse ponto, e prosseguia sobre o temado contnuo. Ora, irmo Daniells, ela dizia, eu no seio que esse contnuo, se o paganismo ou o ministriode Cristo. Isso no o que me foi mostrado.. E ela fugiadaquela zona nebulosa imediatamente. Ento, quando euretornava aos 2.300 anos, ela se aprumava e declarava:Este o ponto do qual jamais podemos nos desviar.Digo-lhe que nunca poder se desviar do perodo de 2.300anos. Foi-me revelado que este tempo estava fixado.Conferncia Bblica de 1919.Report of Bible Conference for July 30, 1919, p. 1206. 20. SERVIO CONTNUO(LUGAR SANTO)a) Sacrifcio contnuo x. 29:38, 42; Nm. 28:3, 24.b) Holocaustos contnuo - I Crn. 16:40.c) Fogo do altar continuamente acesso Lev. 6:13.d) Contnua oferta de cereais Nm. 4:16e) Lmpadas continuamente acessas x. 27:20; Lev. 24:2.f) O po contnuo da proposio x. 25:30; Nm. 4:7; II Crn. 2:4.g) O peitoral sacerdotal para memria contnua x. 28:29.h) Incenso perptuo x. 30:8.i) Contnuo servio do santurio - I Crn. 23:31.