37875058 EVP Fluxo de Caixa

Embed Size (px)

Text of 37875058 EVP Fluxo de Caixa

FLUXO DE CAIXA

01 (CARLOS CHAGAS/TRT 18 REGIO 2008) Um dos objetivos da Demonstrao do Fluxo de Caixa, recm tornada obrigatria em virtude da modificao introduzida pela Lei n 11.638/2007 na Lei das Sociedades por Aes, (A) permitir calcular o ndice de liquidez corrente. (B) avaliar quanto do lucro da entidade foi aplicado no seu Disponvel. (C) evidenciar a variao do Capital Circulante Lquido da entidade de um exerccio para o outro. (D) avaliar a situao financeira da empresa no curto prazo (at um ano). (E) permitir a auditoria das disponibilidades da empresa com um custo menor. 02 (CESGRANRIO/AUDITOR JR PETROBRS 2008) A demonstrao dos fluxos de caixa tem como objetivo primrio o fornecimento de informaes relevantes sobre os pagamentos e recebimentos, em dinheiro, de uma empresa em um determinado perodo. Quando analisadas em conjunto com as demais informaes financeiras, podem permitir que investidores, credores e outro usurios avaliem a I - capacidade de a empresa honrar seus compromissos, pagar dividendos e retornar emprstimos obtidos; II - liquidez, solvncia e flexibilidade financeira da empresa; III - taxa de converso de lucro em caixa; IV- flexibilidade dos controles de caixa; V - capacidade de a empresa gerar fluxos lquidos positivos de caixa. Esto corretos APENAS os itens a) I, II e IV b) II, III e IV c) II, III e V d) I, II, III e V e) I, II, III e IV

03 (CESGRANRIO/BR DISTRIBUIDORA 2008) Na elaborao dos fluxos de caixa, o conceito de caixa ampliado, envolvendo o caixa puro, dinheiro em mo e em conta corrente bancria e as aplicaes em equivalentes de caixa. Como equivalentes de caixa podem ser consideradas as aplicaes financeiras resgatveis at (A) 3 meses da data da aplicao. (B) 3 meses da data da emisso. (C) 6 meses da data da aplicao. (D) 6 meses da data da emisso. (E) 12 meses da data da aplicao. 04 (FGV/POTIGS 2006) A Cia. Grana Viva tem os seguintes saldos de Caixa, Bancos, Aplicaes Financeiras e Duplicatas a Receber de Clientes: Caixa = $ 10.000,00 Banco conta corrente = $ 380.000,00 Poupana = $ 46.000,00 CDB (30 dias de carncia) = $ 654.000,00 Fundo de Capitalizao (2 anos de carncia) = $ 2.000,00 Duplicatas a Receber de Clientes (vencimento em 7 dias) = 258.000,00 Duplicatas a Receber de Clientes (vencimento em 30 dias) = 500.000,00 Duplicatas a Receber de Clientes (vencimento em 60 dias) = 350.000,00 Determine o saldo de "Caixa e Equivalente a Caixa", para efeito da Demonstrao dos Fluxos de Caixa (DFC). (A) $ 390.000,00 (B) $ 1.090.000,00 (C) $ 1.092.000,00 (D) $ 1.350.000,00 (E) $ 2.200.000,00

Fluxo de Caixa www.euvoupassar.com.br

1

Prof. Marcondes Fortaleza

05 (CESGRANRIO/TJ RO 2008) De acordo com o Inciso 8 da NBC T 3.8 Demonstrao dos Fluxos de Caixa, aprovada pela Resoluo do CFC no 1.125/08, os equivalentes de caixa so mantidos com a finalidade de (A) alavancar investimentos de longa maturao. (B) atender a compromissos de caixa de curto prazo. (C) garantir compromissos de caixa de longo prazo. (D) maximizar os ganhos das disponibilidades temporrias. (E) minimizar o prejuzo com a perda do poder aquisitivo da moeda. 06 (CARLOS CHAGAS/CIA ENERGTICA DE AL 2005) Informaes extradas do Demonstrativo do Fluxo de Caixa da Cia. Beta em 31-12-2004: Entradas lquidas de caixa das atividades operacionais...............................R$ 100.000,00 Sadas lquidas de caixa das atividades de investimento.................................R$ 80.000,00 Variao do Disponvel (positiva)......................................R$ 35.000,00 correto concluir que o fluxo de caixa derivado das atividades de financiamento foi: (A) positivo no valor de R$ 55.000,00. (B) negativo no valor de R$ 50.000,00. (C) negativo no valor de R$ 35.000,00. (D) positivo no valor de R$ 15.000,00. (E) nulo.

07 (CESGRANRIO/TERMOAU 2008) Considerando as Normas Internacionais de Contabilidade, especificamente o International Accounting Standard - IAS - no 7 que trata da Demonstrao do Fluxo de Caixa, tem-se que (A) a divulgao da demonstrao dos fluxos de caixa dever ser para 3 (trs) exerccios sociais comparativos. (B) a movimentao do fluxo de caixa classificada em trs categorias segundo a natureza de sua atividade; so elas: operacional, de terceiros e financiamento. (C) a demonstrao dos fluxos de caixa pode ser elaborada pelo mtodo indireto ou direto, sendo que neste ltimo os fluxos de caixa so apresentados ajustando-se o resultado do perodo. (D) caixa e equivalentes de caixa englobam as contas de Caixa, Bancos e aplicaes financeiras com vencimento at 3 (trs) meses. (E) caixa e equivalentes de caixa englobam as contas de Caixa, Bancos e aplicaes financeiras de curto prazo com vencimento at 6 (seis) meses.

Fluxo de Caixa www.euvoupassar.com.br

2

Prof. Marcondes Fortaleza

08 (FGV/TCM PA 2008) De acordo com Resoluo CFC 1.125/08, avalie as afirmativas a seguir: I. A entidade pode escolher, livremente, se elaborar a DFC pelo mtodo direto ou indireto.

10 (ESAF/AFPS 2002) Os Fluxos dos Caixas podem ser elaborados pelos mtodos a) descontado e direto. b) de gerao lquida e descontado. c) indireto e descontado. d) corrente e de gerao lquida. e) direto e indireto. 11 (ESAF/AFPS 2002) Na elaborao do Fluxo dos Caixas so consideradas atividades de financiamento: a) recebimentos por emisso de debntures, pagamentos de dividendos distribudos no perodo e emprstimos obtidos. b) pagamentos pela aquisio de ttulos patrimoniais de outras empresas, emprstimos obtidos no mercado e pagamentos a fornecedores. c) recebimento de dividendos pela participao no patrimnio de outras empresas, pagamento de fornecedores e recursos para aumento de capital. d) pagamentos de encargos sobre emprstimos de longo prazo, recebimentos de dividendos e recebimentos provenientes de clientes. e) recebimento do principal dos emprstimos concedidos, aquisies de novas participaes societrias e recebimentos de dividendos de empresas coligadas. 12 (ESAF/AFPS 2002) Das assertivas a seguir, indique aquela que formada por fatores que provocam movimentaes do caixa geradas pelas atividades de investimentos. a) Contratao de financiamentos de longo prazo e aumento de capital com utilizao de reservas. b) Acrscimos de capital por subscrio firme de aes ordinrias e reverso de reserva contingencial. c) Reverso de duvidosos e operacional. proviso para devedores alienao de imobilizado

II. Se escolher a DFC pelo mtodo direto, necessrio evidenciar adicionalmente a conciliao entre o lucro lquido e o fluxo de caixa lquido das atividades operacionais. III. A entidade pode escolher, livremente, se evidenciar o pagamento de juros sobre financiamentos como caixa consumido pela atividade operacional ou como caixa consumido pela atividade de financiamento. Assinale: (A) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. (B) se somente as afirmativas I e III estiverem corretas. (C) se todas as afirmativas estiverem corretas. (D) se somente a afirmativa I estiver correta. (E) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas. 09 (CESGRANRIO/BR DISTRIBUIDORA 2008) As atividades operacionais inclusas na demonstrao dos fluxos de caixa relacionamse, normalmente, com as transaes que aparecem na (A) avaliao peridica dos ativos de longo prazo que a empresa utiliza para produzir bens e servios. (B) demonstrao do valor adicionado. (C) demonstrao de resultados. (D) operao de emprstimo de credores e investidores da entidade. (E) obteno de recursos dos donos e no pagamento a eles do retorno sobre seus investimentos.

d) Alienao de imobilizado e aquisies de controle acionrio de outras companhias. e) Aumento de capital com utilizao de saldo de reservas de lucro e aquisio de investimentos permanentes.

Fluxo de Caixa www.euvoupassar.com.br

3

Prof. Marcondes Fortaleza

13 (ESAF/AFRF 2002) Das operaes listadas a seguir, indique aquela que no tem como conseqncia alterao nas disponibilidades. a) diminuies amortizaes de financiamentos por

17 (ESAF/AFRF 2003) Na elaborao do fluxo de caixa so classificveis como atividade de financiamento: a) desembolso por emprstimos concedidos a empresas coligadas e controladas. b) aquisio de mquinas, equipamentos atravs de arrendamento mercantil. veculos contrato ou de

b) novos investimentos de longo prazo c) aumento de imobilizados por reavaliaes d) crditos concedidos a coligadas e controladas e) operaes com debntures conversveis em aes 14 (ESAF/AFRF 2002.2) A composio da diferena entre o Lucro Contbil com o Fluxo de Caixa Operacional Lquido evidenciada: a) na DOAR. b) no Fluxo de Caixa Indireto. c) na Demonstrao de Resultados. d) no fluxo gerado por Investimentos. e) na composio dos financiamentos de Caixa. 15 (ESAF/AFRF 2002.2) O valor de resgate referente a aplicaes financeiras de longo prazo classificado no Fluxo de Caixa como item: a) de Empreendimentos b) de Financiamentos c) de Operaes d) de Amortizaes e) de Investimentos 16 (ESAF/AFRF 2003) Representam operaes que no afetam o fluxo de caixa: a) recebimento por doao de terrenos depreciaes lanadas no perodo. e

c) recebimento de contribuies de carter permanente para aquisio de terrenos para expanso da capacidade instalada da empresa. d) venda de aes emitidas e recebimento de valores decorrentes da alienao de participaes societrias. e) recebimento de juros sobre emprstimos concedidos a outras empresas. 18 (CESGRANRIO/CONTADOR BNDES 2004) Analise as transaes a seguir, efetuadas pela Companhia Z.

O caixa lquido gerado nas atividades de financiamento, na Demonstrao do Fluxo de Caixa, pelo mtodo direto, em reais, ser de: (A) 23.000,00 (B) 22.000,00 (C) 18.000,00 (D) 16.000,00 (E) 15.000,00

b) aquisio de bens no de uso e quitao de contrato de mtuo. c) alienao de participaes societrias depreciaes lanadas no perodo. d) amortizaes efetuadas no perodo diferidos e venda de aes emitidas. e de

e) repasse de recursos para empresas coligadas e aquisio de bens.

Fluxo