Analise Fluxo Caixa Investimentos

Embed Size (px)

Text of Analise Fluxo Caixa Investimentos

Captulo 4 Anlise de Investimentos com Fluxo de Caixa Irregular

Captulo 4Anlise de Investimentos com Fluxo de Caixa Irregular

Captulo 4 Anlise de Investimentos com Fluxo de Caixa Irregular

4.1 Introduo Quando um investidor ou administrador financeiro deseja avaliar a rentabilidade de um negcio ou simular a viabilidade econmica de um empreendimento ainda em fase de projeto, costumeiramente depara-se com fluxos irregulares de caixa (ingressos e desembolsos de valores distintos ao longo do perodo abrangido).Por exemplo: numa academia de ginstica foi investido determinado volume de recursos em dezembro de 2010. No ano seguinte (2011) os resultados mensais apurados tiveram valores diferentes em cada perodo (como dficits de caixa em junho e setembro e lucros maiores ou menores nos outros meses).

Captulo 4 Anlise de Investimentos com Fluxo de Caixa Irregular

Figura 4.1 Fluxo de caixa da academia de ginstica

(valores em $)

10

38

5

13

22

21

17

46

78

95

0 1 (25)

2

3

4

5

6 (40)

7

8

9 (12)

10

11

12 = N

Captulo 4 Anlise de Investimentos com Fluxo de Caixa Irregular

4.1 Introduo Nessa situao, para avaliar o retorno do capital aplicado naquela empresa no basta somente apurar se houve lucro ou prejuzo ao final de 2011 e estabelecer o percentual deste resultado final em relao ao investimento inicial.

preciso considerar nessa avaliao o conceito de custo de oportunidade (j comentado anteriormente), de vez que o dinheiro tem valor no tempo.

Captulo 4 Anlise de Investimentos com Fluxo de Caixa Irregular

Outras situaes:1) comprar do fornecedor A ou do B; 2) captar ou no recursos alheios para investir num projeto qualquer; 3) aceitar ou no o pagamento parcelado de dvidas solicitado pelo cliente em prazos (ou valores) no uniformes; 4) substituir equipamentos ou manter os atuais; etc. ... Nestes casos se pode usar os mtodos de Anlise de Investimentos: VPL/NPV ou TIR/IRR

Captulo 4 Anlise de Investimentos com Fluxo de Caixa Irregular

4.2. PRINCPIOS A CONSIDERAR NA ANLISE DE INVESTIMENTOS

Antes de aprofundar-se nos mtodos de Anlise de Investimentos, pertinente que o leitor observe os seguintes pontos: A) B) C) D) Dados gerenciais versus dados contbeis Atualizao dos dados empregados Incerteza associada projeo de dados Valor do dinheiro no tempo

Captulo 4 Anlise de Investimentos com Fluxo de Caixa Irregular

4.3. ASPECTOS BSICOS DOS MTODOS DE ANLISE DE INVESTIMENTO

Os mtodos de anlise que sero enfocados nas prximas sees so equiparveis entre si, tendo em vista que levam concluses semelhantes se forem empregados de maneira correta, em projetos independentes. Inclusive, podem ser usados de forma simultnea, na maioria das situaes.

Captulo 4 Anlise de Investimentos com Fluxo de Caixa Irregular

Entretanto, seja qual for o mtodo de anlise escolhido e dependendo da situao a ser analisada, imprescindvel que sejam obtidas informaes relativas: A) Ao valor do capital inicial aplicado ou disponvel para investimento (em $) ou o valor a ser captado num emprstimo; B) Aos valores previstos ou ocorridos (em $) dos fluxos de caixa posteriores aplicao original; C) s datas de ocorrncia dos eventos que representam ingressos ou desembolsos de caixa; D) taxa de retorno que o investidor considera atrativa numa aplicao; E) taxa de juros mxima que o tomador de emprstimos entende como aceitvel na captao de recursos alheios.

Captulo 4 Anlise de Investimentos com Fluxo de Caixa Irregular

4.3.1. Fluxo de Caixa (Cash Flow) A maioria das alternativas nos problemas de anlise de investimentos envolve ingressos e desembolsos de caixa, recebimentos e pagamentos ou receitas e despesas. Para facilitar a compreenso desses cenrios, pertinente representar os eventos do fluxo de caixa analisado num diagrama semelhante quele representado na figura 4.2.

Captulo 4 Anlise de Investimentos com Fluxo de Caixa Irregular

Figura 4.2 Diagrama do Fluxo de Caixa

Ingressos, Recebimentos e Receitas (sinal positivo)(+) 1.000 (+) 600 (+) 3.000

0 (-) 2.500

1

2

3

Desembolsos, Pagamentos e Despesas (sinal negativo)

Captulo 4 Anlise de Investimentos com Fluxo de Caixa Irregular

CONVENO DO FLUXO DE CAIXA A OBSERVAR EM TODA ANLISE A) Seta para cima indica entrada representando valores positivos; de recursos no caixa,

B) Seta para baixo significa sada de recursos do caixa, sendo expresso por valores negativos. Neste caso, deve-se usar a tecla CHS na insero desse dado na HP-12C e valor negativo quando usar planilhas Excel no clculo; C) Se todos os fluxos de caixa forem negativos (existindo somente pagamentos, por exemplo), no h necessidade de utilizar CHS na calculadora ou digitar um valor negativo na planilha eletrnica.

Captulo 4 Anlise de Investimentos com Fluxo de Caixa Irregular

4.3.2 Taxa de Atratividade A taxa de atratividade pode ser empregada sob dois enfoques, conforme apresentado na figura 4.3.

Aplicador de recursos Taxa Mnima de Atratividade

Captador de recursos Taxa Mxima de Atratividade

Captulo 4 Anlise de Investimentos com Fluxo de Caixa Irregular 4.4 Mtodos de Anlise de Investimentos 1950 EUA 1960 EUROPA

1980 - BRASIL4.4 Mtodos de Anlise de Investimentos Figura 4.4 Os trs mtodos mais conhecidos so: Valor Presente Lquido (VPL) ou Net Present Value (NPV)

Taxa Interna de Retorno (TIR) ou Internal Rate Return (IRR)Tempo de recuperao do capital ou Pay-back Time

Captulo 4 Anlise de Investimentos com Fluxo de Caixa Irregular

4.5 - VPL OU NPV O mtodo VPL/NPV consiste em calcular o valor presente lquido do investimento na data de incio (data zero) de um fluxo de caixa irregular, usando uma taxa mnima de atratividade (TMA) para calcular o valor atual (VP) de cada entrada ou sada de recursos do caixa. Assim, ao avaliar um investimento que possua ingressos e desembolsos de caixa, o VPL/NPV evidenciar de quanto (em $) foi o retorno da aplicao de recursos efetuada naquele empreendimento ou negcio.

Captulo 4 Anlise de Investimentos com Fluxo de Caixa Irregular

Com isso, o valor resultante desse mtodo pode ser analisado por intermdio da regra exposta na figura 4.5.Figura 4.5 Interpretao do VPL/NPV

Se VPL Negativo a i do investimento menor que a TMA Investimento no-atrativo (invivel)Se VPL zero a i do investimento igual TMA Investimento atrativo (vivel) Se VPL Positivo a i do investimento maior que a TMA Investimento atrativo (vivel)

Captulo 4 Anlise de Investimentos com Fluxo de Caixa Irregular

4.5.1 Clculo do VPL OU NPV Esta seo mostra exemplo de clculo manual4.6 - TIR/IRR A taxa interna de retorno (TIR/IRR) pode ser conceituada como a taxa que iguala o valor presente lquido do fluxo de caixa a zero ($ 0). Contudo, tambm pode ser definida por dois prismas: investimentos de capital e captao de recursos. No caso de investimentos, a TIR/IRR pode ser entendida como como a rentabilidade, em termos percentuais (%), proporcionada por um fluxo irregular de caixa. No que tange s operaes de captao de recursos, como financiamentos com perodos de carncia, a TIR/IRR representa a taxa de juros paga para comprar dinheiro de terceiros.

Captulo 4 Anlise de Investimentos com Fluxo de Caixa Irregular

4.6 - TIR/IRR SE APLICAO DE RECURSOS (INVESTIMENTOS), A TIR/IRR REPRESENTA A RENTABILIDADE DO CAPITAL INVESTIDO. SE CAPTAO DE RECURSOS (EMPRSTIMOS), A TIR/IRR SIGNIFICA A TAXA DE JUROS DA OPERAO. O MTODO TIR/IRR S PODE SER USADO QUANDO HOUVER FLUXOS DE CAIXA POSITIVOS E NEGATIVOS. O MTODO VPL/NPV NO NECESSITA TER ESSES DOIS TIPOS DE FLUXOS DE CAIXA.

Captulo 4 Anlise de Investimentos com Fluxo de Caixa Irregular

Resumo da Figura 4.8 Interpretao da TIR/IRR

QUANDO INVESTIMENTO, O IDEAL O RESULTADO SUPERAR OU IGUALAR A TIR/IRR. QUANDO CAPTAO, MELHOR QUE O RESULTADO FIQUE ABAIXO DA TIR/IRR.

Captulo 4 Anlise de Investimentos com Fluxo de Caixa Irregular

4.6.1 Clculo da TIR/IRR Esta seo mostra o clculo manual da TIR/IRR

19

Captulo 4 Anlise de Investimentos com Fluxo de Caixa Irregular

4.7 - USO DA HP-12C PARA DETERMINAR VPL/NPV OU TIR/IRR

Para utilizar as funes da calculadora necessrias ao clculo da TIR/IRR ou do VPL/NPV, o usurio deve saber os seguintes pontos: A) Funo CFo (funo azul da tecla PV): esta tecla deve ser usada para informar o valor (em $) na data inicial do fluxo de caixa (data-base ou data zero). Seu uso restringe-se unicamente a este evento, no devendo ser utilizada para os prximos valores.

Captulo 4 Anlise de Investimentos com Fluxo de Caixa Irregular

4.7 - USO DA HP-12C PARA DETERMINAR VPL/NPV OU TIR/IRR

B) Funo CFj (funo azul da tecla PMT): os valores (em $) dos eventos do fluxo de caixa que ocorrem aps a data inicial devem ser informados por esta tecla, em ordem cronolgica. Pode ser utilizada at 20 vezes no mesmo problema, supondo que todos os registros de dados estejam disponveis.

Captulo 4 Anlise de Investimentos com Fluxo de Caixa Irregular

4.7 - USO DA HP-12C PARA DETERMINAR VPL/NPV OU TIR/IRR

C) Funo Nj (funo azul da tecla FV): esta tecla pode ser usada nos casos em que ocorrem valores (em $) seqencialmente repetidos ao longo do fluxo de caixa. Assim, depois de registrar na funo CFj o valor que ir se repetir, deve ser informado pela funo Nj o nmero de vezes dessa repetio.

Captulo 4 Anlise de Investimentos com Fluxo de Caixa Irregular

D) Intervalos entre as parcelas: os clculos de VPL/NPV e TIR/IRR somente estaro corretos se os intervalos de tempo entre os valores de ingre