Elaboração de Cardápios Equilibrados e Saudá ?· Elaboração de Cardápios Equilibrados e Saudáveis… page 1
Elaboração de Cardápios Equilibrados e Saudá ?· Elaboração de Cardápios Equilibrados e Saudáveis… page 2
Elaboração de Cardápios Equilibrados e Saudá ?· Elaboração de Cardápios Equilibrados e Saudáveis… page 3
Elaboração de Cardápios Equilibrados e Saudá ?· Elaboração de Cardápios Equilibrados e Saudáveis… page 4
Elaboração de Cardápios Equilibrados e Saudá ?· Elaboração de Cardápios Equilibrados e Saudáveis… page 5

Elaboração de Cardápios Equilibrados e Saudá ?· Elaboração de Cardápios Equilibrados e Saudáveis…

Embed Size (px)

Text of Elaboração de Cardápios Equilibrados e Saudá ?· Elaboração de Cardápios Equilibrados e...

  • 11

    Elaborao de Cardpios

    Equilibrados e Saudveis

    Anexo 2

  • 1Elaborao de Cardpios Equilibrados e Saudveis - Anexo 2

    Anexo 2

    Elaborao de Cardpios

    Equilibrados e Saudveis

    O cardpio pode ser entendido como a relao de preparaes ou a listagem de pratos que compem uma refeio.

    O cardpio permite planejar com antecedncia quais preparaes sero servidas aos alunos, sendo indicado que este planejamento ocorra para toda a semana de aula.

    O planejamento deve partir dos produtos que esto em estoque e os que sero entregues pela agricultura familiar, priorizando alimentos com prazo de validade mais prximo do vencimento.

    Outros cuidados tambm so fundamentais, tais como:

    - Conhecer a preferncia dos alunos, priorizando preparar refeies que eles gostam, mas tambm incentiv-los a experimentar novas preparaes e alimentos saudveis;

    - Valorizar os hbitos alimentares da regio muitas vezes na mesma escola temos diferentes hbitos alimentares, decorrentes da diferentes das diferentes etnias (alemes, italianos, poloneses, indgenas, rabes, entre outros) neste caso a dica variar o cardpio oferecendo preparaes mais tpicas de cada etnia, incentivando que todos os alunos conheam aquela tradio);

    - Identificar a mdia de idade dos alunos o que influencia a quantidade de alimentos a serem preparados, bem como as preferencias;

    - Acompanhar o nmero de alunos que se alimentam diariamente, identificando se h dias da semana que h maior consumo, ou se h influencia do clima (vero, inverno);

    - Observar quais so os equipamentos e utenslios disponveis para preparo e distribuio das preparaes, bem como o nmero de merendeiras que prepararam as refeies.

    Alm disso, a elaborao dos cardpios equilibrados e saudveis obedecem as quatro Leis da Alimentao: Lei da Quantidade, Lei da Qualidade, Lei da Harmonia e Lei da Adequao, propostas pelo mdico argentino Pedro Escudero, em 1937.

    Semana Pedaggica

    1 semestre - 2016

  • 2 Semana Pedaggica - 1 semestre - 2016 . SEED/PR

    Apesar de antigas, continuam bastante atuais, sendo consideradas ainda nos dias de hoje as bases de uma alimentao saudvel. Estas Leis expressam, de forma simples, as orientaes para uma alimentao que garanta crescimento, manuteno e desenvolvimento saudveis (ALMEIDA, 2011).

    Resumindo: o cardpio deve oferecer aos alunos uma alimentao quantitativamente suficiente, qualitativamente completa, harmoniosa e adequada.

  • 3Elaborao de Cardpios Equilibrados e Saudveis - Anexo 2

    Funo dos Alimentos

    De acordo com a funo que desempenham no organismo humano, os alimentos podem ser classificados em trs grupos principais:

  • 4 Semana Pedaggica - 1 semestre - 2016 . SEED/PR

    Elaborao de Cardpios

    Para montarmos um cardpio, devemos considerar as Leis da Alimentao, a funo dos alimentos (construtores, energticos e reguladores) e diversos fatores que esto envolvidos na produo deste alimento. A seguir temos um exemplo de cardpio adequado considerando as Leis da Alimentao e a funo dos alimentos:

    Neste exemplo observamos que o cardpio contempla alimentos energticos (arroz, leo),

    construtores (frango, feijo) e reguladores (couve e cenoura).

    Alm disso est qualitativamente adequado e harmonioso (colorido).

    A quantidade a ser servida e a adequao, dependero do pblico a ser atendido e de sua faixa etria, mas pode ser considerado um cardpio equilibrado e saudvel.

    Referncia

    ALMEIDA, C.A.N; FERNANDES, G.C. The importance of the concept of portion for obtaining a healthy diet. International Journal of Nutrology, v.4, n.3, p.53-59 , set/dez 2011.

    NUPRATTO. Grupos de nutrientes. Disponvel em: . Acesso em 16/12/2015.

    STOLARSKI, M.C. Caminhos da Alimentao Escolar no sculo XXI: histrico da poltica nacional e avanos na gesto do Paran. In: HAMERSCHMIDT, I.; OLIVEIRA, S. Alimentao saudvel e sustentabilidade ambiental nas escolas do Paran. Ed. EMATER, 2014.

    STOLARSKI, M. C; DORIGO, A. B; CUNHA, F. B.; OLIVEIRA, S. Manual de boas prticas de manipulao de alimentos. Curitiba: Secretaria de Estado da Educao, 2015.