Click here to load reader

Reabilitao de Pontes Histricas de Alvenaria - Jan 2011

  • View
    85

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Reabilitao de Pontes Histricas de Alvenaria - Jan 2011

REABILITAO DE PONTES HISTRICAS DE ALVENARIAEstudo tendente ao estabelecimento de metodologias de actuao

Directrizes para o diagnstico, conservao, manuteno e reabilitao de pontes de alvenariaAutor: Neuza Rodrigues Janeiro de 2011

REABILITAO DE PONTES HISTRICAS DE ALVENARIANeuza Rodrigues

RESUMO Cada vez mais o Homem se consciencializa da necessidade de preservar e prolongar a vida til das pontes, no s das obras histricas, patrimnio arquitectnico e arqueolgico, como tambm das obras mais recentes e futuras. So, no entanto, as obras que constituem o patrimnio histrico que pela sua natureza intrnseca, apresentam os maiores desafios em termos de diagnstico e reabilitao. no sentido de fornecer algumas directrizes para o diagnstico, conservao, manuteno e reabilitao de pontes de alvenaria, com especial incidncia nas pontes histricas, que este artigo se desenvolve. Inicialmente ser feito um apanhado da evoluo histrica de construo de pontes. Sero ainda descritas sucintamente as principais anomalias que podem afectar este tipo de estruturas. Recomendaes tendo em vista as aces de conservao e manuteno aplicveis a estes casos particulares e as tcnicas mais comuns de reabilitao sero igualmente referidas.

INTRODUO A crescente preocupao do Homem em preservar o patrimnio histrico, conduziu-o ao desenvolvimento, nas ltimas dcadas, de mtodos de anlise e conservao aplicveis a pontes de alvenaria. O prvio e aprofundado conhecimento da sua evoluo histrica e as principais anomalias que afectam estas pontes podem ser a primeira etapa para o desenvolvimento de um adequado projecto de interveno. So numerosas as tcnicas de diagnstico e interveno aplicveis a pontes de alvenaria. No entanto, estas devem ser correctamente estudadas e aplicadas de forma a no privarem a obra das suas caractersticas originais. O respeito pelos materiais originais, pela histria da ponte e pela sua localizao e dignidade, so os princpios base de um bom projecto de interveno em obras de valor patrimonial.

BREVE INTRODUO HISTRICA S PONTES DE ALVENARIA Da Pr-Histria Era Pr-Romana Resenha Histrica As primeiras pontes surgiram naturalmente com a queda de troncos e pedras sobre obstculos naturais, de que so exemplo os rios e vales. Os grandes arcos rochosos existentes em Ardche em Frana ou a Ponte Natural na Virgnia nos E.U.A., esta ltima formada a partir do colapso de uma gruta, so exemplos dessas criaes naturais.

EP - Estradas de Portugal, S.A., Direco de Projectos - Departamento de Obras de Arte.

2

Fig. 1 e 2 - Ponte Natural, E.U.A. e Ardche, Frana.

Movido pela necessidade de procurar alimentos e abrigos, como forma de sobrevivncia e progresso, e sem dispor ainda do conhecimento e de tcnicas necessrias resoluo dos problemas estruturalmente complexos que envolvem a construo de pontes, o Homem comea a explorar o seu meio envolvente imitando estas criaes casuais da Natureza e aproveitando todos os materiais por ela disponibilizados, como a madeira, a pedra e as fibras vegetais. Assim, as primeiras pontes construdas pelo Homem tero consistido em troncos de rvores cortados e colocados entre as margens de rios e vales, pedras achatadas dispostas de forma, muitas vezes, arbitrria e em cabos de fibras vegetais torcidos e amarrados nas margens, em macios rochosos naturais, cabos esses que frequentemente suportavam pequenos troncos de madeira, trabalhados pelo Homem, de forma a dar maior estabilidade estrutura da ponte.

Fig. 3 - Troncos de rvores colocados sobre os leitos dos rios.

So raras as pontes pr-histricas existentes actualmente em todo o mundo. Grande parte destas obras desapareceu ao longo dos anos, no s pela sua fragilidade estrutural, muitas vezes arrastadas pelas correntes dos rios ou consumidas pelo fogo, como tambm destrudas pelo prprio Homem nas suas conquistas ou para no seu lugar reconstruir outras estruturas mais resistentes e duradouras. No entanto, existem ainda alguns exemplares destas obras pr-histricas espalhados pelo mundo, nomeadamente as chamadas Clapper Bridges no sul de Inglaterra ou as chamadas Poldras, pontes galgveis em forma de viga, espalhadas pelo nosso pas.

3

Fig. 4 e 5 - Clapper Bridges (Inglaterra) e Poldras (Portugal).

Em Portugal ainda possvel encontrar um belo exemplar das designadas Pontes Celtas, em Portos na regio de Castro Laboreiro, sendo considerada a nica existente em toda a Europa. Esta obra, constituda por quatro pequenos vos em alvenaria de pedra, tinha como estrutura resistente um V invertido, em vez do tpico arco.

Fig. 6 - Ponte Celta, Castro Laboreiro, Portugal (Ribeiro, 1998).

Com o surgimento da idade do bronze e a predominncia da vida sedentria, tornou-se mais importante a construo de estruturas duradouras, nomeadamente, pontes de laje de pedra (Ribeiro, 1998), sendo que, os primeiros relatos de uma ponte em pedra remontam ao ano de 1050 a.C., na China. As primeiras estruturas em arco tero inicialmente surgido na Mesopotmia e no Egipto h cerca de 4000 anos. No entanto, a tcnica de construo em arco aplicada s pontes aparece mais tarde. Provavelmente, a mais antiga ponte em arco de pedra com um s vo, chegada aos nossos dias, encontra-se sobre o Rio Meles em Esmirna na Turquia, e est datada do sc. IX a.C. No entanto, tero sido os Sumrios na Mesopotmia e os Egpcios, os primeiros povos a construir pontes de acordo com o conhecimento actual. Eles desenvolveram mtodos construtivos estruturais em forma de arco e abbada a partir do seu conhecimento das tcnicas de utilizao de adobe, tcnicas essas que aplicavam regularmente na construo dos seus edifcios e templos. Deste invento beneficiaram, no s os Persas e os Gregos, como tambm os Chineses que se debatiam constantemente com a necessidade de repararem as suas pontes, maioritariamente construdas em madeira.

4

Assim, na China, durante a Dinastia Tang (618-907) que surgem as primeiras pontes em arco e os primeiros registos sobre o seu desenvolvimento. , no entanto, durante a Dinastia Sui (518-619) que construda a mais famosa e antiga, ainda existente, ponte em arco com um nico vo, a Ponte de Zhaozhou construda entre os anos de 595 e 605 d.C. Com mais de 1400 anos de existncia, a sua construo atribuda a Li Chun e est implantada na provncia de Heibei, no norte do pas. Com 37m de vo e 64.4m de comprimento, esta ponte foi a primeira no mundo a utilizar como vo central um grande arco entre dois pequenos arcos laterais, permitindo assim que esta se ajustasse aos solos plsticos existentes na zona. As suas finas lajes de pedra foram juntas com recurso a gatos de ferro de forma a evitar o colapso do arco.

Fig. 7 - Ponte Zhaozhou, China.

Sistemas Estruturais, Processos Construtivos e Materiais As civilizaes primitivas j usavam uma grande variedade de sistemas estruturais, sendo a prpria Natureza o grande suporte e impulsionadora de trs dos grandes sistemas estruturais actualmente conhecidos e amplamente utilizados: a viga, o arco e a suspenso. Estes so a origem de uma imensa variedade de combinaes feitas pelos engenheiros de pontes ao longo dos anos, para criarem novas estruturas compostas dependendo da natureza da ponte, do vo a vencer, dos materiais existentes e do tipo de carregamento expectvel. Materializada inicialmente pelos troncos de rvores e pelas pedras achatadas usadas como lintis, a viga simplesmente apoiada nas suas extremidades, o principal sistema estrutural que deu origem a muitos outros, sendo ainda nos dias de hoje um dos sistemas estruturais mais usados na construo de pontes. No entanto o sistema estrutural de viga em pedra estava bastante limitado, no s pelo elevado peso dos elementos, como tambm pela diminuta resistncia da pedra a esforos de traco e flexo. Como forma de superar estas dificuldades, os povos da Antiguidade desenvolveram sistemas estruturais baseados na falsa cpula e no falso arco, e mais tarde, no arco de volta perfeita. Estes arcos e consolas podiam ser construdos com recurso a elementos mais pequenos de material, agarrados por cordas ou pela fora de compresso do seu peso prprio (efeito de arco). Com estas tcnicas podiam-se construir pontes de maior vo sem necessidade de elementos nicos para a sua construo.

5

Como referido anteriormente, foram os Sumrios na Mesopotmia e os Egpcios, os primeiros povos a construrem estruturas em arco usando inicialmente arcos de pedra em consola nos cofres dos seus tmulos. Tratava-se de uma soluo intermdia entre a viga simplesmente apoiada e o arco. Inicialmente, estes povos usavam os tijolos de barro simplesmente secos ao sol ou cozidos, justapostos e sobrepostos sem argamassa. No entanto, os egpcios, nas suas construes mais importante, como sejam as pirmides, j usavam a pedra, material que apresenta em geral mais durabilidade que o tijolo.

Fig. 8 Sistema de arco em consola.

J os gregos, que tanto usufruram dos conhecimentos adquiridos pelos egpcios e sumrios, usavam frequentemente a pedra na construo dos seus edifcios e templos. Estes blocos de pedra eram trabalhados com bastante preciso e posteriormente eram justapostos e sobrepostos, tambm eles sem o recurso a argamassa de assentamento, a maioria das vezes, apesar do seu j conhecimento da cal que combinada com a pedra de Santorim lhe conferia caractersticas de ligante hidrulico.

Era Romana Resenha Histrica O desenvolvimento da arte romana comeou a partir do sculo II a.C., tendo por base as culturas etrusca e grega. Assim, uma das primeiras pontes romanas ter sido construda sobre o Rio Tibre no ano de 621 a.C., tendo sido chamada de Pons Sublicius Ponte de Estacas.

Fig. 2.9 - Pons Sublicius segundo Luigi Canina.

No entanto, apenas no sculo III a.C. que os romanos se comeam a dedicar construo de pontes em arco, importando a tecnologia dos etruscos. Exemplos da sua magnfica capacidade de construo so algumas pontes que perduraram at aos nossos dias

Search related