of 33/33
JANEIROFEVEREIROMARÇO2014 TORRES NOVAS Virgínia Teatro

Virgínia Teatro - teatrovirginia.pt · Paulo Ribeiro, intérprete e coreógrafo, criou e remontou obras para diversas companhias de renome como Nederlands Dans Theater (Holanda),

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Virgínia Teatro - teatrovirginia.pt · Paulo Ribeiro, intérprete e coreógrafo, criou e remontou...

JANEIROFEVEREIROMARO2014

TORRES NOVASVirgniaTeatro

DANARui HortaPaulo RibeiroMarco da Silva Ferreira

MSI

CAJo

rge

Palm

aLu

sa S

obra

lNo

iserv

Capit

o O

rtens

eOr

ques

tra S

infn

ica Ju

venil

Clia

Bar

roca

TEAT

RODi

ogo

Infa

nte

Tiago

Rod

rigue

sPr

opos

itrio

Azu

lM

nica

Sam

es +

Jos

Peli

cano

Mar

garid

a M

estre

+ A

ntn

io-Pe

dro

Grup

o Te

atro

Meia

Via

Grup

o Te

atro

de

Riac

hos

Hugo

Gam

a +

Mar

ta To

m +

Joo

Luz

+ Ca

rlos G

ameir

o

A forma como, ultimamente, a realidade se nos apresenta faz com que, muitas vezes, desejemos afastarmo-nos dela. A um quotidiano mais cru e conturbado procuramos contrapor momentos que nos faam viajar, refletir, sonhar e, acima de tudo, colocar em perspetiva as nossas rotinas.

Um Teatro ainda um dos poucos stios onde a realidade pode ser reconfigurada e onde, nem que seja por escassas horas, nos podemos reinventar. O Teatro Virgnia esse lugar privilegiado onde a realidade se esbate, com o encantamento do que acontece em cima do nosso palco.

E se neste incio de 2014...

Imaginssemos como seria a vida de Mozart enquanto escutamos a Orquestra Sinfnica Juvenil?

Deambulssemos com Jorge Palma pelas vielas de uma cidade imaginria?

Recussemos ao tempo dos The Doors, atravs dos movimentos criados por Paulo Ribeiro?

Fossemos seres notvagos que se encontram volta de uma rulote em Pedrgo?

Ativssemos o nosso corpo para danar com os bailarinos de Marco da Silva Ferreira?

Encontrssemos Pedro Passos Coelho em cima de palco, confrontado com o humor sarcstico de Tiago Rodrigues?

06 calendrio08 espetculos44 lab criativo54 caf concerto60 informaes

Cantssemos odes a todas as mulheres do mundo, ao lado da Clia Barroca?

Descobrssemos a msica hipnotizante de John Cage, atravs da coreografia de Rui Horta?

Regressssemos aos tempos de criana para ouvir os Poemas para Bocas Pequenas, de Margarida Mestre e Antnio-Pedro.

Sussurrssemos ao ouvido de quem mais gostamos as melodias de Noiserv e Lusa Sobral?

Percorrssemos as nossas vilas vizinhas encontrando novas estreias de teatro?

Estas so algumas pistas para a temporada de janeiro a maro de 2014, que poder descobrir nas prximas pginas desta agenda.

Teatro, dana, msica e projetos de Servio Educativo habitaro o seu Teatro Virgnia de sempre, garantindo momentos inesquecveis e especiais.

Ser um prazer encontrar-me com todos vs!

Tiago GuedesDIRETOR ARTSTICO

editorial

| esp

etc

ulo

s

7

calendrio

JANEIRO PG

11 . sbado . 21h30 msica Gala de pera . Orquestra Sinfnica Juvenil 10

16 . quinta . 10h30 e 14h30 recital Sermo de Santo Antnio aos Peixes . Um recital com Diogo Infante 12

18 . sbado . 15h00 workshop Oficina de Dramaturgia com Fernando Giestas 46

18 . sbado . 21h30 msica Jorge Palma . ntimo 14

21 e 22 . tera e quarta em sintonia Memria-Coletiva com Marta Tom 47

25 . sbado . 21h30 dana Jim . uma coreografia de Paulo Ribeiro com msica dos The Doors 16

30, 31 e 1 fevereiro projectos com a comunidade A Rulote... em construo 50

FEVEREIRO

1 . sbado . 15h00 oficina Oficina de Luz e Imagem com Carlos Ramos 46

1 . sbado . 21h30 teatro A Rulote . Um espetculo da Propositrio Azul ao ar livre 18

3 a 7 . segunda a sexta projectos com a comunidade Uma Cadeira na Montanha... em construo 51

8 . sbado . 17h00 performance vocal Uma Cadeira na Montanha . de Mnica Sames e Jos Pelicano 20

10 . segunda. 18h00 oficina Oficina de Dana com Marco da Silva Ferreira 46

14 . sexta . 21h30 em sintonia Ensaio Aberto da pea Hu(r)mano 49

15 . sbado . 21h30 dana Hu(r)mano . Uma coreografia de Marco da Silva Ferreira 22

20 e 21 . quinta e sexta teatro Trava ou Destrava Lnguas . de Anabela Brgida e Carla Bolito 24

21 . sexta . 21h30 em sintonia Ensaio Aberto da pea Tristeza e Alegria na Vida das Girafas 49

21 . sexta . 23h30 em sintonia . tertlia As dinmicas e cumplicidades entre encenador e ator/realizador e atriz 48

22 . sbado . 21h30 teatro Tristeza e Alegria na Vida das Girafas . Uma pea de Tiago Rodrigues 26

22 . sbado . 23h30 msica Capito Ortense . Banda de Rock Portugus 28

MARO

1 . sbado . 21h30 msica | fado Fado Mulher . Clia Barroca 30

8 . sbado . 15h00 oficina Oficina de Cenografia com Henrique Ralheta 46

8 . sbado . 21h30 dana Danza Preparata . Coreografia de Rui Horta com msica de John Cage 32

13, 14 e 15 . quinta a sbado recital de poesia Poemas Para Bocas Pequenas . Margarida Mestre e Antnio-Pedro 34

15 . sbado . 23h30 msica Noiserv . Almost Visible Orchestra 36

21 . sexta . 15h00 em sintonia Um Artista na Escola com Lusa Sobral 47

22 . sbado . 21h30 msica Lusa Sobral . Theres a Flower In My Bedroom 38

27 . quinta . 21h30 mostra de teatro Assembleia de Mulheres de Aristfanes . Teatro Meia Via 41

28 . sexta . 21h30 mostra de teatro Antgonas de Jean Anouilh . Teatro de Riachos 42

29 . sbado . 21h30 mostra de teatro O Fsico a partir de Jernimo Ribeiro . Teatro Virgnia 43

| esp

etc

ulo

s

8

| esp

etc

ulo

s

9

espe tculos

| esp

etc

ulo

s

9

Esta temporada, a par dos nomes incontornveis que apresentamos, queremos destacar a primeira edio desta mostra de teatro.

MOSTRA DE TEATRO

Bons VizinhosBons vizinhos um projeto criado para assinalar o Dia Mundial de Teatro que se comemora a 27 de maro. Este consiste num festival de teatro que, nesta 1 edio, realizado com grupos de teatro do concelho: Torres Novas, Meia Via e Riachos. Paralelamente aos espetculos sero realizadas trs oficinas de dramaturgia, cenografia, luz e imagem, com o intuito de alargar a formao profissional aos grupos de teatro amador.

Em edies futuras, outros vizinhos sero convocados a participar neste projeto que pretende ser uma verdadeira mostra da vitalidade que o teatro tem na nossa regio.

info espetculos pginas 40 43

info oficinas pgina 46

Bilhetes Bilhete individual 5Passe 3 dias 10

| esp

etc

ulo

s

8

| esp

etc

ulo

s

10

| esp

etc

ulo

s

11

Gala de pera Orquestra Sinfnica Juvenil

A Orquestra Sinfnica Juvenil vem ao Teatro Virgnia para apresentar algumas das obras do seu vasto repertrio - mais de 800 obras abrangendo os sculos XVIII, XIX e XX. Neste concerto poder escutar obras de Mozart, Verdi, Puccini e Rossini, onde no faltaro msicas como La Traviata e Il barbieri di Siviglia.

Para alm dos elementos da Orquestra Sinfnica Juvenil, vo integrar esta Gala de pera, alguns alunos do Choral Phydellius. Fruto de uma parceria entre ambas as instituies musicais, estes alunos tero um primeiro perodo de estgio em Lisboa com a Orquestra, para integrarem posteriormente este concerto.

Presente na gala vai estar tambm o torrejano Tiago Amado como solista. Este foi aluno do Conservatrio de Msica do Choral Phydellius, onde iniciou os seus estudos musicais.

cr

dit

os r

eser

vad

os

Soprano Sandra MedeirosBartono Armando PossanteBartono Tiago Amado GomesDireo Christopher BochmannParceria Choral Phydellius

11 Janeiro SBADO 21H30

TeaTro Virgniamsica clssica M 6 anos 70 min 5

Bio Fundada em 1973, a Orquestra Sinfnica Juvenil assume-se, hoje, como uma instituio fundamental no nosso panorama msico-pedaggico, pois a nica orquestra de jovens de funcionamento permanente existente em Portugal, desempenhando um papel fulcral na formao de jovens msicos, numa perspetiva de profissionalizao. Conta nos seus quadros com 90 elementos das diversas escolas de msica da rea de Lisboa.

| esp

etc

ulo

s

11

| esp

etc

ulo

s

12

| esp

etc

ulo

s

13

Sermo de Santo Antnio aos PeixesUm recital com Diogo Infante a partir da obra do Padre Antnio Vieira

14 Janeiro TERA 11H30 E 15H00 | ESCOLAS

CaF ConCerTorecital secundrio 1h00 5 lotao de 120 pessoas

// Conversa no final do espetculo

Texto Padre Antnio VieiraInterpretao Diogo InfanteMsica Hugo SanchesDireo Cucha Carvalheiro

Bio Diogo Infante fez inmeros trabalhos como ator e encenador, tendo interpretado obras de Shakespeare, Tchekhov, Ibsen, Gil Vicente, entre outras. Tem o curso de Formao de Atores da Escola Superior de Teatro e Cinema (1991), j integrou o elenco de vrias produes televisivas e, no cinema, participou em diversos filmes. Mais recentemente desempenhou as funes de Diretor Artstico do Teatro Maria Matos e do Teatro Nacional D. Maria II.

A riqueza incomparvel de um texto que nos mostra, claramente, que a natureza humana no muda. Diogo Infante

Feito em 1654, por ocasio de um litgio com os colonos portugueses, o Sermo de Santo Antnio aos Peixes uma pea prodigiosa de imaginao e qualidade oratria, em que os peixes constituem uma metfora dos homens, censurando os seus vcios e enaltecendo as suas virtudes. Explorando o carter teatral e atual desta obra, recomendada pelo Plano Nacional de Leitura, Diogo Infante sublinha a ironia retrica de Antnio Vieira, transformando o pregador seiscentista num nosso contemporneo, numa leitura que em muito facilita a sua compreenso.

cr

dit

os r

eser

vad

os

| esp

etc

ulo

s

12

Labcriativo

Propomos ainda // Biblioteca Gustavo Pinto Lopes8 e 9 de Janeiro 15h00 . pblico-alvo 12o anoProjeco do filme Palavra e Utopia, de Manoel de Oliveira

| esp

etc

ulo

s

14

| esp

etc

ulo

s

15

Jorge Palmantimo

cr

dit

os r

eser

vad

os

| esp

etc

ulo

s

15

O palco a sala em que mais vezes o Jorge recebe os amigos... Assistir a um concerto ser ntimo do artista, sem nunca se ter trocado uma palavra com ele...

Jorge Palma, acompanhado por um msico muito especial, o seu filho, Vicente Palma, apresenta esta tour acstica, criada especificamente para espaos que permitam um maior intimismo. Ao longo de 80 minutos, aquele que por muitos considerado o melhor cantautor portugus, cria um ambiente de interatividade e proximidade com o pblico. O artista viaja por 40 anos de carreira revisitando temas que todos conhecemos. Umas vezes sussurrados ao piano, outras em plenos pulmes, guitarra, mas sempre com o excntrico gnio que se lhe reconhece.

Uma noite mgica que seguramente proporcionar momentos inesquecveis, para quem f de Jorge Palma e no s

Piano, Guitarra e Voz Jorge PalmaPiano e Guitarra Vicente Palma

18 Janeiro SBADO 21H30

TeaTro Virgniamsica M 12 anos 1h20 15

Bio Jorge Palma (1950, Lisboa) aps integrar bandas como Black Boys e Sindikato, estreia-se a solo em 1972 com o single The Nine Billion Names of God. Autor de singles conhecidos como Deixa-me Rir e Encosta-te a Mim, ao longo da sua carreira j editou inmeros lbuns. Venceu prmios de melhor artista, globos de ouro, melhor cano do ano Encosta-te a Mim e Pgina em Branco, melhor lbum da dcada S, entre outros.

| esp

etc

ulo

s

16

| esp

etc

ulo

s

17

Jimuma coreografia de Paulo Ribeiro com msica dos The Doors

Lu

s B

elo

Depois de ter apresentado vrios dos seus espetculos, Paulo Ribeiro regressa agora ao Teatro Virgnia com Jim, um espetculo de dana inspirado nas msicas de Jim Morrison, mtico vocalista dos The Doors, e dedicado a Bernardo Sassetti.

Seduzido pela fora da potica de Jim Morrison, um dos cones mais irreverentes da dcada de 60, e pelo seu An American Prayer, disco pstumo, o coregrafo Paulo Ribeiro deixou-se conduzir pelas palavras e pela espiritualidade do msico, para refletir sobre o lugar de cada indivduo na relao com o mundo e sobre o lugar da dana.

Cmplice de Morrison, mas emancipado no jogo dos corpos, Paulo Ribeiro contraria o que chama de aniquilamento interior, provoca a apologia do coletivo e semeia alguns acidentes benvolos, bem ao jeito da sua dana orgnica e ativa.

Para o nosso querido Bernardo Sassetti...Com um pensamento muito terno!Paulo Ribeiro

// Conversa no final do espetculo

Coreografia Paulo RibeiroMsica The Doors, Bernardo SassettiVdeo Fabio Iaquone e Luca AttiliiDesenho de Luz Nuno MeiraFigurinos Jos Antnio TenenteInterpretao Anna Rti, Carla Ribeiro, Leonor Keil, Sandra Rosado, Jcome Filipe e Pedro RamosParticipao Especial Paulo Ribeiro Coproduo Guimares 2012 Capital Europeia da Cultura, Teatro Nacional de So Joo e So Luiz Teatro Municipal

25 Janeiro SBADO 21H30

TeaTro Virgniadana M 6 anos 1h20 7,5 (descontos aplicveis)

Bio Paulo Ribeiro, intrprete e coregrafo, criou e remontou obras para diversas companhias de renome como Nederlands Dans Theater (Holanda), Grand Thtre de Genve (Sua), Ballet Gulbenkian (Lisboa, Portugal), Companhia Nacional de Bailado (Lisboa, Portugal), Atualmente diretor-geral e de programao do Teatro Viriato, em Viseu.

| esp

etc

ulo

s

17

| esp

etc

ulo

s

18

| esp

etc

ulo

s

19

A RuloteUm espetculo da Propositrio Azul ao ar livre

cr

dit

os r

eser

vad

os

Num lugar improvvel estaciona uma Rulote comercial. Este o pretexto banal para que personagens vindas do escuro da noite, figuras errantes do quotidiano e do sonho, se cruzem numa inebriante srie de situaes e interaes em que o comum se transforma no inslito, o quotidiano no absurdo, a vida na poesia. Um projeto de forte interao com a comunidade local, com a qual os atores se relacionam e no seio da qual o espetculo vai nascer: o teatro a coabitar com a vida. Formula-se um olhar sobre o indivduo, sobre a vila e sobre o mundo; h uma interveno num espao que o prprio laboratrio de onde nasce o espetculo.

o primeiro espetculo integrado em Virgnia Sai de Casa. Uma vez por trimestre uma freguesia do concelho recebe um espetculo programado pelo Teatro Virgnia e cabe freguesia de Pedrgo dar o arranque!

// Conversa no final do espetculo // Veja como participar na pgina 50

Dramaturgia e encenao Nuno Nunes Cenografia e figurinos Ana Limpinho Assistente cenografia e figurinos Patrcia Maravilha Desenho de Luz Alexandre CostaDesenho de Som Tiago Cerqueira Atores Carolina Bettencourt, David Granada, Hugo Sovelas, Joo Miguel Mota, Rita Lucas Coelho, Sofia Dias, Vtor Nunes, 10 participantes da comunidade local e um grupo tradicional de canto/danaProduo Propositrio Azul Coproduo FIAR Centro de Artes de Rua Parceria Palco Oriental

1 FeVereiro SBADO 21H30

PeDrogo . CenTro esColar Da serra De aireteatro M 12 anos 1h15 7,5 (descontos aplicveis)

Bio A Propositrio Azul, associao artstica, foi fundada em 2003, reunindo um grupo de criadores nas reas do teatro, artes plsticas, msica e vdeo, com o intuito de se constituir uma plataforma dinamizadora de projetos, promovendo a troca de experincias e a autonomia artstica e profissional de criadores de sensibilidades diferentes.

programao no mbito

Virgnia

Sai de CaSa

| esp

etc

ulo

s

18

| esp

etc

ulo

s

20

| esp

etc

ulo

s

21

Uma Cadeira na Montanhade Mnica Sames e Jos Pelicano

Lu

is M

arti

ns

// Conversa no final do espetculo

Um projeto de Mnica Sames Conceo, Criao e Formao Mnica Sames e Jos Pelicano Produo casaBranca Coproduo Galeria ZDB / Espao Negcio Apoio JGM Companhia / Espao do Urso e dos Anjos Agradecimentos Ana Borralho e Joo Galante, Joo Sames

3 a 7 FeVereiro SEGUNDA A SEXTA | ESCOLAS

nas esColasresidncia 5 ano gratuito lotao de 1 turma

8 FeVereiro SBADO 16H00 | FAMLIAS

TeaTro Virgniaperformance vocal M 6 anos 40min 3

Apresentao no mbito do protocolo tripartido entre

Bio Mnica Sames, fez o curso de formao de atores no T.E.U.C. e frequentou diversos workshops de formao artstica nas reas de teatro, dana e voz. Frequentou diversas aes de formao na rea da pedagogia e educao pela arte. Em 1994 integra o grupo de teatro Olho e desenvolve trabalho pedaggico na rea da expresso artstica desde 2002.Jos Pelicano, frequentou o Curso de Arquitetura da Universidade Moderna. Assinou a cenografia e adereos para produes de diversas estruturas de Teatro e Dana e responsvel pela realizao de vrios suportes de contedo grfico, vdeo, som e multimdia para eventos e produes de espetculos desde 1998.

Uma histria contada por crianas numa viagem ao universo das palavras e do som.

Uma Cadeira na Montanha um projeto de leituras encenadas que tem como ponto de partida o livro O Mundo Redondo, da escritora Gertrude Stein, e procura despertar e promover o ato de ler na criana. Este projeto integra a realizao de uma oficina na escola, durante uma semana, na qual as crianas experimentam o mundo da linguagem e a sua relao com ele, jogando com as palavras, criando e reconstruindo significados, atravs do universo imaginrio de uma histria. Estas experincias com a palavra, o som e a msica no plano cognitivo, sensorial e emotivo, resultam posteriormente numa apresentao final no Teatro Virgnia, sob a forma de uma pequena pea vocal, protagonizada pelas crianas.

Labcriativo

| esp

etc

ulo

s

20

| esp

etc

ulo

s

22

| esp

etc

ulo

s

23

Hu(r)manoUma coreografia de Marco da Silva Ferreira com fuso de dana urbana e contempornea

M

arco

da

Silv

a Fe

rrei

ra

A matria (dana) que ao longo dos anos gerada de forma intuitiva e grupal, no seu habitat natural , para mim um produto abstrato cheio de potencial sobre o espao intersticial dos relacionamentos e da interao entre o eu humano e o ns urbano. E ainda nesta abstrao que se podem encontrar influncias sobre a transformao das massas (fsicas, mentais e sociais), bem como se podem dissolver referncias sobre o progresso, a cincia, a filosofia, entre outras. Marco da Silva Ferreira

Uma criao de dana que tem como interesse a deslocalizao das linguagens de movimento presentes nas danas urbanas para o espao cnico (lugar de anlise, experimentao e questionamento). Levita-se numa atmosfera paralela real, onde os intrpretes emergem numa racionalizao sobre o movimento humano urbano de uma forma mais individualizada e recontextualizada.

// Conversa no final do espetculo // Ensaio aberto. Mais informao na pgina 49// Workshop de dana. Veja como participar na pgina 46

Direo e coreografia Marco da Silva Ferreira Assistncia de direo Mara AndradeInterpretao Anasa Lopes, Andr Cabral, Marco da Silva Ferreira e Vtor FontesDireo tcnica e desenho de luz Wilma Moutinho Msica Rui Lima e Srgio MartinsCenografia e figurinos Marco da Silva FerreiraProduo Pensamento avulso, associao de artes performativasCoproduo Materiais DiversosParceiros Jazzy Dance Studio, Feira Viva, Espao-do-tempo e Teatro VirgniaAgradecimentos Victor Hugo Pontes

15 FeVereiro SBADO 21H30

esTreia . TeaTro Virgniadana M 12 anos 50 min 7,5 (descontos aplicveis)

Bio Natural de Santa Maria da Feira, Marco da Silva Ferreira iniciou o seu percurso como intrprete de dana em 2004 e estreou-se como coregrafo em 2008. Em 2009 venceu o evento Eurobattle no estilo de New style e em 2010, venceu o programa televisivo Achas que sabes danar. Mais recentemente apresentou a pea Rplica...plica...plica em Torres Novas integrada no Festival Materiais Diversos.

Apresentao no mbito do protocolo tripartido entre

| esp

etc

ulo

s

23

| esp

etc

ulo

s

24

| esp

etc

ulo

s

25

Trava ou Destrava Lnguasde Anabela Brgida e Carla Bolito

A

lpio

Pad

ilha

Criao e Interpretao Anabela Brgida e Carla Bolito Produo Bruno Reis para a Metamorfose

20 FeVereiro qUINTA | 10H30 E 14H3021 FeVereiro SEXTA | 10H30 E 14H30

nas esColasteatro | espetculo + atelier de dico e linguagem 45min + 25 min 1 ciclo 2 lotao de 1 turma

Apresentao no mbito do protocolo tripartido entre

Bio Anabela Brgida, frequentou o curso de Teatro da Escola Superior de Teatro e Cinema e o curso de representao do IFICT. Tem ainda o curso de Comdia DellArte, o curso de Teatro Musical na Central School of Speech and Drama e o curso de Representao no Lee Strasberg Studio. Desenvolveu vrios projetos em teatro, cinema e televiso.Carla Bolito, frequentou o curso de teatro do IFICT e do Instituto Franco-Portugus. Trabalhou com diversos encenadores, realizadores e corografos, e ganhou o prmio de Melhor Atriz do Festival Espoirs de Demain, com o filme Corte de Cabelo. Participou em vrias telenovelas e sries de televiso e encenou ainda Areena, Teatro-Fantasma, Transfer e Sentido Porttil.

Trava Ou Destrava Lnguas um espetculo construdo a partir de lenga-lengas, trava-lnguas e poemas de vrios autores portugueses, onde se desenvolve, de forma ldica e pedaggica, um exerccio sobre fontica, dico e literacia.

No final, ter lugar um pequeno atelier, onde vamos poder praticar alguns dos exerccios de respirao, concentrao e de dico mais utilizados pelos atores. A partir de pequenos jogos interativos e algumas brincadeiras vamos poder experimentar estes divertidos trava-lnguas, assinalando, assim o Dia Internacional da Lngua Materna.

quem ser o mais rpido a repetir Pipapaqugrafo?

Labcriativo

| esp

etc

ulo

s

24

| esp

etc

ulo

s

26

| esp

etc

ulo

s

27

Tristeza e Alegriana Vida das GirafasUma pea de Tiago Rodrigues sobre o contexto poltico actual

M

agd

a B

izar

ro

Tiago Rodrigues volta a usar o teatro para tentar interferir com a nossa perceo da realidade social e poltica, mas tambm do prprio teatro. E f-lo atravs da voz de uma criana que empreende a tarefa de tentar explicar o mundo.

Tristeza e Alegria na Vida das Girafas a histria duma menina de 9 anos que atravessa a cidade de Lisboa em busca da nica pessoa que pode ajud-la: o primeiro-ministro Pedro Passos Coelho.

Desse estranho mundo chamado Lisboa fazem parte a crise econmica, a aventura heroica de um urso de peluche com tendncias suicidas chamado Judy Garland, o Discovery Channel, uma violinista que j s uma fotografia, um pantera negra, o dicionrio escolar da editorial Sampaio, o cientista blgaro ou dramaturgo russo Anton Tchekhov e uma menina alta demais para a sua idade, a quem a me chamava girafa. Mergulhado nas trevas esperanosas do imaginrio infantil, este espetculo tem medo do que as crianas pensam e raiva do que os adultos fazem.

// Conversa no final do espetculo // Ensaio aberto. Mais informao na pgina 49

Texto e encenao Tiago RodriguesIntrpretes Carla Galvo, Miguel Borges, Pedro Gil e Tnan QuitoParticipao especial Beatriz Bizarro RodriguesMsica e sonoplastia Alexandre Talhinhascenrio e figurinos Magda Bizarro e Tiago RodriguesLuz e apoio tcnico Andr CaladoProduo executiva Ana Pereira, Rita Mendes e Magda BizarroCoproduo Mundo Perfeito, AnaPereira.PedroGil, Culturgest e TAGV

22 FeVereiro SBADO 21H30

TeaTro Virgniateatro M 16 anos 2h00 7,5 (descontos aplicveis)

Bio Tiago Rodrigues (1977) um ator, dramaturgo e encenador considerado como um dos mais relevantes jovens artistas portugueses. Criou cerca de 30 peas durante a ltima dcada; tem colaborado com outras companhias, coregrafos e cineastas; e tem-se dedicado tambm ao ensino, curadoria e ao desenvolvimento de projetos artsticos comunitrios.

| esp

etc

ulo

s

27

programao no mbito

| esp

etc

ulo

s

28

| esp

etc

ulo

s

29

Os Capito Ortense so uma recente banda de rock portugus, com influncias no rock clssico e uma pitada de funk. Rock para todas as idades, com inspirao em Ornatos Violeta e Linda Martini e um toque especial dos prprios.

Com incio em 2011, esta banda de 4 amigos - Joo Catarino, Pedro Serralheiro, Pedro Gonalves e Ricardo Mendes - que se conheceram quando frequentavam o Centro de Estudos de Ftima, j partilhou palcos com alguns nomes do panorama nacional, mostrando o seu trabalho a uma maior escala.

Depois de se sagrarem vencedores do concurso Hard Rock Rising 2013, que lhes deu a oportunidade de representar o pas a nvel mundial, passaram no palco Heineken do Festival Optimus Alive 2013.

Cabe agora ao ouvinte apreciar e fazer parte desta emocionante viagem musical.

22 FeVereiro SBADO 23H30

CaF ConCerTomsica | rock M 16 anos 1h00

Capito OrtenseBanda de Rock Portugus

| esp

etc

ulo

s

29

Voz e guitarra ritmo Joo CatarinoBateria Pedro SerralheiroBaixo Pedro GonalvesGuitarra ritmo e solo Ricardo Mendes

crd

itos

res

erva

dos

| esp

etc

ulo

s

30

| esp

etc

ulo

s

31

Fado MulherClia Barroca

Te

resa

Cav

alh

eiro

Em vsperas do Dia Internacional da Mulher, Clia Barroca pretende lembrar temas como o feminismo e o problema da violncia sobre as mulheres. Apresenta-nos assim Fado Mulher, um espetculo construdo com base em temas criados por mulheres ou por elas inspirados.

Este espetculo mistura fado, dana, msica e vdeos atravs dos quais so apresentados temas escritos por mulheres, para as mulheres, cantados por mulheres. Na parte da dana, contamos com a presena da coregrafa e professora de dana Marta Tom e, na projeo de imagens e vdeo, com o realizador de cinema Joo Luz.

Voz Clia BarrocaVoz e guitarra eltrica Lus MartinsGuitarra portuguesa Lus PetiscaViola de fado Pedro PinhalContrabaixo Rodrigo SerroVioloncelo Susana SantosImagens Joo LuzDana Marta Tom e bailarinas

1 Maro SBADO 21H30

TeaTro Virgniamsica | fado M 6 anos 1h30 7,5 (descontos aplicveis)

Bio Clia Barroca tem concebido e realizado como fadista espetculos multiexpresses que incluem fado, dana contempornea e tradicional, poesia, fotografia e pintura. Como atriz integrou variadas peas no Teatro do Sculo, em Lisboa e, na dana destaca-se a sua participao no Rancho Folclrico Os Camponeses de Riachos.

| esp

etc

ulo

s

30

| esp

etc

ulo

s

32

| esp

etc

ulo

s

33

Danza PreparataUma coreografia de Rui Horta com msica de John Cage

P

hili

pp

e St

irn

wei

ss

| esp

etc

ulo

s

33

Para assinalar os cem anos do nascimento do compositor americano John Cage, o coregrafo Rui Horta, a convite da Casa da Msica, criou uma obra sobre as Sonatas e Interldios, um trabalho de referncia de Cage para piano preparado. Danza Preparata essa criao, em que dana e msica se encontram numa estreita relao simbitica.

Para interpretar esta obra contamos com a presena do sublime e bastante elogiado pianista e compositor Rolf Hind. Especialista na obra do compositor, John Cage capaz de tocar as 16 sonatas e 4 interldios quase sem recurso a partitura. A danar, teremos a magnfica bailarina Sylvia Bertoncelli.

Combinando a atonalidade de um piano preparado com a dana, Danza Preparata um momento privilegiado para escutar ativamente, mas tambm para apreciar um espao onde o corpo permanece em constante movimento.

// Conversa no final do espetculo

Sonatas e Interldios John CageCoreografia, Cenografia e Desenho de Luz Rui Horta Interpretao/dana Silvia Bertoncelli Interpretao/Piano Rolf Hind

8 Maro SBADO 21H30

TeaTro Virgniadana M 12 anos 1h05 7,5 (descontos aplicveis)

Bio Rui Horta (Lisboa), um dos coregrafos mais marcantes da sua gerao, sendo o seu trabalho considerado uma referncia internacional, com obras criadas para os mais importantes teatros e festivais,bem como para inmeras companhias de repertrio em todo o mundo. Recebeu importantes prmios tais como o Grand Prix de Bagnolet, o grau de Oficial da Ordem do Infante, e o grau de Chevalier de lOrdre des Arts et des Letres. Dirige em Montemor-o-Novo o Espao do Tempo, um centro multidisciplinar de experimentao artstica.

| esp

etc

ulo

s

34

| esp

etc

ulo

s

35

Poemas Para Bocas Pequenasde Margarida Mestre e Antnio-Pedro

13 Maro qUINTA | 10H30 | ESCOLAS14 Maro SEXTA | 10H30 E 14H30 | ESCOLAS15 Maro SBADO| 11H30 | FAMLIASTeaTro Virgniarecital de poesia pr-escolar | 3 a 5 anos 40min 2 escolas | 3 famlias lotao de 75 pessoas

Bio Margarida Mestre, com formao em pedagogia, sonoplastia e dana, tem desenvolvido diversos ateliers na rea do corpo e da voz resultante da sua investigao como performer e do trabalho de pesquisa e experimentao em redor das linguagens do texto, corpo e voz.Antnio-Pedro desenvolve vrios projetos e ateliers onde filma, toca e compe, tentando aprofundar a relao entre imagem e som. Leciona regularmente no CCB e na Fundao Calouste Gulbenkian, e participa no projeto 10X10 da Gullbenkian.

Poemas Para Bocas Pequenas vem propor-nos sentir a poesia. Um projeto construdo a partir de poemas de autores portugueses, do cancioneiro popular e de novas pontes verbais que guiaro o corpo, a linguagem, o pensamento e a imaginao, numa viagem plena de experincias musicais e sensoriais. Partindo de temticas do universo dos mais pequenos, como a famlia, a casa, o corpo, e o que os rodeia como a natureza, os ciclos, o espao, o medo, o desconhecido e tudo o que faz de conta, Margarida Mestre e Antnio-Pedro orientam-nos por simples formas sonoras, espaciais e visuais que, ora enquadram, ora escondem, ora revelam palavras faladas, entoadas ou cantadas.

Labcriativo

| esp

etc

ulo

s

34

FO

TO

GR

AFI

A A

nt

nio

-Ped

ro |

DE

SIG

N G

R

FIC

O S

nia

Vie

ira

programao no mbito

Poemas Sidnio Muralha, Lusa Ducla Soares, Antnio Torrado e Fernando Manuel Bernardes Direo, escrita e interpretao Margarida MestreCocriao, direo musical e interpretao Antnio-PedroEspao cnico e figurinos Ins de CarvalhoConsultadoria para a escrita Dina Mendona (especialista em filosofia com e para crianas)Coproduao Centro Cultural Vila Flor, Cine-Teatro de Estarreja, Teatro Maria Matos, Teatro Micaelense, Teatro Municipal da Guarda, Teatro Nacional So Joo, Teatro Virgnia e Teatro Viriato no mbito da rede 5 Sentidos Apoio MAPA - espao criativo

| esp

etc

ulo

s

36

| esp

etc

ulo

s

37

NoiservAlmost Visible Orchestra

V

eraM

arm

elo

| esp

etc

ulo

s

37

Criado em meados de 2005 pelo msico David Santos, Noiserv tem vindo a afirmar-se como um dos mais criativos e estimulantes projetos musicais, de entre os surgidos em Portugal na ltima dcada. O seu percurso tem sido marcado pela criao de canes capazes de atingir cada indivduo na sua intimidade, relembrando-lhe vivncias, momentos e memrias intrincadas entre a realidade e o sonho.

Tambm chamado de o homem-orquestra ou banda de um homem s, Noiserv conta no seu currculo com o bem sucedido disco de estreia One Hundred Miles From Thoughtlessness (2008), o EP A Day In The Day Of The Days (2010), mais de 4 centenas de concertos por Portugal e resto do Mundo e, ainda, uma srie de colaboraes em teatro e cinema.

Em outubro de 2013 editou Almost Visible Orchestra, o seu novo disco em que deixa o preto e branco e nos apresenta o seu mundo a cores. Um disco mais denso e complexo que os anteriores, mas nunca perdendo a identidade pela qual se deu a conhecer h quase dez anos.

15 Maro SBADO 23H30

CaF ConCerTomsica M 16 anos 1h00 5

Msico David SantosIlustrao digital Diana Mascarenhas

| esp

etc

ulo

s

38

| esp

etc

ulo

s

39

Lusa SobralTheres a Flower In My Bedroom

G

ona

lo F

. San

tos

| esp

etc

ulo

s

38

Em 2011 Lusa Sobral lanou o seu primeiro disco, The Cherry On My Cake, o qual apresentou no palco do Teatro Virgnia. A autora lisboeta regressa agora com o seu segundo trabalho Theres a Flower In My Bedroom.

O sucesso do primeiro disco levou Lusa Sobral a uma extensa digresso nacional, mas tambm a apresentaes muito bem sucedidas em pases como Espanha, Frana, Sua, Alemanha, Inglaterra ou Marrocos.

O novo lbum reflete o amadurecimento da artista portuguesa, com um irresistvel punhado de canes que j conquistou o pblico nacional.

O xito de canes, como o single Mom Says ou as colaboraes com Jamie Cullum, Antnio Zambujo e Mrio Laginha, aquecem gargantas e coraes nos concertos daquela que j um dos valores mais seguros da msica portuguesa.

Voz, guitarra Lusa SobralPiano Joo SalcedoContrabaixo Joo HasselbergBateria Carlos Miguel Antunes

22 Maro SBADO 21H30

TeaTro Virgniamsica M 3 anos 1h15 15 (descontos aplicveis)

| esp

etc

ulo

s

40

| esp

etc

ulo

s

41 Parcerias Teatro Virgnia, Teatro Meia Via e Teatro de Riachos

27 a 29 Maro qUINTA A SBADO . 21H30

TeaTro Virgnia . TeaTro Maria noMia . CaSa Do PoVo De riaCHoSpasse 3 dias 10 | bilhete individual 5

BonsVizinhos

MOSTRA DE TEATRO

Assembleia de MulheresTeatro Maria Nomia27 MARO . qUINTA . 21H30

AntgonasCasa do Povo de Riachos28 MARO . SExTA . 21H30

O FsicoTeatro Virgnia29 MARO . SBADO . 21H30

Numa poca de crise como a que vivemos, que tal brincar um pouco com a situao e vermos como os nossos polticos de hoje, tm andado todos estes anos a aprender com os polticos de h mais de 2000 anos?

Esta pea, escrita em 392 a.c., por Aristfanes, retrata tudo aquilo de que hoje somos vtimas e que criticamos: a corrupo, a administrao danosa da coisa pblica, o oportunismo, etc.

Ansiando por algum que nos tire deste buraco e com o objetivo de construir uma nova forma de governo na qual todos os cidados tenham acesso aos mesmos bens, que tal darmos uma oportunidade a quem melhor sabe governar?

// Conversa no final do espetculo

Encenao Ricardo TeixeiraAssistente Elsa VieiraIntrpretes Alice Ramos, Amlia Maia, Anabela Bruno, Antnio Paixo, Bruno Vieira, Carlos Domingos, Elisabete Maurcio, Elsa Vieira, Fbio Carvalho, Guilhermina Constantino, Joo Pedro Domingos, Jos Ramos, Liliana Domingos, Lcia Teixeira, Lusa Dias, Mrio Nuno, Sandra Vieira e Patrcia DomingosTcnicos Carlos Maia e Bruno PaixoProduo Teatro Meia Via

27 Maro qUINTA 21H30

TeaTro Maria noMiateatro M 12 anos 1h10 passe 3 dias 10 | bilhete individual 5 lotao de 100 pessoas

Assembleia de Mulheresde Aristfanes . Teatro Meia Viacr

dit

os r

eser

vad

os

| esp

etc

ulo

s

42

| esp

etc

ulo

s

43

Um grupo de atores quase sem experincia, tal como h quarenta anos. Perguntemos-lhes. Eles sabero responder. Eles sabero perguntar, observar, dissecar, vestir a alma do Fsico e de seus pares. Duvidaro. questionaro os caminhos tomados. Sero um e muitos, castigaro e absolvero, daro a fortuna ou o revs.

Passados 40 anos, a pea Auto do Fsico est de volta ao Teatro Virgnia! Do poeta/escritor torrejano Jernimo Ribeiro, contemporneo de Gil Vicente, esta pea ser remontada e readaptada.

Sero muitos os torrejanos que se recordaro da estreia desta pea no Teatro Virgnia, em 1973, com um acentuado sucesso. Encenado pela primeira vez, por Lcio Vieira, em Torres Novas, Auto do Fsico o nico auto da produo de Jernimo Ribeiro que chegou aos nossos dias.

// Conversa no final do espetculo

Conceo, direo e espao cnico Carlos Gameiro, Hugo Gama, Joo Luz e Marta TomCocriao e Interpretao Andresa Olmpio, Anisa Almeida, Antnio Paixo, Carvalho da Silva, Clia Correia, Csar Santos, Ceclia Lopes, Cludia Lopes, Daniel Teixeira, Joo Lemos, Lusa Pereira, Marco Neves, Miguel ViegasLuz Joo Vidal Som Miguel Serra Direo de cena Joo Guia Produo Teatro Virgnia Agradecimentos Lcio Vieira

29 Maro SBADO 21H30

TeaTro Virgniateatro M 12 anos 1h30 passe 3 dias 10 | bilhete individual 5

O Fsicoa partir de Jernimo Ribeiro . Teatro Virgnia

Seguindo de muito perto a tragdia clssica, Anouilh imprimiu sua obra as dimenses do drama humano, numa pea que deixa ao pblico a escolha entre a revolta de Antgona, e o realismo de Creonte.

Antgona recusa a mediocridade daquilo a que os homens chamam felicidade, e ansiando por felicidades mais perfeitas, esgrime o mundo ideal da sua infncia contra o amargo realismo poltico de seu tio Creonte, o rei. Encerrada na sua solido, Antgona procura o ideal que a leva morte para fugir angstia que a acompanha desde menina.

Antgonas uma pea onde se confrontam o poder e a liberdade individual, mas tambm o mundo masculino e o mundo feminino, e que remete em cada cena para o mundo da infncia.

Numa linguagem potica e artificial, os protagonistas confrontam-se defendendo por um lado os valores ideais e por outro as necessidades da existncia.

// Conversa no final do espetculo

Autor Jean AnouilhEncenao Clia BarrocaInterpretao Antnio Duque, Antnio Paixo, Carlos Petisca, Clia Correia, Cludia Lopes, Ftima Antunes, Hugo Gama, Joana Direito, Joo Vieira, Jos Rito, Liliana Simes, Lusa Nunes, Margarida Lopes, Sara Castelo e Xavier PereiraProduo Teatro de Riachos

28 Maro SEXTA 21H30

CaSa Do PoVo De riaCHoSteatro M 12 anos 1h45 passe 3 dias 10 | bilhete individual 5 lotao de 80 pessoas

Antgonasde Jean Anouilh . Teatro de Riachos

Propomos ainda // Na Biblioteca Gustavo Pinto Lopes21 a 29 de MaroAutor da Semana Jernimo Ribeiro | mostra bibliogrfica no trio

Jo

o L

uz

Jo

o L

uz

| esp

etc

ulo

s

44

| lab

cri

ativ

o

45

lab criativoO Lab Criativo do Teatro Virgnia inicia o ano com uma temporada

dedicada palavra. Na senda do estmulo criatividade e ao sentido

crtico, vamos brincar com o uso da palavra, experimentando-a

e (re)inventando-a. Palavras, palavras, palavras. A salpicar poesia por

bocas pequeninas, a travar ou destravar lnguas inquietas, iluminadas

no escuro para as lermos pela primeira vez ou a serem revisitadas com

novas interpretaes. E porque tambm danam ao som da msica

e deambulam nas dramaturgias, acompanham as atividades paralelas

e as residncias artsticas, com workshops e aes em sintonia com

a programao que se instala. Nos projetos longos, continuamos

a trabalhar o poder da palavra com o Grupo de Teatro Juvenil

do Virgnia, e o Auto do Fsico, de Jernimo Ribeiro, estreia agora no

Teatro Virgnia como uma nova roupagem e identidade.

Entre calorosas tertlias e conversas ps-espetculo abriremos todas

as portas palavra, ideia, partilha e a novas formas de olhar.

informaes e inscries nas atividades249839305 ou [email protected]virginia.com

| lab

cri

ativ

o

45

RESUMO ESCOLAS

Pr-esColar

Poemas ParaBocas PequenasMargarida Mestre e Antnio-Pedro

seCUnDrio

Sermo de Santo Antnio aos PeixesUm recital com Diogo Infante

1 CiClo

Trava ou Destrava LnguasAnabela Brgida e Carla Bolito

5 ano

Uma Cadeira na MontanhaMnica Sames e Jos Pelicano

14 janeiro TERA 11H30 E 15H00

CAF CONCERTO

recital 1h00 5 lotao de 120 pessoas

info pgina 12

20 e 21 feVereiro

qUINTA E SEXTA 10H30 E 14H30

NAS ESCOLAS

teatro espetculo + atelier de dico e linguagem 45min + 25 min

2 lotao de 1 turma info pgina 24

3 a 7 feVereiro SEGUNDA A SEXTA

NAS ESCOLAS

residncia gratuito lotao de 1 turma

info pgina 20

13 e 14 Maro qUINTA E SEXTA

TEATRO VIRGNIA

recital de poesia 3 a 5 anos 40 min 2 lotao de 75 pessoas

info pgina 34

| lab

cri

ativ

o

46

| lab

cri

ativ

o

47

Neste workshop dirigido a pblico no profissional, Marco da Silva Ferreira dar a conhecer os mtodos de trabalho e produto final da sua criao, Hu(r)mano. Partindo de um aquecimento que despoleta a conscincia para as qualidades motoras e sensoriais do trabalho, sero dadas propostas especficas de improvisao ou construo coreogrfica, que foram o mote desta criao, experimentando ainda pores do repertrio que compem a pea.

Marcao prvia obrigatria | Mais informao sobre o espetculo na pgina 22.

10 FeVereiro SEGUNDA 18H00

TeaTro Virgniaworkshop M 14 anos 3h00 2 lotao de 12 pessoas

Oficina de Dana Com Marco da Silva Ferreira

OFICINAS EM SINTONIA

O Teatro Virgnia regressa s escolas, em maro , para apresentar agora a artista Lusa Sobral. Entre msicas e conversas, lanamos o convite aos alunos de 3 ciclo, para conhecerem melhor esta cantora, em mais um encontro que queremos feito de histrias, canes e tantas outras trocas criativas.

Marcao prvia obrigatria Mais informao sobre o espetculo na pgina 38.

Memria. O que cada um recorda e o que todos recordamos.

que memrias so nossas e quais as que nos so transmitidas?

Partindo da ideia da recolha de histrias-memrias, transporta-se a

intrprete a uma realidade que partida no parece ser a sua

Ou ser que ?...

Marcao prvia obrigatria

Conceo, interpretao, espao cnico e figurinos Marta Tom

21 Maro SEXTA 15H00 nas escolas 3 ciclo 45 min gratuito

21 e 22 Janeiro TERA E qUARTA | MANH E TARDElares e centros de dia 30 min 2

Um Artista na Escolacom Lusa Sobral

Memria-ColetivaMarta Tom

No mbito do projeto Bons Vizinhos, o Lab Criativo do Teatro Virgnia prope trs workshops de formao teatral que iro complementar o trabalho que tem vindo a ser realizado pelos grupos de teatro que convidmos para esta 1 edio: Teatro de Riachos, Teatro Meia Via e o grupo que apresenta a pea O Fsico. Passando pela dramaturgia, cenografia e som e imagem, os formadores vo partilhar ideias e ensinamentos nos espaos de cada um dos grupos.

*Uma parceria com a Associao Cultural Amarelo Silvestre

18 Janeiro SBADO 15H00 | CASA DO POVO DE RIACHOS

Oficina de Dramaturgia com Fernando Giestas*

1 FeVereiro SBADO 15H00 | TEATRO VIRGNIA

Oficina de Luz e Imagem com Carlos Ramos

8 Maro SBADO 15H00 | TEATRO MARIA NOMIA

Oficina de Cenografia com Henrique Ralheta*

Oficinas Bons Vizinhos

para grupos de teatro do projeto Bons Vizinhos 3h00 gratuito lotao limitada

| lab

cri

ativ

o

48

| lab

cri

ativ

o

49

Nesta temporada voltamos a contar com ensaios abertos de alguns dos espetculos que integram a programao do Teatro Virgnia, lanando ainda a conversa com os seus criadores e intrpretes. Assim, convidamos a comunicao social e programadores a assistir ao ensaio do espetculo Hu(r)mano, de Marco Ferreira da Silva; e convidamos os grupos de teatro da regio para assistir ao ensaio da pea Tristeza e Alegria na Vida das Girafas, de Tiago Rodrigues.

Marcao prvia obrigatria Mais informao sobre os espetculos nas pginas 22 e 26, respetivamente.

Nesta temporada contaremos ainda com uma tertlia que se realiza no Caf Concerto do Teatro Virgnia. Para isso convidmos alguns artistas nacionais e locais, que nos trazem os seus espetculos, a debater alguns temas das reas performativas que desenvolvem. Num ambiente acolhedor e informal, bebemos um copo de vinho e conversamos mesa com os artistas.

Tertlia

Ensaios AbertosHu(r)mano + Tristeza e Alegria na Vida das Girafas

14 FeVereiro SEXTA | 21H30ensaio aberto da pea Hu(r)manodirigido comunicao social e programadores gratuito

21FeVereiro SEXTA | 21H30 ensaio aberto da pea Tristeza e Alegria na Vida das Girafasdirigido a grupos de teatro gratuito

EM SINTONIA

As dinmicas e cumplicidades entre encenador e ator/realizador e atriz

Para abordarmos estas relaes de cumplicidade e dinmicas de trabalho entre encenadores/realizadores e atores, convidmos o encenador e um dos atores da pea A tristeza e alegria na vida das girafas, Tiago Rodrigues e Miguel Borges; e ainda o realizador e uma das atrizes da curta-metragem 3 Mulheres e Meia a Cuspirem-me para Cima, Joo Luz e Liliana Domingos. Assim, num primeiro momento, ser exibida a curta-metragem de Joo Luz, dando o mote para ficarmos depois conversa, com os quatro convidados.

CURTA METRAGEM DE JOO LUz

3 Mulheres e Meia a Cuspirem-me para Cima

Um homem escreveu um relatrio e entregou-o direo. As quatro mulheres da direo acusaram-no de m educao, deslealdade, e ignorncia. O homem tentou perceber porqu. A resposta foi categrica.

O ponto de partida temtico para este projeto uma reflexo em torno das relaes de poder, particularmente entre gneros, no numa perspetiva de conflito entre mulheres e homens, mas sim pela constatao de que no existem diferenas substanciais entre ambos no que respeita ao exerccio do poder.

Elenco Carlos Petisca, Clia Correia, Cludia Lopes, Elsa Vieira, Liliana Domingos e Patrcia Domingos Apoio ao elenco Hugo Gama Apoio em cena Joo VidalConstruo cnica Vitor Freitas Msica Mind Talk, por Akh Point (cc)Argumento & realizao Joo Luz Coproduo Teatro Virgnia, Teatro Meia Via e Teatro de Riachos

21 FeVereiro SEXTA 23H30 no Caf Concerto M 16 anos gratuito

| lab

cri

ativ

o

50

| lab

cri

ativ

o

51

Grupo de Teatro Juvenil do Virgnia PANOS

Continuam a decorrer os ensaios do Grupo de Teatro Juvenil do Virgnia, todas as teras-feiras, s 18h00, no mbito do projeto PANOS, da Culturgest. Este ano contamos com 34 elementos, sob orientao do ator/encenador Hugo Gama, que se encontram j a preparar as peas escolhidas para serem apresentadas em abril de 2014.

PROJECTOS COM A COMUNIDADE PROJECTOS COM A COMUNIDADE

O projeto A Rulote integra a participao de um grupo tradicional de msica/dana da regio e a participao dum conjunto de pessoas da comunidade local, com ou sem experincia teatral, mas com apetncia para integrar o espetculo. Com os atores, sero cocriadores de um conjunto de momentos ou situaes que, articuladas s cenas existentes, expandem e renovam o seu sentido original. No fundo, cada apresentao reflete no tom, no imaginrio, na msica e nos corpos, a presena particular dos diferentes participantes e espaos em que se realiza.

Marcao prvia obrigatria | Mais informao sobre o espetculo na pgina 18.

30 e 31 Janeiro e 1 FeVereiro qUINTA A SBADOPedrogo adultos gratuito lotao limitada

A Rulote... em construoPropositrio Azul

3 a 7 FeVereiro SEGUNDA A SEXTA MANH OU TARDEresidncia na escola 5 ano 2h30 gratuito lotao de 1 turma

Convidamos, desta vez, tambm os mais pequenos para os projetos participativos do Lab Criativo. Nas escolas, instalaremos o projeto Uma Cadeira Na Montanha que integra um atelier-oficina experimental de leitura, destinado a uma turma de 5 ano. Partindo de captulos pr-selecionados do livro O Mundo Redondo, de Gertrude Stein, ser explorado o valor performativo do texto e das palavras, a experincia potica da lngua, a interpretao visual e fsica dos sons e a ideia de coro enquanto corpo amplificador da ao. No final, as crianas apresentam o resultado do seu trabalho comunidade, em sesso aberta.

Marcao prvia obrigatria

Mais informao sobre o espetculo na pgina 20.

Apresentao // 8 de fevereiro s 16h00 no Teatro Virgnia

Uma Cadeira na Montanha... em construo

Virgnia Sai de CaSa

Ensaios // 30 e 31 de janeiro elementos da comunidade local das 10h00 s 19h00 grupo folclrico das 21h00 s 00h00Local // Centro escolar da Serra de aire, Pedrogo

Ensaios //1 de fevereiro elementos da comunidade local das10h00 s 19h00 grupo folclrico das 17h00 s 19h00

Espetculo // 1 fevereiro 21h30

PROJECTOS LONGOSPROJECTOS LONGOS

| lab

cri

ativ

o

52

| lab

cri

ativ

o

53

Conversas Ps-espetculo Aps os espetculos transpomos a chamada quarta Parede, uma parede imaginria entre o palco e o pblico que assiste passivamente na plateia. quebramos barreiras partindo conversa em contato direto com os artistas, colocando questes, partilhando ideias, reconhecendo interpretaes e redescobrindo ainda novos modos de olhar.

O Teatro Virgnia proporciona um servio de babysitting, orientado por uma educadora acreditada, num espao ldico e de criao artstica medida de cada idade, acolhendo as crianas cujos pais assistem a um espetculo no teatro.

A partir do espetculo que acontece na sala, as crianas so convidadas a dar asas sua criatividade atravs de jogos de movimento, experincias musicais, desenhos, pequenas encenaes e muitas histrias.

Este servio dever ser solicitado na bilheteira do Teatro Virgnia, at 2 dias teis antes do espetculo, atravs do 249 839 309/249 839 305 ou [email protected]

Num teatro esconde-se um sem nmero de recantos, para l do pano. Nesta visita abrimos a porta descoberta de espaos recnditos, denominaes estranhas que fazem parte das artes cnicas, instalaes ou mesmo equipamentos que compem um teatro. Adaptada a cada faixa etria, esta visita dar resposta ao porqu, como, onde e para qu de todos os olhos que quiserem embarcar neste percurso pelos lugares e pela histria do Teatro Virgnia.

Marcao prvia obrigatria, at 2 dias teis antes da visita

eM DiaS De eSPeTCulo2 lotao mxima de 10 crianas

ToDaS aS TeraS-feiraS DaS 10H00 S 17H001 | 0,50 para escolas/instituies sociais e crianas at aos 12 anos para grupos de 10 a 30 pessoas

Teatro a BrincarBabysitting para crianas entre os 3 e os 10 anos

Para l do PanoVisitas Guiadas ao Teatro Virgnia

EM PERMANNCIA CONVERSAS E RESIDNCIAS

Marco da Silva Ferreira . Hu(r)mano residncia artstica de 10 a 14 de fevereiro estreia a 15 de fevereiro

Residncias ArtsticasO programa de residncias artsticas promovido pelo Teatro Virgnia, dar continuidade ao desenvolvimento do trabalho de criao em paralelo com o acolhimento dos espetculos. Apoiado numa rede de equipamentos e parcerias, como o Cabeo das Pias, o Salo dos Bombeiros Voluntrios ou a sala das Piscinas Municipais Fernando Cunha, consolida, assim, a envolvncia entre artistas profissionais, a comunidade e as associaes locais, com frutos nestas relaes de proximidade e no desenvolvimento do tecido artstico. Nesta temporada contamos com a residncia do artista Marco da Silva Ferreira, no Teatro Virgnia.

| caf

co

nce

rto

54

| caf

co

nce

rto

55

Descrevem-se como o gnio e o louco e a sonoridade das suas msicas tm acordes estranhos, solos sem nexo, acsticas e sopros. Pouco se escreve mas muito se l.

1 FeVereiro SBADO 23H30

Ardina Pop Rock

As suas canes no pretendem refletir um nico estilo musical, mas reverberar uma palete de cores que passam pela World Music ou pelo Rock, como se cada um dos temas fossem reflexo de diferentes ardinas (apregoadores), gritando as notcias que inundam atualmente as primeiras pginas dos jornais.

Strugglaz, projeto de Marcus Harris e Hipots, representa a cultura urbana e promete ser um concerto com muita energia e positividade onde se fundem Reggae e Hip Hop.

Ganharam o concurso do Sumol Summer Talents e estiveram presentes no Sumol Fest 2013 e no Santa Summer Sound 2013.

Banda de Torres Novas influenciada pelas grandes lendas do Rock and Roll e Punk dos anos 60 e 70. Sente-se atrada pelo lado mais negro da vida, entre

o caos, os zombies, o lcool e a destruio

causada pelo amor de uma mulher, outrora prostituta.

11 Janeiro SBADO 23H30

Les Enfants Terribles Instrumental | Alternativo

8 FeVereiro

SBADO 23H30

StrugglazReggae | Hip Hop

25 Janeiro SBADO 23H30

The Neverminding Bastards Punk | Rock | Psychobilly

| caf

co

nce

rto

55

caf con certoO Caf Concerto do Teatro Virgnia, reaberto recentemente sob gesto da Turrisespaos, conta com uma programao articulada com a da sala principal, uma nova decorao e um conceito que far deste espao o novo ponto de encontro da cidade.

Aqui poder beber um caf, comer uma tosta, saborear um copo de vinho, prolongar a noite com uma boa conversa, ouvir diversos tipos de msica ao vivo que iro do jazz, erudita ou ao rock e ainda danar ao som dos melhores djs.

Um espao para ouvir, saborear, conversar ou simplesmente estar, com uma bonita vista para a cidade e para a serra.

Descubra nestas pginas as propostas musicais que lhe apresentamos esta temporada. Contamos com a sua presena!

DESTAqUES

| lab

cri

ativ

o

56

JANEIRO11 . sbado . 23h30 Les Enfants Terribles Instrumental | Alternativo

17 . sexta . 23h00 The Bastard dj-set Alternativo

18 . sbado . 23h30 Miguel S dj-set Disco | House | Electro

24 . sexta . 23h00 Broto Verbo dj-set Electro | Gtico | Postpunk

25 . sbado . 23h30 The Neverminding Bastards Punk | Rock | Psychobilly

FEVEREIRO1 . sbado . 23h30 Ardina Pop Rock

8 . sbado . 23h30 Strugglaz Reggae | Hip Hop

15 . sbado . 23h30 M.A.U dj-set Pop | Indie | Electro

21 . sexta . 23h00 Miss EMA dj-set Rock | Indie | Alternativo

22 . sbado . 23h30 Capito Ortense + El Mariachi dj-set Rock

MARO1 . sbado . 23h30 Lorenzfactor dj-set Alternativo

3 . segunda . 23h00 Carnaval // Bomboca & Pirolito dj-set Alternativo

8 . sbado . 23h30 The Beat Mod Club dj-set Blues | Soul | Swinging Sixties

15 . sbado . 23h30 Noiserv + Android Lust dj-set Indie | Alternativo

22 . sbado . 23h30 Jams dj-set Alternativo

28 . sexta . 23h00 Sal Pimenta & Cacau World Music Covers

29 . sbado . 23h30 Gonalo Castro dj-set Alternativo

HORRIO

Sextas e Vsperas de Feriados // 21h00 s 02h00Sbados // 20h30 s 02h00

CAF

CO

NC

ERTO

PROGRAMAO CAF CONCERTO

PARCEIRO

facebook.com/cafeconcertotorresnovas

| caf

co

nce

rto

56

O espao adequado ao seu evento. O espao que se adapta s suas ideias!

Espaos que inspiram!

PARA VISITAR OS ESPAOS OU OBTER MAIS INFORMAES CONTACTE O SECTOR COMERCIAL DA TURRISESPAOS

249 839 170 | [email protected] | www.turrisespacos.pt

TEATRO VIRGNIA CAF CONCERTO SALA DECONFERNCIAS

CABEO DAS PIAS CASA DE CAMPO

Seminrios e CongressosGalas

Aes de FormaoLanamento de ProdutosReunies Empresariais

Atividades Outdoor/Teambuilding

Piscinas Municipais Fernando CunhaAs Piscinas oferecem diversos servios desde aulas aquticas, aulas no TurrisEstdio, tratamentos no Espao Viva Bem e Festas de Aniversrio.

A nvel aqutico destacam-se a aprendizagem de Natao desde bbs at aos Adultos, Hidroginstica, Hidroterapia e Yoga dentro de gua, todos em diversos horrios. Ao nvel do TurrisEstdio, as piscinas dispem de dois estdios onde se podem praticar em diversos horrios as modalidades de STEP, GAP, Zumba, Hip Hop, TRX, U-Bound (em mini-trampolim), Power (pesos livres com coreografia), Tai Chi e Yoga.

O Espao Viva Bem, dispe de hidromassagem, sauna, sesses de massagens, aconselhamento nutricional e avaliao da condio fsica com prescrio de exerccio.

FESTAS DE ANIVERSRIO

No sabe que fazer para a festa do seu filho? quer algo novo e diferente? A Turrisespaos realiza, desde 2012, nas instalaes das Piscinas, festas de aniversrio para crianas e apresenta dois formatos de festa: Festa Tubaro e Festa Golfinho. Estas incluem: atividades na piscina e jogos ldicos fora da piscina; lanche; oferta de bales s crianas; diploma do aniversariante; fotografia do grupo; e convite modelo em formato digital.

Cabeo das Pias CAMINHADAS

Do programa de atividades ao ar livre da Turrisespaos fazem parte, desde 2012, as Caminhadas Temticas. Estas baseiam-se sempre num tema diferente e alusivo poca, podendo os participantes usufruir de um agradvel e inovador passeio ao ar livre.

12 Janeiro // Rota dos Reis 9 Fevereiro // Rota dos Namorados 9 Maro // Rota do Rio Almonda Preo // 6 sem carto ar-livre | 4 com carto ar-livre Inclui seguro da atividade e reforo alimentar

PASSEIOS DE BTT

A Turrisespaos organiza desde 2012 e com uma regularidade mensal passeios de BTT, no Cabeo das Pias. Com esta atividade pretende-se aliar o lazer prtica de desporto ao ar livre e em grupo.

16 Fevereiro 16 Maro

Preo // 5 Inclui seguro da atividade e reforo alimentar

OCUPAO DE TEMPOS LIVRES

Durante as frias escolares, organizam-se programas de ocupao de tempos livres, realizando-se diversas atividades de mbito desportivo e cultural. Este programa destina-se a crianas e jovens com idades compreendidas entre os 6 e os 14 anos de idade e a prxima edio j na Pscoa! Se quer ocupar os tempos livres do seu filho de forma educativa, informe-se na receo das Piscinas Municipais Fernando Cunha ou em www.turrisespacos.pt.

Campos de Tnis MunicipalNeste equipamento dispomos de 3 campos de tnis com piso em relva sinttica, que podem ser utilizados em regime livre. Existe a possibilidade de alugar material como raquetes, conjuntos de 4 bolas, anti-vibradores e gripes e, ainda, de usufruir de servios como encordoamento de raquetes. Para marcaes ou mais informaes dirija-se receo das Piscinas Municipais Fernando Cunha.

mais informaes249 839 170 | [email protected] | receo Piscinas Municipais Fernando Cunha

facebook.com/PiscinasMunicipaisFernandoCunha | www.turrisespacos.pt

TURRISESPAOS E.M. // ATIVIDADES REGULARES

A Turrisespaos, empresa municipal tutelada pela Cmara Municipal de Torres

Novas, a responsvel pela gesto de equipamentos no s culturais mas

tambm desportivos do municpio e suas atividades. Nesse sentido, para alm

do Teatro Virgnia possui outros equipamentos, nomeadamente desportivos, e

nos quais se desenvolvem atividades regulares.

BALCO

CAMAROTE A CAMAROTE D

CAMAROTE CCAMAROTE B

A

B

C

DE

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

PALCO

A

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

PLATEIA

PLATEIA A

LTA

PLAT

EIA

ALT

A

PLANTA DA SALA

SECESPlateia 334 | Plateia Alta 48 | Balco 189 | Camarotes 24 | Cadeirantes 4

Capacidade Total 599

| in

form

ae

s

60

INFORMAES

CONTACTOSTeatro VirgniaLargo Jos Lopes dos Santos | 2350-686 Torres Novas249 839 300www.teatrovirginia.com

LAB CRIATIVO249 839 [email protected]

BILHETEIRA249 839 [email protected] tera a sexta das 17h30 s 20h00 sbado das 15h00 s 19h00, em dias de espectculo encerra 30 minutos aps o incio do mesmo. Em dias de espectculo fora do horrio de funcionamento acima referido, abre 1 hora antes do mesmo e encerra 30 minutos aps o seu incio.

BILHETEIRA ONLINEPoder adquirir os seus bilhetes sem ter de deslocar-se nossa bilheteira, aceda a www.bilheteiraonline.pt e imprima o seu bilhete em casa.

DESCONTOSOs bilhetes com desconto so pessoais e intransmissveis e obrigam identificao no ato da compra e na entrada quando solicitada. Os descontos no so acumulveis. Os espetculos sujeitos a descontos esto devidamente assinalados.

DESCONTOS DE 25%:Menores de 18 anosFamlia (pai/me com filhos menores)EstudantesPessoas portadoras de deficinciaDesempregadosMaiores de 65 anosFuncionrios da TurrisEspaos, C. M. Torres Novas e outras parcerias protocoladas Utentes das Piscinas Municipais portadores dos cartes Aqua Livre Trnsito, Aqua Azul Livre Trnsito, Turrisport Livre-Trnsito e Ar Livre

Grupos de 10 ou mais pessoas

DESCONTOS DE 50%:Carto do idoso

Carto Amigo do Virgnia

| in

form

ae

s

61

RESERVASAps terem sido efetuadas, tm de ser levantadas no prazo de 2 semanas e at 4 dias antes da realizao do espetculo, caso contrrio, ficam sem efeito. As reservas podero ser efetuadas na bilheteira do Teatro Virgnia, atravs de telefone ou email.

DEVOLUESSe por motivo de fora maior a data de espetculo for alterada, os bilhetes adquiridos sero vlidos para a nova data definitiva. Sero restitudas aos espectadores que o exigirem, as importncias dos respetivos ingressos sempre que no se puder efetuar o espetculo no local, na data e hora marcados, assim como em caso de cancelamento do espetculo. Os portadores dos ingressos do espetculo em causa devem apresentar-se na bilheteira, num prazo de 8 dias, a fim de deixarem os dados pessoais (NIB e NIF) para a restituio do respetivo valor dos ingressos. O mesmo se aplica em casos de interrupo do espetculo, nos mesmos prazos e com as mesmas condies. A devoluo das respetivas importncias ser feita no prazo mximo de 30 dias.

EqUIPAAdministrao Stela Rato

Direo Artstica Tiago Guedes

Assistncia Programao e Lab Criativo/Servio

Educativo Cludia Hortncio

Coordenao de Produo Carlos Ferreira

Produo Executiva Daniela Costa

Marketing, Comunicao e Imprensa Sandra Alexandre e Susana Ferreira (estgio profissional)

Design Ctia Ganho

Divulgao e Mediao de Pblicos Telma Martinho

Comercial e Relaes Externas Paulo Simes

Manuteno e Segurana Carlos Roseiro

Coordenao Tcnica, Maquinaria de Cena

e Audiovisuais Joo Vidal

Som e Apoio Tcnico Miguel Clara

Direo de Cena e Apoio Tcnico Joo Guia

Bilheteira e Apoio ao Lab Criativo/Servio

Educativo Izabel Metelo

Babysitting Joana Carreira

Assistentes de Sala Sandra Alcobia, Ricardo Rosado, Joana Moita, Mnica Orfo, Adlia Silva e Joo Costa

Limpeza Palmira Gaspar

Caf Concerto Ins Saramago, Izabel Metelo, Joo Santos, Miguel Nicolau, Patrcia Maurcioe Sandra Alcobia

*descontos vlidos para os 6 espetculos referidos | no acumulvel com outros descontos | apenas disponvel na bilheteira do Teatro Virgnia

beneficie dos seguintes descontos na compra simultnea de *

5 ou 6 espetculos = 50%4 espetculos = 40%3 espetculos = 30% 2 espetculos = 20%

Jorge Palmantimo

18 JANEIRO | 15PGINA 14

Danza Preparatta Rui Horta

8 MARO | 7,5PGINA 32

Hu(r)manoMarco da Silva Ferreira

15 FEVEREIRO | 7,5PGINA 24

JimPaulo Ribeiro25 JANEIRO | 7,5PGINA 16

6 espetculos por apenas 30

Tristeza e Alegria na Vida das GirafasTiago Rodrigues 22 FEVEREIRO | 7,5PGINA 28

Lusa Sobral Theres a Flower In My Bedroom 22 MARO | 15PGINA 38

Faa parte do grupo de Amigos do Virgnia e beneficie de um vasto nmero de privilgios:

1 bilhete grtis, escolha, no ato da inscrio50% de descontos nos espetculos10% de desconto para acompanhantesentre muitos outros benefcios

Anuidade 30Pea j o seu carto na bilheteira do Teatro Virgnia!www.teatrovirginia.com | 249 839 309

Carto Amigo do VirgniaO carto que d descontos

Mais informaes na bilheteira do Teatro Virgnia em www.teatrovirginia.com ou atravs do n 249 839 309 (entre as 17h30 e 20h00, de 3 a 6-feira)

O Teatro Virgnia tem ao seu dispor vrias sugestes para presentes:

Bilhetes para espetculos (desde 5 a 15)Assinaturas de temporada (desde 12 at 30)Carto Amigo do Virgnia (1 bilhete grtis escolha

+ 50% nos espetculos durante um ano entre muitos outros benefcios)

quer oferecer um Presente? Seja original, oferea cultura!

TORRES NOVAS

VirgniaTeatro

CARTOAMIGODOVIRGNIA

TORRES NOVASVirgniaTeatro

CARTOAMIGODOVIRGNIA

Teatro VirgniaLargo Jos Lopes dos Santos2350-686 Torres Novas

www.teatrovirginia.comfacebook.com/teatrovirginiatorresnovasfacebook.com/cafeconcertotorresnovas

PARCERIAS DE PROGRAMAO

MECENATO

INICIATIVA

APOIOS

PROTOCOLO TRIPARTIDO ENTREREDE