of 2/2
 Março de 2010 A ÁGUA ESTÁ ACABANDO! E AGORA? alma! Nem tudo está perdido. O ser humano Cnão pode acabar com a água, já que ela é uma substância que faz parte de um ciclo natural. Assim, de forma simplificada, a água que está em rios, lagos e mares evapora, depois se condensa e cai em forma de chuva. Durante este processo a água pode mudar de lugar e características. Al m anaq ue VIII SEMANA DA ÁGUA ÁGUA - RESPONSABILIDADE DE TODOS NÓS ENTÃO NÃO PRECISO ME PREOCUPAR... ão é bem assim, apesar de existir água Nem abundância, o mesmo não é verdade quando pensamos em água potável. O QUE É ÁGUA POTÁVEL?  a água que pode ser consumida por animais Ée seres humanos, sem causar problemas à saúde. De toda a água existente no planeta Terra, somente 0,02% localiza-s e em rios e lagos na forma pronta para o consumo. O restante não é própria ou não está disponível para o consumo. Uma projeção feita por cientistas indica que no ano de 2025, dois de três habitantes do planeta serão afetados de alguma forma pela escassez - vão passar sede ou estarão sujeitos a doenças como cólera e amebíase, provocadas pela má qualidade da água. Local Volume (km 3 ) Percentual do total (%) Oceanos 1.370.000 97,61 Calotas polares e geleiras 29.000 2,08 Água subterrânea 4.000 0,29 Água doce de lagos 125 0,009 Água salgada de lagos 104 0,008 Água misturada no solo 67 0,005 Rios 1,2 0,00009 Vapor d’água na atmosfera 14 0,0009 Fonte: R.G. Wetzel, 1983. Alm anaque Março de 2010 S EMANA DA ÁGUA DEVE HAVER UMA SOLUÇÃO ALTERNATIVA PARA A ESCASSEZ DE ÁGUA...  maior parte da água do planeta encontra-se nos mares, há ainda a água que penetra nas rochas permeáveis formando Avastos lençóis freáticos também chamados de aquíferos. VAMOS DESSALINIZAR A ÁGUA DO MAR?  dessalinização das águas do mar e de aquíferos subterrâneos com salinidade elevada Aserá a solução para vários países que tenham o  capital, a tecnologia e o acesso à água salgada. Infelizmente VAMOS UTILIZAR A ÁGUA DOS AQUÍFEROS? s aqüíferos repre- sentam uma grande Oreserva de água limpa e potável. O maior aqüífero conhecido do mundo, o Aqüífero Guarani, ocupa uma área de mais de 2 1,2 milhões de km . Estende-se pelo Brasil, (Goiás, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul com 840.000 Km²), Paraguai (58.500 Km²), Uruguai (58.500 Km²) e Argentina, (255.000Km²). Este aqüífero pode conter mais de 40 mil quilômetros cúbicos de água o que é superior a toda a água contida nos rios e lagos do planeta. Estima-se que por ano o Aquífero Guarani receba 160 quilômetros cúbicos de água adicional vindas da superfície. Se estas águas superficiais estiverem contaminadas o aquífero será terrivelmente atingido. Além disso, a recarga dos aqüíferos é muito mais lenta que a dos corpos d'água superficiais, assim, se eles forem exces- sivamente explorados, rapidamente seesgotarão. E SE UTILIZARMOS A ÁGUA DA CHUVA? omente a água que é precipitada na Grande SSão Paulo durante os meses de janeiro a março é superior em volume a todo o consumo desta cidade em um ano. Este exemplo é válido para quase todos os locais onde existem estações chuvosas. Mas qual é a qualidade da água da chuva? Isso vai depender do local onde estivermos. Em uma cidade grande, por exemplo, ela pode estar contaminada. Quando as gotas de chuva se formam, elas reúnem um pouco de tudo o que está O QUE PODEMOS FAZER? ão demore muito tempo no chuveiro. NEm média, um banho consome 70 litros de água em apenas 5 minutos, ou seja, 25.550 litros por ano. Preste atenção ao consumo mensal da conta de água. Você poderá descobrir vazamentos que significam enorme desperdício de água. Faça um teste; feche todas as torneiras e os registros de casa e verifique se o hidrômetro - aparelho que mede o consumo de água - sofr e alguma alteração. Se alterar, o vazamento está comprovado. Você pode economizar 16.425 litros de água por ano ao escovar os dentes, basta molhar a escova e depois fechar a torneira. Volte a abri-la somente para enxaguar a boca e a escova. Prefira lavar o carro com balde em lugar da mangueira. O esguicho aberto gasta aproxi- madamente 600 litros de água. Se você usar balde, o consumo cairá para 60 litros. Cuidado: Nada de "varrer" quintais e calçadas com esguicho; use a vassoura! na atmosfera ao re- dor. Assim, em São Paulo, a água da chuva pode ter: amô- nio, nitrato, sulfato, ácidos fórmicos e acéticos, além de minúsculos grãos de poeira e de fuligem ou até mesmo vírus e bactérias. OS DIREITOS DA ÁGUA ONU, 1992 - Proteger a água é um dever de todos. - A água tem um valor econômico. - Sua utilização implica respeito à lei. - O equilíbrio e o futuro de nosso planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos. - Ela deve ser manipulada com racionalidade e precaução. - A água é um empréstimo a nossos sucessores. - Ela faz parte do patrimônio do planeta. - Sua utilização deve ser feita com consciência para que não se esgote ou deteriore. - A água é condição essencial de vida de todo vegetal, animal ou ser humano. Dela dependem a atmos- fera, o clima, a vegetação e a agricultura. - O planejamento da gestão da água deve levar em conta a solidariedade e o consenso em razão de sua distribuição desigual sobre a Terra. - Sua gestão impõe um equilíbrio entre a sua proteção e as neces- sidades econômica, sanitária e social. Fontes http://www.ambientebrasil.com.br http://www.webciencia.com http://www.bancodoplaneta.com.br Http://www.waterfootprint.org Http://www.rededasaguas.org.br Http://www.geologo.com.br Http://www.pnud.org.br Glossário de termos técnicos em gestão dos recursos hídricos. Consórcio Intermunicipal das Bacias dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí. Unesco, 2003. Relatório mundial sobre o desenvolvimento dos recursos hídricos. Water for people, water for life. Fundação SOS Mata Atlântica, Núcleo-Pró- Tietê e 5 Elementos, 1996. Manual do rio Tietê: conhecer para respeitar. R. G. Wetzel, 1983. Recommendation for future research on periphyton. Deve- lopmentsin hydrobiology . a água potável gerada por estas usinas ainda será um produto caro e, naturalmen teinacessível amuitos. 04 A ÁGUA PODE MATAR lgumas doenças são transmitidas diretamente através da água, geralmente em regiões desprovidas de Aserviços de saneamento: cólera, febre tifóide, febre paratifóide, desinteria bacilar, amebíase ou desinteria amebiana, hepatiteinfecciosa, poliomiel ite. Outras são transmitidas indiretamente: esquistossomose, fluorose, malária, febre amarela, bócio, dengue, tracoma, leptospirose, perturbações gastrointestinais, infecções dos olhos, ouvidos, gargantas e nariz.

almanaque da agua

  • View
    53

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of almanaque da agua

04

Almanaque SEMANA DA GUADEVE HAVER UMA SOLUO ALTERNATIVA PARA A ESCASSEZ DE GUA...

Maro de 2010

OS DIREITOS DA GUA

ONU, 1992 maior parte da gua do planeta encontra-se nos mares, h - Proteger a gua um dever de ainda a gua que penetra nas rochas permeveis formando todos. vastos lenis freticos tambm chamados de aquferos. - A gua tem um valor econmico. - Sua utilizao implica respeito lei. VAMOS DESSALINIZAR A GUA DO MAR? - O equilbrio e o futuro de nosso dessalinizao das guas do mar e de planeta dependem da preservao aquferos subterrneos com salinidade elevada da gua e de seus ciclos. ser a soluo para vrios pases que tenham o - Ela deve ser manipulada com capital, a tecnologia e o acesso gua salgada. Infelizmente racionalidade e precauo. a gua potvel gerada por estas - A gua um emprstimo a nossos VAMOS UTILIZAR A GUA usinas ainda ser um produto caro e, sucessores. - Ela faz parte do patrimnio do naturalmente inacessvel a muitos. DOS AQUFEROS? planeta. s aqferos repre- E SE UTILIZARMOS A GUA - Sua utilizao deve ser feita com sentam uma grande conscincia para que no se esgote DA CHUVA? reserva de gua limpa ou deteriore. omente a gua que - A gua condio essencial de e potvel. O maior aqfero precipitada na Grande vida de todo vegetal, animal ou ser conhecido do mundo, o Aqfero So Paulo durante os humano. Dela dependem a atmosGuarani, ocupa uma rea de mais de 2 1,2 milhes de km . Estende-se pelo meses de janeiro a maro superior fera, o clima, a vegetao e a Brasil, (Gois, Mato Grosso do Sul, em volume a todo o consumo desta agricultura. So Paulo, Paran, Santa Catarina e cidade em um ano. Este exemplo - O planejamento da gesto da gua Rio Grande do Sul com 840.000 vlido para quase todos os locais deve levar em conta a solidariedade Km), Paraguai (58.500 Km), onde existem estaes chuvosas. e o consenso em razo de sua Mas qual a qualidade da distribuio desigual sobre a Terra. Uruguai (58.500 Km) e Argentina, gua da chuva? Isso vai depender - Sua gesto impe um equilbrio (255.000 Km). Este aqfero pode conter do local onde estivermos. Em uma entre a sua proteo e as necesmais de 40 mil quilmetros cbicos cidade grande, por exemplo, ela sidades econmica, sanitria e de gua o que superior a toda a pode estar contaminada. Quando as social. gua contida nos rios e lagos do gotas de chuva se formam, elas planeta. Estima-se que por ano o renem um pouco de tudo o que est Aqufero Guarani receba 160 na atmosfera ao requilmetros cbicos de gua dor. Assim, em So adicional vindas da superfcie. Se Paulo, a gua da estas guas superficiais estiverem chuva pode ter: amcontaminadas o aqufero ser nio, nitrato, sulfato, terrivelmente atingido. cidos frmicos e Alm disso, a recarga dos acticos, alm de aqferos muito mais lenta que a minsculos gros de dos corpos d'gua superficiais, poeira e de fuligem assim, se eles forem exces- ou at mesmo vrus e sivamente explorados, rapidamente bactrias. se esgotaro.

A

Maro de 2010 Almanaque VIII SEMANA DA GUAGUA - RESPONSABILIDADE DE TODOS NS A GUA EST ACABANDO! E AGORA? O QUE GUA POTVEL?alma! Nem tudo est perdido. O ser humano no pode acabar com a gua, j que ela uma substncia que faz parte de um ciclo natural. Assim, de forma simplificada, a gua que est em rios, lagos e mares evapora, depois se condensa e cai em forma de chuva. Durante este processo a gua pode mudar de lugar e caractersticas.

A

C

O

S

a gua que pode ser consumida por animais e seres humanos, sem causar problemas sade. De toda a gua existente no planeta Terra, somente 0,02% localiza-se em rios e lagos na forma pronta para o consumo. O restante no prpria ou no est disponvel para o consumo. Uma projeo feita por cientistas indica que no ano de 2025, ENTO NO PRECISO ME dois de trs habitantes do planeta PREOCUPAR... sero afetados de alguma forma pela escassez - vo passar sede ou o bem assim, estaro sujeitos a doenas como apesar de existir gua clera e amebase, provocadas pela em abundncia, o m qualidade da gua. mesmo no verdade quando pensamos em gua potvel. Fontes

N

Local

Volume (km3)

Percentual do total (%)

Oceanos Calotas polares e geleiras gua subterrnea gua doce de lagos gua salgada de lagos gua misturada no solo Rios

1.370.000 29.000 4.000 125 104 67 1,2

97,61 2,08 0,29 0,009 0,008 0,005 0,00009 0,0009

Vapor dgua na atmosfera 14 Fonte: R.G. Wetzel, 1983.

O QUE PODEMOS FAZER?o demore muito tempo no chuveiro. Em mdia, um banho consome 70 litros de gua em apenas 5 minutos, ou seja, 25.550 litros por ano. Preste ateno ao consumo mensal da conta de gua. Voc poder descobrir vazamentos que significam enorme desperdcio de gua. Faa um teste; feche todas as

N

torneiras e os registros de casa e verifique se o hidrmetro - aparelho que mede o consumo de gua - sofre alguma alterao. Se alterar, o vazamento est comprovado. Voc pode economizar 16.425 litros de gua por ano ao escovar os dentes, basta molhar a escova e depois fechar a torneira. Volte a abri-la somente para enxaguar a boca e a escova.

A GUA PODE MATARPrefira lavar o carro com balde em lugar da mangueira. O esguicho aberto gasta aproximadamente 600 litros de gua. Se voc usar balde, o consumo cair para 60 litros. Cuidado: Nada de "varrer" quintais e caladas com esguicho; use a vassoura!

http://www.ambientebrasil.com.br http://www.webciencia.com http://www.bancodoplaneta.com.br Http://www.waterfootprint.org Http://www.rededasaguas.org.br Http://www.geologo.com.br Http://www.pnud.org.br Glossrio de termos tcnicos em gesto dos recursos hdricos. Consrcio Intermunicipal das Bacias dos rios Piracicaba, Capivari e Jundia. Unesco, 2003. Relatrio mundial sobre o desenvolvimento dos recursos hdricos. Water for people, water for life. Fundao SOS Mata Atlntica, Ncleo-PrTiet e 5 Elementos, 1996. Manual do rio Tiet: conhecer para respeitar. R. G. Wetzel, 1983. Recommendation for future research on periphyton. Developments in hydrobiology.

lgumas doenas so transmitidas diretamente atravs da gua, geralmente em regies desprovidas de servios de saneamento: clera, febre tifide, febre paratifide, desinteria bacilar, amebase ou desinteria amebiana, hepatite infecciosa, poliomielite. Outras so transmitidas indiretamente: esquistossomose, fluorose, malria, febre amarela, bcio, dengue, tracoma, leptospirose, perturbaes gastrointestinais, infeces dos olhos, ouvidos, gargantas e nariz.

A

02

Almanaque SEMANA DA GUA

Maro de 2010

Almanaque SEMANA DA GUACONSUMO DE GUA DOCE NO BRASIL E NO MUNDO

Maro de 2010

03

DANOS CAUSADOS GUA POR NS SERES HUMANOSquantidade de gua limpa tem diminudo ao longo do tempo graas a diversas aes humanas, como: O desperdcio e a m utilizao na agricultura. O no reuso da gua para atividades industriais. A perda de gua nos sistemas de abastecimento pblico. A Sabesp calcula que o Estado de So Paulo perde diariamente 40% da gua tratada, o que representa cerca de 1,3 bilho de litros/dia - daria para abastecer duas cidades do porte de Curitiba. A poluio devido ao uso dos rios como receptores dos esgotos das cidades e dos efluentes das

A

indstrias, que renem grande volume de produtos txicos e metais pesados. Alm da falta de sistemas de tratamento de efluentes e saneamento, h a chamada poluio difusa, que ocorre com o arrasto de lixo, resduos e diversos tipos de materiais slidos que so levados aos rios com a enxurrada. Outra forma de contaminao da gua pelo chorume produzido devido a decomposio do lixo que vai para os lixes. Este lquido infiltra no solo e contamina o lenol fretico. Nas zonas rurais, os maiores viles da gua so os agrotxicos utilizados nas lavouras, seguidos do lixo que jogado nas guas e margens de rios e lagos, alm das

atividades pecurias como a suinocultura, esterqueiras e currais, construdos prximos aos corpos dgua. H ainda os acidentes com transporte de cargas de resduos perigosos e txicos, rompimento de adutoras de petrleo, leo, de redes de esgoto e ligaes clandestinas.

O ASSOREAMENTO PODER EXTINGUIR E ESTAGNAR OS NOSSOS RIOS?uando a mata ciliar que protege as margens dos rios, lagos e nascentes cortada, as margens desses corpos d'gua ficam desprotegidas. Isso provoca srios problemas de assoreamento e o carregamento de materiais e resduos que comprometem a qualidade das guas. Sem cobertura vegetal e proteo das razes das rvores, as margens desbarrancam ocasionando o transbordamento, enchentes e o desvio do curso natural das guas. O assoreamento um processo to antigo quanto a prpria Terra. Nestes bilhes de anos os sedimentos foram transportados nas

GESTO DOS RECURSOS HDRICOSSistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hdricos, assim como os Sistemas Estaduais, contam com instrumentos de gesto cuja funo principal possibilitar a implementao da Poltica Nacional e das Polticas Estaduais de Recursos Hdricos. So instrumentos de gesto no Estado de So Paulo: o plano de bacia, a outorga do direito de uso dos recursos hdricos, o enquadramento dos corpos d'gua, a cobrana pelo uso da gua, o sistema de informaes. Para facilitar a gesto dos recursos hdricos, o Estado de So Paulo foi dividido em Unidades de Gerenciamento de Recursos Hdricos (UGRIs), tendo como limite fsico as Bacias Hidrogrficas. Cada bacia possui um Comit da Bacia Hidrogrfica.

Brasil um dos pases onde esto as maiores reservas de gua potvel do mundo. Mas, ao mesmo tempo, o pas consta tambm da lista daqueles onde se registram os mais altos ndices de desperdcio. De acordo com a ONU Organizao das Naes Unidas, o Brasil desperdia 40% da gua

O

potvel destinada para o consumo humano, sendo que a mdia considerada ideal de 20%. Alm disso, cada brasileiro gasta trezentos litros de gua por dia, sendo que, apenas metade disso seria suficiente para suprir todas as necessidades. Na maioria dos pases, no campo que ocorre o maior consumo de gua: a agricultura intensivaPAS

Q

direes dos mares, assoreando os rios e seus canais, formando extensas plancies aluvionares, deltas e preenchendo o fundo dos oceanos. Infelizmente o homem por meio do desmatamento contribui para o processo de eroso o que acelera o assoreamento. Enquanto existirem chuvas a gua ir continuar, inexoravelmente, correndo em direo ao mar. Mas o assoreamento pode afetar a qualidade das guas por causa dos sedimentos, diminuir a navegabilidade dos rios e provocar inundaes.

O

consome mais de quinhentos litros por pessoa ao dia. Os sistemas tradicionais de irrigao aproveitam apenas 40% da gua que utilizam. O resto evapora ou se perde. As mudanas nos hbitos alimentares tambm tm aumentado a demanda pelos recursos hdricos, especialmente o crescimento do consumo de carne. Para que 1 quilo de bife chegue ao supermercado, so necessrios 16 mil litros de gua (resfriamento, pasto etc); j 1 quilo de arroz consome 3 mil litros. No Brasil, por habitante, usase 1.381 metros cbicos de gua por ano; acima da mdia mundial (1.243), mas abaixo de pases como a Frana (1.875) e Estados Unidos (2.483). O consumo de gua per capita varia de pas para pas e de lugar para lugar.CONSUMO DE GUA

A GUA J EST EM FALTAfalta d'gua j afeta o Oriente Mdio, China, ndia e o norte da frica. A Organizao Mundial da Sade (OMS) calcula que at o ano 2050, 50 pases enfrentaro crise no abastecimento de gua. China - O suprimento de gua est no limite. A demanda agroindustrial e a populao de 1,2 bilho de habitantes fazem com que milhes de chineses andem quilmetros por dia para conseguir gua.ATIVIDADE

A

Banho demorado Escovar os dentes torneira aberta Descarga Torneira aberta Torneira pingando Lavar as louas, panelas e talheres com a torneira aberta Lavar o mangueira todo carro aberta com a o tempo com a

O QUE UMA BACIA HIDROGRFICA?a rea ocupada por um rio principal e todos os seus tributrios, cujos limites constituem as vertentes, que por sua vez limitam outras bacias. Os Comits das Bacias Hidrogrficas so rgos colegiados que se responsabilizam, entre outras aes, por promover o debate das questes relacionadas aos recursos hdricos da bacia e articular a atuao das entidades que possam intervir sobre esses

recursos (saneamento, agricultura, indstria, sade). Os comits so formados por representantes do poder pblico (federal, estadual e municipal), dos usurios da gua e da sociedade civil. O Comit da Bacia Hidrogrfica do Rio Mogi Guau foi fundado em 04 de junho de 1996 e dele fazem parte 43 municpios, 100 organizaes da sociedade civil, alm de 14 rgos do Estado.

ONDE GASTAMOS NOSSA GUA?A tabela ao lado apresenta a quantidade de gua que gastamos em tarefas simples do dia a dia. Em mdia, 78% do consumo de gua gasto no banheiro. Veja na pgina 04 algumas dicas para economizar gua.

Fonte - Fundao SOS Mata Tiet e 5 Elementos, 1996.

PER CAPITA ndia - Com uma populaEsccia 410 litros/pessoa/dia o de 1 bilho de habitantes, sofre com o esgotamento Estados Unidos/Canad 300 litros/pessoa/dia hdrico de seu principal curso- Austrlia 270 litros/pessoa/dia d'gua, o rio Ganges. 140 litros/pessoa/dia Oriente Mdio - Estudos Brasil RJ 124 litros/pessoa/dia apontam que dentro de 40 anos Brasil MG s haver gua doce para Brasil DF 225 litros/pessoa/dia consumo domstico. Atividades Brasil SP 165 litros/pessoa/dia agrcolas e industriais tero de Brasil Norte 140 litros/pessoa/dia fazer uso de esgoto tratado. Norte da frica - Nos Fonte: PNUD prximos 30 anos, a quantidade de gua disponvel por pessoa estar reduzida em 80%. A regio abrange pases situados no deserto do Saara, como QUANTIDADE DE GUA LIMPA DESPERDIADA Arglia e Lbia. Em Dubai, uma cidade rida dos Emirados rabes, 10 95-180 L milhes de litros de gua marinha, tratada por um processo de 25 L dessalinizao, correm pelas piscinas do Parque Aqutico Wild Wadi. Esse sistema s possvel para governos como os do Golfo Prsico, que tm poder de investimento graas ao 20 L petrleo. Portanto no uma alternativa vivel para outros 12-20 L/min pases. Quando falamos que no mundo h conflitos pelo uso da 46 L/dia gua, e que, no futuro, estes conflitos sero mais freqentes, parece algo distante de nossa realidade. Mas, na Bacia 105 L Hidrogrfica do Rio Mogi Guau, j h casos de conflitos pelo uso da gua. o que ocorre no Crrego Uberabinha, e no 60L Ribeiro dos Cocais, afluentes da margem direita do Rio Jaguari Mirim, localizados na regio dos Municpios de Santa Cruz das Palmeiras e Casa Branca; que foram objetos das Atlntica, Ncleo-Prdeliberaes n 54 e 55 de 26 de novembro de 2004 (as quais esto disponveis no stio www.sigrh.sp.gov.br).