Ftc Comunicacao

  • View
    2.620

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Ftc Comunicacao

Ol, amigo! O manual da disciplina Comunicao Empresarial foi elaborado com o objetivo de fazer com que voc se sinta mais engajado no processo do desenvolvimento da comunicao para as empresas, bem como possibilitar a compreenso de algumas mudanas culturais que ocorreram e outras que ainda iro ocorrer em funo de tal atividade. Sabe por qu? Porque se trata de uma disciplina, de uma das ferramentas mais importantes para o funcionamento de uma empresa/organizao, ferramenta essa que est inserida no conceito de qualidade de uma empresa. Ela abrange todas as formas de comunicao utilizadas pela instituio para relacionar-se e interagir com seus pblicos, englobando a propaganda corporativa, a comunicao interna - nessa modalidade utiliza-se uma importante ferramenta, que o endomarketing - e externa. Saiba tambm que atravs da comunicao, da integrao que esta proporciona, que se chega a um consenso para se atingir as metas organizacionais. E isso feito atravs de um trabalho harmonioso que vise a integrao, a legitimao da hierarquia e de um funcionamento ordenado e eficiente. Todos eles dependem da comunicao. Nenhuma organizao poder resistir s presses de um mercado cada vez mais competitivo, de clientes mais exigentes, conscientes de seus direitos, se no estiver ajustada numa atividade de comunicao eficiente e eficaz, pois impossvel se pensar em uma empresa em que no haja algum tipo de relao entre os seus integrantes, seus pblicos interno e externo. Pr em comum ou comunicar: este ser o nosso objetivo com o presente material.

A COMUNICAO E A ATIVIDADE EMPRESARIAL vamos conhecer a definio de linguagem e o seu papel no processo da comunicao. Iremos mergulhar na compreenso da Instituio e entender o objetivo da Comunicao e o que representa a cultura organizacional para elas. Para isso, sero trabalhados conceitos bsicos de linguagem, leitura, teorias da Comunicao, as definies de comunicao, comunicao humana e comunicao empresarial propriamente dita, com suas direes, fluxos, canais e redes. Abordaremos tambm alguns conceitos de cultura organizacional, bem como o desenvolvimento da Comunicao Empresarial no Brasil. Acredite! Tudo isso muito interessante e proveitoso para as nossas vidas pessoal e profissional. COMUNICAO E COMUNICAO EMPRESARIAL Vamos entender como tudo comeou... Para iniciar, falaremos sobre a linguagem, abordaremos questes importantes como a leitura e sua importncia e as teorias da Comunicao e sua relao com as teorias das Organizaes.

1.

Linguagem, LEITURA e Comunicao

A NATUREZA DA COMUNICAO HUMANA O QUE LINGUAGEM? So vrias as maneiras empregadas pelo homem para se comunicar: cores, sons, formas... Se essa maneira de se comunicar possui uma organizao e eficincia, se est sistematizada, a teremos uma linguagem. Linguagem todo sistema organizado de sinais que serve como meio de comunicao entre os indivduos. Linguagem um conjunto articulado de sinais ou signos, que pode ser de dois tipos:

Linguagem verbal

Trata-se de uma capacidade humana que se manifesta por meio de diversas lnguas existentes no mundo. Cada uma delas emprega um nmero reduzido de sons produzidos pelos rgos vocais, aos quais se associam determinados sentidos, o que possibilita a transmisso de um nmero infinito de informaes com grande economia de recursos. A linguagem verbal , antes de tudo, uma manifestao oral. Linguagem no-verbal A linguagem no-verbal aquela que expressada por outros meios que no a linguagem humana. Distingue-se, portanto, das lnguas naturais como o portugus, o ingls, entre outras. Pode explorar sinais visuais, sonoros ou outros recursos que sejam estabelecidos pela sociedade. Lembre-se: Eles devero ser estabelecidos pela sociedade! Exemplos: fotos, sinais de trnsito - como o semforo-, expresses fisionmicas, obras de arte (visual); sinais produzidos por despertadores, campainhas, sinos (auditivos), etc. NVEIS DE LINGUAGEM Em portugus temos vrios nveis de linguagem, vrias formas de dizer a mesma mensagem, uma vez que no falamos sempre do mesmo jeito. Exemplificando: se voc conversa com um colega, um amigo, voc fala de um modo, usa uma linguagem. Se esse mesmo assunto for falado com uma autoridade, por exemplo, seu jeito de se comunicar ser diferente. E mais, se esse mesmo contedo for dirigido a uma criana pequena, tambm voc ter de mudar sua forma de comunicao. Portanto, voc deve usar nveis de linguagem diferenciados para cada destinatrio de sua mensagem. Para efeitos didticos, vamos considerar apenas dois nveis de linguagem, embora existam outros: Informal ou coloquial - usado mais comumente em conversas entre amigos, conhecidos mais ntimos; Formal ou culto - usado em situaes de maior cerimnia, quando devem ser observadas as normas gramaticais. AS FUNES DA LINGUAGEM Quando estudamos Comunicao verificamos que cada ato comunicativo apresenta seis elementos: emissor ou remetente, mensagem, cdigo, canal, receptor ou destinatrio e referente e que estes esto estreitamente ligados s seis funes.

Funo Referencial

O referente o objeto ou situao de que a mensagem trata, sem que haja manifestaes pessoais ou persuasivas; A funo referencial privilegia o referente da mensagem, buscando transmitir informaes objetivas sobre ele. Ex.: a funo que predomina em textos de carter cientfico e em grande parte dos textos jornalsticos. Funo Emotiva ou Expressiva Por meio da funo emotiva ou expressiva o emissor imprime no texto as marcas de sua atitude pessoal: emoes, opinies, avaliaes. Podemos sentir no texto a presena do emissor (que pode ser clara ou sutil). Ex.: cartas pessoais, resenhas crticas, poesia confessional, canes sentimentais, etc. Funo Conativa ou Apelativa A palavra conativo provm do latim conatus, que significa esforo ou ao que procura impor-se a uma resistncia.

Essa funo busca organizar o texto de forma que ele se imponha sobre o receptor da mensagem, persuadindo-o, seduzindo-o. Nas mensagens em que ela predomina (como, por exemplo, as publicitrias) busca-se envolver o leitor com o contedo transmitido, levando-o a adotar determinado comportamento. Essa persuaso pode ser construda de forma sutil, utilizando artifcios de linguagem que a mascaram. Funo Ftica A palavra ftico vem do grego phtis, que significa rudo, rumor. Foi utilizada inicialmente para designar certas formas empregadas para chamar a ateno (verdadeiros rudos, como psiu, ahn, ei). Essa funo ocorre quando a mensagem se orienta sobre o canal de comunicao ou contato, buscando verificar e fortalecer sua eficincia. Para ela contribuem, nos textos escritos, desde a disposio grfica sobre o papel at a seleo vocabular e as estruturas de frase utilizadas Funo Metalingstica Caracteriza-se pela linguagem que se volta sobre si mesma, transformando-se em seu prprio referente. Nos textos metalingsticos a mensagem se orienta para os elementos do cdigo, explicando-os, definindo-os ou analisando-os. Ex.: o que acontece nos dicionrios, nos textos que estudam e interpretam outros textos, nos poemas que falam da prpria poesia, nas canes que falam de outras canes ou de como fazer canes. Funo Potica A funo potica da linguagem se manifesta quando a mensagem elaborada de forma inovadora e imprevista, utilizando combinaes sonoras ou rtmicas, jogos de imagens ou de idias. Ex.: a funo potica predomina na poesia, mas pode tambm ser encontrada em textos publicitrios, em determinadas formas jornalsticas e populares (linguagem dos cronistas e provrbios, por exemplo). O QUE COMUNICAO? A Comunicao Humana As pessoas no vivem isoladas e nem so auto-suficientes. Elas se relacionam continuamente com as outras pessoas e seus ambientes atravs da comunicao.

Existem trs conceitos preliminares que so importantes para a compreenso da comunicao: Dado: um registro a respeito de determinado evento ou ocorrncia ou pessoa. Um banco de dados um meio de acumular conjuntos de dados para serem posteriormente combinados e processados. Quando um conjunto de dados possui um significado temos uma informao. Ex.: um conjunto de nmeros, ao formar uma data; ou um conjunto de letras, ao formar uma frase. Informao: um conjunto de dados com determinado significado, ou seja, que reduz a incerteza a respeito de algo ou que permite o conhecimento a respeito de algo. Comunicao: ocorre quando uma informao transmitida a algum e , ento, compartilhada tambm por esse algum. Para que haja comunicao necessrio que o destinatrio da informao receba-a e compreenda-a. A comunicao envolve transaes entre pessoas. Toda comunicao envolve pelo menos duas pessoas: a que envia e a que recebe uma mensagem. Uma pessoa sozinha no pode comunicar; somente com outra pessoa receptora que pode completar o ato de comunicao. Comunicao a troca de informaes entre indivduos. Significa tornar comum uma mensagem ou informao. A palavra comunicar vem do latim comunicare, com a significao de pr em comum. Consenso quer dizer acordo, consentimento, e essa acepo supe a existncia de um fator decisivo na comunicao humana: a compreenso que ela exige para que se possam colocar em comum idias, imagens e experincias. BORDENAVE, Juan E. Diaz. Alm dos Meios e Mensagens Introduo Comunicao como processo, tecnologia, sistema e cincia. 10 ed. Petrpolis: Editora Vozes, 2002. Consideraes: A comunicao humana, portanto, atravs da compreenso, pe idias em comum. Seu grande objetivo o entendimento entre os homens. Para que exista entendimento necessrio que se compreendam mutuamente indivduos que se comunicam. O PROCESSO DA COMUNICAO HUMANA Este contedo, prezado aluno, muito importante para o entendimento da comunicao e sua influncia na cultura de cada povo, bem como de suas tantas influncias para a nossa sociedade.

O processo de comunicao ocorre quando o emissor (ou codificador) emite uma mensagem ao receptor (ou decodificador) atravs de um canal (ou meio) utilizando cdigos (signos), por meio de um referente (contexto). Emissor este, num dado momento, emite, codifica uma mensagem para um receptor