Osteomusculares Doenças DORT - fetim.com.br .O que a Lei diz sobre a Ler/Dort ... para que o trabalhador

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Osteomusculares Doenças DORT - fetim.com.br .O que a Lei diz sobre a Ler/Dort ... para que o...

  • Leses por Esforos

    Repetitivos LERDORT

    Doenas

    Osteomusculares

    Relacionadas ao Trabalho

    O que Ler/ Dort ...............................................................2

    Fatores que contribuem para o surgimento da Ler/Dort ...........2

    Quais doenas que poder ser enquadradas como Ler/Dort ........2

    Como surgem os sintomas ....................................................3

    Quais so os sintomas .........................................................3

    Atividades que podem provocar Ler/Dort...............................4

    Como essas atividades podem contribuir para o inicio da Ler/Dort ..4

    Como se prevenir da Ler/Dort ..............................................5

    O que a Lei diz sobre a Ler/Dort ...........................................6

    1COMBATE A LER/DORT PARA TER UM AMBIENTE DE TRABALHO SADAVEL

    NDICE

    EDITORIAL

    Srgio Butka Presidente do Sindicato dosMetalrgicos da Grande Curitiba

    A legio de pessoas com Ler /Dort e outras doenas do trabalho que tem, atualmente, sado todos os dias das empresas tem vrias explicaes: o ritmo de trabalho incessante; formas de gesto que somente priorizam a produtividade e o lucro; a reduo e a competio por empregos; a presso para que o trabalhador produza mais no menor tempo possvel, entre outros.

    Enquanto persistir este tipo de menta-lidade que somente prioriza as exign-cias do mercado estaremos sujeitos a ter que arcar com os custos e prejuzos dessas doenas. inadmissvel que o trabalhador saia de casa para lutar pelo sustento da sua famlia e volte doente, com problemas fsicos ou psicolgicos.

    Para acabar com essa situao pre-ciso um esforo conjunto de toda a sociedade na luta por uma mentalidade nova no ambiente de trabalho. Uma mentalidade que enxergue o traba-lhador no como uma mquina, mas com a dignidade de um ser humano. isso que vai fazer com que cessem a produo de milhares de doentes nas empresas.

    Por isso a nossa luta a da conscienti-zao. Esse o objetivo dessa cartilha. Dar subsdio ao trabalhador para que ele possa identificar o que est errado no seu local de trabalho e, dessa forma, exigir das empresas medidas preven-tivas de sade e segurana. Todos tem a ganhar!

    Nos ltimos anos os trabalhadores e os sin-dicatos tm enfrentado um dos mais srios problemas de sade que so a Distrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho DORT ou como so conhecidas as Leses por Esforos Repetitivos LER. No mundo todo se observa um aumento significativo da ocor-rncia das leses em msculos e ligamentos de membros su-periores que tem relao com o trabalho. Tm-se constatado um aumento do nmero de casos de tendinites, tenossinovites, epicondilites, dor nos mscu-los do pescoo, sndrome do tnel do carpo, etc. No Brasil a Previdncia Social/INSS avalia

    que cerca de 80% dos casos de doenas adquiridas pelos traba-lhadores que tem relao com o tipo de trabalho que ele realiza so representadas pelas LER/DORT e vem confirmar os efeitos que as mudanas ocorridas nas condies e nos ambientes de trabalho tm trazido para a vida dos trabalhadores. Constatamos nesses ltimos anos de reestru-turao produtiva a nocividade que muitos processos automa-tizados, com diminuio dos postos de trabalho, o aumento do ritmo e da presso para se alcanar maior produtividade tm trazido para a sade dos trabalhadores. So novos riscos e novas doenas acometendo os trabalhadores.

    *Texto elaborado com referncia bibliogrfica de: Ferreira Junior, M.Sade no trabalho: temas bsicos para o profissional que cuida da sade dos trabalhadores / Mario Ferreira Junior.

    So Paulo : Roca, 2002.

    EDITORIAL INTRODUO

  • O QUE LER / DORT

    FATORES QUE CONTRIBUEM PARA O APARECIMENTO DAS LER/DORT - MULTICAUSALIDADE

    QUAIS SO AS DOENAS QUE PODEM SER ENQUADRADAS COMO LER OU DORT?

    Modificaes introduzidas no processo de trabalho, decorrentes da modernizao e informatizao por que passam diversos setores da economia;

    Mobilirio inadequado

    Posturas viciosas

    Fora

    Repetitividade

    Ritmo acelerado

    Exigncia de tempo

    Falta de autonomia

    Fragmentao das tarefas

    Cobrana de produtividade sob formas de prmios de produo

    Relaes com as chefias

    Relaes autoritrias de gerenciamento

    Intensificao do ritmo de trabalho

    2

    Tendinite de flexores e extensores dos dedos

    Bursite de ombro

    Tenossinovite de DeQuervain

    Tenossinovite do braquio-radial

    Sndrome do tnel do carpo

    Tendinite de supraespinhoso

    Tendinite de biciptal

    Epicondilite

    DEFINIO

    H muitas definies, entretanto podemos considerar que a LER um termo que pode abranger varias alteraes das partes moles do sistema msculo esqueltico, principalmente significar doenas msculos tendinosas dos membros superiores, ombros e pescoo, causadas pela sobrecarga de um grupo muscular particular, devido ao uso repetitivo ou pela manuteno de posturas contradas, que resultam em dor, fadiga e declnio do desempenho profissional. Portanto estas alteraes que ocorrem nos msculos, tendes e ligamentos so devido sobrecarga que vai se acumulando com o passar do tempo e sem tempo para descansar adequadamente e se recuperar.

  • SINTOMAS

    COMO SURGEM OS SINTOMAS

    QUAIS SO OS SINTOMAS?

    EM OUTRAS PALAVRAS,

    O QUE A PESSOA SENTE?

    VEJA NA PRXIMA PGINA QUAIS ATIVIDADES PODEM

    PROVODAR LER/DORT

    Os sintomas vo aparecendo lentamente e dependendo da pessoa e da leso que est se instalando podem aparecer com diferentes intensidades ou at aparecer ao mesmo tempo.

    1. O tempo vai passando...

    2. Os msculos, tendes e articulaes continuam sendo exigidos para executar as tarefas que podem ter movimentos repetitivos.

    3. O esforo e a repetitividade vai desgastando as estruturas osteomusculares

    4. Aparecem as fadiga e a dor que no inicio passam despercebidas

    5. Alguns movimentos comeam provocar dores percebidas pelas pessoas

    6. No inicio somente quando se faz o movimento e durante o trabalho

    7. Posteriormente aparece durante a noite e at nos fins de semana

    8. Sensao de que o repouso insuficiente

    9. Quando se tornam mais fortes causa sofrimento e dificuldade para realizar as tarefas de rotina

    Dor

    Formigamento

    Dormncia

    Sensao de peso

    Fadiga

    Fraqueza

    Queimao

    Repuxamento

    Choque

    3

  • H uso de mquinas ou equipamentos que exigem posturas ou movimentos forados e/ou repetitivos.

    O mobilirio e o ambiente fsico no so adequados.

    H exigncia de prolongamento de jornada de trabalho com freqncia.

    H presso para se produzir.

    No h possibilidade de pausas espontneas para descanso.

    O ciclo de trabalho determinado por esteira rolante.

    No h canais formais de manifestaes dos trabalhadores ou trabalhadoras sobre o trabalho executado, suas dificuldades, alternativas para melhorar.

    ATIVIDADES QUE PODEM PROVOCAR LER/DOR

    COMO ESSAS ATIVIDADES DE TRABALHO PODEM CONTRIBUIR PARA O APARECIMENTO DAS LER/DORT

    Caixas de supermercados e no comrcio em geral;

    Caixas de bancos e de servios em geral;

    Outras atividades do setor financeiro tais como compensaode cheques, escriturao, abertura de contas;

    Operadores de tele-atendimento, tele marketing, tele-informaes, telefonistas;

    Embaladores de vrios setores da indstria: cosmticos,vidro, metalrgica, farmacutica, plstica, alimentos;

    Trabalhadores e trabalhadoras de linhas de montagemnos setores da eletro-eletrnica e metalrgica;

    Operadores de mquinas de diversos ramos de atividade, entre as quais, prensas de alimentao manual, microfilmagem;

    Vidreiros manuais;

    Costureiras, riscadeiras, bordadeiras, arrematadeiras;

    Aougueiros;

    Bilheteiros de metr.

    So atividades que exigem a execuo de movimentos repetitivos com os braos.

    Exigem que as pessoas fiquem com uma posio fixa dos ombros e pescoo por tempo prolongado.

    O processo de trabalho fixo sem possibilidade de mudana.

    Exige-se que as pessoas cumpram cada etapa naquele momento e daquela maneira, sem possibilidade ter autonomia para melhor adequao.

    O trabalho realizado em srie e cada etapa depende da outra.

    O ritmo de trabalho exigido no depende do trabalhador ou trabalhadora

    CAUSAS 4

  • PREVENO

    COMO SE PREVINE A LER/DORT?

    Prevenir se antecipar antes que a alguma coisa, que no queremos, acontea. eliminar as causas de algum evento antes que ele acontea. Prevenir Leses por Esforos Repetitivos ou Distrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (LER/DORT) significa eliminar ou neutralizar os eventos ou condies que levam ao seu aparecimento.

    Levantamento dos problemas de LER/DORT nos locais de trabalho, tais como queixas freqentes de dores por parte dos trabalhadores, trabalhos que exigem movimentos repetitivos ou aplicao de foras.

    Isto pode ser feito com um levantamento daqueles que procuram espontaneamente o servio mdico da empresa ou do sindicato;

    Tambm pode ser por um inqurito sobre queixas osteomusculares, atravs de questionrios e exames mdicos;

    Comprometimento da gerncia e direo com a preveno e com a participao dos trabalhadores para a soluo dos problemas.

    Capacitao dos trabalhadores e empregadores sobre LER/DORT, para que possam avaliar os riscos potenciais dos seus locais de trabalho.

    Anlise das atividades dos postos de trabalho, para identificar as condies de trabalho problemticas.

    Implantao de medidas de controles efetivos para neutralizao dos riscos de LER/DORT e avaliao e acompanhamento da implantao dos mesmos.

    Garantir liberdade de comunicao ao trabalhador sobre as suas queixas com garantia de no ser demitido.

    Priorizar o diagnstico precoce