Click here to load reader

Empreendedorismo - Apresentação - Aula 1

  • View
    6

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Empreendedorismo - Apresentação - Aula 1

Text of Empreendedorismo - Apresentação - Aula 1

  • Empreendedorismo e Desenvolvimentode Novos Negcios

    Ueliton Leonidio

  • Regras do Jogo

    (1) ARTIGO SOBRE EMPREENDEDORISMO = 10,0

    (2) APRESENTAR MODELO DE PLANO DE NEGCIOS = 10,0

    (3) DESENVOLVER UM MODELO E PLANO DE NEGCIOS = 10,0

    Avaliao Continuada

    3 = NOTA FINAL

  • Agenda da Disciplina

    1. Conceito e Histria do Empreendedorismo2. Perfil Comportamental do Empreendedor

    a. Oportunidades, Atitudes, Criatividade, Negociao,Comportamentos

    b. Desenvolvimento de uma ideia

    3. Modelos de Negciosa. Timmonsb. Business Model Canvas

    4. Plano de Negcio e seus elementos

  • Origem Segundo Degen (2009) o

    termo empreendedor originrio do inglsentrepreuner, que porsua vez, se origina dofrancs e umacombinao das palavraslatinas inter (entre) eprehendere (comprador).

    Marco PoloRumo ao

    Oriente para vender

    mercadorias

  • Conceito

    Empreendedor aquele indivduoque assume riscos e inicia algo novo,orientado ao crescimento do negcio(Neto et al, 2013, p. 13)

  • Conceito

    O empreendedor aquele que destria ordem econmica existente pelaintroduo de novos produtos eservios, pela criao de novas formasde organizao ou pela explorao denovos recursos e materiais(SCHUMPETER, 1949 apud DORNELAS,2013, p. 28)

  • Conceito

    o empreendedor aquele que criaum equilbrio, encontrando umaposio clara e positiva em umambiente de caos e turbulncia, ouseja, identifica oportunidades naordem presente.(KIRZNER, 1973 apudDORNELAS, 2013, p. 28)

  • Conceito

    Ambos, porm, so enfticos em afirmar que o empreendedor um

    exmio identificador de oportunidades, sendo um indivduo curioso e atento s

    informaes, pois sabem que suas chances melhoram quando seu

    conhecimento aumenta (DORNELAS, 2013, p. 28-29) .

  • Intraempreendedor O empreendedor mais

    conhecido como aquele que cria novos negcios, mas pode tambm inovar dentro de

    negcios j existentes; ou seja, possvel ser empreendedor

    dentro de empresas j constitudas. (SCHUMPETER,

    1949 apud DORNELAS, 2013, p. 29)

  • Ento,Empreendedor aquele que detecta uma oportunidade ecria um negcio para capitalizar sobre ela, assumindoriscos calculados. Em qualquer definio deempreendedorismo encontram-se, pelo menos, osseguintes aspectos referentes ao empreendedor:

    1. Tem iniciativa para criar um novo negcio epaixo pelo que faz.2. Utiliza os recursos disponveis de forma criativa,transformando o ambiente social e econmicoonde vive.3. Aceita assumir os riscos calculados e apossibilidade de fracassar.

  • Evoluo Histrica

    (DORNELAS, 2013, p. 9)

    O avano tecnolgico tem sido de tal ordem, que requer um nmero muito maior de empreendedores (DORNELAS, 2013)

  • Empreendedorismo

    Entende-se como empreendedorismoqualquer tentativa de criao de umnovo empreendimento, como, porexemplo, uma atividade autnoma,uma nova empresa ou a expanso deum empreendimento existente. (GEM,2013, p. 3)

  • Empreendedorismo no Mundo O currculo integrado do Babson College Programa CapTen (Blgica): voltado para educao fundamental Boule and Bill create an Enterprise (Luxemburgo): por meio de

    histrias em quadrinho O perodo sabtico, sugerido em escolas europeias, para

    professores fazerem estgio em empresas, programas abrangentes de treinamento de professores, criao de redes de troca de experincia e discusso de casos de sucesso;

    O Network For Teaching Entrepreneurship (NFTE), iniciado nos Estados Unidos e voltado a ensinar empreendedorismo para jovens de comunidades carentes

    O projeto Global Entrepreneurship Monitor (GEM), iniciativa conjunta do Babson College, nos Estados Unidos, e da London Business School, na Inglaterra

    (DORNELAS, 2013)

  • Empreendedorismo no Brasil

    O movimento do empreendedorismo no Brasil comeou a tomar forma na

    dcada de 1990, quando entidades como Sebrae

    (Servio Brasileiro de Apoio s Micro e Pequenas Empresas) e Softex

    (Sociedade Brasileira para Exportao de Software)

    foram criadas

  • Empreendedorismo no BrasilAlgumas iniciativas de suporte ao empreendedorismo no Brasil so listadas abaixo:

    Softex (Genesis)

    Empretec (SEBRAE)

    Brasil Empreendedor

    Comea a haver a figura do capitalista de risco

    Crescimento das incubadoras de empresas tradicionais, tecnolgicas e mistas.

    Ensino de empreendedorismo nas universidades

    Entidades de apoio (Sebrae, Endeavor, Instituto Empreendedor do Ano da Ernst & Young...)

    Alternativas de financiamento: Fapesp, Finep, Angels, VCs...

    Evoluo da legislao em prol das micro e pequenas empresasCrescimento de franquias

  • Fatores importantes

    Paradigma Cultural: valorizao do empreendedor

    Empreendedorismo Como Necessidade

    Empreendedorismo como Oportunidade

  • Atividade Empreendedora

    extrao e comercializao de recursos naturais

    eficincia e a produo industrial

    em escala

    inovao ou simplesmente

    impulsionadas por ela

  • Atividade Empreendedora

  • Atividade Empreendedora

  • Atividade Empreendedora

  • Atividade Empreendedora

  • Atividade Empreendedora

  • Sonhos

  • Fatores que influenciam o processo empreendedor

    (MOORE, 1986 apud DORNELAS, 2013, P. 31)

  • Fatores crticos para o desenvolvimento econmico

    (SMILOR E GILL, 1986 apud DORNELAS, 2013, P. 31)

  • Conhecidos os fatores influenciadores e os crticos vamos ao processo empreendedor em si

    (HISRICH, 1998 apud DORNELAS, 2013, P. 31)

    Modelo de Negcios

Search related