Aula 06 empreendedorismo

  • View
    586

  • Download
    6

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Aula 06 do módulo de Empreendedorismo da UNISAL Americana

Text of Aula 06 empreendedorismo

  • 1. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Nivaldo J Silva 2014 Empreendedorismo

2. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Sequencia das aulas 3. O CIO CRIATIVO o cio pode transformar-se em violncia, neurose, vcio e preguia, mas pode tambm elevar-se para a arte, a criatividade e a liberdade. no tempo livre que passamos a maior parte de nossos dias e nele que devemos concentrar nossas potencialidades. Domenico De Masi 4. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Incubadora Banca convidada avalia Empresas e Empreendimentos para entrada na D. Incubadora de Empresas e Negcios de Design Edital 01/2013 Nesta semana teve fim o Processo Seletivo da D. Incubadora de Empresas e Negcios de Design, da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG). A Banca do Edital 01/2013 avaliou 13 projetos, sendo 7 concorrendo na modalidade de pr-incubao e 6 para incubao. Fizeram parte da banca avaliadora no 1 dia, Cludia Campos, representando a Escola de Design da UEMG, Andra Furtado, Sebrae Minas, representando a Fatec- Senai, Corina Farinha, Andra Arantes, a Sectes - Secretaria do Estado de Cincia, Tecnologia e Ensino Superior, Brenda Silva, o Simi - Sistema Mineiro de Inovao - e Gabriela Fonseca Parreira, representando o IEL - Fiemg. 5. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Incubadora J no 2 dia, Marcos Breder representou a Escola de Design da UEMG, Andra Tristo dos Anjos o Sebrae Minas, Gabriela Fonseca Parreira, o IEL - Fiemg, Caroline Gonalves Valeriano, representou o Simi, e Ceclia Velasquez Serpa, a Sectes. No 3 dia, a banca foi composta pela representante da Escola de Design UEMG, Daniela Luz de Oliveira, Gabriela Fonseca Parreira, representando o IEL - Fiemg, Caroline Gonalves Valeriano, o Simi, Solange Cristina Uber Busek a Sectes, e rika Melo de Souza, a Fatec - Senai. Obrigada a todos os componentes da Banca Avaliadora e concorrentes ao Programa de Incubao da D. Incubadora de Empresas e Negcios de Design. Equipe Gestora 6. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Incubadora 7. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Incubadora 8. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Incubadora O QUE UMA INCUBADORA DE EMPRESAS Uma incubadora uma organizao que oferece apoio ao processo de gerao e consolidao de empresas. Os empreendimentos apoiados devem passar por um processo de seleo formal, o que definir aqueles que recebero servios de consultoria, assessoria e qualificao para ampliar a probabilidade de sucesso. Uma caracterstica essencial de uma incubadora o monitoramento, avaliao e orientao constantes dos empreendimentos, de forma a decidir quais esto preparados para operar fora da incubadora (graduar) e aqueles que devem ser descontinuados. 9. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Fonte de Capital Leitura artigo 10. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Fonte de Capital 11. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Fonte de Capital 12. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Fonte de Capital Algumas das fontes de financiamento: Economia pessoal famlia e amigos Angel Investor (investidor Anjo) Fornecedores, parceiros estratgicos, clientes e funcionrios Capital de risco Programas do Governo Brasileiro Programas do FINEP Programa Criatec do BNDES Programas RHAE Inovao Microcrdito Progex Programa Sebraetec e Sebrae Mais Investidores FFF 13. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Recursos prprios Vantagens Maior liberdade para tomada de decises Falta de scio Desvantagens Alta possibilidade de endividamento Outra questo a ser considerada so os problemas familiares que da podem decorrer, afetando o equilbrio do empreendedor e comprometendo sua dedicao ao negcio. Fonte de Capital Algumas das fontes de financiamento: Angel Investor (investidor Anjo) Investidores FFF 14. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Fonte de Capital Algumas das fontes de financiamento: Economia pessoal, famlia e amigos Levando em seu nome a palavra que em alemo quer dizer cerveja, Eduardo Bier Correa, tambm conhecido como Dado Bier, sempre sonhou ter sua prpria fbrica de cerveja. Na noite de Natal em 1992, Bier ouviu de seu tio Jorge Gerdau, empresrio bem sucedido na indstria siderrgica brasileira, o que seria a grande oportunidade de sua vida: Quando voc vai abrir sua empresa de cerveja? perguntou Gerdau. Quando tiver dinheiro, respondeu Bier. E se eu financiar? Gerdau insistiu. Aps esta conversa, Bier passou diversos dias pensando se o que tinha ouvido era piada ou uma proposta para se tornar scio do baro do ao. Finalmente, decidiu vender todos os seus negcios e viajou para a Alemanha para estudar sobre a indstria de cerveja. 15. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Fonte de Capital 16. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Fonte de Capital 17. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Fonte de Capital 18. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Fonte de Capital 19. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Fonte de Capital 20. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Fonte de Capital 21. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Fonte de Capital 22. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Fonte de Capital 23. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Fonte de Capital 24. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Fonte de Capital 25. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Fonte de Capital 26. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Fonte de Capital A rede voltada para tratamento de cabelos crespos Beleza Natural fechou neste fim de semana com a GP Investimentos venda de 33% do capital. A controladora - Cor Brasil S.A. - vai receber injeo de R$ 70 milhes e investir para atingir a meta de crescer dez vezes em dez anos. Com 13 lojas - nove no Rio, duas em Salvador e duas em Vitria -, o foco so mulheres e homens da classe C que tenham cabelos crespos e que queiram manter os cachos. No ano passado a rede faturou R$ 130 milhes e estima fechar 2013 com aumento de 30% O carro-chefe no tratamento o produto batizado de Super-Relaxante, que tira volume dos fios sem alis-los. Foi concebido por Heloisa Assis, conhecida como Zica. Por dez anos, ela testou produtos nos prprios cabelos. Queria os cachos mais soltos. Em 1993, quando comeou a ouvir elogios dos amigos que diziam que o cabelo dela estava mais bonito, Zica concluiu que havia chegado onde queria e transformou a frmula em negcio. Em 1993, abriu o primeiro salo com o marido, Jair Conde, Rogrio Assis, o irmo, e a amiga Leila Velez. Foi na Tijuca, na zona norte do Rio, em 1993. Rogrio e Leila trabalhavam na rede de lanchonetes McDonald's na poca em que a frmula de Zica comeou a dar certo. A multinacional foi fonte de inspirao para o atendimento em etapas. Os dois destinaram as economias na instalao do primeiro salo e Jair entrou com o que arrecadou com a venda de um Fusca. Zica era empregada domstica e deixou o servio para dedicar-se nova atividade. 27. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Portal do Empreendedor www.portaldoempreendedor.gov.br 28. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Incubadoras de empresas Assessoria Sebrae Assessoria jurdica e contbil Universidades e institutos de pesquisas Instituto Empreender Endeavor Franchising O empreendedor no uma ilha isolada no oceano. Por meio de sua rede de contatos, ele deve identificar Os melhores profissionais e entidade para assessor-lo. Dornelas 29. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Vdeo do MARTIN LUTHER KING JR. I HAVE A DREAM Vdeo do Barack OBAMA Motivao 30. Nivaldo J Silva - UNISAL Empreendedorismo aula 06 Pergunta final: Qual o seu sonho? Concluso