Click here to load reader

01 Aula Empreendedorismo Parte 1

  • View
    233

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Empreendedorismo

Text of 01 Aula Empreendedorismo Parte 1

  • EMPREENDEDORISMOProf. Milton Rodrigues Gonalves

    [email protected]

  • ProfessorEconomia Puc CampinasMBA Gesto Ambiental MetrocampMBA Gesto Negcios FAVMestrando Planejamento Energtico UnicampProfessor: Unidades 3,4,Fav e IndaiatubaDisciplinas: Empreendedorismo, Planejamento, Economia, Economia Brasileira, Gesto de Projetos.

  • Contrato de TrabalhoPrimeiro Bimestre:Trabalhos em sala de aula = at 5,0Prova Bimestral = 5,0Trabalhos perdidos s sero refeitos com justificativa legalSegundo Bimestre:TrabalhoProvaObs: Nas reposies de aulas, seguir o mesmo esquema de trabalhos em sala de aula.

  • IntroduoConceito empreendedorismo = final da dcada de 1990.No Brasil o termo ganhou fora com a preocupao de criar empresas duradouras e diminuir a taxa de mortalidade.Motivos de crescimento do empreendedorismo:- aumento do ndice de desemprego- ex-funcionrios - utilizao recursos pessoais- utilizao FGTS.

  • O QUE SER EMPREENDEDOR

    Aquele que assume riscose comea algo novo.

  • Empreendedorismo + Inovao

    =

    Prosperidade

  • QUESTES EM GRUPOO que empreendedorismo?O que ser empreendedor?Por que se fala tanto a respeito do assunto hoje em dia?O empreendedor nasce pronto, ou seja, s os predestinados podem ser empreendedores, ou ser que qualquer pessoa pode tornar-se um?Qual a diferena entre o empreendedor e o administrador?

  • O Processo EmpreendedorSculo XX transformaes rpidas.Invenes pessoas ou grupos de pessoas.Caractersticas visionrias, questionam, arriscam, querem algo diferente, fazem acontecer e empreendem.No querem ser mais um na multido, querem reconhecimento e admirao.

  • O Processo EmpreendedorAlgumas invenes e conquistas do sculo XX1903: avio motorizado1923: aparelho televisor1943: computador1958: laser1970: microprocessador1989: World Wide Web

    Pesquise para a prxima aula mais invenes.

  • Anlise Histrica Perodo inicial Idade Mdia Sculo XVII Sculo XVIII Sculos XIX e XXPENSADORESSay (1803)Schumpeter (1934)McClelland (1961)N. Ach (1971)Druker (1974)Shapiro (1975)Vsper (1980)Pinchot (1985)

  • Primeiro uso do TermoMarco Polo tentativa de estabelecer uma rota comercial para o Oriente.Diferenas entre empreendedor e capitalista:

    Capitalista: assume riscos de forma passiva

    Empreendedor: assume papel ativo, correndo todos os riscos fsicos e emocionais.

  • Idade MdiaIdade Mdia o termo foi utilizado para definir aquele que gerenciava grandes projetos de produo.No assumia grandes riscosGerenciava os projetosRecursos provenientes do Governo do Pas.

  • Sculo XVIIPrimeiros indcios do empreendedor assumir RISCOS.

    O empreendedor estabelecia um contrato onde ao realizar algum servio ou fornecer produtos, os preos geralmente eram prefixados, ficava estabelecido que qualquer lucro ou prejuzo era do empreendedor.

  • Sculo XVIIICAPITALISTA EMPREENDEDOREsta diferenciao se deu ao incio da Industrializao.Como exemplo temos as pesquisas referentes a eletricidade e qumica, ondeThomas Edison com auxilio de inventores que financiaram os experimentos.

  • Sculos XIX e XXNeste perodo os empreendedores foram confundidos como gerentes ou administradores. O que ainda ocorre nos dias atuais.Anlise do ponto de vista econmico, organizam as empresas, pagam os empregados, planejam, dirigem e controlam.Todo empreendedor deve ser necessariamente um bom administrador, no entanto, nem todo administrador um empreendedor.

    O empreendedor tem algo mais.

  • Administrador X EmpreendedorAbordagem Clssica: a trabalho do administrador se concentra nos atos de planejar; organizar; dirigir e controlar. Principal divulgador Henry Fayol.Rosemary Stewart (1982), administrador e empreendedor tem trabalho semelhante com trs caractersticas: demandas, restries e alternativas.Demandas = o que tem que ser feitoRestries = fatores internos e externos limitam o que pode fazerAlternativas = do que e de como fazer.

  • Administrador X EmpreendedorHampton (1991) os administradores se diferem em dois aspectos: Hierarquia e Conhecimento que detm.Mintzberg (1986) foca nos papis dos gerentes:Interpessoais: representante, lider e ligao.Informacionais: monitor, disseminador e interlocutor.Decisrios: empreendedor, solucionador de distrbios, alocador de recursos e negociador.

    Veja quadro 2.3 caractersticas dos empreendedores de sucesso PLT pgina 33.Ver quadro 2.4 comparao entre gerentes e empreendedores PLT pgina 36 a 38.

    Material de apoio: empreendedores e ser empreendedor -Sebrae

  • Desenvolvimento da Teoria do Empreendedorismo e do Termo Empreendedor

    Origina-se do francs: significa aquele que est entre ou estar entre1964 Peter Drucker o empreendedor maximiza oportunidadesIdade Mdia: participante e pessoa encarregada de projetos de produo em grande escala1975 Albert Shapiro o empreendedor toma iniciativa, organiza alguns mecanismos sociais e econmicos e aceita riscos de fracasso.Sculo XVII: pessoa que assumia riscos de lucro ou prejuzo em um contrato de valor fixo com o governo.1980 Karl Vsper o empreendedor visto de modo diferente por economistas, psiclogos, negociantes e polticos.1725: Richard Cantilon pessoa que assume riscos diferente da que fornece capital.1983 Gifford Oinchot o intra-empreendedor um empreendedor que atua dentro de uma organizao j estabelecida.1934: Joseph Shumpeter o empreendedor um inovador e desenvolve tecnologia que ainda no foi testada.1985: Robert Hisrich o empreendedorismo o processo de criar algo diferente e com valor, dedicando o tempo e o esforo necessrios, assumindo os riscos financeiros, psicolgicos e sociais correspondentes e recebendo as conseqentes recompensas da satisfao econmica e pessoal.1961: David McClelland o empreendedor algum dinmico que corre riscos moderados.Fonte: Robert D. Hisrich Empreendedorismo Editora Artemed.

  • Conceituando EmpreendedorismoEmpreendedorismo o envolvimento de pessoas e processos que, em conjunto, levam transformao de idias em oportunidades.

    O empreendedor aquele que destri a ordem econmica existente pela introduo de novos produtos e servios, pela criao de novas formas de organizao ou pela explorao de novos recursos e materiais. (Joseph Schumpeter, 1949)

  • Aspectos do empreendedor1) iniciativa para criar um novo negcio e paixo pelo que faz.2) utiliza os recursos disponveis de forma criativa transformando o ambiente social e econmico onde vive.3) aceita assumir riscos calculados e a possibilidade de fracassar.

  • Empreendedorismo se aprende?Mito.O processo de empreendedorismo pode ser ensinado e entendido por qualquer pessoa.O sucesso decorrente de diversos fatores internos e externos ao negcio, do perfil do empreendedor e de como ele ADMINISTRA as adversidades que se encontra no dia a dia de seu empreendimento.

  • Empreendedores InatosEmpreendedores Inatos continuam existindo, e continuam sendo referncias de sucesso.Alguns mitos do empreendedorismo:

    BILL GATESSILVIO SANTOSOLAVO SETBALANTONIO ERMRIO DE MORAES

  • Habilidades do empreendedorPodem ser classificadas em trs reas:Tcnicas, Gerenciais e Caractersticas pessoaisTcnicas:Saber escrever, ouvir,Captar informaes,Bom orador, organizado,Liderar, trabalhar emEquipe, possuir Know-How da rea atuada.Gerenciais:reas Desenvolvimento,Criao e gerenciamentoDe uma nova empresaPessoais:Disciplinado, assumir Riscos, inovador, serOrientado a mudanas,Persistente e ser umLder visionrio.

  • O processo empreendedorSer empreendedor uma deciso que ocorre devido a fatores externos, ambientais e sociais, a aptides pessoais ou a um somatrio de todos esses fatores.(ver quadro 2.2 fatores que influenciam no processo empreendedor pgina 41 PLT).(ver quadro 2.4 O processo empreendedor pgina 43 PLT).

  • QuestionrioMotivaoUm motivo para ao

  • Realizao Associao PoderBases Motivacionais

  • O motivo de realizao aquela necessidade que leva as pessoas a agirem conforme padres de excelncia, procurando sempre fazer o melhor possvel, com grande desejo de sucesso. So pessoas orientadas para a atividade, para fazer coisas, para resultados.Caracterstica: CompetirMotivao paraRealizao

  • O motivo de associao, tambm chamado de afiliao at certo ponto, o oposto ao motivo da realizao. o desejo de estar com pessoas, numa relao afetuosa e amiga. Onde a pessoa se preocupa mais com as relaes humanas do que com tarefas e a produo. Seus pensamentos giram em torno buscar e de restaurar relaes rompidas.Caracterstica: Ajudar, participar de reunies e atividades em grupos.Motivao paraAssociao

  • O motivo de Poder caracteriza-se pelo desejo de exercer influncia, controle e impacto sobre os outros.Caracterstica: ConduzirMotivao paraPoder

  • Face positiva: Preocupao em fazer o grupo sentir-se forte e competente para realizar o que se deseja. Eu s ganho se voc ganhar tambm.

    Face negativa: caracteriza-se pela equao domnio-submisso, isto :Para eu ganhar voc tem que perderPago dois para voc no ganhar um

    Caracterstica: Presena / BrilhoMotivao paraPoder

  • Estudo de Caso + TestesTrabalho em Grupo

    Exerccios pg: 47 - PLT

  • EMPREENDEDORISMOAULA = O Processo EmpreendedorExerccio 5Auto Avaliao de seu perfil empreendedor.Identificando Oportunidades