Click here to load reader

Março de 2016 | Allegro e Vivace 2

  • View
    222

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Fabio Mechetti, regente Asier Polo, violoncelo BUSONI | Abertura de Comédia, op. 38 SCHUMANN | Sinfonia nº 4 em ré menor, op. 120 R. STRAUSS | Don Quixote, op. 35

Text of Março de 2016 | Allegro e Vivace 2

  • U M A N

    N I S C HFORTISSIMO N 4 2016

    B U S O

    N R. S T

    R A U S S

    ALLEGRO

    VIVACE

    17/03

    18/03

  • MINISTRIO DA CULTURA E GOVERNO DE MINAS GERAIS APRESENTAM

    ALLEGRO

    VIVACE

    17/03

    18/03

  • FO

    TO

    : R

    AF

    AE

    L M

    OT

    TA

  • 5Dando continuidade Temporada 2016

    da nossa! Filarmnica de Minas Gerais,

    recebemos neste ms um dos mais

    importantes e disputados solistas

    do cenrio internacional.

    Executando uma das obras-primas

    mais marcantes de Richard Strauss,

    acolhemos uma vez mais em nosso

    palco o violoncelista basco Asier Polo.

    Dono de grande integridade e

    sonoridade quente e especial, Asier

    certamente marcar essa oportunidade,

    dando vida a uma das personagens

    que nos serve constantemente

    de inspirao, Dom Quixote.

    O aniversrio de 150 anos de Busoni

    igualmente celebrado com sua

    Caros amigos e amigas,

    FABIO MECHETTIDiretor Artstico e Regente Titular

    singela Abertura de Comdia.

    A beleza da Quarta Sinfonia de

    Schumann completa o repertrio

    da noite.

    Com essa brilhante programao, a

    Filarmnica continua a enriquecer

    a vida cultural dos mineiros, dando

    queles que nos apoiam motivos de

    orgulho por tudo o que a Orquestra

    representa no cenrio nacional de hoje.

    Bem-vindos e que todos

    tenham um bom concerto.

  • 6FO

    TO

    : A

    LE

    XA

    ND

    RE

    RE

    ZE

    ND

    E

    Desde 2008, Fabio Mechetti Diretor Artstico e Regente Titular da Orquestra Filarmnica de Minas Gerais, sendo responsvel pela implementao de um dos projetos mais bem-sucedidos

    no cenrio musical brasileiro. Com seu trabalho, Mechetti

    posicionou a orquestra mineira nos cenrios nacional e internacional

    e conquistou vrios prmios. Com ela, realizou turns pelo

    Uruguai e Argentina e realizou gravaes para o selo Naxos.

    Natural de So Paulo, Fabio Mechetti serviu recentemente como

    Regente Principal da Orquestra Filarmnica da Malsia, tornando-se

    o primeiro regente brasileiro a ser titular de uma orquestra asitica.

    Depois de quatorze anos frente da Orquestra Sinfnica de Jacksonville,

    Estados Unidos, atualmente seu Regente Titular Emrito. Foi

    tambm Regente Titular da Sinfnica de Syracuse e da Sinfnica

    de Spokane. Desta ltima , agora, Regente Emrito.

    Foi regente associado de Mstislav Rostropovich na Orquestra

    Sinfnica Nacional de Washington e com ela dirigiu concertos

    no Kennedy Center e no Capitlio norte-americano. Da

    Orquestra Sinfnica de San Diego, foi Regente Residente.

    Fez sua estreia no Carnegie Hall de Nova York conduzindo a

    Orquestra Sinfnica de Nova Jersey e tem dirigido inmeras orquestras

    norte-americanas, como as de Seattle, Buffalo, Utah, Rochester,

    Phoenix, Columbus, entre outras. convidado frequente dos festivais

  • 7FABIO MECHETTIdiretor artstico e regente titular

    de vero nos Estados Unidos, entre

    eles os de Grant Park em Chicago

    e Chautauqua em Nova York.

    Realizou diversos concertos no Mxico,

    Espanha e Venezuela. No Japo dirigiu

    as orquestras sinfnicas de Tquio,

    Sapporo e Hiroshima. Regeu tambm a

    Orquestra Sinfnica da BBC da Esccia,

    a Orquestra da Rdio e TV Espanhola

    em Madrid, a Filarmnica de Auckland,

    Nova Zelndia, e a Orquestra

    Sinfnica de Quebec, Canad.

    Vencedor do Concurso Internacional de

    Regncia Nicolai Malko, na Dinamarca,

    Mechetti dirige regularmente na

    Escandinvia, particularmente a

    Orquestra da Rdio Dinamarquesa e a

    de Helsingborg, Sucia. Recentemente

    fez sua estreia na Finlndia dirigindo

    a Filarmnica de Tampere e na Itlia,

    dirigindo a Orquestra Sinfnica de

    Roma. Em 2016 far sua estreia com a

    Filarmnica de Odense, na Dinamarca.

    No Brasil, foi convidado a dirigir a

    Sinfnica Brasileira, a Estadual de

    So Paulo, as orquestras de Porto

    Alegre e Braslia e as municipais de

    So Paulo e do Rio de Janeiro.

    Trabalhou com artistas como Alicia

    de Larrocha, Thomas Hampson,

    Frederica von Stade, Arnaldo Cohen,

    Nelson Freire, Emanuel Ax, Gil

    Shaham, Midori, Evelyn Glennie,

    Kathleen Battle, entre outros.

    Igualmente aclamado como regente

    de pera, estreou nos Estados Unidos

    dirigindo a pera de Washington.

    No seu repertrio destacam-se

    produes de Tosca, Turandot, Carmen,

    Don Giovanni, Cos fan tutte, La Bohme,

    Madame Butterfly, O barbeiro de

    Sevilha, La Traviata e Otello.

    Fabio Mechetti recebeu ttulos

    de mestrado em Regncia e em

    Composio pela prestigiosa

    Juilliard School de Nova York.

  • 8SS

    BUSONI150 ANOSB

  • Ferruccio BUSONIAbertura de Comdia, op. 38

    Robert SCHUMANN Sinfonia n 4 em r menor, op. 120

    Ziemlichlangsam Lebhaft (Moderadamente devagar Alegre)

    Romanze: Ziemlichlangsam (Romance: Moderadamente devagar)

    Scherzo: Lebhaft (Scherzo: Alegre)

    Langsam Lebhaft (Lento Alegre)

    Richard STRAUSSDon Quixote, op. 35, Variaes fantsticas

    sobre um tema de carter cavalheiresco

    FABIO MECHETTI, regente

    ASIER POLO, violonceloJOO CARLOS FERREIRA, viola

    INTERVALO

    PROGRAMA

    IntroduoTema

    Sancho PanaVariao 1Variao 2Variao 3Variao 4Variao 5Variao 6Variao 7Variao 8Variao 9

    Variao 10

    Finale

    Tempo moderado (cavalheiresco e galante)Don Quixote, O Cavaleiro da Triste Figura: ModeradamenteModo maiorA Aventura com os Moinhos de Vento: Sem pressaA luta contra o rebanho de ovelhas: BlicoDilogo entre Cavaleiro e Escudeiro: Tempo moderadoA Aventura infeliz com uma Procisso de Peregrinos: Pouco mais largoA viglia do Cavaleiro: Livremente declamado e sentimentalDulcineia encantada: RpidoA cavalgada no ar: Um pouco mais calmo do que antesA viagem no barco encantado: Sem pressaO combate com os dois mgicos: Rpido e tempestuosoDuelo contra o Cavaleiro da Lua Branca, O retorno do derrotado Don Quixote: Muito mais largoA Morte de Don Quixote: Muito calmo

  • FO

    TO

    : N

    OA

    H S

    HA

    YE

    ASIERPOLO

  • 11

    Nascido em Bilbao, Espanha, Asier Polo

    estudou com Elisa Pascu, Mara Kliegel

    e Ivan Monighetti. Ele logo se destacou

    vencendo os primeiros prmios para

    Violoncelo e Msica de Cmara no

    Concurso Nacional de Jovens Msicos.

    Entre recentes e futuros compromissos

    do msico, figuram concertos como

    solista com a maioria das principais

    orquestras espanholas e outras orquestras

    estrangeiras, como as filarmnicas da

    BBC, de Israel, de Dresden, da Louisiana

    e de Bergen, Sinfnica Nacional da RAI

    italiana, Orquestra de Paris, Sinfnica

    de Porto Rico e Sinfnica de Mineria.

    Polo j se apresentou sob a batuta de

    importantes regentes, como Rafael

    Frhbeck de Burgos, Juanjo Mena,

    Pinchas Steinberg, Claus Peter Flor,

    Gnther Herbig, Antoni Wit, Gnter

    Neuhold, John Axelrold, Anne Manson

    e Carlos Miguel Prieto. Na temporada

    2015/2016 ele estreia com a Orquestra

    Sinfnica Nacional Dinamarquesa

    e o maestro Juanjo Mena e tambm

    com a Filarmnica da Malsia. Esta

    a terceira apresentao de Asier Polo

    com a Filarmnica de Minas Gerais.

    Polo foi convidado para festivais de

    destaque, como os realizados em

    Nantes, Frana; Dotzauer cello

    Wettbewerg, Alemanha; Concurso

    Internacional Carlos Prieto, Mxico;

    Bienal de Veneza, Itlia; Festival

    Internacional de Msica de Granada;

    Morelia, Mxico; e o Quincena

    Musical em San Sebastin.

    Ele tambm j se apresentou com grandes

    artistas, como Sol Gabetta, Isabelle van

    Keulen, Josep Colom, Gerard Causs,

    o Quarteto Jancek e Alfredo Kraus.

    Nos ltimos anos, Asier Polo foi

    convidado de Alfred Kraus para realizar

    apresentaes solo em seus concertos no

    Maggio Fiorentino, no Covent Garden

    de Londres, no Tonhalle de Zurique e

    no prestigiado Musikverein em Viena.

    Polo se dedica apresentao da nova

    msica, especialmente de seu pas natal,

    com grande interesse por repertrios ainda

    desconhecidos do pblico, como as obras

    de Toms Marco e Carmelo Bernaola.

    Compositores como Gabriel Ercoreca,

    Luis de Pablo e Antn Garca Abril

    dedicaram a Asier Polo algumas de suas

    obras. Ele tem sido capaz de combinar a

    msica moderna com o grande repertrio

    clssico, contemplando desde as sutes

    de Bach e os concertos clssicos e

    romnticos at a msica contempornea.

    O msico gravou os concertos de

    Usandizaga, Villarojo, Escudero e

    Rodrigo para importantes selos como

    Claves, RTVE, Marco Polo e Naxos.

    Atualmente, Asier Polo professor no

    Centro Superior de Msica do Pas

    Basco Musikene e na Universidade

    Afonso X em Madri, bem como

    diretor artstico do Forum Musikael.

    O artista se apresenta com o violoncelo

    Francesco Rugieri (Cremona, 1689),

    adquirido em colaborao com a

    Fundao Banco Santander.

    ASIERPOLO

  • 12 BABERTURA DE COMDIA, OP. 38 (1897)7 minItlia, 1866 Alemanha, 1924Ferruccio Busoni foi menino prodgio. Estudou piano e composio com alguns dos melhores mestres de sua poca e foi considerado, aps a morte de Liszt, como o maior pianista do mundo. Nas palavras de Stefan Zweig: Desde a juventude eu o