BENS PÚBLICOS – AQUISIÇÃO – ALIENAÇÃO - USO. Imprescritibilidade  prescrição aquisitiva impossibilidade  adquirir bem público  usucapião (móvel/imóvel)

  • View
    217

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of BENS PÚBLICOS – AQUISIÇÃO – ALIENAÇÃO - USO. Imprescritibilidade  prescrição...

  • BENS PBLICOS AQUISIO ALIENAO - USO

  • Imprescritibilidade prescrio aquisitiva impossibilidade adquirir bem pblico usucapio (mvel/imvel) 340 STF desde vigncia CC bens dominicais + demais bens pblicos, NO podem ser adquiridos p/ usucapio (3 tipos)Art. 183, 3 - 191-CF/88 CC art. 102 CCImpenhorabilidade bens pub. no sujeitos penhora devem estar disponveis Estado desenvolva atividades no sujeio constrio judicial art.100, CF/88

  • Inalienabilidade alienabilidade condicionada cumpridos requisitos bens domnio privado podem ser alienados No onerabilidade consequncia impenhorabilidade impossibilidade onerao no penhor + hipoteca + anticrese no possibilidade garantiaregra garantia inadimplemento obrigao art. 1420 CC s o que pode alienarhipotecar, penhorar...Exceo art. 167, 4CF garantia dbitos com a Unio

  • AQUISIO BENS PBLICOSAdquiridos => PJDP finalidade de interesse da coletividade justifique Poder Pblico mecanismos prprios aquisio originria decorre soberania + exerccio poder extroverso Estado independem de manifestao vontade antigo proprietrio do bem

  • 2 Grupos:* Bens pblicos desde sempre + ex vi legis propriedade pblica (art. 20, II, terras devolutas)

    ORIGINRIA direta independe figura transmitente no h transmisso de propriedade p/ manifestao de vontade proprietrio anterior.No h discusso sobre vcios de vontade ou legalidade (transmisso)Usucapio, desapropriao, acesso por aluvio

    DERIVADA existe a transmisso do bem algum transmite um bem ao adquirente mediante certas condies por ele estabelecidas*cabe discusso sobre vcios da vontade e sobre o prprios negcio jurdico de transferncia do bem.Compra e venda c/ a transcrio do ttulo do Registro de Imveis

  • CAUSAS CONTRATUAIS Negcios jurdicos regulados Direito PrivadoFORMAS CAUSAS NATURAIS Fenmenos da naturezaAQUISIO CAUSAS JURDICAS Lei d esse efeito translativo

  • CAUSAS CONTRATUAIS (ex. compra e venda, dao em pagamento, doao)--.aquisio atravs contrato liberdade # administrador vontade Estado incidncia normas direito privado # contrato administrativo, MAS SIM mesmo plano jurdico - lei prev prerrogativas compra de bens mveis fins administrativos prerrogativas- 37, XXI e Lei 8.666/93Contrato administrativo

  • * registro cartrio ttulo translativo de propriedade inter vivos (1.245 CC) + tradio (1.267 CC)**condies especiais na Lei dispensa art. 24, Lei 8.666/93 inc. X aquisio bem imvel atender finalidades bsicas AP instalao e localizao **condicionem a sua escolha** preo compatvel c/ valor de mercado, -avaliao prvia

  • causas naturais acesso art. 1248 CC passa a pertencer ao proprietrio tudo que aderir propriedadea)formao de ilhas: b)aluvioc)avulsod)lveo abandonado: e)construes e plantaes:

  • Causas jurdicas *direito hereditrio (NO SOBREVIVENDO CNJUGE, COMPANHEIRO, PARENTE SUCESSVEL OU RENNCIA herana devolvida Municpios, DF e Unio (jacente 5 anos abertura sucesso e testamentria pode abarcar o Estado);* arrematao alienao bem penhorado- processo execuo praa ou leilo* adjudicao credor (pessoa jurdica de direito pblico) direito de adquirir bens penhorados art. 1275 CC Confisco 243 CF/88

  • Usucapio art. 1,238 CC posse do bem por tempo determinado + boa f Desapropriao transferncia compulsria propriedade de bens para o domnio pblico, em funo de utilidade pblica, interesse social ou necessidade pblica.Dec. 3.365/41

  • * aquisiorazo de DETERMINAO LEGAL (parcelamento do solo Lei 6766/79) reas reservadas Poder Pblico * PERDIMENTOCDIGO PENAL Art. 91 - So efeitos da condenao: II - a perda em favor da Unio, ressalvado o direito do lesado ou de terceiro de boa-f: a) dos instrumentos do crime, desde que consistam em coisas cujo fabrico, alienao, uso, porte ou deteno constitua fato ilcito;b) do produto do crime ou de qualquer bem ou valor que constitua proveito auferido pelo agente com a prtica do fato criminoso.

  • PERDA DE BENS em razo de ato de improbidade administrativa Lei 8.429/92 reverso Lei 8.987/95 * ABANDONO de bens mveis ou imveis 1275, CC (excluso sem manifestao expressa deixar de pagar nus fiscais sobre os bens)Arrecadado como bem vago 3 anos passa propriedade Muncipio/DF quando urbano e Unio zona ruralREVERSO BENS CONCESSES SPS

  • ALIENAO

    bens dominiais no afetados finalidade pblica especfica Institutos do direito privado compra e venda, doao, permuta * normas CC parcialmente derrogadas Dir. Pb.(competncia, motivao etc) Institutos do direito pblico investidura, legitimao de posse e retrocesso Licitao desnecessria inexiste competio comrcio jurdico direito privado e pblico

  • art. 17, Lei 8.666/93 exigncias Demonstrao de interesse pblicoPrevia avaliaoLicitao Autorizao legislativa bem imvel AD, autarquias e fundaes modalidade regra concorrncia Adquiridos procedimentos judiciais dao em pagamento alienados tambm por leilo (art. 19) observncia invalidade

  • Bens mveis desafetao interesse pub. Justificado avaliao prvia leilo

  • Dispensada licitao art. 17, I Lei 8.666/93Ex:a)dao em pagamento;b)doao, permitida exclusivamente para outro rgo ou entidade da administrao pblica, de qualquer esfera de governoc)permuta, por outro imvel que atenda aos requisitos constantes do inciso X do art. 24 desta Lei;d)investidura;e)venda a outro rgo ou entidade da administrao pblica, de qualquer esfera de governo;

  • X-para a compra ou locao de imvel destinado ao atendimento das finalidades precpuas da administrao, cujas necessidades de instalao e localizao condicionem a sua escolha, desde que o preo seja compatvel com o valor de mercado, segundo avaliao prvia;(Redao dada pela Lei n 8.883, de 1994)

  • Inst. Dir. Priv.a) venda art. 481 do CC imveis (exige autorizao legislativa, interesse pblico justificado, av. prvia e licitao, na modalidade concorrncia, excepcionalmente o leilo, art. 19) e se mveis (requisitos iguais: a autorizao legislativa pode ser genrica e admite qualquer modalidade licitatria);

    b) doao - (art. 538 e ss CC) s e possvel em carter excepcional, exigindo autorizao legal, avaliao prvia, interesse pblico justificado, sendo a licitao dispensada;

  • Art.17, I,b permitida destinada outro rgo ou entidade APF (Unio) ressalva = lei 11.952/2009 programas habitacionais/ regularizao fundiria interesse social avaliao convenincia socio-economicaLegislao estadual,distrital e municipal pode permitir doao outros destinatriosinstituies associativas/ ou sem fins lucrativos no integrantes APReverso patrimnio entidade doadora cessarem razes doaoNo vedao constitucional concesso direito real uso

  • c) permuta troca de bens alienao e aquisio simultneas(art. 533, CC) requisitos iguais autorizao/alienao/interesses # licitao normalmente dispensada relao jurdica atender a situao especial;

  • d) dao em pagamento credor pode consentir em receber prestao diversa da que lhe devida(art. 356, CC) requisitos iguais diferenciando quanto licitao que ser inexigvel em razo da particularidade do ajuste;Invivel regime competio determinao prvia do credor

  • Inst. Dir. Pb 2 hiptesesLei art. 17, 3, lei8.666/93Investidura alienao proprietrios de imveis lindeiros rea remanescente ou resultante de obra pblica inaproprivel isoladamente Preo nunca inferior avaliao vedado ultrapassar 50% limite convite (- art. 23, II, a - )

  • Legitimao Posse reconhecimento posse legtima observncia requisitos lei transferncia interessado rea patrimnio publico objetivo social agricultores (atividade em terras pblicas) moradia e trabalho sem fins especulativos (regulada lei 4.504/64)* 100 h + moradia permanente +cultivo terra + no proprietrio rural)

  • EX: Lei 11.977/09 Minha casa, minha vida regularizao funidria de interesse social assentamentos irregulares urbanos ocupao populao baixa renda para fins de moradia Previso legitimao de posse em reas pblicas, inclusive com registro imobilirio*anuncia legal alienar reas pblicas

  • GESTO dever administrao guarda, conservao e aprimoramento Bens pblicos. utilizao dos bens pblicos. A)comum ou normal generalidade utilizao do bem, a indiscriminao administrados tocante uso compatibilizao uso c/ os fins normais a que se destina + inexistncia de qualquer gravame p/ permitir a utilizao. gratuito discriminao condio econmica Andar pelas ruas, sentar nos bancos das praas, praia

  • b) especial ou anormal uso bem fora destinao normal (forma remunerada ou privativa)B.1) utilizao especial remunerada pagam a remunerao onerosidadeArt. 103 CC acesso limitado pagamento retribuio entrada museu e pedgio rua recebem o consentimento estatal uso privativo bem se afasta destinao impede utilizao terceirosPedgio rua, entrada museu

  • - exclusividade do uso B.2) utilizao especial privativa particular utiliza sozinho bem dono afastamento destinao sobrecarga --< manifestao administrativa formas de utilizao privativa: autorizao de uso de bem pblico; permisso de uso de bem pblico; concesso de uso de bem pblico; concesso de direito real de uso; cesso de uso; formas de direito privado: a)enfiteuse, b)locao;c) arrendamento; d)comodato.

  • Autorizao de uso de bem pblico ATO ADM UNILATERAL, DISCRICIONRIO E PRECRIO UTILIZAO ESPECIAL-> BEM POR UM PARTICULAR DE MODO PRIVATIVO ATENDENDO AO INTERESSE PRIVADO SEM PREJUDICAR O IPEX: O USO DE TERRENOS BALDIOS ESTACIONAMENTO, RETIRADA DE GUA DE FONTES NO ABERTAS AO PBLICO, FECHAMENTO DE RUAS PARA FESTAS COMUNITRIAS.* A DISCRICIONARIEDADE CONVENINCIA E OPORTUNIDADE DO INT. PBLICO*UNILATERAL ESTADO FAZ S