Click here to load reader

Livro final 3.qxd

  • View
    223

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of Livro final 3.qxd

  • 1

    FRUM INTERGOVERNAMENTALDE PROMOO DA IGUALDADE RACIAL:

    ao integrada entre governos e sociedade civil

    RealizaoSEPPIR - Secretaria de Polticas de Promoo da Igualdade Racial

    Fundao Fredrich Ebert - FES/ILDES

    OrganizaoRosane da Silva Borges

    So Paulonovembro/2004

  • 2

  • 1 Apresentao

    2 O papel do Estado no combate ao racismo e na promoo da igualdade racial: um breve relato2.1 Distncias e aproximaes: demandas da populao negra e poder pblico2.2 Algumas polticas que j foram implementadas2.3 O governo Lula na atmosfera de uma nova sociabilidade poltica

    Igualdade de direitos de oportunidade e de tramento - Propostas do governo federalIgualdade econmica e social - Propostas do governo federal

    2.4 SEPPIR, instncia representativa para a conquista da promoo da igualdade racial

    3 O Frum Intergovernamental de Promoo da Igualdade Racial - FIPIR3.1 Objetivos do Frum3.2 Metodologia e formas de atuao do Frum3.3 Temas tratados3.4 Abrangncia do Frum3.5 Organismos municipais e estaduais integrantes do Frum

    4 O Frum acontecendo: a construo participativa, a troca de experincia, avaliao doprocesso em curso e mapeamento dos desafios4.1 Primeira e segunda praa de debates: organizando o cenrio como os atores em cena (outubro de2003 e janeiro de 2004)4.2 Terceira praa de debates: lanamento do Frum Intergovernamental de Promoo da IgualdadeRacial - FIPIR4.3.1 No centro da tribuna, a Educao4.3.2 Na tribuna, os gestores4.3.3 Interlocuo qualificada dos gestores4.3.4 Outros desdobramentos da interlocuo qualificada 4.3.5 Qualificao de professores4.3.6 Subsdios (Materiais Didticos)4.3.7 Outras conquistas na trincheira da Educao

    SUMRIO

    3

  • 5 Quarta praa de debates: monitorando as aes na educao e em outros temas5.1 Avaliando o processo de implementao da Lei 10.639/035.2 Mapeando os desafios5.2.1 Mercado de trabalho e populao negra: descortinando a realidade5.2.2 Delineando polticas luz dos indicadores - um outro(novo) modelo de desenvolvimento susten-tvel

    6 Nos bastidores e no palco: avaliao do processo em curso, possibilidades futuras e apresen-tao da equipe6.1 Perspectivas 2005 em diante6.2 Alguns resultados6.3 A equipe do Frum 6.4 Como aderir ao Frum

    7 ANEXOS

    8 BIBLIOGRAFIA4

  • 5

  • 6

  • 7

  • 8

  • 9

  • 10

  • Este livro fruto dos trabalhos do FFrruummIInntteerrggoovveerrnnaammeennttaall ddee PPrroommoooo ddaa IIgguuaall--ddaaddee RRaacciiaall, ou FFIIPPIIRR, uma iniciativa pioneira daSEPPIR - Secretaria de Poltica de Promoo daIgualdade Racial do governo federal e da Funda-o Friedrich Ebert, ou FES/ILDES,1 como tam-bm conhecida. Visa a promoo de uma aocontinuada no combate s desigualdades raciaisa partir das trs esferas de governo (federal, es-tadual e municipal).

    O Frum surge da necessidade de articulao,capacitao, planejamento, execuo e monito-ramento das aes para a implementao dapoltica de promoo da igualdade racial no Pas.O que apresentamos, aqui, a sistematizaodos conhecimentos e experincias adquiridos aolongo de 13 meses de atividades, que agorachega a suas mos como um documento capazde oferecer elementos para a reflexo sobre aimportncia de se desenvolver uma poltica deinterveno social.

    So vrios os sujeitos sociais que fazem partedessa empreitada: organismos pblicos, governo

    federal, estados, prefeituras, gestoras (es) coor-denadoras(es) da poltica de promoo da igual-dade racial em suas localidades e instituies decooperao internacional. Com esta iniciativacelebramos a parceria efetiva entre as vriasinstncias de governo e os parceiros acima cita-dos que se solidarizam no delineamento de es-tratgias e aplicao de polticas para a supe-rao do racismo e da discriminao.

    No mais novidade que as desigualdades raciaisvm derrubando o mito da democracia racial,um dos pilares da identidade brasileira, exigindopolticas que possam eliminar o fosso abissalentre brancos e negros em nossa sociedade. Oenfrentamento destas assimetrias requer aadoo de uma poltica engajada entre todos ossetores sociais, com metodologias e estratgiasque estejam altura da magnitude dos efeitosdo racismo e da discriminao sobre a popu-lao negra. A era da inocncia acabou - e j foitarde-,2 portanto, a construo de uma naoefetivamente inclusiva e democrtica requer, emprimeira instncia, uma ateno redobrada questo racial.

    11

    1 Apresentao

    CCaarroo((aa)) LLeeiittoorr((aa)),,

    Caminhante, no h caminho;faz-se o caminho andando!

    1 A FES, de origem alem, atua na cooperao internacional para o desenvolvimento e, no Brasil, realiza um trabalho de apoio a organizaes dasociedade civil e de governos que esto no campo democrtico popular. A instituio est no Pas h quase 30 anos e a sede de sua representantebrasileira est em So Paulo. 2 Evocamos, aqui, o ttulo de artigo de Jurema Werneck - fundadora e organizadora-geral da Criola, organizao de mulheres negras sediada no esta-do do Rio de Janeiro - publicado no livro Racismos contemporneos. So Paulo: Takano, 2003.

  • Pelos decantados diagnsticos das desigualda-des no Brasil (mapeamento emprico das condi-es de vida da populao, anlises qualitativas),temos que as desigualdades - luz de indi-cadores, como renda, sade, educao, expec-tativa de vida etc - so movidas por um funda-mento racial. O universo que os dados estats-ticos descortinam vem exigindo novas/outrasposturas dos(as) formuladores(as) de polticaspblicas. No se permitem mais projetos e aesvoltados para a superao das desigualdades eda pobreza sem que neles no se perceba algumaceno ao tpico racial, visto que a pobreza tempredominncia na raa negra.

    nessa atmosfera social e poltica, onde qual-quer sustentao do ideal de uma igualdaderacial soa como triste eloqncia, que o FFrruummIInntteerrggoovveerrnnaammeennttaall ddee PPrroommoooo ddaa IIgguuaallddaaddeeRRaacciiaall se institui como uma forma de estabele-cer parmetros e de fomentar a execuo depolticas com capilaridade para combater as as-simetrias raciais em diversos municpios e esta-dos brasileiros. O Frum foi projetado para seruma poltica permanente no cotidiano institu-cional dos municpios e estados com a tarefa degarantir a transversalidade nas polticas pblicasdesses organismos. At o momento, esta inicia-tiva recobriu 42 municpios e 9 estados de todasas regies brasileiras e em seus poucos meses defuncionamento j apresenta alguns resultados.

    A acepo mais corrente de Frum praapblica, tribuna. assim que o "nosso Frum", oFFrruumm IInntteerrggoovveerrnnaammeennttaall ddee PPrroommoooo ddaaIIgguuaallddaaddee RRaacciiaall, vem se comportando. Sovrias as vozes e olhares que se cruzam na

    diversidade de cada praa, de cada municpio.Durante esses meses de trabalho, os(as) gesto-res(as) ocuparam papel de destaque na grandearena de discusso, oferecendo aportes impor-tantes para a implementao da Lei 10.639/03 -tema principal do FIPIR no exerccio de 2004-2005.

    Neste livro voc poder conhecer as estratgiasde articulao e aes desses atores e atrizes, oque fornece referncias para reorientaes nomapa da excluso racial brasileiro.

    Assim, como na dinmica das atividades doFrum, este livro tambm se estrutura segundouma praa de debates. Ele tecido a partirdessas vozes e olhares, o que resulta em ummaterial tratado luz da experincia e conheci-mento de toda a equipe que comps esta inicia-tiva. A matria-prima desse material so as falase depoimentos dos(as) gestores(as), dos mem-bros da SEPPIR, da Fundao Fredrich Ebert,dos(as) palestrantes que participaram dosencontros, das leituras dos relatrios.

    Antes, porm, convidamos voc a visitar a ante-sala da tribuna. Nela, discutiremos, preliminar-mente, a importncia do Estado brasileiro napromoo da igualdade racial a partir de umcurto itinerrio, destacando o perodo da cha-mada transio democrtica at os dias atuais.

    Os desdobramentos dessa trajetria contornamum outro perfil para as polticas desenhadas eimplementadas atualmente pelo poder pblico.Os governos, principalmente em decorrncia dasreivindicaes histricas dos movimentos ne-

    12

  • gros, vm considerando a questo racial comoum eixo estruturante e, portanto, fundamentalpara a construo de polticas pblicas que sepretendem afinadas com as demandas sociais.

    A nossa prxima primeira "praa de debates"tratar exatamente disso. O Frum Intergover-namental de Promoo da Igualdade Racialemblematiza um esforo coletivo dos governosmunicipais, estaduais e federal para o planeja-mento e execuo de polticas eficazes no com-bate ao racismo. Apresentaremos para voc,nesta seo, a concepo do FIPIR: objetivos,metodologia, temas abordados, abrangncia,organismos integrantes.

    Os encontros, parte central desta iniciativa,foram realizados com os objetivos de articular,planejar e construir conjuntamente a dinmicado Frum (outubro de 2003 e janeiro de 2004) ede qualificar os(as) gestores por meio de con-

    tedos (maio de 2004) e monitorar as aesempreendidas (setembro de 2004). Essas etapas,interligadas entre si, contaram com a partici-pao de especialistas que contriburam para otrabalho dos(as) gestores(as) em suas locali-dades. A educao, nomeadamente, a imple-mentao da Lei 10.639/2003, esteve no centrodo debate deste primeiro ano.

    A questo do trabalho, na interface de geraode trabalho e renda, outra aliada para os obje-tivos do Frum. Ela procede s discusses sobreo monitoramento.

    A participao de mltiplos sujeitos um bomsinal para o enfrentamento de um problema quesolicita, a todo o momento, a participao efeti-va de todo(as). Bem-vindo(a) nossa praa dediscusso. As discusses em cada praa seespraiam e sinalizam para a construo de umBrasil sem racismo. Boa leitura!

    13

  • 14

  • Ante-sala do Frum:uma discusso preliminar

  • Oartigo constitucional acima deixa claro osmarcos leg